sexta-feira, 14 de junho de 2019

Por que se deixa de amar uma pessoa?

Não existe um motivo único. Cada amor que se tenha pode acabar por razões diferentes. Ou por desapontamento, ou por não vivenciamento, ou por injúria, ou por outra razão. O interessante é que é possível se continuar amando alguém mesmo quando se passe a amar outro também. Isso é que precisa ser reconhecido e aceito como algo normal e passível de realização em relacionamentos paralelos, sabidos e consentidos por todos os envolvidos. A não aceitação disso é fonte de grande sofrimento de muita gente que se vê, por isso, obrigada a uma escolha e a uma renúncia a algumas das relações amorosas. Mas não do amor, pois ele continua a existir para todos os que se ame, mesmo que só se realize em uma relação com um deles.

Então o maior desperdício de tempo da sua vida foi ter estudado teologia?

Sim. Mesmo que, por esse estudo, tenha concluído que deuses não existam. Mas poderia já ter partido dessa concepção e não ter perdido tempo em chegar a ela. Isso me consumiu vários anos de reflexão.

Pelo menos você é sincero em suas crenças. Isso é muito raro. Parabéns! Pessoalmente só conheci um cristão. Virtualmente um ancap (Daniel Fraga) e vc.

Obrigado pela apreciação, mas eu não sou cristão, mesmo que admita como válidas algumas propostas do cristianismo, no aspecto ético e não no teológico. Acontece que não acho que exista nenhum deus e, muito menos (mesmo que existisse algum deus), que Jesus seja divino. Inclusive nem estou certo de que a pessoa humana mesmo de Jesus tenha existido. Além disso não acho que exista nenhum tipo de realidade sobrenatural, como espíritos (almas, anjos, demônios), nem céu nem inferno. Não apenas não sou cristão como também não tenho religião nenhuma e não admito nenhuma crença religiosa (o que não é o mesmo). Mas meu ateísmo não é dogmático (gnóstico) e nem agnóstico. É cético. Ou seja, considero que não exista nenhuma realidade sobrenatural mas não tenho certeza disso. Nem acho que não seja possível se saber.

Por que todos compreendem o Comunismo de forma equivocada, ou seja,como capitalismo de estado?

Todos não. Só os mal informados. A razão é que os governos que implantaram esse regime econômico capitalista de estado, dentro de um regime político totalitário, a si mesmo se chamaram de "comunistas" ou "socialistas". E isso porque, na proposta de Marx, a "ditadura do proletariado" seria uma fase transitória para o atingimento do verdadeiro comunismo.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ditadura_do_proletariado
https://en.wikipedia.org/wiki/Dictatorship_of_the_proletariat
O problema é que, tanto na União Soviética quanto nos demais países que lhe foram satélites, a "Ditadura do Proletariado" passou a ser o sistema definitivo de governo. Então esse tipo de sistema político e econômico ficou sendo conhecido como o que seria o "comunismo" e não o verdadeiro comunismo.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Comunismo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Socialismo
View more

Como se conquista maturidade?

Pensando. Sempre pensando muito. Ponderando tudo o que se observa, refletindo a respeito, buscando compreender, estudando. Nunca aceitando o que se apresenta como certo porque todo mundo considera que seja. Julgando em razão do bem e do mal que produz. Note que maturidade não é ser conservador e tradicional. Nem é ser progressista e inovador. É ser o que é bom ser em cada caso, em função do bem e do mal que produz. Maturidade não é ser tão sapiente mas ser sábio. Maturidade é ser ponderado, mas também ser ousado, se isso for o certo no caso. Não é preciso ser velho para ser maduro. Um jovem pode o ser e um velho pode não o ser. Mas não é ser sisudo ou casmurro. É ser alegre e jovial, sem ser debochado. É não ser hipócrita, não ser invejoso, não ser sarcástico, não ser irreverente, não ser irônico, não ser cruel. É ser responsável, diligente, solidário, prestativo, operoso. É ser amigo, confiante, confidente, confiável. É ser humano.

Por quê, até hoje, o Comunismo só conseguiu ser implantado através de ditadura?

Porque o que essas ditaduras implantaram não foi comunismo coisa nenhuma. Foi um capitalismo de estado, chamado de socialismo e, até, de comunismo. Os empresários privados foram substituídos pelo governo e os trabalhadores continuaram empregados assalariados, só que do governo. O poder passou das mãos dos plutocratas para os burocratas do governo e do partido dito (erronemente) comunista. Mas a situação dos trabalhadores não mudou. Esses chamados "comunistas", como os bolchevistas da Rússia, em verdade, são traidores da causa comunista verdadeira, que é a causa libertadora dos trabalhadores do jugo do salário. Não se consegue estabelecer nem o comunismo nem a anarquia por meio de revolução e nem por meio de governos autocráticos. Há que ser de modo democrático e livre. Por escolha de todo o povo, conscientizado de sua superioridade econômica, política e ética. Inclusive os patrões.

Você disse que perdeu tempo estudando sobrw religião, mas esse não seria o certo? Estudar todas as áreas de um assunto para assim concluir o que faz mais sentido pra você? Será que foi realmente perda de tempo ou isso foi mais justo e honesto?

Estudar religiões é interessante, mas não do modo como eu fazia no começo, em que estudava com o fito de me dedicar a seguir uma delas devocionalmente. Depois é que eu vi que teria que conhecer todas e passei a estudar todas e, então, vi que nenhuma era válida. Daí eu deplorar o tempo que eu dispendi em me dedicar devocionalmente a uma religião em particular. Esse tempo eu poderia ter usado com mais proveito no estudo de física, matemática, astronomia, história, música, biologia, filosofia, sociologia. Se assim eu tivera feito, certamente hoje, eu teria muito mais conhecimento desses temas mais interessantes. Religião é interessante se for estudada de um ponto de vista antropológico. Nunca de um ponto de vista religioso mesmo. Porque se fosse, teria que ser em relação a todas. E não se pode se dedicar religiosamente a várias religiões pois, em se aderindo a uma delas, automaticamente se deixa de seguir as demais. Não se pode ser um muçulmano cristão, ou um judeu budista ou um zoroastrista hinduísta.

Você defende a bissexualidade da mesma maneira que defende a homossexualidade ou ve ela de maneira diferente?

Qualquer forma de sexualidade, homo, hetero, bi, mono, pluri e assexual, para mim, é perfeitamente legítima e tem que ser aceita socialmente, sem o menor problema. Quer seja uma orientação nata, quer seja uma opção discordante da orientação nata. Por exemplo, acho perfeitamente correto uma pessoa heterossexual se abster de sexo por razões religiosas, como os sacerdotes, monges e monjas. Ou que uma pessoa homossexual se relacione com alguém do sexo oposto por opção voluntária. Ou que uma pessoa bissexual se relacione com outra de apenas um dos sexos. Ou que uma pessoa tenha relacionamentos sexuais apenas com uma outra de cada vez ou com várias, desde que com a ciência e o consentimento de todas. E não estou me referindo a relacionamentos fugazes e ocultos mas a relacionamentos abertos e socialmente apresentados.

Então você não pode ser considerado um filósofo pois em sua "filosofia" a claramente um viés Marxista. Além de se autodeterminar comunista. Com viés ideológico não dá para filosofar isentamente.

Absolutamente não sou marxista. Sou um comunista não marxista. E meu comunismo não é consoante nenhuma vertente estabelecida. Cada aspecto da filosofia econômica eu penso a respeito e tiro minha conclusão que não segue a de ninguém. Do mesmo modo com relação à filosofia política, em que adoto o anarquismo sem me filiar a nenhuma escola existente. Assim não tenho viés ideológico nenhum. Concordo com Marx em alguns aspectos e em outros não. Acho os marxistas extremamente dogmáticos, o que não aceito de modo nenhum. Nenhuma espécie de dogmatismo. Nenhuma gnose, como nenhuma agnose. Sou um cético em relação a qualquer assunto. Formo minhas convicções sempre provisoriamente, até que seja convencido, por alguém ou por mim mesmo, de estar equivocado e, então, mudo.

Na filosofia existem diversas concepções acerca de um mesmo tema. Há filósofos que dizem que a propriedade privada é um direito natural, outros afirmam que é um roubo. Então façamos a seguinte indagação: você seria um criminoso (ser dono de uma propriedade privada) ao comprar sua casa própria ?

Não porque o que está estabelecido socialmente é que a propriedade privada seja lícita. Todavia o que está errado é essa licitude. O que é preciso não é impedir que alguém seja proprietário na situação em que isso seja possível e sim mudar a situação para que isso não exista. Então ninguém será proprietário de nada. Mesmo assim, por coerência, eu não sou proprietário de bem nenhum. A casa em que eu moro é dos filhos da minha mulher (com quem não sou casado) em usufruto para ela. Até o meu carro velho (de 23 anos) eu ando querendo doar e ficar sem nenhum. A casa que eu já tive eu vendi e doei o dinheiro para minhas duas mulheres. Não concebo que uma pessoa comunista possa ter alguma propriedade ou que seja rica.

Acredita que os trabalhadores possuam conhecimentos necessários para possuir e gerir empreendimentos econômicos? A maioria das pessoas possui pouco conhecimento; Nâo poderia isto se tornar uma verdadeira catástrofe mundial?

Mas a gestão não estaria a cargo de trabalhadores mal preparados para isso. Os administradores também são trabalhadores e, portanto, devem ser sócios das empresas. Não existiriam patrões. Os que eram patrões também serão trabalhadores. Isto é, todo trabalhador é sócio. Mas poderiam haver sócios que trabalhassem em outras empresas e os trabalhadores poderiam, também, ser sócios de outras. O fundamental é que o trabalho seja considerado como um capital também. O estabelecimento de quanto valha, em termos de capital, o trabalho de cada um, tem que ser estabelecido do mesmo modo que se estabelece o salário que cada função deve receber, quando existe salário. Ou seja, a participação do capital total será feita, para cada um, na fração que confira o lucro correspondente ao salário que seria recebido em uma situação de lucratividade normal. Se a lucratividade for maior ou menor, a renda do trabalhador será maior ou menor. Se houver prejuízo, o trabalhador também arcará com ele, porque é um sócio.

Esses apontamentos estão corretos? É verdade que os estudos que apontam que existe uma diferença cognitiva entre homens e mulheres apresentam falhas metodológicas? http://respirativa.wordpress.com/2014/06/29/140/

Sim. É verdade o que ele diz. Acho interessante ler os seguintes livros (na ordem):
1. Diferença Essencial - Simon Baron-Cohen
2. Homens Não São de Marte, Mulheres Não São de Vênus - Cordelia Fine

Qual a corrente filosófica que você considera mais plausível?

O mais plausível para a Filosofia é que não seja atrelada a corrente nenhuma. Isso é muito ruim. É preciso que cada tema filosófico seja analisado "per se" sem estar atrelado a escola nenhuma e, então, se concluir pela melhor abordagem possível, que pode coincidir ou não com alguma proposta de alguma escola. Essa Filosofia despida de adjetivos é que é a correta Filosofia.

Como ser anarquista no século XXI?

Sendo uma pessoa que divulga essa ideia e procura convencer o máximo de pessoas de sua justeza e propriedade. Se for o caso, candidatando-se a cargos políticos nos quais possa propor leis que levem, gradualmente, ao estabelecimento da anarquia, com a progressiva retirada do estado da sociedade. Note que a anarquia só vai ser uma boa coisa se for uma concepção política unida à concepção econômica comunista. Não como se diz que o comunismo seja, isto é, uma economia estatizada, mas, pelo contrário, completamente desestatizada e com a participação de todos os trabalhadores na posse e gestão dos empreendimentos econômicos, ou seja, com a abolição do emprego assalariado.

O que é ser homen no físico, ético e moral ?

No sentido de "ser humano", ser homem é ser um animal cujo DNA é o da espécie "homo sapiens". Eticamente ser homem significa ser uma pessoa integra, isto é, virtuosa, incapaz de fazer o mal e, ao mesmo tempo, promotora do bem. Moralmente seria uma pessoa que proceda de acordo com o que prescrevem as permissões, proibições e determinações da moral, mas isso só é válido se a moral for ética. Se a moral não for ética, pelo contrário, o verdadeiro homem tem a obrigação de contrariá-la. Quanto a ser "homem", no sentido de pertencer ao sexo masculino da espécie, não vejo que tenha diferença social nenhuma em relação a ser mulher. A única diferença é o papel biológico no processo reprodutivo, isto é, os homens são incapazes de gestar, parir e aleitar, apenas se prestando a fornecer o espermatozoide que garante a variabilidade genética da espécie, que não se teria com a reprodução partenogenética, para a qual bastaria haver o sexo feminino, que é, sempre, o mais importante em qualquer espécie animal.

Adicionei recentemente algumas pessoas que o seguem e mandam perguntas eventualmente, penso diferente delas, tento expor minhas opinioes mas elas nao aceitam, fazem como se nao entendessem o que eu digo,tentam impor suas verdades sobre tudo e ñ aceitam as minhas opinioes, isso está correto?

O fato de não aceitar é perfeitamente válido. Fazer de desentendido não. Da mesma forma que pretender impor suas concepções como sendo verdades. Certamente que toda pessoa honesta consigo mesma só pode defender opiniões de que esteja convencida que sejam corretas. Se passar a ver que não sejam, tem que mudar de opinião e passar a defender o que tenha visto que seja o correto. Então deve tentar convencer os outros da propriedade de suas concepções. Todavia, tem que aceitar que nem todos ficarão convencidos por seus argumentos e, jamais, pretender impô-los ou considerar que sua não aceitação revele ignorância ou burrice. Isso é honestidade, isso é consideração, isso é postura filosófica, isso é correção de caráter. Se a pessoa a quem você apresentou suas opiniões não concordar com elas, tem que argumentar de modo educado e convincente de sua impropriedade, buscando mudar seu modo de pensar sem, contudo, pretender impor o que pensa.

Eu gostaria de ter uma experiência filosófica, uma experiência que começasse a partir dos sentidos sensoriais... Sentir-se deslumbrado com o mundo, espantado. Mas tudo isso teria que surgir naturalmente.

Não necessariamente. Se se está convencido de que uma experiência filosófica seja algo de bom e se deseje possuí-la, pode-se forçar a sua ocorrência racionalmente, levando a mente a cogitar de considerações a respeito, mesmo sem uma experiência sensorial inicial. Isso acabará levando a se ter essa experiência sensorial, provocada pela atividade racional da mente.

A ask foi errada, era "não respeito", ainda bem que você entendeu. O que sería "respeitar uma opinião"? Não é simplesmente tentar argumentar sobre o que é o mais certo sem ofender a pessoa?

Respeitar uma opinião é considerar que ela esteja sendo exarada de boa fé, isto é, que a pessoa que a possua esteja convencida, mesmo que equivocadamente, da justeza dela e que a apresenta como sendo o correto a respeito do assunto. Se consideramos que a pessoa esteja enganada, temos o dever de, educada e convincentemente, argumentar contra, de modo a demovê-la de sua opinião errada. Essa argumentação não se configura em falta de respeito. Pelo contrário. Justamente porque se tem a pessoa em boa conta, como alguém sério e respeitável, que se busca demovê-la de sua opinião equivocada. Isso é que é respeito.

qi suficiente e mínimo para estudar tópicos avançados de física, filosofia e matemática deve ser uns 120?

Não há um valor determinado para isso. Quanto maior o QI, maior a facilidade de entendimento do que se pretende aprender. Mas um QI menor não impede o aprendizado, apenas faz com que seja mais lento e mais penoso. É preciso entender, também, que o estudo para se aprender algo não pode se ater, apenas, à leitura e memorização. É preciso que a pessoa construa esse conhecimento buscando um modo pessoal de explicá-lo, como se fosse dar uma aula para ensinar aquilo. Se não fizer isso, não se aprende. O meio certo de aprender algo é ensinar isso. Mesmo que de modo simulado, isto é, fingindo que se está ensinando, mesmo sem que ninguém esteja sendo ensinado.

e o deslocamento do corpo no chão é dada pela equação de toricelli? esse deslocamento é quando o objeto toca no chão e vai para cima?

Sim, pela equação de Torricelli. Mas se aplica quer o corpo bata e volte (colisão elástica), que ele bata e fique grudado (colisão inelástica). Todavia, no caso da colisão elástica, a variação da velocidade é o dobro da inelástica, implicando em maior aceleração e, portanto, maior força. Por isso é que, ao dar um murro em alguém, se se quiser que o murro cause maior estrago, deve-se levar e voltar com a mão e não apenas levar e ficar.

Prof, o moço brigou comigo porque segundo ele eu "respeito" as opiniões, na cabeça dele é ouvir coisas do tipo "ateu é burro porque se apega em uma coisa que ele não tem certeza, igual o teísta", aí eu explico, sem ofender, mas ele vem e diz que por eu explicar eu não estou respeitando sua opinião.

Continue com sua atitude e explique a ele que, pelo contrário, você respeita a opinião dele, mas discorda dela, daí sua argumentação no sentido de que ele a mude.

“A revolução vitoriosa num país tem por tarefa desenvolver e sustentar a revolução nos outros países.” ― Joseph Stalin ... Entende agora por que o PT sustentou regimes genocidas aqui na América? Cuba (programa Mais Médicos, O porto financiado por nós), Venezuela, Bolívia...

O PT, bem como outros partidos ditos "socialistas" e, mesmo, "comunistas", têm a visão distorcida do comunismo, à moda leninista, stalinista e maoísta, que é a marxista, de que o comunismo é para ser estabelecido por meio de uma revolução. Nada disso. Comunismo é algo a ser atingido pela sociedade por meio da evolução civilizatória da humanidade. Bem como a anarquia, que é o suprassumo da ordem, uma vez que assumida espontaneamente e não por coação. O que é preciso é que as sociedades, democraticamente, caminhem no sentido do igualitarismo social, da extinção do estado e seu governo, do compartilhamento da propriedade e, num estágio avançado, da abolição da moeda. Para isso é preciso que o sistema educacional não se atenha apenas à transmissão de conhecimentos e aquisição de habilidades nas disciplinas tradicionais mas, também, passe a formar a consciência e o caráter da juventude, instilando as noções de justiça e igualdade social, responsabilidade para com o bem comum, solidariedade, espírito de compartilhamento e colaboração e não de competição. Com isso as novas gerações passarão a promover tais conceitos como ações positivas na sociedade, caminhando para o comunismo e a anarquia, as situações econômica e política ideais para a humanidade.

“Comunismo não é amor, comunismo é um martelo com o qual se golpeia o inimigo” ― Mao Tsé-Tung

Nada disso. Noção completamente equivocada de Mao. Esse conceito de comunismo dele é péssimo.

como calcular o impacto, em newtons, que um objeto faz ao cair de uma altura de 12m? Pela equação F.t=momentum final-momentum inicial, esse t é o tempo que o chão exerce a força para "empurrar" o objeto para cima?

Ou assim ou, mais facilmente, pois esse tempo é dificílimo de ser medido, pela variação da energia cinética igualada ao trabalho da força exercida pelo chão para parar o corpo (ou para empurrá-lo de volta para cima), que é o produto da força média pelo deslocamento do corpo desde que encoste no chão, enquanto se amassa, até que esteja parado.

Ciência: acreditar sem ter certeza Religião: acreditar achando que tem certeza Realidade: ????? O mais coerente: não acreditar em nada, duvidar de tudo, nao pregar o que nao se tem ctz, esperar pra morrer e descobrir quem estava certo esse tempo todo.

Não! De modo nenhum. É preciso que se proclame tudo o que se acha que seja correto mesmo que não se tenha certeza, uma vez que não se tem como a ter. Não esperar para morrer, pois assim, deixa-se de existir e, então, não vai se saber de nada. Há que se abrir a mente das pessoas sobre as concepções que não possuem fundamento, como as religiosas. Isso é um dever de caridade para com a humanidade. Do mesmo modo que quem acredite em alguma religião, só se pode dizer que seja seu seguidor, se pretender que todos o sejam, quem não acredita em nada disso só pode se dizer, de fato, descrente, se pretender que todos também o sejam.

https://ask.fm/wolfedler/answers/144875003421 Penso que dizer a frase “transformar todos em burgueses” gera muita confusão, pois, por exemplo, se a “burguesia” é vista como um mal, então seria pior ainda se todos se fundissem a ela. Diga classe média, ou melhor, nem se refira a classe nenhuma

Do mesmo modo que há quem tenha um entendimento equivocado do que seja "comunismo" e, assim, considere que ser comunista é algo ruim, por achar que seja quem seja anti-democrático, contra as liberdades, a favor da estatização de economia e outras concepções, de fato, ruins, e, nem por isso, eu rejeite a palavra comunismo como significando o que verdadeiramente significa, que é algo bom, eu também não deixo de usar a palavra burguesia em seu verdadeiro significado. Burguesia significa a classe social das pessoas urbanas que possuem uma renda intermediária, não sendo pobres nem ricos. Não significa que sejam, necessariamente, opressores dos proletários. Inclusive os maiores opressores dos proletários não são burgueses e sim empresários ricos, isto é, plutocratas e, antigamente, os aristocratas. Esses, até mesmo, oprimem burgueses. Mas nem todo plutocrata e aristocrata é opressor. O importante é sempre esclarecer o significado das palavras, mesmo que isso resulte em grande parafraseado do discurso.

Sim. Uma grande perda de tempo da vida em admitir algo inteiramente falso. Esse tempo poderia ter sido aproveitado para aprofundar meus estudos a respeito de coisas e fatos garantidos. Grande parte de minha vida foi dedicada ao estudo e à prática da religião católica, até que, esse estudo, bem como outros, me levarão à conclusão da inexistência de qualquer realidade sobrenatural, sobre o que a doutrina católica se fundamenta, bem como a das demais religiões, mesmo o budismo que não considera a existência de deuses, mas considera a de espíritos. Por isso é que insto para que todos se libertem dessa crença sem fundamento e deixem sua mente se ocupar com o que seja, de fato, confiadamente verdadeiro, mesmo que sem ter certeza.

Por falta de sabedoria. Pode ser que sejam muito bem informados, mas não são sábios. De fato, já me deparei com pessoas assim, não só em relação ao ateísmo, mas em relação ao socialismo, por exemplo. Pessoas que acham que quem acredite em deuses ou não seja socialista seja burro ou uma pessoa mal-intencionada. Isso é incompreensão da natureza humana e do caráter das pessoas, isto é, falta de sabedoria. Todavia sabedoria não é algo que se adquira com a idade, mesmo que a idade colabore. Há velhos que não são sábios e jovens que o sejam. É uma questão de modo de conceber o mundo e a vida. Não sei de onde vem.

Acreditar em deuses e espíritos te trouxe algo de negativo?

Sim. Uma grande perda de tempo da vida em admitir algo inteiramente falso. Esse tempo poderia ter sido aproveitado para aprofundar meus estudos a respeito de coisas e fatos garantidos. Grande parte de minha vida foi dedicada ao estudo e à prática da religião católica, até que, esse estudo, bem como outros, me levarão à conclusão da inexistência de qualquer realidade sobrenatural, sobre o que a doutrina católica se fundamenta, bem como a das demais religiões, mesmo o budismo que não considera a existência de deuses, mas considera a de espíritos. Por isso é que insto para que todos se libertem dessa crença sem fundamento e deixem sua mente se ocupar com o que seja, de fato, confiadamente verdadeiro, mesmo que sem ter certeza.

"Nenhum extremismo é bom" me parece uma falácia. Não acha?

Sim. Há extremismo que seja bom. Em geral, contudo, eles não são. Eu, por exemplo, sou extremista em relação ao feminismo (mas não ao femismo), em relação à honestidade, à bondade e outras atitudes.

Professor, você diz que o ideal não é que não existam mais burgueses nem proletários, e sim que todos sejam burgueses. Mas, na prática, as duas propostas me parecem quase a mesma coisa. Qual seria a diferença?

O que eu proponho é que os proletários sejam extintos e não os burgueses. Ou seja, que só exista o que se chama hoje de "Classe Média".

Os raciocínios de Leibniz eram muito bem feitos? E foi genial?

Sim. Não digo que ele tenha sido genial, pois isso é algo de extrema raridade. Mas, de fato, ele foi um pensador muito inteligente e perspicaz. Isso, contudo, não significa que tudo o que ele tenha dito seja verdade. Ele, por exemplo, acreditava na existência de uma realidade sobrenatural. Sua proposta da existência das "mônadas" carece de qualquer fundamento.

A despeito de outros assuntos, os ancaps são bastantes sucintos e elegantes quanto ao explicar o "imposto é roubo". Por que não se consegue fazer o mesmo com o "propriedade privada é roubo"? E por que ela não é um direito legítimo? É um dogma promovido pelo deus Proudhon?

Não é porque Proudhon disse que propriedade seja roubo que ela o seja e sim porque, de fato, não uma propriedade em particular, mas a instituição da propriedade privada é algo indefensável como um direito assegurado a qualquer pessoa. Tudo o que existe no mundo não é para ser de ninguém e sim para ser usado por todos. Isso é um princípio de concepção filosófica do significado da inserção das pessoas no mundo.

Buda existiu de verdade?

Há controvérsias, do mesmo modo que a respeito da existência de Lao-Tsé, Confúcio, Moisés, Jesus, Zarathustra, Maomé e outros ditos "profetas" das diversas religiões. Todavia parece que, a respeito de Buda, a possibilidade de que, de fato, tenha existido é maior do que de que não tenha existido. O mesmo não se pode dizer a respeito de Jesus.

Professor, por favor , uma resposta simples, clara e objetiva. A ciência tem CERTEZA sobre TUDO o que ela diz, sim ou não?

Não. Claro que não. Certeza é algo que não existe a respeito de nada. A ciência é a melhor proposta de explicação a respeito de qualquer tema. Mas a ciência tem apenas fortes convicções, com base no que está confirmado pelas informações disponíveis. Jamais tem certeza e não há como ter. As religiões, ao afirmarem o que afirmam como sendo certezas, cometem um terrível equívoco. Não há como garantir nada.

"Acho suas propostas bem pertinentes para a condução do Brasil" Falou disso do Enéas, mas uma das principais pautas dele era a anti privatização

"Acho suas propostas bem pertinentes para a condução do Brasil" Falou disso do Enéas, mas uma das principais pautas dele era a anti privatização

Concordo integralmente com o Leinadv. Não acho q o anarquismo seja o melhor, porém impraticável. Discordo de sua concepção e da prática, n pq o "ser humano é malvado e egoísta". Mas sim pq é algo insustentável. Msm q n goste, estude mais economia, administração e relações de trabalho q perceberá.

Discordo de você e do Leinadv. Anarco-comunismo é perfeitamente sustentável. O estudo que se faz de economia e administração é baseado no que acontece e já aconteceu. Não considera possibilidades ainda não experimentadas.

" pela qual todos produzem e prestam serviços aos outros totalmente de graça (inclusive sem trocas) e usufruem dos bens e dos serviços dos outros de graça. " Mas qual é a validade disso? Falta-lhe o estudo de uma tal de economia comportamental. Por isso o anarcocomunismo/capitalismo são capengas.

A validade reside na própria justeza da concepção. Não é preciso que se experimente para saber que é muito melhor. Mas, em parte, o anarco-comunismo já foi testado, nos kibutzim de Israel e na Ucrânia depois da revolução russa, que foi sufocado pelos traidores bolchevistas. E, também na Espanha, quando da revolução da década de trinta.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Anarquismo_na_Espanha
https://pt.wikipedia.org/wiki/Confedera%C3%A7%C3%A3o_Anarquista_Ucraniana
https://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Ucraniana
https://pt.wikipedia.org/wiki/Kibutz

Dizer que não se tem evidências de algo não é totalmente verdade, uma vez que, pessoas passaram por situações que levaram elas a acreditar em algo , por estarem vendo aquilo acontecer na sua frente. Nunca ter presenciado algo, não altera o fato de que ele exista, permita-se explorar mais as coisas.

Evidência não são constatações individuais e sim constatações passíveis de serem verificadas de modo objetivo por qualquer um em variadas circunstâncias. O sistema de percepção humano é falho e muitas percepções são produzidas sem corresponder a sensações provenientes de estímulos exteriores reais. Claro que muito do que existe não foi presenciado por muita gente. Mas se pode dizer que existe porque é algo que vários constataram e que qualquer um pode constatar se estiver na situação de ser apresentado à ocorrência. Justamente porque eu estudo esses assuntos é que concluo que o sobrenatural e tudo que dele dependa (como previsões do futuro), simplesmente, não existe.

Vai o bicho homem, fruto da semente, renascer da propria força ,propria luz e fé, entender que tudo é nosso e sempre esteve em nós, somos a semente , ato, mente e voz, nao tenha medo meu menino povo, tudo principia na propria pessoa..

Não é verdade que tudo seja do ser humano. Em verdade nada é. Tudo é da natureza, o ser humano também. Nem é verdade que tudo sempre esteve no ser humano. O ser humano é a espécie mais recente que surgiu neste planeta. Portanto quase tudo o que existe já existia antes que houvesse seres humanos. Também não é verdade que tudo principie na própria pessoa. Há o que sim, mas a maior parte não. A maior parte principia fora da pessoa.

Porque eu tenho que acreditar ma ciência se ela não me dá certeza de nada?

Exatamente por isso. Porque a ciência é um empreendimento de busca desinteressada da verdade. E, nessa busca, não se consegue ter certezas, pela impossibilidade total de que isso se dê. As religiões, por seu lado, apresentam suas assertivas como verdades definitivas, o que é um total disparate. Daí elas não serem nem um pouco confiáveis, uma vez que diferentes religiões propõem como verdades assertivas contraditórias e a verdade tem que ser única. Então é impossível que todas as religiões sejam verdadeiras. E o critério de verdade não pode ser a fé, pois há quem tenha fé em propostas totalmente diferentes. Esse critério tem que ser um critério de verificação fatual, ou seja, científico. Por ele alguns aspectos podem ser verdadeiros em uma religião e outros em outra. E vários em nenhuma.

Uma ideologia, como o próprio nome diz, é um conjunto de ideias que são fundamentadas (ou pelo menos deveriam) em diversas áreas do conhecimento humano. Quando há uma deficiência uma ou várias áreas do conhecimento a fundamentação dessas ideologias ficam "capengas".

Ideologia não é fundamental para uma área de conhecimento e sim para uma área das atividades humanas, como as atividades pessoais, sociais, políticas, econômicas, religiosas, militares, médicas ou o que mais seja. Se aplica, também, às atividades de desenvolvimento científico, artístico e cultural. Mas não aos resultados das atividades. Um conhecimento não tem ideologia. Uma obra de arte não tem ideologia. Eles podem se prestar a promover alguma ideologia, como a música sacra e a arquitetura religiosa, por exemplo. Sou adepto de várias ideologias, como o libertarismo (social), o comunismo (econômica), o anarquismo (política), o ateísmo (religiosa), o progressismo (cultural), o cientificismo mitigado (científica), o pacifismo (militar), o ceticismo (filosófica) e por aí vai. Certamente que as ideologias precisam ter uma fundamentação filosófica para que, de fato, não sejam "capengas". Todas as ideologias são passíveis de discussão e contestação e cada pessoa tem o direito de aderir à que quiser. O que não pode é ser incoerente e não agir do modo como pensa, bem como não dizer o que faz e não fazer o que diz.

Sobre "propriedade privada é roubo" isso ocorre em casos muito específicos como na grilagem de terras. Mas no caso de um trabalhador usar parte do seu FGTS para financiar em 30 anos um apartamento, ou seja, ter sua propriedade privada, definitivamente não é um roubo e ele não será criminoso.

O roubo que caracteriza a propriedade privada não se refere a casos particulares e sim à instituição da existência da propriedade privada. Tudo o que existe no mundo não é para ter dono. É para ser usufruído por todos, de graça. Esse é o princípio da "Economia de Doação", pela qual todos produzem e prestam serviços aos outros totalmente de graça (inclusive sem trocas) e usufruem dos bens e dos serviços dos outros de graça. De cada um segundo a sua capacidade, a cada um segundo a sua necessidade. Pretender ser dono de algo se configura em uma apropriação indevida do que não lhe pertence por princípio. Em outras palavras, o "Direito de Propriedade" não é um direito legítimo. Tampouco é legítimo que os meios de produção e o resultado da produção pertençam a governo nenhum. Estado e governo, se houver (melhor que não haja) é apenas para coordenar esforços.

"Com isso se obtém a melhoria da condição de vida de todos, enquanto o capitalismo melhora a condição de vida de alguns em detrimento de outros. " Como assim? A pobreza vem diminuindo ao logo dos séculos de forma excepcional.

De fato. Mas se o capital fosse algo pulverizado por toda a população a diminuição seria maior ainda. Porque não haveria nem pobres nem muito ricos. Note que o que é errado não é a existência de capital e sim o fato de que ele esteja nas mãos de uns de não de todos. E que o trabalho não seja considerado uma forma de capital. Ou seja, a característica do capitalismo, que o faz perverso, é a segregação de parte da humanidade fora da posse do capital e alugadora de sua força de trabalho.

Sobre a mais valia ou exploração do trabalhador pelo empresário. Primeiro quem assume o risco é o empreendedor e o funcionário recebe o seu salário certinho todo mês (acordado livremente entre as partes) mesmo a empresa dando prejuízo. Talvez vc não saiba mas há empresas que operam com PL negativo.

Nesses casos, sendo os trabalhadores sócios, eles também arcam com os prejuízos. Por isso eles não devem ser sócios apenas das empresas em que trabalhem, mas de várias. Ou seja, todo mundo fica sendo dono de todas as atividades econômicas, sem empregados.

Você não acredita em et, não acredita em Deus, não acredita em nada por que diz nunca ter visto, mas acredita no universo da forma com o que é dito por quem diz te-lo estudo ou " visto", explique essa contradição.

Não é por não ter visto e sim por não haver evidências e nem comprovações, sequer indícios, que eu não acredito em deuses e visitas de extra-terrestres à Terra (note que eu não disse "existência de extra-terrestres"). A visão não é determinante para a constatação da veracidade de algo. Quanto às teorias sobre o surgimento e a evolução do Universo, não se tratam de crenças e sim de admissões de sua provável veracidade em função de conclusões lógicas tiradas a partir de dados observacionais colocados à disposição de quem quer que queira conferir. A credibilidade da ciência reside, exatamente, no fato de não ter certezas e de colocar sempre em cheque suas proposições. As crenças religiosas, bem como essas sobre visitas de extra-terrestres não são científicas de modo nenhum.

"Aiiin, Trump dormiu com uma prostituta" "Trump não sabe alimentar peixes" Foda-se. Vamos ao que importa: ECONOMIA --> https://g1.globo.com/economia/noticia/reforma-fiscal-nos-eua-vai-estimular-crescimento-mundial-em-2018-diz-fmi.ghtml E viva Trump!!!

Um maior aumento do PIB mundial é coisa boa, desde que isso não ocorra de forma a aumentar as desigualdades. Porque o aumento da riqueza do mundo precisa acontecer pela diminuição da pobreza e não pelo aumento da riqueza dos que já são ricos. Por outro lado, a economia não é o que mais importa não. A ética é mais importante do que a economia (note que estou dizendo "ética" e não "moral").

O que distingue o ser humano dos outros animais?

Sua complexidade mental, isto é, o número de interconexões entre seus neurônios. Tal complexidade o capacita a ter um comportamento muito mais interagente com o ambiente, bem como muito mais proativo do que simplesmente reativo. Em razão da extinção das espécie pré-humanas que houve, o salto de complexidade entre a espécie mais complexa e a humana é muito grande. De qualquer modo essa diferença é uma questão de grau e não qualitativa. Ou seja, a espécie humana é animal como as demais, sem nada qualitativamente diferente, como, por exemplo, a posse de uma pretensa alma imortal.

O que você pensa sobre aquecimento global?

Trata-se da elevação média da temperatura do planeta Terra que vem ocorrendo na atualidade. Ao longo do tempo o clima da Terra sofre variações cíclicas de temperatura, com, pelo menos, três ciclos. Um secular, um milenar e um milionar. O estágio do ciclo secular em que nos encontramos é de aquecimento, mas o ciclo milenar está nos levando para uma próxima era glacial. A questão mais problemática é que, esse ciclo secular da própria natureza, atualmente, está sendo reforçado, em seu aquecimento, pela atividade humana. Mesmo que ela não seja o fator preponderante, é um fator agravante, que precisa ser evitado para que as consequências do aquecimento, que acontece de qualquer forma, com ou sem a interferência humana, sejam minimizadas.

O que te faz considerar o capitalismo intrínseco à natureza humana?

O fato de que as sociedades, de modo espontâneo, quando não orientadas filosoficamente em suas decisões políticas e econômicas, acabam aderindo ao sistema capitalista. Ele é o mais instintivo. O que não significa que seja o melhor. Tanto o socialismo quanto o comunismo são sistemas econômicos muito cerebrais, que requerem reflexão sobre o fazer econômico do homem e uma disposição para agir de modo programado e não instintivo. Com isso se obtém a melhoria da condição de vida de todos, enquanto o capitalismo melhora a condição de vida de alguns em detrimento de outros. Inclusive em nível de nações. O socialismo estatizante também é um sistema planejado, mas como requer uma forma não democrática de política, acaba sendo socialmente nefasto. Isso, contudo, não ocorre com o comunismo (entendido da forma correta, pois muitos chamam o socialismo estatista de comunismo, o que não é).

Sua resposta sobre as tendências de gosto musical, traje e linguajar da humanidade daqui pra frente é simplesmente sem pé nem cabeça. Hj a população mundial tem mais conhecimento e estudo doq antes, mas é cada vez mais informal, seja no traje, fala ou gosto musical. Tem nd ver isso ai q vc falou

Penso que, à medida que a humanidade for ficando cada vez mais culta e não apenas bem informada, a tendência será, justamente, oposta a essa informalidade. Por outro lado, mesmo considerando que existe um imenso aumento da disponibilidade de informação para as pessoas, não é verdade que isso faça com que elas dominem mais conhecimentos do que antes dominavam. Grande parte dessa informação não acaba sistematizada suficientemente para se configurar em conhecimento. O que observo, como educador, é que a juventude está cada vez mais dispersa e desfocada em dominar conhecimentos. Isso tem feito com que os egressos do sistema educacional estejam, atualmente, menos bem preparados. Mas tal quadro há que se reverter em razão de um colapso que ocorrerá por causa desse despreparo. Penso que tal reversão se dará em menos de duzentos anos.

Fontes seguras dizem que os ets estão preparando um ataque contra nós, como descobrir o ponto fraco deles antes deles nos matar? Você sabe o ponto fraco deles?

Que fontes seguras são essas? Não me consta haver nenhuma fonte segura que afirme isso. Quem o diz são os ufologistas. Tais pessoas acreditam que extras-terrestres visitam a Terra. Não há fundamento nenhuma para essa crença.

Se fosse detectado um grande meteoro vindo para terra em um ano, acha que com a tecnologia de hoje tinhamos como nos salvar?

Depende do tamanho do meteoro. Se não for tão grande, acho que foguetes com bombas nucleares poderia ser dirigidos para ele a fim de explodi-lo enquanto ainda estivesse mais longe. Todavia, acho que se for bem grande, mesmo com explosões nucleares, o que restar dele ainda seria suficiente para, ao atingir a Terra, provocar uma catástrofe colossal.

Por que prenderam o Lula por um triplex e votaram para não investigar o Temer sendo que tem audio e ainda mais denúncias?

Quem condenou Lula foi a justiça. Quem livrou Temer do processo foi o parlamento. A constituição exige que o parlamento concorde para que um presidente seja processado. Mas Temer será processado quando encerrar seu mandato.

você concorda ou discorda da teoria das cordas?

Discordo. Não vejo que seja plausível. Sem considerar que não há nenhuma evidência empírica dela.

Conivência com corrupção deveria ser punido judicialmente?

A conivência com a corrupção é tão criminosa quanto a própria corrupção.

Acredita que a música erudita deixará de ser apreciada e se extinguirá com o passar dos tempos?

Não. Acho que, pelo contrário, o nível cultural da população tenderá a se elevar à medida que a prosperidade for sendo disseminada pela população toda. Isso levará contingentes cada vez maiores a apreciar a música clássica, bem como outras artes, como a literatura clássica, o teatro, o balé, a ópera, a arquitetura dos vários estilos, da mesma forma que o mobiliário de estilo, a pintura e a escultura e o cinema de arte. Isso também se estenderá à gastronomia e à moda dos trajes. Penso que mais pessoas se comprazerão em se vestir com apuro e elegância. Da mesma forma que o linguajar se tornará cada vez mais correto e com estilo agradável, sem, certamente, se tornar rebuscado. Em suma, o povo todo se tornará gente chique e bem educada. Sem pernosticismo. Saberá comer usando adequadamente os talheres e os copos. Minha aspiração igualitária para o mundo é a de que todos sejam assim: cultos elegantes e sofisticados. Isso, absolutamente, não significa que sejam "sebosos". Pelo contrário, uma pessoa realmente bem educada é uma pessoa gentil, cortês, cordial, jovial, alegre, espirituosa, generosa, solícita, sem a menor empáfia.

Se a Terra parasse de rotacionar abruptamente, uma pessoa de 100kg que estivesse parada em pé seria projetada a que distância?

Depende da latitude e da altitude em que a pessoa estiver. Pela latitude se calcula a velocidade tangencial dela. Pela altitude o tempo de queda até o chão. Por esse tempo e pela velocidade inicial (que é a tangencial) se calcula o alcance do seu movimento de projétil. Um cálculo rigoroso tem que levar em conta que o projétil seja lançado acima de uma superfície esférica e não plana e que a intensidade do campo gravitacional não é uniforme durante a queda. Se se considerar a resistência do ar o cálculo fica bem mais complicado ainda.

Suponha que seja feito um furo na Terra que a atravesse diametralmente e que então se jogue nele um objeto. Quando o objeto chegasse ao centro da Terra, ele iria ficar ali flutuando? Ou passaria ao outro lado?

Passaria para o outro lado. O campo gravitacional no interior da Terra tem uma intensidade proporcional à distância ao centro da Terra, sendo máximo na superfície e zero no centro. Tal campo aplica uma força que produz uma aceleração do tipo do movimento harmônico simples. Isso significa que o objeto solto na superfície iria acelerando cada vez menos até o centro, onde teria sua velocidade máxima e, daí para frente, subiria pelo outro lado, desacelerando cada vez mais e diminuindo a velocidade até atingir a velocidade zero na superfície do ponto antípoda ao que foi largado. Isso se não se considerar nenhum atrito nem resistência do ar dentro do buraco, bem como que o buraco seja feito ao longo do eixo da Terra para evitar acelerações laterais devido à rotação da Terra.

Qual tema gera mais discordância entre os físicos?

A chamada "teoria das cordas" é um dos assuntos mais controvertidos entre os físicos, havendo quem defenda sua plausibilidade e quem discorde.

O relógio do apocalipse foi alterado hoje agora faltam apenas 2 minutos para meia noite, isso por que segundo eles, uma guerra nuclear está próxima, o que acha disso?

Acho improvável. Depois, uma guerra nuclear não extinguiria a humanidade. Ainda sobrariam, pelo menos, um centésimo de pessoas para recomeçar a civilização. Dentro de apenas dez mil anos tudo estaria de novo como é hoje.

Como explicar determidae previsões que acontecem enquanto dormimos? Não é coencidencia demais sonhar com algo e ele acontecer logo em seguida?

Se isso acontecer, é coincidência mesmo. Essa é a explicação. Coincidências existem demais.

Os concertos para piano de Mozart são considerados sua obra prima; então,por quê nunca os coloca no seu programa, pelo menos desde que os passei a ouvir?

Porque o acervo de música clássica disponível é imenso e com só duas horas por semana, para tocar só as obras das quais eu possuo gravações, eu levaria uns trinta anos sem repetir nenhuma. Qualquer dia eu coloca concertos para piano de Mozart.

Se você presenciasse um momento de ectoplasmia, mudaria de opinião em relação a esse assunto?

Se eu presenciasse munido de um aparato científico de verificação de fraudes e ele constatasse que tal coisa existisse eu aceitaria. E isso teria que ser mostrado em um ambiente que não fosse relacionado à crença nisso. Como Centros Espíritas ou o que valha. Em um ambiente isolado e totalmente asséptico, dentro de uma gaiola de Faraday. Sou mais cético do que São Tomé. Muito mais. Nem vendo eu acredito, pois existem ilusões de ótica.

Será que vão preservar suas coleções quando você não estiver mais vivo? Devem ter coisas raras , selos e disco de vinil podem ser bem raros e caros, tem selo que custa R$ 1.000.000.000. Você tem disco de rock?

Nunca me preocupei em saber o valor monetário do que tenho. Tenho discos de vinil de rock sim, mas nunca fui muito ligado ao rock. Por outro lado tenho discos de 78 rotações que eram do meu pai e que são mais antigos do que eu. São de música clássica. Cada face do disco só toca até quatro minutos. Tenho o aparelho reprodutor deles ainda. Sabe que quando inventaram o CD de áudio, o tamanho dele foi definido para que pudesse conter a nona sinfonia de Beethoven em um disco só? Ela leva setenta minutos. Algumas sinfonias, contudo, levam mais e não cabem em um CD apenas. Como algumas de Mahler e de Bruckner. Óperas, então, duram umas três horas.

Você já viu um disco voador? Eu já!

Com nitidez suficiente para constatar que era isso mesmo é não uma ilusão? Não acredito que existam naves espaciais de extra-terrestres visitando a Terra. Nenhum dito avistamento foi suficientemente nítido para não permitir uma explicação diferente dessa hipótese. Acho que acreditar nisso é só isso mesmo: uma crença. Como acreditar em anjos e em demônios.

Você coleciona alguma coisa material sem ser livros?

Muitas coisas. Tenho mania de colecionar: livros, discos (vinil e CDs), fitas cassette, vídeos (em fitas e DVDs), gravuras, mapas, revistas, jornais, partituras, selos, fotografias, calculadoras, celulares, câmaras, caixas de fósforos. Tenho dezenas de milhares de itens. Minha casa é um verdadeiro museu.

Você não pensa em escrever uma obra sistematizada sobre filosofia, divulgação científica etc? Pelo que já li de você, seus escritos são fragmentados e em geral curtos. Ia ser ótimo ler algo mais completo vindo de você.

Estou escrevendo o "Física para Filósofos" e tenciono escrever um volume de ensaios que denominarei "Considerações". Cada tópico será um mini-livro, mais ou menos como o "Compêndio de Filosofia", do Bunnin e Tsui-James. Mas não será só sobre Filosofia. Também abordarei Cosmologia, Neurociências, Filosofia Política e Econômica, Relacionamentos, Música, Astronomia e Astrofísica, Física, Matemática, Religião e Ateísmo e outros. Dentro da Filosofia, abordarei Metafísica, Epistemologia, Ética, Lógica, Estética, Filosofia da Ciência e outros tópicos. Penso em já ir começando em paralelo com o "Física para Filósofos", inclusive reunindo fragmentos já escritos em meus blogs www.ruckert.pro.br/blog e wolfedler.blogspot.com. Esses livros eu não imprimirei para vender, mas os disponibilizarei de graça pela internet. Aliás, eu sou o único membro da Academia de Letra de Viçosa admitido em razão do que escrevo na internet e não do que publico em papel.

É normal se perder ao tentar falar algo? As vezes vem uma resposta tão incrivel na mente só que na hora de articular não da muito certo, acontece com você isso?

Não. Eu sempre encontro palavras para expressar tudo o que pretendo. E construo as frases corretas para comunicar meu pensamento. Não me esforço para isso. Flui naturalmente. Acho que isso advém do fato de que eu, a vida toda, sempre li muito. Demais mesmo. Sobre quase tudo, não só literatura. Também não tenho dificuldade nenhuma para falar em público, de improviso. Sem ter feito treinamento nenhum.

Se você assim quisesse, a sua inteligencia e conhecimento o deixariam rico?

Talvez, se eu achasse que isso fosse um objetivo válido para a vida. Gosto de doar meus conhecimentos é de graça. Assim é que eu acho que tudo deve ser: de graça.

Prof, como foi a sua juventude? Sempre gostou de estudar? Gostava de sair? Participou de alguma tribo urbana? Gostava dos Punks?

Sempre gostei de estudar. Especialmente o que não era pedido na escola. O conteúdo escolar eu aprendia só de assistir às aulas e não precisava estudar. Era um menino muito "caxias", como se dizia. Era bem diferente dos colegas, mas nunca me importei em agradar a ninguém. Todavia era muito admirado e respeitado, especialmente por ser muito prestativo, solidário e generoso. E nem um pouco "seboso". Não participei das "tribos urbanas" da época e nem gostava de "punks", "hippies" e similares. Todavia, entre meus quinze e dezenove anos fui membro da TFP, que é uma sociedade civil de defesa do catolicismo. Depois eu rompi com eles, exatamente por me dedicar a estudar a fundo religiões, ciência, história, o que me levou a me tornar ateu. Mas eu gostava do fato deles só andarem de terno e gravata, ouvirem música clássica, estudarem filosofia e história, cultivarem as artes clássicas e esse tipo de coisa que sempre me fascinou, como arquitetura gótica, por exemplo. Mas eu era um cientista e eles não apreciavam muito as ciências naturais.

O que pensas a respeito dos "Mapas conceituais"?

Acho muito interessantes e apropriados para o entendimento de qualquer assunto.

E quanto ao linguajar empolado nas poesias, você gosta? Tem um amigo meu, no Facebook, que pediu que comentasse a poesia escrita por ele, o que me obrigou a decifrar mesmo estando escrita em português.

Gosto do linguajar correto, cortês e educado, sem rebuscamento, mas não rasteiro e popularesco.

O que achas da coleção "Helou, Gualter, Newton" de Física?

Muito boa em termos dos compêndios comuns de Física para o Ensino Médio e para preparação para o ENEM e vestibulares. Mas não se compara com o PSSC para se aprender Física de verdade e não só a resolver questões, exercícios e problemas. Também recomendo o livro do Ensino Médio do Jay Orear (que também tem um em três volumes para a Universidade) e o "Física Conceitual", do Paul Hewitt.

Ernesto, porque alguns filósofos escrevem de modo tão difícil? Eles são gênios mesmo ou não querem dizer nada com nada?

Alguns parece que consideram que o empolamento do discurso filosófico seja sinal de alta erudição e profundo entendimento. De modo nenhum. Quem, realmente, entende de algo, é capaz de expressá-lo de forma entendível, sem obscuridade e, mesmo assim, sem deixar nada faltando.

mas hoyle então era burro?

Não, absolutamente. Apenas ele achava, equivocadamente, que os dados astronômicos não confirmavam as hipóteses que suportam a teoria do Big Bang.

Não pensa em ae aposentar e ficar só de boa? Passeando pelo parque, jogando milho aos pombos, viajando para praia em seu fusca azul, indo para os bingos da vida...

Até que eu gostaria de me aposentar de fato, mas não dá, porque já tenho uma aposentadoria pela Universidade Federal de Viçosa e trabalho em sistema de pró-labore no Anglo. Todavia meus compromissos financeiros não me permitem abrir mão dessa renda extra. Se, algum dia, eu conseguir isso, dedicaria meu tempo a escrever (especialmente poesia, mas também divulgação científica), pintar, compor músicas, tocar piano e aprender muita coisa, como esculpir, tocar violino etc.

Como ficar mais inteligente?

Fazendo exercícios neuróbicos. Procure por isso na internet.

O aquecimento global está sendo causado pelo ser humano ou é natural? Você já viu o documentário "A Grande Farsa do Aquecimento Global"?

Em parte de um, em parte de outro. Se não houvesse humanos ele também estaria ocorrendo, mas com humanos está mais intenso. Todavia é um fenômeno cíclico (ciclos dentro de ciclos dentro de ciclos) e, na atualidade, está ocorrendo uma subida de dente de uma serra inclinada para baixo que levará, em poucos milênios, a nova era glacial. De qualquer modo é bom que se envidem esforços no sentido de minimizar esse aquecimento evitando toda forçação humana que for possível evitar.

Diga sempre tudo o que precisa dizer, arrisque mais, pra não de arrepender, nós não temos todo tempo do mundo e o mundo já faz muito tempo, o futuro é o presente e o presente ja passou.

Pode deixar que eu sempre digo tudo o que penso, não importa a quem incomode. Claro que de forma sempre bem educada e respeitosa. Quanto a arriscar, é o que vivo sempre fazendo. Em verdade minhas especialidades são "caçar sarna para me coçar", "dar murro em ponta de faca" e "inventar moda".

https://www.youtube.com/watch?v=ebqAH5mLZNk Aqui Fred Hoyle fala sobre a teoria do big bang. O que você discorda do Hoyle?

Não é verdade o que ele disse a respeito de que as suposições que fundamentam a teoria do Big Bang não podem ser extraídas das observações astronômicas. Podem sim. Elas se resumem na homogeneidade e isotropia do Universo em Larga Escala, que é algo confirmado, especialmente agora (o que ele não sabia) pela radiação cósmica de fundo de microondas. Veja o capítulo nove do livro "Gravitation and Spacetime" de Hans C. Ohanian (encontrado em bibliotecas).

Acho respeitoso chamar as pessoas mais velhas de senhor. Sempre que visito minhas tias de mais de noventa anos fico estarrecida com as Cuidadoras delas que não dão senhorio à ninguém. Acho uma questão de respeito e não de ser melhor nem pior que ninguém. Neste ponto, difiro de você.

Desde criança aprendi, em casa, a chamar todo mundo de você, incluindo pais, avós, tios e tias e qualquer pessoa. Essa foi a concepção que meus pais me passaram. Lembro que, ao entrar para o grupo escolar, minha irmã Berenice recebeu um esculacho da professora por tê-la chamado de você e começou a chorar por não saber o que tinha feito de errado. Minha mãe foi chamada à diretoria para conversar e explicou que assim era o costume em nossa família. Mas foi exigido que ela chamasse a professora de senhora. Isso nos idos de 1958. Acho que se pode chamar os mais velhos de senhor e senhora, mas não que se tenha que exigir isso. E, para mim, chamar uma pessoa mais velha de você não é falta de respeito nenhum. Nunca chamei e prefiro que não me chamem. Outra coisa que estranhei quando fiquei conhecendo foi o costume de "pedir benção", que também nunca foi usado em minha casa. As crianças davam beijinhos e abraços nos pais, avós e tios. Mas nunca se usou "pedir benção". De fato meus pais, avós e tios eram todos extremamente liberais e isso não era o mais comum à época. Todavia esse liberalismo jamais significou que nossa criação tivesse sido mal feita, pois sempre fomos crianças extremamente bem educadas e bem comportadas. Aprendemos a falar o português castiço com nossos pais. Da mesma forma eduquei os meus filhos. Sem mando e nem obediência.

Que bom que você respeita e até se casou com alguém que tem opiniões diferentes da sua, acho que você nunca tentou impor suas verdades pra ela não é? Esse é um bom exemplo a ser dado aqui, muitas pessoas que o seguem não tem esse respeito quando conversa com os outros.

Se alguém me acompanha e não respeita quem tenha opiniões diversas das suas, então não é, de fato, um seguidor meu. Porque eu acho essencial que todas as opiniões sejam respeitadas, mesmo não se concordando com elas, exceto se forem criminosas. Respeito, até mesmo, os terraplanistas, que considero totalmente equivocados e, realmente, ignorantes. Ignorantes também são para serem respeitados. Até burros. Mas malvados, desonestos, mentirosos e corruptos não.

Professor, eu sempre tive a ideia de não chamar ninguém de senhor, também. Mas o que já me aconteceu muito na vida foi levar alguns tapas na orelha de policiais em enquadros por me recusar a chama-los de senhor. Isso, no caso, configura abuso de autoridade?

Entendo que sim. Não é nenhuma falta de respeito chamar as pessoas de "você". Há quem falte ao respeito chamando de "senhor". Respeito é algo totalmente diferente do que meras palavras.

Professor, já teve a oportunidade ou curiosidade de ver a prova do Enem? Se sim, o que acha? Considera uma prova justa considerando a situação atual da educação no Brasil?

Sim. Sempre vejo. Acho que é um tanto quanto frouxa, isto é, pouco exigente. A situação de educação no Brasil, que está calamitosa, é alavancada pelas exigências dos exames de acesso ao nível superior. Se eles forem mais puxados, as escolas se adaptam para atendê-los. E esse efeito vai cascateando pela escada abaixo, a partir da terceira série do nível médio até o primeiro ano do fundamental.

O senhor não gosta de filmes de zumbi?

Não. Por favor, não me chame de senhor. Isso vai contra minhas convicções anarquistas e igualitárias. Eu não chamo ninguém de senhor. Nem o juiz, nem o delegado. De modo que prefiro que me chamem de você. Aprendi isso com meu pai que aprendeu com o pai dele. Ambos eram anarquistas.

Pro senhor: Liberdade é um princípio ou não?

Certamente que sim. Mas não absoluto. Às vezes se pode sacrificar a liberdade por outro valor, como a sobrevivência.

O "bom" é o que dá prazer?

Não necessariamente. Algo pode ser bom sem propiciar prazer e algo que propicie prazer pode não ser bom. Fazer um sacrifício para o bem de alguém é algo bom que não dá prazer, do mesmo modo que o prazer de experimentar uma droga não é algo bom.

Existem mais pessoas vivas ou mortas?

Pessoas mortas não existem. Quem morre deixa de ser uma pessoa. No entanto, da espécie humana, de todos que já nasceram, mais já morreram do que ainda estão vivos. Possivelmente umas vinte vezes mais. Isso significa que há uma probabilidade de um vigésimo de que uma pessoa viva não venha a morrer. Uma vez que a probabilidade de se morrer vale o número dos que já morreram dividido pelo número dos que já nasceram, que dá dezenove vigésimos.

Sua esposa vai à igreja certo? Como conviver com pessoas de opiniões tão diferentes?

Não. Ela não vai. Só que não é ateia. Acredita em Deus e na divindade de Jesus. Formalmente é católica, mas não praticante. Não é problema nenhum conviver com uma pessoa que creia em deuses. É só respeitar sua crença, mesmo achando que seja um equívoco. Do mesmo modo que a pessoa respeitar a sua descrença.

O que o senhor acha do livro compreendendo a física do Alberto Gaspar? É uma boa opção para eu estudar física para o enem? Não consegui comprar os livros do PSSC... Mas preciso achar outra boa opção para aprender física... Devo ler o livro física em 12 lições do Richard Feynman primeiro?

Não conheço esse livro do Alberto Gaspar. Se for para se preparar para o ENEM, pode estudar pela coleção do Gualter, Helou, Newton ou do Ramalho, Nicolau, Toledo. Para entender Física mesmo, é preferível o Física Conceitual, do Paul Hewitt. O livro do Feynman é de divulgação científica e aborda temas que não são pedidos no ENEM, como relatividade e física quântica. Mas é muito bom, também, para saber física. Só que não cai no ENEM. Outro bom é o do Jay Orear (do nível médio, porque também tem de nível superior).
https://www.traca.com.br/capas/139/139659.jpg
http://loja.grupoa.com.br/uploads/imagensTitulo/20150924044207_Capa-HEWITT-Fisica-Conceitual_G.jpg

porque o paradoxo dos gêmeos é um paradoxo? onde está a ideia paradoxal nele?

O paradoxo está em que, se a velocidade é relativa, então o fato de um deles ter se movido em relação ao outro significa que, em relação a esse outro, o primeiro também se moveu com a mesma velocidade. Então, se se passou mais tempo para um do que para o outro, do ponto de vista do primeiro, também teria passado ao contrário, do ponto de vista do segundo. Isso é paradoxal, pois não é possível que tenha passado mais tempo para um do que para outro e ao contrário também. A remoção do paradoxo se faz ao considerar que apenas um deles sofreu uma aceleração real ao inverter o sentido do movimento para voltar e o outro não. Então a situação deixa de ser simétrica. Uma análise rigorosa disso pode ser encontrada em:
https://pt.scribd.com/document/252163421/Paradoxo-dos-Gemeos

ok, eu me enganei, se quiser pode remover a pergunta. é que você disse que muitos políticos tem culpa também o impeachment da dilma não foi legóítimo

Acho que a Dilma foi uma péssima presidente e, em geral, discordei de todo o seu governo. Mas não vi razão para que isso implicasse em seu impedimento. Essas compras de votos que o Temer faz são muito mais imorais do que as "pedaladas fiscais". Em uma democracia, se se elege um presidente ruim, há que se aturá-lo até o fim do mandato. Como é o caso do Trump. Não constou do processo de impedimento da Dilma nenhum crime de corrupção, como o que o Lula cometeu. Mesmo que eu ache, mas isso só se soube depois, que ela deveria saber da corrupção que corria debaixo do seu nariz. Para mim o Partido dos Trabalhadores é a maior decepção política do Brasil. Quando ele era da oposição eu achava que era um partido honesto e bem intencionado. Mas não é e nunca foi. O que eles queriam e querem é o poder pelo poder, para tirar proveito pessoal. Como o resto dos políticos.

Sabe dizer que material (elemento químico, moléculas) sólido poderia resistir intacto (sem sofrer danos por desintegração, deformação, etc) a entrada e permanência em um buraco negro? Uma vez ouvi falar que diamante resisitiria, mas pode ser um mito.

Nada resiste à compressão de um buraco negro. Nenhuma estrutura. Inclusive os próprios quarks e léptons. Muito menos prótons, nêutrons, núcleos, átomos, moléculas e cristais. O campo gravitacional não é infinito, mas é imensamente intenso. Do mesmo modo que seu gradiente, que é o que faz o maior efeito destrutivo, rasgando completamente qualquer estrutura.

Nos últimos capítulos do livro "Sapiens", o autor aborda o quanto evoluímos desde então. Nos livramos de doencas, fomes, guerras (podemos ver que a guerra não compensa), união, expectativa de vida e muitos outros fatores. Ele argumenta muito bem. O anarco-comunismo chegará sim! Não é impossivel!

Exatamente. Essa evolução terá prosseguimento e de forma cada vez mais célere. As religiões serão extintas, as fronteiras serão extintas, o dinheiro será extinto, a propriedade será extinta (inclusive dos maridos e mulheres em relação às mulheres e maridos), a pobreza será extinta, a ignorância será extinta, as doenças serão extintas, os crimes serão extintos, os exércitos serão extintos. Como disse a Clara Nunes: "Do mal será queimada a semente: o amor será eterno novamente".

Se a terra parasse de se mover, o tempo pararia e nao envelheceriamos?

Não. De modo nenhum. A passagem do tempo não é ligada ao movimento da Terra mas sim à evolução cósmica do Universo como um todo. Se tudo parasse no Universo, sim, o tempo não passaria. Mas teria que ser tudo mesmo, inclusive toda luz, todos os elétrons em torno de todos os átomos, a expansão cósmica e assim por diante. O tempo advém das alterações no estado do Universo.

Qualquer um pode aprender a tocar um instrumento musical com estudo, treino, disciplina e dedicação ou isso requer algum tipo de inteligência específica elevada ou "dom", que seja?

Pode aprender sim, sem dom nenhum. Mas nunca será um virtuose se não tiver o dom. Do mesmo modo em relação a qualquer outra atividade, como outras artes, negócios, esportes ou o que for. Há muitos jogadores de futebol. Poucos são um Pelé, um Garrincha, um Zico, um Tostão, um Rivelino, um Romário, um Ronaldo, um Neimar. E esses não se prepararam mais do que os outros. É que eles têm o "dom".

A voz do povo é a voz da mídia. Se passar na televisão durante uma semana que o Lula é inocente, todo mundo passa a acreditar, não se dão o trabalho de verificar as informações, simplesmente aceitam e reproduzem. Se fosse para impedir que o Bolsonaro se elegesse não seria ético absolver o Lula?

Não. Se o Lula for culpado, absolvê-lo estará errado, não importa que consequências tenha. Mesmo que, com isso, o Bolsonaro ganhe. Os fins não justificam os meios. Acho o Bolsonaro péssimo e não o quero para presidente de modo nenhum. Discordo de quase tudo o que ele defende. Mas não admito que uma pessoa possa ser candidata sem que seja completamente honesta. Se o Bolsonaro for honesto, mesmo discordando totalmente dele, considero que tenha o direito de ser candidato. Mas se o Lula for desonesto, não tem esse direito. Mesmo que tenha propostas melhores (se tiver).

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Não sei por que julgar tanto as pessoas sem muito estudo, o que vocês chamam de pessoa "burra" pode ser mais util na sua vida e na vida das outras pessoas do que um gênio, um burro pode te aconselhar melhor que um gênio da física, ser um amigo melhor. Sejamos burros, porém uteis a sociedade.

Uma pessoa que tenha poucos conhecimentos, não necessariamente é uma pessoa burra. Burra é a pessoa que tem dificuldade de aprendizado. Em geral, devido à burrice, aprenderá pouco. Mas pouco aprendizado pode ser devido a outros fatores e não burrice, como falta de oportunidade de aprender. Ser capaz de dar bons conselhos é o que vem a ser a sabedoria, que não pode ser confundida com sapiência. A sabedoria, uma vez que requer que a pessoa tenha formado conceitos a partir da reflexão sobre as questões apresentadas pela vida, requer certa dose de inteligência sim. Normalmente uma pessoa burra não será uma pessoa sábia. Mas uma pessoa sábia pode ser ignorante, se não for burra. O melhor é quando a pessoa seja tanto inteligente quanto instruída. Essa tem grande condições de ser sábia. Mesmo assim, pode não ser, se optar por escolhas equivocadas em relação ao que seja benéfico para o maior número de seres. Se for egoísta, por exemplo.

Quais os concertos para piano que você recomendaria para alguém escutar?

O número cinco de Beethoven, o número dois de Brahms, o número dois de Rachmaninoff, o de Grieg, o número um de Tchaikovsky e o de Schumann. Claro que também há vários outros muito bonitos, mas esses são os melhores.

A singularidade do Big Bang pode ser considerada um buraco branco?

Não. Um buraco branco seria uma região do espaço comunicada a outra região em que haveria um buraco negro, de tal forma que o conteúdo que fosse sorvido pelo buraco negro seria ejetado pelo buraco branco que lhe fosse conectado. Portanto tal concepção requer que já exista um universo em que os dois buracos se situem. No surgimento do universo não havia nada em lugar nenhum para se comunicar com o possível buraco branco. Ademais o conteúdo que jorra do buraco branco não surge no ato de estar sendo expelido e sim pré-existente. No surgimento do universo o conteúdo surgiu sem ter do que ter sido proveniente. Ademais, buracos brancos são concepções hipotéticas sem nenhuma comprovação fática de sua existência.

Ernesto, o que você acha sobre a teoria da terra plana? Obrigado.

Não se trata de teoria nenhuma, pois teorias são comprovadas. Trata-se de uma ilação totalmente desprovida de fundamento e completamente em desacordo com todas as informações disponíveis sobre o assunto. Quem defende tal proposta é uma pessoa inteiramente ignorante a respeito e, eu diria mesmo, burra. As evidências e comprovações da forma esferoidal da Terra e dos demais planetas, bem como das estrelas são cabais e inquestionáveis. Considerar que a Terra seja plana revela uma ignorância científica crassa.

Agora, quanto a energia cinética e radiante? Pois bem, uma parte de energia cinética ainda resta, pois os quatro prótons já tinham antes e também, tem o débito do resto do sistema para eles. Fora isso, parte da massa do núcleo então, formado He4, se transforma em energia radiante e energia térmica. A radiante é a dos fótons. Então, a energia potencial elétrica se transforma em tudo isso, já que parte da potencial elétrica se transforma em nuclear e parte dessa nuclear, em radiante e cinética.

Quando quatro prótons se fundem para formar um núcleo de hélio, a sobra de massa deles em relação à massa do núcleo formado é transformada, parte em energia cinética do núcleo, que significará aumento na temperatura do gás formado, parte na energia dos fótons emitidos e parte na energia de ligação nuclear entre os nucleons. A energia cinética inicial dos prótons, em geral, é irrelevante, exceto nos casos de prótons produzidos em aceleradores de partículas.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cadeia_pr%C3%B3ton-pr%C3%B3ton

Sim, mas porque não há o mesmo empenho em prender outros tantos? No caso do Lula parece mais uma maneira de tirar ele do caminho para que venham outros piores, eu não consigo ficar contente com isso.

Se não há o mesmo empenho em punir outros é um erro que não justifica errar em não punir o Lula. O negócio é processar e punir todo mundo. E isso já está acontecendo com vários outros também. Falta conseguir punir o Temer, o Aécio, o Serra, o Renan, o Sarney e essa patota toda de corruptos. É preciso que a população fique em cima sem esmorecer, enquanto essa gente ainda for viva. E continuar assim "per omnia secula seculorum".

"E a loucura mais sensata, racional, benfazeja, justa e tudo de bom é a loucura anarco-capitalista." Então cometeu um equívoco aí?

Sim. Eu queria dizer anarco-comunista. Está corrigido.

O que o Lula fez de errado?

Dentre muitas outras coisas, aceitou o triplex do Guarujá de presente de uma empreiteira do governo. Certamente que outros cometeram erros muito mais graves. Mas o fato deste não ser tão grave não é motivo para ser perdoado. A lisura total tem que ser apanágio de todo administrador público. Se todo político faz isso, todo político tem que ser condenado por isso. Sem refresco. E mais: com perda dos direitos políticos por toda a vida. E, no caso de prejuízo aos cofres públicos, com restituição total, com juros e correção, do montante desviado. Nem que se tenha que confiscar bens do resto da família.

https://youtu.be/4BY73JgsEX8 , https://youtu.be/h_Ul5HVOrB4 O que pensa sobre esse caso: Pessoas que roubam mesmo tendo empregos? Isso derruba a famosa justificativa "Rouba por ter necessidade, fome, etc" ?

Necessidade não justifica roubo nenhum. Pessoas necessitadas devem recorrer a instituições de amparo à pobreza. Ou pedir doação. Furtar e roubar é sempre um ato criminoso. Por outro lado, quem tenha recursos para se prover, deve destinar parte para iniciativas de extinção da pobreza e de auxílio aos pobres. Bem como promover e incentivar medidas destinadas a reduzir a desigualdade social. Como uma obrigação ética indesculpável se não atendida. Não por nenhuma prescrição religiosa, mas para o bem do mundo.

Levando em base os estudos do senhor, diga-nos quanto tempo ainda vai viver?

Considerando minha insuficiência cardíaca, estou na expectativa de morrer a qualquer momento.

Não acompanha o Karnal ou Cortella?

Não sistematicamente. Às vezes assisto o que um ou outro apresentam e concordo ou discordo do que dizem, dependendo do caso. Do mesmo modo em relação ao Pondé e ao Barros Filho. Quanto ao Olavo de Carvalho, em geral discordo dele.

"(...) Ou se o pacifismo se revelar em uma atitude de submissão a uma opressão". Então, se atualmente nos submetemos à tirania do capital, então por que você defende uma mudança de regime baseada num (hipotético) consenso coletivo? Aqueles que gozam do nosso suor abriria mão do poder por evolução?

Porque algum insurgimento contra a opressão do capitalismo voraz, necessariamente, levaria a uma opressão dos anticapitalistas para impedir os capitalistas dominarem. E isso não é o que se pretende. O que se pretende é uma sociedade harmônica, fraterna, pacífica, aprazível, justa, equânime e feliz. Que só se alcança pela evolução de todos em direção à equipartição de bens entre todos, o que vem a ser o anarco-comunismo. Se, contudo, a opressão for uma opressão na base da força, então pode ser preciso exercer uma contra-força para impedi-la. Mas, então, não se alcançará essa sociedade ideal, pois essa contra-força e uma força, mesmo que em defesa do bem. E em uma sociedade ideal não se exerce força sobre ninguém.

https://ask.fm/wolfedler/answers/144726654493 o ANARCO-CAPITALISMO é sensato, professor?

De modo nenhum. Anarco-capitalismo é um sistema perverso. É o sistema em que as pessoas exploram umas às outras sem nenhuma restrição. Os fortes dominam os fracos de forma irracional. Muito pior do que o capitalismo árquico, em que as leis restringem os desígnios vorazes dos capitalistas.

Quais castigos o senhor dava aos seus filhos? Ou só batia mesmo?

Nunca bati em meus filhos. Nem dava castigos. Eles faziam o que eu e a mãe deles queriam que fizessem porque eramos totalmente razoáveis e convincentes. Sempre foram muito bem educados e bem comportados. Como eu e minhas irmãs o eramos e como meus pais nos educaram. Eu, minha mulher e meus pais sempre fomos pais muito liberais. Nem um pouco severos. Mesmo assim, nós e nossos filhos eramos boas crianças. Não obedientes, simplesmente porque não eram nunca mandadas e sim convencidas a fazer o que deviam. Assim é que se tem que educar os filhos. Sem mando e nem obediência.

Professor, o que você acha da seguinte frase: " A violência pode servir ao Bem e o pacifismo pode ser perverso".

Sim, podem. Mas em casos muito excepcionais. Se houver alguma tirania, por exemplo, pode ser preciso que se use de violência para eliminá-la. Então ela seria legítima. Como para depor um ditador. Do mesmo modo que pacifistas, se forem radicais, podem ser perversos e hostis aos não pacifistas, contradizendo-se a si mesmos. Ou se o pacifismo se revelar em uma atitude de submissão a uma opressão. Hostilidades e guerras podem ser justificadas no caso de defesa contra agressões e opressões. Nunca em razão do desejo de dominação ou conquista, quer contra outros, quer contra o próprio povo.

Existe algum assunto ao qual você não entende nada? Parece saber um pouco ou até muito sobre tudo.

Sim, vários. Por exemplo, não entendo de esportes, de finanças, de direito, de culinária, de corte e costura, de agronomia, de medicina, de botânica, de zoologia, de química e de vários outros assuntos. Não entendo porque não tenho interesse em entender disso. Os assuntos pelos quais me interesso eu mergulho em seu estudo e acabo entendendo. Como matemática, física, música, história, geografia, geociências, informática, literatura, pintura, escultura, astronomia, cosmologia, evolução, neurociências, filosofia, arquitetura e vários outros sobre os quais respondo neste Ask.

Como evitar que uma parcela da população enriqueça demais? Seria através do imposto sobre grandes fortunas? É isto seria justo?

O imposto sobre grandes fortunas, de fato, é uma forma de impedir que elas ocorram e é extremamente justo, pois toda grande fortuna se dá em razão do trabalho de muitos em favor de poucos. Com o imposto isso é revertido para o benefício geral. Por outro lado a legislação deve propiciar mecanismo que impeçam a ocorrência dessas fortunas, dentre eles o de compartilhamento do capital das empresas por seus trabalhadores.

Burrice é genética?

Na maior parte, sim. Mas pode ser adquirida por desuso do cérebro, especialmente na tenra infância. Bem como pode ser superada por estimulação do cérebro, também especialmente na tenra infância. O problema é que, em geral, as crianças que nascem menos inteligentes, nascem em um ambiente familiar também menos inteligente, que não propicia estímulos cerebrais adequados ao incremento da inteligência. Por outro lado, as crianças que nascem mais inteligentes, em geral o fazem em um ambiente familiar mais estimulante para o aprimoramento maior ainda da inteligência.

Você é um rapaz muito culto, pode nos explicar em poucas palavras a teoria da corda, meu jovem?

Nessa teoria as partículas elementares não seria partículas mas pedaços de cordas, normalmente em anéis, inclusive de formato cilíndrico e oco, cujos diferentes modos de vibração caracterizariam as diferentes partículas, como os quarks e os leptons todos, bem como os bosons intermediários das interações.
https://en.wikipedia.org/wiki/String_theory

Tem ideia de por quê certos pintores, como Rembrandt, retratam pessoas tão feias?

Acho que seja porque, à sua época e em sua região, as pessoas, em geral eram feias assim.

Acredita que, com o passar dos tempos, as diferentes culturas irão desaparecer? (como a cultura japonesa, russa, judaica...)

Não. Mesmo com a globalização e a extinção das nações soberanas, os países e os povos continuarão a existir com suas culturas. Do mesmo modo que é preservada, por exemplo, a cultura cigana, não havendo nação cigana. Certamente que as culturas evoluem. Por exemplo, no Japão e na China as pessoas não usam mais os seus trajes tradicionais, mas os ocidentais. Mas os usam em festividades folclóricas. Como os índios norte-americanos. E assim por diante. Não é preciso evitar a globalização para preservar os costumes e as culturas. Claro que só devem ser preservados costumes benignos e benéficos. Se forem nocivos, mesmo que sejam tradicionais, têm que ser abolidos. Como a "Farra do Boi", por exemplo. Certamente que, com o tempo, da ordem de muitos milhares de anos, várias culturas desaparecerão e outras surgirão. Como desapareceram as culturas suméria, acádia, hitita, babilônica, egípcia antiga, asteca, maia, inca, assíria, cretense, grega antiga, persa antiga e muitas outras.

- Imposto é roubo! Exclama o anarcocapitalista. - Propriedade privada é roubo! Exclama o comunista. - Jesus Cristo é nosso único salvador! Branda o Cristão. - Allahu Akbar! Clama o Islâmico. Cada doido com sua mania...

Isso. Apenas os loucos fazem diferença para o mundo. Quem não é louco não contribui com a mudança do mundo. A questão é saber que loucura é a certa, de modo objetivo, em razão dos benefícios que traz. E a loucura mais sensata, racional, benfazeja, justa e tudo de bom é a loucura anarco-capitalista. As religiões são loucuras nefastas, bem como o capitalismo. Pense serenamente a respeito que você concluirá, como toda pessoa inteligente e sensata, pela superioridade do anarco-comunismo para o bem da sociedade. Ainda mais se aliado ao ateísmo.

Mas o eterno retorno não poderia ser um parâmetro para uma vida boa, ainda nós nunca voltemos a vive-lá?

Eterno retorno não existe, simplesmente porque eternidade não existe. Pode haver algum ou alguns retornos, mas não eternamente. E isso é só por acaso. Não é necessário.

Acho ótimo suas contestações ao que digo, pois assim posso argumentar em minha defesa de modo mais completo e convincente. Acontece que não é possível que alguém consiga ser rico, rico mesmo, sem que, em algum momento, nem que seja na vida de seus ancestrais, tenha havido uma usurpação de bens ou direitos alheios. Não há riqueza limpa e justa. Do mesmo modo que a propriedade é um roubo. Tudo o que existe no mundo tem que ser de todos. Se alguém, por acaso, tenha conseguido mais do que os outros, tem que compartilhar isso. Tem que dar de si ao povo. Assim é que se constrói um mundo bom.

Esses são os argumentos. Algum dia, algum ancestral, tomou o que era dos outros para si, nem que tenha sido na pré-história.

"Importa sim, que um centésimo da população seja extremamente rica. Isso não é ético, não é justo. " Mesmo aquelas obtiveram essa riqueza de maneira limpa e justa?

Acho ótimo suas contestações ao que digo, pois assim posso argumentar em minha defesa de modo mais completo e convincente. Acontece que não é possível que alguém consiga ser rico, rico mesmo, sem que, em algum momento, nem que seja na vida de seus ancestrais, tenha havido uma usurpação de bens ou direitos alheios. Não há riqueza limpa e justa. Do mesmo modo que a propriedade é um roubo. Tudo o que existe no mundo tem que ser de todos. Se alguém, por acaso, tenha conseguido mais do que os outros, tem que compartilhar isso. Tem que dar de si ao povo. Assim é que se constrói um mundo bom.

O mito do eterno retorno de Nietzsche seria um imperativo categórico melhor que o de Kant ao postular que uma boa vida é aquela que se gostaria de viver infinitas vezes?

O eterno retorno é só isso: um mito. Absolutamente não existe. Querer viver uma boa vida infinitas vezes é apenas um desejo vazio, pois totalmente impossível. A vida é única e pronto. E o que acontece nela não volta a acontecer.

Ernesto,por que o niilismo não é, em sua opinião, consequência imediata da inexistência de Deus?

Claro que não. O fato de não existir nenhum deus e nem qualquer realidade espiritual, como alma imortal, absolutamente não implica que não existam valores, quer éticos, quer estéticos. Esses valores são humanos. Ou, até mesmo, transumanos, se se considerar a possibilidade da existência de outras espécies inteligentes e conscientes. Mas não sobrenaturais, como anjos e demônios. Ética não tem nada a ver com prescrições divinas e não é uma disciplina religiosa. É uma consideração puramente humana e completamente válida para a existência de uma sociedade boa para todas as pessoas.

Como seria a inverdade de um postulado?

Os postulados não são demonstráveis porque não há nenhuma proposição mais básica da qual possam ser deduzidos. Todavia, para que a teoria seja válida, é preciso que o que eles afirmem esteja de acordo com a constatação dos fatos. Ou seja, eles têm que ter sua validade empiricamente confirmada. Se assim não for, eles são falsos. Já os axiomas não requerem isso, de modo que sua validade é puramente hipotética. Uma teoria construída sobre axiomas é válida mesmo que não corresponda à realidade dos fatos.

Por que é que a mecânica quântica e a relatividade são "incompatíveis"?

Porque a relatividade considera que as grandezas físicas sejam contínuas e a quãntica que sejam discretas.

"Economia estatal é algo deplorável." Não necessariamente veja o case da Noruega que tem a Staoil. Veja como é a qualidade de vida desse pais. Nem defendo nem apoio, o mundo não é binário.

As benesses governamentais que a Noruega propicia a seus cidadãos poderiam ser feitas com recursos advindos apenas de altos impostos, sem que o estado assumisse a exploração do petróleo. Isso seria muito melhor, pois o estado não se ocuparia de atividades que não lhe são precípuas. Mesmo que a posse do petróleo da nação fosse estatal, o trabalho de sua exploração poderia ser feito por arrendamento, como acontece no Pré-Sal do Brasil.

Qual o melhor argumento para convencer uma pessoa a parar de fumar?

Aterrorizá-la mostrando fotos de pulmões de fumantes, relatando casos de morte por câncer no pulmão e enfisema pulmonar. Fazer isso insistentemente, até que a pessoa deixe de fumar, mesmo que perca a amizade. Mais vale salvar uma vida do que manter uma amizade.

É uma alternativa! É isso que posso dizer. Mas é complexo, pois os resultados são variáveis, substituir salário por participações pode levar muita gente ao delírio. Pra não dizer suicídio.

Não é uma alternativa, pois isso significaria que a outra (o salário) seria também uma opção válida e boa, mas não é. Salário é uma forma de escravidão. Não é algo bom. Participação nos lucros pelo trabalho é a única forma legítima de remuneração do trabalho. Enquanto houver dinheiro no mundo. O ideal é a abolição total do dinheiro e o estabelecimento de uma "economia de doação" (e não de escambo). Mas isso já é uma etapa posterior em direção à anarquia comunista e o estabelecimento de uma sociedade ideal para o mundo.

como a lógica sabe que ela é uma disciplina correta? porque lógica e não outra coisa?

Em última instância, a correção da lógica advém do fato de que conclusões tiradas logicamente de hipóteses verdadeiras conduzem a resultados verificáveis como corretos. Se assim não o fora, a lógica usada teria que ser modificada. Mesmo assim o sendo, sempre que a lógica é usada em ciência, suas conclusões só são aceitas como verídicas depois de confirmadas fatualmente. Pelo fato de que, na imensa maioria das vezes, as conclusões lógicas são verdadeiras (desde que calcadas em hipóteses verdadeiras), a lógica se mantém como uma processo válido de raciocínio para obtenção de resultados. Tanto é que, quando se chegam a conclusões não verificadas fatualmente, se busca encontrar fatores que não tenham sido levados em consideração e, uma vez achados, normalmente a conclusão passa a ser verdadeira.

se a terra fosse plana, isso estaria em desacordo com várias leis físicas e incluindo o famoso princípio de hamilton?

Completamente em desacordo. Não só a Terra, mas qualquer planeta ou estrela tem que ser aproximadamente esférica. Já uma galáxia pode ser um disco. Da mesma forma que podem surgir discos em torno de planetas, como Saturno, Urano, Júpiter e Netuno..

https://ask.fm/wolfedler/answers/144711588637 Aumente essa dificuldade em mil vezes e ainda será pouco. Você deve considerar que os obstáculos são maiores do que imaginamos. E quanto ao atual problema das mudanças climáticas, aumento de fluxos imigratórios, aquecimento global etc.?

Sim. É muito difícil mesmo. Mas não impossível, se se pensar em um tempo de milhares de anos. Considerando que a humanidade ainda pode estar no planeta, até ser extinta, por cerca de quinze milhões de anos, isso é muito pouco. Claro que vão ter que acabar as religiões, que são um grande entrave ao progresso. Tudo pode ser feito se um grande movimento nesse sentido, por todo mundo que considere que isso é que é bom, seja detonado, de modo que candidatos sejam eleitos com programas para que esse desiderato seja atingido e que, insistentemente, sem desistir jamais, proponham leis nesse sentido. "Água mole em pedra dura tanto bate até que fura". Não vejo que obstáculos sejam razão para se desistir desse maravilhoso intento. Aquecimento global é um fenômeno transitório. Dentro de uns três mil anos teremos, de novo, outra era glacial. Fluxos migratórios são ótimos, justamente para transformar todo o planeta em uma entidade política única, sem nações individuais.

O cristianismo foi a maior desgraça do ocidente?

Não. Foi uma grande desgraça sim. Mas não a maior. A maior foi a ganância, a fome de poder, o egoísmo. Essas pestes, inclusive, se aliaram ao cristianismo que, em princípio, seria, justamente, contra elas. Então a união do poder secular com o religioso promoveu o massacre dos povos colonizados e, mesmo, do povo das próprias nações cristãs, em favor dos poderosos, antes os nobres, depois os grandes burgueses. Hoje os políticos e empresários. Felizmente ainda sobrou quem pudesse levar a tocha do conhecimento, da liberdade, da fraternidade, da igualdade, a despeito de toda opressão, de modo que não se chegou à completa barbárie.

Sobre o ideal anarquista, por quê não prospera como o capitalismo, comunismo e outros? A época áurea do Anarquismo já não teria passado e perdeu a chance de se difundir no mundo?

É que o anarquismo do século dezenove pecou por um problema que o inviabilizaria totalmente, que foi o de pretender ser implantado por uma revolução. Isso não é compatível com a anarquia. A anarquia tem que ser atingida por evolução e não por revolução. Em uma revolução os vencedores têm que conter os vencidos com o uso da força e isso é totalmente contrário á anarquia. Portanto não se pode atingir nunca a anarquia por meio de uma revolução. Sobre o comunismo, ele também ainda não ocorreu em lugar nenhum. O que ocorreu na União Soviética e seus satélites não foi comunismo. Porque lá as pessoas eram todas empregadas do estado, que era o único patrão. Isso não é comunismo, de modo nenhum. No comunismo não há patrão nem empregados. Todos são sócios. Todos são proprietários de tudo. Tudo é de todos e nada é de ninguém. Tal situação econômica, inclusive, é extremamente propicia de ser acompanhada com a situação política da anarquia. Ou seja, o verdadeiro comunismo deve ser anárquico. Sem governo e nem estado. Portanto sem ditadura. E nem democracia, pois não há "cracia". É a "acracia". Tais concepções ainda estão para serem instauradas no mundo. Para isso é que me bato e promovo a difusão dessas ideias, a fim de que, cada vez mais, pessoas se imbuam delas e, assim, possam vir a ser estabelecidas em menor tempo de que alguns milênios. Acompanhadas, também, do libertarianismo social, que nunca pode ser confundido com libertinagem nenhuma, pois é uma situação de extrema ordem e responsabilidade, uma vez que não imposta e sim assumida espontaneamente. Sem fronteiras, sem propriedade, sem dinheiro, sem exércitos, sem polícia, sem advogados, sem juízes, sem prisões, por total falta de necessidade de que isso exista.

Não que Banco sirva de modelo, mas geralmente divide parte dos lucros, todo ano, com os bancários. Não sei maiores detalhes pois nunca trabalhei em Banco.

Isso acontece com toda empresa, não só bancos. A questão ruim do capitalismo é que os trabalhadores de uma empresa nem sempre são seus sócios e recebem participação nos lucros. Em um sistema econômico justo, todos os trabalhadores têm que ser sócios e não receber salário nenhum e sim participação nos lucros. Sem que exista a figura do "empregado". Ninguém é empregado de ninguém. Se uma família precisar de gente para fazer serviço doméstico que seus membros não tiverem dando conta, que admitam mais pessoas como participantes da família, mas não empregados. Que se fundam (do verbo fundir e não fundar) famílias em grandes famílias em que todos trabalhem domesticamente e todos compartilhem dos encargos de provimento do lar.

Professor o que é "Ser" em filosofia, ato puro ente e entidade? Já li o que você respondeu no seu blog, mas não compreendi. O Ser é algo absoluto?

Ser é o ente que, de fato, existe. Ente é aquilo que pode ser concebido com existente ou possivelmente existente no mundo (físico e não físico). Cada ente possui uma essência que são suas características sem as quais ele não é o que é e que o particularizam. O ser, sendo existente, não é absoluto, no sentido de ser imutável. Sua essência é aquilo que ele "está sendo" a cada momento. Mas pode ir mudando. Um ser pode ser o resultado de um processo de transformação a partir de outro ou outros seres, do mesmo modo que pode se transformar em outro ou outros seres. Mas não necessariamente. Um ser pode ter surgido sem ter de que provir e jamais se transformar em nada mais. Por exemplo, o Universo inteiro. Esse negócio de potência e ato é bobeira.

https://ask.fm/wolfedler/answers/144710513949 A Bolsa de Valores está aí para isso. Ser sócio é e sempre será facultativo nas Sociedades Anônimas.

Acontece que um assalariado, em geral, não vai conseguir aplicar na bolsa. A não ser que ele viva com uma fração de seu salário para poder ter como adquirir ações, até de sua própria empresa. Todavia, como ele é uma das pessoas que faz com que sua empresa tenha valor na bolsa, ele tinha que ter o direito de auferir lucro por isso, só por seu trabalho, sem adquirir ação nenhuma. Em outras palavras, o próprio trabalho lhe forneceria ações e ele auferiria rendimentos do lucro da empresa e não de um salário.

Prof, você é humanista?

Certamente que sim. Acho que isso é perceptível a partir de tudo o que digo. Além de humanista, também sou uma pessoa que valoriza a ciência como provedora das melhores explicações e propostas para o bem geral. E que rejeita as religiões como instituições benéficas. Daí meu empenho em difundir o ateísmo, bem como o anarquismo e o comunismo. Da mesma forma que insto para que todo humanista se dedique a estudar ciências, especialmente física e biologia, para que seja uma pessoa inteirada da estrutura e do funcionamento do mundo em que se insere. Quem se dedica apenas às humanidade sofre de uma grande deficiência de conhecimento a respeito do mundo. Tão ou pior do que a de cientistas naturais que não se inteiram de questões humanistas.

"as empresas a repartirem seu capital" Mas as empresas já repartem seu capital (capital social) no seu estatuto no momento da criação da empresa. Já existe o direito empresarial. As pessoas são livres para criarem empresas, se associarem.

Sim. Mas as empresas podem contratar empregados, isto é, trabalhadores que não sejam sócios. Isso é que não poderia existir. Se se quiser que alguém trabalhe, que o admita como sócio.

"comunismo é muito melhor do que a desigualdade social.". Se a pobreza for extinta e 99% fossem de classe média, pouco me importaria que os 1% mais ricos tenham iates ou caguem em tronos de ouro.

O comunismo é justamente isso. A extinção do proletariado e a transformação de todo proletário em burguês. Quanto à elite plutocrata, sua extinção é uma questão ética. Importa sim, que um centésimo da população seja extremamente rica. Isso não é ético, não é justo. Iates têm que ser bens acessíveis a todos, não como propriedade de ninguém, mas como bens comunitários a serem usufruídos por todos. Da mesma forma que hospedagem em hotéis de luxo ou refeições em restaurantes de luxo.

Novamente, as pessoas devem ser livres para fazerem suas escolhas. O máximo que se possa fazer é convencer as pessoas de que é melhor trabalhar como MEI ou se associar a outras para abrirem sua própria empresa.

Não. Do mesmo modo que a lei não dá liberdade para patrões não pagarem férias ou menos do que o salário mínimo. Então a lei pode obrigar sim, as empresas a repartirem seu capital, gradualmente, por seus trabalhadores, até que nenhum seja mais empregado e todos sejam sócios. Isso deveria ser a forma normal de se remunerar qualquer tipo de trabalho. E pode, perfeitamente, se tornar o padrão da humanidade. Do mesmo modo que outros padrões podem ser extintos e substituídos. Como a família monogâmica, por exemplo. E as residências monofamiliares. Ou, ainda, a existência de propriedade privada. Ou a existência de religiões. O progresso da humanidade vai acabar mudando isso tudo.

https://ask.fm/vinicius_vogt/answers/139908901444

O consumo de carne, bem como de outros produtos de origem animal, como o couro, não é ético por requerer o abate de seres sencientes para ocorrer. Mesmo o consumo de leite, laticínios e ovos requer uma criação de animais com grande sofrimento para eles, sem contar o abate de machos em criações de gado de leite. Daí ser necessário conscientizar a humanidade desse imenso genocídio que é a atividade pecuária, até que ela seja extinta. São promissoras as pesquisas para a produção de carne por meio de células tronco, sem que seja preciso existir um animal vivo. Do mesmo modo que a ciência pode estudar a produção artificial de leite animal, sem que seja ordenhado de fêmeas de mamíferos. Nesses casos seu consumo não será anti-ético. Se bem que há estudos que mostram que o leite só é um bom alimento para o filhote da mesma espécie da fêmea de que foi obtido. Claro que há situações particulares a serem consideradas, como a dos esquimós que, no inverno, não têm de onde obter alimentos exceto das focas que caçam e peixes que pescam. Ou os pastores do Deserto de Gobi.

"Não impede, mas não obriga.". Obrigar? As pessoas devem ser livres para fazerem suas escolhas. Então que se façam o convencimento de que as pessoas devam se juntar e que abram suas próprias empresas, tornem-se MEI ou que comprem ações.

Não. As leis não obrigam, hoje, a que sejam respeitadas as convenções trabalhistas, como a concessão de férias, o salário mínimo e coisas do tipo? Então é perfeitamente legítimo que leis também obriguem a que trabalhadores participem do capital das empresas. Sem comprar. Eles já pagam isso com seu trabalho. Isso é que tem que mudar na concepção econômica. Que o trabalho seja um bem de capital também.

Você acha que um projeto social com desenvolvimento previsto para daqui a milhares de anos, segundo você mesmo diz, não sofrerá retrocessos e insurgências reacionárias violentas e cruéis?

De modo nenhum. Por que razão? Tal evolução será algo inteiramente consensual e pacífica. Certamente podem haver idas e vindas. Mas o que tem acontecido, nos últimos milênios, é uma evolução constante no sentido de maior justiça social, menor desigualdade, maiores liberdades. Então isso vai continuar, sempre aumentando a igualdade, diminuindo as injustiças. Sem revolução.

https://ask.fm/wolfedler/answers/144695360541 O que você sugere é uma das coisas mais difíceis, improváveis e quase impossíveis de acontecer. Mais de 7 BILHÕES de pessoas (e a tendência é essa população crescer ainda mais) não vão aderir a esses planos. E olha que nem estou sendo pessimista

Por que não? Minha proposta é a mais benéfica possível para o maior número de pessoas. Se a humanidade for esclarecida, como é para ser, quem pode ser contra são apenas as pessoas que se locupletam com a situação de desigualdade social. Mas isso vai acabar, gradualmente, sem revolução nenhuma. Apenas por evolução. O que vejo é que essa transformação é, inclusive, bem provável. Basta que as pessoas de bem trabalhem a favor, procurando convencer a todos de como o comunismo é muito melhor do que a desigualdade social. Comunismo mesmo e não isso que é, erroneamente, chamado de comunismo, que é uma ditadura socialista estatizante, péssima.

"...Os trabalhadores têm que ser os próprios donos das empresas." . Novamente caro Ernesto, nada impede atualmente que um grupo de pessoas se reunam e abram uma empresa em que todos sejam sócios ou que uma pessoa abra uma empresa individual (MEI).

Não impede, mas não obriga. Meu objetivo é que não possa existir emprego assalariado e que os trabalhadores tenham que ser proprietários das empresas também. Claro que podem haver outros proprietários e que os trabalhadores também possam ser sócios de outras empresas, além da sua. O que não podem é ser empregados. Isso é que está errado: o emprego assalariado. O trabalho tem que ser colocado exatamente no mesmo nível econômico do capital, isto é, tem que ser um tipo de capital.

Professor, o que você acha da moda?

Em relação ao modo de se trajar, jamais me pautei pelo que esteja em moda. Alás, pelo contrário, gosto é de usar o que não esteja em moda. Claro que não me visto como Pedro Álvares Cabral se vestia. Acho que seguir moda revela uma falta de personalidade da pessoa. Não só em relação a trajes, mas também em relação a modos de falar, de se comportar e outros aspectos. De usar o cabelo etc.

"Por que as pessoas deveriam te levar a sério?" já se deparou com essa pergunta? Se sim como reagiu?

Em razão de examinarem minhas comunicações e, nelas, discernir sua seriedade. Do mesmo modo que, sendo possível, verificar meu comportamento de vida, se é conforme o que sempre venho pregando.

O livro "Crianças Francesas não fazem Manha" foi escrito por uma Jornalista Americana e não por cientistas comportamentais. Não há nenhum rigor científico. E mesmo se fosse possível tal educação, ainda sim 100% das pessoas não agiriam de maneira igual, pois elas tem aspirações diferentes.

De fato, mas se isso for o padrão educacional, ao longo do tempo, as mentalidades irão sendo modificadas. Note, sempre, que minha proposta de mudança das estruturas sociais é para ser implementada ao longo de um tempo que se estende por séculos ou, até, milênios. Mas é preciso insistir sem esmorecimento. Quanto ao fato de ter sido escrito por jornalista, não importa. O que importa é que é um fato constatado, mesmo que não o seja de modo científico.

"a aprovação de uma lei que gradativamente vá distribuindo a propriedade das empresas para seus trabalhadores também. " Mas já fazem isso com o aumento de impostos, só que haveria evasão de riquezas como aconteceu com a França. Aliais, com uma lei dessas iram espantar empresas gerando desemprego.

O objetivo é, justamente, acabar com os empregos. Se alguma empresa não quiser se estabelecer por não querer compartilhar sua propriedade com os trabalhadores, outras se interessarão. Se isso for a estrutura econômica estabelecida, todos terão que se enquadrar. Mas isso tem que ser aprovado democraticamente. Para tal é preciso que se faça um trabalho de convencimento dos políticos e da sociedade para que, um dia, tal tipo de lei seja aprovada e, em algum tempo, o trabalho assalariado seja extinto. O mal do capitalismo não é a existência do capital mas o fato de todos não serem capitalistas, isto é, haver alguém que seja empregado. Os trabalhadores têm que ser os próprios donos das empresas.

"a aprovação de uma lei que gradativamente vá distribuindo a propriedade das empresas para seus trabalhadores também. " Mas já fazem isso com o aumento de impostos, só que haveria evasão de riquezas como aconteceu com a França. Aliais, com uma lei dessas iram espantar empresas gerando desemprego.

O objetivo é, justamente, acabar com os empregos. Se alguma empresa não quiser se estabelecer por não querer compartilhar sua propriedade com os trabalhadores, outras se interessarão. Se isso for a estrutura econômica estabelecida, todos terão que se enquadrar. Mas isso tem que ser aprovado democraticamente. Para tal é preciso que se faça um trabalho de convencimento dos políticos e da sociedade para que, um dia, tal tipo de lei seja aprovada e, em algum tempo, o trabalho assalariado seja extinto. O mal do capitalismo não é a existência do capital mas o fato de todos não serem capitalistas, isto é, haver alguém que seja empregado. Os trabalhadores têm que ser os próprios donos das empresas.

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2018/01/20/criminalistas-veem-tratamento-animalesco-e-abusivo-em-uso-de-algemas-e-correntes-em-cabral.htm tadinho do Cabral

Ele simplesmente está sendo tratado como qualquer meliante, que é o seu caso, o é. Se isso não puder ser feito com ele, então também não pode ser feito com ninguém.

"As propostas do Novo são interessantes mas falta incluir a que considero essencial, que é a da abolição gradual do emprego assalariado e a transformação dos trabalhadores em sócios". O senhor entende que isso não tem como ser incluído como uma proposta planejável de governo?

De modo nenhum. Claro que tem. Tem que ser um programa de partido. E é perfeitamente viável a aprovação de uma lei que gradativamente vá distribuindo a propriedade das empresas para seus trabalhadores também. Por exemplo, um décimo a cada dez anos.

Mas há evidências científicas de que a educação consiga moldar as pessoas a serem decentes, honestas, justas, diligentes, generosas, colaborativas, solidárias e virtuosas? Nesse sentido não deveriam proles com aspirações tão distintas (ex: um filho trabalhador outro bandido). Talvez tenham estudos.

A educação faz muita diferença sim. Por exemplo, leia o livro:
"Crianças Francesas não fazem Manha".

Professor, algumas pessoas dizem que a radiação do microondas deixa o alimento contaminado. Não acredito nisso, mas saberia explicar fisicamente se isso é verdade?

De modo nenhum. A radiação emitida internamente em um forno de micro-ondas é capaz de apenas excitar moléculas inteiras, colocando-as em vibração e, como isso, aquecendo o corpo em que se encontram. Isso porque sua frequência corresponde à frequência de vibração natural das moléculas. As microondas não penetram no interior dos átomos nem promovem alteração nas ligações interatômicas das moléculas, portanto não promovem reações químicas. Ademais, elas não são absorvidas pelas estruturas moleculares para serem reemitidas posteriormente. Além disso, o forno é blindado, de modo que as microondas não saem de seu interior e ele desliga sua emissão se a porta for aberta.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Forno_de_micro-ondas
https://en.wikipedia.org/wiki/Microwave_oven

Como lidas com comentários negativos?

Acho-os muito bons para que eu reflita sobre a propriedade do que tenha dito e que tenha merecido tal comentário e, então, ou mude meu modo de pensar, ou busque argumentos mais convincentes para refutar tais comentários.

A civilização é, realmente, construída de forma a conter certos instintos naturais do ser humano. No entanto, o problema de muitas utopias, como a sua, é a negação da natureza humana. Seria necessário que o ser humano evoluísse não apenas culturalmente, mas biologicamente e se tornasse outra coisa.

Não. O ser humano, tal como é hoje mesmo, é capaz de ser altruísta. Tanto é que existe gente altruísta, generosa, solidária, justa, honesta, bondosa e virtuosa. Em verdade, há mais gente assim do que ao contrário. O problema é que há quem não seja assim. Mas isso pode ser eliminado pelo processo educativo, ao longo de várias gerações. E isso é que tem que ser buscado de forma intencional e intensa, por meio de uma mudança nos objetivos educacionais que privilegie a formação do caráter em relação à aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de habilidades. Isso não é utopia nenhuma. É um projeto completamente viável num intervalo de alguns séculos ou poucos milênios.

Ernesto, o que uma pessoa sem talento para nada e com pouca inteligência deve fazer?

A maior parte das atividades humanas não requer inteligência nem talento especial. De modo que há um número imenso do que possa fazer qualquer pessoa, independentemente de seu talento ou inteligência. E coisas totalmente úteis e proveitosas, inclusive propiciadoras de satisfação e conferidoras de significado às vidas das pessoas. Não estou me referindo a atividades mais servis, mesmo que essas também sejam dignas e capazes de conferir significado à vida. Atividades comuns não requerem talento especial e nem muita inteligência.

Professor, o vácuo quântico existe e o que é na verdade?

Vácuo quântico é só o vácuo. Isto é, um espaço apenas preenchido por campo e radiação, sem matéria. Mesmo que haja matéria, o campo e a radiação estão presentes em qualquer espaço do Universo. Não há espaço vazio no Universo (nem fora dele, já que não existe lado "de fora" do Universo). Esse campo é, principalmente, o "campo de matéria", cujas quantizações formam os pares de partícula e anti-partícula (quaks e anti-quarks e leptons e anti-leptons). Essas quantizações são formações de regiões de condensação de campo com valores de energia (correspondentes às massas), spin e outras grandezas, estabelecidas de modo a individualizar a partícula em tela. No começo do Universo, a densidade de energia do campo de matéria era tão alta, que pequenas flutuações aleatórias davam azo ao surgimento superabundante desses pares. Então, partículas e antipartículas correspondentes (mas não as que foram formadas como um par, pois elas se formam com velocidades opostas, mas a partícula de um par com a anti-partícula de outro), se aniquilavam, formando um par de fótons, cujas energias correspondiam à massa das partículas (e antipartículas) aniquiladas. Esses fótons, por sua vez, colidiam uns com os outros e formavam, também, outros pares de partículas e antipartículas. Essa situação ficou em equilíbrio por 380 mil anos, nos quais o Universo todo era como o interior de uma única estrela, completamente opaco.

A condenação de Lula na primeira instância foi correta? Qual a sua previsão para o julgamento do dia 24 de janeiro e se o considera um criminoso

Sim. Foi correta. Não tenho nenhum palpite sobre o resultado do dia 24. Mas espero que a condenação seja confirmada. Ele é um criminoso mesmo.

Você gosta da sua cidade natal, o Rio de Janeiro? O que você acha da cultura/estilo de vida do povo tão guerreiro como é o carioca?

Gosto bem do Rio de Janeiro. Bem mais do que de São Paulo ou de Belo Horizonte. E olhe que gosto de São Paulo e de Belo Horizonte. Todavia, em geral, não gosto muito de cidade grande. Gostava mais do Rio em meu tempo de criança, na década de 50 do século passado. Ia com meu pai passear a pé na Cinelândia. Ou de bonde da praça XV até a Usina ou o Leblon. Ir a Niterói na barca da Cantareira. Ou ver os museus e a Biblioteca Nacional. Ou visitar as igrejas barrocas. O que nunca gostei foi de carnaval e de futebol. Mas já fui ao Pão de Açúcar no bondinho velho. Ou ao Largo do Boticário. Adorava rodar pelas ruas do centro (Assembléia, Ouvidor etc). Depois, quanto voltei a morar no Rio para fazer o mestrado (1979/80), também gostava desses passeios, mas não tinha mais bonde.

Como evitar que pessoas trabalhem em área diversa da que se formaram? Acha isto normal ou um “atraso de vida? As universidades deveriam periodicamente realizar pesquisas para saber quais as necessidades de mercado e disponibilizar maior número de vagas nas áreas onde existe déficit?

Não vejo problema em se trabalhar em área diversa da que tenha se formado. Não é um "atraso de vida" mas, apenas, uma escolha equivocada ou uma oportunidade surgida e aproveitada. Meu filho, por exemplo é veterinário, com mestrado em veterinária e trabalha como pesquisador em genética e melhoramento de grãos em uma universidade norte-americana, onde foi admitido por convite, em razão de seu excelente desempenho como estagiário, enquanto cursava disciplinas de doutorado em veterinária lá. Mas as universidades devem, sim, fazer levantamentos periódicos das necessidades de profissionais nas diversas áreas e ajustar sua oferta de vagas, periodicamente, a elas.

O que você acha de rodeios? Qual a graça naquilo?

Algo totalmente deplorável e merecedor de total rejeição e condenação como uma prática incivilizada, cruel e totalmente anti-ética. Sem a menor graça. Do mesmo modo que as touradas, as rinhas de galo e outras que tais.

Na sua opinião: De onde vem a homofobia que algumas pessoas têm? Vem da influência religiosa?

Sim, principalmente. As religiões, de fato, são um grande entrave ao progresso civilizatório da humanidade. Mas também advém de concepções patriarcais de cunho social não religioso.

Ora, mas nada impede um grupo de pessoas abrirem uma empresa e todas elas serem sócias como em uma cooperativa.

Sim. O sistema de cooperativas é algo excelente. Só que isso tem que ser uma política de estado com o fito de tornar toda empresa assim, em um curto período de, no máximo, uns cem anos, isto é, de abolir completamente o trabalho assalariado.

Qual é sua equação favorita?

A equação de transporte de Boltzmann:
https://en.wikipedia.org/wiki/Boltzmann_equation

"transformação dos trabalhadores em sócios" Isso já está acontecendo gradualmente (MEI, Cooperativas, Compra de ações); " restrições fortes ao acúmulo de capital por pessoas ou grupos" Vários bilionários vão doar 99% ou criam fundações; "a liberação das uniões conjugais homoafetivas" Já existe tbm.

Então. É isso que tem que acontecer de forma mais incisiva e rápida, por meio de uma legislação adrede estabelecida. Com o objetivo de eliminar totalmente o trabalho assalariado. Além das uniões homoafetivas, é preciso aceitar como válidas as uniões plurívocas (poliandria e poliginia), tanto gâmicas quanto afetivas apenas (namoros múltiplos).

Anarcocapitalismo = Plutocracia, Anarcocomunismo = opressão do coletivo sobre o indivíduo. Não consigo conceber a existência de uma justiça privada, bem como uma sociedade feita de anjos que trabalham com o máximo de esforço em prol da sociedade. Viva a Democracia e o Capitalismo!!! HAHA

Anarcocomunismo não é opressão do coletivo sobre o indivíduo, porque se trata de um sistema estabelecido por consenso de todos. Com plena liberdade. Não é imposto. É algo que se atinge por evolução. E essa evolução será alcançada quando a sociedade for composta de anjos sim. Isso é que é que se tem que perseguir com afinco, por meio do processo educativo. A transformação de todos em pessoas decentes, honestas, justas, diligentes, generosas, colaborativas, solidárias, virtuosas, enfim. Santos sem religião. Isso inteiramente dentro de um sistema de democracia, de preferência direta, isto é, sem representação, sem política, sem governo, sem estado, sem fronteiras. E quanto ao capitalismo, se ele for entendido como um sistema que estabeleça duas categorias de pessoas, os detentores do capital e os trabalhadores assalariados, ele é abjeto. Mas se for estruturado de modo a fazer de todos capitalistas, isto é, sem trabalhador assalariado nenhum, então é o que deve acontecer.

Apoiar os partidos de esquerda que existem no Brasil significa favorecer regimes socialistas estatizantes. O que precisamos fazer hoje é fortalecer os trabalhadores enquanto indivíduos, como propõem partidos liberais (Novo, por exemplo)

Apoiar os partidos de esquerda que existem no Brasil significa favorecer regimes socialistas estatizantes. O que precisamos fazer hoje é fortalecer os trabalhadores enquanto indivíduos, como propõem partidos liberais (Novo, por exemplo)

É moralismo não achar normal ver crianças dançando funk e curtindo letras pesadas?

É mas, no caso, esse moralismo é saudável, porque o funk não é adequado à formação infantil da personalidade, especialmente por suas letras chulas. Moralismo, em tese, não é algo ruim. Mas pode ser, se se tratar de um comportamento de condenação de condutas legítimas apenas por não serem o que a sociedade considera padrão. Como a homossexualidade ou o poliamor. Condenar isso não é um moralismo legítimo, pois são comportamentos perfeitamente benignos. Mas condenar a corrupção, a desonestidade, a crueldade e atitudes do tipo é um moralismo perfeitamente legítimo.

Por que há tanto gente com medo de "comunismo" em pleno século 21?

É porque as pessoas pensam que comunismo é a "ditadura do proletariado", um regime totalitário, de partido único, em que o governo é o dono de tudo, em que não se tem liberdade para nada. Isso não é comunismo. Comunismo nunca existiu até hoje. Comunismo é um sistema econômico e não político. Politicamente uma nação comunista pode e deve ser democrática e com todas as liberdades. A diferença é que não existem patrões e nem empregados. Todos são sócios. Isso é que é comunismo. Compartilhamento da propriedade. Tudo em comum. Sem pobres nem ricos. No verdadeiro comunismo não se acaba com a burguesia e sim com o proletariado. Todos se tornam burgueses.

Discordo completamente da sua opinião sobre competição. Mas uma coisa me veio a cabeça. Em sua utopia, como funcionaria a ingressão em universidades e cargos administrativos sendo q são baseados em concursos, ou seja, competições?

Em uma sociedade ideal toda pessoa que quisesse teria chance de fazer curso superior. Mas, nessa sociedade, também se saberia que ter um curso superior não é algo tão importante assim. O ideal é que as pessoas, ao longo da Educação Fundamental, já fosse orientadas e observadas para se identificar o perfil vocacional. Então as escolas (todas sérias) fariam a indicação dos alunos que deveriam ir para cada curso, em função de seus desempenhos.

Uma pessoa que tem um conhecimento muito básico, passa quanto tempo estudando até entrar no Ita? Quais dicas vc segure?

Para entrar para o ITA é preciso estar muito bem preparado. Isto é, ter feito um curso fundamental e um médio bem feito, com um aproveitamento bem bom. Mesmo assim é bom fazer um ano de curso preparatório. O melhor é o Poliedro, de São José dos Campos mesmo. Tem filiais em São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro. Procure saber.

Resposta boa, mas quimicamente o que ocorre no cérebro?

Tudo o que provoca prazer e satisfação o faz em razão da liberação de neurotransmissores. No caso específico, de endorfina, serotonina, dopamina e ocitocina.

Ernesto, em relacão ao seu posicionamento em relação aos esportes. Você mantém sua opinião em relação ao enxadrismo, um esporte intelectual?