terça-feira, 3 de julho de 2018

qual é a definição do espaço? seria os lugares que existem? mas como então os lugares podem curvar? não consigo imaginar isso? ou é uma entidade? não será só uma abstração?

O que encurva nos espaços curvos não são os lugares, pois estes são pontos. O que encurva são as linhas geodésicas (isto é, as mais curtas possíveis) que se podem traçar entre os pontos (lugares), bem como as superfícies que se podem construir com essas linhas. Em um espaço curvo, se se deslocar, paralelamente a si mesmo, um pequeno segmento de reta, ao longo de uma curva fechada, ele voltará ao ponto de início não mais coincidente com sua orientação original. A razão do ângulo que, então, o segmento inicial e o final fazem, dividida pela área interna da curva fechada, é uma medica do quão curvo esse espaço seja. Esse número é igual ao inverso do quadrado do raio de uma esfera tangente à superfície geodésica limitada pela curva fechada em questão.

A Educação no Brasil no passado era melhor?

Se por passado está se considerando como era de 50 a 60 anos atrás, eu acho que era. Porque era mais abrangente, mais aprofundada e mais exigente. Em meu ginásio e meu científico eu aprendi muito mais do que a meninada hoje aprende. E não tinha os recursos de informação hoje disponíveis. Trabalhos eram feito por consulta a enciclopédias de papel. Os livros didáticos eram muito mais puxados. Hoje se tem uma fobia generalizada por tudo que seja difícil, trabalhoso, complicado. E assim a juventude vai se formando com um nível elevado de ignorância. Com raras exceções de alguns poucos alunos que se interessam em saber além do que seja exigido na escola.

Esquerda democrática: https://www.facebook.com/folhadesp/posts/1821009921274336

Mesmo sendo uma pessoa esquerdista sou inteiramente contrário aos esquerdistas que não admitem pensamento diferente do seu. Até mesmo dentro da esquerda. Do mesmo modo que não admito direitistas que não aceitem quem seja esquerdista. Antes de tudo é preciso ser tolerante e racional. Tudo pode e deve ser discutido e debatido em um clima de respeito e por meio de argumentos coerentes e válidos e não de sofismas e falácias. Isso vale para ideologias políticas, econômicas, religiosas, científicas, artísticas ou seja o que for. Tudo pode ser objeto de contestação: a democracia, a existência de deus, a família, a honestidade, a justiça, a bondade, seja o que for. Tudo pode ser discutido. Não só pode como deve.

Ernesto, sei que você não concorda, mas eu teimo em interpretar o horizonte de eventos do buraco negro como uma fina casca esférica que contém toda a massa, mas reconheço, preciso melhorar a abordagem deste problema para depois trazê-lo aqui. Me desculpe ter tomado seu tempo e dos seus leitores.

A massa do Buraco Negro está em seu caroço, que, na Relativide Geral, é uma singularidade (dimensão nula), mas na gravitação quântica não é. O horizonte de eventos é uma superfície imaginária (não há nada concreto nele) para dentro da qual, nada consegue escapar. Ele fica fora do caroço.

Mas a minha pergunta é: você acha essa remuneração justa? Eu sei que ela é alta, mas é justa? Que critérios você usa para decidir se uma remuneração é justa ou não? Esses critérios são compatíveis com sua visão de que as ações bondosas devem ser as melhores recompensadas na sociedade?

A remuneração que eu acho justa para qualquer trabalho é nenhuma, isto é, todo trabalho deveria ser feito de graça e tudo que se quisesse seria obtido de graça. Em outras palavras, não haveria dinheiro. Todavia como ele ainda existe no mundo e não se consegue obter tudo o que se deseje de graça é preciso que o trabalho produza alguma renda, ou na forma de salário ou na forma de lucro ou outra que seja. No caso da Receita Federal, acho que é um dos poucos empregos públicos que remunera os trabalhadores com um salário justo e condigno com a responsabilidade de suas funções. Outros servidores públicos, para mim, são mal remunerados. O padrão da receita federal deveria ser estendido a todo o funcionalismo. Mas os funcionários não poderiam ter estabilidade no emprego, podendo ser demitidos por incompetência ou negligência. Além de se reduzir o quadro, pois na maioria das repartições públicas há mais funcionários do que serviço para eles. Da mesma forma que é preciso desburocratizar radicalmente o serviço público, justamente para requerer menos funcionários para executá-lo.

Sendo C² = 2gr , então r é inversamente proporcional a g, por isto quando g = r , este valor estará otimizado ao máximo, ou seja: r = 212 100 km (70.700 sóis) e g = 212.100.000 m/s² , o que garante poder incomparável de tração gravitacional ou destruição por espaguetificação. Isto está correto?

Esse r não é um raio qualquer variável e sim o raio do horizonte de eventos. Sendo o campo gravitacional lá inversamente proporcional ao valor do raio, e o gradiente do campo, que vale 2g/R (no horizonte), valerá c²/R², sendo inversamente proporcional ao quadrado do raio do horizonte. Não sei porque você concluiu que o valor máximo de g seria quando g = R (aliás isso nem pode acontecer pois g e R são grandezas de dimensões diferentes). Me explique o seu raciocínio.

Ultimamente tenho notado muitas incoerências no discurso alheio, e, isto está me retirando o prazer de conversar, e até ler alguma coisa, me irrito com a repetição, e está meio difícil selecionar o que perceber, e "como". As vezes me irrito com pronúncia errada, é simplesmente desagradável ouvir.

Você precisa exercitar a virtude da tolerância com relação à ignorância. Isso é sinal de sabedoria, pois o sábio não se jacta de sua sabedoria e nem desdenha da falta de sabedoria dos outros. Bem como da falta de inteligência e de cultura.

o silbio zanin parece estar irritado ultimamente. falando do hawking e tudo mais, mas hawking é um gênio, comparável a einstein e a newton. você discorda dessa afirmação?

Discordo. Hawking é um grande físico, mas não é um gênio como Einstein e Newton. Além do mais ele tem apoiado, recentemente, propostas ainda não confirmadas como se fossem visões estabelecidas, como é o caso das super-cordas, do tempo imaginário e outras.

Você não acha que esse debate entre esquerda e direita é uma incalculável perda de tempo ? Os dois lados parecem irracionais, cegos, e presos a dedicarem todos os seus recursos intelectuais possíveis para provar a soberania de sua cosmovisão. Sempre tem que haver um lado melhor, uma velha convenção.

A irracionalidade é um grande e lamentável problema. Mas a discussão, se for feita com argumentos racionais, é muito profícua e deve ser levada adiante mesmo, para que as pessoas se inteirem das propostas e dos conceitos de esquerda e direita. Não é perda de tempo não. Pelo contrário, é um grande aproveitamento do tempo. O que não pode é os defensores de cada visão serem teimosos. A esquerda tem que aceitar o que existir de bom na direita e vice versa. Bem como cada uma reconhecer seus problemas e buscar solvê-los. Minha posição é de esquerda mas eu discordo de muitas proposta que esquerdistas fazem. Dentre elas, a que mais discordo é a da estatização de vários empreendimentos. Para mim o estado tem que ser mínimo, cuidando, especialmente, da regulamentação e da fiscalização e não da execução, propriamente. Exceto em alguns setores, como a defesa, a diplomacia, o fisco e, no meu entendimento, a educação e a saúde que, para mim, teria que ser exclusivamente exercidas pelo estado sem a existência de empreendimentos particulares nesses setores. Todavia a grande diferença entre as concepções de esquerda e direita é que esta admite as desigualdades como justas e, até, desejáveis, enquanto aquela as considera injustas. Não me refiro às desigualdades intrínsecas entre as pessoas mas as de oportunidades, deveres e direitos.

Depois de ler sua resposta https://ask.fm/wolfedler/answers/141159699741 fiquei curioso com uma coisa: uma de suas filhas trabalha na Receita Federal, certo? Lembro de mencionar que ela passou no concurso da receita entre os 20 melhores. Se sim, você acha que a remuneração desse trabalho é justa?

Sim, inclusive é uma remuneração bem boa. Em verdade ela passou em 32º lugar entre mais de oito mil candidatos para preencher oitenta vagas.

É possível provar o design inteligente pelo método científico?

Não, absolutamente. O Projeto Inteligente é uma proposta gratuita de criacionistas sem o menor amparo científico.

se uma entidade é aquilo que se pode conceber pelo pensamento (mas que não seja mera ocorrencia), então propriedades como volume e energia não seriam entes físicos? é difícil estabelecer a fronteira dessas definições? então, qual definição de entidade para incluir números, mas não propriedades?

Realmente o conceito e a definição de ente é sutil e tem que ser compreendido por exclusão, isto é, pela consideração do que não seja um ente. Para começar, ações não são entes. Do mesmo modo que qualidades, atributos ou propriedades não são entes. Isso não existe por si mesmo, mas apenas como atributo de algo. Todavia os entes não precisam ser concretos, podem ser abstratos. Como é o caso dos números. Eles existem por si mesmos e não são atributos, mesmo que algum atributo, como massa, volume, duração, comprimento, sejam expressos numericamente. Note que um ente também não precisa existir de fato, mas tem que ser algo passível de ser concebido. Como um unicórnio. Valores também não são entes, como bondade, beleza, justiça e outros. Um ente, inclusive, pode ser algo que não seja nem concreto nem abstrato, como, por exemplo, uma nação, uma instituição. Um sentimento também não é um ente. Um dos grandes problemas metafísicos é, justamente, a categorização dos conceitos. Nem sempre se encontra uma resposta ou um critério nítido.

Não ter passado na universidade ao terminar o ensino médio é sinal de baixo QI? Sempre me destaquei na escola, mas pelos poucos desafios que me eram propostos, eu me tornei preguiçoso. O que fazer para levantar a auto-estima e recuperar o tempo perdido? Tenho 17 anos.

A aprovação nos exames de acesso ao nível superior depende de vários fatores, dos quais a inteligência é um, mas não o único. Também importa a dedicação aos estudos, que faz com que os conhecimentos sejam assimilados. Para tal, o que não se pode, absolutamente, é ser preguiçoso, mesmo que se seja inteligente. A recuperação do tempo perdido poderá ocorrer se você se dedicar com muito mais intensidade e por bem mais tempo do que seria o caso se não tivesse sido preguiçoso. Daqui para a frente passe a estudar muito mesmo. Muitas horas por dia. Para tal é preciso que abandone várias práticas, como ver televisão e se dedicar a outros lazeres, bem como dormir muito.

Eu digo que o princípio antrópico em verdade não é princípio nenhum. Para mim, o "princípio" antrópico fraco chega a ser tão óbvio, que nem o discuto. Já o dito "princípio" antrópico forte, é totalmente infundado. Princípios são os da superposição linear, ação mínima. Não são infundados. Concorda?

Você está coberto de razão. O princípio antrópico fraco é uma trivialidade. Se estamos aqui é porque o Universo apresenta condições que permitam esse fato. Todavia, considerar que tal situação seja uma necessidade não procede de modo nenhum. O Universo poderia, perfeitamente, ter-se desenvolvido sem que as condições que permitem nossa existência se apresentassem e, então, simplesmente, não existiríamos, mas o Universo existiria. Portanto considerar que isso seja um princípio é um total despropósito, que não tem o menor sentido.

o que são ações? energia é a entidade por trás das ações no universo. E tarefas?

Em física há dois conceitos de ação. O primeiro é de um tipo de ocorrência que consiste na influência que um sistema exerce sobre outro que provoque uma alteração em seu estado. Sempre que um sistema exerce uma ação sobre outro, este, em resposta, também faz uma ação sobre o primeiro. Outro conceito de ação é o de uma grandeza definida pelo produto (em verdade da integral) da lagrangiana do sistema pelo tempo. A lagrangiana é a diferença entre a energia cinética e a potencial do sistema. Essa grandeza verifica a propriedade de que, toda evolução real de qualquer sistema ocorre da modo a que a ação seja máxima, mínima ou um valor de inflexão. Isso leva à formulação das equações de Euler-Lagrange para se descrever a dinâmica do sistema. Esse princípio é válido tanto em mecânica clássica quanto relativística e quântica.

Ernesto, como aprender definitivamente o uso da vírgula? Venho tendo alguns problemas por conta disso. Preciso aprimorar minha habilidade o mais rápido possível. Quando você escreve um texto, você fica meio no automático quanto a virgula ou você fica analisando termo por termo?

Já tenho uma intuição no uso da vírgula, de modo que o texto flui sem problema. Para aprender definitivamente como usar a vírgula o recurso é se valer de uma boa gramática e estudar o tópico com toda a atenção, cuidando para apreender completamente e memorizar as regras de modo a saber usá-las. No começo vai ser preciso pensar caso a caso, mas, à medida que se vai escrevendo, as regras vão se automatizando. Realmente não é fácil.

Tu aprecia a composição Toccata and Fugue, de Bach ? Conhece outras melodias, até mesmo de outros artistas, que sejam similares ?

Bach compôs várias Toccatas e fugas. Além dele esse tipo de composição foi cultivada por Buxtehude, Frescobaldi, Scarlatti, Lemmens. Outros tipos de obras para órgão, como os corais, foram compostas por Brahms, Reger, Bruckner, César Franck e outros.

Pessoas com seu nível intelectual e cultural quase não existem no Brasil. Somos um país de burros?

Isso não é uma questão de burrice e sim uma questão de intelectualidade. Acontece que, em geral, os brasileiros, mesmo os inteligentes, possuem uma fobia em relação à intelectualidade e não se dispõem a dispender horas a fio, todo dia, em leituras e estudos para conseguirem se tornar pessoas de vastos, amplos e profundos conhecimentos em variados assuntos. Dominar muitos conhecimentos é algo que dá muito trabalho e não traz compensação em termos de ganhos financeiros, por exemplo. A pessoa que assim o é, o é porque é isso que ela gosta de ser. Um dos seus maiores prazeres é, justamente, saber. Sem pretender nada em troca. Isso é uma postura que, por coincidência, tanto a família de meu pai como a de minha mãe possuem e eles passaram para mim. A disposição de estudar porque encontra nisso um imenso prazer. É difícil, inclusive, a própria escola desenvolver isso nos alunos porque, mesmo, grande parte dos professores e professoras não é assim. Não querem saber além do que seja preciso para dar suas aulas. Não tem um deslumbramento pelo conhecimento em si mesmo, totalmente gratuito. Mudar isso não é fácil porque, em geral, os brasileiros são pragmáticos e, em grande parte, preguiçosos. Mas não são, propriamente, burros. Só que não vêem grande valor no saber pelo saber apenas.

Se c²= 2gr isto significa que o buraco negro de maior gradiente no Universo é aquele com maior valor absoluto para aceleração g e para o raio r simultaneamente., e por isto estes valores deverão ser 1,224 x 10^5 km de raio, com 1,224 x 10^8 m/s² de aceleração gravitacional (aprox 40 mil Sóis)?

No horizonte de um buraco negro, o gradiente do campo gravitacional vale c²/R², onde R é o raio do horizonte (pode deduzir). Por outro lado, esse raio vale 2GM/c², portanto o gradiente, em termos da massa, vale c^6/4G²M², ou seja, menor massa, menor raio e maior gradiente. De onde você tirou esses valores?

Poderia compartilhar nesse espaço alguns dos seus ensinamentos para os seus filhos, no geral ?

Sempre deixei bem claro para eles que a ética, a bondade, a justiça, a honestidade, a solidariedade, a cooperação, a compaixão, a gentileza, a cortesia, a bravura, a coragem, a diligência e todas as virtudes são valores muito mais elevados do que o lucro, a vantagem, a esperteza, a competição, o egoísmo e que têm que ser praticados mesmo em prejuízo pessoal. Essa, para mim, é a maior de todas as lições. Ser prejudicado não é problema, o problema é prejudicar. Além disso, sempre os incentivei a trabalhar para o bem do mundo e não para si mesmos.

o que é a dilética? sua diferença entre retórica?

Dialética é a ciência de construir argumentos válidos, enquanto retórica é a arte de se expressar oralmente ou por escrito, de modo correto e esteticamente agradável.

Os seus filhos são tão inteligentes quanto você?

Pelo que percebo, meus filhos são bem inteligentes, uma vez que, sempre, em sua vida estudantil, foram os melhores alunos da turma e sempre se dedicaram a muita coisa além da escola, com grande proveito. Minha filha entrou para a Universidade tendo sido aprovada em 17º lugar dentre quase vinte mil candidatos. Passou no concurso para a Receita Federal em 32º lugar dentre mais de oito mil candidatos. Minha filha e meu filho começaram a Universidade com 17 anos. Acho que isso tem a ver com inteligência. Meu filho foi fazer um intercâmbio em nível de doutorado nos Estados Unidos e foi convidado para integrar a equipe de pesquisadores da Universidade Estadual de Minnesota. Já está lá há mais de dez anos.

Ok, você não concorda com as ideias de Lenin. Mas os escritos dele eram geniais, concorda? Já vi até anti-comunista/socialista admirando sua forma de escrever

Sim, inclusive estou lendo seu livro "Materialismo e empirocriticismo". Filosoficamente ele era bom. O que não concordo foi com o modo como ele conduziu a política na União Soviética. Não concordo com ditaduras em hipótese nenhuma.

O que achou da declaração de Stephen Hawking, que definiu a extinção da vida na Terra nos próximos 100 anos, e que por tal razão, deveria ser prioridade colonizar outros planetas?

Acho totalmente carente de embasamento. É só um palpite dele. Não vejo razão nenhuma para a vida na Terra se exinguir em 100 anos. Nem em centenas de milhões de anos.

Passando aqui pra não esquecer: Bolsonaro 2018, hein. Não esqueça de votar no candidato honesto e certo. Perdemos Éneas e agora temos o Bolsomito.

Bolsonaro é uma pessoa totalmente oposta ao que eu penso que seja um bom presidente da república. Sou um comunista convicto (mas não um socialista estatizante). Discordo de quase tudo o que ele defende. Jamais votaria nele.

És mais racional ou emocional? pode dar um exemplo?

Sou tanto racional quanto emocional. Nem mais um nem mais outro. Em tudo que decido levo em conta ambos os aspectos de modo igual.

sou pragmatista e vou mostrar como você também é. Então segundo você, pragmatismo é a vertente filosófica que preza pela utilidade que algo é capaz de proporcionar. Cosmologia e arte são bem úteis. Pois trazem conhecimento a seres humanos fora as aplicações. Isso é utilidade. logovocetambém é prag.

Não. A utilidade considerada no pragmatismo é no sentido da manutenção de vida, ou seja, é econômica, já que a economia é que cuida da produção e distribuição de bens capazes de sustentar a vida. Ciência pode ser algo útil, mas nem toda ciência é útil e a cosmologia é uma delas. E arte é completamente inútil. Sem ela não se compromete em nada a manutenção da vida. Mesmo que possa comprometer a qualidade da vida. Cosmologia, nesse sentido, é como se fosse uma arte. Uma arte científica.

exemplos de gênios que não são nem cientistas, matemáticos e engenheiros e inventores. tem algum?

Muitos: escritores, compositores, pintores, arquitetos, artistas em geral. Há muitos gênios dentre eles, como Shakespeare, Beethoven, Leonardo da Vinci e muitos outros. Mas também há gênios empresariais, políticos, militares, juristas e vários outros.

Quais são as melhores vertentes de argumentação ? Científica; lógica; histórica; ética;outra(os).

Depende do assunto que se está tratando. Por científica entendo que você esteja querendo dizer fenomenológica, ou seja empírica. Cada caso deve ser argumentado com o método do tema a que ele se reporta. Assim não existe uma vertente melhor e outra pior.

Os orientais defendem que verbalizar pensamentos atrapalha a construção de uma ideia. Os ocidentais por sua vez, acreditam que falar ajuda na estruturação do conhecimento. Os orientais tem razão? Em virtude de serem intelectualmente mais prósperos que nós.

Os orientais não são, em média, mais prósperos que os ocidentais, se a África for excluída. Por outro lado, ser mais próspero não significa que se tenha melhores idéias, de modo geral, mas apenas em relação ao que promova a prosperidade. Discordo, contudo, da concepção de que a verbalização atrapalhe o pensamento. Pelo contrário, considero que ao se tentar expressar o pensamento em palavras, se aperfeiçoa o raciocínio. Não só verbalizar foneticamente como, principalmente, colocar as idéias por escrito.

Caro Ernesto, se Einstein chegou a conclusão que os fótons são particulas com quantidades de energia, e também com propriedades de onda eletromagnética, a equação de Planck para fótons para mim nao faz sentido, pois a equação dele não é exclusiva para partículas? Obrigado Professor

Não é exclusiva para partículas não. Acho que você está se referindo às relações de DeBroglie E=hf e p=h/l (E=energia, f=frequência, p=momentum, l=comprimento da onda, h=constante de Planck). Elas tanto valem para quanta de matéria quanto para quanta de campo. Isso é uma constatação experimental.

Professor Ernesto, sobre a intervenção do Estado na economia: qual sua posição e porque? Como quebrar o argumento de uma pessoa que é a favor ta Intervenção do Estado na economia e usa como defesa as crises?

O ideal é que não exista estado nenhum, nem governo, nem leis, nem fronteiras. Que ninguém faça nada errado porque não vai querer fazer. Mas, como o mundo ainda não é suficientemente civilizado para tal, há que se conviver com a existência do estado. E, no caso, é preciso que ele intervenha na economia, senão os empresários capitalistas, com sua ganância, provocarão graves injustiças sociais. Todavia essa intervenção tem que ser a mínima possível para garantir a justiça econômica (que é mais importante do que o sucesso econômico). No caso de crises, essa intervenção pode ser mais ampla e profunda, mas tem que se restringir ao período da crise, cessando logo que ela tenha sido debelada. Em todos os setores, e não apenas na economia, a intervenção estatal tem que ser mínima. Todavia eu considero que há alguns em que a ação tem que ser exclusivamente do estado, como a defesa nacional, a diplomacia (não podem haver embaixadores privados), a justiça (não podem haver juízes privados), o fisco e eu acrescento duas que, em minha opinião, também têm que ser exclusividade do estado e não são: saúde e educação. Porque a existência da saúde e da educação privadas promovem uma grave injustiça social que é a de não oferecer igualdade de oportunidades de vida para todas as pessoas. Quem tem dinheiro, havendo saúde e educação privadas, fica mais saudável e mais bem educado. A saúde e a educação têm que ser excelentes para toda a população, sem distinção de capacidade econômica.

Como você entende a suposta crise de valores que vivenciamos na atualidade?

Acho salutar que todos os valores sejam avaliados e contestados ou reafirmados. Eles não são perenes, mas refletem uma condição momentânea da humanidade. Nada está livre de critica. Portanto crises são situações benfazejas, já que permitem essa análise.

mas falar que a matemática existe por si mesma, quer dizer que ela não precisa de seres como nós para concebê-la?

Não é isso que eu quis dizer e sim que sua concepção, por mentes, certamente, não requer o apoio de nada físico. Suas entidades são abstratas. Todavia elas surgiram como uma forma de descrição da realidade física, tanto no caso de contagens, quanto de medidas e de formas. Mas, a partir daí, a matemática se corporificou como uma teoria completamente abstrata que, mesmo tendo aplicação na realidade física, existe independentemente dela.

o tempo pode ser imaginado como uma grandeza vetorial? Seria um vetor, que tem sentido que vai do passado para o futuro. É como se fosse o vetor deslocamento, mas em um sentido só? E qual é a definição de "dimensão" espacial e temporal?

O tempo não é um vetor porque ele não pode apontar para os lados nem para trás. Dimensão é o numero de possibilidades de variação independente de posição de um ponto em um espaço. Ou seja, é o número de coordenadas necessárias para especificar a localização de um ponto. Uma linha tem uma dimensão porque a localização de um ponto nela requer apenas um número para ser especificada. Então ela é um espaço unidimensional. Já em uma superfície são necessários dois números. Assim uma superfície é um espaço bidimensional. Dentro de um volume a posição de um ponto requer três números para ser sabida. Logo o volume é tridimensional. O espaço-tempo, que é o conjunto dos eventos, requer, para se especificar cada evento, a especificação de quatro números, três para a localização espacial e um para especificar o momento da ocorrência. Daí o espaço-tempo ser quadridimensional.

se a matematica nao existe por si mesma, se o universo não é matemático, como voce explica a existência das constantes fundamentais da fisica?

Mas a matemática existe por si mesma. E as constantes fundamentais da física não têm nada a ver com a matemática. São números que expressam, em unidades arbitrárias, as relações entre os elementos da natureza. Elas não são deduzidas. Elas não são matemáticas e sim físicas. Além do mais, muitas delas não são invariáveis, como se pensa. É interessante, a respeito, ler o livro:
"The Fallacy of Fine-Tuning" de Victor J. Stenger (Prometheus).

Sabe-que que o universo está em expansão. Contudo, considerando o universo como um "conjunto", no qual, por exemplo, só existisse um único corpo. Poderia dizer que o universo não mais estaria em expansão, por não ter outro corpo para comparar ?

Nesse caso a expansão é algo interno a esse conjunto, isto é, um inchamento que faz com que as partes dele fiquem cada vez mais distantes entre si.

Pq as moléculas de um gás/vapor têm uma altíssima velocidade mas não percorrem grandes distâncias ?

Porque elas colidem umas com as outras e ricocheteiam.

Gravitação Quântica

Acabei de ler o livro de Carlo Rovelli "A Realidade não é o que Parece" (Objetiva). Trata-se de uma obra de divulgação científica sobre gravitação quântica na versão da teoria do "laço gravitacional". Recomendo sua leitura a todos que tenham interesse no assunto. O livro é muito bem desenvolvido e sua argumentação é clara e convincente. Além de ser literariamente de agradável leitura.

O que pensa da "produção independente" para se ter filho?

Perfeitamente legítima e uma decisão acertada se for o que a pessoa realmente queira. Não há necessidade de se constituir família para se ter filhos. A mãe e o filho ou filha já é uma família.

Seria a vaidade a maior inimiga do aprendizado?,existe um limite para a nossa capacidade de realizarmos análises rigorosamente imparciais,que podem nós levar a conclusões que mesmo de modo indireto nos afetem pessoalmente?

Não acho que a vaidade seja a maior inimiga do aprendizado, mesmo que ache que seja inimiga do aprendizado. A maior inimiga é a teimosia em se aferrar a conceituações assimiladas e não ser aberto a mudar o modo de pensar.

se é uma crença admitirmos que existe uma realidade exterior e só assim se poder construir ciencia o conhecimento gerado pela ciencia em si, não seria, também, uma crença justificada? é possível ter uma verdade que não seja absoluta e ao mesmo tempo não crer nela? pois penso que acreditamos que seja

Ora, o conhecimento é, de fato, uma crença justificada e verificada que, então, deixa de ser uma crença, ou seja, deixa de ser algo que se aceita sem evidências nem provas, mas por sua plausibilidade e indícios de veracidade. Todavia essa confirmação de veracidade do conhecimento sempre tem que ser admitida como provisória e nunca definitiva, mesmo que já o seja, pois não se pode garantir que assim o seja. Verdade é a aderência entre a realidade e o que se diz dela. Portanto não se precisa dizer que alguma verdade seja absoluta, pois então, o que se está dizendo é apenas que seja verdade. Caso contrário não é. O que se tem, em geral, são assertivas tomadas como verdades que não o sejam. Como, geralmente, não se tem acesso cabal à realidade em sua totalidade, há que se tomar por verdade o que se supõe que seja, desde que isso seja aferido com a máxima cautela e a aplicação dos maiores critérios de verificação. E mais, que assim o seja por variados sujeitos, que, entre si, consigam promover um consenso. Esse consenso de "verdades" subjetivas, pode ser tomado como uma "verdade objetiva" que, então, faz as vezes da própria verdade, ou da "verdade absoluta", como soe se dizer.

Qual a sua sabedoria? Como foi o caminho percorrido para chegar até ela?

O caminho para atingir alguma sabedoria necessariamente passa pela dedicação à análise de tudo o que se presencia, acompanhada de grande reflexão e obtenção de conclusões calcadas em tudo o que já se assimilou ao longo da vida, tanto por observação direta quanto por leituras e estudos. As conclusões que se tira, por sua vez, precisam ser testadas em situações reais, em que são aplicadas e se analisa, novamente, os resultados obtidos. Essa constante retroalimentação vai sedimentando as convicções e as crenças, configurando-se no arcabouço da sabedoria que a vida vai propiciando a quem assim procede. É muito importante, contudo, que se proceda sempre sem nenhuma concepção prévia e que toda crença estabelecida seja aberta a revisão face a novas constatações. Não se pode, jamais, se aferrar a doutrinas, mesmo que sejam concebidas pela própria pessoa. É necessário se ter o espírito crítico e cético, sem nenhuma presunção de ser possuidor de grande sabedoria ou vastos conhecimentos, porque não há ninguém assim.

o que você diria a alguém que defende que o uso da estatística como ferramenta no estudo sociológico é um absurdo sustentado por idéias positivistas e cartesianistas ultrapassadas?,porque esse pensamento é comum no meio acadêmico das ciências humanas?

Acho que pessoas que rejeitam a estatística são completamente equivocadas em suas concepções. Tanto quanto pessoas que baseiam suas conclusões exclusivamente em estatísticas. Nas ciências humanas é preciso se recorrer tanto a estatísticas quanto ao raciocínio argumentativo causal, desde que conduzido sem nenhum viés ideológico para nenhuma pré-concepção (por exemplo, marxista ou liberal).

No movimento circular uniforme, a aceleração centrípeta é a derivada do vetor velocidade tangencial ou do vetor velocidade angular?

Do vetor velocidade tangencial.

Olá Professor, tudo certo? Na seguinte postagem http://wolfedler.blogspot.com.br/2013/12/o-livro-de-licoes-de-fisica-do-feynman.html você deu dicas de livro para realmente aprender física, não somente para vestibular. Tem alguma dica também para as matérias de matemática e química? (nível médio)

Para Matemática eu recomendo o livro do SMSG (School Mathematics Study Group) que foi traduzido para o português nos anos 60 e ainda é encontrado em sebos. E para quimica o CBAC (Chemical Bond Approach Committee), também traduzido para o português nos anos 60 e encontrado em sebos. Ambos são em três volumes e possuem o Guia do Professor para cada um, que compensa obter também, pois não se trata, apenas, do livro do aluno com as respostas dos exercícios, mas um outro livro, completamente diferente, em que são apresentadas estratégias de abordagem dos conteúdos a serem lecionados.

O que acha dos critérios do CESPE, órgão que prepara concursos, onde uma questão errada anula uma certa?

Acho válido. Eu mesmo já usei esse tipo de critério quando lecionava disciplinas de massa na UFV (para 600 alunos ou mais). Dava provas de múltipla escolha com oito opções de resposta, podendo ser só uma certa, duas certas ou três certas, de modo que se podia atribuir fração de acerto a uma questão (0, 1/3, 1/2, 2/3, 1). Da mesma forma que se podia atribuir fração de erro (ponto negativo) na proporção de metade do valor do acerto negativo para cada erro (-1/6, -1/4, -1/3, -1/2). Isso é para que o aluno, se não souber, não chute. Acho muito bom.

Você é vegetariano. O que você acha de quem não é? E por que se tornou um?

Acho que quem não é, não é porque ainda não tomou consciência, como eu tomei, de que a morte de um animal para consumo é um assassinato. Então busco esclarecer.

Idéias podem não nascer com o ser humano, porém a impressão que tenho, é de que cada indivíduo possui herança genética que o capacita para o desenvolvimento delas ao longo da vida. Tu acreditas que o código genético de um indivíduo possa ajudá-lo a desenvolver idéias específicas ao longo da vida?

O que o capacita a produzir ideias inéditas é a sua inteligência e a inteligência, mesmo podendo ser cultivada e aprimorada, em sua maior parte, é genética.

Considerando que sou pobre mas quero ser empresário, você acha que a falta de uma faculdade impede a realização desse objetivo? O que na sua opinião eu posso fazer para consegui-lo?

Não é preciso ter faculdade para ser empresário. Todavia não sei dar nenhuma conselho a respeito, pois negócios é o tipo de assunto pelo qual nunca tive o menor interesse. Jamais me imaginei como um empresário. Sempre me vi como professor, como cientista, como filósofo, como conferencista, como escritor, como compositor de música clássica, como pintor, jamais como pessoa de negócios. Não que eu considere que tenha que ser um empregado. Gostaria de ser um autônomo, que auferisse rendimentos de telas vendidas, palestras proferidas, livros escritos, partituras vendidas, aulas ministradas e assim por diante.

Você gostaria de ser uma pessoa completamente eclética, que gostasse de tudo ou quase tudo?

Completamente, não. Gosto de muitas coisas mas há aquelas que não gosto e nem quero gostar, como esportes, por exemplo. Além de várias outras.

Quando testes empíricos tem validade científica?

Quando são feitos com os devidos cuidados, dentre os quais de repetição, de não interferência de fatores irrelevantes, de possibilidade de reprodução em outro lugares, por outras pessoas, de controle e medição de todos os fatores envolvidos, de publicação do resultado para checagem e coisas do tipo.

O que você mesmo pensa sobre os sonhos ?

Isso não é uma questão do que uma pessoa pense ou não e sim do que a neurologia já conseguiu descobrir a respeito.
Leia isto, especialmente os itens Neurological Theories e Psychological Theories:
https://en.wikipedia.org/wiki/Dream

pode-se dizer que Galileu Galilei foi um gênio? E você considera que ele deu contribuições fundamentais, assim como Newton, ou está mais para um Tesla, que não deu contribuições fundamentais, mas mais para engenharia?

Galileu, absolutamente, não era um engenheiro, como Leonardo da Vinci (além de outras coisas, como pintor). Ele era um cientista mesmo. Um dos primeiros a quem se pode denominar assim. Suas contribuições à Física foram fundamentais, mesmo não tendo a amplitude das de Newton. E ele, de fato, era um gênio. Ele foi quem rompeu com as noções aristotélicas arraigadas por toda a Idade Média, por exemplo, de que uma velocidade constante requereria uma força constante. Descobertas de Galileu, como a da constância do período de um pêndulo, independentemente da amplitude, possibilitaram a construção de mecanismos de escape para a padronização da marcha dos relógios, mas isso não era a sua intenção. Ele não visava as aplicações práticas, mas o conhecimento. Sua defesa do sistema heliocêntrico, que ele renegou para não ser condenado pela Inquisição, são o tipo de raciocínio científico, já que ele se espelhou no movimento das luas de Júpiter, por ele mesmo descobertas com a aplicação do telescópio ao uso astronômico.

Sonhar "cansa" o cérebro? Uma noite de sono sonhada descansa menos o corpo?

Não me consta que canse como não me consta que haja alguma noite de sono sem sonho. O que acontece é da pessoa não lembrar do sonho, o que ocorre se ele não se deu logo antes do acordar. Em geral a pessoa tem vários sonhos por noite.

O quão apegado vc é a seu corpo e aparência? Seria capaz de substituir seu corpo por um andróide? E se seu corpo físico morresse aceitaria transferir sua consciência para um computador se transformando em algo como um software?

Não sou nem um pouco apegado a meu corpo e a minha aparência. Seria capaz de substituí-lo por um androide sim e ficaria muito contente se pudesse transferir minha mente para um dispositivo artificial que preservasse o meu "eu" além da minha morte.

Tenho um seminário daqui há umas duas semanas. Como devo me preparar? Que dicas e conselho vc dá na hora da pesquisa, revisão literária e estudar? Quantas vezes devo treinar minha apresentação?

O mais importante é que você compareça sabendo tintim por tintim tudo que vai apresentar e mais ainda. Para tal tem que ser valer de todos os livros que encontrar e tudo o que achar na internet, devidamente digeridos a absorvidos e com um esquema de conteúdo delineado e bem memorizado. Isso consome muitas horas de preparação. Se você só tem duas semanas, não perca tempo nem fique dormindo muito. É bom mesmo treinar a apresentação para uma platéia fictícia e deve fazer isso, pelo menos, umas três vezes, pedindo a alguém para assistir e apontar os defeitos, para ir corrigindo.

http://sofos.wikidot.com/fe-metastatica ... Você tem a fé metastática!!! Lembrei de você: https://www.youtube.com/watch?v=Cz9xRg-3GM4 ... Grande Eric Voegelin! ... Vou comprar o livro (Ordem e História)!

Não, absolutamente. Porque não considero a possibilidade de uma REPENTINA transformação da realidade e sim de uma transformação gradual, ao longo de centenas de anos. Isso é perfeitamente possível.

https://ask.fm/wolfedler/answers/141094588957 Sobre coletivizar de parceiros é complicado; mais ainda numa sociedade "monogamica" como a nossa. E mais: e se alguem quiser exclusivo de um só parceiro e vice-versa? Nesse caso coletivização deve ser deixado de lado.

O poliamorismo não significa que os parceiros gaméticos tenham que ser múltiplos e sim que possam ser múltiplos. Depende dos parceiros quererem. Se quiserem, podem ser exclusivamente um só do outro. O que não se pode é considerar que isso seja uma imposição social, de modo que a poligamia, quer poligínica, quer poliândrica ou mista seja algo tido como imoral. Imoral é a existência de casos extraconjugais escusos e não explicitados abertamente, com o conhecimento e o consentimento de todos, especialmente dos envolvidos. Se esse conhecimento e consentimento existe, não há imoralidade nenhuma. Os envolvidos formarão uma família estendida e se amarão como cônjuges múltiplos, sem o menor ciúme nem nenhum sentimento de posse, o que é inadmissível no amor.

Correção da Resposta sobre penadores anarco-comunistas:

Mikhail Bakunin, Piotr Kropotkin, Nestor Makhno, Errico Malatesta, Murray
Bookchin, James Guillaume, Nicolai Zhukovsky, Carlo Cafiero, Élisée Reclus, Jean Grave. Alexander Berkman, dentre outros.
Leia isto:
http://ladoesquerdo01.blogspot.com.br/2013/12/o-que-e-anarco-comunismo.html
http://www.anarkismo.net/article/4880

Professor, quais são os pensadores que apoiam o anarcocomunismo? Esse, no caso, sendo o comunismo sem o Estado como coordenador.

Mikhail Piotr Kropotkin, Nestor Makhno, Errico Malatesta, Murray
Bookchin, James Guillaume, Nicolai Zhukovsky, Carlo Cafiero, Élisée Reclus, Jean Grave. Alexander Berkman, dentre outros.
Leia isto:
http://ladoesquerdo01.blogspot.com.br/2013/12/o-que-e-anarco-comunismo.html
http://www.anarkismo.net/article/4880

Qual o seu maior sonho? pergunta simples mas com um significado enorme ♡ (espaço livre )

Consertar o mundo. Transformá-lo em um mundo anarquista, comunista e ateu (mas não socialista estatista).

É possível mudar a personalidade depois de adulto?

Sim, mas não é fácil. Requer muita reflexão para uma decisão bem sedimentada e muita força de vontade.

Qual é o segredo para ser assertivo? Sem soar arrogante nem frouxo?

Não vejo que haja "segredo" nenhum. É só pensar e agir assertivamente, ou seja, considerando-se como se é, sem se diminuir e nem se enaltecer. De modo franco e educado. Com gentileza mas com firmeza. Sem humildade e nem prepotência. Acho isso tão simples que fico admirado em ver que há quem não seja assim.

Vi um post da página do facebook "A Terra é plana" no qual afirmavam que a Lua e o Sol possuem o mesmo tamanho. Até onde vai a estupidez humana, Ernesto?

De fato fico pasmado de ver que há quem, contra todas as evidências (evidências sim!) continua considerando essas bobeiras, como o fato da Terra ser plana, do Sol girar em torno da Terra e outras que tais. Isso revela uma ignorância extrema e essas pessoas não aceitam ser esclarecidas a respeito. Os argumentos delas são inteiramente fajutos e elas os acolhem como verdades, por mais que se mostre sua inadequação com a verdade e por mais que se mostre a veracidade das considerações heliocêntricas, da esfericidade da Terra e outros fatos astronômicos. Do mesmo modo a consideração de que a Terra teria apenas pouco mais de seis mil anos, de que os dinossauros conviveram com os humanos e outras baboseiras do tipo. Sem mencionar a consideração da existência de um céu e um inferno como lugares físicos no Universo. É o fim da picada e, de fato, não posso respeitar a inteligência de alguém que possua esse tipo de convicção. Acho que as escolas precisam, explicitamente, nas aulas de geografia e ciência, mostrar esse tipo de equívoco para os estudantes, para que eles contestem seus pais e conhecidos que advoguem essas concepções errôneas.

Qual é o seu conhecimento de alemão?

Rudimentar.

Por que o nome anarcocomunismo e não apenas comunismo? Não há Estado no comunismo.

Pode haver sim. Só que, havendo, o estado não é o patrão global que é no caso do socialismo de estado. Ele é apenas um balizador e coordenador de esforços, podendo, também, ser o empreendedor de projetos de amplitude mais abrangente, como a construção de uma rodovia, uma ferrovia, uma usina elétrica e outros empreendimentos de grande vulto. O socialismo de estado, em verdade é como um capitalismo de estado em que o estado é o único capitalista e patrão. No anarcocomunismo, sem o estado e seu governo, todos os empreendimentos são conduzidos pelas próprias pessoas em conjunto, com a formação de grupos "ad hoc" para cada empreendimento. E ninguém é patrão nem empregado. Todos são sócios. O ideal é que, além da abolição da propriedade, se tenha, também, a abolição do dinheiro, de modo que todos trabalhem de graça e, por sua vez obtenham tudo de que precisarem, de graça. Nesse caso é preciso, também, que tudo seja coletivizado, como residências, refeitórios, lavanderias, garagens, escolas, creches e o que seja. Inclusive maridos e mulheres.

Se a torção espaço tempo provocada pelo giro, de um corpo massivo, é desprezível em relação à sua massa, posso dizer que Ernst Mach errou em afirmar que supostamente se fosse possível girar o firmamento, qualquer objeto centralizado nele também giraria?

É desprezível para astros ordinários mas não para estrelas de nêutrons e buracos negros, como eu havia dito. Quanto ao dito de Mach, o problema é que não existe centro do Universo. Mas é claro que se se pudesse girar o Universo, tudo nele contido giraria junto, pois o Universo nada mais é do que o conjunto de seu conteúdo.

Einstein foi uma pessoa que deu contribuições em física clássica (inclui relatividade), mecânica quântica, eletromagnetismo e termodinâmica? Nas 4 áreas mais fundamentais da física?

Sim, deu contribuições em quase todas as áreas da Física e, mesmo, da Química, ao ser o primeiro a demonstrar, cabalmente, a existência de átomos e determinar o tamanho deles. Na termodinâmica, em verdade, ele contribuiu para a Física Estatística, com a distribuição que leva o seu nome, a de Bose-Einstein.

Como ser uma pessoa mais solidária, mas virtuosa, mais preocupada com as outras? Eu vejo que se importar com outros é perca de tempo. não consigo nem dizer oi e nem digo em verdade, "bom dia", "boa tarde" ou algo do tipo as pessoas. Como ser menos frio? começando dizendo "bom dia" e tudo mais?

Não. Se dizer "bom dia" não for algo que venha de dentro de você, não significa nada dizer. Para ser mais ligado aos outros e se preocupar sinceramente com o resto do mundo e não só com você mesmo é preciso fazer um grande, profundo, prolongado e extenso trabalho de mudança de cosmovisão por meio de reflexões e meditações. Isso se, de fato, for o que você deseja. Caso contrário a mudança não ocorrerá e, então, é melhor ficar egoísta como está mesmo.

Prefere saber quase tudo sobre algo, ou pouca coisa sobre quase tudo? Digo, pessoalmente, você prefere se especializar em alguma área (física, matemática, música, etc), a ponto de se tornar um "expert" naquilo, ou saber um pouco de cada área que te interessa?

Prefiro saber bastante sobre vários assuntos. Concentrando-me em poucos sem deixar de me envolver com outros. No meu caso eu me concentro em Física, Matemática e Cosmologia, mas também me inteiro (e não superficialmente) sobre filosofia, música clássica, pintura, escultura, arquitetura, literatura, poesia, informática, evolução, neurociências, psicologia, sexologia, filosofia política, filosofia econômica, sociologia, educação, astronomia, astrofísica, geologia e outros que agora não me ocorre. O que, absolutamente, não me interessa são esportes, direito, negócios, finanças, agricultura, pecuária, culinária, publicidade, jornalismo, administração e outros que agora não me ocorre.

O que acha de casos que são definidos como ''Falha na Matrix'', em que um casal sonha a mesma coisa, mas de ponto de vistas distintos; pessoas que são vistas em dois lugares ao mesmo tempo; alguém que tem a sensação que o tempo passou fora do comum, etc

Tratam-se, simplesmente, de ilusões, alucinações coincidentes. Nada que confirme que se viva em uma "Matrix". O mesmo que acontece com fenômenos supostamente mediúnicos.

O povo merece aquilo que não veio do esforço próprio, mas sim do suor de outras pessoas? Que bobagem! Ainda diz que o má condução do imposto caracterizasse como roubo. Nada haver! Estamos vivendo no Capitalismo, e não no Anarco-Comunismo, não se esqueça disso.

Estamos. Mas como o capitalismo e um regime injusto, temos que fazer de tudo para que, antes que seja definitivamente abolido, suas graves injustiças sejam minimizadas. E a distribuição de renda que os impostos produzem é uma das formas de minimizar as injustiças capitalistas.

Ernesto, boa tarde... Por quê não anarco-monarquismo? Qual suas críticas e ressalvas? Do mesmo modo, por quê não anarco-capitalismo? Qual suas críticas e ressalvas? Que outras correntes anarquistas vc conhece ou se identifica?

Monarquismo, para mim, é uma excrecência total. Se anarquismo pressupõe a inexistência de governo, ainda mais de um governo monarquista (se falar de ditaduras e regimes totalitários que são execráveis e completamente inadmissíveis). Não é possível haver anarquia com monarquia, de modo nenhum, como haver anarquia com qualquer tipo de governo e monarquia é um tipo de governo. Mesmo considerando que, por enquanto, é preciso se aceitar que haja governo, monarquista é que ele não pode ser. Não há legitimidade nenhuma em alguém ser chefe de estado vitalício e por direito hereditário. Isso é um absurdo. Há haver governo eu só admito uma república democrática, preferencialmente parlamentarista. Quanto ao anarco-capitalismo então é um desastre. Porque, então, os capitalista não vão ter governo nenhum para coibir sua sanha de lucro e exploração dos trabalhadores assalariados. A verdadeira anarquia tem que se estabelecer em um sistema econômico em que não haja trabalhador assalariado, em que todos sejam sócios dos empreendimentos e ninguém seja patrão de ninguém, nem o governo, que não existe. Assim uma anarquia capitalista é uma situação esdrúxula e não condizente com os princípios igualitários e libertários da anarquia. A anarquia é um sistema político que só se coaduna com o sistema econômico comunista, sem propriedade e sem dinheiro.

''As pessoas que você escolhe para caminharem ao seu lado revela seu caráter''. Se concorda ou discorda, diga o porquê.

Concordo. Para que eu acolha alguém como amigo ou amiga é preciso que essa pessoa compartilhe comigo alguns pontos que considero essenciais. Não é preciso que ela seja ateia nem comunista nem anarquista nem vegetariana. Mas é preciso que ela seja totalmente sem preconceitos, tenha uma mente aberta para aceitar outras convicções que não as suas, que seja generosa, solidária, prestativa, justa, honesta, assertiva, modesta, não tenha preguiça nem cobiça e seja brava na defesa do bem contra o mal. Que não seja vaidosa e presunçosa. E, de preferência, que seja culta e inteligente (mas isso não é essencial). Especialmente que goste de matemática, física, astronomia, cosmologia, música clássica, artes plásticas, literatura, filosofia, para que possamos discutir esses assuntos que povoam minha mente, ao lado do ateísmo, do comunismo, do vegetarianismo e do anarquismo. Dentro do anarquismo também se encontram alojadas minhas convicções poliamoristas que gosto de discutir.

O que você pensa sobre o anarquismo?

Se você me acompanha pode ver que sou um anarquista convicto. Portanto o que penso é que seja a melhor forma de se estabelecer politicamente a sociedade do mesmo modo que o comunismo é a melhor forma de se estabelecer economicamente a sociedade. Assim sou um anarco-comunista, o que não pode, nunca, ser confundido com um socialista estatizante, o que abomino tanto quanto abomino o capitalismo.

O que dizer sobre o funcionalismo público brasileiro?

Fui funcionário público e pude ver que, em geral, a grande maioria é de pessoas negligentes e sem compromisso, quando não são, também, incompetentes. Isso é terrível e tem que ser coibido, a começar, pela abolição da estabilidade do emprego, que é um grande mal. Sabendo que pode ser demitido a qualquer momento por incompetência ou negligência, os funcionários se tornarão mais diligentes e dedicados.

Como não cair na depressão? Vejo TODOS meus amigos curtindo festas, baladas, namoradas e eu apenas estudando... Será que um dia conseguirei deixar de ligar pra isso?

É só você redefinir suas prioridades e considerar que festas, baladas, namoro e tudo isso é irrelevante. Pronto! Você vai ver que estudar pode ser uma grande fonte de prazer. Isso é que você tem que passar a admitir e curtir. Então você buscará o estudo, exatamente, para fruir a satisfação de estudar.

O que acha da contribuição sindical compulsória? Alguns argumentam que a retirada desse "regalo" pode estimular os sindicatos a se aproximarem dos trabalhadores, pois terão que "merecer" a filiação dos mesmos. O que você acha?

Acho completamente indefensável essa contribuição sindical compulsória. Tem que ser abolida mesmo. A adesão e contribuição dos trabalhadores tem que ser voluntária e passível de revogação pelo trabalhador a qualquer momento, se ele achar que o sindicato não o está representando.

Acredito piamente que seus conhecimentos em economia e finanças são tão sofisticados quanto aos conhecimentos de física do Olavo de Carvalho. Por isso que és comunista e falido. Sinto muito, mas tenho que ser duro, visto que tens muitos jovens nessa rede socialquelhesegueequepodemcairnessaarmadilha.

Sou falido porque rejeito o capitalismo e, portanto, não me enquadro em suas regras, como a economia de mercado ou outras. Meus conhecimentos de economia não são tão parcos assim. A questão é que eu rejeito essa economia que está aí e, filosoficamente, sou mesmo comunista e profundamente comunista. Mas não adepto do socialismo de estado, que não é comunismo coisa nenhuma. Quando digo que sou comunista é porque advogo uma economia sem propriedade, sem dinheiro, sem estado, sem trocas. Uma economia de doação. Essa é a economia que tem que viger em um mundo civilizado, em um mundo justo, em um mundo decente, em um mundo virtuoso. Em um mundo em que todos sejam completamente honestos, generosos, desprendidos, altruístas, como tem que ser todo ser humano em um mundo bom e justo. Nesse mundo não é preciso haver leis, nem polícia, nem advogados, nem juízes, nem prisões, nem exércitos, nem fronteiras, nem estados, nem governos. O que eu quero mesmo é convencer a juventude da grande superioridade moral do comunismo em relação ao capitalismo, para mudar o modo de pensar e construir um mundo bom para o futuro. Um mundo economicamente comunista e politicamente anarquista. O suprassumo da perfeição social, da ordem, da prosperidade completamente distribuída, da igualdade, da fraternidade, da liberdade, da alegria, do prazer, da felicidade. É esse o mundo que quero construir e confio plenamente que será atingido em alguns séculos ou poucos milênios.

Se uma pessoa não tiver nenhum talento e pouquíssimos interesses, o que ela deve fazer? Ela deveria se esforçar a gostar das coisas?

Deve fazer o que quiser. Mesmo sem talento e com poucos interesses uma pessoa pode ser feliz dedicando-se aos poucos interesses que tem com seus poucos talentos. Pode ser que isso a satisfaça e ela não aspire nada além do que é capaz.

Concorda com as ideias de Lenin?

Não. Lênin pretendia chegar ao comunismo por meio da ditadura do proletariado, de um regime de partido único e do socialismo de estado. Discordo de tudo isso. Além do mais, Lênin foi um facínora que assassinava seus opositores.

Se eu conseguir manipular as partículas, dentro do bóson de higgs, eu gerar massa e talvez, portanto, criar um buraco negro ou um buraco de minhoca?

Não há partículas dentro do bóson de Higgs. Ele é uma partícula elementar, isto é, não composta de nada mais básico do que ele mesmo. A geração de massa advém da interação entre as demais partículas e o bóson de Higgs, que funciona como uma espécie de viscosidade. Mas essa massa não é a dele e sim das partículas com as quais interage. Quanto ao buraco de minhoca, trata-se de uma ficção. Não existe.

Como ser um idiota: I - Tenha metade do seu dinheiro roubado via imposto; II - Gaste a outra metade com serviços particulares os quais o governo prometeu garantir; III - Culpe o capitalismo e peça mais Estado. Até porque um político faz muito mais pelo povo que um empresário, que emprega.

Oliver. Imposto não é roubo. O que é roubo é sua malversação. O imposto, corretamente empregado, é uma das maiores formas de distribuição de renda. Porque, com ele, os mais abastados têm seu dinheiro encaminhado para o atendimento das necessidades dos menos abastados, que não teriam condições de arcar com várias despesas essenciais para a sobrevivência humana, como a manutenção da saúde e a educação, além da realização de obras públicas para atendimento de toda a população, e não só dos ricos. Portanto é bom que haja imposto e, mesmo, que ele seja elevado. O que não se pode é usar o imposto, por exemplo, para inchar o funcionalismo público, sem necessidade, o que faz com que muitos recebam sem trabalhar. Isso não é ético. E é preciso que a política e a economia sejam, acima de tudo, éticas. Um sociedade sem estado e sem governo é a ideal, mas, por ora, é preciso haver estado e governo, porque os empresários ainda não são suficientemente civilizados (tampouco o povo), para agir com responsabilidade social, cada um pelo bem de todos. O que os empresários deveriam fazer não é dar empregos e sim tornar seus trabalhadores sócios, pois o trabalho também é um capital. Isso é a reforma trabalhista que precisava acontecer: Acabar com o trabalho assalariado.

Ernesto, mesmo com o avanço da tecnologia, já foi criada uma máquina térmica que rendesse 100%, indo de encontro a 2 lei da termodinâmica?

Não. Apesar de haver quem tente. Mas isso é uma impossibilidade.

"Minha existência é um contínuo, então eu sou o que sou em cada ponto do período de tempo indicado." O que acha sobre a veracidade dessa proposição?

Sim. Em verdade nada "é" e sim "está sendo" à medida que passa o tempo. Todavia se pode identificar essa sucessão pela continuidade histórica. A cada momento, o ser advém do que era no momento anterior. Um exemplo interessante é o do guarda chuva, que pode ser identificado como o mesmo, mesmo após ter sofrido, em momentos diferentes, a troca, do pano, da haste, do cabo e das varetas, não restando, no fim, nada do original. Todavia a continuidade histórica diz que se trata do mesmo guarda chuva. Conosco também é assim. Nossos átomos são todos trocados e, em decorrência nossas células, em períodos variáveis com o tipo de tecido e de órgão, numa média de cada sete anos. No entanto continuamos a mesma pessoa. Uma pergunta interessante, no caso citado do guarda chuva, é se forem guardadas as peças substituídas e, depois que as forem todas, se montar outro guarda chuva com elas, qual será o original, o das peças velhas ou o das peças novas? Note que em diferentes períodos, o guarda chuva era composto de partes originais e partes trocadas.

https://goo.gl/rKGgS3 .... E ainda tem gente que acha que as organizações globalistas querem o bem para a humanidade... Donald Trump estava certo: “A ONU não resolve os problemas, mas provoca-os”.

Acho que as organizações globalistas são ótimas. O que acontece é que muitos de seus membros as boicotam e impedem que elas, de fato, funcionem.

Também não concordo com a reforma, nem da previdência e nem da trabalhista. Mas, considerando as relações trabalhistas em países de 1º mundo, não acha de que deveria haver uma reforma (bem pensada) para atualizar velha CLT? Se sim, quais características acha que deveríamos importar da modernidade?

Modernidade, para mim, é acabar com o trabalho assalariado e transformar todo trabalhador em sócio, que aufere rendimentos da repartição dos lucros.

e você concorda com as cosmovisões de Einstein?

A cosmovisão cosmológica final de Einstein é a mesma que se admite hoje, com a qual concordo, isto é, que o Universo esteja em expansão e que seja infinito e único. Há, certamente, concepções alternativas, como a de Universos Paralelos, mas elas não são a linha mestra da cosmologia. Quanto à cosmovisão social de Einstein, que era inteiramente pacifista, globalista e democrática e, até mesmo, um tanto socialista (todavia não ditatorial e nem estatista), também estou de acordo.

Qual é a sua opinião a respeito da reforma trabalhista?

Uma tremenda violência contra os direitos já adquiridos pelos trabalhadores. Uma lei para favorecer completamente o empresariado em detrimento dos trabalhadores. Um imenso retrocesso.

Parece que até o Heisenberg reconhecia que nem para todo evento, há um causa, e falar que tem é puro preconceito. Ele disse: "A física quântica forneceu a refutação definitiva do princípio da causalidade". Você tem algum artigo que aborde sobre isso também professor, sobre eventos incausados?

Segue, abaixo, uma lista dos artigos que já escrevi abordando o tema da incausalidade:
http://www.ruckert.pro.br/blog/index.php?s=incausalidade
http://wolfedler.blogspot.com.br/search?q=incausalidade

Pessoas mais inteligentes procrastinam menos? Existe algum modo de procrastinar menos e produzir mais conhecimento?

Não vejo nem conheço nenhum estudo a respeito de alguma correlação entre o hábito de procrastinar e a posse de menor inteligência. Pelo que percebo há procrastinadores e não procrastinadores igualmente distribuídos entre inteligentes e não inteligentes. A superação da procrastinação é um ato de força de vontade que, como já disse, se adquire com força de vontade. Não há outro modo.

Professor, o que acha do caráter das greves que ocorreram hj? Por um lado penso que deve-se protestar contra o teor "ultra-patronal" das reformas propostas, mas não concordo com as imagens de gente de vermelho e bandeiras invadindo aeroportos e agredindo passageiros. Como você analisa esse cenário?

Concordo com você. A greve contra as reformas é válida porque essas reformas são um grande retrocesso em relação às conquistas do povo e só intentam favorecer o empresariado. Todavia o uso da greve como protesto contra a Lava Jato e como defesa do PT, da CUT e do Lula é um desvirtuamento inaceitável.

Ja lecionou, alguma vez, no pós graduação? Tem algum interesse nisto?

Sim, já lecionei Métodos Matemáticos para um curso de pós-graduação "Latu Sensu" de Física que era dado na UFV. Atualmente não posso mais ser credenciado para lecionar em pós-graduação por não ter doutorado.

Boa noite, caro Ernesto. Li há um tempo que o hábito de escrita à mão melhoria a comunicação verbal. Você concorda com isso? Se sim ou se não, diga o porquê.

Pode ser. Porque a escrita a mão exige mais do cérebro e assim aumenta a inteligência, com o que aumenta, também, a capacidade de comunicação verbal.

Professor, mas estou com muita confusão em relação se nazismo era de direta ou esquerda. Quais são os principais fatores que te levam a caracteriza-lo como de direita?

O nazismo e o fascismo são ideologias de direita porque o que caracteriza a direita é a consideração de que as desigualdades são legítimas e, até, desejáveis. E eles foram regimes extremamente hierárquicos, que, em absoluto, não promoviam a abolição das classes sociais. Além do mais, tinham várias outras características de direita, como o nacionalismo (a esquerda é globalista), o capitalismo, isto é, a concentração do capital sob o domínio de poucos com uma maioria de trabalhadores assalariados (na esquerda o capital ou é do estado ou é distribuído entre os trabalhadores). Por outro lado eles apresentavam algumas características consideradas esquerdistas, mas que, de fato, não são, mas apenas, quando na esquerda, uma deturpação de sua ideologia, como a concentração estatal do poder econômico. O fato de serem ditaduras não é uma característica nem de direita nem de esquerda. Esquerda e direita podem ser tanto totalitárias quanto democráticas. O liberalismo econômico (economia de mercado) não é uma característica definidora da direita. Um regime pode ser direitista ou esquerdista com ou sem o liberalismo econômico. Existe tanto direita quanto esquerda liberal ou estatizante. A grande diferença é o igualitarismo social da esquerda e o desigualitarismo social da direita.

Sente saudade de lecionar em sala de aula ?

Sim. É o que mais gosto de fazer. Mas, agora, fico só na parte administrativa. Também eu não estou gostando muito do esquema atual do Ensino Médio em que os professores ao invés de ensinar os conteúdos das matérias para os alunos aprenderem, têm que treinar os alunos para se desincumbirem do ENEM e dos vestibulares que ainda existem. Isso é uma barbaridade que, absolutamente, não concordo.

Ernesto, ainda estou encucado com minha dúvida de elétrica. A velocidade com que o elétron se move num fio é diferente da velocidade dos elétrons num resistor? Meu pensamento é que no resistor a velocidade é menor mas passa uma maior quantidade de elétrons na mesma área. Você pode explicar por favor

Se se considerar tanto o fio quanto o resistor de mesma área e mesmo comprimento e submetidos à mesma diferença de potencial, a corrente no resistor vai ser menor porque sua resistividade é maior. A resistividade tem a ver com a densidade volumétrica de elétrons de condução e com sua mobilidade no material. No resistor, tanto há uma densidade volumétrica menor de elétrons de condução quanto menor mobilidade dos elétrons. Então, tanto haverá menos elétrons atravessando uma seção transversal por tempo quanto eles também vão se mover com uma velocidade de arrasto menor. Essa velocidade não é a velocidade com que os elétrons se movem mas uma velocidade resultante das idas e vindas, bem como deslocamentos laterais dos elétrons dentro do material.

Concluímos então que o anseio por dinheiro é um agente limitador da inteligência? Me lembro de uma declaração do Elon Musk, um dos 100 mais ricos do mundo, ratificando que o seu motor nunca foi o dinheiro, e sim seu sonho cativante em tornar nós multiplanetários.

Não. É o contrário. A maior inteligência provoca o desprezo pelo dinheiro e não que o dinheiro diminua a inteligência ou a sua falta aumente a inteligência. A inteligência um pouco mais alta, contudo, em geral, leva ao desejo de se ter mais dinheiro (um bens, de modo geral).

quantidade de movimento pode ser entendido como quanto de inércia existe quando se move? pois falar que é o produto da massa e velocidade não define, pois isso é a representação matemática e não a propriedade física.

O conceito pode ser entendido como o próprio nome diz: quantidade de movimento é uma grandeza que diz o quanto se despende de esforço para dar a um corpo alguma velocidade ou tirar ela dele. Isso não depende apenas do valor da velocidade, mas também, da massa do corpo. Daí a grandeza ser definida pelo seu produto.

Música clássica combina com música eletrônica?

Claro, e muito. Grandes compositores modernos fazem uso de instrumentos eletrônicos. Leia este artigo:
https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%BAsica_eletr%C3%B4nica

1-)Pessoas sutilmente mais inteligentes costumam ter um envolvimento não tão intenso e amplo pelo conhecimento. 2-)Pessoas genias, pelo contrário, são naturalmente famintas pelo aprendizado, independente se isso agregue status. Será esse o ponto que distingue os "mais" dos "nem tanto" inteligentes ?

Em geral uma inteligência um pouco superior não chega a produzir na pessoa o deslumbramento pelo conhecimento e pelo ato de pensar que uma inteligência bem elevada provoca. Além disso, a inteligência medianamente elevada, geralmente, conduz a pessoa a se valer dela para proveito próprio em termos de ganhos de renda, prestígio ou outra benesse. Todavia quem é, realmente, muito inteligente, normalmente, por isso mesmo, tem uma atitude mais filosófica de rejeição dessas vantagens que ela poderia propiciar e se foca não só no prazer que a aquisição de conhecimentos e a atividade racional produz mas, também, no benefício que sua inteligência pode oferecer ao bem do mundo. Outra diferença é que, em geral, os muito inteligente mesmo, são modesto, enquanto os ligeiramente mais inteligentes são gabolas. Isso tudo advém de uma compreensão maior do significado das coisas que a inteligência elevada propicia e que a inteligência medianamente mais alta não chega a provocar.

Afinal, como tu lidava com os alunos medíocres ? Os preguiçosos, os seus princípios, os mal educados, os desinteressados, etc.

Em minhas aulas eu sempre tentei motivar todos os alunos. Todavia sempre há os que não se interessam mesmo e que estão lá só porque os pais obrigam. Esses eu apenas não deixava que atrapalhassem o aprendizado da turma e, realmente, desistia de que eles aprendessem. Em geral eram reprovados, porque eu sempre fui exigente nas avaliações. E, na Universidade, minhas provas eram todas com consulta e duração de quatro horas. Geralmente quatro questões, mas cada uma gastava umas quatro páginas de papel almaço para serem resolvidas, que eu exigia com comentários e sempre dedutivas. Nada de problemas numéricos. No Ensino Médio eu também pedia problemas literais, mas tinha os numéricos também. E, sempre, havia questões conceituais, pois acho que, muito mais importante do que as aplicações, é a compreensão perfeita da teoria. Essas tinham que ser resolvidas por meio de uma redação mais extensa, em que eu corrigia, também, os erros de português. Tipo assim: "Exponha como se chega na equação da segunda lei de newton, mostrando o que é definição e o que é lei física nela". Isso eu sempre dava, mesmo no nível médio, por meio da abordagem de Mach, que é fantástica. Veja isto:

http://pasted.co/f51ec8d6 Você concorda com essa opinião sobre livros de Cálculo. Encontrei na internet...

De fato, o Apostol é o melhor deles. Mas, dentre os menos rigorosos, eu gosto do Thomas. Quanto ao Guidorizzi, até quero comprar. Na faculdade eu usava o Courant e o Thomas para estudar, mas o professor adotava o Maurer, também autor brasileiro, que considero bom.

E tu conseguiu notar se os seus alunos acima da média tinham peculiaridades em comum ? Como por exemplo, introversão.

Isso não. Em geral não eram nem introvertidos nem extrovertidos. O que tinham em comum era a grande curiosidade e a grande disposição para estudar com prazer. No mais, inclusive, eram bons colegas da turma. Mas não eram brigões. E eram, em geral, muito generosos e prestativos. Também não eram sebosos e pernósticos. Nem convencidos de sua inteligência superior. Quem é convencido, normalmente, não é quem é muito inteligente mas quem é só um pouco mais inteligente do que a média.

Ernesto, imagine um circuito fechado (um fio). Se eu colocar alguma fonte fora do circuito que gere um campo elétrico no sentido contrário da corrente, mas paralela à mesma, eu terei uma corrente variável no mesmo fio, não? Pois a depender da distância, cada ponto sofrerá uma força diferente. (Cont) (cont) Então assim, eu teria um único fio com corrente variando desde o início até o final. Isso esta certo ou aconteceria algo diferente do que imaginei?

Para você gerar um campo elétrico no primeiro fio que possa alterar a corrente que é estabelecida nele pela fonte em que está ligado é preciso que a segunda fonte gere um campo elétrico variável com o tempo e não com a distância. Isso poderia ser obtido por meio da carga ou descarga de um capacitor, só que perduraria por um tempo curto. A não ser que se tenha um gerador de corrente alternada, que irradiaria um campo oscilante, isto é, variável no tempo com inversão periódica de sentido. Isso é, propriamente, o funcionamento de um transformador.

De 0 a 10, qual nota você daria pro nível cultural do brasileiro? Às vezes tenho a impressão que está abaixo de zero, pois me impressiona a falta de capacidade do brasileiro para filosofar e ter opiniões elaboradas.

Acho que a média cultural do brasileiro urbano fique em torno de três em dez. Se se incluir a população rural, essa média baixa para uns dois. A culpa, para mim, é da escola pública, que é extremamente pouco exigente. Assim não se consegue provocar uma melhoria cultural da juventude em relação a seus pais. Em parte porque os professores e professoras da rede pública também não possuem um nível cultural razoável. Isso porque, sendo baixos os salários, o estímulo para que pessoas mais capacitadas optem pelo magistério é escasso. Professores teriam que ter um salário realmente atraente, para que a profissão fosse escolhida por quem poderia ser um médico, engenheiro ou advogado, mas opta pelo magistério porque propicia renda maior.

Já teve um aluno(s) com um grau de inteligência bem acima da média ? Não me refiro aos alunos aplicados que conseguem se alavancar em relação aos outros por uma mera força de vontade.

Sim, já tive alguns, realmente brilhantes que, inclusive, não estudavam tanto. Mas só tiravam as melhores notas, em todas as matérias e, além disso, se interessavam por vários outros assuntos que não faziam parte do conteúdo curricular. Foram raros, mas foram alguns meninos e meninas de grande inteligência. Claro que eles tinham, também, grande cultura, mas isso é uma decorrência da grande inteligência, porque, sendo assim, desde pequenos, eles se interessavam por ler e estudar, disso fruindo imenso prazer, o que lhes conferia uma bagagem de informações, conhecimentos e cultura muito acima da média dos adolescentes de sua idade. Alguns me procuravam para lhes ensinar, fora da aula, Física Quântica, Relatividade e Cosmologia, por exemplo. Ou Cálculo Integral e Diferencial. Além de sempre estarem discutindo Filosofia, Política, Economia ou Artes em geral. Realmente é um grande prazer entabular uma relação intelectual com a meninada assim.

Roger Penrose, um físico que eu admiro muito, assim como você, referiu-se a hipótese das cordas como “moda”, relacionou a teoria quântica a fé e relacionou a teoria inflacionária a fantasia. Eu demorei um tanto para entender a sua crítica, mas eu concordo plenamente com ele ao relacionar (continua)

a hipótese das cordas a moda, pois atualmente, os divulgadores pop como o Brian Greene e o Michio Kaku dão a entendes que a hipótese das cordas é uma verdade absoluta. Já o Hawking parece acreditar que ela tem a resposta para tudo. Quanto a teoria quântica, ele não se refere ele não se refere a teoria quântica propriamente dita, mas a crença que os físicos tem que é uma teoria completa, que PRECISA explicar tudo (até os fenômenos macroscópicos), o que para ele, não se diferem dos fundamentalistas religiosos que depositam fé. Eu também concordo Finalmente, ele se refere a “fantasia” as ideias dos físicos de que a teoria do big bang acrescida a inflacionária, responde a origem do universo. Convenhamos, os dados que são colineares com a teoria inflacionária são miseráveis. E não sabemos a origem do universo. Um físico honesto e responsável diria que não sabemos. Se você se interessar em entender a fundo o que ele diz, veja esta palestra: https://www.youtube.com/watch?v=iH4XJHJ8AOw&t=352s e leia o seu mais novo livro: Fashion, Faith and Fantasy in the new physics of the universe.

Poderia explicar qual a aplicação da matemática no estudo da Filosofia (De preferência, dando alguns exemplos). E quais as outras ciências necessárias para o estudo da Filosofia?

Filosofia é como uma meta-ciência. Ela paira sobre todas elas, não só fornecendo critérios de validação dos conhecimentos, como também suprindo as conclusões que o método científico não é capaz de propiciar. Assim é preciso que o filósofo entende de todas as ciências. Não no detalhamento de um cientista de cada área, mas os princípios básicos delas. Isso é especialmente válido para a matemática, especialmente porque a matemática é, fundamentalmente, uma lógica. e lógica é o conteúdo que disciplina o pensamento. Como um filósofo é, essencialmente, um pensador, o que mais ele tem que saber é lógica, mesmo quando filosofa sobre outros temas. E matemática é o melhor treinamento para lógica que se tem. Mas não uma matemática aplicada e sim a matemática pura e teórica. Demonstrar teoremas em geometria, aritmética, álgebra, análise, topologia e todos os ramos da matemática é a melhor forma de afiar o raciocínio. Além disso, o domínio da matemática, bem como da física e da biologia (especialmente essas três, sem esquecer as demais ciências) é necessário para que o filósofo adquira uma compreensão do mundo em que se insere e impeça que ele devaneie por veredas completamente desconectadas da realidade. Quando for filosofar sobre o comportamento humano, especialmente o social, ele também tem que conhecer psicologia, sociologia, antropologia, economia, política, história, geografia, linguística, artes e os demais temas humanos. Por isso é que considero que a ocupação de filósofo é a mais exigente em termos de conhecimentos que se pode conceber. Muito mais do que a de um físico, um biólogo, um médico, um engenheiro, um empresário, um político, um militar ou o que quer que seja. Fico pasmo de ver como muitos cursos de filosofia por aí são tão rasteiros. Acho que o curso de filosofia, cursado em dedicação exclusiva, teria que ter uma duração de seis anos, pelo menos. Pessoas de parcos conhecimentos e pequena inteligência não são capazes de se dizerem filósofos. Filósofo, físico e biólogo é atividade só para quem for bem inteligente mesmo. Não tem escapatória.

Descartes dizia que a quantidade de movimento era o produto da massa pelo corpo para explicar a conservação de movimento, porém Leibiniz propôs substituir o conceito de quantidade de movimento pelo de força viva (mv²), saberia me explicar como cada um chegou a estas ideias?

Acontece que ambas as grandezas são conservadas nas interações elásticas, isto é, em que não há agente externo realizando trabalho ou aplicando impulso ao sistema. Então, cada um deles observou a conservação ou do total vetorial dos mv ou do total escalar dos mv². Todavia o total dos mv² não é conservado nas interações em que haja trabalho de um agente externo ou mesmo trabalho interno dissipativo. Mas o total vetorial dos mv ainda é conservado, exceto quando, realmente, houver impulso externo. Impulsos internos não alteram o total vetorial dos mv. Essas descobertas se deram a partir de medidas experimentais que eles fizeram em interações, especialmente em colisões.

"Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria". O que acha ?

Não acho que assim seja. Uma pessoa pode nunca ter sentido tristeza e, mesmo assim, sentir alegria e reconhecer que está alegre. Não vejo que esses valores, do mesmo modo que a bondade, e a beleza existam em função do contraste com a maldade e a feiura. Eles existem por si mesmo, mesmo que não exista o seu oposto.

mas no caso do núcleo de helio, é menor porque parte da massa dos prótons e nêutrons se transformou em energia ou a energia positiva das massas dos prótons e nêutrons é compensada pela energia negativa existente de interações, que acaba diminuindo o "total"?

Não tem "mas" nenhum. É isso mesmo, ao se reunir dois prótons e dois nêutrons em um núcleo de hélio, a massa do núcleo, que inclui as energias das interações entre eles, tanto elétrica quanto nuclear, é menor do que a soma das massas dos constituintes isolados. Isto é, o todo é menor do que a soma das partes. Há casos em que pode ser maior, se as interações forem repulsivas (no caso do hélio existe a interação elétrica repulsiva, que tem energia positiva e a interação nuclear atrativa, que tem energia potencial negativa, mas a nuclear sobrepuja, de modo que o total de energia potencial dos nucleons é negativo, que é o que faz a massa diminuir).

o todo é maior que a soma de suas partes?

Depende do todo de que se está considerando. Em geral o todo vale a soma de suas partes. Mas pode valer mais que a soma ou menos que a soma, dependendo das interações que as partes tiverem entre si. A soma de que eu falo é a soma de alguma propriedade que o conjunto possua, como energia, quantidade de movimento, volume, massa, temperatura ou outra que seja. Por exemplo, a massa de um núcleo de hélio é menor do que a soma das massas dos dois prótons e os dois nêutrons de que é feito. No caso de temperatura e densidade, por exemplo, essas grandezas de um sistema composto de partes não é a soma dos valores das partes, mas um tipo de média dos valores, que é menor do que a soma, certamente.

Segundo as pesquisas do WSU, quando uma força aplicada em uma massa negativa, a reação ocorre com uma aceleração onde o vetor se direciona em oposição a trajetória descrita em comparação a essa mesma situação, entretanto com um corpo de massa positiva. "ela acelera em sua direção" - Michael Forbes.

Bem... Isso não é uma questão de pesquisa e sim de definição. Define-se que uma massa é negativa se, ao se interagir sobre ela com uma força em um sentido, ela acelera na mesma direção e em sentido oposto. No caso da massa positiva ela é acelerada na mesma direção e no mesmo sentido da força de interação.

Diga que isto é uma piada de mau gosto: https://ask.fm/wolfedler/answers/141048792605 Você tá de brincadeira? Qual era o partido de Hitler? Leia o "Mein Kampf" e diga-me o que tem de direita na ideologia de Hitler!!! Meu Deus do céu! Pare de desinformar seus seguidores! Seguidores do Ernesto: Leiam!

Publicado para conhecimento de todos. Discordo do que está dito acima.

Professor, os governos de Hitler e Mussolini foram de extrema esquerda ou extrema direita?

Direita. Direita ditatorial. Como Pinochet e os regimes militares brasileiro e argentino.

O que se espera de um estudante de medicina?

Que se empenhe em aprender muito de medicina, tanto em profundidade quanto em abrangência, para se tornar um médico de elevada competência. Aliás, isso é o que se espera de um estudante de qualquer curso.

Na sua opinião não sendo ainda possível ter um mundo anarquista, defender um Brasil social-democrata seria o melhor a se fazer nos dias atuais?

Sim. A Social Democracia, sem ser a Anarquia, é a melhor forma de se estabelecer politicamente a sociedade em qualquer lugar do mundo. É um sistema politicamente democrático e economicamente capitalista, mas com uma forte regulamentação do estado e uma forte interferência do estado na economia, inclusive encampando completamente vários setores de grande impacto social, como educação e saúde, além da justiça e da defesa, sem, contudo, ser um estado totalmente socialista.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Social-democracia

A massa negativa invalida a segunda Lei de Newton?

Não. Ela está perfeitamente de acordo com a segunda lei de Newton. Só que não é observada. Ao que percebi (mas ainda não examinei melhor) o recente anúncio da descoberta de massa negativa não é, propriamente, uma massa negativa, mas um fenômeno que se apresenta "como se" pudesse ser explicado pelo fato de haver uma massa negativa.

Richard Feynman acreditava que se alguém não conseguisse explicar algo de uma forma simples, então ela realmente não entendia do assunto. O que acha disso ?

Não concordo. Realmente, em geral, à medida que a compreensão de algo aumenta, sua descrição vai ficando mais simples. Todavia, há situações em que a complexidade é inerente ao assunto e não se consegue obter uma compreensão completa que seja simples, tendo-se que ficar com a explicação complexa mesmo.

a energia do universo está em todo o lugar?

Certamente que cada componente do Universo contribui com sua quota à energia total do Universo, não só na forma de sua massa (incluindo a da matéria escura), como também de sua energia térmica, sua energia cinética e as energias potenciais de sua interação com os demais componentes. Isso é válido desde os aglomerados de galáxias, passando pelas galáxias, pelos sistemas estelares, por cada astro, até chegar a cada átomo e cada partícula subatômica que o compõe. Mesmo no vácuo do espaço sideral, tanto o interestelar, quanto o intergalático, quanto o dos grandes espaços entre os filamentos de aglomerados de galáxia possui energia, a energia do vácuo e a energia denominada (impropriamente) de "energia escura", responsável pela aceleração da expansão do Universo. Sendo o Universo infinito, como se considera que seja, então sua massa, sua energia e seu número de componentes também será infinito. O que, normalmente, se denomina "Universo", nas considerações cosmológicas, é a parte acessível à nossa observação, o "Universo Observável", que é finito e, para nós, é uma esfera de 93 bilhões de anos-luz de diâmetro, centrada em nós. O interessante é que há uma proposta de que a energia total do Universo seja nula, havendo uma compensação entre as energias positivas e as energias negativas, como a energia potencial gravitacional. Isso, contudo, não está firmemente estabelecido.

Não vale falar preconceito, fome, ou citar os demais problemas sociais. Coisas que todo mundo meio que odeia, não há mérito nenhum em gostar disso e também ninguém assumiria ser tão nojento. Me conte o que VOCÊ particularmente odeia?

Odeio a existência do dinheiro. Odeio a existência de governos. Odeio a existência da propriedade privada. Odeio a existência de estados soberanos. Odeio a existência de fronteiras nacionais. Odeio a existência do trabalho assalariado. Odeio a obrigatoriedade da monogamia. Odeio a existência de hierarquias. Odeio a obediência. Odeio a existência de religiões (mas não odeio, necessariamente, as pessoas religiosas, apenas, as que se valem da religião para explorar as demais). Odeio falta de educação. Odeio vulgaridades. Odeio o desprezo pela cultura. Odeio o desprezo pela ciência. Odeio comportamento grosseiro. E odeio, também, o que você disse no começo da pergunta.

Quando os Físicos usam a expressão "solução elegante", o que isso realmente quer dizer ?

Significa que a solução fica expressa por meio de uma equação de aspecto simples, sem muita complicação. Também que pode ser expressa por meio de uma afirmativa curta, sem muitas paráfrases.

Ernesto, na sua opinião uma pessoa ateia que se expressa com "Meu Deus" ou "Pelo amor de Deus" uma hipócrita?

Não. Ela apenas usa esses termos como um "modo de falar" comum entre as pessoas. Do mesmo modo que pode dizer "Nossa Senhora!", "Jesus!" como exclamações comuns difundidas. Isso não significa que ela, com isso, esteja expressando que acredita em Deus ou que a Mãe de Jesus seja uma santa que, no céu, é medianeira entre Deus e os homens. E também não é nenhuma hipocrisia. A pessoa nem pensa no significado do que está dizendo.

https://www.facebook.com/integrandoconhecimento/videos/426862761007283/ o que acha de Einstein? Sabemos que ele não foi um grande fisico, mas como filósofo?

Acontece que ele FOI um grande físico. Um dos maiores da história. De onde você tirou essa ideia? Filosofo é que ele não foi, apesar de dar os seus pitacos. Outros é que fizeram as interpretações filosóficas de suas proposições físicas, que foram muito impactantes na filosofia. Todavia ele foi um grande personagem que usou seu prestígio para difundir concepções éticas sobre a paz e a democracia.

o que acha da ideia de abolir todas as áreas de profissão que são inúteis e não trazem resultados como a física e a química trazem, como a nutrição, gastronomia, a arte, a música e até, as línguas.

Acontece que esses assuntos que você mencionou TRAZEM resultados e são valiosos para a humanidade. Já pensou em um mundo sem as artes? Sem música, sem pintura, sem teatro, sem cinema, sem escultura, sem arquitetura, sem poesia, sem literatura? Seria horrível. Da mesma forma a nutrição, a pedagogia, a psicologia e outras que tais também têm o seu valor para o bem do ser humano. Você está muito equivocado em considerar que só valem matemática, física, química, engenharia e assuntos do tipo. Quanto às línguas, é muito importante conhecê-las, pois as pessoas se comunicam com elas e existem muitas no mundo.

Seu guru não é o Bertrand Russell; é o George Soros!

De jeito nenhum. Soros é um arqui-capitalista e a esquerda que ele apoia é a esquerda que eu rejeito, isto é, a esquerda estatizante, prepotente, ditatorial. Completamente oposta a minha concepção de esquerda anarquista e, com a existência de algum governo, totalmente democrática. Sem nenhuma imposição de nada sobre a população. Adepta dos valores libertários que é o que Soros não quer.

Não consigo respeitar academicamente(que fique claro) alguém que entra em um vestibular - seja ele qual for - por sistema de cotas, pois vejo isso como uma trapaça ou mesmo covardia.Estou errado?

Sim, de fato é. O princípio igualitário tem que ser aplicado às oportunidades e não a manobras escusas, como as cotas. As escolas públicas é que têm que ter a mesma qualidade das particulares para conseguir fazer que os alunos pobres compitam com os ricos em igualdade de condições. E isso é perfeitamente possível, desde já, se se passar a adotar um nível de exigência elevado para aprovações em todas as séries, como tem que ser.

Quando e por quê surgiu o seu interesse por Cosmologia? Alguem teve influência nesta escolha?

Desde criança eu adorava astronomia, em parte por influência de minha mãe. Mas essa influência não foi grande. Eu mesmo é que me encantava com as estrelas e gostava de estudar tudo a respeito. Lá pelos meus quatorze anos comecei a querer saber sobre a origem do Universo, a formação das galáxias. Ao sair do científico eu queria fazer curso de física em Belo Horizonte, para depois fazer pós-graduação em astronomia, astrofísica ou cosmologia. Mas acabei fazendo matemática em Barbacena mesmo, porque meu pai não tinha como me manter fora de casa e eu já estava trabalhando. Depois eu consegui vir para Viçosa, onde havia um programa de aperfeiçoamento de professores que na UFJF, onde eu lecionava, não tinha. Aí, quando eu saí para fazer mestrado, escolhi cosmologia no CBPF, no Rio, que era o melhor lugar para isso. Além de abranger também astronomia e astrofísica, a cosmologia requer muito mais matemática, por isso eu a escolhi. Mas também fiz disciplinas de astronomia e astrofísica.

A depressão é uma doença complexa. Existem muitos casos de pessoas que sofrem com ela e com as consequências dela a vida inteira mas nem sabem. O fato é, uma pessoa reconhecendo que sofre de depressão pode mudar isso sozinha, sem tratamento, baseando-se apenas força de vontade?

Acho que uma das características da depressão é, exatamente, fugir do controle da própria pessoa. Portanto não vejo como a força de vontade apenas seja capaz de curá-la. Todavia não sou um psiquiatra, portanto isso é o que eu acho e não o que eu garanto que seja. É melhor perguntar a um médico.

Boa noite. Como o senhor estudava para o vestibular(estuda atualmente). Estou estudando para o vesitbular. haha Obrigado.

Estudar é simplesmente pegar os livros (um só não basta) sobre o assunto e ir lendo e assimilando, ou seja, não ir lendo de modo corrido, mas parando a cada parágrafo e repetindo mentalmente, como se tivesse explicando para alguém, o que leu. No caso de ciências exatas, também é preciso refazer as deduções de fórmulas por conta própria. Ao fim de cada capítulo é bom redigir um resumo de próprio punho, como se tivesse escrevendo uma apostila para alguém aprender por ela. Isso demanda um grande dispêndio de tempo, de modo que esse estudo tem que ser levado a cabo cotidianamente, incluindo sábados, domingos e feriados, pelo menos por uma doze horas por dia (incluindo as horas de aula, se houver). Estando assistindo aulas, participar ativamente delas com perguntas ao professor de modo a não consentir em sair de cada uma sem ter entendido completamente o que foi dado. Depois, em casa, é preciso estudar a aula e fazer os questionários, exercícios e problemas, NO MESMO DIA, antes que durma. Não é moleza mesmo e não há fórmulas fáceis e rápidas de aprendizado. O que vale é dar duro pra valer.

Qual a melhor forma de estudar cosmologia? O senhor tem alguma dica?

Para estudar qualquer assunto, o que se tem que fazer é pegar livros que os destrincham e ir estudando, fazendo paralelamente resumos escritos de sua própria lavra, como se estivesse escrevendo uma boa apostila sobre o tema. É importante não se ater a um livro só. Antes, porém, é bom ler alguns livros de divulgação científica sobre o tema, para ter-se uma ideia do que se trata. Quanto aos livros técnicos propriamente ditos, tem-se que começar com aqueles em nível de graduação antes de passar para os de nível de pós-graduação. Todavia tem que ficar bem claro que, até que se domine o tema em nível de pós-graduação, não se pode dizer que se entende do assunto. Isso demora alguns anos.

Ernesto eu vim do inferno para te dizer se curve a cristo,ainda da tempo. mas pouco tempo. a condenaçao ou a salvaçao. Escolha.

Como é que você sabe que existe isso de condenação e salvação e que o salvador é Jesus Cristo?

se tudo possui definição, então perceba que isso leva a uma regressão até o infinito, pois teria que definir o que é definição, já que existe conceito de definição, e então teria que definir o que é definir definição?

Não é verdade que tudo possua definição. Isso é impossível. Toda definição consiste na explicitação de um conceito em termos de outros já definidos. Isso é possível até se chegar a termos que não possuem definição por não haver termos precedentes já definidos em que ela se fundamentar. Tal é o caso de ponto, reta e plano, por exemplo. Ou carga elétrica, que só pode ser definida de modo circular.

https://www.youtube.com/watch?v=otAu5twqDpk https://www.youtube.com/watch?v=qbUo0wdEd4k Apresentações de cantores líricos com cantores de música pop divulgam o canto lírico ou o erudito não deveria se misturar com popular?

Isso é muito bom e o erudito deve se misturar ao popular sim. Tanto cantores líricos cantando música popular, quanto orquestras executando peças populares, do mesmo modo que intérpretes populares interpretando peças eruditas. Essa interação entre as duas facetas da música é muito salutar para que se entenda que tudo é música.

então você está me dizendo que chamar uma pessoa de burra, tem que saber muito sobre ela? Pois se basear apenas no fato de que ela não percebe as coisas facilmente (o que seria falta de inteligência no aspecto lógico), não permite chamar de burra?

Claro que não. A inteligência tem várias facetas e uma pessoa pode ser bem inteligente em algumas e pouco em outras. O que não a qualifica como burra.

das perguntas nascem as respostas ou das respostas nascem as perguntas? :D

Perguntas e respostas se retroalimentam. Uma resposta, normalmente conduz e nova pergunta, que leva à busca de sua resposta, que, achada, leva a outra pergunta e assim vai.

o aspecto de inteligência lógica-numérica é o mais importante, por assim dizer. tanto é que quando se chama uma pessoa de burra, se refere a essa falta de inteligência lógica, mesmo ela sendo uma pessoa que tenha habilidades em jogar futebol (cinestésica) ou musical.

Isso é uma opinião preconceituosa de algumas pessoas. Não é verdade que a burrice corresponda apenas à baixa inteligência lógico-matemática. Muitas pessoas têm altas inteligências em outros aspectos, sem o ter no aspecto lógico-matemático e não são nem um pouco burras. Isso pode ser dito de grandes escritores, como Shakespeare
e Dostoiévski, bem como pintores, músicos. Beethoven não tinha inteligência matemática, mas era inteligentíssimo. Do mesmo modo que grandes esportistas.

A inteligencia de Newton era mais para logica matemática, percepção espacial ou verbal? Ou todas? Pois ele escrevia até em latim.

Escrever em latim era o normal para todo mundo que tivesse curso superior na época de Newton. Assim é que os cientistas, filósofos e intelectuais em geral se comunicavam. Hoje, para ser lido no mundo todo, as pessoas publicam artigos em inglês. A inteligência de Newton era preponderante no aspecto lógico-matemático, mas também era grande no aspecto linguístico e na percepção espacial. Nas demais, não sei de informações que possam esclarecer.

Baseando-me em Birkhoff, gostaria de saber: Se o universo não pode perceber quando uma simetria esférica (estrelas de nêutrons) supostamente pulsa (contraindo ou expandindo), pela mesma razão o universo não poderia "saber" quando a massa simétrica gira. Você concorda?

Não é uma questão de concordar e sim de verificar teoricamente se esse é o caso. A presença de rotação acarreta duas consequências que se manifestam no espaço-tempo circundante. A rotação aumenta o conteúdo de massa-energia, aumentando a curvatura e, por outro lado, provoca o surgimento de uma torção no espaço-tempo, adicional à curvatura. As equações originais de Einstein não contemplam o efeito da torção, mas elas já foram expandidas para levar em conta espaços-tempo com curvatura e torção. Isso é observado em situações em que a rotação é, de fato, muito grande, como se pode ver nos discos de acreção, quando existem em volta de estrelas de nêutrons e buracos negros. A contribuição da rotação em comparação com a massa de estralas ordinárias é desprezível e não se percebe.

O que significa "massa negativa" ?

Seria uma propriedade de um sistema segundo a qual, ao se interagir com ele atrativamente, ele apresenta uma aceleração repulsiva e ao se interagir com ele repulsivamente, ele apresente uma aceleração atrativa. Os valores das acelerações são inversamente proporcionais aos valores absolutos das massas dos sistemas que sofrem as acelerações. Isso quanto ao aspecto inercial da massa. Pelo princípio da equivalência a massa gravitacional é proporcional à massa inercial. Então, se um sistema tiver uma massa inercial negativa, terá uma massa gravitacional negativa também. Isso significa que, ao interagir gravitacionalmente com outro sistema de massa positiva, eles se repelirão gravitacionalmente e ao interagir com outro de massa negativa também, eles se atrairão gravitacionalmente. Isso quanto à orientação relativa das forças de interação. As acelerações vão depender do sinal das massas. Numa atração entre dois sistemas de massas positivas eles se acelerarão um no sentido do outro. Numa atração entre dois sistemas de massas negativas, eles se acelerarão um em sentido oposto ao outro. Em uma repulsão entre um sistema de massa negativa e outro de massa positiva, eles se acelerarão ambos no mesmo sentido, que é o que aponta no sentido da repulsão para o de massa positiva e o que aponta no sentido da atração para o de massa negativa. Isso seria um outro tipo ou espécie de "antimatéria". Todavia não se detectou a existência de sistemas com massa negativa. Há uma notícia bem recente sobre isso, mas ainda não a examinei.

por que na relatividade geral, precisa se de mais de uma orientação (tensor de ordem maior que 1), não sendo, portanto,um vetor?

A métrica (segunda ordem), a conexão (símbolos de Christoffel - terceira ordem), a curvatura (quarta ordem) e sua contração (segunda ordem), o momentum-energia (segunda ordem), o campo eletromagnético (segunda ordem - o potencial é um vetor e não um escalar em relatividade), a transformação de referenciais ou sistemas de coordenadas (segunda ordem).
Os eventos são vetores (quadrivetores), bem como o momentum.
Além dos tensores, a relatividade também trabalha com outras entidades matemáticas, os espinores, bem como formas diferenciais. Mas isso é uma outra história, mais complicada.
https://en.wikipedia.org/wiki/Spinor
https://en.wikipedia.org/wiki/Differential_form

https://ask.fm/amigo20cen/answers/141185715228 Professor, sobre quando falou que Marx considera a economia o motor da história. O que acha?

Conta desabilitada.

veritar é o mesmo que constatar?

Veritar é constatar que seja verdade. Na lógica dicotômica existem dois valores veritativos: verdadeiro e falso. Em lógicas policotômicas, difusas, polidimensionais e outras existem outros valores veritativos, como os diferentes graus de "talvez".

diferença matemática entre indefinição e indeterminação? 1/0 é uma indefinição ou indeterminação (pois o valor pode ser interpretado como infinito)? Por favor, cite exemplos, quero entender.

Os próprios nomes mostram de que se trata. Indefinição é quando algo não é definido, por exemplo arcsen(2). Indeterminação é quando algo pode ter qualquer valor, como 0/0. 1/0 é uma indefinição, como toda divisão por zero, exceto 0/0, que é uma indeterminação. A indefinição significa que não existe nenhuma valor satisfatório para resposta. Indeterminação significa que qualquer valor presta como resposta.

A França és tão pós-moderna que a "extrema direita" de lá é abortista. Daí vem a pergunta professor: o povo foi, aos poucos, corrompido pelo estado ou os franceses sempre fizeram parte da escória da humanidade?

Não vejo assim. Pelo contrário, para mim, os franceses foram, justamente o povo mais progressista da humanidade em termos de civilização, desde o fim da Idade Média, tendo sido os pioneiros em vários avanços, como o Iluminismo, a Revolução Francesa, a Comuna de Paris e muito mais. Claro que outros povos também contribuíram, especialmente os italianos e os ingleses. Por outro lado, os alemães, russos, espanhóis e outros sempre foram mais conservadores, mesmo considerando que o socialismo foi implementado primeiramente na Rússia. Então essas características que você mencionou, para mim, são uma grande qualidade dos franceses e não um atestado de corrupção.

Meu verde não é teu verde. Se meu verde é vermelho, teu vermelho é verde. O que podes fazer para convencer-me de que o verde que eu vejo não é vermelho?

O nome que se atribui às cores (ou seja, o seu matiz) é uma convenção estabelecida entre videntes (pessoas que enxergam) entre si, quando se referem a essa propriedade da luz que atinge seus olhos. Então todos que vêem um dado matiz, entre si convencionam de chamá-lo de vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, roxo ou outro que seja. Todavia não se pode saber se o que é percebido como sendo a cor que se denomina verde, por exemplo, seja o mesmo para diferentes pessoas. A percepção da cor é um fato mental, com base em um fato fisiológico, que é o impulso nervoso que vai da retina ao centro de visão no cérebro, fato fisiológico que, por sua vez é gerado por um fato físico que é o adentramento da luz no globo ocular. Fisicamente as características da luz são a combinação de suas frequências e as amplitudes de cada componente da combinação. Isso provoca a percepção de cor e brilho do que se vê. E cor tem três características: matiz, brilho e saturação. Matiz é, justamente, o nome da cor. O matiz advém dessa combinação de frequências e amplitudes, mas que percepção o cérebro tem de cada um é impossível dizer que seja igual para diferentes pessoas (ou animais que vêem cores).

Ernersto, qual a diferença entre indício e evidência?

Indício é uma suspeita que indica que algo seja de tal ou qual forma, sem estabelecer indubitavelmente que o seja. Evidência é uma constatação fática por meio dos sentidos, diretamente ou auxiliados por aparelhos. A evidência é o critério básico de veritação de qualquer assertiva. Outro seria a demonstração lógica. Mas a demonstração lógica tem que se basear em assertivas já veritadas, quer por outra demonstração lógica, quer por alguma evidência. Um indício não garante a veritação de uma assertiva, mas pode justificar uma crença nela. Que, nesse caso não é uma "episteme" isto é, um conhecimento justificado e garantido mas uma "eudoxa", isto é, uma suposição com grande probabilidade de ser verdadeira. Todavia, de modo sempre provisório e passível de modificação do estatuto veritativo, assim que outros indícios, evidências ou provas mostrem sua inadequação. Por outro lado "doxa" é apenas um palpite, sem fundamento sequer em indícios. Este é o caso da "fé" das diferentes religiões. Uma crença sem nenhum indício de plausibilidade de ser verdade, que é aceita gratuitamente.

Ainda sobre os tensores de segunda ordem na Relatividade Geral.

A equação de Einstein da Relatividade Geral relaciona dois tensores: o tensor momentum-energia e o tensor de Ricci. Apesar dela ser a equação que descreve o comportamento da curvatura do espaço-tempo, em função de seu conteúdo material e energético, ela não usa o próprio tensor de curvatura (de Riemann) que é um tensor de quarta ordem. Ela usa o tensor de Ricci que é uma contração do tensor de Riemann, ou seja, um produto escalar dele por ele mesmo. Isso porque o tensor momentum-energia é um tensor de segunda ordem e uma equação tem que relacionar, por uma igualdade, quantidades matematicamente equivalentes. O tensor momentum-energia é de segunda ordem porque ele descreve a densidade e o fluxo do momentum e da energia através de um elemento infinitesimal de um fluido, como se fosse um pequeno cubo. Uma das direções é a da perpendicular a cada face do cubo e a outra é a do vetor fluxo que atravessa essa face do cubo. As componentes temporais se referem à densidade e ao fluxo de energia (que é um escalar, mas pode fluir em cada face do cubo). Isso é bem explicitado no livro de Relatividade Geral de Adler, Bazin e Schiffer. Outros dois interessantes são os do Ohanian e do Weinberg. O mais completo é o do Misner, Thorne, Wheeler.

Posso fazer um mestrado em ciência da computação sendo graduado em física?

Pode, mas deverá ter que cursar algumas disciplinas de nivelamento do bacharelado em ciência da computação requeridas para fazer o mestrado, que não são vistas no Curso de Física.

os elétrons da camada superior requerem menos energia? Mas a energia dos elétrons não é proporcional ao nível de energia que se encontram?

Depende de que energia você está falando. Os elétrons exteriores possuem menos energia de ligação, isto é, para arrancá-los do átomo é requerido um fornecimento menor de energia. No entanto eles possuem mais energia potencial de interação com o núcleo. Considerando que ao serem retirados do átomo, sua energia em relação a ele seja nula, a energia de ligação é igual ao simétrico da energia potencial, ou seja ao valor positivo da energia potencial (que é negativa devido a que a interação com o núcleo é atrativa). O valor absoluto da energia potencial diminui com a distância ao núcleo, então e energia de ligação diminui. Mas como a energia potencial é negativa, quanto menor for o seu valor absoluto, maior ela é.

o que acha dos filósofos que dão pitacos sobre fisica, sem procurar entender a própria física (como falar que é ilógico o universo surgir de nada), pensando que na fisica predominam diferentes escolas de pensamento?

Acho que precisam aprender Física para parar de dar pitacos errados. Aliás todo filósofo TEM que entender razoavelmente de Física, Matemática, Biologia, Geologia, Astronomia, senão não consegue ser um filósofo que preste. Infelizmente a maioria dos cursos de Filosofia tem a visão de que Filosofia é um tema da área de humanas, quando em verdade Filosofia paira sobre todas as áreas de conhecimento. Um filósofo, necessariamente, tem que ser um polímata. Não há como não ser. E os Físicos e demais cientistas, especialmente biólogos também, precisam entender, e bastante, de Filosofia, além de sua própria área de pesquisa (e entender da totalidade da Física e da Biologia, além de sua área de pesquisa também). Quem se mete a ser cientista tem que ser um estudioso em tempo integral. Para isso estou escrevendo um livro que, infelizmente, está com a redação parada. Mas você pode ver como está indo em:

Você programa em quais linguagens de programação? Como você as aprendeu?

Antigamente, antes dos microcomputadores, eu programava em Fortran e, depois, aprendi PL1. Atualmente, nos micros, eu só programo em Visual Basic e apenas para aprimorar planilhas do Excel, que faço muito. Uma linguagem que eu gostaria de aprender é a Phyton. Cheguei a estudar Pascal e, no tempo do DOS, fazia algumas coisas em Clipper e em programação para o DBase. Mas o que eu gostaria mesmo é de fazer programas de manipulação de imagens e de sons, especialmente edição de partituras com programas que já fazem a harmonia. Outro tipo de programação que eu mexia é a das linguagens de computação algébrica, como o Derive, o MathCad, o Maple, o Matematica, o Maxima e o Xcas. Meu interesse maior é em cálculo tensorial. Isso eu fazia muito no Derive, ainda no tempo do DOS, já que minha tese de mestrado foi em relatividade geral. Ainda uso o Derive para DOS, cujo programa cabe em um único disquete de 1,44 MB, aqueles de 3,5 polegadas (ainda tenho as unidades leitoras de disquetes de 3,5 e 5,25 polegadas). Mas esse Derive exige que se instale um emulador de DOS, como o DOSBox. O Derive para Windows é muito caro e eu não uso programas piratas por princípio.

https://www.facebook.com/SenadoFederal/photos/a.176982505650946.49197.150311598318037/1713312568684591 ... Surreal! O Estado não para de se intrometer na economia. Desse jeito o Brasil nunca vai para a frente!

Isso realmente extrapola qualquer senso de racionalidade.

Na sua opinião, uma média de leitura de 30 livros por ano é suficientemente boa?

Sim, está bem boa. O melhor seria a média de um por semana, mas se for um por quatorzena já está bom.

Você acha que se uma pessoa tem obsessão de chamar coisas e pessoas à razão, ela pode viver frustada?

Pode, se não se for uma pessoa bem centrada e sensata. Não é preciso se exasperar por ver que os outros não atendem aos apelos da razão. Mas é preciso sempre insistir nisso, todavia com um distanciamento estoico, isto é, não ligando para o insucesso, tendo a consciência tranquila de ter se esforçado. Essa ataraxia, ao lado da assertividade modesta, sem humildade, é o segredo de se evitar a frustração.

Boa noite Professor Ernesto, gostaria de te fazer uma pergunta, pois bem, é normal quando a capacidade de abstrair aumenta, as matérias do médio ficarem chatas? Quando ocorre precocemente, digo, antes de cursar o superior, como proceder?

Sim, é verdade. A solução é estudar o conteúdo do nível médio, mesmo sendo chato, para poder ser aprovado, inclusive nos exames de acesso ao nível superior (enem e vestibulares), bem como para ter base para os estudos mais avançados e, paralelamente, já ir estudando os conteúdos que são abordados no nível superior, pegando livros adotados nas matérias superiores. Eu sempre fiz isso, com matemática e física, principalmente, mas também com história e geografia, por exemplo. Quando eu estudei o nível médio (então chamado de "científico"), de 1965 a 1967, havia turmas separadas de exatas, biológicas e humanas. Eu fiz exatas e, portanto, não tive biologia entre as matérias. Mas eu estudei por minha conta, porque achava ridículo sair do ensino médio sem saber biologia. Todavia eu quase não estudava as matérias da escola e, mesmo assim, só tirava notas altas. Porque eu prestava atenção nas aulas e só isso era suficiente para que eu ficasse sabendo os conteúdos. Então eu mergulhava nos livros da biblioteca do meu pai, que era professor de história e geografia e pegava livros de matemática e física de nível superior emprestados com meu professor de matemática, que tinha uma vasta biblioteca também. E já comprava mesmo, livros de nível superior para estudar. Antes de entrar para a faculdade eu fui aprovado em uma seleção para professor na Escola Preparatória de Cadetes do Ar e já comecei a lecionar em uma escola militar federal desde que estava no primeiro ano da faculdade (isso é legalmente permitido para estudantes de licenciaturas).

por que na relatividade geral, precisa se de mais de uma orientação (tensor de ordem maior que 1), não sendo, portanto,um vetor?

Isso se refere à métrica, mesmo sem ser em relatividade. A distância infinitesimal entre dois pontos, ds, é dada por uma expressão que é uma forma bilinear das diferenciais das coordenadas, isto é, uma soma de produtos de duas diferenciais de coordenadas. Por exemplo, em coordenadas cartesianas oblíquas no plano, em que os eixos formem um ângulo A, a expressão infinitesimal da distância é dada por ds² = (dx + dycosA)² + (dysenA)² = dx² + 2dxdycosA + cos²Ady² + sen²Ady² (faça um desenho e veja isto).

Mas os raios x chegam a atingir a camada k e as vezes a L. Quando um elétron é removido da camada K, ela é logo preenchida por outro elétron e libera outro fóton. Mas por que somente as camadas k e L? As outras são até mais fáceis de retirar elétrons.

Porque os elétrons das camadas superiores requerem menos energia para serem arrancados e se o fóton não tiver a energia certa, ele não arranca ou não promove para um nível mais alto. A interação dos fótons com os sistemas ligados, como átomos e moléculas só acontece se o fóton for totalmente absorvido. Ele não perde parte de sua energia. Ou toda ou nenhuma. Nos átomos de número atômico grande, os elétrons das camadas interiores são mais ligados ao núcleo e podem ter energia de ionização ou para pular para as camadas mais altas compatíveis com as energias dos raios X.

César Lattes (quem eu admiro muito) disse que o Hawking tem inveja de Sir Isaac Newton. Eu concordo plenamente. Eu já li o "Uma nova história do tempo" do Hawking e o "Universo numa casca de noz" e como o Lattes falou, fica claro a inveja do Hawking quando descreve Newton. Hawking é um mau caráter.

Eu não diria que ele chega a tanto, mas que seja um convencido de sua alta inteligência e, com isso, esnoba o resto do mundo. Seus livros de divulgação científica padecem do mal de só poderem ser entendidos por quem já entenda do assunto. Para os leigos eles não são esclarecedores. Além do mais, ele embarca em propostas ainda não comprovadas, dando a entender que sejam paradigmas científicos já estabelecidos. Isso o Michio Kaku e o Neil de Grase Tyson também fazem.

Olá, professor. Você acha que escrever histórias digitalmente é tão bom para fomentar a imaginação quanto escrever à mão num papel?

Para fomentar a imaginação sim. Escrever a mão é melhor quando de está estudando algo e se vai fazer um resumo. Porque a escrita a mão mobiliza mais o cérebro e quanto mais atividade cerebral estiver associada a algo, mais esse algo fica melhor registrado na memória.

Depois de me formar em um curso e exatas, se eu fizer equivalência de disciplinas e adentrar em um bacharelado de física por 2 anos, posso ser considerado um físico como quem faz um bacharelado regular?

Em verdade um físico é só quem tem doutorado em física. Pode-se obter o bacharelado em física, tendo um diploma de algum curso de ciências exatas, fazendo o enem ou o vestibular e, então, pedir o aproveitamento das disciplinas já cursadas no outro curso que forem equivalentes às do curso de física. O tempo que vai demorar para completar o curso depende de quantas disciplinas puderam ser dispensadas pelo aproveitamento.

https://ask.fm/wolfedler/answers/140991182365 ... Como Einstein explicou/resolveu esse problema?

Einstein mostrou que as equações de Maxwell, só podem valer (e elas valem, pois suas consequências são verificadas experimentalmente e permitem o funcionamento, por exemplo, de motores e geradores elétricos) se se considerar que a velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas seja uma constante universal, independente do movimento do observador que faça a medida. Disso decorre que os intervalos de tempo e as distâncias entre pontos não são valores absolutos, mas ficam na dependência da velocidade relativa de quem as mede em relação ao que seja medido. Portanto o espaço e o tempo não são entidades apriorísticas que independem de haver algo acontecendo dentro deles passível de ser observado (mesmo que, por acaso, não esteja sendo). Ou seja, não existe um espaço e nem um tempo aí, existindo e passando sem que nada os preencha (para o espaço) e nada ocorra (para o tempo). Isso, contudo, pode ser intuído sem menção à relatividade, pelo próprio conceito do que seja espaço e tempo como um conjunto de lugares e um conjunto de momentos em que algum evento ocorra. Não havendo nada para ocupar algum lugar, não há espaço e não havendo evento algum, não há tempo.

https://ask.fm/wolfedler/answers/141006947869 Por que o expoente fracionário 1/5, dentro do primeiro parêntese, fica negativo?

Porque está no denominador.

Por que os livros não costumam trazer a resposta de todos os problemas? (Halliday, Stewart, por exemplo). Como saber se vc esta resolvendo de forma correta, sem saber a resposta?

Para mim não devia trazer a resposta de nenhum. Justamente para você ter confiança de que está fazendo certo sem que ninguém te diga que sim ou que não. Porque na vida é assim. Você tem que resolver as coisas com a confiança de que vai fazer certo sem saber e sem ter como conferir.

Ernesto, um professor pode exigir que um aluno faça a questão do jeito que ele quiser? Na minha prova de eletromagnetismo, era preciso calcular o campo magnético gerado por dois fios em um ponto P. Eu usei um método "diferente"(usando cos(a1)-cos(a2)) e ele disse que não queria desse jeito.(cont) (cont) O professor sabe que eu nao copio nada na aula dele, só estudo por livros pq n gosto de estudar apenas o resumo da aula. E nos livros ele ensinava esse método que eu fiz, a resposta estava certa mas ele não vai aceitar pq não é como ele queria, sendo que na questão só pedia pra calcular o H.

Esse professor está completamente errado e você pode reclamar oficialmente do comportamento dele na coordenação do curso. Mas, então, você tem que ser um aluno superlativo, porque ele vai te perseguir no resto da disciplina. Todavia um excelente aluno não pode temer um professor medíocre, que não aceite que alunos aprendam por conta própria de modo diferente do que ele ensina. Um bom professor, aliás, tem é que estimular os alunos a buscarem variados métodos de abordagem de tudo o que ele ensina e se contentar muito quando os alunos o fazem.