quarta-feira, 5 de março de 2014

Professor, você ficaria muito triste se um filho seu ao terminar o Ensino Médio, não tivesse vontade de cursar uma faculdade, e sim trabalhar na indústria como operário, ajudante de produção, obtendo um salário muito inferior ao de uma pessoa formada?‎

De modo nenhum. Não acho que ter curso superior seja sinal de elevação em relação a quem não tenha. Meu filho, por exemplo, que tem mestrado e veterinária e é pesquisador da Minnesota State University gostaria de ser manobrista de guindaste de porto ou caminhoneiro da rota do Alaska. Se ele conseguir, ele vai ser. Mas o salário de um operário pode ser até superior ao de uma pessoa formada.

Como se consegue o título de " Notório Saber " ?‎

Exatamente sendo possuidor de um "notório saber" a respeito de algum assunto, que não tenha sido obtido por meio de nenhum processo formal de aprendizado, como cursos universitários ou pós-graduação. Isso tem que ser reconhecido publicamente e alguma universidade aprovar em seu conselho superior a concessão desse título. Mas esse notório saber tem que ser notório mesmo. Bem abrangente a profundo sobre algum assunto.

Uma vez estava andando e alguém me empurrou forte, de modo que quase caí. Estava num terreno aberto e a pessoa não teria onde se esconder nem pra onde fugir. Mas ao me virar não vi ninguém. Há explicação pra isso? Eu realmente senti duas mãos me empurrando e fez impacto físico em mim.‎

Não sei a explicação. Mas isso não significa que a explicação seja um espírito. Apenas que não foi detectada a causa. Para mim toda a causa de qualquer ocorrência física é física. Até que me demonstrem inequivocamente, em um experimento controlado, que algo não físico pode causar um fato físico, eu não acredito mesmo.

A SS 433 orbita em torno de um buraco negro? Como isso é possível?‎

Não tem problema nenhum. O buraco negro só suga o que passar para dentro do limite do seu "horizonte de eventos". Além dele o buraco se comporta gravitacionalmente como qualquer estrela, só não emite luz. Se o Sol fosse um buraco negro, todos os planetas continuariam em suas órbitas normais. O Horizonte de Eventos do Sol seria uma esfera com pouco mais de três quilômetros de raio em volta dele, cuja matéria toda estaria concentrada num caroço de dimensões menores do que um átomo. Quem chegasse a menos de três quilômetros desse caroço, seria sugado por ele. Além disso, não.

Existe diferenca entre: dedução e preconceito?‎

São conceitos inteiramente desconectados. Dedução é um tipo de raciocínio que parte de pressupostos genéricos e deles obtém uma conclusão particular. Preconceito é a atitude de rejeitar algo sem justa causa, apenas por não ser do agrado.

Ernesto, eu preciso muito de sua ajuda, eu choro todas as noites, fico horas sem dormir, eu não consigo, não consigo mesmo, conviver com a hipótese de que "Deus" não passa de uma lenda, eu queria voltar a acreditar, pra eu poder morrer feliz um dia, mas não consigo...‎

Eu tento mesmo, muito medo, de morrer, e ver aqueles sonhos de crianças serem destruídos, e saber que não vai ter um céu me esperando, eu choro como criança, por saber, que a verdade, é que não vai ter mais nada além da falta da minha existência, que só vou viver nas memórias...
Que depois da minha morte, eu não vou sentir, nem pensar, nem nada, eu não consigo, viver com esse sentimento, eu tenho medo disso, eu tenho medo de tudo isso, mas eu não consigo voltar a crer eu fui fundo na história pra conseguir a verdade, e não consigo conviver com ela...
Para você superar isso, que acontece com várias pessoas que perdem a fé, é preciso que você se convença do supremo valor da vida e do imenso privilégio que você goza por ser vivo e ser humano, com inteligência, vontade e sensibilidade, para apreciar o que existe de belo e de errado no mundo, para examiná-lo e refletir sobre ele, para curtir o que é bom, para engendrar projetos para consertá-lo, para agir com decisão a favor da disseminação do bem e da erradicação do mal. Tendo encontrado um sentido para sua vida, nela mesma e não numa vida futura, você poderá fruir a felicidade de estar levando a sua vida com significado e que o fato de estar vivendo está fazendo diferença para o resto das pessoas, para a natureza, para a sociedade, para o mundo. Então você não precisa se preocupar com o que acontecerá depois da sua morte. Se você é uma pessoa boa, não precisa temer estar enganado sobre a inexistência de Deus. E se estiver certo, você não sofrerá nada. Mas será feliz durante a vida, que é o que você tem a seu dispor e pode atuar nesse sentido. Isso depende mais é do modo como você encara a sua inserção na realidade. Precisa ver que é um privilégio a ser aproveitado ao máximo.

Os grandes cientistas, filósofos e artistas se formam por conta própria. Sem ensino formal. Parece-me que este obstrui a inteligência e a criatividade. Nos gênios parece haver um interesse intrínseco que frequentemente é satisfeito pelo autodidatismo e pela reflexão. O que acha disso?

É fato. A escola tem tido esse funesto efeito de atrapalhar a criatividade e a genialidade. Porque é anacrônica e retrógrada. Infensa às mudanças e hostil às novidades. Professores criativos e inovadores são hostilizados e defenestrados. Quem tira os antolhos e abre a mente é visto com desdém. Propostas inovadoras, como a da Escola da Ponte são rejeitadas pelos órgãos governamentais. Parece que o interesse é, justamente, impedir o desabrochar da inteligência, o espírito crítico e contestador, o desejo de mudanças. O que resta, a quem tenha essa sede, é superar as exigências sufocantes, atendendo-as todas e, além disso, abrir espaço para se dedicar a tudo o mais que considerar valioso de verdade.

Ernesto, o meu prof da faculdade é Psicólogo Comp., Mrs. e Dr.ando. Ele acredita que a Anarquia seja ingênua. Se baseia nos princípios básicos do Behaviorismo para ir contra à ideia de que a sociedade trabalharia só para benefício de todos, sem querer uma recompensa, como diz o A-Comunismo. Oq acha?‎

Discordo totalmente dele. Atualmente sim, é ingênua. Mas a anarquia não é para agora. É o ápice de um processo evolutivo da humanidade ao longo de milênios. É a tendência natural. Se não se fizer nada, em dez mil anos chegaremos lá. Mas é possível abreviar isso com um trabalho de educação. E para ele acontecer é preciso divulgar o anarquismo e mostrar que não é bagunça nenhuma, muito pelo contrário.

Professor, quanto mais rápido um corpo está, maior seria o peso aparente ? No dia a dia, quanto mais rápido um carro está, menor fica seu peso aparente. É isso mesmo ? o Sr. poderia fazer um comentário ? obrigado.‎

Peso aparente é a força com que um objeto comprime o seu apoio. Um carro em movimento acaba sendo sustentado, em parte, pelo fluxo de ar que passa por baixo dele mais rapidamente do que por cima, devido ao maior comprimento do trajeto superior, como numa asa de avião. Por isso é que os carros de corrida têm um aerofólio invertido para comprimir o carro para o chão. O peso aparente pode ser alterado, também, se o apoio estiver com uma aceleração vertical. Se o apoio acelerar para cima o peso aparente aumenta, se acelerar para baixo ele diminui, podendo até se inverter, isto é, empurrar o objeto para cima, o que acontece dentro de um avião na parte mais alta de um "looping" que ele esteja fazendo. O terceiro efeito sobre o peso aparente é o empuxo do fluido em que o corpo esteja imerso. Por exemplo, dentro d'água a pessoa comprime muito menos o chão em que se apoia do que dentro do ar. E, finalmente, há alteração do peso aparente em razão do movimento de rotação da própria Terra, que faz com que o chão tenha uma aceleração para baixo, o que reduz o peso aparente, dependendo da latitude. Dentro de uma nave em órbita o peso aparente é nulo, porque a aceleração centrípeta da própria nave é exatamente igual á aceleração da gravidade existente no local. Mas o peso não é nulo, pois ele é que é a força que mantém a pessoa em órbita em torno da Terra, com uma nave orbitando em volta dela também.

Professor, se o coração é um orgão, de onde vem os sentimentos? O célebro que cria?‎

Claro. O coração apenas é um órgão mais sensível às manifestações somáticas das emoções, que liberam adrenalina ou outros hormônios no sangue, o que lhe faz bater mais rápido ou mais lento, em diferentes casos. Mas as emoções e os sentimentos são ocorrências que se dão no cérebro.

Professor, diante de tantas aréas complexas existentes na física com inumeras formulas. É dever do estudante decorar todas essas formulas? E uma pergunta a parte, elas são requeridas em provas como ENEM?

Quem realmente entende a Física não precisa decorar muitas fórmulas. Apenas as essenciais. As outras podem ser deduzidas na hora de fazer o problema. É assim que eu ensino física. O importante é ter um conhecimento teórico bem fundamentado que o resto flui sem problemas. As provas do ENEM são mais conceituais do que operacionais. Mesmo assim, há questões de aplicação de fórmulas. Como eu disse, o importante é saber muito bem a teoria e memorizar as fórmulas principais. Só que não é assim que os livros e nem os professores fazem, com raras exceções. Daí os alunos não saberem quais as fórmulas são essenciais e precisam ser sabidas e quais se pode deduzir na hora. Além disso, não se treinam os alunos em deduzir fórmulas, o que é um desastre. Os professores deduzem na aula, mas não pedem deduções nas avaliações. Não deduções já feitas, mas deduções de novas fórmulas, não deduzidas na aula. Não há treinamento em dedução de fórmulas. Isso é que é a segunda coisa mais importante. A primeira é o conhecimento conceitual do fenômeno e a terceira é treinar a habilidade de aplicar o conhecimento na solução de problemas. Lembre-se: o que resolve para acertar as questões é saber a matéria e não conhecer macetes. Mas, para saber a matéria, é preciso, querer saber mesmo, com satisfação e muito gosto. Senão não adianta. Sugiro estudar pelo seguinte livro:
Física Conceitual - Paul G. Hewitt - Bookman

O Anarquismo é uma fantasia. http://ask.fm/EduardoGrindCorer/answer/106874134083 http://ask.fm/EduardoGrindCorer/answer/106876370499

Concordo com a primeira resposta e discordo da segunda. É claro que tem que acabar com essas profissões. A anarquia é uma meta que o anarquismo persegue e vai ser alcançada por um processo evolutivo e não revolucionário. Essas profissões se extinguirão por deixarem de ser necessárias com a evolução civilizatória da humanidade. Não é para ser implantado em poucas décadas nem pouc os limpadores de chaminés, os cocheiros, os linotipistas, os datilógrafos, os desenhistas publicitários, os desenhistas de filmes animados? A introdução de computadores acabou com os desenhistas de plantas de casa em pranchetas com régua e nanquim, os contadores que preenchiam livros e faziam cálculos com ábacos, os engenheiros que usavam régua de cálculo. Os copistas medievais, antes da imprensa. Os pilotos de navios a vela. Os maquinistas de locomotivas a vapor, os chapeleiros, e assim por diante.
Quanto à tendência para a individualização, isso é algo que não dura nem 200 anos. Porque se revelará inadequado à população como um todo. A coletivização espontânea é que resolve. Não a estatização.os séculos e sim ao fim de muitos séculos ou milênios. Muitas profissões desapareceram com o progresso e essas também o serão. As pessoas se adaptam. Onde estão

Professor, pretendo revisar toda a matéria de física que aprendi no Ensino Médio. Mecânica, Termologia, Acústica, Eltricídade, física nuclear e etc. O ideal seria começar de mecânica?‎

Não. O ideal é começar por ótica geométrica. Depois cinemática, dinâmica da partícula, dinâmica do corpo rígido, gravitação, dinâmicas dos fluidos, termologia, termodinâmica, elasticidade, vibrações, ondas, ótica física, eletrostática, eletrodinâmica, eletromagnetismo, cinemática relativística, dinâmica relativística, física quântica, física atômica, física da matéria, física nuclear, física de partículas, relatividade geral, cosmologia

O Principio da Exclusão de Pauli se aplica a cada elétron do universo?‎

Não. Ele se aplica a um conjunto de partículas fermiônicas da mesma espécie que façam parte de um sistema de modo que estejam interligadas. Partículas desconectadas podem se apresentar no mesmo estado.

Durante uma noite do ano passado, eu sonhei que iria coroar Nossa Senhora Auxiliadora na festa de 24 de Maio que o colégio onde eu estudo promove todo ano. Eu não queria sair de casa a noite em uma sexta-feira de frio (fazia frio) para participar da coroação, mas ainda assim tive esse sonho. (Cont.)‎ ..eu não queria sair de casa numa sexta-feira a noite de frio para participar da coroação, mas ainda assim me imaginei como um dos coroinhas da festa. E adivinha? Dois dias depois foi realizado na sala um sorteio (eu nem sabia que o coroinha seria sorteado aquele ano) e o meu nome saiu.

O fato de que o sorteio conferiu com o que você sonhara é uma coincidência. O sorteio é aleatório. Pode sair qualquer um. Não há interferência do sonho no sorteio, muito menos do sorteio no sonho, pois o sonho foi antes. E nem tampouco de alguma ação sobrenatural que lhe tenha comunicado o sonho e influenciado o sorteio. Esses acontecimentos são independentes e sua concordância é coincidência, como grande parte de tudo o que acontece nos eventos do universo.

Então, considera cursos como filosofia menos puxado que medicina ou direito? Por que acha que não surgem mais filósofos hoje em dia? Temos muitos formados mas poucos estão sendo Bertrand Russells ou Sartres. Ao que alude essa falta de manifestação intelectual da área da filosofia, aqui no Brasil?

Considerando os cursos das boas universidades públicas e fazendo comparação, realmente há um escalonamento de dificuldade e de exigência entre eles. Ainda não tenho um ranking fidedigno, mas, pelo testemunho dos estudantes, posso perceber que Física é mais difícil do que Pedagogia, por exemplo. A questão da Filosofia é complicada. Porque a maior parte dos cursos não forma filósofos, mas entendidos em filosofia. Isso é terrível. Filosofia, para mim, é tão difícil quanto Física, e muito mais do que Letras ou Jornalismo. Mas para formar um filósofo de fato, o que não acontece. Mesmo as teses de doutorado em Filosofia não são propostas originais de novas escolas mas apenas estudos e comentários do que já existe. Não se forma um novo Heidegger, um Husserl, um Nietzsche (que era formado em letras), um Wittgenstein. Esses se formam por conta própria. E parece que os cursos de Filosofia desestimulam a rebeldia criativa. Já pensou se Aristóteles não desse o contra em relação ao que Platão lhe ensinou? O que falta na Filosofia no Brasil é "culhões". É inventar moda, arrostando tudo o que está por aí.

Eu acho que é necessário pelo menos criação de bolsas para pessoas de baixa renda. Porque os pobres só podem cursar faculdades públicas, mas não particulares. O que reduz a variedade de opções para um pobre.‎

Bolsas eu concordo, mas que a seleção para o curso seja única, sem cotas. O ideal seria não haver faculdades particulares e que as públicas cobrassem de quem tivesse condição de pagar. Além disso, acho que nem todo mundo precisava fazer faculdade se o ensino médio profissionalizante fosse o normal para a maioria.

Professor , você já teve uma sensação chamada Déjà vu ?Gostaria de saber sua opinião sobre isso .‎

Não, mas pelo que já li a respeito, essa sensação é fornecida pelo cérebro como uma falha de percepção temporal. Ele toma contato com uma nova realidade apresentada e, no momento seguinte, a apresenta como se fosse uma memória de algo de tempos atrás. Mas é imediatamente anterior. Isso acontece, em especial, quando a contemplação daquela realidade se acha carregada de forte conteúdo emocional associado.

Professor , uma vez li em algum lugar, que as pessoas não são capazes de viver sem que haja alguém superior a elas ,ou seja os gregos acreditavam em deuses , e hoje em dia as pessoas creem em Deus . Você concorda com isso ?

Não. Isso não é verdade. As pessoas podem e conseguem viver plenamente e harmonicamente em uma sociedade totalmente igualitária e sem autoridade e nem ser superior nenhum. O que é superior, a que todos precisam adequar suas vidas, é a sociedade e a natureza como um todo. Em muitas sociedades, os detentores do poder apresentavam ao povo alguma entidade superior poderosa, da qual diziam emanar o seu poder, para que ele não fosse contestado

Professor, o senhor acha ruim alguém se formar numa faculdade ligada a religião ( Católica por exemplo ) ? Acha que isso influência de alguma maneira ainda mais sendo o curso na área de humanas ?

Pelo que conheço das PUCs, do Mackenzie e outras confessionais, elas têm abertura para considerar posíções contrárias a suas religiões, mesmo que as enfatizem. Então se pode fazer um curso de humanidades nelas e, mesmo assim, ser um crítico das religiões.

Eu não disse que você tinha dado a entender aquilo, e sim que eu apenas pensei. Exemplo... números reais são tantos positivos quanto negativos, se os números positivos vão ao infinito e os negativos também, a soma de seus semelhantes (1 e -1, 2 e -2...) são 0, logo a soma de todos os possíveis númer

Sim, agora entendi. Estava considerando o número de números reais. No caso da soma deles, de fato, como a cada real positivo há um real negativo correspondente, o resultado é zero mesmo. Mas dos naturais não, porque não existem naturais negativos. Já dos inteiros e racionais, também é zero. Bem como os complexos, quatérnios, octônios, sedênios, seus correspondentes hiperbólicos e outros ainda.

No caso dos "rolezinhos", mais especificamente, que estão dando o que falar por aí, qual sua opinião? Você acha a motivação ideológica alegada é razoável ou a perturbação da paz e da tranquilidade não valem pelo movimento?‎

Não tem justificativa. É simples baderna que não pode ser tolerada em uma sociedade civilizada.

Você não acha que uma pessoa deve se curvar aos costumes de umas sociedade ? não para fazer "parte" mas sim como maneira de evitar complicações?‎

Não acho não. Acho que, se o costume for nefasto, tem é que criar complicação mesmo, para acabar com ele. Tradições idiotas têm que ser abolidas. Mas o ideal é não fazer isso sozinho e sim em conjunto. Se todos os calouros resolverem enfrentar os veteranos, isso pode acabar. Mas tem que ser bem articulado. Acho que veteranos que dão trote em calouros são uns grandes "babacas".

Não sei se você está antenado nos acontecimentos recentes, mas se já ouviu falar dos famigerados "rolezinhos" em Shoppings Centers, e possui opinião formada sobre o assunto, gostaria de saber qual é ela. Você acha que é uma baderna a ser combatida ou pleno exercício do direito de ir vir?‎

Direito de ir e vir, todo mundo tem. De fazer baderna, não. Se está prejudicando a paz e tranquilidade no ambiente é errado e tem que ser coibido. É a mesma coisa que as brigas de torcidas em jogos de futebol. Todo mundo é obrigado a ser civilizado. Não concordo com perturbações da ordem e da paz, ainda mais se não tiverem uma motivação ideológica mas forem apenas "farra". Isso é inadmissível em uma sociedade civilizada.

Mas os mais pobres tem menos opções de faculdades, já que eles não podem estudar em públicas. Talvez seja bom criar bolsas em universidades particulares então, porque tem cursos que só tem em faculdades particulares.‎

Claro que pobres podem estudar em escolar públicas. Por que não? Esses cursos que só têm em faculdades particulares, em geral, são irrelevantes. Nem precisavam existir. Mesmo com a baixa qualidade de ensino atual, uma pessoa pobre que seja suficientemente esforçada e que não se atenha a estudar só o que é dado em aula, pode, muito bem, entrar para universidades públicas.

Professor, ainda sobre o trote: os amigos justificam dizendo que "é melhor se entregar a eles", já que, na recepção aos calouros, os "veteranos" não se importam com a sua opinião e fazem o trote mesmo contra a sua vontade. Como você conhece o ambiente universitário, pode me dizer: isto é verdade?‎

Sim, mas é um abuso que pode valer processo criminal. Eu não me submeteria, mas cada um é um. Você precisa ser de uma personalidade muito forte para arrostar todo mundo e depois ser muito bom para mostrar que é melhor que todos eles. Aí te respeitarão.

Você é contra cotas para pessoas de baixa renda também?‎

Qualquer uma. A solução não são cotas, pois, por elas, entrarão pessoas menos bem preparadas. A solução é a melhoria radical do nível da Educação Básica para todo mundo, especialmente o público, Com bastante exigência desde o início do fundamental, para que não terminem o médio sem condições de competir de igual para igual com qualquer aluno de escola particular. Aliás, acho que escolas particulares não deveriam existir. Mas as públicas teriam que ser tão boas quanto as boas particulares atuais. Com uma seleção rigorosa de professores e ótimos (atrativos mesmo) salários para eles. Estou falando de cinco mil reais para começar nos níveis iniciais.

O que acha do enaltecimento de cursos como medicina e direito e o esquecimento de cursos como filosofia e artes? Dentre os quais literatura e sociologia estão na lista dos menos valorizados. Não acha ser um erro esse enaltecimento de uns cursos e desvalorização de outros?

Certamente que isso é uma alocação equivocada de valores. Todos os conhecimentos e habilidades têm valor. Dois são os fatores que levam a isso. O primeiro é o rendimento maior das profissões desses cursos mais enaltecidos. O segundo é, em geral, o baixo nível de exigência dos cursos menos enaltecidos. Para mim, o começo da valorização dos cursos de humanidades vai começar quando o nível de exigência para entrar e para sair deles for tão elevado quanto medicina, direito, engenharias e esses mais conceituados. Então se poderá dizer que ser um professor é tão difícil quanto ser um médico. Quanto isso acontecer os professores mesmos farão uma pressão enorme para melhorar suas remunerações. E terão cacife para exigir.

A afirmativa: "A soma de todos os números reais = 0" está correta? Acabei de fazer esse questionamento com base em uma pergunta compartilhada por você hoje

aro que não. Onde eu disse algo que possa levar a esse resultado? A soma de todos os números reais não é um número real. Tende a infinito, inclusive um infinito de ordem superior ao dos números naturais, ou seja, um infinito maior do que a soma de todos os números naturais. Veja isto:
http://www.ruckert.pro.br/blog/?page_id=114

Não entendi como a velocidade de avanço do gume de uma lâmina ao longo de um corte que ela faça pode ser maior que a velocidade da luz. Sei que não tô imaginando corretamente a situação. Pode explicar melhor?‎

Considere uma tesoura cortando uma folha de papel. Há duas velocidade envolvidas. A velocidade com a lâmina se movimenta e a velocidade com que o corte se propaga ao longo do papel. A primeira envolve um corpo físico que tem massa. A segunda é só a velocidade do ponto geométrico limítrofe entre o pedaço já cortado e o ainda não cortado. Esse ponto não tem massa. Se você fizer um desenho, considerando um ângulo A entre a superfície da lâmina e o papel, chamando de V a velocidade da lâmina e de v a velocidade do corte, pode achar que V = v.senA . Se A for pequeno, digamos 1°, senA = 1,7%, ou seja, mesmo que v seja 57 vezes a velocidade da luz, V não atingirá a velocidade da luz. Portanto, teoricamente, isso é possível.

Você tem alguma carta na manga que lhe tornou um professor diferenciado? revelaria esta carta?‎

Não acho que tenha nenhuma carta na manga e divulgo a qualquer um meu procedimento didático, pois acho que é benéfico para o aprendizado. Note que se refere ao aprendizado de Física e pode não ser ideal para outros conteúdos. Para começar é preciso que o professor seja fissurado no assunto que leciona, isto é, deslumbrado, maravilhado, super curioso. Não daqueles que só fazem o que é preciso para cumprir a obrigação, dizendo que ganham pouco para se dedicar muito a aprofundar seus conhecimentos próprios. Quem for assim nunca será bom professor. Tem que querer saber o máximo a respeito de tudo o que ensina e temas correlatos, independentemente do quanto ganhe. E tem que saber muito mais do que precisa ensinar, tanto em abrangência quanto em profundidade. Para isso é bom, a cada ano, fazer um rodízio de séries ou disciplinas que leciona, para estar sempre em dia com tudo. Depois tem que saber que professor não ensina, provoca o aprendizado. O aluno é que aprende por si. Chamo isso de "método da redescoberta". Fazer o aluno ser, ele mesmo, um cientista, e descobrir o assunto em estudo, certamente orientado. O pior a se fazer é dar a resposta já mastigada e pronta. Tem que fazer o aluno quebrar a cuca. Senão não aprende. A aula tem que ser um debate, se possível, com experimentos, até que se chegue à conclusão. Todo mundo participando. Depois tem que aplicar o que se aprendeu em situações reais e não fictícias. Façam medidas, saiam da sala, Meçam distâncias, velocidades, massas. Façam cálculos com dados reais, obtidos de medidas. Tem que ter tarefa para casa todo dia, a ser feita no mesmo dia. O melhor é pedir para redigir um texto explicando o assunto com suas próprias palavras. E cortar erros de português também. Esquece o que cai no enem e no vestibular. Quem acerta as questões é quem sabe a matéria. Sabendo, o que aparecer a pessoa resolve. Essa é a minha filosofia. Tem que entender profundamente é não saber macetes para resolver problemas. Isso eu não passo de modo nenhum. Outra coisa: nos problemas de física, sempre resolver só com letras e substituir os valores só no fim. Isso aguça muito o raciocínio. E nada de arredondar a gravidade para 10m/s². Isso é ridículo. Usar, pelo menos, 9,8 m/s², de preferência 9,81 m/s². Tem que fazer a turma adorar física e botar todo mundo para trabalhar o tempo todo. O professor tem que ser amigo dos alunos e alunas, mas não "amiguinho". Um conselheiro, um esteio, um outro pai (ou mãe). Tem que passar, também, valores éticos e da civilização. Não é só um instrutor.

Dante diz: "Para chegar ao Paraíso é necessário antes passar pelo Inferno." (Talvez seja no sentido Espiritual) Concorda com essa afirmação? Por que?‎

Não. De modo nenhum. Isso varia de pessoa para pessoa. De uma série de injunções de sua vida. Uma pessoa pode viver no paraíso a vida toda, desde que nasceu, e nunca passar por nenhum dissabor ou sofrimento. Outra pode viver num inferno a vida toda e nunca sentir nenhum refrigério ou consolação. Só sofrimento até morrer. Outras começam felizes e terminam sofrendo. Outras sofrem e depois se tornam felizes. Não há regra nenhum sobre isso. Depende de um número excessivamente grande de fatores, muitos dos quais inteiramente fora do nosso controle. Mas não há destino. São as coincidências, as decisões erradas, as circunstâncias que se apresentam. Não há lei a respeito da felicidade.

Professor, fui aprovado no vestibular, e agora todos acham que devo raspar a cabeça e me entregar ao "trote". Eu, no entanto, não gosto e não concordo com esse tipo de brincadeira, e portanto não quis participar. Por tal motivo, sou tachado de bobo e excluído pelos amigos, que não respeitam e acham

Eu também me recusei a ser submetido a trote quando entrei na faculdade porque acho uma besteira consumada. Não me importo de ser tachado do que quer que seja. Tenho personalidade suficientemente forte para não depender da aprovação de ninguém para ser como sou e não quero nem saber o que acham de mim. Se você se firmar em não se importar com a opinião dos outros, no fim vão te respeitar. Ou não. Mas o que importa é que você respeite a si mesmo. Já que essa recusa de aceitação dos outros à sua atitude rebelde não se justifica, quem assim procede não é merecedor de consideração. Não ligue para ser excluído, pois quem assim o faz não merece ser seu amigo.

Professor, se a velocidade da luz é a mais rápida do Universo, então ela é mais rápida que a expansão do Universo. O que acontece com a luz no "limite" da expansão do Universo?‎

A expansão do universo pode ser mais rápida do que a velocidade de luz, porque não é uma velocidade. O limite da velocidade da luz é para corpos que se movimentem uns em relação a outros através do espaço. A expansão do universo não acarreta movimento de nenhum corpo através do espaço. Ficam todos no mesmo lugar, mas o espaço entre eles é que se expande, como se inchasse. Não há deslocamento de nada que possua massa ou energia, logo está fora da limitação da relatividade. Há outros casos assim também, como a velocidade do deslocamento de uma sombra ou do deslocamento lateral de um ponto iluminado sobre um anteparo. Ou a velocidade de avanço do gume de uma lâmina ao longo de um corte que ela faça. Tudo isso pode ultrapassar a velocidade da luz, pois não há conteúdo massivo e nem energético se movendo.

Professor, essa soma não entra na minha cabeça. Por favor, em ajude a interpretá-la. Por que a soma de todos os números naturais S = 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 ..... = -1/12 é igual a -1/12 ? O resultado não deveria ser um número positivo?‎

A  soma de todos os números naturais é divergente, isto é, não é um número natural. Simboliza-se por infinito. De onde saiu esse -1/12? Está totalmente errado.

entao um pessoa extremamente rica do tipo bilionaria é 100% livre?‎

Também não, mas é muito mais livre do que quem não seja. Suas limitações serão de ordem legal e de ordem natural (por exemplo, não conseguirá respirar sem aparelhos dentro d'água). Considerando, é claro, a limitação ética da liberdade em não poder fazer o mal.

Você se considera livre?‎

Em parte sim, em parte não. Sim porque posso dizer tudo o que quero, posso gostar de quem quiser, posso ir para onde conseguir, posso morar onde conseguir, posso trabalhar onde conseguir. Não porque não consigo tudo o que quero. E não consigo porque dependo de dinheiro. A existência do dinheiro é um imenso fator limitador da liberdade das pessoas para fazerem o que querem, desde que não cause mal a ninguém. Se tudo fosse de graça, a liberdade seria muito maior. Essa é uma das razões por que pugno pelo anarco-comunismo. A liberdade quase total da humanidade, em que ninguém seja tolhido pelas amarras da falta de condição financeira. Para que tudo seja de graça é preciso que todo mundo trabalhe de graça. Mas trabalhe mesmo, com grande dedicação e esforço. Para aumentar a riqueza do mundo. Não riqueza financeira, mas riqueza de bens. E que ninguém seja acometido de cobiça e ganância, de modo que a profusão de bens seja bastante para suprir a todos. Com a vida sendo vivida comunitariamente, sem a individualidade das residências monofamiiares, a economia de recursos será colossal, propiciando, não só uma distribuição muito mais equânime dos bens, mas muito mais tempo de lazer para todos. Daí o surgimento do ócio criativo para filosofar, fazer obras de arte e outras coisas que, hoje, os pobres não conseguem. É preciso não haver pobres no mundo.

o que vc faria se Jesus "existisse" e simplesmente aparecesse e dissesse:"Curvem-se diante de mim. Ajoelhem-se em meu nome." ?‎

Eu diria que não o reconheceria como Jesus, exatamente por estar pedindo isso, e que não o atenderia e não atenderia mesmo.

Um sistema de freios de um trem pode produzir uma aceleração constante de módulo 5,0 m/s² em trajetória retilínea. Estando o trem com velocidade de módulo 54km/h, aque distância da estação os freios devem ser acionados aproximadamente?‎

Egífero. Esse é um problema elementar. Não vou resolver para você. Senão você não aprende. Aliás, daqui para a frente só resolverei problemas que sejam, realmente, grandes desafios.

E a favor do partido extrema direita ?

Sou a favor de que todas as concepções políticas possam ser externadas em partidos que as defendam, mesmo as que eu, absolutamente, não concordo. E acho que os partidos não devem se envergonhar de defender suas concepções.

Considerando que um jogador de futebol de um time grande ganha no minimo100 mil por mes e não precisa saber nem ler direito o salario de um professor e ridiculo sim‎

Não. Ridículo é o salário do jogador. De um professor primário do estado é ridículo mesmo. Mas de um professor doutor de universidade não é ridículo não. É baixo. Ridículo é se fosse muito baixo e não baixo.

Um corpo no topo de uma montanha, onde hipoteticamente só atue a força peso, terá sua energia potencial gravitacional igual ao próprio peso ?‎

De modo nenhum. Peso é uma força, que é uma grandeza de categoria completamente distinta da energia. É o mesmo que dizer que algo tenha uma cor igual ao seu cheiro. Ou cujo barulho seja muito salgado. A energia potencial gravitacional, num campo gravitacional uniforme, como pode ser suposto o terrestre em uma região pequena próxima de sua superfície, é o produto do peso pela altura em relação a um nível escolhido de referência. Jamais será igual ao peso.

qual sua opinião em relação aos adolescentes que se cortam?

Acho que é uma atitude de afirmação, porém, para mim, muito boba. A pessoa tem que se afirmar é por suas ações, suas atitudes, suas concepções, sua firmeza, sua abertura mental, suas posturas. Não por sinais no corpo, a roupa que veste, como corta ou pinta o cabelo, se usa ou não piercings, alargadores, tatuagens etc. Não acho errado que se use isso, como adorno, mas acho errado se aferrar nessas exterioridades para se afirmar. Elas podem (até os cortes) existir ou não, mas o que a pessoa é, não depender delas.

Não acha o salário de um 'bom professor' ridiculamente baixo?‎

Considerando que um professor titular com doutorado em fim de carreira ganha 16 mil mais 5% por cada cinco anos de magistério e que pode ganhar mais de dez mil de bolsas de pesquisa ou mais ainda com consultorias, não acho que isso seja ridiculamente baixo, considerando o padrão da sociedade brasileira, mas acho que seja baixo em comparação com os níveis internacionais. Se for se comparar com deputados e desembargadores, a conclusão é que a remuneração deles é que está alta, pelo padrão do resto do Brasil.

Minha professora é radialista e ela nos contou que não se fala muito sobre suicídio nas rádios ou na TV pra não influenciar os Jovens. Qual sua opinião a respeito disso? Suicídio é realmente um problema? E se for, por que não falar a respeito? Com sexo se agia assim. Suicídio então é tabu?

Em minha opinião é um grande erro não se falar em suicídio. Mas tem que começar dizendo do grande valor da vida, para, no fim, concluir pela suma inconveniência do suicídio. Isso teria que fazer parte dos temas transversais a serem obrigatoriamente abordados nas aulas da Educação Básica.

Professor, o que você acha dos depoimentos. e descrições feitas por pilotos da FAB, sobre discos voadores, e sobre a "operação prato"?‎

Não conheço essa "operação prato", mas acho que todas as descrições de OVNIs se referem a fenômenos naturais da atmosfera ou a alguma nave experimental terrestre mesmo.

Afinal, de quantas dimensões consiste o universo?‎

Quatro: três espaciais e uma temporal. Todas as propostas de um número superior de dimensões são conjecturais e não confirmadas por nenhuma observação ou experimento.

Quanto pode ganhar um físico que terminou o bacharelado e licenciatura?Ele só poe dar aula,ou também pode atuar em pesquisas,ou desenvolvendo teorias?‎

Com o bacharelado ele só pode fazer mestrado e doutorado para se tornar pesquisador. Mas pode, enquanto isso, atuar como auxiliar nas pesquisas, inclusive as que estiver fazendo para sua tese. Como licenciado pode atuar como professor da Educação Básica (Ensino Fundamental e Médio). Quanto a desenvolver teorias, vai depender se o tema de sua pós-graduação será teórico ou experimental. Não sei quanto está o salário de um professor do Ensino Médio na rede pública estadual e municipal, mas nas federais é o que consta desta tabela:
http://www.utfpr.edu.br/servidores/pagamento/DOCEBTTTabelasdeVencimentosDocentesLEI12.77201.03.2014.pdf

tudo é uma questão de visão ?

Claro que não. Mas muita coisa é uma questão de visão. É preciso grande discernimento para saber se algo é relativo ou absoluto. Só a sabedoria da vida, amparada por bastante estudo e reflexão, é capaz de dar esse discernimento.

Um físico,fera na área,que nem você,ganha bem no Brasil?Onde ele poe ganhar mais,em um centro de pesquisas ou dando aula em universidades?Após quanto tempo um físico pode sem bem remunerado?‎

Eu não sou um físico atuante, pois parei de fazer pesquisa mal acabei o meu mestrado. Só me dediquei ao magistério e à administração universitária. Quanto ao salário, os centros de pesquisa pagam o mesmo que as universidades. E isso não depende da área de pesquisa. Veja a tabela de salários:
http://www.utfpr.edu.br/servidores/pagamento/Vignciaapartirde1.03.2014..pdf
Considere a última tabela (dedicação exclusiva).
Além do salário, o professor ou pesquisador pode receber bolsa de pesquisa de entidades financiadoras de pesquisa, o que varia.
Para chegar ao topo da carreira se gasta, pelo menos, uns quinze ou vinte anos, dependendo dos cursos que se tem e dos trabalhos de pesquisa que se faz.

E o sofrimento do amor da traição, da desconfiança ? Isso não é vicil com tantas outras soluções ? Ou isso também é bom, sofrer constante ? Se nao conseguimos nos escapar disso, náo é vicil ?

Não se sofre porque se ama, se sofre porque não se é amado. Isso pode ser evitado pela mudança de cosmovisão, em que não se importa em ter o amor retribuído, mas se ama mesmo assim. Quanto à traição, o sofrimento se dá porque a pessoa é egoísta e não concebe que quem ela ama, mesmo que a ame, possa amar a outrem também. Se isso for aceito como normal, a pessoa não se importa em compartilhar o amor que tem e não sofre. Se a não exclusividade amorosa for algo aceito pelos que se amam, não existe traição, pois os outros amores são sabidos e consentidos. Isso elimina completamente qualquer desconfiança, pois sempre se pode contar que se está gostando de outro ou outra também. E, consequentemente, acaba com esse tipo de sofrimento amoroso idiota.

praticar esportes ajuda no crescimento em altura?

Pode ajudar ou atrapalhar, dependendo do esporte e da faixa de idade em que se pratica. Tem que consultar um professor de educação física.

Por que você não tem dinheiro? Imagino que tenha uma carreira de sucesso e seja bem sucedido financeiramente..‎

Porque meus gastos consomem tudo o que eu ganho. E eu optei por investir na montagem de minha biblioteca, para doar ao povo. Isso me consome um quinto dos rendimentos, mais ou menos. Com um quinto de impostos, um quinto com alimentos, um quinto com roupas, móveis, carro, objetos e utensílios, sobra um quinto que usei para ajudar as pessoas.

Você deve saber que a Igreja Católica é a construtora da nossa civilização, né? A Igreja é a maior amiga das ciências (tanto é que criou a universidade moderna, com todos os seus conceitos de graduação que utilizamos), sabia??? Por que tantos ateus militantes ainda insistem em difamar a Igreja?

Aconteceu isso porque a Igreja passou a ser a entidade dominante na civilização européia na Idade Média. Se o cristianismo não tivesse tido sucesso, em minha opinião, o progresso da civilização teria sido maior ainda. A Igreja fundou universidades porque acabou com os centros pagãos, como a Academia de Platão, que durou mil anos. O Islã, que é um subproduto do judaísmo e do cristianismo, acabou com a Biblioteca de Alexandria. Então houve um período de trevas intelectuais, mais ou menos de 400 a 1100. Então é que começaram a aparecer centros de estudos leigos. Só havia intelectualidade nos mosteiros, mas ela era restrita a temas teológicos. Os árabes ainda não foram tão obscuros quanto os cristãos e acabaram introduzindo a filosofia e a ciência na Europa, através da Espanha. Se não fosse o sucesso do cristianismo, talvez nem tivesse surgido o Islã. Com o paganismo, penso que estaríamos em melhores condições de civilização. Inclusive porque, sendo ele mais relaxado, seria mais fácil de ser extinto do que o cristianismo e o islamismo. De qualquer modo, o saber só começou a deslanchar depois do renascimento, quando a influência da Igreja começou a cair e o pensamento começou a se arejar com a liberdade de pesquisa sem se importar se feria ou não o que a Igreja considerava certo.

Quando diz-se que nada se destrói, essa afirmação é verdadeira até mesmo para os átomos? Ou esses tem existência tão velha quanto o tempo?

Não é verdade que nada se destrói. Estruturas se destroem. Há certas propriedades que se conservam nessas destruições, contudo. Por exemplo, carga elétrica, massa-energia, quantidade de movimento, momento angular. Mas há destruição de matéria com sua transformação em radiação e vice-versa.

Como desviciar-se de emoções, como o sofrimento, desejos sexuais constantes.. e outros mais.. ?‎

Para que desviar-se? As emoções são válidas e muito importantes para a vida.

Quando e como decidiu que viver sem religião em uma sociedade conservadora é a melhor forma?

Não é a melhor forma, para efeitos de adaptação e aceitação. Mas é a mais honesta, para ser coerente com as próprias convicções. É preciso se privar de certa tranquilidade se se quiser consertar o mundo.

Não chegou a cogitar estudar fora? O mestrado, por exemplo.‎

Sim, até me inscrevi, na Inglaterra. Mas eles não davam bolsa para estudante casado e com filho, que era o meu caso. Então fiz o mestrado no Brasil mesmo.

O que causa o colapso que forma a condensação central que libera energia gravitacional no início nascimento de uma estrela?‎

A própria gravidade mútua entre as moléculas do gás interestelar que, por acaso, em seu movimento caótico, coincidem de se aglomerar em uma região. Então essa aglomeração passa a atrair mais gás, o que faz a aglomeração ir ficando cada vez mais concentrada. Com isso, as moléculas perdem energia potencial gravitacional, por se aproximarem e ganham energia cinética, que se expressa pelo aumento da temperatura, junto com a densidade e a pressão. Quando a temperatura atingir uns 15 milhões de kelvins, começam as reações nucleares de fusão, que emitem radiação gama, cuja pressão impede a gravidade de concentrar mais o gás e a estrela, então, se acende e passa a uma situação de equilíbrio termodinâmico.

Professor, caso todos passassem por um crescimento psicológico e enxergassem a sociedade como você o faz, quem exerceriam posições de subordinação? Quem, por exemplo, dispor-se-ia a ser operário, ou empregada doméstica?‎

Numa sociedade ideal, em que todos sejam cultos e prósperos, sem exceção, esse tipo de serviço seria feito, normalmente, pelas pessoas cultas e prósperas mesmo. Senão ficariam sem ser feitos. Todavia não seria preciso que pessoas se dedicassem exclusivamente a isso. Elas fariam em sistema de rodízio a coleta de lixo, a varreção das ruas. Empregada doméstica é uma profissão que não precisa existir nem em nossa sociedade atual. Os moradores das casas é que dever fazer esse serviço, não interessa que sejam, até, o presidente da república, que, aliás, poderia muito bem morar em sua própria casa. Operários podem muito bem ser tão cultos e bem remunerados quanto médicos ou advogados. Aliás, o ideal é que ninguém tenha remuneração nenhuma, isto é, que todos trabalhem de graça e tenham tudo de graça. Mas... até chegar lá, vai se passar por uma fase em que não haverá pobres mas ainda haverá dinheiro. Só que a razão entre o maior rendimento e o menor não deverá ultrapassar de cinco. Digo rendimento e não salário, pois considero que também vai acabar o trabalho assalariado, não havendo mais empregados mas sim autônomos.

Professor, o senhor acredita que um dia iremos conseguir teletransportar matéria?‎

Nunca se pode dizer que não. Mas as dificuldades são tão imensas que é praticamente impossível, por mais tecnologia que se tenha. Em verdade o teletransporte não transporta matéria e sim a informação para reconstruir o corpo no destino a partir de matéria existente lá, com a informação decodificada da estrutura do corpo na origem.

O Sr tem opinião formada a respeito do biólogo evolucionista e escritor Richard Dawkins?

Gosto muito do que ele diz e já li vários livros dele. Só não concordo com sua concepção de que crentes seja ignorantes. Mas apoio seu combate às religiões e seu ativismo ateísta. Todavia o aprecio mais como um divulgador da teoria da evolução.

Não passei no curso preferível, Ciência da Computação, mas passei para Engenharia de Software. Preferia C. da Computação por ser mais matemático e teórico. Eu, 18, tenho a opção de estudar por mais 1 ano para o Vest, ou fazer o curso de E. de Software que é similar ao preferível. Oq vc aconselha?‎

Acho que o bom é ter os dois diplomas. Tem muitas matérias que são comuns. Faça a Engenharia de Software e depois se inscreva de novo, como portador de diploma nas vagas remanescentes da Ciência da Computação (pode ter que fazer o ENEM de novo) e complete as matérias que faltam para ter o segundo diploma.

Professor, é correto dizer que a figura de Jesus, sem considerar a conotação mística, é socialista?‎

Eu diria que a proposta inicial dos cristãos era mais anarco-comunista do que socialista. Era comunitarista e não autoritária enquanto o socialismo envolve uma gestão autoritária.

Que tipo de medidas públicas efetivas você enxerga como viáveis para se "solucionar" o problema da droga, Ernesto?‎

Fiquei convencido que a solução é a legalização, sem propaganda e controlada. De todas. Acompanhada de uma agressiva campanha educacional pela abstenção do uso, mostrando, crua e chocantemente, os malefícios.

Quais são as relações entre a anarquia e o socialismo? Um apoia o outro?‎

São incompatíveis. O socialismo requer a existência de um estado forte, pois este é que é o único patrão de quem todos são empregados. Na anarquia não há estado. Mas a anarquia é compatível com o comunismo, no qual não há empregados e os meios de produção são de todos.

O que acha sobre o uso da maconha para fins recreativos?‎

Não recomendo em razão de malefícios que pode trazer. Do mesmo modo que o tabaco e o álcool. Mas não acho que deva ser proibido. A questão é ter discernimento suficiente para fazer uso moderado. E força de vontade.

Você acha que todos devem seguir o caminho da busca pelo conhecimento?

É o que eu recomendo. Mas pode não apetecer a alguém. Então não busque. O importante é ser feliz, desde que a felicidade não seja feita prejudicando ninguém. Quem for feliz na ignorância, que seja. Mas acho que o conhecimento é uma grande fonte de prazer e felicidade, independentemente de sua utilidade. Além do que, quanto mais conhecimento se tiver, mais tolerância, mais compreensão e mais sabedoria é-se capaz de conseguir. Para mim o principal papel da escola não é tanto ensinar, mas despertar o gosto pelo saber e formar o caráter. Então a pessoa vai querer aprender muitas habilidades e adquirir muitos conhecimentos. Assim o fará com prazer.

anarquia é a ordem?‎

Sim. Uma ordem sem mando. Uma ordem espontânea. O suprassumo da civilização. E isso é uma tendência evolutiva natural da humanidade. Numa anarquia não há crimes e nem prisões porque as pessoas não querem cometê-los. E não há razão para isso, uma vez que tudo é de todos e nada é de ninguém. A prosperidade é global. Não há pobres nem ricos. Tudo é compartilhado, tudo é comunitário. A economia é imensa, com a supressão do individualismo e com a substituição da competição pela colaboração. Ninguém tem preguiça e ninguém tem cobiça.

aah sim , sabe o que me deixa indignado professor , e que as pessoas escolhem demais , acha que só por que o cara e bonito tem um coração bom , e acabam quebrando a cara na maioria das vezes :/‎

Não conheço nenhuma estatística da correlação entre a beleza e o bom caráter, mas, a princípio, não vejo correlação, isto é, a distribuição da bondade e da maldade deve ser a mesma entre os feios e os bonitos. Bem como outras características, como inteligência, conhecimentos, habilidades, riqueza e, até, sensualidade. Então, para se fazer a escolha, tem que se saber o que seja prioritário em função do que a pessoa ache relevante na vida. Para mim, é ser feliz.

Infelizmente hoje a palavra anarquismo está ligada a baderna e a tumultos, como anarquista poderia me dar uma rasa idealização do termo anarquismo?‎

Anarquismo é a concepção de que a sociedade pode se gerir sem governo. Para tal é preciso que seja extremamente ordeira e civilizada, de modo que todo mundo faça o que for preciso sem necessidade de nenhuma coação. Não pode haver preguiça e nem cobiça. Trata-se de um regime político. Na anarquia não há governo, nem estado, nem fronteiras. Se for unida ao sistema econômico comunista, também não haverá propriedade e nem dinheiro. Os meios de produção serão compartilhados por todos, que trabalharão de graça e terão tudo o que for preciso de graça. Não há empregados e nem patrões. Não há leis, nem crimes, nem polícia, nem exércitos, nem guerras, nem justiça formal, além de não haver governo. Isso pode ser alcançado por um longuíssimo processo educativo de modo que o governo, o dinheiro, a propriedade deixem de existir espontaneamente e não por meio de revolução nenhuma. Então se alcançará a anarquia, que é a realização do anarquismo e uma situação extremamente ordeira e civilizada, pois a ordem é assumida sem nenhuma imposição.

Professor , o senhor afirmou em uma pergunta que e possível alguém que e feio ser feliz sem problemas ( concordo plenamente) mais de algum modo , não é um pouco mais difícil?‎

Depende da concepção e da auto-estima da pessoa. Se ela der valor ao que a beleza pode propiciar e se frustrar em não obter, será infeliz. Caso não, não estará impedida de ser feliz por ser feia.

Qual sua posição política?

Anarco-comunista. Mas isso é para um futuro bem distante (várias centenas de anos). Por ora sou um Social-Democrata.

Quais os indícios que corroboram para a improvável existência de Deus ?‎

O grande número de imperfeições do Universo, como doenças, catástrofes, caos etc.
A existência do mal, não apenas como ação humana, mas como ação da natureza.
A explicação natural para a maior parte de todos os fenômenos do mundo.
A indiferença entre preces atendidas e resultados casuais.
A não necessidade de causa para o surgimento do Universo ou a possibilidade de sua existência desde sempre.
A explicação evolutiva para o surgimento das espécies de seres vivos.
A explicação natural para o surgimento da vida a partir da matéria inanimada.
As explicações naturais para todos os fatos da vida psíquica, dispensando o conceito de alma.
A não detecção da existência de espíritos.
A ausência de manifestação explícita de Deus como existente.
A existência de inúmeras religiões distintas. Caso Deus tivesse se revelado só poderia haver uma história a respeito em todas as culturas.
É o que me lembro, no momento.

Professor, pode uma crença irracional torna-se algo verdadeiro e justificável ? O que estou querendo dizer é: tem algo hoje considerado ciência que outrora não passava de crença ?‎

Certamente que sim. Por exemplo, o atomismo de Leucipo e Demócrito, que era só uma crença se tornou um conhecimento científico. Do mesmo modo o heliocentrismo de Aristarco. Assim como a evolução de Anaximandro e Empédocles e vários outros casos.

Professor criei uma conta nesse Ask só para interagir com você. Admiro suas respostas, eu gostaria de saber sua opinião sobre a relação que um físico pode ter com a metafísica. Pode uma ideia que acabou se tornando concreta e com base científica ter surgido de um pensamento metafísico ?‎

Para mim todo físico tem que entender de metafísica e reciprocamente todo filósofo tem que ter conhecimentos de física, biologia, cosmologia, matemática e outras ciências. A maior parte do conhecimento científico, anteriormente, era tido como filosófico, como é o caso da cosmologia e da psicologia. Certas noções metafísicas, como causalidade e determinismo, modificaram-se em função de conhecimentos físicos adquiridos. A estrutura da matéria era uma noção metafísica e passou a ser física. Concepções, como a dos quatro elementos e da quintessência, que diferenciava o mundo terrestre do mundo celeste eram metafísicas e passaram a ser científicas com a união que Galileu e Newton fizeram desses dois domínios. A noção de espaço e tempo absolutos, que era metafísica, foi derrubada cientificamente pela teoria da relatividade.

Professor, não achas que o estudo da religião em um determinado contexto histórico ajudaria a compreender o porquê dos acontecimentos em uma sociedade? Isto não seria objeto da teologia?

Claro que sim. Mas isso não é o objeto da Teologia. A Teologia se dedica ao estudo da revelação, como se considera que sejam os relatos contidos nas escrituras ditas sagradas das diversas religiões.

A moral e os bons costumes servem para alguma coisa?

Sim, se a moral for consoante a ética ela serve para normatizar a conduta humana de forma a maximizar a felicidade de todos, a impedir a prática e a disseminação do mal e a promover a harmonia, liberdade, igualdade e fraternidade social. O problema é que a moral, sendo relativa ao local, à época e ao estrato social, além de ser uma normatização, geralmente, prescrita pelas classes dominantes às dominadas, muitas vezes não é ética e objetiva a consecução dos interesses daquelas. Daí a necessidade da luta social permanente para que a moral seja sempre ética. Em muitas situações a moral permite ações e atitudes que a ética proíbe, bem como proíbe o que a ética permite. Tais distorções podem ser grande fonte de infelicidade para as pessoas.

se viemos do macaco, porque não existe mais macaco virando gente?‎

Não tem nada a ver uma coisa com a outra. A evolução está em curso atualmente também. Inclusive dentro da espécie humana. Mas a mudança para outra espécie só se dá ao longo de milhares de gerações, ou seja, milhões de anos. Cada filho é da mesma espécie do pai, mas, ao longo de milhares de gerações, o descendente já pode ser de outra espécie. As espécies estão se modificando o tempo todo. Tanto há essa variação gradativa quanto há alguns saltos, de vez em quando. E a evolução se dá por ramificação e não por transformação de toda uma espécie em outra. A partir de uma espécie surge um ramo que vai se tornar outra. Mas a anterior permanece. Pode ser que, mais tarde venha a ser extinta. Na média, as espécies vivas depois da explosão cambriana, têm durado cerca de 15 milhões da anos desde o surgimento até a extinção. A nossa tem cerca de 200 mil anos. No futuro podem vir a surgir outras transhumanas, bem como outros macacos podem evoluir para novas espécies com inteligência similar à humana e, mesmo, outros tipos de animais, como cefalópodes ou cetáceos.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_humana
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eva_mitocondrial
http://www.avph.com.br/homens.htm
Nesta última referência, clicando em cada espécie citada na lista final, tem-se uma descrição completa dela.

O sr considera a anarquia uma utopia ? e acredita que para os humanos serem livres os animais tambem devem ser totalmente livres ?

Não acho que seja utopia, mas é muito difícil de ser implantada. Vai demorar séculos ou milênios. Porque não pode ser imposta. Tem que ser assumida espontaneamente e no mundo todo. Vai chegar aos poucos como efeito da educação e do crescimento da civilização, pois é um estado hiper sofisticado de civilização e cultura. A anarquia não necessariamente se prende à liberdade dos animais, mas, num contexto de civilização elevadíssima, certamente que a humanidade terá atingido um estágio de concessão de liberdade a todos os animais.

Porque você escolheu ser um seguidor do Ateísmo?‎

Porque (agora é que é junto) concluí que não há evidências, provas e nem indícios de que Deus exista mas há indícios de que não exista.

Levando em consideração que Deus não existe, então por que não podemos ser perfeitos? [Pessoal, antes de mais nada, eu acredito em Deus, mas eu tive a ideia da pergunta, logo resolvi fazer, então sem pedras e defesa de que Deus existe, eu quero que vocês respondam a situação que eu dei]‎

A imperfeição é inerente à natureza (aliás é uma razão para considerar que não tenha sido uma criação divina). Não é que não possamos ser perfeitos mas sim que não conseguimos atingir a perfeição. Todavia ela tem que ser uma meta constantemente perseguida. A sociedade precisa possibilitar as condições para que todos busquem atingir a perfeição.

A ética é uma idelogia? Tem como saber o que é ético ou não apenas pela intuição, ou seja, subjetivamente?‎

Ética não é uma ideologia. É uma disciplina filosófica que busca nortear as prescrições morais (isto é, de conduta) para que sejam conformes à maior harmonia social, à maximização da felicidade, à disseminação do bem. Não se é ético pela intuição e sim pela educação.

Vale a pena não votar e nem se alistar?

Acho importante votar, pois abster-se é deixar que os outros escolham. Omitir a escolha pode levar à eleição de candidatos piores. Quanto ao alistamento, não recomendo deixar de fazer, pois pode trazer muitos prejuízos para a vida. Exceto se você estiver disposto a levar esses prejuízos todos (até ser preso, além de ser impedido de muita coisa, como exercer empregos públicos, ou, até, abrir conta em bancos) em nome de sua ideologia rebelde com relação a essa obrigatoriedade. Então é válido, mas, depois, não pode reclamar das consequências. Se for o caso de fazer o serviço militar, é melhor contestar lá dentro, claro que sujeitando-se à prisão, mas é uma prisão interna na caserna e não uma prisão civil.

Se não tivéssemos nenhum tipo de referencial (sol, estrelas, outros planetas etc) para saber nossa velocidade no espaço, então como saberíamos se estamos a 90% da velocidade da luz ou não?

Toda velocidade é relativa. Se não houver nada em relação a que se verificar qual a velocidade, está-se parado. O espaço não é algo absoluto em relação a que se possa marcar qualquer posição. É apenas o conjunto das posições relativas das coisas que o preenchem. Aliás, não existe espaço sem conteúdo.

Se o senhor não chama a ninguém de "senhor", mas só de "você", por que nós deveríamos chamá-lo de senhor? Essa sua rebeldia é a prova viva de que sem Deus, tudo é, sim, permitido. O senhor só nega essa frase, mas nunca a refuta. Isso é porque ela tem razão.(Não esqueça de responder a pergunta, hein)‎

Isso não tem nada a ver com crença em Deus, mas com meus ideais igualitários e anárquicos. Foi o que aprendi com meu pai, que aprendeu com o pai dele. Ninguém é superior nem inferior a ninguém. Só exercem funções diferentes na sociedade. Prefiro que me chamem de você, mas não crio caso se me chamarem de senhor, pois não é algo que valha a pena. Sempre peço que meus alunos me chamem de você. Acho que o respeito não tem nada a ver com o tratamento. Voltaire, uma das pessoas que mais admiro, tuteava o Rei. Em todos os cargos que exerci, por exemplo, nunca usei "excelência", "ilustríssimo" e esse tipo de tratamento nos ofícios que redigia. Por exemplo:
"À Presidente da República
Dilma Rousseff.
Solicito seus préstimos no sentido de acabar com a corrupção no Brasil
Agradecido,
Ernesto von Rückert"
Não consegui entender a conexão entre a existência de Deus e chamar alguém de senhor ou você.
Quanto ao fato de que, sem Deus, tudo seja permitido, que é o que vem a ser o niilismo, discordo completamente. Não é tudo que é permitido não. Só é permitido o que não prejudique aos outros, à sociedade e à natureza. A razão é que o comportamento humano precisa ser de tal forma que preserve a harmonia social, a felicidade de todos e a preservação da natureza. Assim a sociedade tem que coibir atos que se insurgem contra tais objetivos, pelo bem comum. Isso não tem nada a ver com a existência ou a inexistência de Deus. Veja este artigo:
http://wolfedler.blogspot.com.br/2008/07/tica-e-atesmo.html

Professor, você tem vontade de morar em algum outro país, com leis mais fortes, e com uma qualidade de vida melhor?‎

Quem sabe a Áustria, a Dinamarca, a Noruega, a Islândia, a Suíça, a Suécia, a Finlândia, o Japão, o Canadá, a Austrália. Esse são, para mim, os modelos de países mais civilizados do Mundo. A questão não é tanto as leis, mas o fato de serem cumpridas.

Mas os futuros psicólogos, correria o risco de ser menos procurados por conta disso?‎

Sim, mas há muitas profissões que não existem mais, por conta da evolução dos conhecimentos e das tecnologias. Por exemplo, a de cocheiro de carruagens. Ou a de condutor de bondes. Então qual o problema de se acabarem os psicólogos e eles se tornarem uma especialidade da medicina? Há muitas profissões que eu considero que devem desaparecer num mundo civilizado, como a de militar, policial, advogado, contador, bancário, juiz, político, sacerdote e várias outras. Bom... mas isso ainda demora séculos.

Professor comente o que a cha do mundial 2014 no brasil e fale dessa grande selecao que voces brasileiros têm ..

Não acompanho futebol. Não jogo e nem assisto. Para mim é irrelevante. Só acho que essa despesa toda com a copa é uma insensatez descomunal. Além de estar sendo uma banquete para a corrupção. Esporte, para mim, é para ser praticado e não assistido. Mas eu não gosto de nenhum, especialmente os que têm bola.

''Os psicólogos serão substituídos por drogas de última geração''. Isso pode acontecer, Ernesto?‎

Não é bem assim. É preciso que alguém saiba que droga receitar e em que dose. O que os psicólogos precisam é aprenderem medicina também. Aliás, acho que a psicologia teria que se fundir com a neurociência e a psiquiatria e se tornar uma especialidade da medicina. Todavia, mesmo com as drogas, ainda há lugar para terapias psicológicas. Só não gosto é da psicanálise.

Temos uma boca e dois ouvidos. Devemos escutar mais e falar menos ?

Não acho. Devemos escutar (e ler) muito e falar (e escrever) muito também. Para mudar o pensamento dos outros. Para espancar a ignorância. Para esclarecer. Para consertar o mundo.

Uau! sobre a pergunta do Lucas, em relação à carreira militar... Eu tbm penso assim. Temos então, este direito de não aceitar, menos ainda nos submeter à ''autoridade'' de ninguém?

Pela lei, não. Mas quem é anarquista, não segue lei que não concorde. Isso se chama desobediência civil. Desde que a pessoa esteja disposta a ser presa por isso, é o que deve fazer. Mas não por conveniência pessoal e sim por um ideal mais elevado. Todavia, não concordo com atitudes de vandalismo e baderna como as dos black blocs. A anarquia tem que ser atingida por evolução e não revolução.

Como foi para uma pessoa tão rebelde/anarquista como o senhor viver nos tempos de ditadura?

Por incrível que pareça, como professor de Física e Matemática eu não era muito incomodado, mesmo tendo trabalhado, de 1968 a 1976 na Escola Preparatória da Aeronáutica. Contudo, minha transformação em ateu se completou em 1974 e em anarquista, em 1978, quando já estava na UFV. Mas minha índole independente é desde criança. Todavia, como eu sempre fui o melhor aluno da sala e não fazia bagunça, nunca tive problemas. Minha rebeldia era mais intelectual,vas, eu respondia o que o professor queria e depois dizia: "todavia discordo" e respondia o que eu achava. Então eles não podiam me tirar a nota, porque, eu acertava. Nunca fui um agitador e sim um pensador contestador, como sou até hoje. Há quem me critique por ser assim, tão teórico e não prático. Mas assim sou eu, e os teóricos é que alimentam os práticos de idéias. de contestação a opiniões dos professores, a quem, muitas vezes, desafiava em discussões. Mas sempre com grande educação e cordialidade. Se eu discordasse de algo ensinado, nas pro

Se o senhor não tivesse sido dispensado seguiria carreira militar ?‎

De modo nenhum. Sou muito rebelde e desobediente. Não cumpro ordens que não concordo. Então viveria preso. Detesto militarismo. Sou extremamente diligente e ordeiro. Mas não aceito imposição. Faço só o que quero. Meus pais me educaram assim. Eles nunca me mandaram nada. Sempre fiz o que eles me pediam, pois me convenciam e nunca me pediam nada que não fosse razoável. Assim também eduquei meus filhos, que nunca me deram trabalho e sempre foram e são pessoas extremamente responsáveis e conscientes. Não brigo nem discuto. Simplesmente contesto e não obedeço. Nem mando. Além de não chamar ninguém de "senhor", mas só de "você". Militares não gostam de anarquistas e nem de ateus. E olhe que não sou nem um pouco desordeiro nem bagunceiro. Sou disciplinado por decisão própria e não porque me mandem. Felizmente em todos os trabalhos que exerci, tive total liberdade de fazer o que resolvia. Sou uma pessoa muito assertiva, altiva, positiva, segura de mim, franca e decidida. Contesto e respondo a quem quer que seja. Não aceito autoridade. Pode ser quem for: juiz, delegado, comandante, chefe, patrão, não interessa. Só obedeço se eu quiser ou se me vergarem pela força.

bom... tenho duvidas sobre a existência de ''Deus'' isso me torna um Ateu ?‎

Não. O ateu acha que Deus não existe. Ou crê em sua inexistência ou não crê em sua existência. Neste último caso, mesmo tendo dúvida, não está indeciso e faz a opção pela descrença. No primeiro caso é um ateu gnóstico, no segundo um cético. Mas nenhum é agnóstico.

Você acha que a figura de Hitler é muito superestimada?Apesar de praticamente todos consentirem que Hitler era um facínora, muitas pessoas dizem que ele foi uma pessoa muito inteligente que usou dos métodos errados. Você concorda com isso ou Hitler não tinha nada de inteligente?

Acho que só é superestimada por quem tenha alguma admiração por ele. Não acho que ele tenha sido tão inteligente assim, pois cometeu muitos erros estratégicos na guerra por pura megalomania. Mas não era um tapado. Todavia suas convicções eram completamente equivocadas. Uma pessoa que não deveria ter nascido.

Li um livro de Física do autor Antonio Tagliario,e ele, explicando o que é Etimologia, afirma que "O conjunto das cousas criadas por Deus constitui o Universo". Eu achei muito estranho. Isso é válido?‎

Essa definição é enviesada, pois admite que tenha havido um criador, o que é controvertido, pelo menos. O correto é que o Universo seja definido como o conjunto de tudo o que existe, existiu e existirá, objetivamente falando, isto é, independentemente de mentes que concebam tais coisas. Sejam elas criadas ou tendo surgido ao acaso. O que depende das mentes, humanas ou outras, são abstrações. Isso é a "realidade física". Ela se compõe de campo, matéria, radiação, espaço, tempo, estruturas e ocorrências

,Professor, tenho muita vontade em cursar Física, mas olhando para outros estudantes da mesma área que são bem mais jovens; sinto que passei da idade para tal. O que o senhor acha disso? Tenhos 24 anos

Não passou da idade, de modo nenhum. A questão é só a respeito de você precisar ter renda para se manter, caso em que seu tempo de dedicação ao estudo será menor. Mesmo assim dá para fazer o curso. Conheço muita gente que estudou trabalhando, inclusive eu (eu me conheço desde que nasci). Se você pretende ser cientista, vai gastar uns dez anos, incluindo a graduação, o mestrado e o doutorado. Mas, depois de graduado, você pode conseguir bolsa para mestrado e doutorado. E, mesmo, na graduação, bolsa de iniciação científica. Só que, tendo família para sustentar, a bolsa é pouco, especialmente com filhos. Se a renda de sua mulher for equivalente, dá para levar.

voce nao acha que essa imagem de Deus que as pessoas tem, não é parecido com o Hitler? Se não tiver a mesma opinião, vai para um lugar ruim, e etc

Sim. Ou melhor, Hitler é que se arvorava a ser um Deus.

Professor, acompanho sua Ask há algum tempo e adoro os temas tratados e suas respostas. Contudo, quando surgem os termos "fenomenológico", "ontológico" e "epistemológico", não consigo assimilar completamente as respostas. Poderia explicar mais detalhadamente tais expressões? Grato

Uma questão é dita fenomenológica quando se refere ao modo como algo acontece (resposta à pergunta "como?"). É dita ontológica quando se refere àquilo que seja o que se está tratando (resposta à pergunta "o que é?"), epistemológica quando se prende à explicação da razão pela qual o fato se dá (resposta à pregunta "por que?") e é teleológica quando se prende á finalidade da coisa (resposta à pergunta "para que?"). Pode também ser lógica se se ativer à validade do raciocínio que produziu a conclusão exarada. Note que dizer que é lógico é exatamente o contrário de dizer que é evidente. Evidente é o que se constata pela verificação sensorial, direta ou assessorada por instrumentos. Lógico é o que se constata pela conclusão de um raciocínio válido. Além disso uma conclusão pode ser lógica mas não ser verdadeira. A veracidade não depende só da validade do raciocínio, mas da veracidade de suas premissas. Em última instância, a veracidade se prende à evidência. E esta não é seguramente garantida, em face da falibilidade dos sentidos e da interpretação das percepções. O que se tem de mais próximo da verdade (isto é, da adequação do que se diz à realidade) é um consenso entre considerações subjetivas de que seja verdade, o que se pode chamar de "verdade objetiva".

Professor, gostaria de lhe perguntar se o senhor apoia a questão da meritocracia!‎

Sim. Mas acrescento que precisa ser acompanhada (mas não como condicionante) do oferecimento de oportunidades iguais a todos para que desenvolvam suas potencialidades. Quem, contudo, não o fizer, será, naturalmente, preterido na ocupação de posições que dependam de competência geral e específica. Todavia é preciso entender que o mérito não se liga apenas à competência, mas, também, à dedicação e ao caráter.

... - ou não tanto quanto as religiões abrahãmicas -, então qual é exatamente o problema? Somente a fé pela fé (Existindo deuses ou não)?‎

O problema é que as religiões, quanto mais dogmáticas o forem, isto é, quanto mais se aferrarem em seus artigos de fé como incontestáveis, atravancam o progresso científico, tecnológico, econômico e social da humanidade. Impedem o livre pensamento e a busca desinteressada da verdade, pois concebem que a verdade já esteja previamente definida por suas escrituras, rejeitando liminarmente qualquer assertiva fundamentada em verificações fáticas que contradigam seus preceitos.

Professor, poderia dissertar sobre a incoerência de uma opinião homofóbica que diz que um casal homossexual não pode ser beijar em público?

Não é bem uma incoerência e sim um preconceito. Se a pessoa não aceita relacionamentos homossexuais, é coerente que ache que casais homossexuais não possam se beijar em público, pois isso seria uma afronta a suas convicções. Só que essas seriam convicções preconceituosas totalmente inaceitáveis, uma vez que o amor entre pessoas do mesmo sexo é um fato natural e verdadeiro, não se configurando em mal nenhum, pois não prejudica a ninguém. Pelo contrário, sendo um ato de amor, contribui para a disseminação do bem sobre a Terra.

Jesus andou sobre águas? Teria ele andado no gelo?‎

Não, pois o Mar da Galileia não se congela. Além disso teria havido uma tempestade e, inclusive, conta-se o caso de que Pedro teria ido ao encontro de Jesus e começara a afundar. Mas essa história toda se trata de uma lenda.

A velocidade de expansão do Universo não é constante?

Não. Não apenas varia com a separação entre os pontos (Lei de Hubble), como a constante de proporcionalidade varia ao longo do tempo cosmológico, tendo sido estupidamente grande no período inflacionário e estando voltando a aumentar, atualmente.
http://www.if.ufrgs.br/~thaisa/cosmologia/inflation_arquivos/image015.jpg

Você diz que a bíblia é uma obra de ficção, sim, ela tem partes mitológicas, mas tem muitas partes históricas verdadeiras.‎

Sim, várias. Mas ela não foi escrita com rigor histórico e científico. Ela é uma compilação de tradições orais de várias origens, acrescida da opinião de seus redatores. Essas tradições, em parte, correspondem a fatos verídicos e, em parte, a lendas. O intuito de escrevê-la foi dar ao povo judeu, então no cativeiro da Babilônia, um referencial doutrinário para que aumentasse a sua coesão e a sua identidade e não fosse absorvido pela cultura babilônica. Posteriormente outros livros foram sendo acrescidos à Torá (Pentatêuco) até chegar ao novo testamento, com livros escritos até quase um século depois do nascimento de Cristo. Diferentes confissões cristãs aceitam ou rejeitam alguns livros da Bíblia, havendo, inclusive, outros evangelhos não oficializados pelas igrejas.

Sobre o paganismo, citado na pergunta anterior, quais seriam os exemplos de "inconveniências"?‎

O paganismo ainda acolhe crenças em poderes divinos para atender a súplicas. E isso fica reforçado pela possibilidade de se recorrer a vários deuses. Mas é parecido como a crença católica (e ortodoxa) da mediação dos santos na obtenção dos favores do único Deus cristão. Além de atribuir também, como as religiões abrahãmicas, aos deuses, a criação e o provimento do funcionamento do mundo. Mas, de modo geral, a fé pagã era mais relaxada, especialmente no final do Império Romano.

O destino nao existe, para que o livre-arbítrio possa existir. É isso mesmo ?‎

Certamente que destino não existe. Isso não tem fundamentação nenhuma. É uma total impossibilidade, em razão dos dois níveis de indeterminismo apresentados pela natureza. O quântico e o estatístico. O primeiro com relação aos eventos básicos em nível de partículas elementares e campos e o segundo pelo comportamento caótico dos sistemas de um número elevadíssimo de partículas. O desenrolar dos acontecimentos no Universo se dá em razão de uma teia complexíssima de causações indeterminadas, que impossibilita completamente qualquer previsão do futuro. Se, além disso, for ajuntado todos os eventos que ocorrem sem causa nenhuma, a situação da evolução do conjunto de eventos do Universo se torna completamente imprevisível. O que se pode ter é alguma previsibilidade particular em situações cercadas de controle das influências. Um espetacular exemplo do indeterminismo é a previsão do tempo. Claro que se o determinismo (e, logo, o destino) existisse, não haveria livre-arbítrio.

O senhor me deixou confuso. Se a fé não é uma virtude (no caso ter fé em si mesmo) então a auto-estima é um erro?‎

Fé em si mesmo não é fé. É confiança. É saber que se é capaz. Não por fé, mas por conhecimento. Auto-estima não é nem fé nem confiança. É um afeto baseado em um conhecimento também.

Professor, você acha que o espaço é infinito mesmo, ou existira uma espécie de limitação tipo uma parede no escuro longe de qualquer galáxia?‎

Isso não é uma questão de achar ou deixar de achar. É um dado inferido a partir do cotejo entre os parâmetros da densidade de massa e energia de todo o conteúdo do Universo e da aceleração de sua expansão. O resultado, em face dos mais recentes dados disponíveis, indica que o Universo seja infinito no espaço e eterno para o futuro. Todavia, mesmo que ele fosse finito, espacialmente falando, não haveria uma "parede", pois, então, ele teria uma curvatura espacial positiva. Isto é, suas três dimensões espaciais seriam encurvadas, de modo a se fecharem sobre si mesmas, do mesmo modo que as duas dimensões de uma superfície esférica o são. Isto é, como a superfície de uma esfera, mesmo sendo finita, não tem limite, assim seria o espaço tridimensional do Universo. Indo-se sempre para frente, voltar-se-ia ao ponto de partida, por trás.

O Senhor acha que a sociedade poderia ser um pouco mais evoluída ou seja mais 'esperta' se não houvesse o CRISTIANISMO ?‎

Sim, inclusive porque, sem o cristianismo, possivelmente também não haveria islamismo. Mas o paganismo, apesar de preferível, também tem suas incismo ou com o islamismo.onveniências. Todavia acho que seria mais fácil acabar com ele do que é acabar com o cristian

"E, quando o diabo concede um desejo a alguém, cedo ou tarde volta para cobrar o que lhe devem." (Horns). Você teria coragem e ousadia de selar um trato com o Diabo?‎

Não é possível que o diabo conceda desejo a ninguém nem que se faça qualquer pacto com o diabo, pois diabo não existe

Professor, quais são suas 10 músicas favoritas, que de certa forma marcaram sua vida?‎

Suite Bergamasque, de Debussy; Suite nº 3 de Bach; Sinfonia nº 1 de Brahms; Concerto para piano nº 3 de Rachmaninoff; Sinfonia nº 5 de Tschaykowsky; Sinfonia nº 9 de Dvorak; Sinfonia nº 3 de Beethoven; Poema Sinfônico "Os Prelúdios" de Liszt; Os quatro Scherzos de Chopin; "Kreisleriana", de Schumann; Concerto de Violino de Mendelssohn (coloquei onze porque não gosto de números redondos).

Professor, você tem vontade buscar ainda mais conhecimento em mais algumas disciplinas diferentes?

Enquanto eu tiver lucidez, e espero mantê-la até a morte, estarei sempre querendo saber mais a respeito de muitos assuntos. Contudo, alguns não despertam o meu interesse. É o caso de direito, administração, contabilidade, esportes, fofocas sociais, vidas de artistas, agricultura, pecuária, negócios, economia (exceto filosoficamente), política regional e vários outros temas.

Dizer que Deus não existe é uma ofensa à inteligência, pois reflete uma afirmação irracional.‎

Claro que não. Pelo contrário. Supor que existe é que é irracional, pois é um ato de fé. A razão não mostra que Deus exista. Também não prova que não existe. Mas os indícios contra sua existência pesam muito mais do que alguma indicação de sua existência. Fé é uma atitude completamente despropositada, pois consiste em uma crença não fundamentada em nenhuma plausibilidade.

Malthus escreveu em 1798, quando a produção agrícola era pré-científica. Atualmente o crescimento da produção não cresce aritmeticamente como ele considerou, mas muito mais. Além disso a progressão populacional mostra uma tendência de decréscimo do aumento, levando a curva exponencial para uma logística, que deve se estabilizar dentro de uns cinquenta anos. Mas a produção de alimentos ainda vai continuar aumentando além disso, de modo que atenderá à demanda. Se se considerar o empenho e o sucesso em esforços de distribuição de renda, pode-se prever uma diminuição da pobreza. http://pt.wikipedia.org/wiki/Fun%C3%A7%C3%A3o_log%C3%ADstica

Sim. Roubar é sempre errado. Pode ser explicado, mas não justificado, por alguma necessidade extrema, de fome ou de proteção contra agressões. Nenhum erro justifica outro

Professor,quanto aos adeptos de Malthus os quais afirmam que a população,em menos de um século, se extinguirá por conta da superpopulação,você a corrobora?Se não,importar-se-ia de explicar o porquê?

Malthus escreveu em 1798, quando a produção agrícola era pré-científica. Atualmente o crescimento da produção não cresce aritmeticamente como ele considerou, mas muito mais. Além disso a progressão populacional mostra uma tendência de decréscimo do aumento, levando a curva exponencial para uma logística, que deve se estabilizar dentro de uns cinquenta anos. Mas a produção de alimentos ainda vai continuar aumentando além disso, de modo que atenderá à demanda. Se se considerar o empenho e o sucesso em esforços de distribuição de renda, pode-se prever uma diminuição da pobreza.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fun%C3%A7%C3%A3o_log%C3%ADstica

por quanto tempo várias pessoas conseguem ser enganadas ? Para sempre "deus" vai existir ? o povo nao se revela ?

Espero que, dentro de poucos séculos, a disseminação da educação como algo possuído por toda a humanidade, sem exceção (exceto criancinhas) e num nível de entendimento filosófico e científico, pelo menos equivalente ao nível médio atual, devidamente corrigido em suas falhas grosseiras, como a de não se estudar física moderna e nem se discutir religião, possa levar a uma postura de análise, reflexão, crítica e contestação de tudo que não seja devidamente justificado, com sua correspondente rejeição. Isso engloba, certamente, a noção de deus e de qualquer realidade sobrenatural. É importantíssimo que, mesmo quem vá se dedicar a humanidades ou negócios, tenha noções básicas de cosmologia, geologia, evolução, paleontologia, antropologia, neurociências, psicologia, física quântica, relatividade, bem como um estudo crítico das mais importantes religiões, para que tenha uma base para fazer a sua escolha consciente pela crença ou descrença e, no caso de crença, em que. Também é preciso treinar a habilidade de examinar, contestar, argumentar, julgar, convencer. Isso tem que fazer parte do ferramental acadêmico de toda pessoa que termine o nível médio de escolaridade. Infelizmente, nem os professores assim o são.

Caro Ernesto Li certa vez em uma revista que Stephen Hawking é considerado uma espécie de sucessor de Einstein. Você concorda ou acha exagero?

Acho exagero, pois, de fato, ele não revolucionou nada radical no desenvolvimento da Física, como o fizeram Einstein, Planck, Bohr, Newton, Galileu, Copérnico, Maxwell e alguns poucos outros.

Olá, professor Ernesto. Espero que ainda não esteja irritado comigo. O senhor concorda que todos nós humanos temos um senso ético objetivo que guia nossas ações? Todos percebemos (embora não concordemos muitas vezes) que há coisas corretas e coisas erradas no mundo. Isso é instinto ou moral divina?‎

Entendo que uma criança não tenha ética. Ou seja, ela percebe o que seja o bem e o que seja o mal, mas não faz uma escolha instintiva pelo bem, exceto no que diz respeito a si mesma. Todavia ela vai adquirindo, à medida que cresce, uma empatia, ou seja, uma capacidade de se colocar no lugar do outro e perceber se sua ação sobre o outro seria uma maldade ou uma bondade. A ética, contudo, exige que se faça o bem, mesmo que, com isso, seja-se prejudicado. Isso, a princípio, a criança não escolhe. A educação é que a fará encarar um prejuízo para não prejudicar o outro. Não é por instinto que isso se dá. A ética é um construto social humano para que os grupamentos de pessoas possam viver harmonicamente. Exige treinamento da vontade. Não é de origem divina, já que Deus não existe. As religiões é que se apropriaram da moral como parte de sua doutrina. Leia isso:
http://wolfedler.blogspot.com.br/2008/07/tica-e-atesmo.html

é possível ser destaque em várias áreas do conhecimento ?‎

Sim. Isso se chama Polimatismo. Vários cientistas, artistas e filósofos foram polímatas, como Aristóteles, Eratóstenes, Hipatia, Leonardo da Vinci, Galileu, Francis Bacon, Omar Khayyám, Adorno, Benjamin Franklin e outros.

Professor, vou entrar para o curso de Engenharia Química neste semestre, mas gosto muito da área de biologia e gostaria que meu trabalho envolvesse tal área. É pertinente um engenheiro químico trabalhar num setor ligado à biologia? É possível que eu faça pós-graduações neste ramo?‎

Acho que você deveria cursar Farmácia e Bioquímica em vez de Engenharia Química, para envolver Química e Biologia. Não sei se Engenheiros Químicos são aceitos em programas de pós-graduação em Biologia sem fazer um nivelamento.

Mas Ernesto, veja só esse raciocínio de quem crê: A lei da atração é tão safada que o simples fato de alguém desacreditar nela implica na atração de mais fatos para reforçar e reiterar tal descrença, como eu ter te atraído e você ter reiterado a minha descrença. Como refutar?‎

Não precisa crer nem descrer. Tenha uma atitude cética e faça experimentos numa amostra bem significativa que inclua crentes, descrentes e indiferentes. Então tabule os resultados e compare com o atendimento dos desejos por mera coincidência. Faça uma análise estatística da significância dos resultados usando uma distribuição teórica apropriada. Você verá que não há diferença, isto é, os resultados positivos coincidem com a previsão casual deles ocorrerem. Recomendo a leitura do livro "O Andar do Bêbado" de Leonard Mlodinow.

Vi que alguém se referiu de Gênesis. 7:1, em Gênesis 7:1 diz: " Então o SENHOR disse a Noé: " Entre na arca, você e toda a sua família, porque você é o único justo que encontrei nesta geração." Admiro muito suas respostas professor, abraço.‎

Você tem razão. o Kafka errou na citação. O que ele disse está em Gênesis 6-6. Mas isso não importa para a resposta. Conheço um pastor, amigo meu, pessoa boníssima e grande missionário que gosta de citar trechos da Bíblia, mencionando o livro, capítulo e versículo. Um dia lhe perguntei como guardar tudo e ele me respondeu: "Bem... eu sei que as palavras são aquelas e qual é o livro. Mas o capítulo e o versículo eu não garanto. Não importa. Não vão conferir mesmo."

"Prefiro a matemática do que a política. A política é para o presente, mas uma equação é para toda a eternidade..." - Albert Einstein Concorda professor ?‎

Também prefiro, por uma questão de gosto. Mas não concordo que a política seja para o presente apenas. Decisões políticas influenciam o futuro de muita gente, por muito tempo. Política é algo muito sério e precisa ser encarada com respeito e não levianamente. Desprezar a política é um ato de alienação de trágicas consequências.

Então o Senhor arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra; e isso cortou-lhe o coração. Gênesis. 7:1 — Como pode o Criador do Espaço-Tempo possuir arrependimentos?‎

Esta e muitas outras são as incoerências da Bíblia que me levam a considerá-la totalmente desprovida de valor como compêndio de história, ciência, ética, filosofia, cosmologia e tudo o mais.

qual sua opinião sobre novelas ?‎

Um entretenimento válido. Mas eu não perco meu tempo assistindo-as. Há coisas muito mais interessantes a fazer, como ler, escrever, ouvir música, pintar. Ou, se for assistir televisão, assistir a algum documentário ou a um filme bom. Uma coisa que louvo em muitas novelas é a abordagem de temas polêmicos de forma a acabar com preconceitos. Todavia ainda não abordaram a questão do ateísmo, do anarquismo e nem da poligamia ou do poliamorismo, Só naquela novela Avenida Brasil, em que o Cadinho tinha três mulheres e "O Clone" em que se mostrava o costume muçulmano da poligamia. Mas só a poliginia e não a poliandria (Dona Flor e seus dois maridos). É preciso acabar com todos esses preconceitos. Agora tem uma que mostra o Budismo (Joia Rara). Já se mostrou o espiritismo e o hinduísmo. Acho isso muito bom para abrir a mente do povo para outras possibilidades fora do cristianismo. Seria preciso mostrar algumas incoerências delas todas. Como também apresentar um herói ateu, mas de excelente caráter, para desmistificar a falsa ideia de que ateus são "do mal".

Ernesto, poderia explicar com suas palavras porque a Lei da atração, popularmente conhecida como "O segredo", é falsa e descabida? Ainda vejo tanta gente acreditando nela, achando que a mente por si só vai atrair qualquer coisa... ainda mais depois do lançamento daquele documentário e do livro. Obg.

Simples: não funciona! Pode experimentar. Além do mais, não há fundamento nenhum para que funcione. É como a astrologia. Conversa fiada. Só para vender o livro. Aliás, a maior parte dos livros de auto-ajuda é totalmente descabida. Poucos apresentam propostas consistentes e eficazes. A mente não exerce poder direto sobre o mundo exterior. Isso não tem comprovação em experimento controlado nenhum. A única forma da mente atuar no mundo é comandando a musculatura esquelética e a voz. Como eu agora, comandando os músculos dos meus dedos a apertar as teclas adequadas.

A Filosofia e seus questionamentos são os guias para a humanidade, penso eu. Sem a Filosofia, mesmo que seja meio improvável sua inexistência, acha que a ciência poderia tomar rumos desumanos?

A ciência nunca toma rumos desumanos, pois ela apenas procura explicar como o mundo funciona. O conhecimento científico é que pode ser usado de forma desumana pelos homens. Mas isso não é da responsabilidade da ciência. A filosofia, que abrange a ética, realmente precisa nortear a conduta humana de modo que ela não seja nociva ao próprio homem e nem à natureza. Nesse sentido a filosofia é a "Mestra da Vida", papel que muitas religiões se arvoram em cumprir, mas que o fazem com base em engodos, o que é extremamente anti-ético. Como coibir a prática do mal em razão da punição do inferno.

Seria um dos motivos do porquê da Lua estar se afastando da Terra o Sol (com sua massa estrondosamente maior que a da Terra)?

Não. O motivo é que as marés que a Lua causa na Terra provocam a redução da duração do dia e, com isso, a redução do momento angular da Terra. Como ele é conservado, para compensar, o momento angular da Lua aumenta com o seu afastamento da Terra.

1/3 "The theory of souls goes like this, by American Dr Stuart Hameroff and British physicist Sir Roger Penrose (research conducted since 1996): We have qauntum structures in our brains called "microtubules", supposedly, and our brain activity (everything that "we are") is stored in them as (...)‎

2/3 qauntum information. The universe itself "remembers" us, when it comes to how time works. Our experience of consciousness is the result of quantum gravity effects inside these microtubules, a process that is called orchestrated objective reduction (Orch-OR), apparently. Dr Hameroff explained...
3/3 ... the theory at length in the Morgan Freeman-narrated documentary Through the Wormhole, which was recently aired in the US by the Science Channel." O que o senhor acha?
Isso são meras conjecturas do Hameroff e do Penrose. Não são comprovadas e não acho que venham a ser. Como as supercordas, as pontes de Einstein-Rosen", os tachions, os universos paralelos, as variáveis ocultas do Bohm e outras. É bom que se pesquise, mas não se pode considerar que seja nada válido até que seja provado. Nada disso já o foi.

Tenho uma visão como a sua no tocante à legalização da maconha, mas o senhor não é a favor da legalização de drogas mais pesadas, certo?‎

Também acho que pode, pelas mesmas razões e com os mesmos critérios. Se for para proibir alguma, tem que proibir tudo, inclusive álcool e tabaco.

Você gosta de ler ouvindo música? Costuma fazer isto?

Sempre faço isso, não só para ler mas para trabalhar. O dia todo eu ouça música clássica. Agora estou ouvindo o concerto para piano nº 2 de Brahms, com o Pollini e o Abbado. Mesmo no colégio onde sou vice-diretor, deixo meu micro sintonizado na Classical Minnesota Public Radio que vai tocando uma música clássica após a outra, com comentários. Enquanto isso vou trabalhando.

Vc é a favor de permitir numa sociedade haver seitas religiosas que pregam o suicidio? Ou vc é contra a vontade das pessoas de quererem se prejudicar?‎

Acho que o suicídio é um direito assistido a todos. Mas não concordo que seja recomendado. Acho que pregar o suicídio é o mesmo que pregar o assassinato. Se as pessoas quiserem se prejudicar, têm a liberdade de o fazer, por meio do suicídio, do uso de drogas, incluindo tabaco e álcool, desde que não façam mal aos outros. Mas não concordo que isso seja uma prescrição, como, por exemplo, certas crenças que fazem uso de beberagens alucinógenas. Isso é algo que pode ser aceito como uma atitude voluntária e não obrigatória para se pertencer a qualquer agremiação. Em verdade a existência de religiões e de "seitas religiosas" é nociva à vida social. Melhor que não haja nenhuma, mesmo que as pessoas creiam em Deus, alma, espírito, reencarnação e esse tipo de coisas. É como a adesão a alguma escola filosófica. Você pode concordar com uma ou outra, mas não precisa ser sócio do clube. Além do mais, a pessoa tem que ter a liberdade de concordar ou discordar parcialmente desta ou daquela religião.

O sr é a favor da legalizaçao da maconha? Por que?‎

Porque, apesar de ser totalmente contrário a seu uso, como o das outras drogas, o tabaco e o álcool, acho que todo mundo tem o direito de escolher como levar a sua vida, desde que não faça mal aos outros.

Concorda com está frase de Rutherford "Ciência é física, o resto é coleção de selo."?‎

Não. Não é só a Física que é uma ciência. Há inúmeras outras também, como Química, Biologia, Astronomia, Geologia, Sociologia, Economia e assim por diante.

Professor, você acredita em exista vida extraterrestre com alta tecnologia?‎

A palavra "acreditar" não se aplica. Eu acho que pode haver, mas não tenho nenhuma indicação de que haja. Penso que possa haver vida em um décimo dos planetas existentes, mas vida procariota. Vida inteligente, em um em cada cem bilhões de planetas, ou seja, uns três por galáxia. Isso faria o mais próximo de nós, nesta galáxia, estar a uma meia centena de milhar de ano-luz de nós, o que inviabilizaria qualquer contato ou visita. Em outras galáxias, nem se fala. Ele estaria a cinco meios de milhão de ano-luz de nós.

Professor, alguma pessoa já tentou te agredir fisicamente por você ser ateu, e não conseguir desmanchar seus argumentos sobre a não existência de Deus?

Não. De modo nenhum. Nunca fui agredido, nem oralmente. Apenas contestado, mas sempre de modo cortês e educado. Se bem que os ambientes em que transito e converso sobre tais assuntos são ambientes de cultura elevada e grande tolerância.

Professor, você gosta de histórias em quadrinhos?

Muito. Aprendi a ler aos quatro anos nas revistas do "Pato Donald" e, até, hoje, as leio. Tenho milhares de exemplares, desde os anos 1950 em minha coleção.

Professor, o senhor acredita na existência do livre-arbítrio? Em caso afirmativo, como consegues conciliar o materialismo e a ideia de escolha ou decisão, sendo que substratos materiais macroscópicos são regidos por leis causais; e nada na natureza escolhe ou não seguir suas leis?

O livre arbítrio existe e é, justamente, consequência da NÃO EXISTÊNCIA de leis causais no comportamento microscópico da matéria, da radiação e dos campos. É, exatamente, a não causalidade e o não determinismo que possibilitam a existência do livre arbítrio. Se a natureza fosse determinista e estritamente causal, ele não existiria e prevaleceria o pensamento de Laplace:
« Une intelligence qui, à un instant donné, connaîtrait toutes les forces dont la nature est animée, la position respective des êtres qui la composent, si d’ailleurs elle était assez vaste pour soumettre ces données à l’analyse, embrasserait dans la même formule les mouvements des plus grands corps de l’univers, et ceux du plus léger atome. Rien ne serait incertain pour elle, et l’avenir comme le passé seraient présents à ses yeux. »

Professor, se existem milhões e milhões de galáxias, por que o senhor não acredita na existência de vida biológica com alta tecnologia, se nossa atual tecnologia é ainda incapaz de alcançar o sistema solar mais próximo que fica a 4,5 anos luz da Terra?‎

Nunca disse que não acho que possa haver planetas com vida inteligente no Universo. Só disse, e repito, que isso deve ser bem raro. Da ordem de três por galáxia, o que daria algumas centenas de bilhões no Universo Observável. Mas devem existir dez sextilhões de estrelas nele e, talvez, cem sextilhões de planetas.

Professor, você acha que a velocidade da luz pode um dia ser dominada pelo homem em construções de naves, ou seria impossível por causa da existência de um atomo de matéria?‎

A velocidade da luz é insuperável em deslocamentos no espaço-tempo, não importa quão sofisticada seja a tecnologia disponível. A chamada "velocidade de dobra" da séria "jornada nas estrelas" se refere a deslocamentos fora do espaço-tempo. Mas isso é uma conjectura totalmente fictícia.

Ernesto você é anarquista porque prega a liberdade?Mas e a frase " a liberdade de um termina onde começa a do outro"?Você acha o pacto social uma besteira?Se vivessemos em um mundo anarquista,como seria de se esperar a justiça?Caso seja do coração do homem,ainda há um longo caminho,não acha?

Essa frase é totalmente válida. A liberdade não é completa. Há restrições. O pacto social existe. O que não é preciso é um governo para administrá-lo. A própria sociedade, sem governo, deve fazê-lo. E, por educação, todos serão conscientes da limitação de sua liberdade. A justiça passa a ser uma ocorrência natural. Não é preciso ser imposta por força coativa nenhuma. É espontânea. Claro que há um longuíssimo caminho para se chegar lá. Centenas ou milhares de anos. Mas é preciso já se ir trabalhando para a humanidade ter esse altíssimo nível de civilização no futuro. Cinco mil anos é pouco em comparação com o tempo que a humanidade ainda existirá, que deverá ser de vários milhões de anos.

Professor, você acha que os supostos vídeos, e até mesmo fotos antigas em que aparecem supostamente espíritos são todas falsas e ilusões?

Sim. Ou são fraudes ou são ilusões de ótica. Como o caso de naves extra-terrestres e seres alienígenas.

Professor, ainda sobre o mestrado. É como se fosse uma graduação ? Você tem aulas normais na faculdade e etc. Porém, você desenvolve um " TCC " mais aprofundado, sobre o tema escolhido por você ?‎

Tem aulas sim. Certamente de nível mais aprofundado do que as da graduação. E você tem que fazer uma pesquisa, apresentar uma dissertação e defendê-la. Essa pesquisa, normalmente, em nível de mestrado, é um problema ainda não resolvido por ninguém. Em nível de doutorado tem que ser uma proposta inédita de explicação de algum fenômeno, isto é, o estudo de algo que ainda não foi levado a cabo por ninguém. Mas não é, mesmo no mestrado, como um Trabalho de Conclusão de Curso. Este é só uma explanação de algum particular aspecto de um assunto, com base no que já existe e já foi descoberto. É, mais ou menos, como escrever um livro didático, ensinando aquele assunto, certamente em um nível razoável de profundidade e abrangência. A dissertação de mestrado e a tese de doutorado, por outro lado, têm que ter originalidade. Inclui, também, uma revisão dos conhecimentos da área, mas não apenas.

Então você é a favor da legalização, portando q não tenha propaganda e incentivo?

Sim. Contanto não haja propaganda e incentivo. E que haja uma regulamentação da produção e do consumo, com o estabelecimento de limites.

Uns dizem que causalidade é regra,apesar de existir eventos sem causa e de que conhecemos apenas 1% de nosso cosmos.O que responder á alguem que afirma que causalidade é regra?

Que ele está totalmente equivocado. Não é regra, de modo nenhum. Em nível microscópico, os eventos que não são efeitos são comuníssimos. A suposição de que a causalidade seja a regra advém de uma indução a partir da observação de eventos macroscópicos. Nenhuma indução, contudo, garante a veracidade de sua conclusão. Ou seja, a constatação de que, em um quaquillhão de casos, certo evento seja um efeito, jamais garante que em TODOS os casos ele seja um efeito.

Como uma pessoa poderia provar pra vc que a existência de espíritos é verdadeira ? Só se ela fizesse vc ver o fastasma, se ele existisse por exemplo ?‎

Sou pior do que São Tomé. Mesmo vendo, só acredito se houver outras comprovações, porque a visão pode ser uma ilusão, provocada pela ressonância de infra-sons na cavidade do globo ocular. Além do que, de modo nenhum espíritos seriam visíveis, já que não são entidades físicas e a visão é provocada pela luz, que é emitida por sistemas físicos.

Professor, qual sua tese de mestrado ? Foi difícil termina-lo ? Quanto tempo levou ? Abraços professor !‎

"Um estudo do acoplamento não-mínimo entre a gravitação e o eletromagnetismo". Trata-se da obtenção e solução das equações de campo a partir de uma lagrangeana dos potenciais gravitacional e eletromagnético com a inclusão de um termo de acoplamento cruzado, isto é, produto dos dois, o que levaria a dar ao fóton uma massa. A equação foi obtida e solucionada para dois casos: o de uma estrela carregada e com rotação e o caso cosmológico. A solução cosmológica previu a existência de um "eixo do Universo", fato que, atualmente, se cogita em razão dos dados da radiação de fundo mostrados pela sonda espacial Planck. Minhas disciplinas do mestrado eu fiz em três semestres (1979 e 1980-I). Comecei a tese em 1980-II, mas, em 1981, voltei para Viçosa para liberar outros professores para o mestrado e dar início ao oferecimento do Bacharelado em Física, de modo que levei mais três semestres para concluí-la e defendê-la em agosto de 1982, no CBPF, no Rio. O resultado negativo da conclusão, isto é, a isotropía da radiação de fundo, garantiram a nulidade da massa do fóton.

Oque vc acha sobre a legalização da maconha? Oque vc diz a respeito da Maconha?‎

Já estive indeciso a respeito disso, mas já refleti bastante e cheguei à seguinte conclusão:
A maconha, como o tabaco, o álcool e outras drogas é maléfica à saúde. Portanto deve ser combatida em nome do bem público e privado.
Todavia, todos devem ter a liberdade de se prejudicar como quiserem. Logo as drogas (qualquer uma) não devem ser proibidas. Jamais incentivadas, contudo. A propaganda do seu uso (isso se aplica ao tabaco e ao álcool), não pode ser permitida.
Além do mais, a liberação do uso das drogas levará ao fim do tráfico, que envolve um universo de criminalidade muito mais amplo.

O que você me diria a respeito de Albert Einstein, tão polido e tão sábio e mesmo assim ter sido judeu até o fim da vida?‎

Einstein era judeu apenas convenientemente, como muitos, atualmente, se dizem cristãos, ou católicos, mas, por exemplo, não pretendem ser santos. Então não são. De fato, Einstein era um panteísta, à moda de Spinoza. Mas, depois, se tornou ateu:
http://www.deuscienciaereligiao.com/2010/11/albert-einstein-e-religiao.html
http://universobarrado.wordpress.com/2013/05/04/religiao-de-einstein/

Por outro lado, quase todos os dicionários colocam fé como sinônimo de confiança e fidelidade. A principal definição, aparecendo com as exatas mesmas palavras em 3 dicionários diferentes é essa: "Adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro." Tal adesão pode ser racionalmente justi‎

Repito. Há duas (e até mais) acepções aceitáveis para o vocábulo fé. Em filosofia ele é usado como "crença injustificada". Na linguagem coloquial os outros podem ser aceitos. Mas, se o significado de fé como confiança pode ser racional o filosófico, absolutamente, não é.

Professor se eu quiser chamar "fé" de "xícara de chá" eu chamo, você se prende muito ao sentido exato da palavra e não ao contexto

Sim. Mas é assim que tem que ser se uma discussão se dá em nível filosófico ou científico. Por isso é que uma tradução de um tratado de ciência ou filosofia não pode ser feita apenas por um entendido nos dois idiomas, mas tem que ter uma acompanhamento de um entendido no assunto (e nos idiomas), para que sejam usadas as palavras específicas para cada acepção. A falta disso foi o grande fiasco da primeira tradução do livro "A Brief History of Time" do Stephen Hawking, em que o tradutor, por exemplo, traduziu "quantization" por "quantificação" e outras besteiras do tipo.

"Em resumo, entendendo-se fé como confiança, isso tem justificativa racional, Mas isso não se estende ao primeiro significado de fé." Eu estou procurando em vários dicionários aqui de casa e online definições para a palavra fé, e NENHUM define como crença injustificada. Por outro lado (Cont.)

Veja o verbete "Fé", nos seguintes dicionários:
Vocabulário Técnico e Crítico da Filosofia - André Lalande - Martins Fontes - 1999 - pg. 391.
Dicionário de Filosofia - Mario Bunge - Perspectiva - 2006 - pg. 146. (exatamente como eu digo)
Dicionário Filosófico - André Comte-Sponville - Martins Fontes - 2003 - pg. 241.
Dicionário Oxtord de Filosofia - Simon Blackburn - Zahar - 1997 - pg. 144.
Dicionário de Filosofia - Nicola Abbagnano - Martins Fontes - 2003 - pg. 431.
Dicionário de Filosofia - Jacqueline Russ - Scipione - 1994 - pg. 109.
Dicionário Básico de Filosofia - Japiassú & Marcondes - Zahar - 1996 - pg. 100.

O senhor nunca teve dificuldades na area de exatas ? sempre gostou ?‎

Nunca tive. Sempre adorei matemática, que chamava de "boatemática". Mas minhas melhores notas eram em Geografia e História.

Se os religiosos acreditam que quando morremos vamos há um lugar chamado "paraíso", por que ficam tristes quando perdem um parente, deveriam ficar feliz já que tem noção do quão bom é lá, a paz reina eternamente

Claro que sim. Aliás, Santa Terezinha do Menino Jesus rezava para que Deus matasse seus pais, porque ela os amava muito e queria que eles fossem logo para o céu.

Fé, confiança e esperança podem ter (e tem) o mesmo significado para grande parte das pessoas.‎

Isso só na linguagem coloquial. Tecnicamente não. Numa discussão filosófica as palavras precisam ser usadas em seu significado específico e não generalizado.

Mas me diz de onde o senhor tirou essa definição risível de que fé não pode ser racionalmente justificada? Qualquer dicionário do mundo irá definir fé e confiança ou fidelidade como sinônimos. Sendo fé uma confiança, não há contradição alguma em dizer que ela pode ser justificada racionalmente‎

Se você considerar que fé também signifique confiança, então está tendo uma segunda acepção semântica para a palavra fé. Infelizmente a aplicação entre significantes e significados não é bijetora. Há palavras com mais de um significado e há significados com mais de uma palavra. Então se teria (como admito que possa se ter, além de outros significados):
Fé (1) - Crença sem justificativa
Fé (2) - Confiança
Note que os dois significados são completamente distintos. O primeiro é contrário à razão e o segundo não, Quando a fé, como crença, tenha justificativa, não é fé. E quando a fé, como confiança, não tenha justificativa, não é confiança.
Em resumo, entendendo-se fé como confiança, isso tem justificativa racional, Mas isso não se estende ao primeiro significado de fé.

"Fé é quando se aceita algo como verdadeiro sem evidência, prova e nem indícios.". Só me diga, por favor, de onde o senhor tirou essa definição risível de "fé"? Quer dizer que quando alguém diz ter fé em mim, essa fé não é sinônimo de confiança, mas de "crença injustificada"? Francamente...‎

Quando uma pessoa diz que tem fé em você ela está usando a palavra de modo incorreto. Ela tem é confiança em você. Ela não precisa ter fé em você, pois ela sabe que você existe. Há evidências sensoriais que a permitem constatar.

Fé em Deus significa confiar nele para guiar nossa vida. Tal confiança pode, e deve, ser racionalmente justificada. Não há contradição alguma entre as definições de fé (confiança) e razão, como o senhor faz parecer. Na verdade, ambas caminham juntas, promovendo uma visão integral da pessoa humana

Não! Fé em Deus é considerar que ele existe. Confiança em Deus é que é considerar que ele, existindo, proverá o desenrolar da vida da pessoa. Fé, absolutamente, não é racional, de modo nenhum. A fé não tem fundamento em evidências e nem provas. Se tivesse não seria fé, seria conhecimento. Se se soubesse que Deus existe, não se teria fé nisso e não haveria nenhum ateu. Há quem suponha que Deus exista e não tem confiança nele, pois considera que ele não se ocupa com a vida das pessoas, como são os deístas. Essa distinção dos conceitos de fé e confiança é uma questão de semântica que não tem nada a ver com nenhuma visão integral da pessoa humana. É, apenas, o significado das palavras.

"Ter fé em si mesmo não é ter fé, mas confiança". "Fé é uma crença injustificada". De onde o senhor tirou essa definição RISÍVEL de "fé"? Confiança e fé são, sim, sinônimos. Ter fé em Deus significa confiar nele para guiar as nossas vidas. E essa confiança pode, e deve, ser racionalmente justificada‎

Absolutamente: NÃO! Conhecimento, crença, fé, esperança e confiança são conceitos correlatos mas distintos. Cada um tem a sua especificidade, mesmo que sejam confundidos no linguajar coloquial. Conhecimento é quando o saber é justificado, comprovado. Crença é quando não é, mas pode ser aceito por sua plausibilidade, face a fortes indícios. Fé é quando se aceita algo como verdadeiro sem evidência, prova e nem indícios. Mas a fé se refere a algo que poderia ser um conhecimento, se fosse justificado. A esperança, por outro lado, não se liga a fatos estabelecidos, mas a ocorrências futuras, as quais se considera que se darão, independentemente de quaisquer garantias. Já a confiança é como uma esperança ancorada em grandes indicadores de que a ocorrência se dará, uma vez que há encaminhamentos que, com grande probabilidade, levarão ao sucesso da ocorrência. Note que fé e confiança se distinguem, especialmente, quanto a seu objeto. A fé se reporta a um fato supostamente estabelecido e a confiança a ocorrências futuras. Quanto alguém diz que tem fé que algo se dará, ela está usando a palavra de modo incorreto. Ela tem é confiança de que se dará (ou esperança, se não houver indícios). E quando diz que confia na intercessão de Nossa Senhora, em verdade, ela tem fé de que tal fato acontece, em qualquer caso. Se se referir a um caso particular que ela espera que, pela intercessão de Nossa Senhora, vá acontecer, isso não é fé, é esperança ou confiança, se ela supor que há garantia. Confiança é como se fosse uma esperança com conhecimento ou, pelo menos, com fé

O senhor está aposentado ou ensina ainda ?Como faço para superar algumas dificuldades em física e matemática ?‎

Sou aposentado pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente sou Vice-Diretor de um colégio particular da Educação Básica, mas não leciono desde o ano 2000. Para superar dificuldades no estudo de qualquer assunto, a primeira providência é tratar de gostar do assunto. Então se estudará com prazer e se dedicará bastante tempo no aprendizado, porque é-se uma pessoa fascinada com o tema e quer aprender o máximo possível dele, e não apenas o que a escola exige. Quem sabe muito, além do necessário, sabe, também, o necessário. E para gostar de física e matemática é bom começar lendo livros de divulgação científica e assistindo documentários na TV e pela internet. Tomando gosto vai se querer saber e, então, vai conseguindo entender. Enturme-se com os nerds e converse muito com eles e elas sobre esses assuntos. Em suma, torne-se um nerd também.

O que é um cosmologista ? é a pessoa que estuda os cosmos o universo ? é isso ?‎

Sim, exatamente. Estuda a origem, estrutura e evolução do Universo como um todo. Normalmente também estuda a origem, estrutura e evolução dos astros e seus grupamentos, como estrelas, planetas, nebulosas, galáxias, aglomerados de galáxias, filamentos cósmicos, buracos negros, quasares, pulsares, gás e poeira interestelar e intergaláticos, Para tal tem que saber, também, astronomia, que estuda a posição e o movimento dos astros, bem como muita física e matemática. E, certamente, filosofia.

O senhor falou que se aprofunda nos seus estudos em neurociências, biologia e antropologia , a sua formação só é na área da física e em matemática ou já tentou algo diferente .. alguma formação ..em outra area?‎

Afora Física e Matemática, o resto do que eu estudo é sempre por diletantismo, isto é, por minha própria conta, sem cursos e nem professores. Em verdade estudei um pouco de pedagogia em meu curso de licenciatura em Matemática.

Ernesto, você teve que ler muito sobre rétorica, para poder argumentar tão bem as suas respostas? Ou sempre teve facilidade com essa arte.‎

Em verdade não estudei nem retórica nem dialética. Estudei lógica, mas lógica matemática, que, inclusive, já lecionei para o curso de Informática. Essa facilidade de argumentar eu tenho desde menino, pois sempre gostei muito de ler e escrever, bem como de debater.

Professor, o que acha do curso de Ciências Moleculares oferecido pela USP? Caso não conheça, deixe que eu o explique um pouco: o curso dura 4 anos, sendo 2 do ciclo básico e 2 do avançado. No ciclo básico, os alunos tem aulas de Biologia, Matemática, Fisica, Química e Computação. No avançado, escolh‎

Para emitir opinião eu teria que conhecer mais detalhada e profundamente o curso, sua proposta, sua grade curricular, como seria a inserção de seus diplomados no mercado de trabalho e outras informações que não possuo. Em termos de conhecimentos, parece interessante. Algo como "Ciência de Materiais", só que voltado para materiais moleculares, orgânicos e biológicos, enquanto a Ciência de Materiais é mais voltada para inorgânicos.

Professor, se algum dia a ciência provar a existência do espírito humano, você automaticamente acreditaria na existência de um Deus criador?

Eu não acreditaria. Eu saberia. Mas, no caso, saberia que espírito existe. Deus é outra coisa. Para considerar que existe, eu teria que ter o conhecimento comprovado disso também. Pode ser que exista espírito e não exista Deus, como consideram os budistas. Ou que exista Deus e não existam espíritos, como consideram os deístas.