terça-feira, 10 de julho de 2018

quando voce diz que os postulados são diferentes dos axiomas pois são evidentes, o que você quer dizer com isso? Como algo pode ser evidente em matemática (no sentido de verificar empiricamente)? Quer dizer óbvio?

Exatamente. Os axiomas não possuem nenhuma evidência, isto é, não há como se verificar fatualmente que eles sejam válidos e nem demonstrar logicamente. Os postulados também não podem ser demostrados logicamente, como os teoremas podem. Mas podem ser verificados fatualmente, por meio de traçados de desenhos, por exemplo. Claro que essa verificação é válida em certas circunstâncias. Contudo os postulados não são óbvios. Óbvio é algo que se é obrigado a aceitar sem verificação, porque não tem como não ser como se diz. Os postulados poderiam não ser como se diz e, de fato, pode-se contrariá-los e, com isso, construir uma outra teoria a respeito do assunto. Como aconteceu com as geometrias não euclideanas.

mas por que os maiores genios estavam conectados a matemática? isso não é coincidência não. O que o senhor acha de Gauss?

O que acontece é que a população, na maior parte, tem mais dificuldade em matemática e no que dela depende, como a física. Então considera que quem a domine com facilidade é um gênio mais genial do que quem domina, por exemplo, a capacidade de compor música clássica, estratégia militar, escultura em mármore, projetos arquitetônicos, escrita de romances e outras atividades que também requerem alta inteligência para produzir obras geniais. De fato, a inteligência lógico-matemática é mais rara. Mas isso não significa que seja maior do que outras modalidades de inteligência. No caso da física, por exemplo, é mais importante a intuição sobre que fenômeno está ocorrendo do que a habilidade matemática, mesmo que essa seja completamente necessária.

Concorda? https://www.youtube.com/watch?v=Qj6mQSdBSGI

Concordo. Acho que se pode entender qualquer coisa se se empenhar. Se não entende é porque não se empenhou. Ou porque é burro mesmo. Os pedagogos não gostam de dizer que existem pessoas burras. Dizem que alguns apenas custam mais a entender. Para mim, se custa muito, é burro. E meus mais de quarenta anos de magistério, lecionando para mais de cinco mil alunos, me mostraram que burros existem mesmo. Todavia, há assuntos que mesmo os inteligentes custam para entender. Por exemplo, Teoria Quântica de Campos. Para entender tem que fazer graduação, mestrado e doutorado em Física. E, mesmo assim, não é fácil. Mais difícil ainda é a (proposta de) Teoria das Supercordas. Filosofia também tem autores difíceis. Além do Kant, eu cito o Hegel e o Heidegger. Nietzsche é fácil. Platão e Aristóteles também. Tomás de Aquino, mesmo que eu não concorde muito com ele, é muito didático. Da gosto ler a "Summa contra gentiles". De fato, é preciso ter culhões e ficar indignado se se diz que não se é capaz de entender algo. Nunca aconteceu comigo de eu não dar conta de entender algo. Às vezes eu preciso buscar os pré-requisitos e os pré-requisitos dos pré-requisitos. Mas eu chego lá. Como professor eu sempre fui exigente e não facilitava para os alunos. Eles tinham que ter culhões e dar conta do que fosse difícil assim mesmo, sem refresco. E nenhum aluno que eu reprovei achou que não mereceu ou que foi por minha culpa a reprovação. Porque eu explico muito bem e de vários modos, para não deixar dúvida. E respondo todas as perguntas com toda a boa vontade e paciência.

Que livros vc recomendaria pra alguem quer quer aprender fisica moderna por curiosidade?Além do Paul Hewitt.

O Hewitt é bem elementar. Em nível de Ensino Médio eu recomendo o Jay Orear. Em nível superior, introdutório, eu recomendo o Acosta, Cowan & Grahm (Harla), em espanhol. Os volumes 4 das coleções de Física Geral introdutória dos cursos superiores de ciências exatas sempre têm capítulos de Física Moderna.

O que precisa fazer/deter para entrar no CBPF. Fora a graduação em física? Tem que ser necessariamente bacharelado?

Não. Um licenciado em física, um matemático (licenciado ou bacharel), um engenheiro podem entrar para o CBPF. Mas vão ter que fazer um nivelamento das disciplinas do bacharelado em física que não cursaram. Na minha época a seleção era só pelo currículo. Não sei se atualmente há algum exame.

As composições de Mozart serviram como inspiração para Beethoven. E Beethoven inovou se comparado às composições da época. Claro que os físicos/astrônomos/químicos têm mais conhecimentos sobre várias áreas, mas os compositores tem uma inteligência diferenciada :)

Compositores de música clássica também têm que ter raciocínio lógico-matemático, além do pendor para música e ter um bom conhecimento de literatura.

Para um aluno do ensino médio que gosta das ciencias exatas, como adquirir mais paciência para estudar matérias como história, geografia e biologia?

Só se vai ter disposição para estudar o que quer que seja, se se tiver interesse naquele conhecimento. Se se achar que ele é deslumbrante e maravilhoso. Eu, por exemplo, sempre me maravilhei com todo o tipo de conhecimento, exceto os conhecimentos referentes a negócios, leis, administração, finanças e coisas do tipo. Também não me interesso por agricultura e assuntos correlatos. Mas adoro física, matemática, astronomia, astrofísica, cosmologia, geologia, meteorologia, literatura, música, história, geografia, biologia, filosofia, sociologia, pintura, escultura, arquitetura, engenharia, informática, cinema, psicologia e outros mais. Inclusive trabalhos manuais, como marcenaria, eletrotécnica, bricolagem e consertos em geral. Então, se você não tiver esse interesse grande, não adianta, não vai ter disposição para estudar o assunto.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails