sexta-feira, 14 de março de 2014

Acerto

Você diz que o universo é constituído de: campo, radiação, matéria, espaço, tempo, estruturas e ocorrências. O que são estas "ocorrências"?‎

Ocorrências são eventos, isto é, alterações nas configurações e no estado das estruturas. Se não houvesse ocorrências, o universo seria estático e o tempo não passaria. Da mesma forma que se não houvesse conteúdo, não haveria espaço. O Universo é dinâmico, isto é, seu estado é sempre mutável. De modo que as ocorrências são componentes essenciais do Universo. Muita coisa existe porque é uma ocorrência e não apenas uma estrutura. O exemplo mais típico é a mente humana. Ela se baseia na estrutura do cérebro e seus anexos. Mas a mente não é um cérebro. É um cérebro "em funcionamento". Da mesma forma que uma galáxia não é uma galáxia se não estiver em rotação. O seu giro é parte essencial do que ela seja. Um ser não é algo caracterizado apenas por seu conteúdo, mas, também, por seu funcionamento. Não é o que é, mas o que "está sendo". Você não é o conjunto dos seus átomos. É esse conjunto, estruturado de certa forma e "funcionando". Se não estiver funcionando, não é você. Logo que você morrer, antes de começar a apodrecer, toda a estrutura do seu corpo ainda está intacta. Mas não é mais você, é o seu cadáver. Você só é você enquanto estiver funcionando.

"Felicidade é coisa de gente burra.". Concorda?

Claro que não! Isso é o cúmulo da idiotice de se dizer. Felicidade é um estado de vida altamente desejável. Só que não é alcançada se se coloca como objetivo a ser perseguido. Ela é ofertada, de brinde, a quem se dedica a fazer sua vida significativa por meio de ações beneméritas, de modo totalmente desprendido e sem nenhum desejo de recompensa.

Você acha que todos merecem acesso a educação de qualidade? Todos têm igual direito de se ligar ao conhecimento? É possível construir uma sociedade sem desigualdades ou o egoísmo e a indiferença para com a realidade alheia são componentes imbatíveis de nossa odiosa natureza?‎

Claro que eu acho. Tudo isso. Nossa natureza não é odiosa. Somos capazes tanto do bem como do mal. E a bondade é maior do que a maldade, inclusive em fração da população. Há mais gente boa do que gente má. É, pois, perfeitamente possível, por meio da educação e da disseminação da prosperidade e da igualdade, levar a população completa a abraçar o bem e rejeitar o mal. Excetuando-se os casos patológicos, a serem submetidos a tratamento médico e psicológico, não havendo desigualdade social, não havendo pobreza nenhuma, não havendo ignorância nenhuma, não há razão para ninguém cometer crimes ou fazer qualquer mal, se a sociedade possibilitar a todo mundo o acesso ao conforto. Nem crime passional existe se a concepção amorosa excluir a ideia de posse da outra pessoa. Ou seja se todos forem de todos, compartilhadamente. Essa é a meta do movimento anarco-comunista pacifista: o desenvolvimento de um requintado nível de civilização que dispense qualquer aparato de coação à liberdade e, mesmo assim, a ordem é superlativa, pois é assumida voluntariamente. Todavia, jamais tal situação pode ser alcançada por meios revolucionários e cruentos. Porque numa revolução os vencedores precisam subjugar os vencidos a fim de que não lhes derrubem do poder. E o ideal anarquista é da inexistência de poder. Então a anarquia é um objetivo a ser alcançado por meio de uma evolução e não de uma revolução. Claro que isto demandará centenas de anos. Mas é a tendência natural da humanidade.

Como o universo é plano?

sso significa que, em larga escala, a geometria do espaço é euclideana. Ou seja, a soma dos ângulos internos dos triângulos é 180º para triângulos de centenas de milhões de anos-luz de lados. Mas na proximidade das galáxias e das estrelas e planetas, o espaço exibe curvatura local. Ele, como um todo, é que é plano. E, sendo assim, é infinito, espacialmente falando e temporalmente falando, para o futuro. Não vai parar de se expandir nunca. Outra consequência é que o total de massa-energia do universo é nulo, como também o são o total de carga, de momento angular, de momento linear e todos as outras grandezas conservadas. Isso significa que, mesmo que não tenha sido necessária para o evento, no evento de seu surgimento, sem ter do que provir, não houve violação de nenhuma lei de conservação. Mas é claro que essas leis só se aplicam depois que existe algo e, especialmente, que existe tempo. Ou seja, as energias positivas, das massas, dos movimentos e a escura, são compensadas pela energia negativa da gravidade

"Alienígenas não nos visitam." Então o senhor acredita que eles existem?

Podem existir e, provavelmente existem. Mas numa fração muito pequena dos planetas que abrigam alguma vida, na esmagadora maioria, muito primitiva, como bactérias. As condições para o surgimento de uma vida complexa e inteligente são raríssimas. Talvez uns três planetas por galáxia, que têm, cada uma, centenas de bilhões de planetas. Isso os coloca, em média, tão afastados de nós que inviabiliza o contato. De outras galáxias, nem se fala. Mesmo que haja centenas de bilhões delas também.

Espero que o senhor não se sinta incomodado o bastante para acabar desativando o Ask. Eu acho que é exatamente isso que a pessoa quer

Não se preocupe por isso. Sou a pessoa mais difícil de ficar aborrecida e incomodada com qualquer coisa. Suporto a maior parte dos incômodos sem me perturbar, como, fome, sede, sono, cansaço, dor, calor, frio, implicância, chateação. Não perco a calma com quase nada. Só fico incomodado se precisar ir ao banheiro. Quem quer me chatear e me aborrecer fica aborrecido por não conseguir.

"Na anarquia tudo é de todos, sem trocas." sem propriedade privada? quem garante que eu vou ter um lugar pra dormir, a "evolução" humana? eu estou falando de garantias, tem alguma?‎

Claro que não há garantia. Isso é um projeto de evolução pelo qual se há de lutar e empreender os maiores esforços para que seja alcançado de modo pacífico por meio de uma evolução crescente da civilização, ao longo de muitos séculos. Mas é um projeto pelo qual vale a pena dedicar-se a vida de muitas gerações, pois está se construindo, para um futuro dentro de pouco mais de mil anos, uma humanidade e um mundo aprazível, pacífico, harmônico, fraterno, justo, próspero, igualitário, livre, alegre e feliz para todos e não só para alguns.

"Somos do tamanho de nossos sonhos." (Fernando Pessoa) Visto isso, em que tamanho tu se encontras agora?

Do tamanho deste mundo, pois meu grande sonho é tornar este planeta um lugar aprazível, próspero, pacífico, harmônico, fraterno, belo e feliz para toda a humanidade, sem fronteiras, sem propriedades, sem governos, sem dinheiro, sem pobres, sem ricos, sem doentes, sem ignorantes, sem crime, sem prisões, sem exércitos, sem religiões. Bem como diz a canção "Imagine" de John Lennon.

Michio Kaku disse que antes do fim do universo, podemos migrar para outro universo. Mas que universo é esse?‎

Isso é uma ilação dele. Não há a menor garantia de que existam outros universos. Trata-se de uma conjectura teórica não confirmada.

Você recomenda o curso de astrofísica?

Pelo que me consta, Astrofísica é uma pós-graduação ao curso de Física, Astronomia ou Matemática. É um assunto interessantíssimo, mas é uma carreira acadêmica, que forma cientistas pesquisadores, uma vez que tenha feito o doutorado também. E só se trabalha em Universidades e Institutos de Pesquisa, como o IAG, o ON ou o INPE, onde se entra por concurso quando são abertas vagas. O ideal é fazer o doutorado e pós-doutorado no exterior, ou, pelo menos, um programa que envolva trabalho de pesquisa no exterior também.

A sua resposta à minha última pergunta então pressupõe um conceito absoluto de bem e mal. Em que você se baseou para formular esses conceitos?

Isso é elementar. Bem é tudo que propicie prazer, alegria, felicidade, satisfação, lucro. Mal é o que acarreta prejuízo, dor, sofrimento, tristeza, aborrecimento e fatos do tipo. A referência é a percepção humana. Todavia, a ação maldosa se prende à intenção e não ao resultado, para ser assim tipificada. Isso é difícil de avaliar. Daí a justiça recorrer ao Juri Popular.

Oque acha da teoria da materia escura?

Ainda não se tem uma teoria estabelecida sobre a composição da matéria escura. Só hipóteses. O que se sabe é que a massa gravitante das galáxias é muito maior do que a massa luminífera. Como planetas, poeira, gases e outros corpos escuros de matéria ordinária não dão conta de explicar esse déficit, há que se cogitar de outra fonte. As propostas ainda estão em exame, mas não se tem, ainda, uma conclusão.

O que tens a dizer a respeito de Colônia Cecília?

Uma experiência magnífica que não deu certo porque seus propositores confiaram na boa fé de muitos aproveitadores que se uniram ao projeto para obter tudo de graça sem dar a sua contribuição. Esse é um perigo. Ser bom não significa ser ingênuo. É preciso ficar atento com os aproveitadores da bondade. Na anarquia tudo é de todos, sem trocas. Mas todos têm que trabalhar, sem reclamar. De cada um segundo as suas capacidades, a cada um segundo as suas necessidades. Mas com honestidade. Por isso a anarquia não é fácil de ser estabelecida e requer um prolongado tempo de evolução civilizatória por meio da educação para a colaboração e não a competição. Para o desprendimento e não a cobiça. Para a diligência e não a preguiça. Foi uma pena ter acabado.

A Física Clássica é fundamentada numa matemática baseada na Teoria dos Conjuntos de Zermelo-Fraenkel, que é embasada no cálculo proposicional. Nenhuma linguagem formal tem garantia de consistência, ou seja, se não há possíveis contradições da teoria - não provaram. Como confiar na matemática?‎

Não. Mas você pode dar um voto de confiança e desenvolver suas conclusões baseadas na matemática. Só que elas não têm garantia de estarem certas. Todavia há um modo de saber: Experimentar. Isso já é ciência. A matemática indica caminhos para a ciência, mas os resultados só se tornam científicos depois de conferidos experimentalmente ou observacionalmente.

O Universo pode ser destruído?‎

A palavra destruído não se aplica, pois ela requer um destruidor e não existe nada além do próprio Universo para destruí-lo. O que pode acontecer é que ele seja auto-aniquilado por alguma flutuação quântica do mesmo modo que foi produzido sem ter do que provir. Isto é, de repente, pode, simplesmente, desaparecer e não restar absolutamente nada, mesmo que seja infinito. Nada quer dizer, nem espaço vazio nem passagem do tempo. Inclusive porque o universo, globalmente falando, é meta-instável. Mas a maior possibilidade é que ele perdure assim indefinidamente, cada vez se expandindo mais, até rasgar o tecido da estrutura das subpartículas, como os quarks e léptons, restando apenas campo puro, sem quantização em nada e sem radiação. A história do deste universo é única. Jamais se repetira. Pode ser que venha a surgir outro. Mas esse outro não terá nada a ver com o atual. Pode não ter o mesmo tipo de conteúdo (campo, matéria e radiação), pode ter outras leis físicas, outras constantes, pode não ser capaz de gerar matéria, pode não se expandir, pode não ter tempo, pode não ter espaço. Tudo é possível se não se tem nada de que partir.

Você acha que a religião no Brasil terá um fim? Ou também segue a linha de que "enquanto houver miséria e necessidade, haverá religião"? Uma outra pergunta é: é meramente coincidência países com baixo índice de educação serem os mais religiosos no mundo?

Não só no Brasil, mas no mundo todo, inclusive porque a miséria terá um fim. Realmente há uma correlação entre maior religiosidade e menor nível educacional, bem como menor nível de prosperidade. Mas correlação não significa, necessariamente, causação. Há que se investigar

Professor Ernesto,continuando a ultima pergunta que eu fiz,se o nosso Universo for realmente uma bolha cósmica,podem existir outros Universos provenientes de outras bolhas cósmicas?‎

Existe uma proposta nesse sentido, mas não é confirmada por observação nenhuma. Trata-se de uma conjectura possível, mas não provável.

Este negócio de o universo ser infinito e plano poderia se aplicar ao ''teorema do macaco infinito'' ou a teoria só se aplicaria a diversos universos infinitos?‎

Não sei que teorema é esse. Mas o fato do Universo ser infinito e plano é uma constatação que se aplica ao Universo em que vivemos, que é único, ao que se consta.

Por que o ser humano é o único ser vivo inteligente do Planeta?

Porque os outros que surgiram se extinguiram, como o Neandertal e outros, sobrando só nós. E porque ainda a evolução ainda não produziu outros, mas, certamente virá a produzir, em alguns milhões de anos. Mesmo que não sejam primatas. Podem ser cefalópodos ou cetáceos.

"Aqui ele, que não era lavrador em uma colônia de imigrantes agrícolas, acabou como professor no Mosteiro de São Bento no Rio." Em minha família não há empresários e nem ruralistas. Assim, posso dizer que meu pendor para os livros é, realmente, hereditário." Realmente isso soou elitista.‎

Não. É só uma constatação. Elitismo é considerar que ser lavrador e não intelectual seja uma atividade menor. O fato de minha família ser toda de intelectuais não nos faz elitistas. Inclusive porque nenhum deles foi ou é rico. Todos classe média. Ninguém teve ou tem propriedades. Todos empregavam o dinheiro em livros ou ajudando as pessoas. No máximo a casa própria e um carro. Todos militares, professores, funcionários. Nenhum fazendeiro, nenhum empresário. Isso não é ser elitista, mesmo que se pertença a uma elite cultural. Pode-se fazer parte da elite e não ser elitista. Meu bisavô era da nobreza austríaca e o filho dele teve que fugir para não ser preso político porque defendia o fim do Império Austríaco e a independência da Hungria e da Tchecoslováquia. Era da elite e não era elitista.

Professor, quanto tempo se leva em média para dominar uma matéria de física? Tal como Ondulátórias ou Eletrícidade.. Grato!‎

Depende da extensão do conteúdo. Considerando que a pessoa não viu o assunto (não está recordando) e que vai estudá-lo em nível de Ensino Médio, a cinemática gasta uns três meses, a dinâmica uns três meses (incluindo leis de conservação), os fluidos, um mês, a gravitação, um mês, a termologia, uns quatro meses. a ótica (geométrica e física), uns quatro meses, a ondulatória, uns dois meses, a eletricidade, uns três meses, o magnetismo, uns dois meses, a física moderna, uns três meses. Isso completa os três anos do Ensino Médio. Para recapitular, considere um terço do tempo.

já tive um professor de física que dizia que a força centrífuga não existe. Na verdade ela é uma variação, foi algo do tipo. Confere?

Não é que não existe. O que acontece é que ela não é a medida da intensidade de uma interação. Trata-se de um efeito observado quando se está em um referencial que possua uma aceleração centrípeta. Em relação a esse referencial, no qual a segunda lei de Newton não vale, um corpo pode sofrer uma força que não seja aplicada por nenhum outro. Isto é: fictícia. Mas causa efeito, inclusive pode quebrar e matar. Em relação a um referencial inercial do qual se observe o fenômeno, o que acontece é que o corpo, pela inércia, tende a continuar sua trajetória retilínea, enquanto seu referencial se acelera centripetamente. Daí, nesse referencial, se observar o corpo acelerado centrifugamente.

Professor, se alguém não sabe o que quer cursar no ensino superior, o que ela deve fazer ?‎

Não fazer um curso superior. Só é válido se fazer se se souber o que se quer, de modo que o exercício da atividade que aquele curso possibilitará seja o que a pessoa sente que é a sua vocação e o que a fará realizada na vida. Se ela não sabe, para que fazer curso de qualquer assunto? Há muitas atividades que não requerem curso superior e que podem ser plenamente satisfatórias em termos da pessoa se sentir realizada na vida e, com isso, feliz. Isso é o que importa.

Posso considerar inteligente os seres humanos que ignoram injustiças e não agem com altruísmo, mas sim com arrogância? Podemos considerar inteligente os humanos do Brasil que deixam que crianças trabalhem assutadas nas ruas enquanto se humilha para vender um material de artesanato? (Cont.)‎ Podemos considerar inteligentes as pessoas que não ligam em cuidar da educação do país em prol do cuidado de nossas crianças e jovens? Conhecimento, criatividade, inventividade, genialidade: de que servem sem altruísmo, beatitude, generosidade e compaixão?

Sim, porque inteligência e caráter são características distintas. Podem haver pessoas inteligentes e más e pessoas burras e boas. Inteligência se liga à capacidade de solucionar facilmente problemas de qualquer ordem e caráter tem a ver com o discernimento entre o bem e o mal e a escolha por um deles. Uma pessoa inteligente é mais capaz de perceber essa distinção e, se faz a escolha pelo mal, possui uma perversidade maior ainda. A perversidade pode, inclusive, ser apenas a indiferença, a omissão, o egoísmo, mesmo que não tome atitudes positivas de prejudicar a ninguém, mas não tome atitudes para evitar que o mal seja feito. A inteligência e a cultura são bens muito valiosos, mas, sem sabedoria e bom caráter podem se tornar armas poderosas para a disseminação do mal. Um malvado inteligente é pior do que um bondoso burro. O melhor é o bondoso inteligente. O malvado burro é o segundo pior.

Gostei da explicação que vc deu, e tbm dos videos com as galáxias colidindo, Via láctea, e andrômeda, mas fiquei com uma dúvida, rsrs. Depois da colisão delas, elas continuariam propícias a vida ?Como funciona isso ?

Não se pode saber, mas, possivelmente haverá planetas com condições propícias à vida tanto numa quanto na outra, que se tornarão uma só. O fenômeno de colisão, inclusive, deverá aumentar a formação de estrelas, pois densificará os gases intragaláticos. Com as novas estrelas, surgirão novos planetas, como estão sempre surgindo. Vários poderão ser propícios à vida, se bem que vida inteligente, deverá ser rara, como o é agora. Não haverá muita diferença entre essa nova galáxia e a Via-Láctea e Andrômeda, exceto que ela terá o dobro da massa (pois ambas são quase iguais) e um tamanho maior, mas não o dobro, sendo, portanto, mais densa. A evolução do Sistema Solar continuará normalmente nesse esquema e o desfecho com a explosão do Sol e sua transformação em anã branca já se dará dentro dessa nova galáxia. A destruição da Terra acontecerá praticamente ao tempo em que as galáxias se encontrarão. A visão de Andrômeda chegando perto deverá ser algo fantástico, mas a humanidade já não mais existirá há muito tempo, nesse momento.

Desvende este enigmático e maravilho Koan Zen : Se todas as coisas retornam para o Uno (unidade primordial). Para onde o Uno retorna?‎

Nesta concepção, o Uno não retorna a nada, pois ele é o ponto de retorno de tudo. Fica como ficar, indefinidamente. Mas dá azo ao surgimento de outros mundos. Brahman é o uno, Brahma é o criador, Vishnu o mantenedor e Shiva o destruidor. Os três promovem o ciclo de recriações do Universo, de acordo com o hinduísmo. Tanto Brahma, Vishnu, Shiva, bem como o universo são emanações de Brahman, que seria o verdadeiro e único Deus. Os outros são sub-deuses.

Esclareça para nós, professor. Deixando para lá todo esse problema passado, italianos têm ou não têm gene para leitura? Eu sei que você não disse isso, mas agora deixo livre o espaço para responder o que realmente teria dito caso lhe fosse enviada aquela mesma pergunta‎

A leitura é uma codificação da fala. Existe uma área no cérebro, chamada "Área de Broca", responsável pela fala e uma outra "Área de Wernicke" pelo entendimento da fala. Isso pode ser mais ou menos desenvolvido por razões genéticas. Essas áreas também comandam a produção e o entendimento dos gestos e expressões que acompanham a fala. A julgar pelo gosto que os italianos têm em falar e falar gesticulando, muito pelo contrário, os italianos são geneticamente mais aquinhoados com essas áreas. A relação da fala com a escrita e a leitura também existe. Há uma área da escrita no córtex pré-motor, entre o córtex motor o frontal. Há, também, uma área de leitura, atrás da orelha esquerda. Interessante que ela não é visual, pois é ativada quando cegos leem em Braile. É possível que elas também possam ser mais ou menos desenvolvidas por fatores genéticos. No entanto, não conheço nenhum estudo disso relacionado com raças ou nacionalidades. Todavia é patente que a Itália, ao lado da França, Alemanha e Inglaterra são os países que puxaram e puxam, até hoje, o desenvolvimento da civilização ocidental, além da Grécia na antiguidade, secundados pela Rússia, Áustria e Espanha. Os Estados Unidos podem ser considerados um apêndice da Inglaterra, para tais considerações. A contribuição da Itália para a cultura, a ciência e a tecnologia são imensas, expressas por nomes como Cícero, Sêneca, Tomás de Aquino, Giordano Bruno, Dante, Petrarca, Boccaccio, Eco, Vico, Galileu Galilei, Fra Angelico, Giotto, Leonardo da Vinci, Michelângelo, Raphaelo, Bernini, Vivaldi, Paganini, Rossini, Verdi, Modigliani, Felini, Rosselini, Visconti, Bertolucci, Ferrari, Agnelli, Puccini, Antonioni, Fermi, Torricelli, Volta, Avogadro, Marconi, Occhialini, Rubbia. Esta lista é incompleta, mas já dá uma ideia do poderio intelectual da Itália para o mundo. Jamais eu diria que italianos são inferiores a qualquer outro povo em relação a nada.

E por que os quatro primeiros planetas do sistema solar são rochosos e os mais distantes, gasosos? :~ (Obrigada por ter tirado a minha dúvida anterior!)‎

Porque o material de que eles se formaram foi expulso do Sol por um efeito centrífugo. Então, átomos de menor massa foram lançados para mais longe e de maior massa ficaram mais por perto. Como estes eram em menor quantidade no Sol, suas aglomerações, que se tornaram planetas, foram menores. Já átomos e moléculas mais leves eram mais abundantes e formaram aglomerações maiores, daí terem surgido os planetas gigantes e gasosos longe do Sol e os pequenos e sólidos próximos do Sol.

Ernesto, um buraco negro poderia "engolir" outro?‎

Sim. No caso eles se fundiriam em um só. Mas o fenômeno não é comum, pois os horizontes de eventos são pequenos e se duas estrelas de um sistema binário se tornarem, ambas, buracos negros, elas continuarão orbitando em torno do centro de massa comum, sem que uma entre no horizonte de eventos da outra. Só nos núcleos galáticos, em que as estrelas são muito próximas e têm suas órbitas muito perturbadas umas pelas outras, é que duas estrelas entrariam em rota de colisão e, se forem buracos negros, na colisão, se fundiriam. Em geral o que se tem são sistemas binários em que uma seja buraco negro e a outra não, estando próxima. Então o buraco negro vai sugando a atmosfera da outra estrela, que vai espiralando para dentro dele, até sugar a estrela toda. Enquanto isso, como o gás é ionizado, há emissão de radiação, devido à aceleração e isso é uma das formas mais comuns de se detectar um buraco negro. Outra é a dança de uma estrela em torno de um ponto invisível, se ela estiver mais afastada do buraco negro, de modo que não aconteça a sucção.

Debates tem utilidade prática? Existe uma relação entre estar certo e argumentar bem?‎

Sim, pois prestam esclarecimentos sobre temas controversos, possibilitando que as pessoas possam refletir e escolher com consciência. Não há relação entre estar certo e argumentar bem. Por isso é que bandidos com bons advogados são inocentados e inocentes com maus advogados são condenados. Schopenhauer escreveu um livro: "A arte de ter razão". Muito interessante. Outro bom é: "Pensamento Crítico e Argumentação Sólida", de Sergio Navega. Estudar lógica, retórica e dialética (no sentido original da palavra e não no marxista) é muito válido para discutir. Erística também, não para usar, mas para desmascarar quem usa. Todavia, nada substitui um carisma, uma desenvoltura e um charme natural, como é o caso do Willian Lane Craig. Isso pode ser treinado, mas, em grande parte, é nato.

Porque enquanto mais rapido um corpo esta mais dificil se torna sua aceleração? Conheço as formulas da relatividade, mas o que há no universo para dificultar essa aceleração?

A razão é que a inércia e a gravitação não são função apenas da massa, mas, também, da energia. Com o aumento da velocidade, aumenta-se a energia, aumentando a inércia. E, mais inércia, requer mais esforço para ganhar velocidade.

Professor, estou cursando Letras e esse curso está correndo o risco de ser fechado lá na faculdade. Na sua opinião, você acha que esse curso deveria ser mais valorizado a ponto de ser disputado juntamente com a Medicina ou o Direito?

Considero que o magistério deva ser uma profissão, não apenas digna, mas atrativamente remunerada. Só assim as melhores cabeças preferirão ser professores do que médicos ou advogados. Isso é o que acontece na Coréia do Sul e na Finlândia. Assim, a competição pelas vagas nos cursos de licenciatura seria bem grande, e nós teríamos professores de excelente competência. Sem tal medida não vejo como o Brasil não acabar como um país medíocre em termos de cultura, ciência e tecnologia e, com isso, ficar à mercê dos outros, em que a educação é valorizada. O que estou dizendo é que um professor primário que lecione só em um turno deveria iniciar a carreira com um salário de uns cinco mil reais. Um secundário, uns oito mil reais e um universitário uns doze mil reais. Chegando ao fim da carreira com o triplo disso. Dever-se-ia criar uma nova carreira, a que os atuais professores poderiam ascender por concurso. Mas um concurso muito exigente mesmo. Os que não passarem continuariam na atual, em extinção, com salários menores. Os novos só entrariam na nova carreira. Com isso, em uns trinta anos se teria a renovação completa do quadro mas, enquanto isso, já se poderia ir tendo resultados no aprendizado dos alunos. Mas o sistema educacional teria que ser exigente com os alunos também. Se for exigente, eles respondem. Se afrouxar, eles não se esforçam.

Qual o porquê de você acreditar apenas no que há evidências e não levar em consideração algumas hipóteses lógicas, mas ainda sem evidência a respeito. Quem critica você a respeito desse modo de pensar é aquele garoto, Giuseppe Luca.‎

Isso não sou eu. É a ciência. As hipóteses lógicas são formuladas para que se pesquise sua veracidade na natureza. Mas se elas não passarem nos testes, não são válidas e têm que ser reformuladas. A natureza não tem nenhum compromisso de ser lógica. Se a lógica e a matemática levarem a resultados não confirmados, que se refaça a lógica e a matemática. Ou, então, não se soube usar corretamente a lógica e a matemática. Não sou contra nenhum estudo teórico. Aliás, essa é a minha formação e assim é que fiz minha tese de mestrado. Todavia eu tive que propor um teste para validar a conclusão e, portanto a hipótese. O que eu estudei foi o tipo de consequência que adviria da suposição de que o fóton teria alguma massa bem menor do que o que as melhores medidas pudessem detectar. A conclusão, teórica, foi a de que, nesse caso, o Universo teria uma simetria axial. Como, à época, ela não era detectada, infere-se (modus tollens) que o fóton, realmente, não tem massa. Atualmente, os dados da sonda Planck sugerem essa possibilidade. Mas isso não é garantia de que seja devido a uma massa do fóton (modus ponens).
A → B ⇒ ~B → ~A
A → B ⇏ ~A → ~B
O que a ciência afirma é que toda hipótese, seja logicamente formulada ou algum palpite, só pode vir a se constituir em teoria após verificada por experimentos ou observações de fatos reais.

Como se posicionar e/ou resolver esse embate entre teoria x prática ?‎

Não há embate. Teoria e prática se complementam. É preciso desenvolver teorias que aprimorem as práticas. E a prática mostra caminhos nesse sentido. Pessoalmente sou uma pessoa que gosta de agir em termos mais teóricos, isto é, minha prática se fundamenta em teorias. Mas toda teoria pressupõe a priorização de algum aspecto em relação a outros. Daí pessoas dizerem que é preciso ser prático se você não faz o que ela considera que seja o prioritário. Nisso ela está teorizando. Há quem priorize o lucro, há quem priorize o menor trabalho, há quem priorize o menor tempo, há quem priorize a qualidade, há quem priorize o benefício global. Se você age em função de alguma dessas prioridades, as outras não serão atendidas e quem as prioriza vai dizer que você não é prático. Mas toda prática se fundamenta em uma teoria. Só que existem diversas teorias. Eu priorizo a melhor qualidade e o benefício global e não me importo com o dispêndio de tempo e trabalho, nem com o lucro. Muitos dizem que, por isso, não sou prático. Especialmente porque não me importo nem um pouco com dificuldades e nem vejo vantagem em facilidades se elas levarem a resultados de pior qualidade.

Professor Ernesto,a galáxia de Andrômeda está a uma distância de 2 milhões de anos-luz de distância da Terra(uma distância enorme).Isso significa que o telescópio Hubble a vê quando ela era a 2 milhões de anos atrás?‎

Exatamente. Mas a distância é 2,54 milhões de anos-luz. Em termos cosmológicos é uma distância bem pequena. Ainda estamos dentro do grupo local de galáxias, que faz parte do superaglomerado de Virgem, que tem 200 milhões de anos-luz de diâmetro. Mas o Universo observável tem 92 bilhões de anos-luz de diâmetro.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%B4meda_(gal%C3%A1xia)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_Local
http://pt.wikipedia.org/wiki/Superaglomerado_local

Professor, o sr. acredita que se acelerarmos o modo como percebemos a distorção da velocidade da luz, podemos efetivamente viajar no tempo?

Já disse muitas vezes que sempre estamos viajando no tempo. A questão é viajar mais depressa do que os outros e chegar ao futuro antes. Isso é possível, desde que se mova com grandes velocidades. É claro que para atingir grandes velocidades há que se acelerar, mas o que faz o tempo progredir mais depressa é a velocidade e não a aceleração. Assim, por exemplo, a 80% da velocidade da luz é possível avançar 67% mais rápido no tempo, isto é, em um ano de sua vida, chegar 20 meses na frente. O problema é que não se pode voltar atrás.

Você citou "O grande número de imperfeições do Universo, como doenças, catástrofes, caos etc. A existência do mal, não apenas como ação humana, mas como ação da natureza." como indícios da inexistência de Deus. Baseado em quê você define mal e imperfeição?‎

Mal é o que provoca dor, sofrimento, tristeza, prejuízo, ou qualquer coisa de ruim. Imperfeição é o que faz o funcionamento do Universo ocorrer de modo a não produzir resultados benéficos, isto é, que provoquem alegria, satisfação, lucro, ou o que seja de bom. No caso dos resultados não afetarem seres vivos sencientes, a perfeição se prende a um funcionamento harmônico, isto é, não caótico

o que acha do marco feliciano‎

Eu chamo esse tipo de gente de "sacripanta". Uma pessoa venal, corrupta, mentirosa, gananciosa. Uma pessoa, realmente, "do mal".

já que a certeza por completo cientifica não existe segundo a filosofia, o senhor se contenta com a provisória ou está em busca da sua própria verdade?‎

Nunca se pode contentar-se com a verdade provisória. Senão a ciência fica paralisada. É preciso se estar sempre em busca da verdade definitiva. A questão é que não dá para saber se já se a detém ou não. Então, não há outra alternativa do que aceitar o resultado provisório enquanto não se descobre que não seja correto. Mas, uma das principais atividades científicas, que consome um imenso volume de trabalho, é, justamente, sempre ficar tentando falsear tudo o que está estabelecido (provisoriamente) como certo. Se não se fizer isso, corre-se um grande risco de se estar acreditando em mentiras.

Existe ou é possível existir uma substância que seja líquida a 0 K?‎

Nenhuma substância pode atingir o zero absoluto. O hidrogênio e o hélio, próximo do zero absoluto, a pressões normais, são líquidos. O hidrogênio pode ser sólido (metálico) mesmo razoavelmente acima do zero absoluto, se estiver submetido a altas pressões.

Acho que o erro dos anarquistas é achar que a educação é capaz de qualquer coisa. Por mais que tenha educação, vai continuar nascendo pessoas más. O pensamento que a educação pode "modelar" qualquer pessoa é típico do Behaviorismo, que está ultrapassado.

Não é bem assim. Claro que existem pessoas más. Mas elas são minoria. Se a sociedade for suficientemente próspera e educada, a motivação para qualquer comportamento malévolo cai exponencialmente. Então a grande maioria será pacífica, ordeira, diligente, generosa, cooperativa, em suma, altruísta. Isso cria condições para que as pessoas de má índole sejam identificadas e rejeitadas pela sociedade. Que inclusive pode impedir, até fisicamente, que elas exerçam suas malvadezas, sem que seja preciso haver governo e nem polícia. Isso é como uma campanha de vacinação. Mesmo que todos não sejam vacinados, o fato da vacina estar "no ar" cria uma situação de proteção geral contra a doença que ela pretende prevenir. Quanto ao Behaviorismo, ele, de fato, em sua versão radical, a do Skinner, não confere com a realidade da vida psíquica. Mas há muitos aspectos válidos. Em termos de educação, não há dúvida que o ser humano também é susceptível a um condicionamento tipo pavloviano, pelo menos parcial. Isso é o que as religiões fazem com suas idéias de céu e inferno. No caso o prêmio e o castigo são imaginários. Mas funciona para muita gente, tanto é que há quem ache que as religiões são necessárias para conter a criminalidade. O anarquismo promete a paz e a felicidade na Terra mesmo. Mas a anarquia, o objetivo do anarquismo, não é algo que se implante para conseguir tais benesses. Pelo contrário. é algo que se alcança, uma vez que tais benesses sejam atingidas. A educação não é capaz de qualquer coisa, mas é capaz de quase qualquer coisa, Dentre elas, levar à anarquia, o suprassumo da civilização. Esse é o caminho que a humanidade vem trilhando nos últimos milênios. Mais alguns e se chega lá.

professor, fumar cigarro afeta a inteligência?

Sim, para pior. Porque diminui a oxigenação do sangue. Sem contar as inúmeras toxinas que ele contém. É pior do que maconha ou álcool. Mas não é pior do que cocaína, heroína e outras drogas pesadas.

Você chamava seus pais de "mãe" e "pai" ou os chamava pelo nome?

Mãe e pai. Mas não mamãe e papai. E os chamava por "você" e não "senhor" e "senhora". Eles que me ensinaram assim. Inclusive com minhas avós (meus avôs morreram antes de eu nascer). Eles também chamavam as mães deles de "você". Minha família toda é assim. Meus pais eram extremamente liberais para a época deles. Mente muito aberta, questionadores, intelectuais. Filosóficos mesmo. Eu os adorava e tinha conversas magníficas com eles. Eles me passaram responsabilidades de adulto desde uns doze ou treze anos de idade. Achei isso ótimo.

Você disse que não apoia a competição, porém também disse que gostava de xadrez, isso não é contraditório? No xadrez (tirando as vezes que dá empate) sempre alguém perde ou ganha.

Não é contraditório, é incoerente, o que não é a mesma coisa. De fato, não gosto de competição, em geral, mas gosto de jogar Xadrez. A questão é que não faço questão de ganhar. Gosto de jogar pelo prazer de jogar, não me importando de perder. Essa é a diferença. Acho que todos os esportes deveriam ser praticados assim, sem disputa, só pelo prazer de jogar, não se importando em ganhar ou perder. Por isso é que prefiro esportes sem competição, como montanhismo, ou ciclismo, sem corrida e sem disputa. Se eu pilotasse motocicleta, gostaria de fazer trilha fora da estrada, sem competir. Interessante, mas não tenho e nunca tive vontade de vencer e nem me esforço para isso em nada na vida.

Algumas faculdades brasileiras (UFV, por ex) e americanas já criaram mal-estar ao oferecer seu espaço para cursos ou palestras de pseudociências. Que o senhor pensa dessa situação: é legítimo uma faculdade oferecer seu espaço ou é ruim já que ela serve de referência para a sociedade?

Depende da abordagem. Se for para discutir a validade numa espécie de debate é válido. Se for para passar como conhecimento estabelecido, endossado pela instituição é um perigo muito grande e não deveria ser aceito.

Professor Ernesto,na época que você estava estudando na UFV(Universidade Federal de Viçosa),você estudava quantas horas por dia em casa?Faz mal estudar por mais de 6 horas por dia em casa no caso de a pessoa gostar muito de uma determinada matéria como Física?

Eu não estudei na UFV, fui professor da UFV, como da UFJF e da UFSJ. Estudei minha graduação em Matemática na UNIPAC, em Barbacena e fiz meu mestrado em Física no CBPF, no Rio. Quando estudava, eu já lecionava várias horas por semana, de modo que não tinha tempo para estudar mais de duas horas por dia. Então tinha que me valer era do tempo da aula mesmo para aprender. Isso é importantíssimo. Em geral, na aula se entende, no estudo se aprende. Essa é a regra. Mas eu fazia exceção. Entendia e aprendia na aula mesmo. Não é problema estudar seis horas por dia. Somando com o tempo da aula não se deve ultrapassar o limite de umas dez horas por dia, ou doze, algumas vezes. Senão o cérebro fica esgotado. Mesmo assim, há que se fazer alguns intervalos. Pequenos a cada hora, maiores a cada quatro horas.

Como é possível existir eventos sem causa, como é o que acontece na física quântica ?‎

Porque não seria possível? Porque todo evento deveria ter causa? Se se constata que existem eventos que não têm causa, então eles são possíveis. Supor que precise de ter causa é um preconceito. Isso resulta de um raciocínio indutivo com base nos eventos macroscópicos acessíveis diretamente à observação, que, geralmente, são efeitos. Mas isso é um fato estatístico, decorrente de que os eventos macroscópicos se dão com um número muito grande de componentes microscópicos atômicos e subatômicos. Por exemplo: quando um íon é excitado por colisões provocadas por seu deslocamento em um campo elétrico existente em uma corrente elétrica, ele pode decair e emitir fótons. O decaimento é incausado. A excitação é uma condição e não a causa do decaimento, pois ele pode ficar excitado e não decair ou decair ao fim de um tempo completamente aleatório, sem provocação nenhuma. Todavia, como em um filamento de lâmpada há zilhões de íons, a probabilidade de que todos não decaiam é muito pequena, de modo que é quase certo que muitos decairão. E como eles são excitados de novo, vai haver uma avalanche de decaimentos que é o que provoca o acendimento da lâmpada. Então se pode dizer, macroscopicamente, que a passagem da corrente pelo filamento é a causa do acendimento da lâmpada. Mas, para cada átomo, a emissão de um fóton é fortuita, Note muito bem que a excitação não é causa, é condição. Condição possibilita, causa determina. Sem excitação não há decaimento. Com excitação pode ou não haver decaimento. E não há nada que determine se decairá e caso sim, quando. Isso é o que se constata. Portanto é possível, já que acontece. Além do mais, se a excitação fizer o íon subir mais de um nível de energia, o decaimento pode ocorrer em saltos pelos níveis intermediários ou diretamente ao nível mais baixo, o que pode provocar a emissão de um ou mais fótons. Não há como saber qual decaimento se dará, nas mesmas condições. Ou seja, além de ser incausado, o decaimento é indeterminado, havendo eventos distintos para as mesmas condições iniciais. Esses dois aspectos são essenciais no comportamento quântico da natureza. E o comportamento macroscópico é um resultado estatístico do comportamento microscópico. Assim é a natureza.

Pro senhor qual faz mais sentido gravidade quântica em loop ou cordas?

Sinceramente, pelo que já examinei das propostas, ambas não me convenceram. Mas isso é só uma opinião e opiniões não contam em ciência. O que conta é se conferem com a realidade, para o que há que se proceder a testes. Todavia é preciso que sejam feitas propostas e todas as que possuírem coerência devem ser consideradas. No caso, ambas possuem. Mas coerência não garante validade. Vamos aguardar. Isso aconteceu com todas as propostas. Muitas se mostraram incorretas, como a do éter, a do calórico, a relatividade galileana, o átomo de Bohr e várias outras. Várias, contudo, ainda estão valendo, como a relatividade geral e a especial e o modelo padrão da física de partículas. Mas possuem alguns pontos fracos que precisam ser pesquisados.

Olá professor, o sr. acredita que a leitura do livro "The Universe in a Nutshell" (S. H.) seria aplicável para crianças por explicar de maneira "bonita" a existência do universo?‎

Esse livro, apesar das ilustrações, não é para crianças. Mesmo adultos que não tenham alguma noção de Física e Matemática não o acompanham. Quem já leu outros livros sobre o assunto, mesmo de divulgação, entende, mas quem é totalmente leigo tem dificuldade.

Ernesto, o universo é infinito tanto em grandeza quanto em pequenez, correto? Digo, por mais pequeno que algo seja, sempre dará para ampliar mais (não sei se me expressei bem). Aliás, o universo seria tudo o que existe, certo? O nada poderia ser considerado parte do universo?

Em pequenez não. Há um limite inferior, abaixo do qual não há nada menor. Mas não há um limite superior. O nada não é parte do universo, pois não existe "o nada". A palavra "nada" significa, exatamente, a inexistência de qualquer coisa.

Um dos meus professores da faculdade - PhD em Geografia na área de Arqueologia - disse que é difícil explicar o desenvolvimento da espécie Homo sapiens sapiens sem a interferência de vida extraterrestre. Disse que houve um salto genético. O que tens a dizer? Como tu afirma com convicção que não?‎

Ele está completamente enganado. O estudo paleontológico e antropológico mostra que a evolução gradual até a espécie humana não requer interveniência artificial nenhuma. Não houve salto genético nenhum. Pegue os bons livros de antropologia e verifique isso. Essa hipótese de interveniência alienígena ou divina é que não tem o menor fundamento.

Professor, um “excelente aluno” pode ter sua carreira profissional comprometida por graduar-se em uma faculdade (do interior) que não goza de muito prestígio na sociedade? Até que ponto o nome/fama da instituição tem relevância para o sucesso profissional?‎

Até o ponto em que a pessoa não seja "excelente". Quem for excelente passará por cima do nome de qualquer instituição onde tenha estudado. Numa faculdade famosa, contudo, basta ser muito bom.

Você fala com modo ignorante ao se referir a imigrantes italianos do campo, e os "genes" deles não são apropriados à leitura, cara meu avô construiu um império no campo, você nunca irá chegar a arrecadar o quanto ele, e eu amo ler, acho que gasto um terço da minha vida lendo

Não me consta que eu tenha dito isso em nenhum lugar. Por favor, me passe o link em que você tenha visto eu dizer isso. Acho que você está equivocado.

Acho que o anarquia não daria certo, apenas no papel(todos os modelos políticos e sociais dão certo lá). Veja, ninguém ira me garantir o direito de ser respeitado por exemplo, ou se eu for roubado. Entendo quando diz que todos fariam seus desejos e traria ordem, mas poderia me explicar esses pontos?

A tualmente é claro que não, pois a humanidade ainda não está suficientemente evoluída. Mas você pode ver que, por exemplo, nos países escandinavos, a civilização é tão avançada que quase prescinde da polícia. Os presídios estão fechando por falta de presos para abrigar. Anarquia não é um meio. É a culminância da evolução social da humanidade. Para chegar lá é preciso abolir TOTALMENTE a pobreza do mundo, bem como a riqueza excessiva, de modo que TODOS sejam prósperos. Isso é um trabalho para vários séculos de educação. Mas é uma tendência que mostra que esse ideal será atingido em poucos milênios.

O que o senhor acha da Física teórica?‎

Eu sou um físico teórico. Assim, para mim, é uma das atividades mais interessantes e instigantes que se pode fazer. É fantástico. Propor modelos que descrevam o comportamento natural do mundo em seus aspectos mais fundamentais é como compor uma sinfonia. É a parte mais filosófica da Física, que busca as respostas para as questões mais fundamentais para compreender-se o Universo.

"Mas porque a sociedade não pode se manter em harmonia, paz, concórdia, fraternidade, com todo mundo sendo livre para prejudicar uns aos outros, para causar dor, sofrimento, prejuízo, tristeza." ue, mas não é isso que o senhor defende? anarquia?‎

Anarquia é a ausência de governo e não de ordem. Muito pelo contrário, é uma ordem superlativa, pois não é imposta e sim assumida por desejo de todos. Isso não é alcançado por nenhuma revolução, mas por uma evolução cultural ao longo de muitos séculos. Até lá a sociedade terá que promover a educação e coibir a maldade de modo que, gradativamente, ninguém cometa nenhum crime. Isso deve ser feito por iniciativa das próprias pessoas, com cada vez menos intervenção dos governos. Que fique muito bem claro: Anarquia é o oposto da bagunça. É uma sociedade de pessoas virtuosas.

quantos sentidos nós temos? e quais são eles?‎

elo que me lembro: Visão, visão noturna, audição, equilíbrio, paladar, olfato, posicionamento esquelético, frio, calor (são sentidos distintos), dor, fome, sede, aceleração, cócegas, pressão (tato), textura. Tem mais, mas não me ocorre. Acho que são 21.

Algumas pessoas dizem que o livro de física Berkeley é um livro fenomenológico. O que isto significa? O que significa, também, fenomenologia?‎

Ele não é apenas fenomenológico. Ele é matemático também. Fenomenológico é o aspecto conceitual do entendimento do quê de físico está acontecendo no fenômeno e não apenas o estudo das relações matemáticas entres as grandezas envolvidas sem uma investigação dos fatos naturais que permitem que o fenômeno ocorra como se dá. A fenomenologia não só estuda como o fenômeno acontece, mas também faz a ligação entre ele e todo o resto do funcionamento do mundo físico. Por isso é muito mais aprofundada e de interesse para que quer saber física mesmo e não apenas a engenharia do acontecimento.

Professor, tenho uma dificuldade terrível para decidir que curso, afinal de contas, irei me graduar. Estou prestes a começar o segundo ano do Ensino Médio e ainda não sei ao certo. Tento me atentar a minha afinidade por cada disciplina, mas varia muito de acordo com o conteúdo estudado. O que faço?

Faça o que for mais difícil e estude o resto por diletantismo. Assim é que eu fiz. Queria fazer Física, mas meu pai não tinha dinheiro para me manter fora de Barbacena e eu já tinha começado a trabalhar. Então fiz Matemática. Depois fiz mestrado em Física. Mas eu também queria ser Engenheiro Mecânico ou Arquiteto, ou Filósofo, ou Romancista, ou Maestro, ou Pintor. Enquanto estudava eu lecionava Física e Matemática. Quando formei na graduação, em 1971, já passei a lecionar Física em duas Universidades (UFJF e UFSJ) e Estatística em outra (UNIPAC), além da Física na EPCAR e na EAFB (hoje IFETB). Só fui fazer mestrado oito anos depois, já como professor da UFV.

Hoje em dia, quais as providências cabíveis o homem poderia tomar, se acaso, um meteoro de 1 km estivesse na rota de colisão com a Terra?

Nenhuma. Melhor não fazer é nada e deixar acontecer. Nenhuma tecnologia atual é capaz de alterar o resultado.

Continuando sobre o Fluxo Escuro,para mim isso tudo soa bem coerente:fluxo escuro,teoria do multiverso,universo finito e teoria das cordas.O que acha a respeito?Universo pode ser finito,talvez seja dobrado sobre si.Segundo uma teoria recente,sua forma é do dodecaedro circular.Acho coerente.

As hipóteses de Multiverso e Supercordas são muito interessantes, mas totalmente hipotéticas. Não há nada que as confirme. Quanto ao Universo infinito, há dados observacionais que apontam para essa conclusão. Se o Universo for finito, é certo que ele seja dobrado sobre si, senão não poderia ser finito, já que não tem fronteira. O que garante a veracidade de um modelo explicativo hipotético, de modo que ele se torne uma teoria, não é a sua coerência e sim a sua concordância com as observações e experimentos.

Oi, boa noite! o senhor pode me tirar uma duvida? .. assim, cada Religião tem de alguma forma em um algo acreditar! Os ateus acreditam basicamente em que? tem algo especifico ou não?

Os ateus simplesmente não acreditam que exista nenhum tipo de Deus, bem como nenhuma realidade sobrenatural, como anjos, demônios, espíritos, almas e coisas do tipo. O resto, cada um acha o que achar.

Quais os malefícios, na sua opinião, se o ser humano conseguisse a imortalidade?‎

Se conseguisse, haveria o problema da superpopulação. O que levaria muitos à morte pela fome. E poderia, antes disso, levar muitos à morte pela guerra para conseguir água e comida. De qualquer modo a imortalidade não funcionaria, pois o próprio universo se tornará hostil a qualquer tipo de vida em algumas centenas de trilhões de anos. Antes disso, a Terra será hostil a toda vida em uns três ou quatro bilhões de anos. Mas seria possível se mudar de planeta.

Então, professor, o senhor já viu a esse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=S290m8pZ9bk ? Se for para dizer "não sabemos explicar, mas isso não autoriza inferirmos a interveniência de uma pessoalidade sobrenatural" melhor só dizer que não sabe explicar naturalmente.

Já vi. Mas eu tenho explicação. Simples: Coincidências. Apenas isso. Nem sorte nem Deus. Acaso, só o acaso.

O recém-descoberto fluxo escuro apoia a teoria do multiverso,segundo a qual,existem vários universos além do nosso.Esse fluxo já é completamente aceito,ou carece de mais dados para confirmar sua existência?Para mim,o universo deve ser finito,e esse fluxo confirma minha opinião.Comente sobre isso.‎

O fluxo parece que está confirmado. O que não é aceito pela maior parte da comunidade é a explicação proposta para ele, ou seja, de que seja provocado por um atrator em outro Universo. O mais correto é de que seja algum super-aglomerado de galáxias muito maciço, neste Universo mesmo, mas além do limite observável. Inclusive porque, outros universos seriam desconectados com este, não só para transmissão de sinais e fluxo de matéria, mas também para interações. Por que você acha que o Universo deva ser finito? Os dados observacionais a respeito dos parâmetros de aceleração da expansão e da densidade de massa e energia mostram que esta última, incluindo a matéria escura, não é suficiente para conter a expansão e isso implica no fato do Universo ser infinito.

É possível obter verdades absolutas relacionadas a assuntos não respondidas por calculos ( exatas)?‎

Nem a respeito de conclusões tiradas por meio de cálculos. Porque os cálculos são feitos a partir de modelos teóricos que pretendem descrever a realidade. Mas a realidade sempre é muito mais complexa do que os modelos que a descrevem. Tanto é que, volta e meia, são procedidas revisões dos modelos que a ciência usa, ou aperfeiçoando-os ou, mesmo, mudando-os totalmente. Em outras palavras. é quase impossível se conhecer verdades absolutas seja a respeito do que quer que seja. Apenas trivialidades podem ser garantidas. O melhor que se pode ter são verdades objetivas, isto é, advindas de um grande consenso das pessoas que examinaram profundamente o assunto. Opiniões subjetivas de pessoas isoladas podem até estarem certas, mas a confiança nisso é bem menor.

''Temos a arte para não morrer da verdade.'' Nietzsche - Há como suportar a existência e obter prazer vivendo sem arte? Quando se percebe que não há qualquer sentido intrínseco na existência, há outra saída que não seja criar/apreciar a arte?‎

Em verdade, o que importa é brincar. Não estou brincando. O homem suporta levar a vida se ele encontra um sentido para ela. Isso sempre é uma escolha pessoal, que pode ser pelo acatamento de alguma realidade transnatural ou pela atribuição de significado às ações que faz. Culturas menos elaboradas, em geral, não abrigam pessoas contestadoras de seus valores, de modo que todos aceitam a vida com base nos paradigmas existentes. O questionamento dos valores socialmente estabelecidos requer certo grau de sofisticação intelectual. Quem não aceita os paradigmas do ambiente social em que se insira, pode não ver sentido na vida, o que acaba levando à depressão e, até, ao suicídio. Mas há como superar isso, dando à vida um significado pessoal, pelo qual se sinta realizado em viver. Um deles é a arte. Não só sua apreciação mas, especialmente sua construção. Mas não é só a arte. A ciência também pode dar essa significância à vida. Ou as obras beneméritas, tipo educação, medicina, enfermagem e outras. Pessoas que se dedicam a tais trabalhos, mesmo que não apreciem arte, podem fruir significado e prazer em existir. Mas, sem dúvida, a arte é um fator de grande relevância, mesmo que não imprescindível, para o gozo do ato de existir. Especialmente a música. Um mundo sem música seria muito chocho. Isso tudo, no entanto, não é nada mais do que "brincar". Isso mesmo. Tudo o que se faz que não seja estritamente necessário para a manutenção da vida, é supérfluo, isto é, é uma "brincadeira". A arte é supérflua, exceto em relação ao provimento do sustento do artista. Mas, sem a arte, não se morre de fome, nem de frio, nem de sede, nem de asfixia. Tirando o ar, a água, a comida, o agasalho e o abrigo contra os predadores, tudo o mais é supérfluo.

Professor, sabe me responder se alguma editora lançou o Principia de Bertrand Russell aqui no Brasil? Quero esse livro há anos, principalmente depois que li "Introdução a filosofia matemática"

Não existe versão em português da edição completa, em três volumes. Em inglês tem uma edição recente, da Merchant Books, de 2009. A original é da Cambridge University Press e tem uma segunda edição de 1962, que deve estar esgotada. A obra se encontra disponível na Internet:
http://www.hti.umich.edu/cgi/b/bib/bibperm?q1=AAT3201.0001.001 (vol 1)
http://www.hti.umich.edu/cgi/b/bib/bibperm?q1=AAT3201.0002.001 (vol 2)
http://www.hti.umich.edu/cgi/b/bib/bibperm?q1=AAT3201.0003.001 (vol 3).

Há algo de racional a dedução aplicada a premissas fantasiosas? Tipo, algo como o que fez Tomás de Aquino acerca do nascimento virginal de Cristo para deduzir que Maria não teve outros filhos.‎

Sim, o que não significa que as conclusões sejam verdadeiras, mesmo que os raciocínios sejam válidos e lógicos. Na suposição de que Jesus seja uma encarnação de Deus, seria lógico esperar que ele fosse gestado por uma mulher que nunca tivesse pecado e nem os cometeria depois. Ora, a concepção judaica e cristã é de que o ato sexual seja pecaminoso. Então, com base nessas duas premissas, a conclusão de que a geração de Jesus tenha sido partenogenética e de que sua mãe tenha permanecido virgem a vida toda segue inexoravelmente. Mas as duas premissas é que são falsas, logo a conclusão, mesmo correta, não é necessariamente verdadeira (Isso é que é a lógica, pode até ser verdadeira, mas não necessariamente). O erro está na suposição de que Jesus seja uma encarnação de Deus e de que o sexo seja pecaminoso, donde a virgindade seria virtuosa e a maternidade normal o fruto de um pecado.

Acredita em sorte e azar? Ou tudo depende da probabilidade (por exemplo, jogos de azar), não existe pessoa mais sortuda/azarada que a outra?

Claro que não. O que existem são coincidências. Sorte ou azar seriam algum tipo de influência transnatural que modificasse o desenrolar dos acontecimentos para favorecer ou ir contra o benefício de alguma pessoa. Isso não acontece. Leia o livro "O Andar do Bêbado" do Leonard Mlodinow, que ele faz as análises estatísticas de como tudo não passa de coincidências e acasos.

Se Deus não existe, todas as coisas são permitidas?

Não, claro que não! A liberdade não pode se estender a ações maléficas. Não porque isso levará a qualquer penalização após a morte. Isso não existe. Mas porque a sociedade não pode se manter em harmonia, paz, concórdia, fraternidade, com todo mundo sendo livre para prejudicar uns aos outros, para causar dor, sofrimento, prejuízo, tristeza. A sociedade surgiu para que, uns aos outros, se auxiliem para que a vida transcorra tranquila, para facilitar a vida, para que ninguém precise viver sobressaltado e temeroso da ação malévola do outro. Então a sociedade é que tem que impedir a prática do mal, para o benefício da coletividade. Isso não vai acontecer numa concepção niilista. A ética tem que ser respeitada para o bem global. E o bem global redundará no bem de cada um. Mesmo quem pense que será beneficiado por ser malfeitor, se todos forem malfeitores, não terá paz.

O senhor falou do gosto pelo futebol, como se as pessoas que gostam fossem alienadas, de visão tunelar. Embora possa ser assim, há também vários intelectuais que gostam do futebol. O senhor pareceu meio preconceituoso

O que eu respondi é sobre o fato do futebol ser uma atividade de apreciação maciça. Não tem nada a ver com o fato de uma pessoa, em particular, apreciar o futebol. Como há quem aprecie handebol, tênis, hóquei, equitação, golfe, polo, waterpolo, squash, bocha, peteca, A diferença é que o futebol provoca uma liberação maior das tensões, exatamente por ser apreciado por multidões, que costumas assistir aos milhares nos estádios e, mesmo quando pela televisão, em grupos grandes.

O que o senhor acha que leva as pessoas a acreditarem mais em relatos e em coisas sem lógica, como o criacionismo por exemplo, e ignorar os fatos da teoria da evolução entre outros que a ciência apresenta com exatidão ?

Há várias razões para isso. Primeiro porque as pessoas querem certezas e a ciência nunca dá certezas. A ciência é sempre provisória e sujeita a correções. Segundo porque o conhecimento científico, para ser entendido, requer dedicação e dispêndio de tempo e inteligência para sua compreensão. Não é imediato. Mas a realidade não é simples mesmo. É muito complicada. As explicações mitológicas são simples e não exigem muita reflexão. Basta aceitá-las. Depois, porque muitos consideram que, se algo é aceito pela maioria e assim acontece há milhares de anos, então tem que estar certo. Não pensam que tais critérios não garantem a veracidade de nada. Além disso, em geral se tratam de pessoas que só conhecem as explicações dos mitos em cujo ambiente social se encontram. Não sabem que outras culturas possuem explicações divergentes das que aceita e que, nelas, as pessoas estão convencidas da veracidade daquelas explicações tanto quanto as pessoas da cultura onde se insere estão das suas. Saber de outras explicações diferentes, leva a refletir sobre a validade de suas próprias. Para levar as pessoas a pensar a respeito seria preciso que as escolas estudassem as principais religiões, bem como história da ciência. E também, cosmologia, neurociências, evolução (mais a fundo) e esses temas que contestam as explicações mitológicas. Mas, em geral, os educadores não gostam de enfrentar o estabelecimento social geral, mesmo que, pessoalmente, não concordem com ele. É desgastante e se tem que ter uma personalidade muito forte para resistir indefinidamente às reações de oposição a ideias abertas. Mesmo não havendo mais inquisição, o livre pensamente é considerado criminoso (especialmente nas nações islâmicas).

Por que as pessoas gostam tanto de futebol?‎

O futebol, hoje, atende aos mesmos anseios que, no Império Romano, as lutas de gladiadores atendiam e, na Idade Média, os torneios de cavalaria. Em suma, o de propiciar ao povo um circo para que ele deixe escapar a pressão acumulada de insatisfação pela vida dura, pelas frustrações e pelas tristezas. Um meio de liberar emoções que liberam endorfinas e serotonina e serenam o cérebro do efeito da corticotropina e vasopressina. Algumas pessoas, contudo, conseguem o mesmo resultado por meio de outros processos, como escutar música clássica.

Ernesto, você disse que as condições ambientais da Terra só serão propícias à vida por mais uns três bilhões de anos. Mas você não acha que até lá a ciência pode estar tão avançada a ponto de superar a falta de recursos naturais e as condições hostis do ambiente? E até criar uma natureza artificial?

Não acho não. A questão é O grande aumento da temperatura do Sol. Interferir no núcleo do Sol, em minha opinião, mesmo que se consiga alguma tecnologia capaz, o custo seria estupidamente algo, não em termos de dinheiro, mas de recursos mesmo. Outra alternativa seria criar uma cobertura, como uma bolha, envolvendo a Terra ou, pelo menos, certas regiões. Isso seria mais viável, mas adiantaria só até o Sol explodir. O preferível seria achar outro planeta e se mudar para lá. O custo também seria muito alto. Mas, para mim, até lá, a humanidade não vai existir mais, Penso que dentro de uma ou duas dezenas de milhões de anos (ou mesmo antes disso), novas espécies trans-humanas já a terão substituído. Mas, não vejo razão para querer que fique tudo preservado. Para mim a vida é um episódio que tem início e fim. Não só para cada indivíduo mas para cada espécie e para todas as espécies. O Universo começou sem vida e vai chegar a não ter vida de novo.

porque é que os filmes de batalhas espaciais tem explosões tão barulhentas, se o som não se propaga no vácuo ?‎

Para criar mais sensação na assistência.

Saindo um pouco da normalidade das perguntas que o senhor recebe: O senhor gosta de Futebol? Costuma assistir? Costuma jogar? Torce para algum time? Qual?

Não gosto de futebol. Nunca gostei, nem quando garoto. Não jogo, não assisto, não acompanho notícias, não sei como se joga, não ligo para o assunto. Não é que eu ache que seja bobeira, mas é que não me provoca o menor interesse. E eu não vou fingir que me interesso só porque a maioria se interessa.

O frio é realmente psicológico ?

Depende do que você chama de "psicológico". De fato, a percepção do frio é uma ocorrência mental, advinda da sensação de frio, que é transmitida pelo sentido de temperatura da pele ao centro do cérebro que constrói a percepção. Mas ela responde a uma excitação causada por uma ocorrência física real do ar em contato com a pele, isto é, a sua temperatura. Todavia a percepção também depende de outros fatores, como o estado de atividade do organismo (se se está fazendo exercícios físicos a percepção do frio fica reduzida) ou, mesmo, de idiossincrasias individuais. Um agasalho também faz o ar que toca a pele se aquecer pelo calor do corpo e, como ele impede esse calor de vazar para o ambiente, o sentido de temperatura não sente o frio do ar fora do agasalho. Note que esse sentido não é o tato. Nós não temos apenas cinco sentidos, como se diz, mas muito mais.

Existe hora certa?

Para cada local, sim. Mas não é a hora oficial do fuso horário. Você tem que pegar a hora de Greenwich e somar ou subtrair a fração do dia correspondente à fração de arco do equador que o seu meridiano faz com o de Greenwich. Por exemplo, aqui em Viçosa, como se está no fuso horário GMT -3, sendo agora 17 horas e 25 minutos, lá em Greenwich são 20h 25min. Como a longitude de Viçosa é 42°52´54´´, ou seja, 42,8816666667°, isto representa a fração 0,119115740741 do equador. Como a Terra gira de 360° em 23h 56m 4,1s, isto é 0,99726968 dias, essa fração será 0,99726968 x 0,119115740741 = 0,118790516651 dias, isto é 2,85097239964 horas, ou seja 2h 21min 3,5s, a serem subtraidos à hora de Greenwich, o que dá 18h 3min 56,5s, para a hora oficial de 17h 25min, para todos os lugares deste meridiano. Pode-se elaborar um programa de computador já faça essas contas todas automaticamente, dando a hora local, o fuso horário e a longitude.

O melhor é ignorar ou debater?

Depende do assunto. Se for algo cuja compreensão errônea for prejudicar as pessoas é preciso debater e mostrar o erro, de modo a que não seja cometido. Se for algo indiferente, não compensa.

Professor, por que Ufólogos afirmam com tanta certeza que extraterrestes existem e visitam nosso planeta com frequência?

Porque essa é a crença deles. Do mesmo modo que os hinduístas fazem preces a Gamesh e confiam no seu atendimento. Ou como os gregos e romanos faziam novenas a Apolo ou a Atena. Ou como, na Idade Média, se acreditavam em elementais, como duendes, gnomos, fadas, unicórnios, dragões etc.

... suponhamos que a probabilidade de surgir um planeta idêntico ao nosso seja de 10^10(123). Se o universo é realmente infinito, então depois de passarmos por aproximadamente 10^10(123) planetas, encontraremos um idêntico ao nosso. E continuando, encontraremos indefinidos planetas Terra a frente...‎

Nada disso. Esse não é o significado da probabilidade. Tanto poderia aparecer um idêntico à Terra no primeiro exame que se fizesse quanto nunca.

"Uma opinião gratuita dele, sem o menor fundamento." Gratuita foi essa tua resposta.‎

Não há nenhuma forma pela qual ele possa tirar essa conclusão. Para que o homem se torne imortal ele teria que interromper a degeneração dos telômeros dos cromossomos das células. Como é que Spinoza poderia deduzir que a compreensão do pensamento de Deus levaria a isso? Ele chutou. Além do mais, se ele era panteísta, que é uma concepção pela qual Deus não é uma pessoa, como Deus teria pensamentos?

professor, pode existir água na lua ?‎

Só se for subterrânea, na forma de gelo ou água muito pressurizada, mais funda. Superficial e atmosférica, é quase certo que não existe.

O sr sabe a profissao da área de humanas que tem bons salários? Sei que da área de exatas paga muito melhor em alguns segmentos, mas tenho discalculia‎

Os maiores rendimentos (não salários) são dos bons administradores de empresas. Depois dos bons advogados. Estou falando de rendimentos da ordem de centenas de milhares de reais por mês. Mesmo rendimentos da ordem de dezenas de milhares de reais por mês são mais encontradiços nessas atividades da área das ciências humanas. Mas isso só acontece com quem é muito bom de serviço mesmo.

"Porque deveriam haver outros planetas Terras?" Bom, é assim que eu interpreto... Se o universo é infinito, então qualquer probabilidade se torna possível, mesmo que incompreensivelmente absurda. Suponhamos que a probabilidade de um planeta idêntico ao nosso seja de 10^10(123) (continua)‎

Essa é uma interpretação equivocada do significado da probabilidade. Se algo tem uma probabilidade 1/p de acontecer, tanto pode acontecer na primeira vez, quando nunca acontecer. Não significa que se realizar a tentativa p vezes vai acontecer. O que significa é que, num número muito grande de tentativas (munitíssimo maior do que p) é de se esperar que o evento ocorra em 1/p delas. Mas não é garantido que ocorra.

Professor, qual é a necessidade de se ter criado a medida Ångström (10^-10m) se já existia o nanômetro (10^-9) ? Além de que o Ångström não é reconhecido Sistema Internacional de Unidades.‎

Isso aconteceu em 1868. Então o sistema métrico já existia, mas o padrão do metro era uma barra de platina iridiada, ainda hoje existente, mas não muito preciso para as necessidades da espectroscopia. Daí se definiu o Angströn, em 1907, como 1/6438,46963 do comprimento de onda da linha vermelha do Cádmio. Só em 1960 é que o metro passou a ser definido espectroscopicamente e, então, o Angströn ficou sendo 0,1 nanometros.

Se o universo é infinito, então existem infinitos planetas Terra em algum lugar remotamente distante, certo? Isso é algo meio estranho..

Não é certo não. O Universo pode ser infinito e só haver este planeta Terra, como é o mais plausível. Porque deveriam haver outros planetas Terras?

Existem pessoas que dizem que na realidade os seres humanos são extraterrestres, porque não possuem muita semelhança com os outros seres vivos da terra. Qual sua opinião sobre isto professor?

Nenhum fundamento. Claro que os seres humanos possuem semelhanças com os outros seres vivos da Terra. Imensas semelhanças. Tanto anatômicas quanto fisiológicas, bioquímicas, genéticas, psicológicas e assim por diante. Há uma linha evolutiva nítida entre os humanos e seus predecessores. Somos todos originários de um mesmo ancestral comum. Um extra-terrestre é que não deveria ter semelhança nenhuma conosco. Essa opinião é coisa de pessoas com concepções esotéricas.

O senhor assiste televisão? Acho esta, algo interessante, educativa e importante nos dias atuais? Ou acredita que seja algo inútil, a considerar os vários outros meios que temos para obter informações de fato verdadeiras?‎

Quase não assisto, porque acho uma perda de tempo imensa. Raramente vejo um documentário ou assisto um filme. Nem os telejornais eu vejo mais. Prefiro saber pela internet as notícias, quando me lembro. Mas, às vezes me esqueço e passo dias sem saber o que está acontecendo no mundo. Acho muitos documentários educativos, mas podem ser vistos na internet. Para mim, televisão não faz falta. Quanto o pessoal viaja e eu estou só em casa, jamais me lembro de ligar a televisão.

Professor, qual faculdade o senhor acha boa? Que nao inclua muita matematica, e de um bom emprego? Um bom salario etc. Fale sobre?

O bom é fazer aquilo que você gosta. Nem precisa fazer faculdade. Quem sabe você não adoraria ser relojoeiro? No caso de fazer uma faculdade, não pense no que dá dinheiro, mas no que te fará feliz, de modo que seu trabalho seja o seu lazer. Que você seja vibrador com o que faz e faria mesmo de graça. Assim você se realizará na vida. Por isso não há como eu te dar uma sugestão. Se fosse eu, eu iria ser professor de física. Outra coisa. Se quiser ficar rico, não pense em salário e nem em emprego. Vá ser um empresário. O dono do seu negócio. Vá ser comerciante, fazendeiro, industrial, prestador de serviço autônomo. Jamais empregado. Esquece o salário. Pense em lucro, se o seu interesse é ficar rico.

Lembra-se com qual idade leste seu primeiro livro professor Ernesto?‎

Aprendi a ler com quatro anos. Desde então lei revistinhas do Pato Donald e Mickey. Livros infantis eu comecei a ler com uns cinco anos. No primário, com sete anos, eu já lia muito. Sempre adorei ler.

Professor, poderia citar algumas bandas que gosta?‎

Geralmente não ouço bandas. Ouço cantores e cantoras solistas acompanhados de orquestras completas, ou, pelo menos, conjuntos bem amplos, com piano, órgão, violinos, sopros, percussão mais suave. Prefiro violão acústico do que guitarra eletrônica. Quanto ao contra-baixo, gosto dos acústicos, usados em jazz (o mesmo das orquestras sinfônicas). Duplas sertanejas, nem pensar. Posso gostar de algum dueto do tipo Chico e Betânia. Todavia gosto de algumas bandas clássicas, como os Beatles e algumas outras.

Professor, preciso de ajuda, quanto é a parcela de 0,1 de 10^-10 (0,0000000001) ? E como se faz esse calculo? Grato Ernesto

Ora, 0,1 é um décimo, isto é, dividir por dez, ou seja, diminuir um no expoente da potência de dez, que passará para 10^-11.

Professor, cientificamente falando, o que faz mais mal à saúde: maconha ou álcool? Se puder apontar os motivos, agradeceria. Não sei se o senhor já falou sobre isso, mas se falasse iria deixar muita coisa clara

Depende da intensidade do uso. Ambos fazem mal, mas em doses brandas podem fazer bem para certos casos. O ideal é não fazer uso de nenhum deles ou, pelo menos, uso bem moderado. A maconha causa maior dependência, mas o álcool também pode causar, para alguns. Pior do que os dois é o tabaco. Sem falar, é claro, das drogas pesadas, como cocaína, heroína e outras.

se você tivesse em meios aos políticos, e descobrisse a 'verdade', e depois de uma leve reflexão, chegasse em uma conclusão de que não poderia fazer nada a não ser; abandonar o cargo, ou entrar na 'lama' com os demais. Qual seria sua reação? Existiria uma terceira opção? Exemplifique/especifique-se

Claro que existe uma terceira opção, que é a correta: denunciar todo mundo. Claro que se corre o risco de ser morto.

Os sentimentos (tristeza, alegria, raiva, medo...) e o que provoca o choro, por exemplo, é algo material?‎

Não. Nem sentimentos nem pensamentos são materiais. O que não significa que sejam de ordem espiritual e não natural. Nem tudo que é natural é material. Tratam-se de ocorrências. São processos que se dão na estrutura neural, consistindo de transmissão de sinais através dos dendritos, dos axônios e das sinapses, inclusive com a formação de novos dendritos, novas conexões e, até, novos neurônios, a partir do material da glia. Uma fração ponderável das pesquisas neurológicas é, justamente, identificar que tipo de ocorrências neurais são responsáveis por cada tipo de fato psicológico.

Professor, você acredita que exista vida inteligente em Marte e/ou Lua?‎

De modo nenhum. Nem vida nenhuma. As condições desses planetas são extremamente hostis. Em Marte pode ser que já tenha havido alguma vida, mas, talvez, apenas primitiva, tipo bactérias ou, no máximo, musgos, liquens, fungos e protozooários.

Como ateu suponho que o senhor não creia na imortalidade da alma ou da pessoa, como queira chamar. Qual o sentimento que o senhor tem em relação à crença de que a morte física é o seu fim e o fim de seus entes queridos?‎

Isso é uma constatação, à falta de evidências e provas de que haja alguma sobrevivência de alguma pretensa alma à morte do organismo. Encaro isso com toda a tranquilidade e considero perfeitamente normal. Inclusive é uma grande razão para que se aproveite ao máximo esta vida, que é única e curta, não se tendo nenhuma outra chance: nem vida eterna nem reencarnação. É preciso, pois, reconhecer a extrema preciosidade da vida e vivê-la de modo que se possa dizer que foi inteiramente satisfatória e significativa, isto é, que o fato de termos existido fez diferença para o mundo. Que deixamos o mundo melhor do que ele nos recebeu, por nossa causa. Isso é fonte de grande felicidade. Os entes queridos continuarão queridos em nossas memórias pelo legado que nos deixaram, como esperamos que nós mesmos o sejamos na memória dos que ficarem, depois que pararmos de funcionar.

Professor tu aconselha a prestar curso técnico?‎

Não acho que todo mundo deva fazer curso superior só por fazer. Inclusive porque, nem sempre, uma profissão de nível superior é mais bem remunerada. Se você é uma pessoa que curte fazer coisas práticas, é muito interessante se dedicar a uma atividade que só requeira nível técnico. O Senai e o Senac possuem excelentes escolas, bem como os Institutos Federais de Educação Tecnológica. Melhor ser um bom técnico do que um mau bacharel que não consegue trabalho naquilo que é diplomado.

O que você acha de brigas de torcidas?

Uma barbaridade. Um atestado de falta de civilização. Os responsáveis teriam que ser enquadrados em crime inafiançável e sem direito a responder processo em liberdade. E cominado com penas duríssimas.

Professor, ondulátoria (Ondas mecânicas e eletromagnéticas) é matéria de que ano escolar?‎

No Ensino Médio, em geral, as ondas mecânicas são dadas na segunda série e as eletromagnéticas na terceira série. Todavia é rara a escola que chega a cumprir o programa da terceira série, porque elas ficam fazendo revisão dos tópicos das séries anteriores como preparação para o ENEM e os vestibulares. Sou totalmente contra isso. Tomara que todos os vestibulares acabem e o ENEM se torne seriado.

Se comprovarem que o universo realmente é infinito, isto tem muitas implicações. Na verdade pra mim seria um caos, imagine que para haver outro Ernesto em outra Terra seria necessário 1 chance em quintilhão na trilionésima potência. Mas se o universo é infinito, é possível, e existe outro Ernesto!‎

Tanto faz que o Universo seja finito ou infinito a realidade de cada um é única. Não há réplica de nada. Porque, para poder haver, não só o universo teria que ser infinito, mas sempre ter existido.

Professor você conhece a ciência noética? O que acha a respeito?‎

A princípio o propósito de Noética é válido mas ela se tornou algo como a Ufologia, que, ao invés de tentar descobrir o que de fato sejam os OVNIs, já supõe que sejam naves alienígenas e buscam argumentos para provar isso. Na Noética também a maior parte dos pesquisadores já parte da suposição de que sejam fenômenos paranormais e de origem espiritual e buscam argumentos para justificar isso, ao invés de investigar, ceticamente, de que se tratam. Então não confio nos seus resultados.

Professor, você gosta de teoria dos números? É interessante os mistérios da matemática. O que acha daquela "teoria" de que 1 + 2 + 3 + 4 ... = -1/12 (http://www.youtube.com/watch?v=w-I6XTVZXww) ? E do teste de primalidade que descobri, no qual lhe falei pelo Facebook. Achou valido? Abraços

Essa soma é fajuta. Já comentei numa resposta aqui no Ask. Quanto ao teste de primalidade, ainda não tive uma chance de estudar.

Professor, você saberia me indicar livros que considera refutar ou levantar objeções significantemente coerentes sobre os argumentos mais frequentemente utilizados para defender a existência de Deus? Você saberia indicar também algum outro livro que considera fazer um TEÍSTA refletir sobre sua crenç

Tudo o que eu sei e digo é o que assimilei pela leitura de centenas de livros que não sei mais citar o que obtive de cada um. É importante ler muito, mas isso leva anos e anos de assimilação. Não conheço livros que resumam os assuntos. Aliás não gosto de resumos. Também não gosto de pessoas que argumentam com base em citações de autores. Nunca fiz isso. Leio muito. assimilo o que leio, reflito sobre os assunto, elaboro meus argumento, e os apresento como ficaram acabados (sempre provisoriamente) em minha mente. Mas nem sei mais as origens de todos eles. Isso, para mim, não tem muita importância, mesmo que seja interessante citar. O mais importante não é quem disse o que, mas o que está sendo dito. Vou ver se descubro algum como você quer.

Sim. Eu nunca achei que fosse alguma alma. Mas você tem algum palpite sobre como isso acontece?

O que acontece são formações e destruições de sinapses. Os eventos psíquicos fundamentais são percepção e memória. Como as portas e chaves de um computador. Com a imensa diferença que o processamento mental é paralelo numa escala imensa e, ainda por cima, seu hardware vai sendo construído à medida que a máquina funciona. E ela funciona toda na base de hardware. Toda programação é implementada como hardware. Quando se armazena uma rotina são criados circuitos para executá-la. Os próprios registros de memória são construções de hardware. Então a analogia com um computador não é bem adequada.

Professor, os experimentais neurais que mostram que a escola precede a consciência eliminam totalmente o livre-arbítrio humano? Se sim, como podemos ter uma congruência entre a moralidade (que, segundo Kant, implica em poder) e mesmo a felicidade (que, para mim, está relacionado com a independência

Não eliminam não. A escolha é feita pelo inconsciente de forma livre e não deterministica. O inconsciente é que é a parte predominante do "eu". A consciência é apenas a parte que faz com que se saiba o que está acontecendo. O fato da escolha ser inconsciente não significa que não seja voluntária. Você faz as escolhas morais inconscientemente. Mas é uma escolha sua. Seu inconsciente é a principal parte de você

Mas como pode um monte de neurônios e sinapses gerarem imagens na nossa cabeça? Cheiros, sons e gostos? Sensações, entre outras coisas?‎

Isso é o que está sendo estudado. Como poderia acontecer. De qualquer modo, a descoberta é muito mais razoável do que a suposição de que um espírito acoplado ao cérebro faria tal coisa. Como ele faria? Como uma suposta alma interagiria com os órgãos dos sentidos. A explicação da mente a partir de uma alma é muito mais implausível do que a partir do funcionamento dos neurônios.

Você sabe como é possível o homem pensar, ter consciência, emoções, memória, se o cérebro é só uma espécie de rede?‎

E porque uma espécie de rede impediria isso? É justamente por ser uma espécie de rede que se pensa e se sente. Tais ocorrências advém, exatamente, do funcionamento em rede inteiramente interconectada num nível incrível de complexidade. É a complexidade que faz emergir tudo isso. Mas não se pode usar a palavra "só", para tal estrutura. Ela é algo maravilhoso e de um nível de "intrincação" sem precedentes no Universo. Não tem nada de "só". Toda a vida psíquica provém da estrutura e do funcionamento dessa rede. Isso é que é o maior tema de pesquisas neurológicas da atualidade. Milhares de cientistas estão se debruçando sobre tal rede para elucidar pormenorizadamente seu funcionamento. Mas ela é tão complexa que se levarão séculos para decodificar tudo. Mais complicada do que o genoma humano. Explicações simplistas, como o dualismo, nem de longe explicam a riqueza da vida psíquica. É muito simplista dizer que as emoções e os pensamentos ocorrem na alma. E daí? Como se explica, então, o funcionamento da alma? Se se exige uma explicação pormenorizada de como uma estrutura físico-química-biológica é capaz de produzir emoções e pesamentos, então o mesmo tem que ser exigido de uma estrutura espiritual. E dessa, supondo que existe, se sabe muito menos ainda. O monismo fisicalista, pelo contrário, está, a passos largos, avançando na compreensão da mente, da consciência e do psiquismo em geral. Leiam os livros do António Damásio. Excelentes sobre isso. E muitos outros.

Isso é uma constatação histórica que não depende de se ser cristão, muçulmano, budista, hinduísta ou ateu." ERRADO! Desculpe, professor, mas acho que o senhor está equivocado. A Igreja Católica foi construtora da nossa civilização ocidental, sim. Quando tiver tempo, veja isso: http://goo.gl/8wYwGv‎

Nada disso. O cristianismo influenciou a civilização ocidental sim. De fato. Mas não foi o responsável pelas principais características. Elas vieram da civilização Greco-Romana e das contribuições bárbaras. Aliás, a civilização e o progresso só voltaram a acontecer na Europa, a partir do século XIII e, principalmente, a partir do Renascimento, quando o legado grego retornou à Europa e quando a humanidade começou a se desvencilhar dos antolhos que a Igreja lhe colocou no pensamento.

"É rico porque conseguiu superar o desafio do clima frio e inventou modos de prosperar apesar das dificuldades" Superar o clima frio? O que isso tem a ver? É impressionante como ateus militantes fazem de tudo para não admitir a importância do cristianismo para a nossa sociedade: http://goo.gl/8wYwGv‎

Isso tem muito a ver. Aliás é uma das teses mais aceitas para o desenvolvimento das civilizações, denominada "Repto e Réplica", proposta por Arnold Joseph Toynbee em sua obra em 12 volumes "Um Estudo de História" escrita entre 1934 e 1961. O surgimento da civilização ocidental precede o advento do Cristianismo e, de fato, seu progresso foi bem prejudicado por ele. Isso é uma constatação histórica que não depende de se ser cristão, muçulmano, budista, hinduísta ou ateu.

http://radiacaodefundo.haaan.com/2011/04/25/provando-que-retas-paralelas-se-encontram-no-infinito/ Fui pesquisar e achei isso. Você pode me explicar onde consta o erro? Quero que meu professor saiba também. Obrigado.

O erro é conceitual. Quando X "tende" para infinito o ângulo entre as retas "tende" a zero e elas "tendem" a ser paralelas. Mas X nunca será "igual" a infinito e nem o ângulo nunca será "igual" a zero e nem as retas serão "paralelas". Elas sempre serão concorrentes. Limite não é uma igualdade. Tanto é que não se escreve que x = ∞ e, sim, x → ∞. Diz-se que um limite de uma função seja igual a certo valor quando o valor da função tende para ele quando seu argumento tende para o ponto onde se está calculando o limite. Mas o valor da função não é igual ao limite, a não ser que a função seja contínua no ponto. Quando se calcula o limite para argumentos que tendem a infinito, então o valor não é igual mesmo. Além do mais, dizer que o ponto de intercessão se afasta infinitamente até que o ângulo entre as retas tenda para zero significaria que, quando o ângulo for, de fato, zero, o ponto de intercessão deixaria de existir, já que dizer que está localizado a uma distância infinita significa dizer que não está em lugar nenhum, pois infinito não é, absolutamente, um lugar.

Professor, se pegarmos duas retas concorrentes que se cruzam no eixo x e fazer x tender a infinito, podemos dizer que as retas paralelas se cruzam no infinito?

Não. Dizer que x tende para infinito é dizer que o ponto de intercessão das retas está se afastando cada vez mais, mas continua sendo um ponto de intercessão. Ele não vai chegar ao infinito nunca, pois infinito não é um lugar, não é um valor para x. É só uma abstração para dizer que x está mais afastado do que qualquer distância que se queira conceber. Mas continua sendo o ponto de intercessão das retas. Portanto elas não são paralelas. Retas paralelas são retas coplanares que não possuem ponto de intercessão em nenhuma distância x que se considere.

O clima frio propicia maior desenvolvimento de uma sociedade em relação ao clima quente?‎

Sim, sem dúvida nenhuma. Atualmente os habitantes de climas quentes já assimilaram a civilização que surgiu nos climas frios. Todavia há exceções, como os Maias e Astecas. O que determina não é bem o clima, mas os desafios da natureza, dos quais o clima frio é um grande fator.

Professor, me tire uma dúvida, por favor.Um átomo é composto por prótons, nêutrons e elétrons.Que por sua vez tem que ser compostos por algo e assim por diante.Há um fim nesse processo? um ponto onde não exista nenhuma partícula formadora de outra?‎

Não se tem certeza, mas, por enquanto, o limite está nos quarks (formadores dos prótons e nêutrons) e nos elétrons. Todavia há propostas de que esses sejam formados por préons. Mas isso não é confirmado experimentalmente. Além disso há a propostas de que os quarks e elétrons, ou os préons, sejam constituídos de anéis de super-cordas. Mas isso já não é dizer que eles sejam feitos de algo mais elementar e sim em que consistem eles.

já ouvi misândricas dizendo que misandria não é o outro lado da moeda da misoginia, que não há simetria entre as duas. você concorda?

O oposto da misandria (desprezo aos homens) é a filandria (apreço aos homens). O oposto da misoginia (desprezo às mulheres) é a filoginia (apreço às mulheres). Misoginia não é machismo e nem misandria é femismo. As duas concepções (misandria e misoginia) são simétricas com respeito ao gênero sim. Resta saber o que se entende por "outro lado da moeda". Não gosto de usar esse tipo de expressão coloquial. Prefiro os termos rigorosos do linguajar científico. No meu entendimento é o outro lado da moeda sim.

Do que se trata e em que se baseia a Teoria das Cordas? Poderia fazer um breve resumo a respeito? Obrigado

Da concepção de que as partículas elementares (quarks, léptons, glúons etc.) não são partículas, mas anéis de finos tubos vibrantes em um espaço de dez dimensões. Os diferentes modos de vibração e o valor de suas energias é que determinam que tipo de partícula se trata. Mas todas são feitas da mesma coisa. Isso ainda não tem nenhuma comprovação experimental. É só uma hipótese, ainda em construção.

O ateísmo pode ser considerado uma religião? Crer que deus não existe seria também uma crença?

Não. Ateísmo não é uma crença. É uma descrença. Ateísmo não é nenhuma religião. É uma concepção. Não tem doutrina, não tem práticas, não tem comunidade, não tem escrituras. Ateus só têm em comum a descrença em deuses. Nada mais.

Professor, é normal sentir medo da faculdade ? Tenho medo de chegar lá e todos serem melhores que eu. Principalmente no meu curso, que é na área de humanas ... O que fazer professor ?‎

A única maneira de enfrentar qualquer medo é fazer o que se tem medo de fazer com medo mesmo. Vai para a aula e verifique se os outros são todos melhores do que você mesmo ou não. Não penso que sejam. Haverá

Meu professor disse que, embora aprendamos na escola que retas paralelas não possuem ponto em comum, elas se cruzam no infinito, mas isso só é passado no ensino superior. É verdade?

Não. Retas paralelas não têm ponto de intercessão em lugar nenhum. Infinito não é um lugar. Retas paralelas não se interceptam no infinito.

O ocidente é poderoso porque é cristão ?‎

Claro que não. É poderoso porque é rico. É rico porque conseguiu superar o desafio do clima frio e inventou modos de prosperar apesar das dificuldades. Isso é anterior ao cristianismo. Aliás, o cristianismo até atrapalhou, como se pode ver pelo atraso que aconteceu na alta idade média. Se a civilização grego-romana tivesse prosseguido, hoje já estaríamos muito mais adiantados.

O que é exatamente uma conjunção Lua - Marte como a que deverá ocorrer hoje?‎

A disposição da Terra, da Lua e de Marte, aproximadamente ao longo da mesma reta no espaço. Assim são vistos muito próximos no céu.

Qual sua teoria sobre a origem do universo?

Surgiu espontaneamente, sem ter do que provir, sem causa, sem projeto, sem propósito e sem agente. Logo que surgiu, começou a ter o seu espaço expandido rapidamente, o que é chamado de "Big Bang" (que não foi o surgimento). Isso se deu a 13,8 bilhões de anos. No surgimento, surgiu o espaço e seu conteúdo (campo). Na expansão surgiu o tempo e o desdobramento do campo em matéria e radiação. O espaço já surgiu infinito. A expansão é um inchamento desse espaço, isto é, um aumento da separação entre os lugares, sem que nada se mova.

"Não há nada que se 'tenha que fazer'. Só se faz o que se quer. E aguente com as consequências". Lembrei deste vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=AVtDoSC6eJU‎

É isso! Mas a analogia não é boa por duas razões. Primeiro que, em sociedade, a escolha por contrariar a lei, mesmo que com isso se seja preso, pode ser uma atitude heroica de resistência a uma lei infame que levará outras pessoa a resistirem também e, com, isso, abolir a lei. Isso se chama "Desobediência Civil" e é um recurso muito válido de protesto, mesmo que prejudique o protestante. Quanto à proposta de Jesus, a questão é que ela é mentirosa. Não há castigo nenhum por se fazer o mal, já que não há inferno (como não há prêmio em se fazer o bem, já que não há céu). O bem deve ser feito e o mal evitado por seus valores intrínsecos, não por recompensa e nem por castigo nenhum.

você sabe quem é jaspion?

Um super-herói japonês de um seriado de televisão. Já assisti a alguns episódios.

o que voce faz quando ta com preguiça de fazer qualquer coisa?‎

Em geral não tenho preguiça, mas, se tiver, fico sem fazer. Não adianta argumentar que seria algo que se "tem que fazer". Não há nada que se "tenha que fazer". Só se faz o que se quer. E aguente com as consequências. (prisão, demissão, morte)

Professor, seria o sucesso uma escolha ou um resultado?‎

Um resultado, que pode ser decorrente de uma escolha ou não. Pode ser que a escolha leve ao fracasso e que o sucesso advenha de circunstâncias não escolhidas. As decisões das pessoas influenciam as ocorrências de sua vida mas não determinam. O fator aleatório, dos acasos e coincidências é extremamente importante para tal. Todavia o sucesso, em termos financeiros, não é algo que se deva preocupar em perseguir. Busque viver virtuosamente e fazendo o bem, que a felicidade, normalmente, lhe será brindada, tenha ou não sucesso financeiro.

Como lidar com pessoa grossa?

Não perdendo a compostura e deixando claro para ela o fato de estar sendo grossa, mas de forma educada. Não se preocupando em estar ferindo as suas susceptibilidades, pois é para ferir mesmo, uma vez que ela, com sua grosseria, não se preocupa em ferir as susceptibilidades dos outros. É preciso ser educado mesmo com quem não seja educado. Mas é preciso fazer ver a quem não é educado que não é educado não ser educado.

Professor, sabemos que a Terra gira ao redor do Sol devido à curvatura do espaço-tempo. Isso é fácil de se observar para o caso de um planeta mas como se comporta para todos os planetas? Alguns estão mais "encima" e outro mais "embaixo" na curvatura?‎

A curvatura do espaço tempo em torno do Sol é gerada pelo conteúdo de massa e energia da matéria de que ele é feito, dos campos e da radiação que produz. Em cada ponto ao redor dele há um valor de curvatura que também depende da distância que esse ponto está dele. Assim, um corpo colocado com certa velocidade a certa distância do Sol, movimentar-se-á numa geodésica espaço-temporal (se não estiver sujeito a alguma outra interação, como a proveniente dos motores de um foguete) que, observada a partir de um referencial euclideano, como o que consideramos em nossas medições, coincidirá com as trajetórias espaciai elípticas que os planetas fazem. Para cada um, ela dependerá do afastamento e da velocidade possuídos pelo planeta. Se a velocidade não for adequada ao afastamento, o planeta poderá espiralar até cair no Sol ou se afastar definitivamente dele, também em espiral.s

O que acha de seguir carreira em ufologia?

Se você acha que isso é interessante, siga. Inclusive é bom que pessoas realmente de espírito científico se aprofundem nesse estudo para desmascarar a avalanche de mistificações que andam falando sobre o tema, identificando muitas ocorrências de objetos não identificados com naves alienígenas sem fundamento para tal. Que o estudo não seja feito com base em crenças pré-concebidas e sim em análises imparciais e interpretações apenas advindas de fatos e não de conjecturas gratuitas.

Qual é a diferença entre "estudo das religiões" e Teologia propriamente dita? Eu tive aulas de Teologia na minha grade do último semestre, estudamos a origem das principais religiões de uma maneira bem imparcial, laica. Teria então a faculdade errado em nomear essa matéria de "Teologia"?

Sim. Teologia é o estudo da revelação de cada religião. É uma disciplina especifica de cada uma. O que você deve ter estudado é uma "Teologia Comparada". Normalmente é estudada e Teologia Cristã, Teologia Judaica, Teologia Islâmica, Teologia Hinduísta e assim por diante. A Teologia Comparada é interessante. Mas é bom que também seja acompanhada da história de cada religião e de suas práticas.

já li alguma coisa aqui no seu ask sobre "masculinismo", você acha que isso tem alguma necessidade nos dias de hoje? Se é que já teve necessidade em alguma época.‎

Sim, porque também existem privilégios femininos, além dos privilégios masculinos. Enquanto o feminismo pugna pela abolição dos privilégios masculinos, o masculinismo pugna pela abolição dos privilégios femininos, como a aposentadoria com menos tempo de serviço, a isenção do serviço militar, uma licença paternidade igual à licença maternidade e outros temas. O ideal é a igualdade total de direitos e deveres. Total mesmo. Não só legal mas, principalmente, social. Por exemplo, o privilégio feminino de não ser considerado vergonhoso viver ás custas do marido, como é considerado vergonhoso um marido viver às custas da mulher.

Professor, Se eu comprar um terreno, ele é meu até o centro da Terra?

Não. Depende da lei da cada país. No Brasil a propriedade do solo abrange a do espaço aéreo e subsolo correspondentes, em altura e profundidade úteis ao seu exercício, não podendo o proprietário opor-se a atividades que sejam realizadas, por terceiros, a uma altura ou profundidade tais, que não tenha ele interesse legítimo em impedi-las. Mas a propriedade do solo não abrange as jazidas, minas e demais recursos minerais, os potenciais de energia hidráulica, os monumentos arqueológicos e outros bens referidos por leis especiais. O proprietário do solo tem o direito de explorar os recursos minerais de emprego imediato na construção civil, desde que não submetidos a transformação industrial, obedecido o disposto em lei especial.

Existe algum assunto nesse mundo sobre o qual você considera não ter nenhuma opinião formada ainda?‎

Muito mais do que os que eu tenho alguma opinião. Por exemplo, não entendo de esportes, agricultura, direito, negócios, administração, contabilidade, turismo, economia (apenas filosoficamente), medicina, comércio, indústria, várias engenharias, dança, teatro, transportes, urbanismo, culinária, corte e costura, tricô, crochê, escultura, relojoaria, automecânica e muito mais, especialmente assuntos práticos.

"A natureza se comporta por sua própria conta." Mas quaisquer padrões, ordens ou sentidos (como a causalidade) que fossem encontrados na natureza estão nela mesma? Ou na mente do sujeito?

Nela mesma. A mente só apreende e procura interpretar. Pode fazem corretamente ou não. Mas o comportamento da natureza não depende de mentes que a observem. Antes de haver mentes (pelo menos humanas) a natureza já existia há bilhões de anos e vinha se comportando como continua a fazer, sem se importar a mínima com mente nenhuma. Note que a mente faz um modelo do comportamento, com base em conceitos que ela cria, em definições e nas relações que ela descobre e procura descrever entre esses conceitos. A descrição poderia ser feita com base em outros conceitos. Então outras relações seriam descobertas. Mas a natureza funcionaria do mesmo modo. Por exemplo, o conceito de força é dispensável no estudo da mecânica, que poderia ser feito só com o de energia. Ou vice-versa. Do mesmo modo nas outras ciências. Inclusive a divisão dos assuntos pertinentes a cada ciência, ou mesmo o estabelecimento de cada uma delas, é uma arbitrariedade humana. A natureza é um todo.

Professor é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo?‎

Claro que sim. Perfeitamente. Com toda a intensidade, sinceridade, devotamento e paixão. Infelizmente a sociedade não admite a realização fática de relacionamentos efetivos com base nisso, de modo que as pessoas se vêem obrigadas a fazer uma escolha e a rejeitar outros amores em favor de um só. Isso é fonte de grande infelicidade. Se se admitisse, tranquilamente, a realização dessa possibilidade, a felicidade do mundo seria bem maior e muito mais amor seria espargido. Para tal é preciso se convencer que que amor não é posse e que a pessoa a quem amamos, mesmo que nos ame, pode amar a outrem também, ou até a mais outras. Do mesmo modo que podemos amar a mais de uma outra pessoa. Tanto platonicamente quanto fisicamente. Não só em nível de namoro, mas em nível de relacionamento conjugal também. O importante é que nenhuma pessoa tenha dependência econômica nenhuma em relação à outra. Isso estraga os relacionamentos. Quanto à família e os filhos, é só entender família como algo mais amplo, que englobe todos os que se amam, inclusive que já se amaram e não se amam mais. Então todas as crianças serão tidos como filhos de todos e todos cuidarão de todas elas.

Seguindo a pergunta do Carlos, as ocorrências observadas não podem ser tidas como "fatos comprovados"? Se é tudo mera construção humana, toda e qualquer coisa que sabemos pode estar completamente equivocada, não?‎

Pode. No entanto a construção de ciência se faz por aproximações cada vez maiores da verdade, sem nunca se ter a garantia de a possuir. Mas se pode ter grande confiança de que se esteja próximo dela. E essa confiança aumenta à medida que a ciência progride. Contudo não há como se ter certeza de que a descrição que se faz do comportamento da natureza seja correta. Isso é especialmente patente em ciências humanas, como sociologia e economia. E, mesmo, em algumas biológicas ainda não muito bem estabelecidas, como psicologia.

Boa noite, Ernesto. O que você (já que não gosta de ser tratado como "senhor"), acha sobre as Tropas Multi-Raciais de Hitler?

Um tremendo oportunismo dele de colocar na frente de batalha, especialmente, infantes de grupos étnicos que ele não prezava para morrerem por sua causa de dominação da raça alemã sobre o resto do mundo.

Se não há lógica na natureza externa à mente humana, estamos errados ao imaginar as "leis da física"? Como tal ordem existiria, se não for independente à mente humana?

As leis da física são enunciados que descrevem o comportamento da natureza com base no que se observou e em função dos modelos explicativos que foram construídos a respeito. A natureza não as "obedece", em absoluto. A natureza se comporta por sua própria conta. Se algo acontece de modo diferente do que alguma lei prevê, então a lei é que está errada e tem que ser corrigida. Além das leis, existem os teoremas, que são consequências lógicas das leis. Esses, também, são aceitos enquanto o que preveem seja confirmado. Caso contrário têm que ser reformulados. Então toda a Física e as demais ciências, são construtos meramente humanos e poderiam, perfeitamente, terem sido desenvolvidos de outra forma, com o uso de outras definições e grandezas e, mesmo assim, descreverem a natureza. Aliás, isso existe. Por exemplo, a Mecânica Clássica possui uma formulação vetorial (newtoniana) e uma analítica (lagrangeana e hamiltoniana). A Mecânica Quântica tem uma formulação ondulatória (De Schrödinger) e uma matricial (de Heisenberg). A Ótica tem uma formulação ondulatória (de Maxwell) e uma matricial.

A vida em si possui N verdades, existem milhares de crenças e diferentes deuses, e cá entre nós, o nosso mundo é tão louco né ? Se eu dissesse para o senhor agr por exemplo "Unicórnios Saltitantes existem!" como o senhor dirá que não? como então dizer que Deus não existe ? como o senhor pode provar?‎

Nem posso provar que deuses não existem como não posso provar que unicórnios não existem. Mas também não posso provar que existem, pois não há evidências e nem comprovações indiretas. Então, a suposição a se considerar é de que não existam, até que surjam provas. Não se pode supor que existam até que se prove que não, pois não são evidentes. Além do mais, os indícios são contra a existência e não a favor. Mesmo que indícios não garantam, eles dão suporte à crença na inexistência de tais entidades.

"Não havendo conteúdo nada acontece. Mas pode haver conteúdo imperturbado. Então há espaço, mas o tempo não passa.". Li em outro lugar que uma das maneiras de parar o tempo é viajar na velocidade da luz. Não estudei Relatividade. Confere? Então os conteúdos pra quem viaja nesta velocidade são todos‎

Isso é com respeito ao tempo relativo. Além do mais, nada, exceto a radiação eletromagnética, tem a velocidade da luz. Quando um sistema material se move em relação a outro, o tempo que se passa nele, observado por quem está parado, corre mais lentamente, tanto mais quanto maior for a velocidade. Mas, para quem está se movendo, em relação a si mesmo, o tempo continua a progredir normalmente. Note que só se pode falar de tempo relativo se houver tempo. E, é claro, se algo se move em relação a algo, há alteração no estado do Universo e, logo, há tempo.

O senhor afirma que o livre arbítrio é uma consequência do indeterminismo intrínseco da natureza em escalas fundamentais. Interessante,mas pense nisto: somos nós que controlamos esse indeterminismo? Somos nós que escolhemos o valor médio de uma grandeza observável? Ou isso é escolhido pela natureza?

Nem nós nem a natureza escolhem os valores médios de nada. Eles são resultados "a posteriori". A própria natureza não tem como decidir. A existência desse indeterminismo é que permite que, dentro da complexidade do funcionamento neural, escolhas sejam apresentadas e o processamento mental opte por alguma delas. Claro que essa opção é tremendamente influenciada por uma série de fatores, mas, mesmo assim, não é determinado por eles. Há margem de manobra. Se não houvesse o indeterminismo essencial, não haveria margem de manobra. O futuro seria previsível, se se conhecessem todas as informações sobre o presente. Experimentos simples já mostraram que não é isso que ocorre, como, por exemplo, a difração de elétrons por uma fenda dupla quando só passa um elétron de cada vez. Ou um fóton. A própria natureza não sabe o que vai acontecer. Quando você diz que somos "nós" que fazemos a escolha, tem que se entender que esse "nós", isso é, o "eu" não é algo apriorístico que paira sobre o processamento mental. Pelo contrário, ele resulta do processamento mental. É uma espécie de percepção que o cérebro tem de seu próprio funcionamento e do estado do organismo inteiro. O processamento é que faz a escolha e isso é passado à auto-consciência como a decisão do "eu". Há experimentos neurais que mostram que a escolha precede a consciência do que foi escolhido. Esse processamento não é determinístico.

O que faz, para a maioria brasileira, o Deus cristão mais real que um Deus grego ou nórdico?‎

O fato de que aprendem isso de seus pais e depois se encontram com outras pessoas, na escola e na rua, que, na maior parte, também aprenderam assim de seus pais. Crianças indianas vão achar que Shiva, Vishnu, Brahma, Gamesh, Krishna e outros são reais, Crianças muçulmanas não vão achar que Jesus seja deus, nem as judias. Isso é uma questão cultural de cada lugar em cada época. Por isso é que acho importantíssimo que seja ensinado "Religiões" (e não "Religião") nas escolas. Para que todos sejam apresentados às mais importantes delas e conheçam suas doutrinas, suas crenças, suas práticas, para que possam escolher com consciência e não porque todo mundo em volta é assim. Incluindo o ateísmo.

Professor, sei que é irracional, beirando o patético, mas sofro de pânico de trovões. Tem como o senhor me ajudar a superar isso? Sei que tentar manipular a mente ajuda. Mas ultimamente vem soando ineficaz. Eu gostaria de saber o que fazer.

Infelizmente não sei como ajudar. É preciso buscar ajuda psicológica. O problema é que não é fácil decidir por qual escola psicológica fazer a escolha. Não gosto da psicanálise. O bom seria um psicólogo ou psicóloga eclético.

Saber onde quer chegar desde cedo, ajuda na formação profissional ?‎

Sim, se isso já for algo certo. Se for um equívoco, é preferível permanecer mais tempo em dúvida até acertar, do que fazer uma escolha errada. Sendo certo, contudo, já direciona os esforços para o objetivo e não se dispersa tanto. Todavia, eu, particularmente, gosto de ser dispersivo e meu objetivo é, justamente, não me concentrar em algum aspecto em particular. Mas, para tal, é preciso dar conta de se aprofundar em várias coisas e não apenas se contentar com superficialidades.

Professor, existe a possibilidade do espaço sempre ter existido e só o que há nele ter sido o big bang?‎

Não. Porque o espaço não é apriorístico. Ele é resultante da presença de algum conteúdo. Não existe espaço vazio. Espaço é só o conjunto dos lugares, isto é, das localizações relativas das coisas. Não havendo nada, também não há espaço. Vácuo não é espaço vazio, é espaço sem matéria. Mas com campo e radiação. Da mesma forma o tempo não passa sem que algo aconteça. Não havendo conteúdo nada acontece. Mas pode haver conteúdo imperturbado. Então há espaço, mas o tempo não passa.

Se pudesse viver para sempre, você gostaria?

Claro que sim, mas isso é impossível, mesmo que eu consiga parar de envelhecer. Porque as condições ambientes da Terra só serão propícias à vida por mais uns três bilhões de anos. Mesmo que eu vá para outros planetas onde ainda se possa viver, o próprio Universo se tornará hostil à vida, em qualquer lugar, dentro de algumas centenas de trilhões da anos. Então não se pode viver para sempre.

administração da mais dinheiro que medicina?

Sim, se você for um ás da administração. No começo, medicina pode dar mais, mas à medida que se progride, administração dá mais, para os bons. Mas não se deve escolher nenhuma carreira pelo retorno financeiro. Isso é péssimo. Tem que se escolher pelo gosto que se vai fruir em exercê-la. Isso é que faz a felicidade de viver. Há muitos médicos que não têm vocação e só pensam no lucro. Esses são péssimos seres humanos. Merecem fracassar totalmente.

Professor o que pode se fazer para não ficar triste quando se ama uma pessoa e não e correspondido ?‎

Achar outra a quem se ame também e seja correspondido. Mas não precisa deixar de amar a primeira. É importante, contudo, que a segunda saiba que se ama a primeira também. Amor não tem limitação e nem é diminuído quando multiplicado. Quem sabe a primeira não resolva, com isso, amar-nos também, mesmo que ame a outrem. Quanto mais amor existir no mundo, melhor.

[...]alcançado acompanhado de uma mudança genética do ser humano (somente a mudança de cultura, hábitos e comportamentos em prol do altruísmo como o senhor prega EU PRESSUPONHO que não será suficiente) Eu vejo muita bondade em você, e isso nem sempre é uma virtude.‎

Não achei o começo desta pergunta. Não é preciso haver uma alteração genética para tornar as pessoas altruístas. Toda pessoa tem tendências altruístas e egoístas. A questão é educar a pessoa para que as altruístas prevaleçam. Assim a anarquia, que requer o altruísmo, pode ser estabelecida por um processo evolutivo civilizatório. Isso já vem acontecendo em países altamente educados e prósperos, em que não existem grandes desigualdades. Lá eles estão fechando as prisões e diminuindo o efetivo policial por falta de crimes. Você pode sair de férias e deixar sua casa destrancada que não é roubada. Pode estacionar e deixar a chave na ignição sem que roubem seu carro. Isso é produto de uma educação de muitas e muitas décadas, da abolição total da pobreza e da extrema riqueza. Tudo isso pode ser conseguido no munto inteiro em poucos milênios, ou, mesmo, em alguns séculos. Claro que tem que haver um esforço educativo fantástico, inclusive com o estabelecimento de uma tolerância religiosa completa (de preferência com a abolição das religiões). Quanto à bondade não ser uma virtude, isso é um total disparate. A bondade é uma virtude sim. Existem três tipos de virtudes: às ligadas ao amor, as ligadas à verdade e as ligadas à bravura. Tudo que não seja conforme esses ideais não é virtuoso. E a virtude é uma condição para a harmonia, a paz, a fraternidade, a justiça, a alegria e a felicidade completas de todas as pessoas humanas do mundo.

Crer na inexistência de Deus ou não crer na existência de Deus pra mim é a mesma coisa, ou acha que existe ou acha que não, pronto. Ninguém faz muita ideia ou dá importância pro rótulo de ateísmo 'dogmático' ou 'cético', no fim das contas é a mesma coisa.‎

Absolutamente não! A diferença é essencial. Que não acredita que Deus existe admite que possa estar equivocado. Quem acredita que Deus não existe, está certo disso. Ateus céticos são razoáveis e respeitam as crenças de quem crê. Ateus dogmáticos são fanáticos como fundamentalistas religiosos e não respeitam que tenha crenças, como os fundamentalistas não respeitam as crenças uns dos outros. De um modo geral.

" Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te. William Shakespeare " o que pensa sobre relacionamentos extremamente melosos? Boa noite!‎

Se os envolvidos estiverem da acordo, tudo bem. O problema é se algum não gosta e o outro seja. Então há que se ponderar sobre o que é mais importante e, ou tolerar a melosidade sem gostar, porque o amor é mais valioso, ou cortar o relacionamento, porque o amor é menos valioso.

O que são algoritmos?

Algoritmos são procedimentos formais que se devem tomar para atingir um resultado a partir de considerações iniciais. Em suma são prescrições de operações a serem executadas para, a partir dos insumos se obter o produto final, de qualquer categoria que seja. Uma descrição do modo de se obter uma solução.

Ernesto, sobre a pergunta anterior, falando sobre a descoberta de que o universo é provavelmente infinito: então isso descartaria a ideia de que o começo se deu no big bang? É isso?‎

De modo nenhum! Isso apenas indica que, desde o surgimento, ele sempre foi infinito. Ou seja, já surgiu infinito. Apenas que extremamente denso (da ordem de 10^97 kg/m³). Não implica que não teve surgimento. Pode até não ter tido, mas não é por ser infinito. Sua eternidade temporal que essas observações implicam é para o futuro e não para o passado.

professor,o senhor sempre diz que não existe um "nada",mas digamos hipoteticamente que alguem alcance a "borda" da expansão do universo e consiga ultrapassar ela,o que haveria do outro lado?‎

O Universo não tem borda. Se ele for finito, então é fechado sobre si mesmo, isto é, indo-se sempre para frente dá-se a volta em redor dele e se volta ao mesmo lugar, vindo por trás. Se for infinito, como se verifica que é, jamais se atingirá seu fim. Ou seja, ele sempre foi infinito, desde que surgiu, A expansão é só o inchamento do espaço, ou seja, o aumento da separação entre os pontos. No começo, dois pontos que hoje se situem a 92 bilhões de anos luz de distância (extremos do Universo Observável) estavam a menos de um femtometro. Mas o Universo todo era infinito. Mesmo um universo finito não tem fronteira nem "lado de fora". Portanto não se pode dizer nada a respeito do que existe "além" do Universo, pois não há "além" do Universo.

O fenômeno Fluxo Escuro pode ajudar a indicar a existência de universos paralelos?‎

Não acho. O que acontece é que só temos acesso à observação de uma porção do Universo até a distância de 46 bilhões de anos-luz da nós, o que consiste no "Universo Observável". Mas este varia de lugar para lugar, pois é, simplesmente o que se encontra a uma distância que a luz foi capaz de atravessar desde que o Universo existe, há 13,8 bilhões da anos. Além disso há, apenas, mais universo, sem limite. O que o fluxo escuro mostra é que, além dessa distância, há algum atrator que está acelerando aglomerados de galáxias para ele. Mas nada indica que seja outro universo. Inclusive porque, por definição, os universos de um multiverso, caso existam, são disjuntos entre si, isto é, incomunicáveis. Não apenas não conseguem mandar nenhum sinal, mas, tampouco, interagir. Se algo está interagindo com algo, então é porque está no mesmo universo.

Professor, o inchamento de espaço acontecido instantes após o Big Bang foi na verdade um afastamento das partículas, só que elas não se moviam, poderia explicar como esse espaço ''surgiu'' entre as partículas?‎

Não. Isso não se sabe, por enquanto. Foi mais ou menos como o que está acontecendo agora com a aceleração da expansão, que se tributa à "energia escura". Mas não se sabe, ainda, do que se trata.

Qual melhor emprego para enriquecer rapido?

Nenhum. Ninguém que seja empregado enriquece. Só enriquecem os empresários. Para ser empresário há que se ter capital, o que se adquire por poupança ou por herança. Até lá pode-se ser um empregado de bom salário. Para mim o que dá melhores salários é o ramo de administração de empresas. Mas você tem que ser um profissional de primeira linha, muito criativo e muito dedicado. Em suma, um expoente.

(num complemento, quântica é uma das sustentações da teoria das cordas, não? Afinal, a teoria das cordas busca unis a teoria da relatividade com a teoria quântica)‎

A proposta de teoria das cordas é uma extensão da teoria da grande unificação das interações, que por sua vez é uma teoria quântica de campos. O objetivo primordial não é, especificamente, unir a física quântica com a relatividade, mas isso também faz parte do escopo.

Esses dias recebi uma Ask que dizia "a física quântica prova que o Big Bang foi real". Em compensação, já li muito sobre Big Bang e mesmo professores meus já falaram que essa teoria já se provou não ter sido bem assim. Poderia falar sobre isso?‎

A  confirmação de que o Big Bang tenha sido um fato real não reside na Física Quântica. Tal modelo de evolução do Universo é proposto pela Relatividade Geral e confirmado por observações concernentes à expansão das Galáxias e à radiação de fundo do Universo. Todavia há propostas alternativas, ainda carentes de confirmação, que propõem outras explicações. Algumas já foram descartadas, como a do estado estacionário, de Fred Hoyle, que cunhou o nome "Big Bang" de forma pejorativa. De fato, não se trata de explosão nenhuma, mas de um súbito inchamento do espaço. Você pode fazer um estudo extensivo sobre o assunto por meio dos artigos da Wikipedia. Considerando todos os artigos e os links neles mencionados, dá para montar uma apostila de umas quinhentas páginas. É só pesquisar.

O que é teoria da cordas? O senhor acredita na teoria das cordas? Que mudanças importante ela pode trazer?‎

Pessoalmente não acredito. Mas isso não importa. O que importa é se as observações e experimentos venham a confirmar essa hipótese (que não é uma teoria, pois não está confirmada) ou não. Para saber do que se trata, como é bem complexa, sugiro a leitura dos livros:
Hiperespaço - Michio Kaku
O Universo Elegante - Brian Greene

A teoria das cordas, não é considerada na verdade, 'teoria' ? digo, ela não tem evidencias o suficiente para ser uma teoria ?

Não. De modo nenhum. É uma proposta de teoria, em fase de desenvolvimento e ainda não confirmada por nenhuma evidência, nem indireta. Essa é a grande angústia dos que acreditam que ela seja verdadeira. Pode ser que seja. Mas, em ciência, uma hipótese só atinge o foro de teoria depois de confirmada experimental ou observacionalmente. Há outras concorrentes também nesse estágio, como a do laço gravitacional, dos préons e outras. Bem como as antigas hipóteses de universos paralelos e dos túneis de minhoca. Todavia as pesquisas devem continuar até que se confirme a hipótese ou que as tentativas frustradas se acumulem tanto que se desista. Ou que outra alternativa logre ser confirmada.

por que agir com o preconceito é errado?

Porque pode fazer um grande mal às pessoas. Causar muito sofrimento. Porque não é justo e equânime. Porque se baseia em argumentos falsos. Porque é uma manifestação egoísta e o egoísmo é a base de toda maldade. Porque revela um caráter malsão, mesquinho, desprovido de bondade, de generosidade, de grandeza, de nobreza. Em suma, é próprio de uma pessoa pequena, covarde, vil e desprezível.

Ernesto, se não me engano você fala que não é didatico conferir os resultados depois que resolver exercícios de exatas. Mas assim nunca vou saber se acertei ou errei, posso ta fazendo errado sem saber.. Como devo fazer?

Você tem que ter a confiança de que acertou sem conferir. Na vida não se tem como conferir o acerto. Ou acerta ou o paciente morre ou o prédio cai, ou o cliente vai preso. Você pode, e deve, conversar com os colegas e discutir a solução e a resposta. Não é bom ter certeza.