sábado, 29 de março de 2014

acerto

Por que a história da Itália se lhe destaca frente às de outros países?‎

Porque ela foi muito variada, desde os primórdios da formação de Roma, passando pelo Império Romano, pela Itália Medieval e a moderna. Acho que a contribuição para a civilização que a Itália deu foi superior às contribuições da Grécia, França, Alemanha, Áustria, Inglaterra, Espanha e Rússia, que foram outras nações de grande importância para o ocidente. Isso vale para a cultura, o direito, as artes, a música, a arquitetura, a pintura, a escultura e, até, para a ciência. Se bem que, neste último quesito, as contribuições da Inglaterra, França e Alemanha possam ter sido maiores.

Olá professor! Bom, na verdade quero pedir-lhe um conselho... Quando você tem que escolher entre duas coisas (profissões), que ama incondicionalmente, mas as duas não 'se batem', não tem absolutamente nada haver, o que é o certo a fazer?

O primeiro critério de escolha profissional é o da satisfação em exercer a profissão. O interesse por ela. O segundo, se houver empate, é o benefício social que ela possa promover. Havendo ainda empate, se pode escolher pelo retorno em termos de remuneração. Em todos os casos é possível se dedicar a uma das atividades profissionalmente e à outra como diletantismo.

Olá professor! Bom, na verdade quero pedir-lhe um conselho... Quando você tem que escolher entre duas coisas (profissões), que ama incondicionalmente, mas as duas não 'se batem', não tem absolutamente nada haver, o que é o certo a fazer?

O primeiro critério de escolha profissional é o da satisfação em exercer a profissão. O interesse por ela. O segundo, se houver empate, é o benefício social que ela possa promover. Havendo ainda empate, se pode escolher pelo retorno em termos de remuneração. Em todos os casos é possível se dedicar a uma das atividades profissionalmente e à outra como diletantismo.

Olá professor! Bom, na verdade quero pedir-lhe um conselho... Quando você tem que escolher entre duas coisas (profissões), que ama incondicionalmente, mas as duas não 'se batem', não tem absolutamente nada haver, o que é o certo a fazer?

O primeiro critério de escolha profissional é o da satisfação em exercer a profissão. O interesse por ela. O segundo, se houver empate, é o benefício social que ela possa promover. Havendo ainda empate, se pode escolher pelo retorno em termos de remuneração. Em todos os casos é possível se dedicar a uma das atividades profissionalmente e à outra como diletantismo.

Olá professor! Bom, na verdade quero pedir-lhe um conselho... Quando você tem que escolher entre duas coisas (profissões), que ama incondicionalmente, mas as duas não 'se batem', não tem absolutamente nada haver, o que é o certo a fazer?

O primeiro critério de escolha profissional é o da satisfação em exercer a profissão. O interesse por ela. O segundo, se houver empate, é o benefício social que ela possa promover. Havendo ainda empate, se pode escolher pelo retorno em termos de remuneração. Em todos os casos é possível se dedicar a uma das atividades profissionalmente e à outra como diletantismo.

O que o Senhor acha do espiritismo?‎

Totalmente improcedente. Não é possível haver reencarnação e nem comunicação com espíritos porque espíritos não existem.

Os Criacionistas dizem que a teoria do Big Bang é Contraditória. Concorda ?‎

Claro que não é. Mas, se fosse, isso apenas mostraria que ainda não se achou a explicação correta para o surgimento do Universo e não que implique em que a suposição de que tenha sido uma criação de uma entidade extrínseca ao Universo é que seja correta. Inclusive porque esta suposição também não provê a explicação do modo como essa entidade procedeu para "criar" o Universo. Por outro lado, a teoria do Big Bang não é uma teoria a respeito do surgimento do Universo e sim a respeito da expansão de seu espaço. Logo, não se contrapõe ao criacionismo. Não há, ainda, nenhuma teoria científica a respeito do surgimento do Universo. Mas não acho que a criacionista seja correta.

Estou no curso de Engenharia de Controle e Automação na UFLA. Mas tenho vontade de ser físico... Qual dessas opções pode me dar um maior retorno financeiro?‎

Depende de sua competência e das coincidências de oportunidades. Em geral Engenharia é melhor remunerada do que Física. Mas se você for um engenheiro medíocre, não será. Mas eu não penso que o critério de retorno financeiro deva ser o decida a escolha da profissão. O que importa é a satisfação em fazer o que se gosta e, como isso, viver-se feliz.

Caro professor, qual é a diferença entre conceito e categoria ?‎

Conceito é uma descrição sobre o que algo seja, isto é, de que se trata ou o que "é". Categoria é o tipo de realidade em que se enquadra. Se é um ser, uma entidade, uma instituição, um valor, uma ideia, uma norma, uma ação, um fato, uma coisa, uma emoção, um sentimento, um conceito ou outro tipo. O conceito inclui a categorização e a particularização dentro da categoria. Uma especificação precisa de um conceito se chama "definição".

Preocupa-te contradizer-se?

Não, porque, em verdade, não me contradigo e sim evoluo meu pensamento. Algumas vezes minha opinião de tempos atrás não é mais a mesma. Isso porque ou estudei mais a fundo o assunto ou fui convencido de que estava errado. Por isso .

Acredita mesmo que a humanidade será capaz de estabelecer o "paraíso terrestre''? Isso em outras palavras se configura em "fé na humanidade", "esperança de que a humanidade evolua", "aposta" ou algo semelhante?‎

Não apenas acho que isso é perfeitamente possível como percebo que é uma tendência natural da evolução social da humanidade, se se observar o que vem acontecendo nos últimos milênios. Há uma progressão secular no sentido do aumento das liberdades, da diminuição da pobreza e da ignorância. Claro que ainda falta muito para chegar lá. Se se deixar correr a evolução espontaneamente, dentro de uns cinco a dez mil anos atingiremos esse paraíso. Se se fizer um esforço consciente para tal, acho que ele poderá ser atingido em uns mil anos só.

Todos os eventos incausados conhecidos pela física possuem condições para ocorrerem? Qual foi a condição do Big Bang?

Existem eventos que possuem condição e causa, eventos que possuem condição e não causa e os que nem possuem condição nem causa. Não me consta os que possuam causa e não condição. A princípio também poderiam existir. Em termos de tipos e não de número de ocorrências, a maioria se enquadra no primeiro caso. Os que se enquadram no segundo caso são poucos tipos, mas muitas ocorrências, talvez as de maior número. O surgimento do Universo é do terceiro caso, pois, não havendo nada antes (nem "antes"), não há condições a se preencher, nem causa a se considerar. Interessante é que, a se considerar que tenha sido obra de algum Deus, estaríamos diante de um evento que teria tido uma causa mas não condições.

Você como anarquista, não acha que se a polícia perdesse a autoridade, não haveriam estupros, roubos, enfim, não passaria a valer a lei do mais forte?

Sim, se isso acontecesse atualmente, em que a humanidade não está preparada para se auto-gerir de modo conveniente e satisfatório, para benefício de todos. Mas a anarquia não é para ser implantada como uma forma de resolver os problemas sociais. Pelo contrário, a anarquia é a culminância de um processo civilizatório em que a humanidade se tornará tão evoluída que nenhum crime será cometido porque ninguém desejará fazê-lo. Quanto isso acontecer, quando a pobreza tiver sido totalmente erradicada do mundo, quando a educação for completamente disseminada, quando todos forem conscientes, quando não houver mais preguiça e nem cobiça, então a anarquia se estabelecerá espontaneamente, porque não será preciso que exista governo, dinheiro, propriedade, fronteiras, religiões e nada disso. Isso é projeto para daqui a muitos séculos, ou mesmo, milênios. Mas é preciso que se vá incutindo a ideia e que se vá procedendo iniciativas para tal, como trabalhar de graça para o bem de todos, sem nada em troca. Como tomar para as pessoas os encargos que seriam do poder público. Como fazer tudo compartilhado. Como substituir a competição pela colaboração. E assim por diante.

Qual sua opinião sob a política? Direitista ou Esquerdista?

Sou de esquerda mas não sou socialista. Sou um comunista não marxista. Um anarco-comunista. Mas minha concepção anarquista não é revolucionária. Até que se possa estabelecer uma sociedade ácrata, sou favorável à social-democracia. Para um apanhado de minhas idéias políticas, visite meus blogs (links no perfil) e procure pelas palavras socialismo, comunismo e anarquismo na caixa de busca. Também entre no google e digite:
inurl:wolfedler palavra
em que "palavra" deverá ser substituido por socialismo, comunismo e anarquismo. Esse é um tema de que tenho dito muito e não comporta uma resposta resumida.

O que diria a essas pessoas que pensam que ser ateu é ser satanista?

Que ignoram completamente o que significa ser ateu. Inclusive porque ateus também não acreditam em satanás. E a crença em Deus não necessariamente inclui a crença em satanás. Isso é uma concepção das religiões abrahãmicas.

O senhor acha que afirmações proferidas pelos pais não devem ser contestadas ou questionadas pelos filhos(fora do pensamento)?‎

Se forem descabidas devem ser contestadas sim. Não é verdade que os pais tenham sempre razão. Os filhos podem refletir e ver que eles não esteja sendo razoáveis e se opor a suas determinações. E os pais não podem querer dos filhos nada que não seja razoável e passível de se demonstrar essa razoabilidade. Assim fui criado por meus pais e assim criei meus filhos. Nada de obediência e sim de concordância em fazer o que se pede porque seja o mais sensato. Essa é a minha concepção de educação.

Será que o direito à vida se extende a um homem que não é mais capaz de fazer nada, e no passado tinha feito algo maravilhoso?‎

Mesmo que não tenha feito nada maravilhoso toda pessoa tem direito a continuar vivendo mesmo que não seja mais capaz de realizações, exceto manter sua própria vida.

Se a vida é uma passagem e daqui nada levaremos, qual o sentido da vida? Por que estudar anos para conseguir um emprego bom,desfrutar algumas coisas se depois não levaremos nada?‎

O sentido da vida é, exatamente, viver. Pois ela é uma preciosidade inigualável. Um privilégio extremamente singular. É preciso que a fruamos com plenitude para gozarmos dessa regalia. É preciso que vivamos de tal modo que nos sintamos plenamente realizados, isto é, que a vida nos seja inteiramente significativa. Isso nos será propiciado se tivermos algo a que possamos atribuir sentido para ela. Algo a que nos dediquemos e que nos traga a satisfação de estarmos vivendo de modo tal que nossa vida faça diferença para a melhoria do mundo. Isso se encontra na prática do bem. Assim vivendo alcançaremos a felicidade, que não é obtida por ser perseguida, mas brindada aos que se esquecem dela e buscam o bem geral como meta de sua vida. É amando sem buscar retorno que se acaba sendo amado. E é sendo amado que se sente o prazer de viver.

Professor, se eu estou aqui, ok, eu existo. Mas se eu morrer, e deixar de existir, bem... Eu tenho de ir pra algum lugar, não é? Segundo o senhor nós vamos para lugar algum! Mas isso é meio confuso, se é assim, então eu não estou aqui? Não pode algo simplesmente deixar de existir.‎

Não tem que ir para lugar nenhum. Os átomo de seu corpo certamente vão para algum lugar, como adubo, cinzas, fezes ou cacos (depende do modo como morreu). Mas o seu "eu" desaparece completamente. O "eu" é uma ocorrência que se dá em razão do funcionamento da mente que, por sua vez é uma ocorrência do funcionamento do cérebro e seus anexos. Uma vez cessado esse funcionamento, com a morte biológica do organismo. a mente e o "eu" deixam de existir. Ele não são entidades substanciais. São ocorrências. Podem perfeitamente deixar de existir. O fato de você vir a deixar de existir não impede que, atualmente, exista. Isso acontece com muita coisa. Por exemplo, o Império Romano não existe mais. Mas existiu. Não há lei de conservação de ocorrências, como há de conteúdos substanciais.

Oque acha dessa pagina ? https://www.facebook.com/RoutinesNeoAtheists?fref=ts‎

Acho que o pessoal que a produz considera que tudo aquilo que está escrito na foto da capa não seja possível, mas é, por mero acaso mesmo. E essa possibilidade é muito mais plausível do que a suposição de uma entidade extrínseca ao Universo ser a provocadora daquelas ações. Inclusive se é porque não se tem explicação sobre como se tenha dado o surgimento de tudo sem projeto, sem causa e sem propósito que não se acredita que assim tenha sido, então também não se pode acreditar que tudo tenha sido obra de Deus, pois também não se tem explicação do modo de procedimento de Deus para produzir tudo o que se atribui que ele produziu. Argumentar que grandes cientistas tenham sido crentes em Deus não tem valor nenhum para confirmar a existência de Deus, pois também há muitos outros igualmente grandes que não acreditaram e não acreditam em Deus. Além de que não há relação lógica nenhuma entre as duas coisas. Portanto, também não é válido dizer que Deus não existe porque há grandes inteligências que assim o consideram. O texto de André Frossard, de 19 de fevereiro de 2014 não tem a menor sustentação. Não é preciso, absolutamente, demonstrar que Deus não existe para assim o considerar. Não existe essa demonstração, do mesmo modo que não existe demonstração de que exista. Mas a suposição de sua inexistência é a que se deve ter como admissível face a inexistência de provas a favor e contra ela. Porque sua existência não é evidente e o que não é evidente requer provas para ser aceito e não provas para não ser aceito. Quanto a dizer que Deus seria a causa de tudo o que existe, há dois problemas. O primeiro é que causa não é um requisito necessário. Pode haver ou não. O segundo é que se tiver tido alguma causa (o motor primo) nada indica que tal causa seja a entidade que as religiões consideram como sendo o Deus. Desse modo seria até possível admitir as concepções deísta e panteísta. Mas nenhum argumento leva à concepção teísta. Isso já foi mostrado há mais de 700 anos por Duns Scoto e William de Ockham, que todavia eram teístas, mas por fé e não pela razão.

O que você tem a dizer para as pessoas que aprendem com você? Qual seu recado para as pessoas que se espelham em você e querem aprender contigo?

Duas coisas importantíssimas. A primeira é agradecer a confiança no que eu digo. A segunda é desconfiar do que eu digo. Isso mesmo. Não vá acreditando em mim só porque fui eu que disse. Faça pesquisas e veja o que existe a favor e contra minhas palavras. Então conclua por si mesmo se estou certo ou errado. É assim que eu sempre ajo. Duvido de minhas próprias opiniões e as verifico. Então assumo as que constato bem plausíveis, sempre considerando que possa estar errado. Mas, enquanto não me for mostrado o erro que cometeria, digo que aquilo seja verdadeiro, pois é o que eu acho que seja.

Li uma vez, em um livro de divulgação científica, que um carro pode passar uma parede inteira sem algum arranhão com uma probabilidade não-nula de acontecer. É verdade? Se for, coisas que os crentes acham absurdas e milagrosas podem não passar de consequencias de leis da Fisica. E não de deus.‎

O fenômeno do carro é possível, mas quase impossível. Os ditos "milagres" em alguns casos são possíveis também, sendo quase impossíveis. Outros são impossíveis mesmo. Todavia esses quase impossíveis parecem ocorrer com uma frequência completamente incompatível com a sua baixíssima probabilidade. Então é muito suspeito que sejam ocorrências genuínas e não fraudes.

Professor o senhor acha que baladas são desperdício de tempo?‎

Não. Depende do gosto de cada um. Eu não acho que seja um tempo bem aproveitado. Mas isso é uma opinião minha. Então eu não vou. Quem gostar vá é tire bom proveito. O que eu não acho válido é ir só porque os outros vão, sem estar achando bom. Aliás, isso vale para qualquer atividade. Jamais se deve fazer algo que não se aprecie porque os outros apreciam. Ou deixar de fazer algo diferente do que os outros gostem, se se gosta. Por exemplo, ouvir ópera. Gosto disso desde criança. Mas quase nenhum colega meu ouvia ópera. Eu não estava nem aí. E quase todos meus colegas gostavam de futebol. Eu sempre detestei. Também não estava nem aí. O importante é ter uma personalidade bem forte e ser o que se é, afirmando-se assertivamente, sem o menor constrangimento. Se se gosta de balada, que se curta.

O que "anima" nosso corpo?‎

Todos os animais são animados por seu metabolismo interno. Os vegetais, mesmo não possuindo animação, também vivem porque têm metabolismo. O que faz um sistema vivo ser diferente de um que não seja vivo é a "autopoiese", isto é, a capacidade de tomar iniciativa de interagir com o ambiente para se prover, especialmente, de energia, bem como para outras interações. Essa "autopoiese" é que diferenciou o primeiro sistema primitivo que se poderia chamar de "ser vivo", da matéria inanimada. Ela é o resultado da complexidade estrutural do sistema. Nenhum sistema simples é capaz disso. A complexidade, extrema mesmo, é necessária para que haja o tipo de funcionamento que caracteriza a vida, isto é, um funcionamento por iniciativa própria. Depois que, por acaso, os primeiros sistemas vivos passaram a existir, toda a vida, dai para frente, é passada de um ser vivo para outro. Somos vivos porque proviemos dos gametas de nossos pais, que eram vivos. E assim por diante até o primeiro coacervado. Do mesmo modo que daqui para frente, nossa descendência viverá porque terá vindo de outro ser vivo. Isso não impede que possam estar surgindo, atualmente, novos sistemas vivos primordiais. Isso pode estar acontecendo nas fumarolas submarinas. Esse "funcionamento" teve uma partida há bilhões de anos e vem sendo transmitido de geração em geração e de espécie para espécie ao longo da evolução. Por isso é que gerar uma descendência é uma ocorrência de extrema significância para qualquer ser vivo. Ser pai e ser mãe é ser partícipe dessa cadeia de vida que, nesse caso, passa por nós e prossegue pela nossa descendência e pelas novas espécies que evoluirão a partir da nossa, quem sabe na pessoa de um descendente nosso, até que não haja mais condições ambientais para suportar a vida no Universo (pois, mesmo que isso acabe na Terra, pode ser que terráqueos se mudem para outros planetas e continuem a vida por lá. - E isso pode vir a acontecer um sem número de vezes nos bilhões e trilhões de anos em que algum lugar do Universo for capaz de suportar a vida).

Se devemos seguir em frente com o que acreditamos, então os racistas e assassinos devem seguir em frente e ninguém tem o direito de julgar o quê eles acreditam?‎

Todo mundo tem o direito de ter a opinião que quiser a respeito do que quer que seja. O que não pode é agir em função de suas opiniões de modo a prejudicar aos outros, à sociedade ou à natureza. Mas não gostar de outras raças que não a sua, não gostar de outras orientações sexuais que não a sua, não aceitar que o outro gênero que não o seu seja igualmente capaz como o seu, não achar que outras religiões que não a sua possam também ser verdadeiras e outros preconceitos similares é um direito que todo mundo tem de ter.

"certeza, eu não tenho de quase nada, exceto de trivialidades." Que trivialidades?‎

De que há um computador na minha frente, de que está de noite aqui e agora, de que estou com sede. Esse tipo de coisa. Mesmo algumas não trivialidades eu não duvido mais, pois já refleti e conclui. Por exemplo, que eu exista, que esteja vivo, que não esteja sonhando e outras desse tipo.

Uma pessoa que espera em Deus para conquistar algo um dia alcançará?

Pode ser que alcance, por coincidência. Não porque tenha esperança. Isso não vale nada. Ter ou não ter esperança não faz diferença para se conseguir nada. O que importa são os esforços e as coincidências e acasos. A esperança pode é tranquilizar a pessoa para que não fique ansiosa ou tensa por pensar que pode não conseguir o que quer. Só isso. Não tem efeito determinante nenhum.

Se as células cerebrais renovam-se completamente inúmeras vezes ao longo da vida,onde é que ficam ARMAZENADAS as informações e experiências que assimilamos na nossa tenra idade,as quais podemos acessar hoje?Nenhum dos neurônios que receberam aqueles estímulos estão ainda vivos para serem retomados‎

O armazenamento das informações no cérebro não fica no material de que o cérebro é feito, mas nas estruturas com que é formado, isto é, nas ligações entre os neurônios. Essas ligações continuam sendo as mesmas, à medida que o material de que elas são feitas vai sendo substituído. Elas não são destruídas. A substituição é gradual. Tudo vai sendo reposto do mesmo modo que era antes, de forma que as estruturas permanecem. A memória e os demais fatos da vida psíquica não são coisas materiais. São ocorrências estruturais. Não se transfere uma memória entre cérebros sugando com uma seringa e injetando no outro. Elas têm que ser formadas dentro do cérebro que as acolhe. A mente não é material, mesmo que dependa do substrato material para existir. Também não é espiritual. É uma ocorrência estrutural. Isto é, um acontecimento que se dá com a estrutura do cérebro. A estrutura precisa da matéria neural para se estabelecer. Mas ela não "É" o conjunto de neurônios. É a forma como eles se interconectam. Os neurônios estão vivos sim. Eles são os mesmos, mesmo que todo os seus átomos tenham sido trocados. Os neurônios, exceto em patologias como o mal de Alzheimer, ou em acidentes, não morrem. Permanecem toda a vida. Mas as memórias não são os neurônios. São as ligações entre eles. Que também são preservadas, mesmo que sofram modificações ao longo da vida.

Veja isto retirado do Ask de Giuseppe Luca: pergunta: o ernesto e tao vagabundo e egoista que ele nem curte as perguntas que el te faz,Vc respondeu e ele nem curtiu ele so quer os likes pra ele pra ele ganhar fama mais dar likes ele nunca dá resposta: Bem observado! Astutamente assinalado!‎

Essa é a opinião dele. Não ligo para likes. Não troco likes. As pessoas que dão para mim o fazem porque querem. Entrei nesse Ask a pedido para responder perguntas e não para fazê-las. É o que tenho buscado fazer na medida do possível, mas não dou conta de tantas. Então ficam sem ser respondidas. Meu tempo para isto é limitado.

"não é preciso provar que Deus não existe e sim que existe. Como isso ainda não foi feito, a hipótese a ser considerada é a de sua inexistência" Errado. A hipótese a ser considerada é a de que não sabemos se existe (agnosticismo). Para considerar a INexistência, há de provar-se esta igualmente

De modo nenhum. Não havendo prova de que exita, se não é evidente, a suposição é de que não exista. Isso não se aplica apenas a Deus mas a qualquer coisa. Senão você teria que supor que a existência de unicórnios, duendes e entidades similares seja algo a ser levado seriamente em consideração.

Como é que nossa identidade permanece a mesma, apesar das mudanças do corpo? O QUE é nossa identidade? Que relações estabelece-se entre cérebro, corpo e identidade?‎

Nossa identidade está nas estruturas das ligações entre os neurônios no cérebro. Mesmo com as mudanças gradativas dos átomos que formam essas estruturas, elas são preservadas enquanto se vive. Claro que elas evoluem no tempo, de modo que nossa personalidade não é fixa. A ligação entre o cérebro e o resto do corpo é feita pelo sistema nervoso, que leva os comandos e recebe as informações. O mecanismo de estabelecimento do "Eu" é objeto de intensos estudos e, ao que tudo indica, reside em uma percepção global do cérebro sobre todo o organismo, procedida por uma varredura constante do estado de todo o corpo, inclusive do próprio cérebro. Quem tem escrito ótimos livros sobre esse tema é o neurologista António Damásio, em seus vários livros de divulgação de neurociências.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Dam%C3%A1sio

O que é física quântiica?‎

É o estudo dos fenômenos da natureza em seu nível mais profundo, das partículas constituintes dos átomos, que formam a matéria. Há um modelo matemático que descreve o comportamento dos sistemas naturais nesse nível, chamado Mecânica Quântica. A Física Quântica é o estudo fenomenológico das ocorrências que a teoria da Mecânica Quântica faz a descrição.

"Como Deus não existe, pecado não existe. Existe o bem e o mal e existem ações más e ações boas." Não entendo como você, declarando-se ateu cético, pode afirmar com tanta certeza que "Deus não existe..." e ainda considerar que esteja livre do ônus da prova.‎

Absolutamente não é preciso provar que Deus não existe e sim que existe. Como isso ainda não foi feito, a hipótese a ser considerada é a de sua inexistência, uma vez que a existência não é evidente. Portanto o ônus da prova recai sobre quem acha que exista e não sobre quem ache que não exista. Isso é óbvio. Minha afirmativa sobre sua inexistência não fere meu ceticismo, pois ele não se refere ao que eu acho que seja verdade mas ao que eu tenha certeza. Não tenho certeza de que Deus não exista, mas acho que não existe. Isso me permite afirmar que não existe, pois tudo o que digo é o que eu acho, já que, certeza, eu não tenho de quase nada, exceto de trivialidades.

No caso, o calor, não na linguagem vulgar, não é temperatura, é uma sensação?‎

Tecnicamente, calor é a modalidade de energia que é transferida entre sistemas devido a sua diferença de temperatura. A sensação térmica de temperatura alta também pode ser chamada de calor, como a sensação térmica de baixa temperatura pode ser chamada de frio. Os sentidos de calor e de frio não devem ser confundidos com o tato. São outros sentidos, dentre as quase duas dezenas de que somos capazes de sentir. Não temos apenas cinco sentidos como se costuma dizer. Há sentido para dor, pressão, frio, calor, cócegas, equilíbrio, posicionamento esquelético, fome, sede, aceleração e vários outros, além da visão, audição, olfato e paladar. O tato é só o sentido de pressão e textura no contato com a pele.

"Acima de tudo, não perca a esperança."

Não acho que esperança seja algo significativo. Porque se trata de considerar que algo vá acontecer, mesmo que não se envidem esforços para tal. Isso não tem cabimento. O que vale é ter confiança de que os esforços envidados serão recompensados pela obtenção dos resultados almejados, se se empenhou bastante para tal. Em geral, para mim, fé e esperança são sentimentos descabidos. Sou uma pessoa que não tem fé e nem esperança em nada. Eu sei ou não sei e confio ou não confio. Mas não acredito em nada gratuitamente, sem que haja, pelo menos, fortes indícios de veracidade. Nesse caso, contudo, eu não chamo essa crença de fé.

Frio é a falta de calor ou de temperatura?...

Frio é uma temperatura abaixo de um valor tido como confortável (cerca de 22°C). Na linguagem vulgar pode-se dizer que frio é pouco calor, pois, nessa linguagem, calor tem o significado de temperatura. Quando se diz que está fazendo muito calor, está se dizendo que a temperatura está elevada.

Eu também acho que os autores/artistas devem poder viver do trabalho que fazem, mas acho que mais importante e urgente que isso é que as pessoas possam usufruir livremente de cultura e conhecimento.‎

Concordo. Para isso seria preciso, até que existe um mundo anárquico, que artistas, como cientistas, seja subsidiados pela sociedade para produzir suas obras e disponibilizadas de graça para o povo. Claro que com critério de qualidade, para que não se desperdice dinheiro investindo em mediocridades. Isso pode ser feito pelo governo ou por fundações e outras entidades do tipo. Ou por mecenas que sustentariam os artistas para que eles produzissem para o povo.

O que o professor tem a dizer a respeito do ideal econômico como um todo, do Partido Socialista Brasileiro, PSB e do Partido Verde, PV?‎

Não sou socialista e acho que o socialismo não é uma boa solução para a economia. Sou comunista não marxista. Mas é preciso entender que o sentido verdadeiro da palavra comunismo não é o que historicamente ela adquiriu. O problema com o socialismo é que ele requer um estado forte que seja o regulamentador da economia e único patrão de todos os empreendimentos econômicos, transformando toda a população em trabalhadores assalariados. Isso, inclusive, não combina bem com um regime político democrático e, muito menos, anárquico. Já o comunismo é um sistema econômico sem trabalhadores assalariados. Todos são sócios da economia, que não tem dono. O governo, se houver, é só um coordenador de esforços. Não é patrão de ninguém. Nesse sentido, o melhor caminho para o comunismo, em que se terá abolido totalmente a propriedade e o dinheiro, é a exacerbação tão grande do capitalismo que faça com que todas as pessoas sejam capitalistas e ninguém seja empregado. O capital ficando inteiramente pulverizado pela população, sem estar acumulado com ninguém, levará a que seja extinto por falta de necessidade de existir. Enquanto isso, pode-se, também, acabar com o estado e o governo, alcançando-se a anarquia. Anarquia e comunismo, na política e na economia, são o melhor casamento de modo de ser para a sociedade humana.

''Cada um será tanto mais sociável quanto mais pobre for de espírito, e, em geral, mais vulgar (o que torna o homem sociável é justamente a sua pobreza interior). Pois, no mundo, não se tem muito além da escolha entre a solidão e a vulgaridade.'' (Arthur Schopenhauer) - Concorda? Por que?

Discordo. Schopenhauer pretendia justificar a sua misantropia com uma pretensa superioridade intelectual. Certamente que ele era muito inteligente e culto, mas isso não implica em ser anti-social. Pode-se ser extremamente sociável sendo-se muito elevado culturalmente, muito inteligente e de grande riqueza interior. Essas características não são negativamente correlacionadas. Isso é patente pela observação das pessoas.

Porque um dia tudo acaba sem ao menos sabermos porque começou? Não seria justo, neste nosso estágio atual de entendimento, que soubéssemos o porque da vida e da morte? O que esperam de nós? O que agregamos a humanidade?

Nosso atual estágio de entendimento ainda é muito primitivo para se saber a razão da vida. Mas da morte já se tem ideia. Ela até pode ser evitada e existem pesquisas nesse sentido. A humanidade é uma espécie muito jovem no planeta. Só tem 200 mil anos. Ainda terá vários milhões de anos pela frente. Algum dia se saberá a razão de tudo. Não em nossa vida, certamente. Mas o fato de não se saber não é motivo para se desanimar com a vida. Ela é um fenômeno maravilhoso e não temos o imenso privilégio de compartilharmos dela. Então encaremos-na de frente e fruamos dela o máximo. Isso pode ser feito dedicando-nos a colaborar, exatamente, para desvendar essas questões inquietantes. O trabalho de pesquisa dessas razões é, sem dúvida, uma das boas razões para se dedicar a vida e torná-la plana de significado. Como? Tornando-se um filósofo ou um cientista. Também se pode ser um artista e dedicar a vida a encher o mundo de beleza, com música, dança, pintura, literatura ou o que for. De qualquer modo, qualquer que seja a atividade a que uma pessoa se dedique, ela pode se valer dela para fazer o mundo melhor e, como isso, sentir-se satisfeita por estar vivendo.

Não quero trabalhar, não quero estudar! A vida pra mim não tem sentido! Tudo é um tédio!? Estou farta de remédios antidepressivos, de psicóloga, de igreja! E quero morrer, pq Deus prolonga minha vida. Que loucura! Tenho 28 anos e n estou como gostaria! Sem sentido! Me ajude!‎

Pense que a vida é uma preciosidade ímpar. Uma raridade incomensurável. Você existir e, ainda mais, ser um elemento da espécie humana, que possui senciência e consciência, Que é capaz de pensar e sentir. Isso é um privilégio sem preço. Esqueça a Igreja, esqueça Deus. Se você ficar pensando nisso concluirá que sua infelicidade é culpa de Deus. Não é, pois Deus não existe. Use toda a sua capacidade para se dedicar a algo positivo, que promova a melhoria do mundo, que faça bem para as outras pessoas. Você se sentira realizado. Verá que o fato de estar vivendo tem um significado. Ame, mesmo que não seja amado. Não se preocupe em buscar a felicidade. Ela não vem para quem a procura, mas para quem se esquece dela e se dedica a fazer o bem. Não busque ser amado, mas amar. Então será amado. Não logo, mas acabará sendo. Agindo positivamente, você se libertará dos anti-depressivos. Pense mais nos outros do que em si mesmo. Ocupe-se e esqueça-se de si. Então você vai começar a ver sentido em sua vida e se alegrará por existir.

Se livros, músicas e filmes estão disponíveis na internet por que não utilizá-los. Se fosse assim tirar cópia (Xerox) também seria crime. Às vezes só um trecho de uma página interessa, e já gostei tanto de um livro baixado que resolvi comprá-lo. [continua]‎

Mas xerocar um livro inteiro é um crime sim. Exceto se o livro for uma edição esgotada. Pode-se xerocar trechos. Baixar um livro que tenha sido adrede disponibilizado para tal não é crime. Mas escanear um livro que tenha direitos autorais e colocá-lo para ser baixado é crime tanto para quem disponibiliza quanto para quem baixa.

"Só pensa quem tem tempo a perder. Quem não tem tempo não pensa." Obviamente, na frase, o verbo "pensar" significa refletir, então a considero totalmente válida. O que o senhor pensa em relação à esta frase?‎

Pensar não é perda nenhuma de tempo. Pelo contrário, é um dispêndio sumamente proveitoso de tempo. Quem não tem tempo para pensar é que perde tempo fazendo outras coisas e não pensando. Claro que não se pode ficar o tempo todo só pensando. É preciso agir também. Mas agir sem pensar é o cúmulo da ignorância. Quem acha que refletir é perda de tempo é um imbecil. Mesmo que não vise nenhuma ação, pensar é altamente proveitoso para propiciar o maior entendimento e a maior compreensão do mundo e de nossa inserção nele. Além do mais, pensar é a segunda coisa mais gostosa que se pode fazer na vida. Pensar é que nos distingue, como humanos, dos demais animais, Especialmente o pensar desinteressado de qualquer utilidade prática.

"a luz foi criada antes do Sol". O dia do relato de Gênesis não é composto por 24 horas, tal qual estás a interpretar, mas sim períodos de tempo cósmico.Quanto ao sacrifício de Jesus Cristo, o pecado que ele redimiu foi o pecado da humanidade toda. Só por que não existiu Adão e Eva não havia pecado?

"a luz foi criada antes do Sol". O dia do relato de Gênesis não é composto por 24 horas, tal qual estás a interpretar, mas sim períodos de tempo cósmico.Quanto ao sacrifício de Jesus Cristo, o pecado que ele redimiu foi o pecado da humanidade toda. Só por que não existiu Adão e Eva não havia pecado?

sexta-feira, 28 de março de 2014

Dizem que a bissexualidade é o futuro da sociedade. O que pensa a respeito ?

A bissexualidade, a homossexualidade, a assexualidade e a heterossexualidade são orientações que, em todas as épocas e lugares, sempre exibiram mais ou menos a mesma distribuição fracional em relação ao todo da população. Não se trata de algo decorrente da repressão ou liberação dos costumes. Isso só muda o quanto as pessoas assumem publicamente sua orientação ou não. Não acho que as proporções existentes vão se alterar, pelo menos enquanto a evolução biológica não mudar a espécie humana para outra. Mas isso ainda levará milhões de anos. O que, certamente, vai mudar é a tolerância para se admitir como válidas todas as orientações e, como isso, permitir a livre expressão sexual de cada um, sem nenhuma estranheza ou condenação. Alvíssaras!

O senhor fala bastante sobre profissões, vejo que entende de tudo um pouco, mas e o real sentido da vida seria realmente trabalhar até morrer? Se no sistema anarquista todos tem tudo, onde o trabalho estaria alem de pesquisas e confecções?

O sentido da vida não está no trabalho. Mas o trabalho faz parte dos requisitos necessários para se dar sentido à vida. No anarquismo todos dispõem de tudo porque todos trabalham, uns pelos outros. Se ninguém trabalhar, como seriam produzidos os bens que todos teriam à disposição? Não é possível que a humanidade sobreviva com pessoas se dedicando apenas a estudos ou à arte. É preciso que pessoas se dediquem à produção de alimentos, utensílios e todo o tipo de bens que dão suporte à vida e uma vida confortável mesmo. Para todos, sem exceção de pobres, que não existem na anarquia. Mesmo quem se dedica a estudos e à arte, também precisa participar de trabalhos de produção, bem como dos cuidados para que a vida transcorra de forma prazerosa para todos, como, por exemplo, os serviços de limpeza. Todavia, na anarquia, como tudo é compartilhado e tudo feito em cooperação, os encargos de trabalho de cada um são muito menores, possibilitando muito mais tempo para o lazer e a fruição de prazeres.

Considerando que não existe droga perfeita, ou seja, sempre haverá efeito colateral que varia pra cada individuo. Você não acha razoavel a escolha de uma droga, independente do motivo, se basear numa relação custo-beneficio individual a longo prazo? Pra mim, o importante é o poder de vício ser fraco‎

Em minha opinião o uso de qualquer droga de atuação psicodinâmica, exceto no caso de prescrição médica para tratamento de problemas de saúde, é uma atitude completamente não recomendada, mesmo que ela não tenha nenhum efeito colateral danoso. Para mim a fruição de prazer só é legítima quando decorrente do funcionamento natural do organismo. Da mesma forma que o uso de anabolizantes para condicionamento físico e de moderadores de apetite para emagrecimento, sem prescrição médica. O corpo animal que possuímos é um sistema extremamente sensível a intervenções químicas artificiais em seu funcionamento. Qualquer programa de emagrecimento e condicionamento físico deve ser feito por meio de recursos preferencialmente naturais, a não ser que se tenha uma patologia grave.

Penso que você está extremamente equivocado ao ser tão inflexível quando o assunto é download de arquivos, você não pode comparar o download do que quer que seja com o ato de roubar comida ou uma peça de roupa, pelo simples fato de que esses produtos são de quantia limitada enquanto arqui. onlin. N.

Não estou equivocado não. Pirataria consiste em fazer uso de material não disponibilizado para ser baixado sem pagamento, sem que se pague por ele. Isso é roubo mesmo. Mas é claro que se pode baixar tudo o que seja disponibilizado gratuitamente. Isso vale para programas, livros, partituras, gravuras, músicas, vídeos, filmes ou o que quer que seja que possua direitos autorais e eles não tenham sido cedidos gratuitamente.

Uma vez vi você falar que era de sua vontade deixar uma " biblioteca comunitária " para as pessoas, depois de sua morte, tal biblioteca comunitária já existe, e se chama internet. Não vejo outra forma de tornar acessível o conhecimento senão a internet, e n concordo em chamar essas pessoas d crimin.‎

Sou inteiramente favorável a que livros sejam disponibilizados para serem baixados de graça pela internet e é assim que eu estou fazendo com o que eu escrevo. Mas é preciso que isso seja feito com a aquiescência do autor. Se o autor disponibiliza sua obra na internet para venda, então e preciso pagar por ela. Se ele não autoriza o escaneamento da obra para ser disponibilizada gratuitamente, fazer isso é um roubo sim. Não há outra palavra para descrever essa ação. Existe muita coisa disponibilizada de graça pela internet, com o consentimento do autor. Ou no caso de obras que já caíram no domínio público. Não se configura crime nenhum baixá-las sem pagar e há muitos sites para isso. O mesmo se dá com músicas, tanto gravações como partituras, vídeos e programas de computador.

Por que vc é contra o uso da maconha dos cabelera que toca reggae?

Porque faz mal à saúde. Mas acho que têm toda a liberdade de usar, se quiserem. Do mesmo modo que sou contra o uso do tabaco. Quem quiser que fume, mas é péssimo para a saúde. Mas sou contra que se impeça o uso. Quem quiser se matar, que se mate.

A estrutura matemática da Mecânica Newtoniana é o vetor(força). A ferramenta é o Cálculo Vetorial, normalmente no Rn. Muda alguma coisa para as outras formulações da Mecânica Clássica? Coordenadas generalizadas, não sei do que se trata, mas eu sei que a energia, usada neste formalismo é um escalar

A mecânica newtoniana usa vetores e tensores em três dimensões e não num espaço de dimensões genéricas. A energia usada de deve a que a função lagrangiana é a diferença entre a energia cinética e a potencial de um sistema e a hamiltoniana é a soma. As equações de Euler-Lagrange e as equações de Hamilton são equações diferenciais parciais verificadas por essas funções. E elas devem ser expressas em termos das coordenadas generalizadas mais adequadas para a descrição do movimento do sistema. A vantagem do formalismo analítico é que ele pode ser estendido à Relatividade Especial, à Relatividade Geral é à Mecânica Quântica, em que os Parêntesis de Poisson são convertidos nos comutadores dos operadores. Inclusive a equação de Schrödinger é escrita em função do operador Hamiltoniano, que é uma extensão da função hamiltoniana quando se converte posição e momentum em seus operadores quânticos nas expressões para a energia cinética e potencial. O formalismo também permite a inclusão de sistemas dissipativos, para campos de escoamento de fluidos e para campos elétricos e magnéticos. Em verdade toda as teorias de campo são escritas em formalismo lagrangiano (ou hamiltoniano).

Oque acha de arquitetura e urbanismo? Estou iniciando o curso agora, e gostaria de várias opiniões sobre o mesmo. Abraço

Genial. Quando garoto eu queria ser arquiteto ou engenheiro mecânico. Arquitetura para mim é fantástica por unir a arte à ciência exata da construção, à ciência biológica do conforto e à ciência humana do uso do espaço social. Adoro essa multiplicidade. Produzir algo que seja utilizável de modo adequado e, ao mesmo tempo, belo. Gosto dos projetos ousados, mas gosto, também, dos modelos clássicos em que a arquitetura se alia à escultura e à pintura. Em suma, se você gosta mesmo disso, mergulhe de cabeça.

E oque o professor acha que devemos, tanto a sociedade quanto o governo, para termos advogados, juízes e promotores de carácter e não corruptos?‎

Acho que o exame da OAB, que confere o direito legal de advogar, também examine o caráter dos candidatos, e não só conhecimentos e habilidades jurídicas, reprovando que tiver mau caráter. Como seria feito um exame de caráter eu ainda não sei. Mas penso que seja possível isso, por meio de algum método a ser desenvolvido por neuropsicólogos. Aliás o mau-caratismo deveria ser fator, inclusive, de reprovação escolar, desde os primeiros níveis do processo educacional.

Oque o senhor acha do Jair Bolsonaro?

Não concordo com praticamente nada do que ele diz. Acho uma pessoa de convicções totalmente opostas às minhas. Mas acho que ele tem todo o direito de defendê-las e acho bom que haja pessoas de diferentes opiniões no congresso e que as divulgue para o povo em geral, para que ele possa examinar todos os pontos de vista e decidir com consciência a respeito do que quer que seja.

Professor. Conhecimento é de ouro e aqui no Brasil os livros custam uma fortuna. Não é válido fazer o download de um livro para se revoltar contra os preços?‎

Não. Não é válido não. É um roubo, de qualquer jeito. Isso pode ser resolvido comprando livros em parceria com outras pessoas e fazendo o rodízio para leitura. Pode-se, até, montar uma biblioteca comunitária, cada um comprando, digamos um livro a cada três meses. Juntando umas 12 pessoas, dá para comprar um livro por semana. Em pouco tempo a biblioteca estará bem suprida. Juntando mais pessoas, dá para comprar mais livros por semana. É só conseguir um local para a sede. Sem ferir os direitos autorais. Pense se você fosse o escritor. Ia querer que xerocassem seus livros ao invés de comprá-los?

Oque o professor acha do curso de Direito e profissões derivadas do curso?

Apesar de eu jamais ter tido a menor intensão de ser advogado, eu acho que essa é uma profissão muito meritória. Porque existe muita gente safada, muito criminoso, muito corrupto e pessoas que fazem todo o tipo de mal. Então é preciso haver advogados corajosos que as enfrentem e as metam na cadeia. Advogados dispostos a defender os menos favorecidos, os pobres, os injustiçados contra o poderio dos que têm dinheiro para se safar contratando outros advogados corrompidos pelo dinheiro, que se vendem para defender pessoas desonestas e malfeitoras. O mesmo digo a respeito de promotores e juízes. Há muito juiz corrupto também. É preciso que pessoas de bem se disponham a serem juízes verdadeiramente justos.

O que acha da carreira contábil?

Essa é uma carreira a que eu jamais me dedicaria. Tenho especial ojeriza por mexer com dinheiro. Jamais eu seria contador ou bancário. Não acho nada interessante. Como não tenho interesse por essa atividade, não sei dizer nada sobre suas perspectivas profissionais.

"essa história de Adão e Eva é a mais consumada lorota." E por que o relato de Gênesis deveria ser interpretado literalmente, não alegoricamente? Já percebestes que um dia é definido pelo nascer e pôr do sol, e na Bíblia o sol não foi criado até o quarto "dia"? Significa que os dias não são de 24H.

Pode ser, mas no caso de Adão e Eva, se não se considerar que deus os criou literalmente como as pessoas que deram origem a toda a humanidade e eles pecaram, qual o sentido da redenção de Jesus Cristo? A se considerar que o ser humano evoluiu a partir de espécies antecedentes, sem que tenha havido, propriamente, um que se possa dizer que teria sido o primeiro, e se essa história do pecado original é apenas lendária, para que Jesus foi sacrificado na cruz? Esse sacrifício expiatório ao cruel Deus para que ele se sentisse aplacado em sua ira só se explica se houve um pecado original. Outra coisa interessante é que, na Bíblia, a luz foi criada antes do Sol. O que não entendo, também, é como um ser perfeito, como se considera que Deus seja, possa se irar com o que quer que seja.

O que o senhor pensa da carreira de biologia na área de genética? Vale a pena investir meu futuro nisso?

Qualquer que seja a ocupação, se é o que você gosta, por que tem entusiasmo em trabalhar, em que se vê satisfeito de atuar, vale a pena e, realmente, nem é uma pena. Biologia e genética são áreas de pesquisa em que se pode dar uma imensa contribuição para o bem da humanidade. Dedicar a vida a essa atividade, certamente, fará com que a vida seja plena de significado, que é o que faz a pessoa sentir que sua vida faz diferença para o bem do mundo e, assim, ficar realizada e feliz.

Professor, o que achas do Neil deGrasse Tyson?‎

Uma pessoa admirável. Gosto muito de tudo o que ele diz, quer em textos, quer em vídeos. Muito didático, muito educado, muito convincente e muito bem embasado em seus argumentos.

Ok, me formei em Engenharia, e aprendi somente a Mecânica de Newton. Sei que não é da área, mas em que situações um engenheiro se beneficiaria da formulação Lagrangeana ou Hamiltoniana ao modelar um sistema mecânico, visando, por exemplo, construir algum equipamento?

A engenharia se beneficia muito da formulação lagrangiana e hamiltoniana, especialmente a mecânica, em sistemas de alta complexidade. Há livros de dinâmica de mecanismos tratada sob a forma analítica e não vetorial. Também se aplica à mecânica de fluidos, especialmente nos casos em que se tenha campos elétricos e magnéticos e fenômenos térmicos envolvidos. Por exemplo, no projeto de bocais de foguetes, de turbinas e bombas de alto desempenho. De hélices de navios, pás de helicópteros, perfis de asas de aeronaves e, mesmo, mecanismos com cames, excêntricos. Até mesmo nos projetos de motores de combustão interna, seus virabrequins e coisas do tipo.

Quando se é anarquista, querendo ou não nós somos influenciados pelo sistema.(não tem como ser totalmente contra o sistema). Ou eu estou enganado?

Para se ser completamente fora do sistema é preciso voltar ao modo pré-histórico de vida. Aliás é o que pretende o anarcoprimitivismo. Mas não acho que isso tenha cabimento. O que se tem que rejeitar no sistema social atual é o que ele tem de perverso. Mas sempre se aproveitando de tudo o que ele tem de benéfico. A sabedoria é saber distinguir os dois aspectos. Como estamos inseridos no sistema social vigente, somos, necessariamente, influenciados por ele. Mas podemos rejeitar seus aspectos danosos. Mesmo alguns aspectos que não são bons se tem que aceitar e conviver provisoriamente, pois não há outro modo de agir, enquanto se luta para que se modifique. É o caso do dinheiro, por exemplo. Mesmo que se considere que uma sociedade sem dinheiro seja ideal, não é possível viver sem ele, por enquanto. Mas deve-se fazer esforços no sentido de que o máximo de coisas possa acontecer sem o envolvimento de dinheiro. Claro que isso não inclui a obtenção de bens por meio do roubo. Há vários modos de se obter bens: pegando, ganhando, trocando, fazendo, comprando ou roubando. O que eu preconizo é que se concentre nos quatro primeiros modos. Note que pegar não é roubar. E pegar o que está livremente disponível, na natureza ou no lixo.

Professor, o que são as Mecânicas Newtoniana,Lagrangiana e Hamiltoniana? São três tipos de mecânica diferentes ou apenas partes da mecânica ?

São abordagens diferentes da mesma mecânica, a mecânica clássica (não relativística e não quântica). A newtoniana é vetorial. A lagrangiana e a hamiltoniana não são. Estas se baseiam em coordenadas generalizadas em conceitos energéticos.

Então o senhor, um anarquista, acha que é crime baixar arquivos da internet ? Alguns artistas como Paulo Coelho e Esteban Tavares já apoiam a livre distribuição de conteúdo na internet, inclusive, jogando seus trabalhos de graça na internet e apoiando compartilhamentos publicamente‎

Acho válido e eu mesmo coloco tudo o que eu escrevo disponível na Internet para baixar de graça. Mas com o meu consentimento. Acho que todo mundo deveria fazer isso. Mas se alguém coloca um trabalho seu à venda pela internet, baixá-lo sem pagar é roubo. Isso é inescapável. E, para mim, a anarquia não pode acontecer como uma situação em que algum crime seja aceito como legítimo. Tudo que é colocado de graça para ser baixado e eu tenha interesse, eu baixo. Mas o que me interessa e é colocado à venda, eu pago.

Um grande gênio da música já disse: "Poesia é um porre." O senhor gosta de poesia ? O que há de bom nisso ?

Gosto muito. Inclusive escrevo. Poesia é a arte de expressar sentimentos e idéias por meio da linguagem de um modo esteticamente bem elaborado, com um fraseado que explora a harmonia e a melodia do encadeamento dos sons das palavras e das sílabas dentro delas, bem como de seus significados metafóricos. Com isso visa produzir uma apreciação emocionada, ao mesmo tempo que exige inteligência e cultura para perceber as nuances e os significados ocultos nas entrelinhas. Em suma, é uma atividade extremamente desafiante e prazerosa de se praticar, bem como intensamente gratificante de se apreciar.

Onde encontrar a esperança? A esperança não está no fato de Deus ter amado o mundo de tal maneira a entregar seu próprio filho para nos salvar? O ateísmo, portanto, é uma filosofia sem esperança? Se Deus existe a vida adquire significado e esperança, além da possibilidade de conhecê-lo e amá-lo pess‎

O fato de Deus ter dado seu filho para nos salvar mostra apenas a sua grande crueldade em exigir um sacrifício tão atroz para se sentir satisfeito. Se ele fosse bom mesmo, teria simplesmente perdoado Adão e Eva. Além do mais, por que a humanidade toda teria que ser castigada pelo pecado de Adão e Eva? Sem contar que essa história de Adão e Eva é a mais consumada lorota. Por outro lado, esperança de quê a salvação de Cristo promove? De que o mundo se torne justo e aprazível? Ele se tornou? Se Cristo morreu na cruz para nos salvar, por que ainda há tanto crime, tanta doença, tanta maldade, tanto sofrimento no mundo? Que salvação foi essa? Além disso, se a verdade a respeito do surgimento do Universo e da vida é a que é contada pelo cristianismo, por que existem outras religiões? Por que existem outros mitos de criação? Por que a redenção de Cristo não foi algo estendido a toda a humanidade? Se Deus é onipotente, por que ele permitiu a existência do mal? Se essa esperança é a de uma vida eterna em beatitude para a pretensa alma, isso não é dado só pelo cristianismo por meio da imolação cruenta do Cristo. As outras religiões também dão essa esperança, sem requerer tal sacrifício. O Islã, que é a mais recente revelação de Deus ao homem, mostra que a salvação se prende ao comportamento de cada um nesta vida. O mesmo dizem o hinduísmo e o budismo, para os quais a cessação do ciclo de sansaras e o retorno ao regaço de Brahmam se dará pela purificação do karma por meio da vida virtuosa.

Gravidade não está disponível no Netflix, chequei agora. Aproveitando, o que você pensa sobre os métodos ilegais de baixar conteúdo cultural pela internet?‎

Não concordo e não uso. Se alguém colocou um trabalho seu à venda pela internet, não é justo roubá-lo, pois a pessoa teve custos para fazê-lo, além de ter o direito de auferir um lucro justo. Só se ela colocou o trabalho disponível de graça é que se pode baixá-lo sem pagar. Mesmo sendo a favor da abolição do dinheiro, enquanto ele existir, não concordo com a prática de roubo.

O que o senhor acha sobre César Lattes e suas afirmações de que Einstein era uma fraude?

Assisti à sua comunicação, em 1980 no CBPF, em que ele apresentou à comunidade científica do Rio o resultado do experimento que fizera em Campinas, contrariando a experiência de Michelson-Morley. Foi uma enorme celeuma. Posteriormente, pesquisadores de várias partes do mundo refizeram o experimento e mostraram que o resultado que ele apregoava não acontecia. Então ele teve que se retratar. Para mim foi deplorável, porque eu o tinha em alta conta. Penso que ele se deixou sucumbir pela vaidade de ter contrariado Einstein e não tomou os cuidados e cautelas necessários. Foi precipitado. Isso foi bem mau

A religião liberta?

Pelo contrário. A religião aprisiona. Todas elas. Mesmo o budismo, que, aparentemente é mais aberta. Quem se filia a alguma religião, só pode se dizer membro dela se aceitar, pelo menos, o essencial de suas doutrinas. Se discordar de algo, então não pode dizer que é seu seguidor. Elas tolhem o livre-pensamento, a livre investigação, o livre exame. Elas não admitem que alguém se diga seu seguidor se contestar algum de seus dogmas. Essa é sua pior característica: o dogmatismo. Elas consideram que, cada uma, é possuidora da verdade. Nenhuma duvida de si mesma. Isso é péssimo. Então elas não libertam, de modo nenhum.

intão cada vez a humanidade fica mais inteligente ?‎

"Intão" não sei. Tanto há uma tendência para um lado quanto para o outro. O progresso tecnológico viabiliza uma maior facilidade de aquisição e domínio de conhecimentos e habilidades. Outrossim também ocasiona a redução da disposição de enfrentar desafios, por facilitar muito. Como são efeitos contrários, só fazendo um levantamento estatístico para concluir. Não conheço o resultado de um desses.

Ernesto, o que você não tolera?‎

Não tolero a intolerância, o preconceito, o egoísmo, as injustiças, a crueldade, a impiedade, a corrupção, a tapeação, a covardia, a presunção, a soberba, a mesquinharia, a ganância e outros comportamentos do tipo.

Olá professor tudo bem? Muitos religiosos afirmam de forma dogmática que, dado um evento, a causa desse evento deve ser necessariamente maior que o efeito. Gostaria de saber se isso tem de fato algum fundamento. O espaço limitado de caracteres não me permitiu expressar complemente outras questões.

Nada disso. Para começar causa de um evento é outro evento cuja ocorrência determine a ocorrência de seu efeito. O que significa dizer que um evento seja "maior" do que outro? Que requeira mais energia para se dar? Que demore mais tempo? Que ocorra com algum ser de maior massa? A palavra "maior" está muito vaga nessa afirmação. Mas, seja o que for que se entenda por "maior", não é preciso que o evento causa seja maior do que o evento efeito. O que obrigaria tal exigência? Além do mais, não é preciso que um evento seja, necessariamente, efeito de alguma causa. Um evento pode ser fortuito, isto é, incausado, tanto quanto pode ser causado. Há uns e há outros.

Sendo o efeito gravitacional uma conseqüência da curvatura do espaço. É correto afirmar que a força da gravidade não existe?

De fato, não existe como o resultado de uma interação. Todavia, quando se coloca em um referencial plano (euclideano), chamado de espaço-tempo tangente ao espaço-tempo curvo no local e momento em que se esteja, ela se manifesta do mesmo modo de uma interação, como se fosse uma força, que, até, se pode medir. É o mesmo caso das forças fictícias que aparecem em referenciais acelerados em relação a um que seja inercial, quando se considera a situação do ponto de vista do próprio referencial em que se está. Daí se observar a força centrífuga ou as forças de inércia, por exemplo, que empurram as coisas para frente quando o referencial desacelera ou para trás, quando acelera. Essas forças são ditas fictícias porque não são a medida da intensidade de interação nenhuma. Mas podem ser medidas e provocam efeitos, como deformar objetos, ou, até, matar uma pessoa. Elas podem provir tanto do fato do referencial ser acelerado quanto do fato de possuir curvatura. Aliás, a relatividade geral surgiu da constatação que não se pode, localmente, distinguir um referencial acelerado de um campo gravitacional, levando Einstein a mostrar que o campo gravitacional advém da curvatura do espaço-tempo e não de uma interação.

Professor, você tem algum tipo de exigência quanto à aparência? Você gosta de deixar a barba crescer?‎

Não tenho exigência nenhuma, exceto a limpeza. Já deixei a barba crescer algumas vezes. Já usei cabelo comprido e curto. Gosto de variar.Quanto às vestes, não gosto de camisetas com escritos. Prefiro camisa de pano ou camisa pólo lisa. Também não gosto de usar tênis. Frequentemente ando de paletó e gravata. Gosto também de usar boina, cachecol, suéter. Não gosto de blusões fechados com zíper. É uma questão de estilo. Não gosto de ser esportivo. Gosto de cardigãs e de paletós de tweed. Gosto de camisas de dois bolsos. Mando fazer assim para mim. Não gosto de calça muito comprida, que embola no tornozelo. Gosto que caia toda reta até tocar o sapato apenas. Mas isso não são exigências.

O que acha da filosofia Thelema?‎

Nunca tinha ouvido falar, mas procurei saber do que se trata. Pude ver que se trata de uma proposta esotérica que, para mim, não tem validade nenhuma. Ela se baseia em uma pretensa revelação e na existência de espíritos e divindades, rituais de magia. Nada disso existe e nem funciona.

Prof, vou tentar medicina este ano. No cursinho, tem a turma de medicina(mais cara) e a turma "normal" para o enem. O senhor concorda comigo que a aula nao é muuuito importante, mas sim o meu estudo em casa ? tava querendo fazer a turma do enem, justamento pelo meu orçamento. Mas com foco em casa.

Concordo com você. O importante do pré-vestibular é que os professores dizem quais os assuntos que caem nas provas. Mas o que vale para aprender não é a aula, mas o estudo pessoal. De qualquer modo a aula vale para tirar as dúvidas sobre o que você estudou e não entendeu.

Na pergunta "Qual o seu sentimento ao ler uma coluna do Reinaldo Azevedo, Olavo de Carvalho ou Pondé?" concordo com o que o Sr. argumentou, mas faltou dizer como se sente. Acho que o autor queria saber os sentimentos, não uma análise a respeito.‎

Sinto tristeza em ver pessoas inteligentes e esclarecidas optarem por um posicionamento conservador, retrógrado, mesquinho. Para mim a visão direitista do mundo é uma visão egoísta e desprovida de amor pela humanidade. Não consigo entender como alguém pode considerar que as desigualdades possam ser justas, que a competição seja melhor para o progresso, que a moral tenha que ser repleta de proibições, que a vontade da elite tenha que prevalecer e outras concepções similares do conservadorismo e da direita. Especialmente no que concerne ao enaltecimento do sucesso como valor a ser perseguido em vez do bem geral.

Interprete o milenar axioma metafísico: "Aquilo que existe, existe em relação ao que não existe."

Acho que isso não se refere à existência em si do que existe mas à concepção mental que se faz da existência e da inexistência de algo. Ou seja, é um modo como a inteligência concebe a existência, comparando-a com a possibilidade da inexistência. A existência em si mesma de algo, sem considerar que haja alguma mente para apreciar tal fato, não se relaciona com o que não existe, pois não existe o que não existe, isto é, o inexistente não é algo que se possa considerar na realidade objetiva. Apenas nas mentes é que se concebe possibilidades de entes inexistentes. O que existe está aí, seja ou não percebido ou concebido por alguma mente. E uma relação é uma operação mental. Em um mundo sem mentes não existem relações. Mas existem coisas existentes.

Também sou ateu... O que o senhor pensa sobre o fato de que, na pré-história, um povo conhecido como rupestres já fabricava arte antes do antropomórfico e já contemplava e adorava mitos antes mesmo de questionamentos filosóficos e hipóteses científicas... Qual a sua visão sobre essa questão?...‎

Rupestre não é um povo. Rupestre é tudo que se refere a rochas. Pinturas e gravuras rupestres são as que os povos pré-históricos pintavam nas paredes das cavernas. Vários povos faziam isso, inclusive os Neandertais e os Cro-magnons. Tais pinturas e gravuras representam a vida cotidiana dos povos, animais que eles conviviam, como também expressava suas crenças sobrenaturais. Isso não tem nada de filosófico e científico. São mitos construídos a partir das observações de fenômenos sem causa identificável, que eram atribuídos a espíritos invisíveis.

Qual o seu sentimento ao ler uma coluna do Reinaldo Azevedo, Olavo de Carvalho ou Pondé?‎

Como não comungo com a visão dessas pessoas, quase não leio nada deles. Mas acho que têm todo direito de expressarem seus pontos de vista e, até, acho bom que opiniões contrastantes sejam levadas ao povo para que reflita e faça sua opção consciente. Como acho válido que existam deputados como o Bolsonaro ou o Feliciano, mesmo que eu discorde de quase tudo que eles dizem. É importante para a democracia existir contraste. Mesmo sendo eu uma pessoa de esquerda, não concordo com tudo o que os esquerdistas dizem e fazem. Acho que o alinhamento doutrinário é uma estupidez. Por isso é que sou criticado e contestado pela direita e pela esquerda, dependendo do assunto que defendo ou ataco.

O que você pensa sobre o Mensa?

A Mensa é uma espécie de clube que reúne pessoas de alta inteligência para que se comuniquem, fruam o prazer do contato recíproco e coloquem suas potencialidades a serviço da humanidade. Todavia, no Brasil, a impressão que tive de vários de seus membros (não de todos, certamente) é de que se tratam de pessoas vaidosas de sua alta capacidade e, algumas mesmo, sebosas. Não acho que isso seja uma boa coisa, pois penso que o valor de uma pessoa se deve mais ao seu caráter do que à sua inteligência. Ser muito inteligente é ótimo, mas é preciso ser assertivo com modéstia e sem empáfia.

Seria bom termos tudo o que queremos?‎

Não se isso significar que seríamos proprietários de tudo o que quisermos. Mas podermos usufruir de tudo o que quisermos, como algo disponibilizado para todas as pessoas é o ideal. Esse é o modelo de sociedade que preconizo, isto é, na qual ninguém possui nada, mas tudo está disponível para todos.

Desculpe a pergunta indelicada, mas você já tentou "jogar no outro time", se tratando de sexualidade?

Não, nunca tive a menor vontade e, em verdade, sinto gastura em pensar que estaria tocando sensualmente algum homem.

Se você está em busca da verdade, é porque ainda não a encontrou; então por que se denomina ateu? Isso é no mínimo contraditório de sua parte. Sendo físico, matemático e cosmologista, seria mesmo incabível crer em algum deus de qualquer religião. Mas Ser ateu é ir ao extremo. Apedeuta define bem.‎

Discordo de você. A verdade que busco é sobre como se deu o surgimento do Universo e da vida, que ainda não se sabe. Mas no caso de Deus, mesmo não sabendo garantidamente se existe ou não, assumo a sua inexistência e me declaro ateu por não haver, até o momento, nenhuma evidência e nem comprovação de que existe e por serem os indícios no sentido de sua inexistência muito mais fortes. Portanto não há incoerência entre minha busca da verdade e minha adoção do ateísmo. Note que todas as religiões, crenças e doutrinas religiosas a respeito do surgimento do Universo e da vida não provêm nenhuma explicação sobre como a divindade procedeu para produzir tudo isso, a não ser relatos mitológicos fantásticos e inteiramente despidos de credibilidade, com o da criação de Adão e Eva narrada na Bíblia.

Professor. Com as adaptações de obras-primas de história em quadrinhos sob pretexto de facilitar a leitura, pode-se 'destruir' a literatura? Acredita que com isso as verdadeiras obras-primas podem ser banalizadas? Ex: Dostoiévski ! http://d.i.uol.com.br/album/quadrinhos_historia_f_005.jpg‎

laro que não. Considero que a transformação de obras literárias em histórias em quadrinhos, pelo contrário, é um excelente chamariz para as pessoas se interessarem por ler as obras originais, Como os "Tales from Shakespeare", escritos por Charles e Mary Lamb para crianças, no inicio do século XIX.

Professor. O senhor acha que a monogamia é causa pétrea ou a discussão sobre homoafetivos é só o começo?‎

De modo nenhum. Tanto o casamento entre pessoas do mesmo sexo quanto o casamente entre mais de duas pessoas é um tema aberto para discussão. Não só sob o aspecto legal como sob o aspecto moral e ético (que são três aspectos distintos). No meu entendimento nenhuma dessas possibilidades fere a ética, de modo que se pode, perfeitamente, mudar a concepção moral e a disposição legal a respeito. Isso se aplica tanto ao matrimônio formalizado quanto ás uniões informais e aos relacionamentos transitórios.

E quando a figura expondo a crença é o professor, o sr. considera saudável do mesmo jeito?

Não tem problema, desde que o professor faça isso para todas as crenças (pelo menos as principais) e não tome partido de nenhuma, não esquecendo de expor, também, os argumentos ateístas e agnósticos.

Não é nenhuma afronta. Pelo contrário. É muito saudável e instrutivo que todas as principais crenças sejam expostas aos alunos dos colégios para que eles possam escolher conscientemente qual desejam seguir. Incluindo o ateísmo e o agnosticismo. Claro que isso tem que ser feito de modo respeitoso, educado, convincente e sem a pretensão de impor.

Sim, a expansão do espaço é universal. Não só as galáxias se afastam umas das outras, mas os elétrons se afastam dos prótons dentro dos átomos, os átomos se afastam uns dos outros. Mas a taxa de afastamento é proporcional à separação, pela constante de Hubble, H, que vale, atualmente, 74,3 (km/s)/Mpc, onde Mpc (megaparsec) vale 3,1E22 metros. Isso dá o valor de 2,4E-18/s para H. Sendo a separação entre o próton e o elétron no átomo de hidrogênio igual a 2,5E-11m, a taxa cosmológica de afastamento entre eles é de 6,0E-29m/s (1E2 = 1 x 10²).

Professor, é permitido expor sua crença em ambientes como sala de aula? Já ouvi dizer que todo cidadão tem o direito constitucional de expor sua crença. Mas eu acredito que isso seja uma afronta a seguidores de outras doutrinas, ou até mesmo para ateus... Qual sua posição?‎

Não é nenhuma afronta. Pelo contrário. É muito saudável e instrutivo que todas as principais crenças sejam expostas aos alunos dos colégios para que eles possam escolher conscientemente qual desejam seguir. Incluindo o ateísmo e o agnosticismo. Claro que isso tem que ser feito de modo respeitoso, educado, convincente e sem a pretensão de impor.

O que acha do autodidatismo?‎

Uma excelente forma de se adquirir conhecimento e habilidades e, como isso, formar competências. Muito melhor do que o aprendizado formal. Porque é feito no ritmo e do modo que a pessoa deseja. Acho muito válido e me dedico a aprender vários assuntos desta forma.

Por que as minorias criticam tanto o homem branco heterossexual cristão?

A crítica não é ao homem branco heterossexual cristão mas ao homem branco heterossexual cristão que considere que ser branco, heterossexual e cristão sejam as únicas opções válidas e que quem não for branco, heterossexual e cristão seja uma pessoa inferior. Essa é a concepção justificadamente merecedora de critica. Pode-se ser branco, heterossexual e cristão e admitir que não se é melhor do que quem não seja nada disso.

Assistir pornografia é imoral ou danoso?‎

É considerado imoral pela moral convencional e a cristã, por exemplo, que é especialmente infensa ao sexo recreativo. Mas não é danoso, exceto se a pessoa for uma viciada em pornografia a ponto de prejudicar sua própria vida e sua sexualidade interpessoal.

Professor, o que deve ser observado em uma pessoa para se saber se ela possui ou não um bom caráter?‎

Suas ações. Se elas são voltadas para o bem comum ou apenas para a satisfação de si mesma. Se ela é desprendida, generosa, justa, honesta, altruísta, sincera, autêntica, valorosa,

Professor, o seu modo de pensar na anarquia não é o mesmo do socialismo na teoria ?‎

Não, porque no socialismo há um estado e um governo que é o patrão de todos, do qual todos são empregados. Na anarquia não há estado, não há governo e não há empregados. Todos são cooperados em seus trabalhos. Não há propriedade e nem dinheiro. Não há salários e nem lucros.

O que faria se visse o espirito de uma pessoa querida que já morreu?

Iria duvidar dos meus sentidos e investigar o que poderia estar me dando aquela impressão. Pois não só não acredito em espíritos como não vejo como algum poderia ser visível, se existisse.

Você considera a pronografia, em sua totalidade, uma arte?... Por que?...

Não. A arte pode ser erótica, mas o erotismo, em si, não é uma arte. Muito menos a pornografia. Mas pode haver muita beleza em uma arte que use o erotismo como tema, se for elaborado com sutileza e graça, mesmo que envolva o sexo explícito. A pornografia, todavia, em geral, não cuida do aspecto artístico, mas apenas da sexualidade e, muitas vezes, mais grosseira. Em suma, não acho que a abordagem erótica tire o valor artístico de alguma obra, por exemplo, cinematográfica. Mas não acho que, por si só, qualquer tema sexual seja artístico.

Você acredita em vida no nosso sistema solar?

Claro, nós estamos aqui no Sistema Solar e somos vivos. Quanto a vida em outros lugares do Sistema Solar além da Terra, não acho que exista. As condições são muito adversas.

Qual o melhor curso Engenharia Mecânica ou Mecatrônica?‎

Ambos são igualmente bons. Vai depender do que você gosta mais. A mecânica é mais pesada. De maquinário, engrenagens, motores, e coisas assim. A mecatrônica refere-se ao controle eletrônico de mecanismos. Tem que visitar os cursos e ver, nos laboratórios, o que cada um faz para ver o que te entusiasma mais, para poder escolher.

Professor, a minha dúvida do dia é meio besta. O que existe nos lugares para onde o Universo ainda não se expandiu? Receio estar usando a lógica errada, mas procuro uma resposta didática.

Não. O Universo se expande por inteiro. Mas ele não se expande para nenhum lugar, antes vazio, que ele passaria a ocupar. Não existem lugares que o Universo não ocupe. Todos os lugares existentes estão preenchidos pelo Universo. Não existe espaço vazio nem fora nem dentro do Universo. A expansão do Universo é um afastamento mútuo dos pontos do espaço, de modo que, sem que nada saia do lugar, tudo fique cada vez mais afastado entre si.

O que são "demônios"? Qual sua opinião sobre "possessão demoníaca"?‎

Demônios seriam entidades puramente espirituais, como anjos, só que empenhadas em ações malévolas, especialmente no sentido de levar as almas humanas a cometerem pecado e, com isso, serem condenadas, após a morte do corpo a que estiveram ligadas, à danação eterna. Todavia, nem demônios nem anjos são entidades reais, mas apenas conceitos inventados pela humanidade. Possessão demoníaca é um estado psico-somático desencadeado por perturbações mentais semelhantes à esquizofrenia, quando não são, meramente, encenações.

Professor, como funciona o local onde o espaço se expande. Com o espaço se expandindo, automaticamente surgem estrelas, planetas e nebulosas, ou elas decorrem exclusivamente de outros processos?

O espaço se expande em todos os lugares. Inclusive dentro de nós. O surgimento de galáxias, nebulosas, estrelas e planetas não se dá devido à expansão do espaço e sim devido ao adensamento casual de conteúdo gasoso do espaço em algum lugar, que promova uma atração sobre o conteúdo circundante até que se formem galáxias e, dentro delas, nebulosas que, por sua vez, gestam estrelas por condensações dentro delas e estrelas formam planetas. A expansão do espaço, inclusive, age em sentido contrário à formação de galáxias, nebulosas, estrelas e planetas. Mas estes fenômenos ocorrem mais rapidamente do que a dilatação do espaço que o conteúdo que está se condensando ocupa, seja capaz de impedir a condensação.

Na Suécia, todo mundo é rico e a criminalidade é baixa. No Butão, todo mundo é pobre e a criminalidade é baixa. Daí pode-se concluir que a principal causa da violência na sociedade é a desigualdade social?

Não é assim que se faz a pesquisa. Mas a desigualdade social tanto da Suécia quanto do Butão são baixas. Em um a média de renda é alta e em outro é baixa. Mas ambos têm pouca diferença entre as pessoas. A criminalidade não vem da pobreza. Vem da existência de contrastes gritantes entre pobres e ricos. Todavia a estatística não pode ser inferida só por dois países. Tem que ser um resultado de muitos países em que se faz a pesquisa no índice de criminalidade e do desvio padrão da renda, para cotejo. Além do mais é preciso, também, investigar se há relação causal ou se é só coincidência. Não é uma pesquisa simples.

Ouvi um exemplo muito bom explicando o quanto o magnetismo é mais forte que a gravidade: "O magnetismo é tão mais forte que a gravidade que você consegue levantar um clips de metal com um imã , mesmo a Terra inteira atraindo ele para o chão." Este exemplo está certo ? Comente por favor.‎

Sim. É isso mesmo. Do mesmo modo que a força elétrica. Um pente atritado no cabelo atrai para cima pedacinhos da papel que a gravidade da Terra toda atrai para baixo e a vence.

Professor, qual a diferença entre Liberalismo e Libertarismo?‎

Liberalismo é uma concepção econômica. Libertarismo é uma concepção social. O primeiro se refere à liberdade de se agir economicamente, sem nenhuma tutela estatal. O segundo se refere à liberdade de se agir socialmente, sem restrições, exceto quanto a fazer o mal a outrem, à própria sociedade ou à natureza. Essa concepção, todavia, é contestada por alguns, que consideram que libertarismo e liberalismo são concepções tanto econômicas quanto socias, mas o libertarismo é mais radical.

"Tudo o que elas fazem de bom pode ser feito por razões puramente humanistas" Discordo parcialmente. Poder ser feito até pode, mas por que seria? De fato, os investimentos em hospitais, escolas e instituições filantrópicas provêm muito mais de instituições religiosas que seculares. Isso é um fato!‎

É um fato que não precisa ser. A filantropia é uma atitude que se fundamenta na empatia, isto é, na capacidade de se colocar no lugar do outro e sentir o que ele sente. No caso, dor, sofrimento, privações. ou algo de ruim. Então agir para evitar isso. E essa ação se torna mais eficaz quando promovida de modo social, por meio de instituições filantrópicas. Como fazem os ditos "Clubes de Serviços", que agem sem nenhuma conotação religiosa. O próprio estado tem políticas de assistência social inteiramente desvinculadas de qualquer religião. Mesmo que as religiões se dediquem à filantropia, seu erro está no motivo pelo qual fazem isso. Se for por empatia, não é preciso ser uma ação religiosa. Se for para merecer o céu ou para evitar o inferno, não tem valor ético nenhum.

Ao não ser é claro, que você considere qualquer tipo de desenvolvimento pessoal: Como estudar um tipo de trabalho. Neste caso, penso que seu argumento é perfeitamente plausível. Abraços‎

Estudar também é trabalhar. O mau-caratismo está na aceitação da preguiça. Você pode, até, sentir preguiça. Mas consentir nela é falta de virtude.

Você considera que a contribuição da religião para a nossa sociedade é nefasta?Se sim, por quê? Procurei por algum post em seus blogs a respeito desse assunto em específico, mas encontro apenas posts onde você contesta a realidade dos dogmas, não seu impacto nocivo ou inócuo a população. O que acha?

Mesmo que as religiões façam algo de bom para a sociedade, como as atividades filantrópicas ou algum balizamento moral, isso é feito em nome de um princípio ordenador imaginário. Nisso reside a sue perversidade. Tudo o que elas fazem de bom pode ser feito por razões puramente humanistas. Além do mais, agir corretamente e fazer o bem em razão de algum prêmio celestial ou para evitar algum castigo eterno não tem valor nenhum. O bem tem que ser feito por si mesmo, independentemente de qualquer prêmio ou castigo. Mesmo que faça o bem para honrar a Deus, está se iludindo em prestar louvor a algo inexistente. Outro aspecto ruim das religiões é que, normalmente, elas promovem o conformismo com as situações sociais adversas, com a visualização de uma compensação celestial para os sofrimentos terrestres. Isso é ótimo para quem detém o poder e quer explorar o povo. Por isso os poderosos não gostam dos livre-pensadores e dos libertários, que não admitem nenhum tipo de dominação. As religiões, por sua vez, consideram que Deus seja "o senhor", isto é, um déspota, alguém de quem não se pode discordar e se tem que, sempre, obedecer. Isso é muito ruim.

Trabalho bem pouco, e nem por isto tenho mal carácter. Muito pelo contrário, ocupo meu tempo lendo, estudando, e conhecendo novos lugares, além de ajudar amigos e família no que é necessário. Acho que trabalho e carácter são coisas distintas. Seu ponto me pareceu muito extremista.‎

Não me referi ao quanto uma pessoa trabalhe, mas ao fato dela não gostar de trabalhar, por princípio. E ajudar aos outros é um trabalho. Trabalho não é só o que se faz remuneradamente. É toda atividade construtiva, toda atividade que promove uma alteração no estado do mundo. Varrer a casa é um trabalho, mesmo que não remunerado. A falta de caráter é de quem não gosta de fazer trabalho nenhum, porque não gosta, porque acha que isso não seria algo valioso para se fazer e se compraz em fazer, porque está contribuindo para o bem geral.

Por que uma pessoa que não gosta de trabalhar não tem bom caráter?

Porque o trabalho é a única forma legítima de agir sobre o mundo natural e social para conseguir a sobrevivência e a fruição de supérfluos. Exceto as crianças que são providas por seus cuidadores, toda pessoa capaz de se prover, se não o faz, trabalhando, é um pária social, a não ser que não tenha capacidade física ou mental. A pessoa pode trabalhar sem gostar do específico trabalho que faça. Mas não gostar de trabalhar, em princípio, qualquer que seja o trabalho, mostra que essa pessoa considera que seria válido que ela obtivesse o provimento de sua vida pelo trabalho dos outros, sendo capaz. Isso é uma concepção anti-ética que mostra uma falta de bom caráter. Note que não estou me referindo, particularmente a um trabalho assalariado ou algum que forneça rendimentos, mas qualquer trabalho, como o de cuidar da casa em troca de alimentação e abrigo, como fazem algumas donas de casa. Se bem que eu não ache que isso seja legítimo, não chega a se configurar como falta de caráter. E viver de rendimentos de capital, sem trabalhar? É ético? Eu acho que não. Mas a moral capitalista aceita.

Como o senhor explica a origem da vida, do universo e quaisquer outras matérias existentes ja que não acredita em Deus, presume que do nada simplesmente algo se formou e então foi dando origem ao que temps hoje? Gostaria muito de saber a teoria do senhor para a origem de tudo, desde já agradeço‎

Mesmo que o surgimento do Universo tenha se dado por uma ação de um agente extrínseco a ele, esse agente teria que ter obtido o conteúdo do Universo a partir de nada, uma vez que não existia coisa alguma antes que o Universo existisse. Então, surgir sem ter provido de nada não é nenhum problema. É a única alternativa disponível. Note que o que existe surgiu "de nada", mas não surgiu "do nada", porque nada não é algo e sim a ausência do que quer que seja, isto é, de matéria, campo, radiação, espaço, estruturas, ocorrências e tempo. Sem universo não há nada disso. Nem "o nada". A questão é se esse surgimento foi incausado e sem propósito ou se foi provocado por uma causa extra-universal (pois não havia universo) e com algum propósito. No meu entendimento esse surgimento não foi obra de agente nenhum. Foi fortuito. Como explicar? Não sei, do mesmo modo que as pessoas que consideram que esse surgimento tenha sido obra de um agente não sabem como o agente procedeu. Em termos de falta de explicação, tanto a versão criacionista quanto a casualista estão empatadas. Nenhuma dá explicação. Mas a existência de um agente extrínseco provocador do evento de passagem da inexistência para a existência do Universo não possui nenhuma evidência e nenhuma comprovação. Logo deve ser descartada liminarmente, pois tudo que não é evidente só se pode admitir com alguma comprovação indireta. Resta, pois, considerar que o surgimento foi fortuito.

Pós doutorado não seria uma continuação da tese do doutorado nao ? acabei de ver um currículo de um médico que tem 5 pós doutorados. Fiquei sem entender..

Não. Pós-doutorado é um programa de pesquisa que um doutor se associa sob orientação de um cientista de renome. Não tem tese nem disciplinas. Mas requer publicação do resultado em alguma revista de conceito internacional. Pode se fazer quantos quiser, desde que consiga o aceite e se tenha algum financiamento.

Você acha que vale a pena estudar os planetas anões do nosso sistema solar? Ex. Plutão? Você não acha que seria inutil?‎

O estudo de astrofísica e cosmologia não se prende à sua utilidade. É inútil sim. Mas é válido. Do mesmo modo que a música e qualquer arte. Preenche uma necessidade humana de conhecimento que vale por si mesmo, sem preocupação com a sua utilidade. Com saber como foi a origem do Universo. Se você tem interesse por isso, dedique-se. Enquanto isso poderá ganhar dinheiro lecionando astronomia ou fisica, ou, ainda, escrevendo livros de divulgação científica e fazendo palestras.

Ernesto qual diploma possui mais valor no mercado de trabalho um de uma federal nova e sem muita tradição ou um da PUC minas?

Depende do curso. Em geral a PUC Minas é mais conceituada que uma federal nova. Mas depende de qual seja. Se ele foi federalizada a partir de uma particular já conceituada ou formada pela união de faculdades isoladas já conceituadas. Cada caso é um caso. Mas no que mais importa não é a faculdade que se cursa e sim o desempenho que se tem nela. A não ser que ela seja muito fajuta mesmo.

Professor, qual é a sua opinião a respeito do anarcoprimitivismo?

Não acho válido. Acho que a anarquia não requer primitivismo nenhum. Ela pode se realizar em uma sociedade cultural e tecnologicamente sofisticadíssima. Abdicar disso é abdicar do progresso e do legado cultural, científico e tecnológico que a humanidade desenvolveu ao longo do tempo e que é muito benéfico para as pessoas.

O que acha de pessoas bissexuais?‎

Não acho nada. Cada um leva a vida sexual do modo que lhe aprouver. Qualquer opção é válida. Homo, bi, hetero e assexual. Como também o número de relacionamentos paralelos que resolver ter, desde que com a aquiescência de todos os envolvidos. Não recomento nenhum como melhor do que nenhum outro. Qualquer escolha é válida se é a que leva a pessoa a sua realização e felicidade. Nenhuma delas representa, no meu entendimento, imoralidade nenhuma. Se alguma moral considerar alguma que seja imoral, a moral é que tem que ser revista, pois não há nada nessas opções que fira qualquer quesito ético.

O que pensas acerca da catequese?

Um direito de todas as religiões. Só não acho que deva ser imposta às crianças antes que elas decidam que religião querem professar ou nenhuma. E isso, para mim, só vai acontecer depois dos 15 anos, quando ela já tiver sido apresentada, na escola, a todas as principais religiões, nas aulas de religiões (e não de religião). Então ela fará a escolha consciente e, se quiser, se dirigirá ao templo da religião que tiver escolhido e se inscreverá nas aulas de estudos religiosos da religião que escolheu. Acho que os pais não podem impor aos filhos que sigam a religião que eles seguem, mas mostrar que existem outras também, levando os filhos aos cultos de todas elas. Pelo menos as principais

Você gosta de astromonia, astrofísica e cosmologia?

Tanto que fiz o meu mestrado nisso. E lecionei cosmologia no Bacharelado de Física da UFV vários anos. Além de ter orientado trabalhos de Iniciação Científica e Conclusão de Curso sobre esses assuntos. Ia fazer doutorado na área também, mas não fiz porque fui convidado a participar da administração da Universidade.

Você conhece o Daniel Fraga? O famoso defensor dos bitcoins e do anarcocapitalismo, você não acha que ele esteja um tanto "louco"?‎

Conheço e discordo de quase tudo o que ele diz. Mas ele não é louco. Ele argumenta bem, dentro de sua cosmovisão. Sabe falar bem também. Acho válido que pessoas tenham opiniões variadas para que se possa examinar todas e decidir conscientemente. Tenho assistido alguns vídeos dele no YouTube, mas não me convenci de suas propostas. Todavia estou sempre aberto a mudar de ideia. Mas acho que essa turma do von Mises, do Rothbard, da Ayn Rand, do Greenspan e da Escola Austríaca em geral estão completamente equivocados em sua visão econômica.

Vc tem vergonha dos atuais professores de faculdade? Acha que eles não são tão inteligente quanto você?‎

Não tenho vergonha não. Pelo menos no Departamento de Física da Universidade Federal de Viçosa, onde trabalhei por último, por vinte anos, e onde conheço a maior parte dos atuais professores, posso ver que são bem inteligentes e competentes. O que deixa a desejar, em alguns casos, é a competência didática. Mas o conhecimento de Física não.

Por que defende que o ensino seja unificado e interdisciplinar?‎

Não foi isso que eu disse. Eu disse que as questões do ENEM devem ser interdisciplinares e não haver separação de pontos por área. Todavia também considero que o ensino deva ser interdisciplinar sem a existência de matérias nem de turmas nem de séries nem de classes nem de salas de aula, nem de provas, nem de aulas, nem de horários, Como acontece na Escola da Ponte, de Portugal. E lá o índice de aprovação para os cursos que lhe seguem é total.

Uma pessoa me disse que se a terra estivesse deslocado 10cm em relação a sol, todos nós morreriamos queimados. Eu disse que a distância entre a Terra e o Sol no afélio é de cerca de152,1 milhões de km, já no periélio cerca de147,1 km. Ou seja, nada iria mudar com 10cm. Dai ela me chamou de satanista‎

É difícil mesmo convencer pessoas que possuem crença arraigada da inconsistência dos argumentos pseudo-científicos que se valem para respaldá-la. O que fazer? Largar de lado e desistir. Não precisa retrucar, nem xingar, nem ficar de mal. Só deixar de lado. De for sua namorada, acho difícil levar o namoro adiante.

Sr. Rückert, por quê em 2014 o número de cristãos continua sendo tão alto? Mesmo com os avanços da Ciência, os cristãos são maioria no mundo.‎

Os cristão não são maioria. Eles são a crença com mais adeptos, Mas não são mais da metade da população do mundo. Todavia o número de pessoas sem religião nenhuma tem aumentado. Só não aumenta tanto, apesar dos avanços da ciência, porque esses avanços não são acompanhados de um avanço paralelo da educação científica. O analfabetismo científico ainda é muito grande. As pessoas não assimilam os ensinamentos científicos escolares porque a ciência não é bem apresentada. Para isso concorre, nos países mais atrasados, como é o caso do Brasil, a má formação dos professores que decorre, por sua vez, da baixa remuneração do magistério, que afasta dele os mais capazes. Por outro lado a mania de só ensinar o que cai nos vestibulares colabora para uma degradação violenta da qualidade do ensino. Quando o ENEM apareceu eu o saudei como uma tábua de salvação. Mas ele também se dobrou a considerações espúrias e, atualmente, está muito pior do que a primeira versão. Especialmente porque está muito frouxo. E não tinha que ter separação por área nenhuma. Tinha que ser totalmente interdisciplinar. Fora outros defeitos que este espaço não é para apontar agora.

O que pode me ajudar sobre depressao? Como posso me sentir uma pessoa normal ?

Cada caso é um caso. Não posso dizer nada. Para começar, não sou psicólogo nem psiquiatra nem neurologista. Sou um estudioso de neurociências e neuropsicologia. Não posso propor nenhuma terapia. E mesmo que eu tivesse tal permissão, só poderia propô-la a partir de entrevistas e exames com você. O que posso dizer é que toda pessoa precisa ver que a vida é um bem preciosíssimo e que é preciso curti-la ao máximo, conferindo-lhe e máxima significância para que se fique contente por viver. Não sei o que lhe deprime. Mas nada é mais importante do que a própria vida.

Professor se os dinossauros vieram primeiro que o ser humano, onde o homem que é citado na bíblia aparece ? deus teria "criado" primeiro os dinossauros ou o homem? ou viveram na mesma época ? os dinossauros não são citados na biblia.‎

Quando a Bíblia foi escrita, seus autores não tinha nenhuma ideia da existência de dinossauros. Logo não poderiam citá-los nela. Dinossauros foram extintos 60 milhões de anos antes do surgimento da espécie humana, que só tem 200 mil anos. Nem dinossauros nem homens foram criados por Deus. Eles evoluíram a partir de outras espécies antecedentes.

Países altamente religiosos como EUA, Inglaterra, Irlanda, Dinamarca e Alemanha são bem desenvolvidos. Já países oficialmente ateus como Cuba e Coreia do Norte são bem pobres.‎

Não é por serem oficialmente ateus que Cuba e Coréia do Norte não são desenvolvidos. É porque o sistema econômico e político que eles possuem não contribui para o seu desenvolvimento, além do fato de que, por estarem desconectados do comércio internacional, ficam privados de exportar o suficiente. Além do que o ateísmo, sendo oficial, não é significativo, pois um dos fatores que faz com que haja associação de ateísmo e desenvolvimento é a liberdade e ateísmo oficial é o cúmulo da falta de liberdade. Ao que me consta, Inglaterra, Dinamarca e Alemanha têm alta fração de ateus. A Irlanda não, mas não é tão desenvolvida. Quanto aos Estados Unidos, trata-se de uma exceção.
http://www.umsabadoqualquer.com/religiao-e-ateismo-pelo-mundo/
Fontes: Pesquisas de Phil Zuckerman (2007), Richard Lynn (2008) e Elaine Howard Ecklund (2010), ONU, adherents.com, American ReligiousIdentification Survey, The Pew Research Center, Gallup Poll, The New York Times, Good, Nature, Live Science e Discovery Magazine.

Ernesto, a física e a matemática são capazes de elaborar juízo sintético "a priori"? Em caso afirmativo, elas necessitariam passar pelo crivo da experimentação?‎

Não existe "Juízo sintético a priori". Todo juízo sintético advém de alguma verificação. Tal verificação pode ser empírica ou logicamente deduzida a partir de alguma já verificada. O que se pode fazer em Física é propor um juízo a ser verificado e mantê-lo provisoriamente em suspenso como uma hipótese. No caso da Matemática, é possível se formular juízos como axiomas ou postulados que poderiam ser tidos como sintéticos a prior. Mas eles não possuem estatuto de veracidade e sim de hipotética veracidade. Tudo o que for deles deduzidos só será verdadeiro "se" eles forem verdadeiros. Como a Matemática é uma abstração e não tem compromisso com a realidade, exceto a matemática aplicada, isso pode ser aceito.

Você também está contente com o fim do horário de verão?‎

Não. Eu gosto mais do horário de verão. Mesmo acordando todo dia às 05:30, quando ainda está escuro. Mas eu adoro sair do trabalho, às 19:00 e ainda ser dia claro. Chego em casa com o Sol se pondo e posso admirar a magnífica paisagem dele descendo para trás dos montes avermelhando as nuvens. Como também posso ir para o quintal cedo e ver o seu nascimento por sobre os montes do outro lado. Tenho a sorte de morar numa casa na crista da serra e ver tudo isso, respirando o ar puro e frio da manhã, ouvindo a passarada cantar no pomar daqui de casa, inclusive os galos da vizinhança. Parece até que moro na roça. Mas é na cidade, só que nos arrabaldes.

O ateísmo deve ser militante?‎

Eu recomendo que sim. Porque, se se considera que corresponda |à verdade e se acha que viver iludido pelas crenças religiosas seja ruim, tem-se o dever ético de esclarecer as pessoas do engano que comentem em suas crenças. Claro que isso tem que ser feito de modo educado, além de muito convincente. Com a máxima caridade, pois se está visando o bem da pessoa. É o mesmo que acontece com uma pessoa que tenha uma crença convicta em alguma religião. Ela não será coerente se não desejar e fizer por onde todos também compartilhem de sua crença.

Em uma partida de futebol recente, um time chamado Cruzeiro, foi até o Peru jogar um jogo de um Campeonato continental. E um de seus atletas chamado Tinga, sofreu com sons racistas durante toda a partida. Os torcedores locais emanavam sons de macacos quando ele encostava na bola. O que acha disso?‎

Uma total demonstração de falta de educação e de preconceito. Inadmissível em um povo civilizado. Para mim o povo peruano caiu totalmente no conceito. Considero pessoas capazes de tal gesto como infra-humanas.

tecnicamente não existe altruísmo,uma pessoa que diz fazer algo sem querer nada em troca no fundo quer se sentir bem consigo mesmo por fazer o bem,então tecnicamente ela faz por ela mesma concorda?‎

Discordo. Existe altruísmo sim. Situações em que a pessoa faz o bem sem visar sequer o reconhecimento e se prejudicando por amor ao outro. Isso já foi objeto de pesquisa e reconhecido. Os psicólogos que advogam esse pensamento que você disse estão equivocados. Claro que existe também isso, Mas não é verdade que seja sempre isso.

Excelente percepção da Escola Austríaca no argumento, professor. Mas como "pensar no bem dos outros" sem imaginar o "seu próprio ganho"? Como coletivizar o indivíduo? O sr. sugere que a sociedade em si seja a grande finalidade do indivíduo, num argumento utilitarista?

Para começar, não gosto de nenhum rótulo. O surgimento da sociedade, mesmo nos hominídeos pré-humanos ou outros humanos paralelos (como os neandertais), se deu como um fato evolutivo que possibilitou o maior sucesso procriativo por meio da colaboração e da ajuda mútua do que pela competição individualista. No ser humano há a pulsão egoísta e a pulsão altruísta. É perceptível que o estado de paz e felicidade é mais desejável do que o estado de insegurança, belicosidade e constante tensão que a competição propicia. Como temos inteligência (nem todos), é fácil concluir que a máxima de "um por todos e todos por um" resulta em melhores resultados em termos de prosperidade, paz, alegria, harmonia e tudo o que signifique bem estar e uma vida levada satisfatoriamente. Trata-se pois de um processo de educação e convencimento para se ver que o altruísmo é melhor que o egoísmo para o bem de todos e decorrentemente, para o de cada um.

Como demonstrar que a Ética é um produto humano e que não houve a interferência de nenhuma (suposta) divindade nessa produção?

Mas isso é simples. Como não há nenhuma evidência nem comprovação de nenhuma interveniência divina em nada, só resta considerar que tudo o que existe e não seja natural seja obra humana. Não é preciso provar que algo não tenha origem divina. Essa é a suposição básica. O que seria preciso provar é que algo tivesse origem divina. Como o surgimento do Universo, da vida ou da consciência. Inclusive a existência do próprio Deus é que requer comprovação, não a sua inexistência. Isso é óbvio, uma vez que a existência de Deus não é uma evidência.

Se existisse apenas altruísmo no mundo, ainda haveria egoísmo; ou se o conceito de egoísmo sequer existisse, o altruísmo serviria a seres que, mesmo numa coletividade, pensariam no melhor para si mesmos (estou assumindo, claro); Como sair dessa encruzilhada?‎

Claro que não. O egoísmo é o fato da pessoa colocar seus próprios interesses e desejos como prioritários, enquanto o altruísmo é colocar o que seja mais benéfico em termos globais como prioritário. Isso não significa abdicar de seus próprios interesses mas sim não passá-los na frente do interesse geral, prejudicando os outros para se beneficiar. Ou seja, admitir o benefício próprio desde que ele não seja prejudicial ao benefício geral. Não significa abdicar de seus interesses. Só não passar por cima de tudo para atingi-los. Quando o altruísmo for a regra geral, todos serão beneficiados, porque uns pensando no bem dos outros, sempre alguém cuidará do seu bem. Não acho que pensando apenas no melhor para si mesmos, como é a concepção liberal de mercado, o resultado será o melhor possível. Discordo dessa concepção, típica da Escola de Viena, dos neo-liberais e dos anarco-capitalistas. Ao contrário. É pensando no bem dos outros que cada um será beneficiado. Mas não se pode ficar esperando que os outros ajam assim para assim o fazer. Tem-se que tomar a iniciativa para dar o exemplo, mesmo que, a princípio, seja-se prejudicado. Mas o importante é a mudança de mentalidade para o benefício futuro de todos. Se não se dispuser a levar desvantagem para começar a mudança, nunca ela será iniciada. Daí a necessidade do altruísmo.

Professor, sempre que procuro um livro para estudar algum conteúdo, acabo encontrando vários autores, e não consigo escolher um pois sempre acho que estou perdendo algo do outro. Acabo ficando ansioso e não estudando por nenhum. Sei que não é possível saber tudo, mas como lidar com tantas opções?

Eu resolvo isso facilmente. Estudo em todos os que eu encontro. Começo pelo que me parece mais fácil e depois vou passando para os mais difíceis. Assim não fico deixando de saber nada.

Professor, na Anarquia não existe lei, um grupo de pessoas fortemente armadas podem, escolher invadir sua casa matar seus animais de estimação e sem punição.‎

Se a anarquia fosse implantada hoje isso poderia acontecer. Mas a anarquia não pode acontecer antes que a humanidade atinja tal grau de civilização que se passem centenas de anos sem que nenhum crime seja cometido. Que todas as prisões sejam fechadas por falta de prisioneiros ao longo de muitas décadas. Que os juizados sejam extintos por falta de serviço para os juízes por várias gerações. Que ninguém faça curso de direito porque não haja nada para os advogados fazerem há mais de um século. A anarquia é a culminância de um processo civilizatório. Não é algo que se implante. É algo que surge espontaneamente.

Na sua opinião, atualmente é mais fácil um gay ou um ateu assumir-se como tal, perante a sociedade? Por que?‎

Isso é relativo. Depende do meio e do local onde se encontre. Assumir-se tanto ateu quanto gay em alguns países muçulmanos pode levar à condenação à morte. No caso do Brasil, também depende do estrato social. O ateísmo é mais rejeitado entre o estrato mais pobre da sociedade. Os mais ricos costumam ser mais tolerantes em relação aos dois aspectos. Na classe média, não sei. Acho eu ambos são rejeitados ou aceitos pela mesma fração. Depende muito do grau de escolaridade. Quanto mais alto, maior a tolerância.

Professor, o que seria um "homem livre"? Como identificá-lo e de que modo tornar-se um? Obrigado.

Uma pessoa livre é aquela que age balizada por sua própria consciência, isto é, por suas convicções, advindas de suas reflexões e não pelo que a sociedade ou outros lhe digam o que fazer. É aquela que ousa arrostar opiniões diversas das suas e não se importa com o que digam a respeito, mesmo que isso lhe acarrete prejuízos, ou mesmo, a prisão e a morte. Escravo e prisioneiro não é o que seja subjugado ou esteja enjaulado. É o que se dobra ao querer dos outros por covardia, comodidade ou para usufruir vantagens. É o que segue o que todo mundo faz ou usa (o que está na moda), não porque é o que considera correto, mas para não ser diferente e, com isso, ser rejeitado.

Os países menos religiosos tendem a ser mais desenvolvidos?‎

Sim, porque as religiões são infensas ao progresso, uma vez que ele sempre implica em um nível mais elevado de entendimento para todo o povo, o que acarreta reflexão sobre os fundamentos das religiões e, em muitos casos, contestação e abandono delas por parte da população. Há portanto, uma retroalimentação entre o desenvolvimento e a irreligiosidade, um provocando o outro e vice-versa. Sem religião, muitas barreiras ao progresso são derrubadas, especialmente o livre-pensamento e a livre experimentação. Como se dá, por exemplo, com o caso das células-tronco. O progresso depende do conhecimento, especialmente científico. E este encontra, nas religiões, várias barreiras para seu desenvolvimento, uma vez que, muitas vezes, leva a resultados confrontantes com o que as religiões consideram como verdades. Note que eu não estou dizendo que os países menos religiosos são mais desenvolvidos e nem que os menos desenvolvidos são mais religiosos em todos os casos. Estou dizendo que os países menos religiosos TENDEM a ser mais desenvolvidos.

Qual sua opinião se o imperialismo prevalecesse no Brasil?‎

Você está se referindo ao fato do Brasil ser uma monarquia imperial ou ao fato de que ele fosse possuidor da colônias? Ambos as situações seriam ruins, para mim. Penso que, depois da anarquia, que ainda não há condições de existir em nenhum lugar do mundo, a democracia é o regime político que se pode aceitar como legítimo. E o sistema republicano é o mais adequado à realização de uma democracia. Quanto à existência de colônias, não admito tal tipo de situação. Penso que todo país deva ser governado por seus próprios habitantes. Sou a favor da independência de todas as colônias existentes, como a Groenlândia, por exemplo. A não ser que o povo da colônia não queira.

Ernesto, como se faz? (a-1)² - (2a-4) x (2a+4)‎

Faça primeiro o quadrado do parêntesis da esquerda e depois o produto do segundo pelo terceiro parêntesis, usando a propriedade distributiva e depois as somas e subtrações dos monômios.

Estou com uma dúvida no que tange a multiplicação de matrizes. Qual é a lógica da multiplicação entre matrizes?Qual a ordem em que dispomos as operações? Por exemplo, sendo Aij o indicador da linha e coluna, como multiplicar: (A11= 5; A12= 3; A21 = 0; A22= -3) . (A11= 1; A12= 4; A21 = 2; A22= 5)?‎

A expressão para o cálculo de cada elemento da matriz produto de duas matrizes conformes para a multiplicação é:
Cij = ∑AikBkj (o somatório sendo feito sobre o índice variável k desde 1 até o número de colunas de A que tem que ser igual ao número de linhas de B).
Isto significa que o elemento da matriz produto C, pertencente à linha i e à coluna j é obtido somando-se os produtos dos elementos da linha i da matriz A que pré-multiplica pelos elementos coluna j da matriz B que pós-mlutiplica de foma que cada produto envolva o elemento da coluna k da matriz A multiplicado pelo elemento da linha de mesmo índice k da matriz B.
No caso em tela se terá:
C11 = A11B11 + A12B21
C12 = A11B12 + A12B22
C21 = A21B11 + A22B21
C22 = A21B12 + A22B22
Faça as contas.

"o que é que nos impede de dizer que Hitler não tinha razão?" Richard Dawkins: "Essa é uma pergunta genuinamente difícil". Aí está o perigo do ateísmo. Vocês podem até dizer que o medo da danação é ridículo ou defenestrá-lo como inadmissível, mas ele de fato tolhe a ação de muitos potenciais crimino‎

Concordo que há pessoas que não cometem crimes por medo do inferno. Mas acho que não seja válido usar uma mentira para isso. O medo da cadeia pode funcionar igualmente bem, se a sociedade cuidar para que crimes sejam, de fato, exemplarmente punidos. Até que o nível educacional e de civilização da humanidade atinja patamares tão altos que nenhum crime seja mais cometido por falta de vontade de cometê-los. Todavia muitos crimes ainda são cometidos. Isso significa que os criminosos, ou não creem no inferno ou não se importam de serem condenados. São os ateus práticos e os empedernidos, respectivamente. O que eu quero é que o progresso social seja de modo a que as pessoas tenham suficiente nível ético e educacional para não cometerem crime nenhum, sem necessidade de coação. Isso é que é civilização. Tenho certeza de que você não cometeria crime nenhum, mesmo que considerasse que, se cometesse, não seria punido. Porque você tem consciência de que é errado causar dano, dor, prejuízo, sofrimento, infelicidade ou o que seja de ruim a outrem, exceto se visar um bem maior para ele mesmo, como extrair um dente que não tem mais como ser restaurado. É doloroso, mas é para o bem da pessoa.

Professor, o avanço tecnológico ainda seria possível sem o capitalismo ou recuaria muito?

Claro que é possível. Mas o ritmo de inovação certamente arrefecerá. Mas isso é que é bom. Para que se ter essa corrida frenética por novidades? Por que se considera que uma empresa não está economicamente bem se não apresenta crescimento? Isso é uma idiotice. Se uma empresa permanece estável, ela está bem economicamente. Numa economia não capitalista e nem monetária, em que o foco não seja o lucro, o bom resultado é o bom atendimento dos desejos da sociedade. E não há necessidade de que o avanço tecnológico seja tão meteórico. É bom mesmo que seja mais compassado para que cada novo degrau de progresso seja assimilado antes que um próximo seja galgado.

Professor, você que tem muitos livros, eu já atingi um volume mediano e estou com medo de estraga-los com o tempo. Você tem alguma dica para conserva-los?

Mantê-los em ambiente seco e livre de insetos, especialmente traças e cupins, pelo uso de venenos, com o cuidado para que eles não molhem os próprios livros. Providenciar, também, uma limpeza periódica, umas duas vezes por ano, tanto dos livros quanto das estantes, sem umedecê-los. Não deixar, por outro lado, que bata Sol neles.

Existe algum motivo para ser legal em "interessado" com os outros? Só para fazer bem para os outros, mesmo se eu não estiver de bem comigo?

Claro. Ao se agir em prol do bem comum está se agindo, também, em prol de si mesmo, além de se gratificar com a própria benevolência da ação. Isso, inclusive, será fator para se ficar de bem consigo mesmo.

Professor, qual é a solução para a Cuba atual? Você acha que depois da morte do Fidel as coisas tendem a melhorar por lá?‎

Só por isso, não, pois Raul está lá e tem muita gente que se aproveita das benesses de pertencer ao grupo governante do país. O povo cubano tem que reagir contra seus governantes e implantar uma democracia de fato, aproveitando o fato de que lá seja socialista e transformando a país numa social-democracia, com plenas liberdades, com total igualdade e com alta prosperidade.

Ernesto, esses dias eu li a frase ''se não existe nada depois que morremos, então a vida é uma brincadeira macabra." Parafraseando Guimarães Rosa, a felicidade não está na partida e nem na chegada, e sim na travessia.‎

Discordo totalmente da primeira frase e concordo totalmente com a segunda frase. A vida não é brincadeira macabra nenhuma, mesmo não existindo nada após a morte, como é o fato. A vida é uma preciosidade ímpar e de raridade extrema, que tem que ser fruída com o máximo proveito, para que se torne um evento de imensa significância para quem tem o privilégio de possuí-la.

"Que importa o gênio se não sabe transmitir àquele que o contempla e o venera uma liberdade tal e uma elevação de sentimento tal que não tenha mais necessidade do gênio! - Tornar-se supérfluo - é a glória de todos os grandes." Você está de acordo com esta sentença de Friedrich Nietzsche ? Por quê ?‎

Completamente de acordo! É isso o grande objetivo do educador e toda pessoa que possua um discernimento, um conhecimento, habilidades, competências, inteligências e capacidades acima da média precisa usar tais qualidades para o bem geral, educando as pessoas para que, por si mesmas, alcancem os mesmos predicados e dispensem orientações para se guiar pela vida. Assim também devem agir os pais para com seus filhos.

Sugiro que leia texto deste link, professor: http://goo.gl/Bf3cRJ . Ele aborda a questão do acaso e demonstra como é irracional desacreditar Deus,perpassando pela ausência do sentido na vida sem Ele,pela ausência de esperança,ausência de valores morais objetivos e incoerência entre universo e ateís‎

Vou ler, mas adianto que meu pensamento é, exatamente, oposto a esse. Acho que não se requer Deus nenhum para a ética e nem para o sentido da vida. Valores objetivos não dependem de Deus. São humanos. Além disso, os pretensos valores objetivos indicados por qualquer divindade, em verdade, foram propostos por pessoas que se julgavam portadoras da palavra da divindade, nas diferentes religiões. E como essa moralidade varia com a religião, não é, de modo nenhum, objetiva. Se fosse, só haveria uma religião no mundo. Nenhuma das que existem pode se arvorar em ser a verdadeira. Quero ver que incoerência ele apresenta entre o Universo e o ateísmo, que, em meu ver, é, exatamente, a única concepção coerente.

Olá Sr. Rückert, não achas que a Direita brasileira é extremamente retrógrada ao pregar a submissão ao Cristianismo e querer impor os ''bons costumes'' a uma sociedade em pleno século XXI? Acho que o Olavo de Carvalho e as Ovaletes não sabem que estamos em 2014.

A direita não é só cristã. Existe a direita judaica, espírita, muçulmana e, até, ateísta. Mas, no Brasil, a maior parte da direita é cristã. Mas não só católica. Evangélicos, em sua maioria são de direita. Em geral a direita tem uma moralidade baseada em muitas proibições e poucas liberdades. Mas isso acontece, também, com a esquerda ortodoxa. Os ditos "bons costumes" são resquícios patriarcais e feudais, mas também se fundamental na moral romana (a grega já era diferente). A moral muçulmana também é muito patriarcal e machista. Em verdade uma moral libertária e fundamentada em princípios éticos, isto é, filosóficos, é mais encontradiça em quem não possua religião. Um aspecto forte dessa moralidade direitista é a sua hipocrisia. Ou seja, pregam comportamentos que não seguem. Os marxistas também costumam não ser libertários.

O que acha do relacionamento amoroso entre irmãos?(incesto) concorda? justifique.‎

É como o uso de drogas. Não acho que seja boa coisa, mas não acho que tenha que ser proibido. Se se apaixonarem, então que se unam. Tais questões são aquelas em que a moralidade proíbe, mas não fere a ética. Como eu acho que a moralidade deve seguir a ética, acho que a moral é que deve ser mudada para permitir esses casos normalmente. Isso também se dá com a poliandria e a poliginia. Estando todos os envolvidos de acordo e felizes, por que não ser permitido?

Como DNA e aminoácidos surgiram? De onde veio o código genético? Como cadeias de enzimas complexamente irredutíveis evoluem? Como explicamos a auto-consciência? Responda isso de um ponto de vista cristão e Ateu, o universo e os seres vivos são muito complexos para serem procriados do "nada".‎

Não são não. De um ponto de vista deísta ou teísta (seja cristão ou seja por meio de qualquer outra religião), tais ocorrências foram produzidas pela interveniência de uma entidade supra-universal com inteligência e poder suficiente para tal. Tais concepções, contudo, não explicam o "modus faciendi" dessa entidade para a produção do Universo e da vida. Se não se considerar que tenha havido tal interveniência, tanto o Universo quanto a vida surgiram por acaso. Também não se tem uma explicação para o "modus faciendi" desse surgimento fortuito. De modo que, no quesito falta de explicação, ambas as correntes estão empatadas. Todavia não há razão nenhuma para considerar que não possam ter surgido por acaso, exceto o preconceito contra o acaso. Como também não há razão para que não tenham sido "criadas", exceto que não há necessidade de que tenham sido. Para mim, a suposição de que tais eventos tenham sido produzidos por essa entidade supra-natural não procedem, uma vez que, não havendo evidência e nem comprovação de que assim tenha sido, a hipótese razoável é supor que tenham surgido por acaso. Note que, mesmo baixíssima probabilidade, não significa impossibilidade.

Ernesto, na expressão: x²-x / x³+3x²+2x sendo x=998, na minha conta deu 0,0006669 mas está errada. como fazer essa operação?

Novamente considerando que a expressão signifique (x² - x) / (x³ + 3x² + 2x) e pondo x = 998, vém:
(998² - 998) / (998³ + 3x998² + 2x998) = (996.004 - 998) / (994.011.992 + 3x996.004 + 2x998) =
= (995.006) / (997.002.000) = 997/999.000 (simplificando por 998) = (997/999)/1000
Observe que 997/999 é a geratriz da dizima periódica 0,997...
Logo o resultado é 0,000997997997...

Na expressão x^4+3x² / x³-2x²+3x-6 , sendo o x=3, minha conta deu 16. mas no gabarito da questão, fala que é 9. não entendi, me ajude?‎

Uma vez que não há parêntesis, a expressão tem que ser entendida como:
(x^4) + (3x²/x³) - 2x² + 3x - 6 = x^4 + 3/x - 2x² + 3x - 6 .
Substituindo x por 3, vém:
3^4 + 3/3 - 2x3² + 3x3 - 6 = 81 + 1 - 18 + 9 - 6 = 67.
Se se considerar que tudo que está à esquerda do traço de divisão é um numerador e o que está a direita é um denominador, a expressão se escreve:
(x^4 + 3x²) / (x³ - 2x² + 3x - 6),
Considerando x = 3, vém:
(3^4 + 3x3²) / (3³ - 2x3² + 3x3 -6) = (81 + 27) / (27 - 18 + 9 - 6) = 108 / 12 = 9 .

Ernesto, considerando o modelo quântico do átomo, o que são os orbitais s,p,d e f e as camadas eletrônicas (de K a Q)?‎

As camadas eletrônicas correspondem aos diferentes níveis quânticos de energia da interação do elétron com o núcleo. Os orbitais, por sua vez, correspondem aos diferentes níveis quânticos do momento angular orbital dos elétrons. Além disso, existem os níveis quânticos das componentes do momento angular orbital em alguma direção, que são as folhas dos orbitais e os níveis quânticos do momento angular intrínseco do elétron, que são as duas possibilidades de ocupação de cada folha do orbital. Como os elétrons são férmions, eles obedecem ao Princípio de Exclusão de Pauli, que diz que nunca ocorre de existir mais de um elétron, ligado ao mesmo núcleo, com o mesmo conjunto dos quatro números quânticos. Daí o preenchimento das camadas de elétrons de acordo com o Diagrama de Linus Pauling.

Todas as moléculas que constituem nosso cérebro são completamente substituídas no decorrer de nossas vidas, mais de uma vez. Ora, se todos os componentes são repostos, como a nossa personalidade, o que nós reconhecemos como consciência (nosso "eu") permanece o mesmo?

Porque tais características não são uma função do conteúdo e sim da estrutura. Tudo o que somos, em termos de personalidade, está armazenado em nossa memória, que é formada por conexões neurais entre dendritos e axônios (sinapses). Mesmo que as moléculas sejam substituídas, as estruturas que elas formam permanecem. Além das estruturas a mente, que é uma função do organismo, significa uma "ocorrência", ou seja, um "funcionamento" dessas estruturas que, em constante varredura, deixa o conjunto permanentemente aceso e fornecendo a noção do "eu". É como se você tivesse um guarda chuva que, um dia, trocou o tecido, outra vez trocou as barbatanas, outra vez a haste, outra vez o cabo e que, ao fim de tudo, não tem nada do original, mas é o mesmo guarda chuva por sua "continuidade histórica" e sua estrutura preservada.

Professor, qual a definição formal de matéria?‎

Matéria é um sistema que contenha férmions. Férmions são partículas elementares resultantes de quantizações de campo que exibem spin semi-inteiro e seguem a conservação de número, isto é, os quarks e os leptons. Os quarks formam os prótons e os nêutrons, além de híperons e mésons. Dizer que matéria se caracteriza por possuir extensão é um erro, pois os campos e a radiação também se estendem no espaço e não são matéria. Quanto a ser caracterizada por possuir massa, isso é discutível, uma vez que há a concepção de que massa seria a propriedade que mede a inércia e o poder gravitante, e isso também é exibido por campos (mesmo não quantizados) e radiação, já que é função não apenas das massas de repouso, mas, inclusive, do conteúdo energético.

Se te tornasses multimilionário/a de um dia para o outro, o que comprarias?

Construiria um edifício para abrigar uma fundação com uma grande biblioteca, salas de conferências, salas de estudo e pesquisa e uma escola experimental anexa na qual seria adotado o sistema da Escola da Ponte, em Portugal. Seria um centro de estudos filosóficos, sociológicos, políticos, históricos, linguísticos, econômicos, com especial dedicação ao estudo do ateísmo, do anarquismo e do comunismo (não estatal), bem como das propostas para atingimento dessas situações de forma evolutiva e pacífica. Um templo do livre-pensamento e do ceticismo (claro que sem religião nenhuma).

Olá! Qual a diferença de um vetor pra um segmento de reta?‎

O vetor é orientado e o segmento de reta não.

Olá Ernesto! Quanto tempo! Bom... em uma de suas respostas (http://ask.fm/wolfedler/answer/108011786525#_=_), li um trecho interessante: "O que vale o diploma. O importante é o conhecimento. Isso é que me dá satisfação e não diplomas." Pode falar um pouco mais sobre isso? Grande abraço!‎

Como está, caro amigo? Tocando muito violino? Regendo alguma orquestra? De fato, o mais importante é o saber e não algum atestado de saber, que pode não corresponder ao saber. Infelizmente no Brasil, o atestado vale mais do que o saber. Com um diploma de licenciatura você dá aulas, mas com o conhecimento, mesmo que seja superior ao de um diplomado, você não dá. Isso acontece com qualquer atividade. Acho que os cursos superiores não deveriam dar direito ao exercício de profissão nenhuma, só o conhecimento. O direito ao exercício seria dado por um organismo independente das faculdades, controlador desse exercício, como no caso da OAB, mas para todas as atividades. Algumas, contudo, não precisam ter organismo controlador. Só as que envolverem risco contra terceiros ou contra a sociedade. Músico e Físico, por exemplo, podem exercer sua atividade bastando que saibam fazê-lo. A sociedade é que selecionará quem é bom e quem é ruim. Quem compor uma sinfonia sem ter curso de música não pode ser proibido de que ela seja executada. Quem descobrir uma lei da Física sem ser formado em Física, nem por isso a lei deixará de valer.

Professor. Olá! Por que há níveis de energia no experimento do poço quadrado infinito?! A equação de Schrödinger não descreve a probabilidade de encontrar o elétron em dada posição de x somente?! Qual o significado desse "n", afinal?!‎

Poço quadrado infinito é uma situação hipotética que ilustra a aplicação da equação de Schrödinger. O surgimento da quantização advém da imposição das condições de contorno à solução da equação diferencial. Do mesmo modo que a solução da equação de onda em uma corda presa nas extremidades, como a de um violão. Os números quânticos correspondem aos harmônicos das frequências admissíveis na corda, em função do seu tamanho e tensão. A equação de Schrödinger não se aplica apenas a elétrons, mas a qualquer coisa que esteja sujeita a uma interação com algum campo que lhe confira uma energia potencial. Nem todas as soluções da equação de Schrödinger levam a soluções com níveis de energia quantizados. Há soluções com valores contínuos de energia também. Da mesma forma que há degenerescências (mais de um auto-estado para o mesmo auto-valor).

Se soltássemos um balão com gás hélio em uma tempestade, e soubéssemos todas as interferências que esse balão fosse sofrer, poderíamos prever sua posição e velocidade 10 segundos após? Matematicamente, um sistema de equações poderia ser nossa ferramenta de descrição?‎

Nesse nível de fenômenos, o indeterminismo não é essencial, como no nível quântico, mas resultante de extrema complexidade das interações envolvidas, que requerem, para serem estabelecidas, um conhecimento das interações e das condições iniciais e de contorno para resolver um sistema de equações diferenciais tão estupidamente grande que resiste a qualquer tentativa de solução bruta. O que resta é o tratamento estatístico, que fornece probabilidades de trajetórias. Supercomputadores são capazes de simular a evolução das condições meteorológicas com razoável precisão para certo tempo. Como também se faz na simulação da formação de galáxias. Mas não é qualquer computador mixuruca que faz isso.

Vc é contra ou a favor da imposição da lei da segunda sem carne?

Sou contra. Não acho que se deva impor a abstenção de carne, mas acho que se deva incentivar a sua redução por um processo de convencimento e de educação, a ser levada avante nas escolas. Sou totalmente contra, por exemplo, o consumo de maconha, mas sou totalmente contra a sua proibição. As coisas têm que acontecer não por lei ou decreto, mas por mudança de comportamento assumida voluntariamente.

Mas você não acha que a competição também é boa (claro, não competição extrema, mas uma "dose" de competição) para que as pessoas deem o seu melhor?‎

Não acho não. É uma questão de educação para a formação de uma cosmovisão social cooperativa e não competitiva. As pessoas, na sociedade civilizada atual, dão mais de si ao competir porque esse é o modelo estabelecido. Se se mudar para o modelo cooperativo, as pessoas passarão a dar mais de si pelo bem comum, sabendo que o aumento do bem estar geral reverterá para o aumento do bem estar de cada um. Essa é a mudança de paradigma que precisa ser levada a cabo. Competição para cooperação. Egoísmo para altruísmo. Ganância para doação. Cobiça para compartilhamento.