sábado, 27 de julho de 2019

Então sucesso não é o propósito, exceto se ele propiciar a felicidade e felicidade é um propósito? Fazer o bem não necessariamente implica em ser feliz. O propósito seria fazer o bem enquanto sucesso e felicidade ficam em segundo plano?

A vida, em si mesma, não tem significado e nem propósito. Ou seja, não há uma razão, um motivo para se existir e nem uma finalidade para isso. Todavia, a complexidade que a evolução colocou em nossa mente humana (e, possivelmente em outras também, quer já extintas, quer a surgir, quer em outros planetas), faz com que ela (a mente) busque uma razão e um propósito. Se isso for obtido, a mente se apazígua e concede ao ser felicidade. Colocar o objetivo da vida no sucesso, não garante isso, mesmo que possa propiciar. Da mesma forma colocar o objetivo na felicidade. O que acaba levando à felicidade (com ou sem sucesso) é colocar fazer o bem como objetivo da vida. Quem assim procede, mesmo que passe por percalços e vicissitudes, obtém uma satisfação pessoal pelo que faz da vida, que lhe confere uma felicidade interior, tenha ou não alegria, conforto e paz.

O que os estudos tem a ver com felicidade?

A felicidade não depende de se ser uma pessoa estudada e culta. Todavia, uma pessoa assim, se absorveu seus estudos com proveito, isto é, se deles extraiu, não apenas informação e cultura mas, principalmente, sabedoria, eles poderão ser uma fonte propiciadora de maior felicidade. Exatamente por permitir uma compreensão mais ampla e profunda da realidade física e social em que a pessoa está inserida, bem como conceder a ela meios mais eficientes e eficazes de interagir com essas realidades de modo a promover sua felicidade e a felicidade geral.

Professor, o que acha da filosofia de antinatalismo? http://www.bbc.com/portuguese/geral-42361803

Discordo totalmente. Existir e pertencer à espécie humana é um raro privilégio que tem que ser fruído com fervor, bem como ser concedido a novos seres a nascer e a construir um mundo melhor para o futuro. Note que a condição geral da humanidade só tem progredido para melhor. Assim se espera que, em alguns milênios, ela atinja o seu ápice e nele permaneça até sua extinção natural ao fim de alguns milhões de anos. Se se interromper a cadeia de nascimentos, isso nunca acontecerá.

As pessoas deveriam ter armas para que nenhum ditador chegue ao poder. Além disso, se as pessoas aprenderem a conviverem em paz estando armadas e usando isso apenas de forma justa, essa seria a genuína pacifidade. Estou sendo sofista?

Não. Está correto. Só que, numa sociedade verdadeiramente civilizada (que tem que ser mundial), não haveria serventia para arma nenhuma. Porque não haveria nenhum crime, nenhuma guerra. Não haveria caça. Não haveria polícia. Não haveria forças armadas. Então as armas seriam peças de museu e decorativas. Talvez pudessem ser usadas apenas como defesa contra a possível agressão de feras selvagens.

O que tem a dizer-nos sobre o pensamento de Sêneca sobre o suicídio?

Concordo com ele. Sêneca justifica o suicídio apenas em determinadas circunstâncias, como quando se vive uma vida sem dignidade, quando do tormento de viver com uma doença incurável, dentre outras. Nesse sentido, o sábio não prolongará a sua vida enquanto puder, mas a prolongará enquanto dever. Sêneca entende que a morte é um dos deveres da existência, cabendo ao homem ideal, o sábio senequiano, ser formado no sentido de tomar consciência de que a condição humana está sujeita à mortalidade. Assim, cabe à filosofia formar o homem para não ser atormentado pelo medo e angústia diante da morte.

O panenteísmo e panendeísmo diferem porque no primeiro, deus se divorciou de uma de suas partes, que se transformou ou virou o universo, e existe fora dele. Mas existiria num plano sobrenatural? E no panendeísmo, ocorreu o mesmo, sem deus interferir no universo em sua evolução.

No panenteísmo, o Universo não se desmembrou de Deus. Ele continua a ser uma parte de Deus. No panteísmo Deus é o próprio Universo, na totalidade de ambos. E, nos dois casos, Deus é providente, isto é, interfere no desenrolar das ocorrências do Universo. No pandeísmo, Deus é, também, o próprio Universo, mas ele deixa o Universo evolver por conta própria. No panendeísmo, o Universo é uma parte de Deus, que, também, é deixada evolver por conta própria. Tanto no panendeísmo quanto no panenteísmo, o Universo não é uma parte de Deus que se desprendeu dele. Continua como integrante de Deus. As concepções nas quais o Universo é aparte de Deus são o teísmo e o deísmo.

Por que a luz se "comporta" tanto como onda quanto como partícula? Essa pergunta tem sentido?

Não tem sentido. A luz não se "comporta" ora como onda e ora como partícula. A luz é sempre ela mesmo. O que muda é a forma de "descrever" o seu comportamento, conforme seja mais adequada ao fenômeno em estudo. Para a propagação, a descrição ondulatória é mais adequada. Para a emissão e absorção, a descrição em termos de partícula é mais adequada. Ainda há uma terceira descrição, adequada ao estudo dos sistemas óticos, que é a descrição por meio de "raios luminosos".

Nascemos genios ou nos tornamos genios?

Genialidade é inata. Pode ser aprimorada ou prejudicada por estímulos ou sua falta. Mas não há como adquiri-la se não se nasce com ela.

Professor, conseguiu a resposta para a pergunta que eu fiz sobre a entropia de um universo do tipo expansão-contração? Pois ficaria mais desorganizado ao contrair. Só que isso também teria que implicar volta no tempo. Como conciliar isso?

Não haveria volta no tempo não. A entropia sempre estaria aumentando, tanto na expansão quanto na contração. Assim o tempo sempre continuaria a ir para o futuro. Se houvesse um rebote, então a nova expansão se configuraria como um novo Universo. Então se poderia zerar a entropia de novo.

https://ask.fm/wolfedler/answers/145136214301 Mas e se a pessoa não tiver essa "moral" e considerar como um emprego qualquer?

Prostituição não seria um emprego e sim um trabalho. Quem considera que seja algo perfeitamente aceitável é uma pessoa que não tem noção do que seja dignidade humana. Está no mesmo nível ético dos capitalistas selvagens. Isso também se aplica a seus clientes. Do mesmo modo que o uso de drogas e de tabaco, a prostituição poderia ser abolida do mundo, bastando que cessasse a demanda por seus serviços. Não entendo a razão de alguém pretender fazer sexo pagando se se pode fazer sem pagar. Sendo que, sem pagar, mesmo sem amor, há um envolvimento entre os parceiros que não existe no sexo pago. Esse envolvimento, que é uma troca de doações sem pressa, faz o sexo ser muito melhor.

Por que nao deveria existir prostituiçao?

Porque o sexo é algo que para ser feito como doação em um encontro interpessoal. Sua comercialização se configura em um ultraje à dignidade da pessoa. O sexo não pode ser reprimido, tem que ser livre. Mas também tem que ser de graça. O prazer do sexo que se frui tem que ser retribuído pelo prazer do sexo que se concede. Da mesma forma que o amor. Claro que pode haver sexo sem amor, como amor sem sexo. Mas, mesmo sendo sem amor, o sexo é um intercâmbio de doação de prazer. Não pode ser objeto de compra e venda.

O que adianta se abster do sexo se a pessoa vai precisar se masturbar para se aliviar? Algumas pessoas querem se abster do sexo por causa de religiao ou por que realmente não encontram ninguém para transar e isso parece meio idiotice, não?

Não. Se a pessoa está convencida de sua religiosidade e quer abraçar a castidade como uma forma de louvar a Deus, isso é totalmente legítimo. E se ela for verdadeiramente casta, nem se masturbará. Isso não é impossível existir. Claro que se pode dizer que se trata de uma concepção equivocada, pois, como não existe deus nenhum, não há razão para se fazer nada para agradá-lo. Além do mais, o sexo é uma atividade prazerosa e propiciadora de felicidade. Portanto não é bom que seja evitado. Para quem não encontre parceiro a situação fica difícil. Existe a prostituição, mas isso é algo que não deveria existir.

Qual é a velocidade da escuridão?

Escuridão não é algo substancial. Trata-se, apenas, de uma região não iluminada. O que se poderia chamar de velocidade da escuridão seria a velocidade com que a fronteira entre uma região iluminada e uma não iluminada se deslocaria. Isso não tem um valor definido, pois depende da disposição geométrica da superfície na qual se incide a luz em relação à fonte de luz e ao movimento dessa fonte. O interessante é que essa fronteira da sombra não tem uma velocidade limitada pela velocidade da própria luz, pois não se trata de uma entidade possuidora de massa. Sequer é a luz, pois esta se move da fonte ao anteparo.

Um aluno que começa uma graduação de engenharia em uma federal , de 8 matérias no primeiro semestre , fica com 3 DP, é motivo pra desistir ?

Não. Só acho que oito matérias é demais. Pegue umas seis por semestre. Assim se pode concentrar mais nelas sem dispersar tanto a atenção em variados assuntos. A não ser que se seja extremamente capaz.

Quantos anos estudando Teoria Musical eu levaria para me tornar um compositor à nivel de Carlos Gomes, por exemplo?

Depende de cada pessoa. Todavia, para se conseguir compor, vai ser preciso, pelo menos, uns seis anos de estudo de teoria musical. Para ser um bom compositor, aí já vai para uns dez anos. Todavia há quem o faça em menos tempo. Mas tem que ser extremamente talentoso e ter um dom especial para música. Além do estudo teórico, é preciso se familiarizar com a audição, acompanhada da leitura da partitura de muitas músicas. E tem que ir experimentando compor, logo que conseguir.

Sexo é uma necessidade fisiológica?

Não. É uma necessidade psicológica. Abster-se de sexo não é organicamente prejudicial, como abster-se de comer, beber, dormir, urinar e defecar.

Já vislumbrou algo grandioso?

Sim: O mundo sem governos, sem dinheiro, sem propriedade, sem religiões, sem crimes, sem ignorância, sem pobreza, sem doenças, sem guerras.

Professor, estava lendo a filosofia concreta do Mario, e praticamente ele faz uma recapitulação do argumento ontológico de anselmo na forma apodítica de "alguma coisa há"; O que o professor acha disso?

Que nenhuma coisa há, necessariamente. Não há nada apodítico na existência de Deus. Pode até ser que exista, mas não é necessário que exista. De modo nenhum. Não há razão alguma para que tenha que existir. Para criar o Universo? O Universo pode perfeitamente ter surgido por acaso sem ter sido criado. Para punir o mal? Ora, porque o mal teria que ser punido necessariamente? Não estou dizendo que o mal seja algo bom, acho, inclusive que ele precisa ser punido, mas não que tenha que, necessariamente, ser punido. Que outra razão haveria para ser necessário haver Deus?

Existe diferença entre feminismo e igualdade de gênero?

Não. O verdadeiro feminismo é justamente, a consideração de que os gêneros (expressão social dos sexos) sejam totalmente equivalentes. O "femismo" é que é a concepção de que o gênero feminino deva ser privilegiado em algum aspecto (como ter menos tempo para se aposentar). O feminismo é a mesma coisa que o masculinismo, enquanto o machismo é o oposto do femismo, isto é, considera que o gênero masculino deva ter algum privilégio (como não fazer os encargos domésticos).

Anarquismo não funciona. Como seria o trânsito numa cidade como São Paulo (que funciona relativamente bem), se não houverem leis e regras muito claras e pré estabelecidas, e profissionais competentes e bem definidos segundo uma hierarquia para decidir sobre todas as situações pertinentes. Explique.

Funciona porque em uma sociedade anarquista não existem carros particulares, só transporte coletivo (podem haver alguns para emergências, disponíveis em garagens comunitárias). Então esses veículos coletivos, tipo bondes, seguiriam regras estabelecidas pelos trabalhadores que cuidassem do funcionamento do sistema. Como, na anarquia, também ninguém pretende fazer nada errado, o consenso vai ser obtido sem hierarquia nenhuma. Por essas e por outras é que a anarquia não pode ser implementada de chofre, agora e sim ser atingida ao fim de uma longa evolução civilizatória da humanidade. Ao longo desse tempo, tudo iria se modificando gradativamente até chegar a esse ideal. Tornar o mundo anárquico, hoje, não dá certo mesmo. Mas é preciso ir, paulatinamente, acabando com esse sistema perverso de mando e obediência, de pretensão de levar vantagem, de ser egoísta e não colaborar com o bem geral. Para isso o importante é que a educação priorize esses aspectos em relação à aquisição de conhecimentos e ao desenvolvimento de habilidades.

Você não acha que está dificultando as coisas? Restringindo demais as coisas em relação a biblioteca? Tem coisas simples de se fazer para ganhar dinheiro e não seria exploração, ate facilitaria a vida de quem fosse estudar la, ter coisas no proprio local, coisas que eles comprarão fora dali

Sim, estou. Mas de propósito. Porque meu objetivo é, justamente, mostrar como poderia ser um mundo sem dinheiro.

por que grandes gênios foram do passado e não existe mais?

Porque, na atualidade, a complexidade do conhecimento, em todas as áreas, requer um trabalho de pesquisa que envolva várias pessoas. Assim o mérito fica diluído. Mas, nessas pessoas, há as que sejam tão geniais quanto os gênios isolados do passado.

Gênios na matemática: Euler e Gauss somente?

E Newton, que, além de físico, foi matemático. Grandes talentos matemáticos, mas não gênios, foram Cauchy e Riemann.

Pensei que não quisesse doaçãoes ou algo do tipo, isso já facilitaria as coisas mesmo!

Uma ong ou fundação para abrigar minha biblioteca, certamente, uma vez que não terá nenhum rendimento, terá que viver de doações e com trabalho voluntário. As doações serão bem vindas, mas não em dinheiro e sim em objetos ou pelo pagamento das contas. Pena que, no Brasil (e acho que em lugar nenhum) não existe a figura de bem imóvel sem proprietário (sequer, e muito menos, o governo). Essa biblioteca será uma instituição (que, infelizmente terá que ser formalizada) que, também, promoverá cursos, palestras, debates, pesquisas e eventos do tipo. A ideia que que tudo seja de graça e que todo o trabalho seja voluntário. Não concebo envolvimento de dinheiro nenhum no projeto, pois sua finalidade será, justamente, de divulgar, difundir e promover o anarquismo, o comunismo, o ateísmo e o libertarismo. É claro que, nesse contexto, fomentar-se-á o exame e a discussão de todas as propostas, tanto alternativas quanto contrárias, no espírito filosófico do questionamento e do debate.

Mas se precisa de dinheiro, então precisa colocar dinheiro, talvez vender alguns livros não tao importantes como de palavras cruzadas, vender alimentos, agua etc...

Não existem esses livros não importantes em minha biblioteca. Todos o são. Quanto a alguma atividade que possa auferir alguma renda, isso me roubaria o tempo que dedico a estudar, pensar e escrever. De modo que a solução seria contar com doações, se fosse preciso. De preferência não em dinheiro, mas diretamente, por exemplo, pagando a conta de energia elétrica. O ideal seria que uma pessoa com tino administrativo abraçasse a causa e se incumbisse dessas providências. Não sou bom para assuntos práticos.

Então para tirar o líder da Coreia do norte e o Donald Trump do poder, você seria a favor da guerra mundial?

Claro que não. Eles não estão invadindo país nenhum. O Kim Il-sung é um ditador e, portanto, é válido ser destituído do poder por um golpe democrático interno (mas não para ser substituído por outro ditador) ou, mesmo, por uma intervenção da ONU (mas não de algum país em particular). Quanto ao Trump, trata-se de um presidente democraticamente eleito e, portanto, legítimo, mesmo que se discorde dele, como eu discordo. E ele não fez nada para sofrer um impedimento, como o Nixon fizera. Do mesmo modo que a Dilma, cujo governo, aliás, eu deplorava. Mas não houve razão para seu impedimento. Como agora há para o Temer, que teria que ser processado naqueles casos em que a Câmara o livrou de ser. Isso não poderia ser assim. Se há uma denúncia de crime, tem que ser apurada. Foro privilegiado é inadmissível. Do mesmo modo que prescrição de pena, fiança e sursis. Note que ao considerar que a Dilma não foi justamente impedida, eu não estou abonando seu governo. Só que, numa democracia, não se pode depor o governante só porque não se esteja satisfeito com seu governo. Mesmo que a maioria não esteja. Por isso é que sou a favor do parlamentarismo, em que o governo pode ser trocado sem traumas.

Aquelas caixas estão cheias de livros? Alguem já pode usar a sua biblioteca?

Nem tudo são livros. Há outras coisas. Para usar essa biblioteca atualmente só me visitando. Não faço empréstimos porque, quando fazia, acabei perdendo muitos livros que tive que comprar de novo. Não tenho um sistema de controle. Para montar a biblioteca com acesso público eu teria que conseguir a doação de um imóvel e arregimentar trabalhadores voluntários. Porque, em coerência com minhas ideias anarquistas, nada nela vai envolver dinheiro. Nem sendo recebido, nem sendo pago. Tudo de graça. Só vou ter que angariar doações para pagar a energia elétrica, a água e o imposto predial. Como não existe a possibilidade legal de se ter um imóvel sem dono (nem mesmo do governo) terei que fundar uma ong ou uma fundação para que o imóvel fique em nome dela, de modo a não entrar em nenhuma herança minha ou de quem seja o dono. Ainda estou pensando o que seria melhor, uma ong ou uma fundação. O que eu queria é que fosse tudo completamente desvinculado de qualquer aspecto financeiro, bem como sem ser de propriedade de ninguém. Mas isso não existe no arcabouço jurídico brasileiro.

A guerra é válida em quais circunstancias?

Para se defender de uma agressão externa. Do mesmo modo que uma revolução é válida para depor um tirano.

Ernesto, um amigo me chamou para fazer iniciação cientifica. O orientador falou que vai me colocar junto a ele. Ganharei o mesmo certificado no final? Ou é de colaborador? Tem alguma diferença entre esses certificados? Muito obrigado

Não existe uma regra rígida para isso. Cada instituição faz como quer. Tem que perguntar como fica no seu caso ao orientador.

Acredita que existe alguma razao para os genios fazerem suas maiores contribuicoes antes dos trinta anos?

Isso não é a regra geral. É só a maior parte dos casos. Mas não todos. A razão é que nessa faixa, de vinte e poucos anos, o cérebro já atingiu seu desenvolvimento completo e o corpo ainda está em pleno vigor. Além disso já houve tempo para assimilação de um volume razoável de conhecimentos. Por outro lado, nessa idade, a pessoa é ousada, não se importando com o prejuízo que possa sofrer por contestar os fatos estabelecidos. Com mais idade, muitos não se arriscam. Mas há quem se arrisque.

Religião é um lixo mesmo, como extinguir ela em pouco tempo?

Não há como. Em muito tempo, há. E há que ser por meio do esclarecimento, isto é, da elevação do nível de conhecimentos e de entendimento de todas as pessoas do mundo. Isso pode ser feito pela inserção da disciplina "Religiões" (no plural), no currículo do Ensino Médio em todo o mundo. Bem como da elevação do nível de prosperidade de todo mundo também. Isso ainda leva milênios. Todavia é preciso que se pugne por esse objetivo, para o bem de todos e felicidade geral da humanidade.

Vi duas entrevistas recentes do Bolsonoro e claramente ele não tem preparo nenhum, não sabe quase nada sobre os assuntos e é bem limitado, ou seja, na época de eleição ele vai se queimar sozinho e não vai ganhar...mas a pergunta é, se não for ele, será quem? LUCIANO HUCK???SANGUE DE JESUS TEM PODER

Isso é uma incógnita. Ainda não se sabe quem estará na disputa. Todavia o sangue de Jesus não tem poder nenhum. Jesus, caso tenha existido, já morreu. Quem morre só influencia o mundo em razão do legado de sua história. Porque, diretamente, não há como, uma vez que não mais existe.

Se não existisse a bíblia, as pessoas teriam preconceito sexual? De onde elas tirariam que isso é " errado " ou " imoral "?

A Bíblia não e única fonte de prescrições morais, isto é, de estabelecimento do que seja permitido, proibido ou determinado. Civilizações não judaicas e não cristãs, como a egípcia, a suméria, a babilônica, a persa, a indiana, a chinesa, a grega, a romana, a islâmica e, praticamente, todas elas, possuíam sua moral e suas prescrições, sejam no bojo de suas religiões ou não. Se o cristianismo não tivesse se difundido pelo Império Romano, ficando restrito à Palestina, como o Judaísmo, a civilização ocidental seria pagã, mas isso não significa que seria amoral. O paganismo também tinha suas prescrições morais que, inclusive, não eram as mesmas na Grécia e em Roma. Grande parte das prescrições morais é relativa às práticas sexuais e aos relacionamentos gâmicos, como a prescrição da monogamia, a condenação do adultério e outras. Isso existe em quase todas as civilizações.

Então acha que Kant é o ápice do intelectualismo filosófico? (Mesmo que discorde dele em muitas coisas(

Por que você disse "então"? Por acaso dissera eu algo que fizesse você supor que assim o penso? Não me lembro de ter dito. Todavia, de fato, considero Kant o maior dos filósofos, em termos de sua capacidade de filosofar, de argumentar, de buscar uma interpretação racional da realidade. Seu criticismo absorveu concepções corretas tanto do empirismo quanto do racionalismo. Todavia não concordo com sua concepção de "juizos sintéticos a priori", isto é, seu "idealismo transcendental".

Professor, mas como Sartre era ateísta, penso que ele quis se referir ao argumento de Anselmo, de que a essência de deus é existir. Nesse caso é válido o que ele falou, ou não?

Ele não quis dizer nada disso não. Certamente que Anselmo se engana totalmente e isso já foi mostrado por Kant porque existir não é uma propriedade e sim uma situação. A questão é que Sartre se foca no homem e acha que sua essência seja o que cada pessoa vem a ser, à medida que vive. Mas não é isso a essência do ser humano. A essência humana é a propriedade que um sistema possua para que possa ser dito ser um ser humano. Para começar há que ser um ser vivo e animal, além de estar vivo, isto é, funcionando. Atualmente se sabe que um animal é humano se possui o DNA característico dos humanos. Tal tipo de entidade, de fato, existe, por que existem exemplares dela. Mas não é o fato de existirem que faz com que sejam humanos. Só se pode dizer que algo que existe seja um ser humano se se souber o que venha a ser um ser humano. Daí não ser verdade que o fato de existir preceda a caracterização do que esteja existindo.

É contra os feriados? Acha que as pessoas devem trabalhar mais do que já trabalham?

O que eu acho é que tudo deveria funcionar ininterruptamente, todo o tempo do dia e todos os dias do ano. Mas por meio de rodízio de trabalhadores. Se se abolir as semanas, então as pessoas poderão trabalhar, por exemplo, dois dias sim, um não, de modo desencontrado, da mesma forma que em horários variáveis. Mas sem que isso seja algo fixado e sim combinado entre os trabalhadores à medida que vão se sucedendo os dias e as horas. Sendo, como acho que devem ser, todos os trabalhadores sócios e não empregados, não é preciso que tenham horário definido e nem dias definidos de trabalho. Ainda mais com a coletivização da vida, se precisará trabalhar muito menos do que se trabalha para obter os mesmos resultados. Por exemplo, com a abolição dos carros particulares, havendo só transporte público, muitas fábricas de automóveis poderiam fechar e se teria menos trabalho a fazer.

O que o senhor pensa sobre "faculdades ruins"? Realmente é o aluno que faz a faculdade? O senhor acha que, se fosse pra fazer o que gosta, o nome/instituição seria a última coisa a ser escolhida ou a instituição deve vir em primeiro lugar? O que acha de curso EAD? Abraços!

Uma pessoa pode fazer um bom curso, mesmo que o faça em uma faculdade ruim. Todavia o mau nome da faculdade sempre vai depor contra a qualidade de seu diploma. Por isso é melhor que se faça um curso em uma faculdade conceituada. Inclusive porque, em geral, elas o são, exatamente, por serem muito exigentes em relação ao desempenho que seus alunos precisam exibir para que consigam obter o seu diploma. Os cursos à distância podem suprir conhecimentos para a obtenção de uma formação superior, mas nunca com o mesmo padrão de um curso presencial. Todavia, se se pretende ter um curso superior e não se tem condições (de tempo ou de dinheiro), para fazer um curso presencial, então se pode aceitar fazer um à distância.

"A existência precede a essência. Existe um humano, encontra-se, surge no mundo e se define depois ". Concorda com essa frase de Sartre?

Não. Para começar é perfeitamente possível se conceber algum ente e especificar a sua essência, mesmo que ele não exista. Por exemplo, Deus. Portanto, para se dizer que algo exista ou não, antes é preciso se especificar de que se trata, isto é, dizer qual a sua essência, que é o conjunto de atributos pelos quais algo seja o que seja e não outra coisa. Para saber se Deus existe ou não, antes se tem que saber o que se entende por Deus. Depois, essência e existência não se aplicam apenas a seres humanos, mas a qualquer ser. Um dos problemas do existencialismo é ser centrado no homem. O homem é um acidente no Universo. Não é o mais importante, mesmo que, como somos humanos, consideremos que seja.

Você tem discursos bem revolucionarios, se você tivesse poderes muito grandes, seria uma pessoa interessante de se ver liderando pessoas

Sou contra a existência de líderes. Isso não é bom. Porque as pessoas, em relação aos líderes, abdicam de seu espírito crítico e os seguem sem contestação. Isso é péssimo. Líderes, mesmo que sejam do bem, fazem mal à humanidade. O que se precisa é de filósofos. De pessoas que argumentem e convençam, mas pela razão, por discussões. Não que arrebatem multidões com seu ardor, por meio da comoção que promovam. Isso oblitera a mente. É preciso que se desenvolva, na juventude, o espírito de desconfiança e contestação em relação a toda pessoa que se arvore de líder.

Talvez pregue o ateismo na intenção de começar uma nova religião onde você seria o líder, quais seriam as ideias defendidas por essa religão?

De modo nenhum. Para começar, ateísmo não é religião nenhuma. Depois, algo que eu abomino são líderes. Não pretendo ser líder de nada. Acho que a humanidade tem que se livrar dos líderes. O que o ateísmo prega é, simplesmente, que deuses, espíritos, anjos, demônios e qualquer tipo de entidade sobrenatural não existem. São meros conceitos abstratos não correspondentes à realidade. Não prega nenhuma postura ética, nenhuma concepção social, política ou econômica. Não tem nenhuma organização ou instituição formal. É uma ideia. Claro que não é suficiente para que a humanidade se estabeleça e se desenvolva com harmonia, proveito, justiça, paz, sabedoria e felicidade. Mas é necessária, porque a ideia de que exista uma realidade sobrenatural, além de ser uma falsidade, é nefasta ao bem geral. Ela leva as pessoas a se conformarem com as vicissitudes e a opressão, com vista a uma recompensa na dita "vida após a morte", que não existe. Isso tolhe a luta pelo bem estar de todos na vida biológica, que é a única que existe.

Você gosta de tudo "ao natural". Muito interessante essa mentalidade... Algo como: "Tudo é de todos, ninguém é de ninguém, tudo se vai um dia." "Desde que a evolução não fique de lado e vire algo meio hippie e improdutivo." Unindo o fluxo das coisas com o trabalho para um mundo melhor.

De modo nenhum eu quero um comportamento "hippie". Sou uma pessoa extremamente sofisticada tanto no aspecto cultural quanto no tecnológico. E gosto de uma sociedade muito evoluída. O que eu não concordo é com restrições injustificadas da liberdade e do comportamento. Mas concordo com as que forem justificadas. Tampouco prezo a indolência. Gosto de produzir. Só que considero que todos devam trabalhar e produzir uns pelos outros e não para si mesmos. Isto é, trabalhar de graça, mas com o máximo empenho, para doar o resultado à comunidade. Todo mundo assim. Super responsável, super consciente, super comprometido.

Para você, qual é a pior idéia 'espalhada' pela religião?

A de que deve se suportar o sofrimento como uma provação divina para se merecer o céu. Isso é terrível e cria uma atitude de resignação em relação, inclusive, às opressões que se possa sofrer, pensando que se vai ser recompensado na glória celestial. Não é só isso que as religiões têm de mau. Mas isso é o pior. Além, é claro, de propalarem mentiras, como a de que existam deuses, espíritos, que se tem uma alma imortal, que existe céu, inferno, anjos, demônios. No caso do catolicismo, por exemplo, de que a hóstia consagrada seja o próprio Jesus em corpo, alma e divindade. E no cristianismo todo, que Jesus seja um avatar de Deus. Em quase todas, que o Universo seja uma criação de Deus. Alguns, até, consideram que essa criação tenha sido feita nos seis dias que a Bíblia cita mesmo. No caso do Hinduísmo, se acha que existem aquela proliferação de deuses, como no paganismo greco-romano e egípcio. Isso tudo é uma grande tapeação, que faz as pessoas ficarem com medo do castigo divino e, com isso, acatam as diretrizes dos sacerdotes para garantir sua salvação. E os sacerdotes, muitas vezes, se mancomunam com os detentores do poder para manter o povo dócil a seus desígnios dominadores.

Então nesta forma de relação que você considera mais justa (poligâmica consentida) por todas as partes envolvidas, deveria extinguir o casamento, assim ficaria mais fácil as pessoas seguirem seus desejos sem essa burocracia de ter que se divorciar.

Realmente acho que o casamento civil formal (e muito menos o religioso) trata-se de algo inteiramente desnecessário e, até mesmo, prejudicial. O compromisso que as pessoas têm umas com as outras (não necessariamente só duas) para formarem uma família é muito mais sincero se não tiver nenhum contrato para obrigá-lo. Todavia, se se quiser, o que eu acho é que esse tipo de contrato não precisava ser exclusivamente apenas entre só duas pessoas (de sexos diferentes ou do mesmo). Não acho, também, que nenhuma pessoa adulta possa se ligar a outra para seu sustento. Cada um tem que prover-se a si mesmo, de forma independente e, os que se unirem em família, contribuem em conjunto para o provimento dela. Quanto aos filhos, os que forem seus pais têm a obrigação de cuidá-los até se emanciparem, sejam os pais biológicos ou os que os adotaram. Outra coisa que acho que não deve existir é herança. Ou melhor, as pessoas não devem possuir bens. Tudo deve ser comunitário e usufruído por todos. Inclusive as habitações devem ser coletivas, como os falanstérios. Assim é que se tem uma sociedade realmente justa e igualitária. O verdadeiro comunismo, em que tudo seja "comum". Inclusive maridos, mulheres e, até, filhos. Como os índios, só que sofisticadamente civilizados e tecnologicamente muito avançados.

O senhor acha que seria benéfico para a humanidade implantar algum programa de eugenia?

De modo nenhum. Porque não se pode saber o que é que é o bom em termos de perfil genético para um ser humano. É melhor deixar a natureza fazer suas experiências e, com isso, produzir uma diversidade de variedade de pessoas humanas. Essa variedade é muito melhor do que uma uniformização ou, mesmo, o estabelecimento de alguma restrição a certas variedades de pessoas humanas.

Quantas palavras ( em português ) existem?

A quinta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, registra a existência de 344.440 palavras, sem contar as flexões nominais (plurais e femininos), bem como as verbais (modos, tempos e pessoas). No entanto, veja isto:
https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%A9xico_da_l%C3%ADngua_portuguesa
https://pt.wikipedia.org/wiki/Vocabul%C3%A1rio_Ortogr%C3%A1fico_da_L%C3%ADngua_Portuguesa

Tem que colocar a biblia na biblioteca também, tanto a comum quanto a biblia do diabo

Tenho tanto a Bíblia (mais de uma), quanto o Corão, todos os textos de Allan Kardec, o Baghavad Gita, o Tao te Ching. Não tenho o Zend Avesta, os Vedas, os Pitacas, o Talmude e outras ditas "Escrituras Sagradas".

Já que disse ADORAR ser polemico, então podemos concluir que em determinados assuntos talvez você nem defenda ou acredite tanto naquilo que diz, mas como aquilo vai contra a opiniao da maioria, prefere dizer e usar como a sua verdade, apenas para polemizar um pouco

De modo nenhum. Mesmo adorando polemizar, só defendo o que tenho plena convicção e embasamento para defender com bons argumentos. Não polemizo só pelo prazer de polemizar, mas pela missão de levar a verdade ao mundo. Então ataco tudo o que vejo que esteja errado, como as religiões, o capitalismo, a autocracia, o esoterismo, as pseudo-ciências, a monogamia. Mas não ataco as pessoas e sim as ideias. Respeito quem defenda idéias, mesmo equivocadas, se o faz convicto de que esteja certo e com a intenção de fazer o bem. Aí eu me vejo no dever caritativo de demovê-lo de seu engano. Meu objetivo é o bem do mundo, que é a maximização da felicidade para o maior número de seres (não só humanos). Isso requer o espancamento da ignorância e o cultivo da sabedoria, bem como, especialmente, a disseminação do amor, com a consequente aniquilação dos ódios, da cobiça, da preguiça, da intolerância, dos preconceitos e de todo o mal. Para isso é que existimos e isso é que dá significado a nossa vida. Nada de "salvação eterna".

Mas você quer que elas seja a maior? Você disse que esse era o seu legado, então isso precisa ser util para as pessoas para se concretizar esse legado, se nao for a maior entao o que vai diferencia-la das outras para que as pessoas priorizem a sua ?

Não quero que seja a maior não. Ela já tem uma característica especial que é ter um acervo muito bem selecionado em termos de qualidade de conteúdo. Um terço é de literatura, um terço de matemática e física (desde o nível ginasial até o de pós-doutorado), um terço de outros conhecimentos (filosofia, história, divulgação científica, geografia, psicologia, sociologia, música, artes plásticas, linguística, informática e outros). Tenho muitos filmes de grande valor cinematográfico, muita música de alta qualidade (quatro quintos clássicas e óperas), gravuras, partituras para piano (não tenho para orquestra) e por aí vai. Tudo extremamente requintado. As pessoas não precisam priorizar a minha, porque, inclusive, a intenção não é lucrar nada com ela. As pessoa têm é que ter uma alternativa de alta qualidade e de graça. Mas não farei empréstimos. A pessoa tem que ler no local. A municipal é de graça, mas não tem livros de qualidade e são poucos os assuntos. Por outro lado, quase não tenho livros de assuntos que não me interessam, como Direito, Economia, Administração, Medicina, Engenharia, Agronomia, Negócios e coisas práticas em geral. Sou um teórico.

A pessoa precisa ser sempre sincera? Mesmo que isso chegue ao ponto de ofender os outros? Por exemplo, dizer a alguem o quanto ela é feia ou o quanto esta acima do peso (mesmo que ela pergunte a sua opiniao)..isso não seria maldade?

Acho que deve ser sincera mesmo. Mas sempre com educação e cortesia. Dizendo, por exemplo: Acho que você está acima do peso" (e não que está "gorda"). Ou "Em verdade você não é uma pessoa muito bonita" (e não que é uma pessoa feia).

://ask.fm/wolfedler/answers/145079109661 A situação de muitos, vivem a vida que outras pessoas impuseram. Agora existe um meio termo? Por mais dificil que um sonho seja é preferivel correr atras dele? Mesmo que ate passe necessidades , ou que se crie atritos familiares por eles irem contra

Depende do que a pessoa considere. Eu considero que seja preferível fazer o que se gosta do que o que dá mais dinheiro. Mas há quem não pense assim. E quem não esteja disposto a arrostar a família para fazer o que gosta. Felizmente minha família jamais se posicionou contra o que eu e minhas irmãs escolhemos para ser. E não se posicionaria fosse o que fosse, exceto ser criminoso. Do mesmo modo que eu em relação a meus filhos. Nem acho que seja preciso fazer curso superior. Pode-se ser muita coisa satisfatória na vida, em termos de felicidade que propicie, que não requer nenhum curso superior. Por exemplo, politico, comerciante, maquinista de trem, cantor e por aí vai.

Ja é a maior biblioteca da cidade?

Não. A maior é a da Universidade Federal (pelo menos dez vezes maior). Acho que há outras maiores, das outras faculdades que existem aqui. Mas a minha é maior do que a do colégio em que trabalho e acho que é maior do que a municipal. Em relação a estas últimas, também possui um acervo de nível mais avançado, isto é, de pós-graduação.

O que você pensa sobre Murray Rothbard e suas ideologias?

Não concordo nem um pouco. Do mesmo modo que com o Ludwig von Mises e David Friedman, que são anarco-capitalistas, para mim uma concepção totalmente desastrosa para o bem do mundo. Anarquia é algo excelente, mas tem que ser comunista.

Não. A maior qualidade que considero que uma pessoa tenha que ter é a bondade. Depois a honestidade e sinceridade. Depois a justiça. Depois a coragem, isto é, a bravura. As demais virtudes decorrem dessas.

Todos os meus livros, discos, partituras, vídeos, fitas, gravuras, revistas e tudo o que tem em minha biblioteca já estão carimbados como "Biblioteca Ernesto von Rückert". Então vou manter esse nome.

Você fala muito em "coragem"...deve ser a maior qualidade que você aprecia nas pessoas, ou não?

Não. A maior qualidade que considero que uma pessoa tenha que ter é a bondade. Depois a honestidade e sinceridade. Depois a justiça. Depois a coragem, isto é, a bravura. As demais virtudes decorrem dessas.

Aos 16 anos, acompanhava seu blog como fonte de inspiração para seguir carreira na área da Física. Entretanto, sem apoio familiar, desisti disso. Hoje, com 22 anos, sou concursado público, em outra área, com salário acima dos 05 dígitos, mas não me sinto realizado. Como posso superar tal frustração?

Se você já tem uma renda, faça o curso de Física em paralelo a seu trabalho, em uma faculdade que tenha turma da noite (se trabalha de dia). Pegue menos matérias por semestre, para poder dar conta. Vai levar mais tempo mas, enquanto isso, já vai estar vivendo a Física. Não sei onde você mora mas, aqui em Viçosa, a Universidade Federal tem uma turma noturna de Física. É licenciatura, mas você pode ir fazendo uma ou outra disciplina do Bacharelado, que são de dia. Porque, para ser Físico, é preciso fazer o mestrado e o doutorado e eles requerem o bacharelado e não a licenciatura. Porque, para ser um professor que ganhe mais de dez mil reais por mês, só sendo professor universitário e, para tal, é preciso ter doutorado. Eu também queria fazer o curso de Física mas minha família não tinha dinheiro para me manter em Belo Horizonte. Então eu fiz Matemática em Barbacena mesmo, porque já estava trabalhando também. Depois eu consegui ser professor universitário (passando em concurso) e fiz o mestrado em Física.

Existe diferença de significado nos termos "anarquismo" e "anarquia"? Ou são sinônimos?

Anarquismo é a concepção e o movimento para que se instaure a anarquia no mundo. Anarquia é a situação real de ocorrência da proposta do anarquismo na sociedade.

Oque o senhor acha a respeito da administração como curso e profissão, acha que é promissor ou só ilusão?

Nunca me deti a verificar o caráter promissor ou não de nenhuma atividade humana. No sentido de ser ela algo que propicie a quem a exerça uma boa compensação econômica (financeira ou não). O que importa, para mim, é se se trata de uma atividade que gratifique e cujo exercício dê satisfação a quem o faça, bem como promova o bem do mundo. Isso depende muito de cada pessoa e não é uma propriedade da atividade em si mesma e sim da adequação da pessoa a ela. Há atividades muito mais promissoras do que a de professor, filósofo ou cientista mas eu, absolutamente, jamais as exerceria, como ser um empresário, um fazendeiro, um ator de cinema, um médico, um advogado. Então, se é algo que você se compraz em fazer, abrace.

"Os fenômenos da natureza não têm compromisso nenhum de serem "lógicos"." Nem compromisso nenhum de serem ilógicos. É mais natural supor que a lógica seja universal, e que a natureza seja lógica porque a lógica é natural.

A lógica, absolutamente, não é natural. É um construto humano. A natureza não é lógica. Ela funciona como funciona não porque isso seja algo que tenha que ser como é e sim, simplesmente, porque é como é. Claro que, ao construir a lógica e a matemática, o homem as fez de modo a que suas assertivas se moldassem ao que acontece na natureza. Mas há modelos matemáticos que são lógicos e não correspondem a nada que exista na natureza, como a Geometria de Lobatchevsky. Por outro lado, há ocorrências na natureza que não se adequam a uma descrição lógica, como os fenômenos caóticos.

Para uma pessoa que não possui estudo algum, é intuitivo acreditar que o Sol gira em torno da Terra?

Sim. A conclusão de que seja a Terra que gire em torno de si mesma e também revolva em torno do Sol requer uma análise cuidadosa de informações indiretas, não intuitivas.

O governo quer que as pessoas sejam burras e ignorantes?

Em geral, sim. Porque o governo é o que os que governam fazem dele. E os que governam não querem que as pessoas sejam capazes de criticá-los com embasamento, apontando o que eles façam de nocivo ao bem comum, em favor de seus interesses próprios. Como burras e ignorantes as pessoas não terão essa capacidade e se manterão submissas. Claro que, para não serem submissas, além de não serem burras e ignorantes, as pessoas também têm que ser corajosas. Há que veja tudo errado que seja feito e não protesta porque é medrosa.

Mas isso não tem lógica alguma: como tudo surgiu do nada? O que provocou o Big Bang?

Tudo não surgiu "do nada", porque "nada" não é algo. Tudo surgiu sem ter de que provir. Nem "do nada". Não há outra alternativa senão essa. Mesmo quem considera que o surgimento de tudo tenha sido por um ato "criador" de uma entidade extrínseca ao Universo, chamada de "Deus", tem que considerar que tal entidade tenha produzido essa "criação", sem ter de que fazer o que fez. Isto é, mesmo que o Universo não tenha surgido e sim sido "criado", essa criação teria que ter sido "de nada" (mas não "do nada"). Se já houvera algo de que fazer o Universo, isso já seria o Universo, só que de forma diferente. O Big Bang, que não é o surgimento do Universo (mesmo que se considere que, logo que tenha surgido, o Universo iniciou a expansão de seu espaço), não foi provocado por causa nenhuma. Nem o surgimento do Universo. É preciso entender que, mesmo que haja casos que sim, não é preciso que todo evento seja efeito de alguma causa. O mais notável dos eventos incausados é, justamente, o surgimento do Universo. Mas há miríades deles, inclusive ocorrendo a todo momento. Como a emissão de radiação por átomos excitados ou o decaimento radioativo. Do mesmo modo que o surgimento de pares de partícula e antipartícula a partir de flutuações de densidade do campo do vácuo. Quanto ao fato de não ter lógica, não tem mesmo e nem é para ter. Os fenômenos da natureza não têm compromisso nenhum de serem "lógicos".

O que acha de tumultos nos transportes públicos, como esse entre palmeirenses e são-paulinos sábado em SP? https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/briga-entre-sao-paulinos-e-palmeirenses-em-trem-leva-panico-a-passageiros-em-sp-veja-video.ghtml

Acho o cúmulo da falta de civilização. Uma atitude extremamente mal-educada. Para mim, inadmissível. É preciso que as escolas, de fato, eduquem a juventude para que não se tornem pessoas animalescas assim. Para isso é que se tem que voltar a ter a disciplina "Educação Moral e Cívica". Para promover a educação do caráter, muito mais importante do que transmitir conhecimentos e desenvolver habilidades. E que se dê reprovação por "mau-caratismo". Do mesmo modo que a disciplina "Religiões" (no plural), em que se daria conhecimento das doutrinas e práticas das diversas religiões e do ateísmo (sem favorecimento de nenhuma), a fim de que a juventude possa fazer sua escolha lúcida e não por indicação da família ou do meio social em que se insira.

Então se a sua mulhe traisse você estaria tudo bem?

Não. Mas se tivesse outros relacionamentos conjugais, sem me trair, isto é, com meu conhecimento e consentimento, sim, estaria tudo bem. Traição é algo execrável. Não exclusividade de relacionamentos conjugais, não. Como, por princípio, eu já considero que não tem importância que minha mulher tenha outros maridos, ela os pode ter. Basta que me cientifique.

Um novo estudo descobriu por que gênios tendem a ser solitários. Então parece que Schopenhauer tinha razão ou não? Veja isso: https://veja.abril.com.br/saude/pessoas-inteligentes-tendem-a-ter-menos-amigos/

Não. Porque o que Schopenhauer disse é que pessoas especiais são solitárias e esse estudo diz que elas "tendem" a ser solitárias e não que, necessariamente, sejam, o que é muito diferente.

Sei que você é a favor da criminalização da prostituição no Brasil. Mas, você não acha que essa medida faz com que o tráfico de pessoas aumente?

Da forma como se deu na Suécia, Islândia, Canadá, Cingapura, África do Sul, Coreia do Sul, Irlanda, França e Noruega não, pois o crime acomete o cliente e não a prestadora do serviço (ou a cliente e não o prestador do serviço, no caso da prostituição masculina). Tal medida irá desestimular a busca desse tipo de serviço e, com a queda na demanda, a oferta também cairá. Paralelamente, é claro, é preciso que a sociedade se torne cada vez mais libertária, com a aceitação normal dos relacionamentos sexuais recreativos consentidos de modo franco, sem comércio algum. Não só as "amizades coloridas", mas também os encontros sexuais eventuais, mesmo entre desconhecidos. Isso acontece, mas ainda não é considerado algo tranquilo e perfeitamente aceitável, especialmente envolvendo pessoas casadas, quer homens, quer mulheres. Não há nada que não seja ético nisso, desde que seja algo completamente aceito e consentido como válido. Portanto a moral precisa ser mudada a respeito. Ou seja, os maridos e as mulheres devem aceitar que seus parceiros façam sexo eventual com quem quiserem, sem problema e sem que isso se configure em traição nenhuma. Note que isso é diferente da situação que comentei em outra resposta em relação aos relacionamentos amorosos múltiplos que, no caso, não seriam eventuais, mas algo com permanência e envolvendo amor e tudo o que seja correlato.

O vácuo quântico existia antes mesmo do Big Bang?

O que se considera é que o Big Bang, isto é, o início da expansão do espaço do Universo, tenha ocorrido logo que o Universo tenha surgido, isto é, não haveria Universo antes do Big Bang. O Universo teria surgido já se expandindo. Portanto não haveria nada. Nem espaço vazio, quanto menos vácuo, que não é vazio, pois contém campo. Também não haveria passagem de tempo. Não havia nada. Nem "o nada".

https://ask.fm/wolfedler/answers/145063052061 Não conseguiria suportar isso. Não mesmo.

Por que não? Pense bem. Ninguém é dono de ninguém. Não se pode exigir exclusividade nos relacionamentos amorosos. Não digo quanto a amar, pois isso é inteiramente fora do controle da vontade. Você mesmo pode vir a amar a mais de uma outra pessoa. Então, porque não realizar esses amores em relacionamentos estabelecidos, sabidos e consentidos por todos? Do mesmo modo as pessoas que o amem. A aceitação da possibilidade (não da necessidade) da pluralidade nos relacionamentos amorosos resolve uma série de problemas existenciais das pessoas que amem a mais de uma outra e sofrem muito por isso não ser abertamente consentido. Quem amar apenas a uma outra, então que fique só com ela. Mas não pode exigir que essa pessoa a quem ame, se o ama também, ame somente a ele ou ela. Quanto mais amor houver no mundo, melhor. Amor não pode ser cerceado de modo nenhum. Não se pode nunca dizer que não se pode amar a alguém e nem que isso seja vedado se já se ama a outra pessoa. Não só quanto aos relacionamentos amorosos, mas, também, quando às relações gâmicas oficialmente estabelecidas, isto é, que seja legal a poligamia, tanto poliândrica quanto poligínica. Não há nada que fira a ética em relação a isso, pois todos os envolvidos estarão plenamente acordes e felizes com o arranjo. Portanto é preciso que isso não seja tido como uma imoralidade.

Sou introvertido e acho que os introvertidos sofrem preconceito.

Pode ser. Mas sentir preconceito não é problema se você for uma pessoa bem resolvida e senhora de si. Confiante em si mesmo e totalmente indiferente às opiniões alheias. Eu sempre fui um menino totalmente diferente dos demais e nunca sofri nem um pouco por isso. Nunca me importei a mínima se os outros não quisessem ser meus amigos. Eu tinha poucos e, mesmo que não tivesse nenhum, nem ligava. Jamais pretendi ser de outra forma para agradar a quem quer que seja.

A estrela BD+48 740 " devora " mesmo outros planetas?

É o que dizem os astrônomos. Só que não são "outros planetas" e sim "um dos seus planetas" que foi capturado por ela.
https://en.wikipedia.org/wiki/BD%2B48_740

https://ask.fm/wolfedler/answers/145060524829 Porém já teve algum sentimento que não sinta orgulho hoje? Como raiva, ódio, ciúme e etc

Raiva eu já senti. Ódio nunca. Ciúme eu também nunca senti. Porque jamais considerei que alguém que eu ame tenha que me amar em retribuição e, caso me ame, tenha que amar somente a mim. Sempre achei que a pluralidade amorosa é algo inteiramente válido de ser assumido porque, simplesmente, pode acontecer, pois não se ama ou deixa-se de amar a quem se resolva assim. Então amar a mais de uma pessoa é algo que pode, perfeitamente, acontecer. E se acontece, porque não permitir que tais amores sejam simultaneamente vivenciados? Se se aceita isso, não se tem ciúme nenhum, Inclusive porque o amor, concebido como verdadeiramente o é, jamais envolve o menor resquício de possessividade sobre o ser amado.

Professor, porque Schopenhauer, em termos psicológicos, era problemático?

Ele era extremamente pessimista, macambúzio, irascível. Isso retrata uma pessoa não resolvida na vida. Claro que não perturba seu raciocínio. Mas, dependendo do assunto, quando ele conclui algo a partir de suas vivências pessoais, ele se equivoca por supor que seu modo pessoal de encarar o mundo e as pessoas seja o padrão da humanidade.

Você acha que os raciocínios de Ludwig Wittgenstein em geral eram bem feitos ou eram obscuros? concorda em geral e admira ele?

Wittgenstein expunha só as conclusões de seus pensamentos e não a elaboração deles. Pelo menos o que eu já li dele. Algumas eu concordo, outras não.

Não que eu não acredite em Deus, apenas acho que ele deve ter muito trabalho pra se preocupar comigo.

Estude, examine e reflita mais sobre o tema que você concluirá que não há razão nenhuma para supor que exista algum deus. Leia os livros que recomendei em uma recente resposta.

"A grande illusão da modernidade, é que as leis da natureza nos explicam o universo. As leis da natureza descrevem o universo, elas descrevem as regularidades. Mas não explicam nada." Ludwig Wittgenstein

Explicam sim. Além de descrever, isto é, dizer como os fenômenos ocorrem, as leis da natureza dizem as razões e as causas dessas ocorrências, que são as explicações. Inclusive mostram os casos em que não existem causas. Mas quando elas existem, as leis as mostram.

Imposto é roubo? Argumente.

Não. Porque, existindo estado e governo e sendo ele responsável pela prestação dos serviços públicos, tais serviços há que serem remunerados às pessoas que os executam (funcionários públicos ou contratadas), bem como se tem que comprar os suprimentos para a execução desses serviços. Como tais serviços públicos serão fornecidos a toda a população, sem custos reais e nem lucros, a população, como um todo, tem que arcar com o custeio desses serviços, de modo não diretamente associado a quem seja o beneficiário em particular. Isso é feito pela arrecadação dos impostos. Há casos, contudo, em que somente o beneficiado pelo serviço deve arcar com seu custo. Nesse caso o governo cobra uma taxa, e não um imposto. A taxa é voluntária, no sentido que só a paga quem quiser tirar proveito do serviço ou do bem, enquanto o imposto é imposto, isto é, todos têm que pagar. Isso é justo. O que não é justo é a malversação dos recursos obtidos pelos impostos. Todavia essa estrutura social, isto é, a existência do estado e seu governo, é algo que não precisaria existir e, não existindo, seria bem melhor, desde que todo mundo fosse exemplarmente responsável e consciente. Esse é o caso da anarquia, cuja existência é um objetivo a ser buscado por meio da evolução civilizatória da humanidade. Se a anarquia for comunista, com a abolição tanto do dinheiro quanto da propriedade, então é o ideal. Aliás, a anarquia, em verdade, só tem sentido se for comunista. Uma anarquia capitalista seria um desastre. Do mesmo modo que o comunismo e o socialismo autocráticos. Esses aspectos politico e econômico (anarquia e comunismo) precisam ser acompanhados, também, pelo aspecto libertário da sociedade. Inclusive com a abolição das religiões, que são extremamente anti-libertárias.

Pergunta do Felipe: Prof, digamos que uma solução tem pH 3 e uma outra tem 4. Sendo o pH uma grandeza logaritmica, quantas vezes o pH 3 é maior que o 4 ? 10x ?

O pH é o negativo do logaritmo decimal da concentração de prótons na solução. Um pH de valor 3 é três quartos de um pH de valor 4. Mas isso significa que as concentrações (e não o pH) valem, respectivamente 10^-3 e 10^-4, cuja razão é dez.

Igual as pessoas que reclamam sobre politica, elas vem no seu ask ou em qualquer outro site falar mal de tudo e de todos, ora, se ninguém la é bom suficiente por que a própria pessoa nao se candidata ja que se acha melhor e mais capaz? Não seria melhor ?

Não necessariamente. Um critico musical, literário, cinematográfico, teatral ou de pintura não precisa ser um músico, um escritor, um cineasta, um teatrólogo ou um pintor. Assim pode-se criticar a política e a economia sem se ser um político nem um economista. E pode-se, inclusive, sugerir medidas saneadoras sem que se seja um executor delas. A maior parte das propostas políticas e econômicas surgidas na humanidade foram feitas por filósofos que não foram políticos, economistas nem administradores. Outros adotaram suas propostas e as executaram. Alguns propositores foram também executores, mas poucos. Muitas vezes uma pessoa é excelente teorista sobre um assunto mas não é boa para executá-lo na prática. É um erro considerar que quem seja teórico sobre algo tenha que fazer, na prática, o que propõe.

Eu disse que precisa se adptar quando não se pode mudar a situação , por exemplo, é verão, entao eu gostando ou não de calor tenho que me adaptar a ele, a pessoa envelheceu, gostando ou não, ela tem que se adaptar a isso, pois são condições onde elas nao tem o controle sobre aquilo

Mesmo essas é possível promover mudanças, por exemplo, o ar condicionado é um dispositivo que tira o verão de um ambiente. Mas o que eu me referi foram as condições políticas, econômicas e sociais. Essas não são para se adaptar e sim para mudar.

Já ouve experiencia socialista na África?

Socialista sim, comunista, não. Grande parte das nações africanas que se libertaram das metrópoles europeias colonizadoras se tornaram socialistas. Como Angola, Benin, Congo, Etiópia, Moçambique, Tanzânia, Argélia, Cabo Verde, Egito, Gana, Líbia, Madagascar, Mali, Senegal, Sudão, Tunísia e Uganda, se não me esqueci de nenhuma.

Você quer viver uma realidade que não existe, é da natureza humana se adaptar as situações/lugares/condições das quais ele não consegue mudar

É exatamente o que eu quero e quero que todos queiram. O que existe e já existiu, não é bom. Portanto é preciso mudar. Não é da natureza humana se adaptar. Porque dizer que seja é dizer que nenhuma pessoa humana é capaz de não se adaptar e promover mudanças. E há quem seja capaz. Portanto se adaptar não é da natureza e sim algo que a maioria faz por comodidade. Mas maioria não é a totalidade. Então é preciso que a minoria, que quer o bem do mundo, pugne para que suas aspirações se tornem as aspirações de todos (ou, pelo menos da maioria) e, então, pelo esforço da maioria, o mundo se transforme. Desistir de pretender consertar o mundo porque seja extremamente difícil é covardia. Porque essas condições ruins que existem não são condições que não se consiga mudar. Consegue-se sim. Só que é extremamente difícil e trabalhoso. Mas não impossível.

Renda para comprar o necessário à sobrevivência ou para comprar o que "quiser"? Um mundo pode ser justo onde todos tenham o necessário mas alguns têm mais poder aquisitivo? Nesse caso, isso já ocorre em países desenvolvidos... e quem decidir não produzir algo, merece entrar na distribuição de renda?

Uma sociedade verdadeiramente justa é a que propicia a todos, não só o atendimento de suas necessidades, mas, também, de seus desejos. Isso só é possível em uma sociedade comunista, em que tudo seja compartilhado, nada pertencendo particularmente a ninguém. Nessa sociedade ideal, não existe dinheiro, portanto não existe o conceito de poder aquisitivo, pois não se adquire nada. Tudo é disponível, de graça, para todos. E todos doam o produto de seu trabalho para todos, sem troca. Essa "Economia de Doação" é que é o sistema econômico ideal. Claro que tal situação só vai ser atingida por meio de uma longa evolução civilizatória da humanidade, em que a preguiça e a cobiça sejam totalmente eliminadas. Quem, sem ter uma razão justa (ser aleijado, por exemplo), não fizer sua parte para o bem de todos, então, há que ser excluído pela sociedade da fruição das benesses a todos propiciadas. Sem necessidade de aparato judicial nenhum. Todavia se esse sistema for atingido por evolução e sem coação, como um desejo unânime, tal tipo de situação não ocorre.

Por que vc odeia os hedonistas?

Mas eu não odeio. Apenas acho que hedonismo não é uma concepção válida para a vida. Colocar o significado da vida na fruição do prazer, para mim, não é algo bom. Isso é diferente do epicurismo, que coloca tal significado na busca da felicidade por meio de prazeres moderados e da prática da virtude. Para mim o ideal é uma sintese estóico-epicurista. A felicidade é algo que, inclusive, não se obtém por se buscá-la e sim como consequência de se levar a vida de forma virtuosa, em se fazer o bem.

Se Getúlio Vargas era anticomunista, por que sua herança política é dada por dois partidos de esquerda: o PTB e o PDT?

Porque o "comunismo", contra o qual Getúlio era contra, era o regime do Stálin que, de modo nenhum, era comunista. Seu trabalhismo o caracterizava como "esquerdista" do ponto de vista econômico e social, mesmo que, politicamente, fosse um ditador. Esses partidos que seguem Getúlio, seguem suas propostas sociais e econômicas e não políticas, pois são democráticos. Se bem que o próprio Getúlio, mais tarde, se candidatou democraticamente a presidente e venceu a eleição. Getúlio foi um personagem bem controverso. Note, contudo, que tanto o PTB quanto o PDT, mesmo sendo de esquerda, não são comunistas. Em verdade são Sociais-Democratas, o que o PSDB, apesar do nome, não é.

A solidão é a sorte de todos os espíritos excepcionais. Você concorda com esta proposição de Schopenhauer?

Não. O fato de ser excepcional não significa que seja, necessariamente, solitário. De modo nenhum. Só se a pessoa tiver uma personalidade muito voltada para si mesma, que a impeça de se entrosar com outras pessoas. Mesmo que se considere que a maior parte dos outros não seja capaz de acompanhar suas ideias, isso não significa que não se possa desenvolver amizades, experimentar amores e se ter uma convivência agradável. Schopenhauer, em termos psicológicos, era uma pessoa problemática.

Como escolheu quem ajudar financeiramente? Eu não sei que tipo de pessoa ou lugar ajudar, como chegar numa conclusão racional?

Não se escolhe. A pessoa aparece e, então, conclui-se que se tem condições de ajudá-la e a ajuda. Ou se fica sabendo de alguma instituição que faça isso e se prontifica a colaborar. Mais importante do que a ajuda financeira é a dedicação de tempo, trabalho, conselhos e apoios não materiais. Como ensinar.

Já que Deus e alma nao existem que tal criarmos entao? De que substancia a alma poderia ser produzida? Você gostaria de ficar com o cargo de Deus?

Não há como se fazer esse tipo de coisa, porque seria algo não físico e não existe nada objetivo que não seja físico. Só o que não é físico são os conceitos e idéias. Mas conceito de deus e de alma existem. O que não existem são deuses e espíritos objetivamente considerados, isto é, fora de mentes que os concebam. E como não existe esse tipo de realidade, não é possível se produzir algo que seria substancialmente constituído desse tipo de realidade, a sobrenatural.

Em uma discussão com um cristão ele lançou a ideia de que eu estava errada(sou ateia) porque não li toda a Bíblia e não sei teologia. Realmente preciso saber disso para me afirmar como ateia? Acho que toda leitura é valida mas não quero perder tempo agora.

De modo nenhum. Não precisa ler nenhuma escritura dita "sagrada", de nenhuma religião, para concluir que deuses não existem. E mesmo qualquer tipo de realidade sobrenatural, como almas, anjos, demônios, djins ou o que seja. Tal conclusão advém da simples reflexão sobre a realidade do mundo. Se for para ler algo, é melhor ler os livros ateístas. Já fiz uma lista recente deles:
https://ask.fm/wolfedler/answers/144650788637

Mestre, o que uma pessoa pode fazer para recuperar os estudos que nao conseguiu aprender do ensino medio e fundamental, se ela não tem dinheiro para comprar livros e fazer cursos?

Informe-se sobre os livros que são adotados e estude sozinha em uma biblioteca pública. Ou na biblioteca de algum colégio. Quem sabe não consegue os livros de alguém que já estudou e não quer conservá-los.

Professor, você considera que um mundo justo seria um mundo de oportunidades iguais para todos? Acha isso possível?

Também isso. Claro que é perfeitamente possível e é o que tem que ser perseguido a todo custo. Eliminando os entreves para que tal se dê. Entre eles fazendo com que educação e saúde não possam ser atividades econômicas e, portanto, não existem escolas nem clínicas e hospitais particulares (enquanto o mundo não for anarco-comunista). Além, é claro, de promover o crescimento econômico do mundo de modo que toda pessoa possa ter condições de usufruir de bens e serviços necessários para a vida digna e, até, confortável. Eu disse "TODAS AS PESSOAS DO MUNDO". E note que não estou dizendo que se conceda emprego para todos e sim que todos possam dispor do necessário. Se houver dinheiro, que tenham dinheiro para comprar. Esse dinheiro não precisa vir de nenhum salário. O importante é se ter renda e não salário. Claro que renda honesta.

Como ter honra?

Sendo virtuoso(a). Isso engloba ser sincero, bondoso, diligente, honesto, generoso, corajoso, solidário, justo e por aí vai. Quem assim o seja será uma pessoa nobre e honrada. Outras qualidades são desejáveis mas não requeridas para se ter honra, como inteligência, cultura, sabedoria, beleza, riqueza, elegância, prestígio e outras do tipo.

É mais nobre o perdão que a vingança?

Vingança não tem nobreza nenhuma.

Sim, já ouvi falar essa possibilidade. É o teorema de Hartle-Hawking. Mas a função de onda, quando concentrada, se reduz a partícula? Como estava quando as partículas se formaram? Tem uma coisa a ver tem muita energia e sua posição definida?

Função de onda é uma entidade matemática, portanto uma abstração e não uma realidade. Partículas e campos são entidades físicas. Uma função de onde nunca "é" uma partícula. Ela fornece uma descrição do "estado" da partícula. Mas também pode descrever o estado de um campo não quantizado em partícula. Estado também é algo físico, mas não é uma entidade e sim uma situação. Uma partícula é uma concentração de campo. Portanto a função de onda do campo, quando ele se concentra em uma partícula, passará a descrever o "estado" dessa partícula. Mas não é qualquer tipo de concentração de campo que forma uma partícula. É preciso que a concentração (isto é, a localização do campo em um pequeno volume) se faça de modo que essa concentração possua certos atributos em valores que seja os números quânticos característicos da referida partícula. Quando a concentração ocorrer de modo que possuam esses atributos nesses valores, então ela se tornará uma partícula. Devido às leis de conservação, a formação de partículas a partir do campo do vácuo, que não tem carga nenhuma, só pode se dar se forem formadas duas partículas, com cargas opostas e componentes de spin opostos e de mesmo módulo. Elas são a partícula e sua antipartícula. Isso tem que acontecer em algum lugar e em algum momento. Um campo não quantizado, por outro lado, não tem uma localização e se estende por um volume grande.

Qual a maior qualidade de Hitler?

Seu poder de convencimento com a palavra. Também sua capacidade estratégica. Infelizmente, em sua pessoa, essas qualidades foram usadas para o mal, de modo que seria preferível que ele não as tivesse.

Como faz para entrar na historia e nunca ser esquecido?

Isso não depende da só da própria pessoa. Depende muito mais das circunstâncias e das coincidências que fizeram com que ela participasse dos eventos historicamente importantes. Claro que, então, vai depender de como ela se comportou nessas ocasiões. Isso vai depender muito de sua inteligência, de seu preparo, mas, principalmente, de sua ousadia e destemor. Para entrar na história a pessoa tem que correr grandes riscos. Com o risco, inclusive, de se dar mal e nem entrar para a história. Mas se não correr é que não entra mesmo.

É possível viver e se manter bem nos estudos da faculdade com 500 reais morando sozinho numa cidade longe?

Sim, se a pessoa se contentar com uma extrema frugalidade de vida, andando só a pé e comendo pouco e comida bem barata, morando em repúblicas com vários colegas para dividir o aluguel, lavando a própria roupa. Não gastando dinheiro com mais nada além do necessário para a sobrevivência. Isso é, realmente, muito difícil, mas não impossível.

Como estava a função de ondas das partículas elementares no início do universo? Devido a alta densidade de energia, ela estava mais "concentrada"? Disserte formalmente.

No surgimento do Universo não havia partículas elementares. Elas se formaram a partir, primeiro, da quebra de simetria que provocou a separação das interações e, então, pela quantização do campo de matéria em concentrações com valores definidos de carga e spin que foram os quarks e leptons e suas antipartículas. Cada uma delas estava, então, em um estado de altíssima energia. Tal estado, na representação de coordenadas, seria descrito por uma "função de onda", igual à que descreve a mesma partícula na atualidade. Também se poderia cogitar da representação do estado total do Universo por uma só função de onda.

imagine que uma espaço-nave se distanciou da terra a uma velocidade bem menor que a da luz. imagine que os passageiros são imortais e tem combustível suficiente. imagine que essa espaço-nave viajou por 80.000 anos. os observadores veriam o sistema solar como era a80.000 anos atrás? É um paradoxo?

Ao fim de oitenta mil anos, o pessoal da espaçonave não vai ver o sistema solar como era a oitenta mil anos atrás não. Vai ver como era a um tempo correspondente ao que a luz terá levado para chegar a eles. Se eles viajassem com uma velocidade mil vezes menor do que a da luz (que já é muito grande para uma espaçonave), eles veriam o sistema solar como estava há oitenta anos atrás, pois esse terá sido o tempo que a luz gastou para chegar onde eles estariam.

Qual conselho você daria para alguém que quer ser um escritor notável?

Que queira ser um escritor e procure escrever o melhor possível, para o bem dos leitores, sem pretender nada em troca. Se for merecedor, o reconhecimento acontecerá. Para conseguir ser um escritor excelente, há que ser um leitor ávido. E, principalmente, ir escrevendo todo dia, várias horas. Ao fim de alguns anos se terá pego o traquejo de escrever.

Você usa o seu dinheiro para fazer o bem? As pessoas que fazem o bem evitam falar sobre, mas com isso as pessoas nao vão ter bons exemplos a serem seguidos nao acha? É muita informação ruim e pessoas pateticas sendo mostradas 24 horas por dia, as pessoas de bem precisam se expor

Como tenho pouco dinheiro, ajudo pouco. Mas contribuo com várias entidades beneficentes. O que eu doo mais é meu tempo e meu trabalho. Dou aulas de graça. Escrevo e publico muitos artigos na internet, disponibilizados de graça. Além de estar vendo como fazer para doar minha biblioteca ao povo. Mas não para a prefeitura ou outra entidade pública. Quero fundar uma ong. Em toda a minha vida já gastei cerca de três quartos de milhão de reais nela. Não quero que fique de herança. Aliás não concordo com a instituição da herança. Deixo de comprar roupas, trocar de carro, fazer viagens e várias outras coisas para comprar livros, discos, vídeos, gravuras, mapas, partituras e outros itens para a biblioteca. Essa biblioteca será meu grande legado para o mundo. Além, é claro, dos milhares de alunos que passaram por mim e eu lhes propiciei o aprendizado de ciências, filosofia e, principalmente, formei o caráter deles. Sem contar meus filhos.

Você já votou na Marina em outra eleição. O que o fez mudar de opinião em relação a ela?

O que ela tem dito ultimamente. Bem como minha própria mudança de concepções. Meu esquerdismo é cada vez mais anti-estatista. E acho que ela é pouco libertária.

"Não acompanho o que os políticos votam a favor ou contra. E nem vou acompanhar" Por esse tipo de comportamento generalizado que estamos assim!

Pois é. Gosto de Filosofia Política. Não gosto de Política Prática. É o meu jeito. Sou um teórico. Uma pessoa filosófica. Não sou nem um pouquinho prático para nada na vida. Assim é que eu sou. Sempre fui assim. Gosto de ser assim. Não pretendo mudar. Sei que é preciso haver pessoas práticas. Mas eu não sou. Mesmo que saiba que é preciso acompanhar a política eu não acompanho. Tenho ojeriza. Como por esportes. Nunca assisti um jogo de futebol Nunca joguei. Não tenho nenhum interesse. Ou por carnaval. Por outro lado tenho muitos interesses a que me dedico e que outras pessoas não têm. Por exemplo: Física Quântica, Filosofia, Relatividade, Neurociências, Música Clássica, Óperas, Cosmologia, História, Artes Plásticas, Literatura e muito mais. Nesses assuntos eu me aprofundo bastante. Cada um é como é.

https://ask.fm/wolfedler/answers/145004213021 Então você prefere um candidato que votou a favor da PEC do Teto e defendeu projetos de leis, como a “reforma trabalhista”, que beneficiam as grandes empresas em detrimento dos trabalhadores? Com todo respeito, você está redondamente EQUIVOCADO.

Me baseio no que sei a respeito do que o Cristóvam propôs. Não acompanho o que os políticos votam a favor ou contra. E nem vou acompanhar. Quando os candidatos estiverem definidos e começar a campanha, a imprensa vai noticiar o que cada um fez ou deixou de fazer. Então eu resolvo em quem votar. Ou em ninguém.

O que significa um "mistério", ao seu ver?

O que é chamado de "mistério" é apenas algo cuja explicação ainda não foi achada. Nada há que não seja explicável. Só há o que ainda não foi explicado. Portanto, mistério propriamente dito, isto é, algo cuja explicação seja impossível, não existe.

É tão dificil assim não se corromper por poder ou dinheiro?

Não acho que seja não. Quem se deixa corromper pelo poder ou pelo dinheiro é porque já é uma pessoa de mau caráter, mesmo antes de ter poder ou dinheiro. Uma pessoa de bom caráter, ao adquirir poder ou dinheiro, fará uso deles para promover o bem do mundo.

Qual a probabilidade de uma guerra mundial ou doença extinguir a raça humana?

Não há como saber o valor dessa probabilidade. Os fatores são muitos e quase impossíveis de serem estimados numericamente. Um detalhe, os humanos não são uma raça, são uma espécie.

O que acha desse noticia que saiu hoje do juiz Sergio Moro receber auxílio moradia no valor de R$ 4.000,00, mesmo tendo casa própria?

Vergonhoso. Deprimente. Incoerente.

O que acha do pensamento de muitas pessoas de que carnaval é época de transar com muitas mulheres e beber muito até ficar louco?

Pessoas que têm esse tipo de pensamento, inclusive recíproco, ou seja, que querem transar com muitos homens e acham que é para isso que serve o carnaval, são ridículas, boçais, animalescas. Ora, quem gosta de transar de forma recreativa com várias pessoas, não precisa de que seja carnaval para isso. Quanto a beber "até ficar louco", também é um comportamento deplorável. Se se gosta de beber, pode-se beber e fruir tal prazer. Mas não precisa ser "até ficar louco" e nem ser no carnaval.

Universidades devem ser privatizadas?

Não. Pelo contrário. Todo o sistema educacional deve ser estatizado. Porque educação, como saúde, não é uma atividade econômica. Não pode ser objeto de lucro. Até que a anarquia comunista se estabeleça e o estado, bem como a propriedade e o dinheiro sejam abolidos, há que se deixar o processo educacional exclusivamente nas mãos dos governos, para que ele possa ser, realmente, democrático e igualitário, beneficiando a todos com a mesma qualidade, sem exceção. Assim é preciso que o estado encampe todas as instituições de ensino, de todos os níveis. Mas é preciso, também, que elas sejam administradas de modo eficiente e eficaz, especialmente com a abolição da estabilidade dos funcionários e professores, que têm que poder serem demitidos por incompetência e por negligência. Isso também tem que vigorar para o sistema de saúde, que tem que ser integralmente público, com a supressão completa da medicina privada. Em compensação o restante das atividades, que são econômicas, não pode ser exercido pelo poder público e têm que ser totalmente privadas. Caso alguma esteja na mão do estado, há que se privatizá-la. Mas não a preços irrisórios, como já foi feito.

Algumas empresas tem campanha progressistas e mostram isso em comerciais, como reciclagem, ser contra o desmatamento e etc, porém, isso só faz parte da imagem que ela quer passar ou as empresas se importam?

Em verdade elas não se importam, mas adotam essas práticas para criar uma imagem favorável na população e, assim, não serem rejeitadas.

http://especiais.gazetadopovo.com.br/economia/ranking-de-liberdade-economica-2018 ... Quando vejo comunistas reclamando do SUPOSTO "livre mercado" do Brasil, tenho vontade de meter a porrada na cara! Que vergonha, meu Deus! O Brasil é um país COMUNISTA!!! 153º Brasil

O Brasil, absolutamente, não é nem comunista nem socialista. É capitalista e selvagem. E o pior é que seu capitalismo é, em grande parte, estatal.

Acho que você não acompanha quase nada de política pra dizer que prefere Cristóvam Buarque... Se bem que Joaquim Barbosa nem seria uma boa opção.

Prefiro mesmo. Por tudo o que ele já defendeu e defende. Mas não é o ideal ainda. Só que esse não existe. Bolsonaro, nem pensar. Lula, pior ainda. Marina, ruim. Alckmin, ruim. Huck, brincadeira. Ciro, destemperado. Meirelles, brincadeira.

Como enfrentar o medo de ter que se mudar de cidade e ir morar sozinho pra estudar o curso sonhado?

É só ir com medo mesmo. Á medida que vai se vivendo com o que se tem medo, o medo passa. O mesmo acontece com o nojo, por exemplo.

Pergunta do Lex: Mas considerando um movimento hipotético que seja descrito por uma função seno, a frequencia teria o mesmo valor do período?

Não. A frequência de um movimento periódico (rotatório, oscilatório ou ondulatório) é a razão do número de repetições pelo tempo em que se deram, enquanto o período é o tempo de cada repetição. Seus valores são, exatamente, inversos (o produto é igual a um). Independentemente de ser descrito por uma função seno ou outra função periódica. Período de uma função oscilatória não é uma oscilação e sim o tempo que dura cada oscilação. Oscilação não é uma grandeza e sim uma ocorrência, um acontecimento. Frequência também não é oscilação, nem rotação, nem ondulação. Isso são ocorrências. Frequência é uma grandeza. São categorias diferentes. Como, por exemplo, coisas e valores, ações e atributos.

Deixando de comer carne, leite e ovos ocorreu alguma mudança positiva nos seu hemograma? Ou quais as mudanças positivas que ocorreram na sua saúde, se é que houveram?

Não houve mudança nenhuma. Nem pra melhor, nem pra pior. Penso que, a longo prazo, não comer colesterol seja bom para as artérias. Mas, mesmo no tempo que eu comia produtos animais, meu colesterol não era alto. Em verdade deixei de comer produtos animais por razões éticas e não nutricionais ou de saúde. Mesmo que me prejudicasse a saúde, eu teria deixado de comer.

Professor, a maioria dos meus amigos vão votar no Jair Bolsonaro, eu estou indeciso. Acha que ele é um candidato apto para comandar o Brasil?

Não. De modo nenhum. Bolsonaro é um direitista, conservador, reacionário, militarista, capitalista e tudo o mais que se pode pensar de ruim para um governante. É como o Trump. Mesmo que não seja corrupto (se não for). Todavia, honestidade não é o único requisito para um político. Até que ele pode ser competente também. Mas, do mesmo modo, não basta ser competente. E nem basta ser muito trabalhador. Claro que tem que ser isso tudo sim. Não pode ser desonesto, incompetente e preguiçoso de modo nenhum. Mas tem que ser uma pessoa de princípios ideológicos igualitários. Uma pessoa de esquerda, mas não a esquerda estatizante. Uma pessoa progressista. Uma pessoa libertária. Isso tudo ele não é.

''O amor, é uma construção social de uma necessidade biológica.'' O amor é um sentimento ou uma decisão? Pk se for um sentimento, uma hora agente para de sentir (e consequentemente, para de amar!). E se for uma decisão, então porquê é tão difícil tomá-la?

Amor não é uma construção social. O amor em todos os seus planos: afeição, amizade, desejo, amor, paixão, devotamento, cuidado, dedicação, proteção, entrega, bem-querer, bondade, solidariedade, cooperação, compaixão, generosidade, altruísmo, juntamente com a verdade, retratada por meio da honestidade, sinceridade, justiça, retidão, honra, modéstia, assertividade, probidade, são as virtudes capazes de construir um mundo harmônico, justo, fraterno, próspero e feliz para todas as pessoas e não só para algumas. Especificamente sobre o amor dos casais (hetero ou homossexuais), ele é uma reunião dos três amores clássicos gregos, a "philia", ou amizade, o "eros", ou desejo sexual e o "agape", ou amor espiritual desinteressado. Quem não conseguir alcançar a realização de algo assim na vida não pode dizer que viveu. É claro que eu acredito porque sei por experiência própria, como sei que é a maior ventura da vida, inimaginável por quem nunca dela provou. Mesmo que não seja realizada em sua plenitude do espírito e da carne, só em pensamento já é uma elevação etérea e transcendente, cujo travor tem um amaríssimo dulçor. Sofrer por um amor não correspondido é mais beatificante do que não sofrer por não ter amor nenhum. Não amar é viver a vida vegetativamente sem que o grão germine. Não ser amado é ser uma flor completamente formada e não polinizada. É preciso estar pronto para o amor a qualquer momento que a abelha cupido venha polinizar a flor. Não se escolhe a quem amar. A natureza, o acaso, as coincidências e as circunstâncias é que dirão ao coração que ele foi achado. Mas tudo pode ser efêmero. Nada vale mais que o amor. O amor não pode ser negado, restringido, dividido, negociado, reprimido, proibido, cerceado, contido, escondido, subtraído... O amor só pode ser adicionado, multiplicado, extravasado, espalhado, revelado, disseminado, compartilhado, cultivado, frutificado... Sem barreiras, exclusividade, desculpas, rodeios, mentiras, trapaças, temores, pudores, exigências, cobranças... Com alegria, harmonia, ternura, carinho, respeito, amizade, admiração, zelo... Mas ardoroso, impulsivo, sôfrego, extasiante, avassalador... Por sentimentos, desejos, vontade, ações, testemunhos, declarações, gentilezas, presentes... Entre toques, abraços, beijos, enlaces, suores, tremores, estertores, exaustão... E tem que fazer vibras todas as fibras do ser numa melodia celestial, exalar os mais inebriantes perfumes, propiciar as mais belas imagens do ser amado, sentir as mais suaves e arrepiantes carícias e evocar os mais significativos momentos de indizível romance, prazer e elevação. Viver sem amar não é viver, é padecer e suportar a mais indizível tristeza que a vida pode conceder. Busca o amor antes de tudo o mais. Nunca é tarde para amar enquanto houver vida. A falta de tudo o mais, com amor, pode ser suportada. A presença de tudo o mais, sem amor, é insuportável. (continua)

Se os "H. neanderthalensis" não fossem totalmente extintos, como seria nossa relação com eles nos dias atuais? Seriam tratados como animais apenas?

Não há como saber, mas penso que não. Eles seriam pessoas humanas também, só que não de uma raça diferente, mas de uma espécie diferente. Com sua capacidade mental semelhante à do Homo Sapiens, o Neandertal, certamente, teria, também, desenvolvido sua linguagem e uma civilização, até mesmo, tecnológica. Penso que seriam muito parecidos com nossa espécie. O que não dá para saber é se as duas coexistiriam pacificamente ou seriam inimigas.

Ernesto, qual a diferença entre cotista e bolsista. Passei no vestibular por corta. A universidade na aceita cotistas que já entraram por cotas no passado. Já entrei numa universidade sendo bolsista por causa da renda e estudo em escola pública. Não sei se poderei me matricular por conta disso

As cotas definem vagas destinadas especificamente a pretendentes que se enquadrem em condições estipuladas, como negros, egressos de escolar públicas ou outras. Mas não tem nada a ver com concessão de descontos nas anuidades escolares. As bolsas, por outro lado, são descontos de anuidades concedidos por qualquer motivo que, inclusive, pode, também, ser o mesmo das cotas. Além disso, existe o financiamento das anuidades pelo governo, a ser pago depois da conclusão do curso.

Newton desenvolveu o cálculo infinitesimal e integral? O integral foi para calcular cada camada ou fatia da Terra que exercia interação em um corpo sobre sua superfície. Essas camadas infinitesimais então somadas, as interações, daria a interação total desejada.

Sim. O cálculo infinitesimal abrange o cálculo diferencial e o cálculo integral. O que Newton pretendeu foi, justamente, isto: calcular a força gravitacional resultante de toda a massa da Terra sobre um corpo próximo dela. Para tal ele teria que pegar a expressão para a força de cada elemento de massa da Terra e achar essa resultante. Isso não é um problema fácil e requereu a execução de uma integral. Só que o cálculo integral ainda não existia e Newton teve que inventá-lo.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Teorema_das_cascas_esf%C3%A9ricas

Você é a favor de Drives Genéticos que acabam eliminando populações de mosquitos transmissores de doença? Numa visão vegana, ser a favor disso não seria contraditório?

Matar um animal, humano ou não, é ético se for em legítima defesa. Como um mosquito é um vetor de doenças fatais, sua eliminação constitui uma legítima defesa. O mesmo pode ser aplicado a baratas e animais peçonhentos, como aranhas e escorpiões (que não são insetos). Ou cobras venenosas e, até mesmo, ratos, se forem selvagens.

As hélices do meu ventilador giram em sentido horário. Quando elas estão em alta velocidade, parecem que estão girando em sentido anti-horário. Por que?

A razão é que a visão humana possui um tempo de persistência de cada imagem captada que permanece por mais ou menos um vigésimo de segundo. Quando um objeto em rotação é constituído por setores angulares diferenciados e igualmente espaçados, como as pás de um ventilador, enquanto elas giram, se nesse tempo de persistência o giro for tal que a próxima posição seja mais perto do setor vizinho seguinte do que do setor original, a impressão que se tem é que o movimento tenha ocorrido em sentido inverso, isto é, do setor da frente para o detrás que passou a ocupar a nova posição mais próxima dele.

Em relação a temperatura é possível se chegar ao zero absoluto?

Não. Isso já foi estabelecido e consiste na "Terceira Lei da Termodinâmica":
https://pt.wikipedia.org/wiki/Terceira_lei_da_termodin%C3%A2mica

O ser humano só respeita o que ele teme?

Claro que não. Respeito não é medo. Respeito é o reconhecimento da importância de algo por seu valor. O que se teme não se respeita, se teme. O que se respeita não é o que se teme. É o que se confere valor, importância e significado.

Recentemente um estudo revelou que a adolescência é até os 24 anos e não mais até os 19 ,o que você achou? (Eu achei meio estranho prefiro até os 18/19 mesmo kkk)

A adolescência que está se considerando é uma "adolescência cultural". Biologicamente a adolescência se situa entre uns doze e dezessete anos. No caso esse estudo se refere à cultura ocidental, na qual, na atualidade, as pessoas só se integram à vida adulta, assumindo todas as suas responsabilidades de forma independente, realmente, lá pelos vinte e quatro anos. Todavia em outras culturas as pessoas já são adultas e responsáveis bem mais novas. Mesmo no ocidente isso se aplica à classe média e à elite. Para o proletariado a vida adulta também começa bem mais cedo. Isto é, com muito menos idade a pessoa já tem que se prover. Mesmo para a classe média, não faz muito tempo, uma pessoa lá pelos seus dezoito anos já era adulta. Eu comecei a trabalhar com dezoito, no mesmo ano em que comecei a cursar faculdade. A partir de então, mesmo morando com meus pais, já tinha a minha cota de contribuição para as despesas da casa.

A vida ensina menos que os livros?

Depende do assunto. Há os que se aprende mais pelos livros e os que se aprende mais pela vida.

Por que as pessoas valorizam e endeusam apenas pessoas futeis que não tem nada de util a oferecer? Por que elas preferem idolatrar um famoso qualquer do que um genio? Na sua época as pessoas valorizavam pessoas mais importantes?

Não acho que seja assim. Quem valoriza pessoas fúteis são as pessoas fúteis. As pessoas mais ligadas valorizam pessoas realmente de valor. Quando eu era mais novo não era diferente de hoje. Contudo, atualmente também é a "minha época", pois estou aqui.

Você gostar de conversar coisas do dia a dia ou só gosta de falar quando é pra ensinar algo mesmo?

Na interação pessoal cotidiana, ao vivo, eu converso normalmente assuntos do cotidiano. Este ask, contudo, eu entrei a pedido, para responder perguntas referentes a conhecimentos, especialmente de Física, mas de outros assuntos também. Daí que, das mais de cem perguntas que me chegam por dia, eu seleciono as que se referem a temas de interesse mais genérico e respondo, já que não dá para responder mais de vinte.

O questionador aprende mais do que o observador?

Não necessariamente. Porque, para aprender, não basta questionar. É preciso procurar respostas para as questões. Por outro lado, apenas observar também não leva a um bom aprendizado, se não se busca, pela observação, responder a questionamentos. Ou seja, há que se observar e questionar, cada uma dessas atividades retroalimentando a outra.

Pode existir alma sem existir Deus?

Sim. Do mesmo modo que poderiam existir deuses e não existir almas ou quaisquer outros espíritos, como anjos e demônios. Muitas religiões considerem que os animais não humanos não possuem alma. O budismo é uma religião que considera que existam espíritos, mas não deuses. Todavia, em verdade, não há nada que evidencie ou comprove quer a existência de deuses, quer de espíritos.

Não ter levado o ensino médio a sério afeta o aprendizado da pessoa porteriormente?

Sim. Não só o ensino médio como todo o processo de aprendizagem escolar, desde o começo do Ensino Fundamental. Porque o aprendizado é cumulativo, cada nível dependente do domínio dos níveis que lhe precedem. Assim a deficiência em qualquer um deles compromete todos os que lhe seguem.

É necessario ter opinião sobre tudo? As vezes não basta apenas saber ou aceitar que não entende sobre algo do que sempre querer firmar uma opinião ?

Não é necessário ter opinião sobre tudo. Mas é bom que se tenha sobre o máximo que se puder. Note que estou falando de opinião e não de certezas. Opiniões advêm de considerações de plausibilidade. Todavia, se não se debruçou sobre o assunto para analisar a plausibilidade das diversas concepções sobre ele, então não é possível se ter opinião. Ou mesmo que, tendo analisado, não se tenha chegado a uma conclusão. Há muitos temas sobre o qual eu mesmo não me debrucei para refletir e, em verdade, não tenho interesse nenhum em fazê-lo. Por exemplo, qual o melhor time de futebol do Brasil.

Leio, ouço,e procuro entender as lógicas e argumentos dos estudiosos sobre o assunto religiao/ateismo,mas ñ me rotulo , pois ñ quero me convencer do que nao tenho ctz e nem por apenas dizer que faço parte de determinado grupo,seria errado debater o assunto sem fazer parte de nenhum desses grupos?

Claro que não. Apesar de muita gente criticar, é perfeitamente legítimo se ficar "em cima do muro", não se decidindo por alguma opção em razão de não se estar convencido de nenhuma delas.

Talvez as pessoas não estejam praparadas para perderem sua fé. Se as pessoas com fé já são inconstantes e as vezes até perigosas, agora imagina sem a fé em algo que elas acreditam puni-las por seus atos? O mundo sem fé seria mais nocivo do que é hoje!

Por isso é que é preciso tornar as pessoas filósofas. É a Filosofia que supre a falta de fé. Principalmente a ética. A pessoa precisa saber que tem que fazer o que seja certo e não fazer o que seja errado pelo valor intrínseco do bem e a total inadequação do mal. Em razão da felicidade geral do mundo. Isso é que as escolas têm que incutir na mente da juventude. A virtude pela virtude, sem que sua observância implique em premiação nenhuma e sem que sua inobservância implique em punição nenhuma. A aquisição gradual dessas disposições, justamente pela assimilação da Filosofia, se dará em paralelo com a assimilação do total despropósito de qualquer fé e com a conclusão fatal da inexistência de qualquer tipo de realidade sobrenatural, como uma alma imortal e algum prêmio ou castigo pela conduta terrena em uma pretensa vida após a morte.

Às vezes você fica frequentemente tão absorto em seus pensamentos que ignora ou esquece do seu entorno?

Sim. Muito frequentemente. Aliás, vivo muito no "mundo da Lua" e não tenho, nem um pouquinho, os "pés no chão".

Um dia fiz um teste envolvendo seu nome, eu disse uma frase a uma pessoa e ela discordou, em seguida disse que vc tinha falado aquilo ea pessoa mudou de opinião na hora,ou seja,a sua fama no ask,faz com que tudo o que vc diz seja certo e as outras opinioes/convicções sejam erradas sem prévia analise

Isso é muito mau. É preciso que as pessoas examinem tudo e façam sua crítica, antes de concordar ou discordar. Digo isso não só a respeito do que eu diga, mas a respeito do que qualquer pessoa diga. Inclusive Buda, Jesus ou Maomé. Do mesmo modo que Kant, Darwin, Marx ou Einstein. Aproveito esta resposta para alertar meus leitores de que não há nenhuma garantia de que eu seja dono da verdade. O que eu digo é o que estou convicto de que seja verdade. Mas pode não ser. Há que se cotejar com outras opiniões e tirar as próprias conclusões e, então, defendê-las com argumentos. Não é bom ser adepto inconteste do pensamento de ninguém.

Se você fosse contratar uma pessoa pra uma vaga de emprego, valorizaria ela olhar nos seus olhos enquanto fala com você e o escuta? A maneira como fala, a altura que fala? Ou isso é menos importante que aparencia fisica e as roupas que ela usa?

Tudo é importante. Mas o mais importante é a competência para executar o trabalho pretendido. Depois disso a responsabilidade, a dedicação e a confiança. Depois disso a criatividade e a inventividade. Depois é que veem esses aspectos que você citou, como o modo de trajar. Mais importante do que o modo de trajar é o de se comportar, de forma educada, solícita, gentil, respeitosa. E é preciso que seja uma pessoa sincera, inclusive para discordar das chefias, quando considerar erradas. Há outros aspectos a considerar, como a limpeza. Mais importante que o modo de falar é a capacidade de argumentar, de conduzir um raciocínio, de tirar conclusões. Não precisa olhar nos olhos. Pode ser uma pessoa tímida. Isso não importa. A não ser que o trabalho seja de vendedor. Mas se for de um cientista, qual o problema. Ou de um piloto de avião.

Foi difícil pra você parar de comer carne ou foi tranquilo?

Foi tranquilo. Mesmo gostando de carne, não vi problema em deixar de comer. Isso já vai para mais de dois anos.

E aquelas pessoas que comem animais vivos, por exemplo em restaurantes asiaticos !? É pior ainda, é uma das atitudes mais crueis em relaçao a esse assunto.

Existem costumes alimentares verdadeiramente ignóbeis. Há (na China mesmo), quem coma fetos abortados. Outro do tipo é o abate de lagostas no processo de cozimento na água fervendo. Pessoas capazes desse tipo de crueldade, para mim, não são humanas. Dá vontade de que exista inferno para elas.

Qual o problema de ser mau se não existe Deus ou Deuses para me punir após a "morte"? Se não existe nada além e essa vida é única, posso fazer o que bem entender? Quem pode me punir se liberdade é um direito natural?

Não. Não pode não! Isso não tem nada a ver com qualquer condenação depois da morte. O mal não pode ser feito porque ele é nocivo às pessoas e nós somos uma espécie gregária. Para nós não existe só cada indivíduo, mas a sociedade. Fazemos parte de um organismo social e o mal que um faça é prejudicial a esse corpo. Daí que a sociedade, como um todo, não pode permitir que pessoas, individualmente, ajam no sentido de causar dor, prejuízo, sofrimento, tristeza, até mesmo chateação e incômodo a outras pessoas. Inclusive porque trata-se de algo que não se deseja para si e, portanto, por coerência, não se pode querer para ninguém. A liberdade é algo precioso e significa que cada um pode fazer o que quiser, exceto o mal. Não há liberdade para se fazer o mal. E quem não concede isso é o corpo social como um todo. Ele precisa se preservar. Daí que todos, para o bem de cada um, têm que cultivar as virtudes e praticá-las, em benefício geral. Sem que haja nenhum prêmio ou nenhuma punição por ser bom ou ser mau.

"Mas isso não justifica, eticamente, esse procedimento." O que nossos ancestrais entendiam de ética? Seria o mesmo que tentar convencer hoje um leão de ser herbívoro.

Realmente não entendiam. Todavia, agora que a humanidade é civilizada, isso pode ser compreendido pelas pessoas. Claro que não para muitas. Mas é preciso que o processo educativo incuta valores éticos nas pessoas. No mundo inteiro. Quando esses valores estiverem, de fato, assimilados por toda a humanidade, a pecuária vai ser extinta. Em relação tanto ao carnismo quanto em relação a tudo o mais, especialmente guerras de conquista, exploração de pessoas por capitalistas vorazes, preconceitos variados e por aí vai. É interessante ler o livro "Ética Prática" do Peter Singer.

Você aceita sugestões de músicas? No caso uma ópera de Giuseppe Verdi, conhece?

Conheço várias: Aïda, Nabuco, La Traviatta, Il Trovatore, Rigoletto, Um ballo in maschera, La forza del destino. Tenho algumas gravações delas, tanto em CDs, quanto em DVDs.

por que o período da funçao seno é 2pi ? isso equivale a uma oscilação? mas oscilação não seria a frequencia que é o inverso do periodo?

Função seno é um conceito matemático. Não tem nada a ver com nenhum movimento, seja de oscilação ou qual seja. Por acaso os movimentos oscilatórios e ondulatórios podem ser descritos por uma função seno. Período de uma função matemática é o valor do incremento da variável independente para o qual o valor da função e de suas derivadas volta a se repetir. Para qualquer valor de x, o seno de x + n x pi é igual ao seno de x, para n inteiro. Da mesma forma que o valor de todas as suas derivadas.

E se comer só animais que morrerem de causas naturais? Sem sofrimento, sem culpa.

Sim, poderia. Mas isso seria algo esporádico. O que não se justifica é a existência de uma atividade econômica imensa no mundo, como é a pecuária.

Se não fosse a proteína animal o ser humano não se desenvolveria.

Isso não é verdade. Ele requer proteína, mas não precisa ser animal. De fato, consumindo proteína animal, o desenvolvimento evolutivo da espécie foi mais rápido. Mas isso não justifica, eticamente, esse procedimento. Seria como o sucesso econômico de algum empreendimento pudesse justificar procedimentos não éticos para ser obtido.

Quanto mais leio seu perfil mais niilista tenho me tornado, alguém sem fé e esperança. Isso tem me feito mal mas bem também.

Só que eu não sou niilista e repudio o niilismo. O niilismo é a consideração de que não existem valores, de que não importa ser bom ou mau, de que o que vale é levar vantagem. Isso não é correto, pois o bem e o mal existem sem referência nenhuma a qualquer divindade e o mal é para ser repudiado e o bem estimulado. Por razões inteiramente humanas. Fé e esperança, de fato, não são algo que se deva ter. Porque fé é uma crença, ou seja a aceitação de algo como verdade sem evidências nem provas, que, inclusive, não possui sequer indícios de que seja verdadeira. Então a fé é totalmente despropositada. Esperança é a consideração de que algo venha a ocorrer favoravelmente ao que se deseja, sem que se envidem esforços para tal. O que se deve ter é confiança, ou seja, considerar que, uma vez envidados esforços, eles conduzirão à obtenção do que se deseja. Pense bem nisso e não adote o niilismo. Mas perca a fé e a esperança sim. Todavia tenha confiança.

Quer dizer que sou mau por me alimentar de carne?

Se você faz isso de modo inconsciente, sem ter refletido sobre o assunto, não é mau, pois a maldade requer que seja feita com consciência de que se está fazendo algo errado. Mas se você já pensou muito sobre o assunto e concluiu, como penso que deva concluir, que não é correto, então se você continuar a comer carne estará sendo mau sim.

As pessoas evitam ver vídeos de crueldade animal nesses lugares pra nao se convencerem que é errado, ou usam o argumento de que "não fui eu que matei" , eu mesmo pararia de comer se eu precisasse matar, mas penso em parar sim, por pena e não por influencia

Essa pena é que é o começo da conscientização da falta de ética em matar animais sencientes, exceto em legítima defesa. Essa pena é a consideração de que o animal sofre e que o sofrimento, seja de quem for, não é algo bom e, portanto, não deve ser provocado sem razão. E não há razão para que se tenha que comer animais.

Você critica o consumo de carne mas come vegetais. Não tem lógica, pois os vegetais são seres vivos também. Você é um assassino do verde, poupa a vaquinha mas não poupa o brócolis.

Não é o mesmo. Porque os vegetais não são sencientes. Eles não sofrem. Não possuem sistema nervoso. Então sua morte não se constitui em um assassinato.

Disserte-me mais sobre porque a busca pelo sucesso é bobagem?

Ora, de que se trata o sucesso? Da obtenção de meios que capacitam a pessoa a satisfazer seus desejos, como, por exemplo, dinheiro ou poder. Todavia o sucesso não implica, necessariamente, em felicidade e felicidade sim, é o que se almeja sem que seja condição para nada além dela mesma. Pode-se atingir a felicidade sem que se tenha sucesso. E se isso se dá, para que o sucesso? Buscar o sucesso só se justifica se ele propiciar felicidade, caso contrário a busca é vã. Então o que se deve desejar é a felicidade, podendo ela advir do sucesso ou não. Em geral a felicidade não é alcançada quando se a busca mas é um brinde que se obtém ao se dedicar, por exemplo, a fazer o bem.

É possivel imaginar algo que nunca se viu antes sem usar nenhuma referencia visual?

Sim. Pode-se imaginar o som de um instrumento musical não existente, algum odor, alguma sensação tátil (digamos uma meleca áspera), algum sabor. Uma imagem não é, necessariamente, pictórica. Imagem é uma representação mental de uma sensação, fornecida por qualquer sentido. Ou a elaboração mental de uma possível sensação, mesmo que não realmente experimentada.

Quando foi a ultima vez que descobriu que estava errado sobre determinado assunto e que assunto foi esse?

Quando me tornei vegetariano. Antes eu comia carne e não via problema nenhum. Depois comecei a pensar no assunto e concluí que matar um animal senciente para comer é um assassinato tão eticamente condenável quanto matar um ser humano, mesmo que não seja para comer. Então me tornei vegetariano. Recentemente, ao ver a crueldade dos criadores de galinhas poedeiras e de vacas leiteiras (especialmente a matança dos bezerros machos) concluí que, também, não deveria comer ovos nem laticínios. Se bem que há os ovos caipiras, mas os criadores das galinhas caipiras também as matam quando param de botar. Acho que todos os animais deveriam ser deixados livres na natureza selvagem e a atividade pecuária deveria ser extinta do mundo. Do mesmo modo que a caça e a pesca. Exceto em casos em que não há outra alternativa, como para os esquimós no inverno. Claro que se argumenta que, na natureza, há predadores, que matam outros animais para comer. Só que eles não possuem consciência e o ser humano sim. Ou outro ser que tenha existido ou virá a existir na Terra, ou exista em outro planeta.

Eu não acredito nem desacredito que exista Deus, eu tenho 3 referencias no momento...Você que é ateu, um ex espirita e um espirita...três referencias e três convicçoes , pensamentos e embasamentos diferentes, acho mais justo ter referencias de ambos os lados para formar a minha propria convicção

Certamente que sim. Analise todos os argumentos, de todos os lados (que não são apenas dois). Examine não só os argumentos ateístas e espíritas, mas também os cristãos (note que o espiritismo não é cristão, pois não admite que Jesus seja deus), os muçulmanos, os hinduístas, os deístas, os panteístas, os zoroastristas, os budistas, os umbandistas, os candomblesistas e assim por diante. Faça um cotejo de tudo e tire suas próprias conclusões. Foi o que eu fiz há quase cinquenta anos e que me levou a adotar o ateísmo como a conceção correta a respeito do assunto. Isso, contudo, é um trabalho para muito tempo.

Quando você diz " O que eu não respeito é quem diz que crê e não vive em consonância com sua fé. Por exemplo, quem se diz católico e não pretenda ser santo." vejo que julga as pessoas. Mas não temos como avaliar as pessoas sem estar na sua pele, dentro de seu contexto, sabendo de seus motivos.

Julgo sim. Para mim, não se pode dizer que se é católico, cristão em geral, muçulmano ou quem professe qualquer religião se não tem o firme propósito de ser um santo dentro dos parâmetros dela. Mesmo que não consiga, é preciso que se empenhe ao máximo para tal. Senão não diga que segue alguma religião. Acho que há quem não queira ser santo, por considerar que a santidade lhe podará muitos satisfações que queira fruir na vida. É um direito de todo mundo. Só que, não querendo ser santo, não pode dizer que professa alguma religião. Um princípio ético fundamental é o do "dito e feito, feito e dito", isto é, "faça tudo o que diz e diga tudo o que faz". Não diga que faz o que não faz e não faça o que diga que não faça. Do mesmo modo que não deixe de dizer o que faça e não deixe de fazer o que diga.

Gênios erram?

Certamente que podem errar. O próprio Einstein, que foi um gênio, cometeu vários erros. Leia o livro "Os Erros de Einstein", de Hans Christian Ohanian (Larousse). Newton também, uma vez que era alquimista. Além de ter suposto que o tempo e o espaço eram absolutos. Aristóteles, então, cometeu vários. Mas isso não lhes tira, em absoluto, a genialidade. É preciso analisar seus erros no contexto em que foram cometidos e em razão dos conhecimentos disponíveis então.

"Morbidez seria supor que existisse um deus que mandasse pessoas para o céu ou para o inferno, eternamente. " Quando afirma isto me lembro que você mesmo acha que as pessoas que ajam errado devem ser presas e condenadas a trabalhos forçados. Não seria justo todos fossem absolvidos.

De modo nenhum. É preciso castigo para a prática do mal. Só que um castigo eterno não guarda proporção com nenhum crime, pois não existe maldade infinita.

Se você morrer e acordar em outro lugar vai com certeza achar que isso é fruto da sua mente recém falecida e vai tentar achar uma resposta cientifica para aquilo, ninguém gostaria de perceber que se enganou tanto com determinado assunto. O seu ateísmo vai para o além tumulo.

Certamente que sim. Todavia tal não vai acontecer. Ao se morrer a pessoa não tem mais consciência de nada, como se estivesse em sono profundo ou anestesiada. Simplesmente porque não existe mais a pessoa. Uma pessoa é um animal com inteligência e consciência, "em funcionamento". Uma vez que morra, para de funcionar e, portanto, não é mais pessoa. Deixa de existir.

Ao mesmo tempo que defende o respeito a opniao alheia e que diz ñ ter certeza, você quer convencer as pessoas a não acreditarem em Deus e fala sobre a inexistencia como se tivesse certeza disso, há sempre uma contradição quando fala sobre isso, seu achismo se tranformou em verdade irrefutavel

Nada disso. Eu não tenho certeza de que não existam deuses. Mas tenho plena convicção. Por isso sinto-me na obrigação, por caridade, de convencer os outros da procedência de minha convicção, para que não vivam equivocados. Não é um achismo. Não é uma opinião. É uma convicção. Mas que não é uma certeza. Isso acontece, também, com a maioria das pessoas que considera que deuses possam existir, bem como espíritos. Elas têm plena convicção. Mas não têm certeza, pois isso é impossível de se ter a respeito de algo que não seja patentemente evidente ou não comprovado logicamente sem a menor dúvida, como se dá a respeito de uma realidade sobrenatural.

Vamos esquecer o fato de que não há provas da existencia de Deus e focar nos argumentos...é correto afirmar que a pessoa que crê em algo sobrenatural é analfabeta, Ignorante e coisas do tipo? Parece haver respeito nesse tipo de opinião sobre quem pensa diferente de você?

Claro que uma pessoa que creia na existência de uma realidade sobrenatural, por isso, não é uma pessoa burra ou ignorante. É uma pessoa que, ou não se debruçou em profundidade sobre a análise do assunto e tem a sua crença fundamentada na aceitação do que o contexto em que está inserida considera verdadeiro ou, se o fez, concluiu, equivocadamente, pela veracidade de sua crença. Mesmo que a pessoa seja inteligente e culta, é possível que cometa tal engano. Ainda há os que, mesmo tendo concluído pela improcedência dessa crença, afirmam possuí-la para não ficarem em situação de rejeição por parte do contexto em que se inserem. Sempre busco argumentar com quem tenha fé em deuses e espíritos, que sua fé é algo improcedente, sem, contudo, impingir minha convicção. Se a pessoa persiste em sua fé, e é uma pessoa sincera e convicta e, mais ainda, vive de acordo com o que acredita, eu a respeito. O que eu não respeito é quem diz que crê e não vive em consonância com sua fé. Por exemplo, quem se diz católico e não pretenda ser santo.

Você quer que Deus exista?

Se existisse seria interessante. Mas não da forma como concebem os judeus, cristãos e muçulmanos que seja deus. Nem os hinduístas. O deus que eu acho que seria interessante seria o "deus de Spinoza". Todavia não há nada que indique que tal entidade exista.

Nunca deixou de lado seu conhecimento, sentou no quintal de casa, olhou para o céu e tentou sentir algo além dele? Algo sobrenatural. Não é possível que vc não se importe em morrer e deixar de existir, ver quem vc ama e imaginar que eles tem prazo de validade, vc não seria assim tão morbido.

Claro que é possível considerar normal deixar de existir. Por que não? Isso não é morbidez nenhuma. Morbidez seria supor que existisse um deus que mandasse pessoas para o céu ou para o inferno, eternamente. Não vejo que a concepção da existência de alguma realidade sobrenatural seja mais sublime do que a concepção do que seja a realidade natural, mesmo que ela apresente, também, horripilâncias. Sempre gostei de contemplar o céu e me maravilho com a imensidão do Universo. Todavia não vejo nisso nenhum sinal da existência de qualquer realidade sobrenatural. Não há nada "além" desse espaço, que se sabe se estender infinitamente. Nele está tudo o que existe e tudo o que existe é apenas o que seja natural. Claro que existe o que tenha sido produzido artificialmente por seres inteligentes, como nós, humanos. Mas tudo isso é sempre feito a partir de coisas naturais existentes. Ou seja, não existe nada que seja sobrenatural.

https://ask.fm/wolfedler/answers/144941357853 Vc msm ja disse antes q Deus poderia ter sempre existido, caso exista. Discordo. Tudo tem um princípio. Pode não acabar, mas começou. Entendo q a teoria de uma divindade é apenas uma teoria, mas há uma contradição ai.

A pergunta da Dark foi o que sempre existiu. Ou seja, dentre o que existe se existe algo que sempre existiu. Ela não abrange nada que não exista, como é o caso de Deus. Por outro lado, se existe Deus, ele seria extrínseco ao Universo, estando fora da condição de ser algo contingente. Então ele (ou "ilo" que seria a terceira pessoa do pronome pessoal reto do gênero neutro) poderia ter sempre existido. Todavia isso cria um problema que é o de se considerar o significado de "sempre" em uma situação em que não exista tempo, como seria sem a existência do Universo. Para mim isso é uma dos muitos argumentos contrários à existência de algo que seja a realização do que se conceitua como sendo "deus". Sua afirmação filosófica de que "tudo" tenha que ter um princípio não tem suporte, se por "tudo" se conceber não apenas o que faça parte do Universo (o que já envolve, também, uma contradição com o conceito de Universo, como o conjunto de tudo). Está no mesmo patamar da suposição de que tudo tenha que ter uma causa. Não tem!

quando aquela maldita maçã caiu na cabeça de newton, ele teve um dos maiores insights de todos os tempos?

Acho que sim. O que ele percebeu é que, simplesmente, a ação que faz as coisas caírem aqui na Terra é do mesmo tipo da ação que faz a Lua girar em torno da Terra e a Terra em torno do Sol. Em outras palavras: as leis que descrevem o funcionamento do mundo terrestre são as mesmas que descrevem o funcionamento do mundo celeste. Isso é que não era considerado até Newton. Com essa descoberta, inclusive, ele abalou os alicerces da compreensão teológica do mundo, levando a se pensar que tudo é físico, inclusive o céu. Para conferir ele calculou a aceleração centrípeta do movimento da Lua em torno da Terra e comparou com a aceleração de queda dos corpos aqui na Terra. Então ele considerou que a ação da Terra sobre os corpos seria como se toda sua massa estivesse no centro. Para demonstrar isso ele teve que inventar o cálculo integral. Dessa comparação ele concluiu que a gravidade (que era essa ação) variava com o inverso do quadrado da distância. Fantástico! Isso ele confirmou calculando a aceleração centrípeta do movimento dos planetas em torno do Sol e multiplicando pelo quadrado de suas distâncias ao Sol, o que deu o mesmo número. Interessante que essas informações já eram disponíveis há tempos e ninguém descobriu a lei. Nem mesmo Kepler, que fez uso delas.

por que o conceito de frequência em física varia de f=1/T para f=velocidade/lambda

Por definição a frequência de um movimento periódico, seja de rotação, vibração ou onda, é a razão do número de repetições pelo tempo gasto em executá-las, isto é, f = n/t. Por outro lado, o período é o tempo que gasta a execução de cada repetição e pode ser calculado dividindo-se o tempo de n repetições por n, isto é, T = t/n. Dessas duas expressões se acha que f = 1/T. No caso de uma onda, cuja forma se desloque com a velocidade v, dita "de fase", o chamado "comprimento de onda" é a distância percorrida pela forma da onda durante o período, isto é, o tempo que ela gasta para voltar a repetir a mesma forma. Dividir essa distância pelo tempo gasto em percorrê-la é, logicamente, a velocidade com que a forma da onda se desloca, isto é, v = λ/T, onde λ é o comprimento de onda. Sendo T = 1/f, vê-se que v = λf, donde se tira que f = v/λ.

Qual é a dieta mais saudável?

Para o bem de si e o bem do mundo:
Não coma carne nenhuma,
Não como ovos nem laticínios,
Coma verduras,
Coma legumes,
Coma frutas,
Coma cereais,
Coma leguminosas,
Beba só água,
Coma pouco.

Acha que Hegel é o filósofo mais "complicado" de se entender?

Não só ele, mas também Heidegger e, um tanto quanto, Kant. Bem didáticos foram Tomás de Aquino, Hume, Bertrand Russell, por exemplo.

O que é um gênio?

Um pessoa portadora de superlativa capacidade cognitiva, acompanhada de muita criatividade e imensa disposição para trabalhar. Mas tem que ser superlativa mesmo. Muito acima do normal. Todavia só a alta inteligência não configura a genialidade, se não for acompanhada da criatividade e da diligência. Além disso, eu acrescento o compromisso com a verdade e a mais completa nobreza de caráter.

https://youtu.be/-snObHYLDCI Concorda com os Sofistas? Em que partes? Eles usavam a lábia pra convencer em vez de provar, mas alguns usavam ceticismo em relação a crenças em verdades absolutas. Vê isso como prós e contras?

O ceticismo metodológico e não o pirrônico é uma excelente postura filosófica. Mas os sofistas pecavam ao considerar que o importante era vencer a discussão e não proclamar a verdade. Isso é o que Sócrates combatia neles. A busca da verdade, mesmo que não seja atingida, é o objetivo maior da Filosofia. Para tal há que se ter o espanto e, também, a dúvida.

O que sempre existiu?

Absolutamente nada. Nem espaço vazio, nem passagem de tempo. Tudo o que existe começou a existir sem antes existir. Mas isso não significa que teve que ter uma causa para tal, como diz o Willian Lane Craig.

Qual a sua opinião sobre a proposta de restauração da monarquia no Brasil?

Discordo totalmente. Não acho que monarquia seja uma forma de governo boa. A república é muito melhor, a haver governo. Porque os governantes são substituídos periodicamente ou defenestrados por impedimento. Inclusive sou favorável à República Parlamentarista. A monarquia também é ruim por considerar que certa família seja, de alguma forma, mais importante do que qualquer outra. Isso é insustentável em uma sociedade igualitária, como acho que tem que ser. Ou seja, qualquer um pode ser o governante, desde que seja eleito. Mesmo que se exija, como acho que se deva, alguma condição para a candidatura, além da idade mínima e a posse das faculdades mentais, como a demonstração de uma suficiência de conhecimentos políticos. E, certamente, a ficha limpa.

1 = sen² + cos² => sen = (1-cos²)^1/2 => 1/sen = 1/(1-cos²)^1/2, se fizermos cos=V/C, então; 1/sen = 1/(1-V²/C²)^1/2 => cossec = 1/(1-V²/C²)^1/2. Portanto o importantíssimo fator de Lorentz é apenas uma simples cossecante. Esta relação não deveria ser mais divulgada?

Você, primeiro, tem que chamar arccos(v/c) de algo, por exemplo de α. Então o fator relativístico γ = (1 - v²/c²)^(-1/2) = csc(α), decerto. Todavia trata-se de uma complicação adicional desnecessária.

Então Freud estava certo ao dizer que existe o inconsciente? A definição de inconsciente que você usa é a mesma dada por Freud?

Sim, o inconsciente existe. Trata-se do processamento mental que não é levado à percepção da consciência, isto é, que o sujeito não sabe que está ocorrendo. Em verdade a maior parte do processamento do cérebro é inconsciente. Todavia Freud atribuiu ao inconsciente propriedades que não são verificadas.

Quais países você prefere, em termos de filosofia e literatura?

Alemanha, França, Inglaterra, Itália e a Grécia Antiga.

A categorização das coisas em "masculinas" ou "femininas" sempre vai existir?

"Coisas" não são masculinas nem femininas. Masculinos e femininos são seres vivos sexuados. Todavia há coisas tidas como apropriadas para serem usadas por pessoas humanas do sexo feminino e outras para pessoas do sexo masculino. Todavia essa categorização não é taxativa, ou seja, algo que seja considerado de uso feminino pode ser usado por homens, como sutiãs, do mesmo modo que algo considerado de uso masculino pode ser usado por mulheres, como gravatas. Da mesma forma que ocupações não são exclusivas nem para homens nem para mulheres. Esse preconceito ainda existe em alguns casos, mas está sendo gradativamente superado por um cada vez maior esclarecimento das pessoas, de modo que, futuramente, não existirá, em absoluto. Por outro lado, como se trata de uma concepção humana (ou de algum outro ser de nível de consciência similar que tenha existido ou venha a existir), mesmo que não seja abolido, jamais será para sempre, uma vez que nenhuma espécie de ser vivo existirá para sempre no Universo, que, no futuro, não apresentará condições ambientais para a existência de qualquer vida em qualquer lugar.

"Se o desconhecimento da natureza criou os deuses, então o seu conhecimento os destruirá". Concorda com essa frase de Holbach?

Concordo. Ou seja, o conhecimento da natureza destruirá a concepção de que deuses existam e não os deuses, pois, não existindo, não há como destruí-los.