quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Acerto

E se o mundo nunca for anarco-comunista?

Será uma lástima, pois a humanidade perderá a chance de vivenciar o paraíso na Terra. Uma sociedade inteiramente harmônica, pacífica, próspera, justa, aprazível, feliz. É preciso se fazer um imenso trabalho de divulgação do anarco-comunismo para que todos o desejem do fundo do coração e, assim desejando, envidem esforços no sentido de transformar a sociedade, de consertar o mundo, abolindo a preguiça, a cobiça, o egoísmo, a injustiça, a maldade e tudo de ruim no comportamento das pessoas para se chegar a esse ideal. Isso é um processo educativo gradual que tem que ser feito nas escolas, no seio das famílias, na convivência social de todo mundo, nas transações, nos negócios, em tudo o que se faça na vida sempre ser bom, justo, honesto e, muito mais ainda, magnânimo, generoso, desprendido. Jamais tapeando, jamais sendo ganancioso, jamais prejudicando ninguém. Porque a essência do anarco-comunismo não é o sistema, são as atitudes, os comportamentos, as cosmovisões das pessoas. O anarco-comunismo chegará por uma mudança no caráter de cada um. Se isso não acontecer antes que a humanidade seja extinta, então só as próximas espécies que nos substituirão na escala evolutiva é que, talvez, consigam esse feito. Mas, como ainda temos alguns milhões de anos pela frente, eu acho que chegaremos lá. E penso que em poucos milhares de anos.

http://ask.fm/wolfedler/answer/129256477981 Mulher rodada só serve para rodar mais. Não transar com mulheres rodadas é uma medida de profilaxia contra doenças venéreas, já que camisinhas furam. http://mdemulher.abril.com.br/saude/saude/aids-entenda-por-que-as-mulheres-estao-mais-expostas-a-doenca

Esse conceito de "mulher rodada" é extremamente machista, uma vez que não há a mesma condenação aos "homens rodados". Essa assimetria de concepções sexuais e de gênero é uma característica típica do machismo e do femismo que o feminismo e o masculinismo abominam. Trata-se de uma concepção execravel. O mesmo direito que se concede a homens de poderem ter experiências sexuais múltiplas tem que ser concedido às mulheres. E como, as próprias mulheres, não exigem a virgindade dos homens com que pretendam estabelecer relações amorosas estáveis, não pode nenhum homem pretender exigir virgindade de mulher nenhuma. Classificar as mulheres em duas categorias, ou seja, as vadias e as pra casar é uma abominação de caráter, pois não se faz o mesmo em relação aos homens.

Ainda sobre Kardec ter sido racista, eu gostei desta resposta https://m.ask.fm/scribatus/answers/110272266771 Concorda?‎

Sim, concordo. Mas é preciso ver que, mesmo dentro da contextualização, houve quem não se apegasse a ela e se rebelasse. Não foi o caso de Kardec e ele não pode ser julgado culpado por isso. Mas também não pode ser tido como uma pessoa fora do comum, pois não se destacou nesse aspecto. Por outro lado, alguém como Hitler, mesmo que influenciado por correntes de pensamento já previamente existentes, não pode ser liberado de culpa por ter determinado a eliminação dos judeus. É preciso ter uma visão mais altaneira e não se apegar às convenções do tempo e do lugar para ser alguém que faça diferença importante no progresso civilizatório da humanidade. Por exemplo, hoje em dia já há muita gente que considera a homossexualidade como normal e legítima. Mas poucos admitem que a pluralidade amorosa simultânea também o seja. Esse é um tabu ainda não superado. Mas o será, como já o foi a exigência da virgindade antes do casamento, bem como a indissolubilidade do matrimônio.

Se montarmos um gráfico das ideias libertárias ao longo da história, entre subidas e descidas há uma evolução constante?‎

A curva de tendência secular é monótona crescente, mas não de derivada constante. Acredito que se assemelhe a uma curva logística, em que, por enquanto, ainda estamos na parte aproximadamente exponencial.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Fun%C3%A7%C3%A3o_log%C3%ADstica

Porque ha tanta desistencia do curso de fisica?

Porque é um curso realmente difícil, que requer muita dedicação mesmo, muito estudo. Que requer "quebrar a cuca" pra valer. E, em geral, os professores são bem exigentes. Além de requerer que se tenha um embasamento muito bom do Ensino Médio. Sem contar que exige que se seja fissurado por Física, fascinado por conhecimento, maravilhado pela natureza e pelo Universo, obcecado em compreender como o mundo funciona. E é um curso que não promete grande retorno em termos financeiros. Tem que cursar por vocação mesmo. Quando eu coordenei o Curso de Física da UFV vi que só tinham alunos muito bons e muito ruins, mas não os intermediários. Os muito bons eram os que poderiam facilmente passar no vestibular para medicina, direito ou engenharia mas queriam ser físicos e os muito ruins eram os que seriam eliminados pela concorrência dos outros cursos, mas não no de Física, que tem baixa concorrência, justamente por ser difícil e a profissão menos bem remunerada. Os muito ruins não aguentava tantas reprovações e desistiam. Os muito bons iam até o fim, mas a sobra, em geral, era de um sétimo dos alunos que entravam.

Ernesto, me ajude. Quero muito ser professor mas de vez em quando tenho um certo "egoísmo intelectual". Explico: Não me importo em ensinar tudo o que eu sei, mas não gosto de dizer de onde eu pego as informações. Eu digo o autor, mas não quero dizer qual livro. Mas o conteúdo em si, eu ensino s/ pro

Isso é bobagem de sua parte. Tem que abrir completamente o jogo. Ser inteiramente transparente e deixar que os alunos confiram se você está dizendo a verdade ou inventando. Uma das maiores qualidades do professor é a mais completa honestidade intelectual. Tem que ser assertivo, isto é, não fingir que não sabe o que sabe e nem que sabe o que não sabe. E ser inteiramente franco, transparente e aberto. Nada de esconder o "pulo do gato". O que um bom professor quer é que seus alunos o superem em conhecimentos e habilidades.

Existe chance de algum dia a Rússia aceitar a homossexualidade como algo normal? Se sim, quanto tempo levará para isso acontecer?‎

Claro, pois a humanidade evolui. Não sei daqui a quanto tempo, mas acho que em menos de duzentos anos. E em uns quinhentos anos, inclusive os países muçulmanos já estarão aceitando a homossexualidade. O progresso nas concepções libertárias tem idas e vindas mas, ao longo dos milênios, tem sido sempre no sentido do aumento libertário.

MINHA BODA‎

Não me será penosa, a vida, mas airosa,
se bem querer, porém, ao longo eu sempre ter.
Então não ter fortuna ou nada pra valer,
não me será dolosa, a sorte, tão honrosa.
Assim eu só quisera viver a quimera
de ter alguém amado e lindo a meu lado,
que o amor desejado, então me fosse dado,
tanto quanto pudera haver na primavera.
Aí eu bem seria alguém que só diria
que tudo que fizesse, por mais que quisesse,
jamais eu não faria, sem muita alegria.
Enquanto o tempo roda, tudo que me açoda,
ainda que pudesse haver maior benesse,
minha vida toda seria minha boda.
Ernesto von Rückert

Ernesto, existe alguma dúvida, cujo você já tentou responder de diversas formas, porém não foi bem sucedido? Algo, que apesar dos seus mais empenhados esforços, continua sendo um mistério para você?‎

Há muita coisa que ainda não sei, ou porque a humanidade ainda não sabe, ou porque ainda não estudei, ou porque estudei e ainda não entendi. Neste último caso estão a "Teoria M", os "Sistemas Dinâmicos", a "Teoria do Caos" . Também ainda não sei compor música dodecafônica. No segundo caso está quase tudo sobre Economia. No primeiro caso está a compreensão do processo de surgimento da vida a partir da não vida, bem como da formação da consciência e demais fatos da vida psíquica a partir da anatomia e fisiologia do cérebro.

O que acha do Ramadã?‎

Como toda comemoração religiosa, como a quaresma, acho que seja algo inteiramente inócuo e completamente dispensável. O melhor é não ter religião nenhuma. O tempo, energia, esforço, dedicação, dinheiro e pensamento dedicado às religiões, se empregado em algo proveitoso, poderia resolver muitos problemas da humanidade. Quanto desperdício de papel em livros religiosos que são todos enganações. Quanto esforço dedicado a edificações religiosas que poderia ser empregado em escolas, bibliotecas, hospitais, institutos de pesquisa, habitações. Quanta gente trabalhando como sacerdote, frades, freiras e todo tipo de pessoal religioso que poderia estar fazendo algo proveitoso na vida. Não só para si, mas para a humanidade. Tudo que as religiões fazem de caritativo e de balizamento moral pode, perfeitamente, ser feito pelo humanismo secular e pela filosofia, esta sim, a mestra da vida. Esse trabalho de formação do caráter e da personalidade que coíbe a criminalidade é para ser feito pelo processo educativo secular. Todas as religiões devem ser extintas para o bem da humanidade e a obtenção de uma sociedade mais livre, de pensamento mais arejado, mais cônscias de suas responsabilidades no estabelecimento do bem e na erradicação do mal sem delegar tais encargos a um pretenso Deus.

Ernesto, tenho uma vontade enorme em fazer bacharel em física, mais por inspiração a grandes nomes da ciência, como Carl Sagan e Erwin Schrödinger. O problema é que o pesquisador não é tão valorizado em nosso país. O que devo fazer? Seguir para a licenciatura, mesmo que eu não saiba ensinar bem?‎

Quando fui coordenador do Curso de Física da UFV, sempre recomendava a meus alunos que fizessem tanto a licenciatura quanto o bacharelado. Com a licenciatura eles já eram professores do Ensino Médio e já podiam ganhar dinheiro. Como bacharéis eles podiam fazer mestrado e doutorado e se tornarem físicos. Como físicos eles seriam pesquisadores em institutos de pesquisa ou em universidades. Nas universidades eles também seriam professores, para o que a licenciatura lhes daria a devida competência didática. Os pesquisadores, todavia, são bem valorizados sim. Até mais do que os professores. Um professor, mesmo universitário, que não seja pesquisador não ganha bolsa de pesquisa e nem pro-labores de convênios de pesquisas e consultorias científicas a empresas e órgãos governamentais. Um professor que seja pesquisador pode mais que dobrar seus rendimentos. E os rendimentos de um professor doutor com dedicação exclusiva não são ruins não. Veja a terceira destas tabelas:
http://www.utfpr.edu.br/servidores/pagamento/Vignciaapartirde1.03.2015.pdf

Ernesto, qual é o seu ponto de vista sobre o Espiritismo de Allan Kardec?

Uma concepção inteiramente desprovida de qualquer significado, simplesmente porque espíritos não existem.

Qual o maior matemático que já existiu?‎

Para mim foi o Johann Carl Friedrich Gauss, pela abrangência e profundidade de suas contribuições em inúmeras áreas da matemática, da física e da astronomia.

Quais dicas você daria para alguem que está iniciando nas leituras de filosofia? Eu estou começando com uma obra do Bertrand Russell (Porque não sou cristão), oque acha deste filósofo?‎

É o meu guru. Mas eu recomendo começar por obras de comentadores, isto é, compêndios de filosofia. No caso tem um ótimo do Bertrand Russell, chamado "História do Pensamento Ocidental". Leia também o "Convite à Filosofia", da Marilena Chauí, o "Filosofia", do David Papineau. Pessoalmente eu comecei a me inteirar de Filosofia, ainda aos 13 anos, pelo compêndio "Manual de Filosofia" do Theobaldo Miranda Santos. É bom para começar, se se ficar avisado de sua orientação tomista.

Dei uma olhada no seu perfil do Facebook e vi que o senhor, assim como eu, curte a página da cantora Enya. O senhor também aprecia estilos musicais mais étereos como folk, metal sinfônico, canto gregoriano, new age, orquestras etc.?‎

Sim, gosto muito desses estilos, como da música clássica em geral e música sacra, mesmo não gregoriana. Inclusive produzo e apresento, há 18 anos, um programa semanal de duas horas, na rádio da Universidade Federal de Viçosa, sobre música clássica, que pode ser ouvido em www.rtv.ufv.br, às quartas feiras, às 20 horas.

Ser engenheira e ser anti-capitalista. Existe?‎

Certamente que sim. Por que não? Uma coisa não tem nada a ver com outra. Em qualquer regime econômico, seja capitalista, seja socialista, seja comunista, é preciso que engenheiras e engenheiros façam o seu trabalho em todos os ramos da engenharia para que a sociedade humana possa viver em um mundo civilizado e tecnologicamente avançado. Da mesma forma que em qualquer regime político, seja democrático, seja autocrático, seja acrático, também se faz necessária a presença de engenheiras e engenheiros. Da mesma forma que médicas e médicos, professoras e professores e vários outras atividades profissionais. Algumas, contudo, podem ser dispensadas em certos regimes. Numa sociedade ideal, anarco-comunista, sem propriedade, sem dinheiro, sem fronteiras, sem leis, certamente não seriam necessários bancários, policiais, carcerários, militares, advogados, juízes, promotores, políticos, contadores, funcionários públicos, corretores, vendedores, despachantes, empresários, fazendeiros, faxineiros, lixeiros e outros.

Por que as pessoas de exatas tem uma maior tendência em defenderem valores conservadores e direitistas?

Não me consta que seja isso. Conheço grandes físicos e matemáticos que são esquerdistas. Einstein era um. Bertrand Russell, outro, Schenberg, outro. De certa forma, Wittgenstein também pode ser considerado de esquerda. A maioria dos físicos que conheço é de esquerda. Em geral, engenheiros é que são mais de direita, uma vez que têm mais ligações com empresários, que contratam seus serviços. Físicos são mais filosóficos, especialmente os que trabalham com cosmologia, teoria de campos e física de partículas elementares.

Ernesto, gostaria de saber como eu poderia resolver essa questão usando apenas as três leis de Kepler. http://www.tutorbrasil.com.br/forum/fisica-i/gravitacao-satelite-geoestacionario-t40252.html‎

A terceira lei de Kepler diz que a razão do cubo do raio médio para o quadrado do período de revolução é constante para os satélites de certo astro. Então, para os satélites da Terra, pode-se dizer que:
R³/T² = R'³/T'²
Donde se conclui que R' = R (T'/T)^(2/3)
Sendo R = 380.000 km, T = 27 dias e T' = 1 dia, tem-se:
R' = 380.000 km x (1/27)^(2/3) = 380.000 km x (1/9) = 42.200 km
Para achar a altura da órbita, basta subtrair o raio da Terra: 42.200 - 6.400 = 35.800 km

Acho sim. Isso não é impossível. Apenas muito difícil. Muito mesmo.

Concordo.

Voce acha que em algum dia seram contruidos robos com sentimentos ?‎

Acho sim. Isso não é impossível. Apenas muito difícil. Muito mesmo.

Professor Ernesto, como os astrônomos da época de Kepler (por volta de 1600), conheciam seis planetas: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter e Saturno, fazendo apenas observações a olho nu?‎

A existência desses cinco planetas (pois, até Copérnico, não se considerava que a Terra fosse um planeta), já era de conhecimento da humanidade há alguns milhares de anos antes de Cristo. É fácil observá-los, especialmente não havendo iluminação artificial noturna na Terra. Basta observar o céu estrelado todo dia e reparar que algumas estrelas, de um dia para o outro, não estão no mesmo lugar do céu. Elas então foram chamadas de "viajantes", que, em grego, é "planetas", nome que permaneceu em latim e nas línguas europeias. São, justamente, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno, todos bem visíveis a olho nu. Os nomes atuais deles foram dados pelos gregos em homenagem a seus deuses mitológicos. Procure um atlas celeste (tem na internet), localize a posição diária deles e os observe. Mas tem que sair das cidades e ir para o meio do mato, de onde não se veja luz artificial nenhuma.

''...eu respeito quem acha que existe. Só sinto pena por seu equívoco.'' qual a razão de sentir pena de quem tem uma visão diferente da sua? as chances de deus existir ou não são iguais para os dois lados. trata-se de uma questão de perspectiva, e diferenças quanto a isso não são motivo de ''pena''.‎

As chances de que Deus exista ou não exista não são iguais não. São muito maiores de que não exista. Mesmo que não haja comprovação de sua inexistência, como não há da existência, o fato da existência não ser evidente faz com que a suposição tácita seja a da não existência. Além do mais, os indícios de inexistência são muito mais fortes do que os supostos indícios de existência. Por isso a consideração de que Deus não exista é muito mais razoável do que a de que exista. Logo, quem considera que exista, por fé, é uma pessoa iludida e, portanto, merecedora de pena sim.

Oi Ernesto. Pode tentar explicar o que é a anti matéria?

Antimatéria é uma matéria estruturada de forma análoga à matéria mas com todas as partículas trocadas por suas antipartículas. E antipartículas são as partículas elementares correspondentes às da matéria, de mesma massa e outras características, como o spin, todavia com a carga elétrica oposta. Quando uma partícula e uma antipartícula que lhe corresponda se aproximam de modo que seus campos se interpenetram, elas se aniquilam estruturalmente e se transformam em dois fótons (que não possuem antipartícula), cuja energia vale o valor convertido em energia das massas da partícula e da antipartícula. Se não houver partículas por perto, é possível formar antiátomos de antipartículas. Poderia haver regiões do Universo bem afastadas em que, ao invés de matéria, o conteúdo material fosse de antimatéria. Isso teria um comportamento igual ao de um conteúdo feito de matéria. Não há, contudo, nenhum indício de que, atualmente, haja antimatéria livre no Universo. Mas ela é produzida artificialmente e existe, até mesmo, aparelhos de Física Médica que funcionam com base em antipartículas como a "Tomografia Elétron-Pósitron". No início do Universo, contudo, as partículas e antipartículas existiam em quase igual número, sem, contudo, formar átomos. Elas eram formadas e aniquiladas o tempo todo, até que a expansão cósmica possibilitou que, antes de se aniquilarem, estivessem separadas por um tempo suficiente para que decaíssem. Como as meias vidas das partículas e de suas antipartículas não é igual, quando isso aconteceu, houve uma sobra de uma parte em um bilhão de partículas em relação a antipartículas, que é o Universo atual. Os fótons que foram produzidos nas aniquilações anteriores constituem a radiação de fundo do Universo, até hoje observada em uma quantidade de fótons um bilhão de vezes maior do que a de partículas materiais.

Como é seu método de estudo?‎

Sempre estudo visando ensinar o que quero aprender. Assim é que funciona. Leio tudo o que acho a respeito, especialmente opiniões contraditórias. Isso é ótimo. Depois fico pensando a respeito (já vou pensando enquanto leio). Pensar é que é o mais importante. Não é memorizar os conteúdos e sim discutir mentalmente com o texto, procurando refutá-lo. Então, passado um intervalo de umas duas ou três horas, faço um resumo escrito, de modo esquemático, do qual redijo um texto, como se estivesse escrevendo uma apostila. À medida que escrevo, vou fazendo consultas e ajustes, inclusive no resumo. Então uso o resumo e o texto para ensaiar uma aula que daria sobre o tema. Desse modo aprendo pra valer mesmo. É trabalhoso, difícil, cansativo e demorado. Mas é o único modo que conheço de se saber, com profundidade e abrangência, o que se pretende saber. Tem que dedicar tempo e, para tal, diminuir o tempo de sono e de descanso. Não existe método rápido e fácil de se aprender nada. Todavia a facilidade de aprendizagem depende da inteligência, que é, em parte, inata, em parte adquirida, exatamente, pela prática de se estudar. Quanto mais se estuda, desde a tenra idade, mais fácil se torna estudar, inclusive porque o cérebro vai acumulando informações que facilitam extremamente a compreensão de tudo o que se estuda. O aprendizado envolve as etapas de conhecer, entender, compreender e aplicar. Conhecer é saber de que se trata. Entender é saber as razões e os modos. Compreender é relacionar com o resto dos conhecimentos e saber as consequências, Aplicar é dominar a habilidade de fazer uso do conhecimento na solução de problemas.

Professor, com todo respeito, vejo que é excessivamente sério e até, desculpe-me, chato de lidar e sisudo, devido a sua seriedade extrema de tratar quase todos os assuntos com esse rigor científico exacerbado. A vida não seria mais interessante se a levarmos não tão a sério? Por que não ri?‎

Esse é o meu estilo. Meu modo de ser. Mas não sou casmurro, apenas sério. Não sei ser de outro modo. Talvez por me chamar Ernesto. Não acho, em absoluto, que a seriedade não seja interessante. Pelo contrário. Vejo que é algo extremamente interessante. Mas também aprecio a alegria. Só não aprecio o deboche, o sarcasmo, o chulismo. Isso eu abomino mesmo. Sou muito contente comigo mesmo por ser do modo que sou e não tenho nenhuma pretensão de mudar, pois não acho que haveria nada de bom nisso.

Você antigamente não era tão desprendido de dinheiro quanto é hoje?‎

Sempre fui, mas, à medida que amadurecia, fui me tornando cada vez mais desprendido ainda. Jamais me passou pela cabeça, por exemplo, escolher minha profissão em razão de qual delas fosse mais rentável. O magistério e a ciência foram uma escolha por vocação mesmo. De mesma forma que as outras atividades a que me dedico por diletantismo, como a Filosofia, a Pintura, a Música, a Poesia. Nunca pensei nelas como uma fonte de rendimentos. Em grande parte essa cosmovisão me foi passado por meu pai e minha mãe, que eram exatamente assim. Totalmente desprendidos. Até que ganhavam bem, mas nunca se preocuparam, sequer em ter casa própria. Gastavam todo o dinheiro ajudando os outros.

Não sou homofóbico, mas achar a homossexualidade normal aí já é demais.‎

Mas é claro que é normal. Trata-se de uma das quatro vertentes da sexualidade humana, a saber: heterossexualidade, homossexualidade, bissexualidade e assexualidade. Todas são normais. Além dessas orientações naturais, que não dependem da vontade da pessoa, também existem escolhas voluntárias de quem seja naturalmente de uma opção diferente da que escolhe, como é o caso do heterossexualismo, escolhido por quem não seja heterossexual por natureza, ou o homossexualismo, escolhido por quem não seja homossexual por natureza, o bissexualismo, escolhido por quem não seja bissexual por natureza e o assexualismo, escolhido por quem não seja assexual por natureza, como é o caso de padres católicos e freiras católicas. Isso também é perfeitamente legítimo. A sociedade tem que considerar tais orientações ou opções como perfeitamente válidas e acolher essas pessoas dentro de toda a normalidade, sem a menor estranheza. Da mesma forma que não se estranha que padres sejam assexualistas. Portanto, o que não se pode admitir é, justamente, considerar qualquer orientação ou opção sexual como anormal. O que se pode dizer é apenas que a heterossexualidade seja a orientação mais comum. Mas as outras não são anormais, em absoluto. Dizer que fossem seria o mesmo que dizer que ser canhoto ou ter o lóbulo da orelha preso fosse uma anormalidade.

O ''amor à tolerância'' seria um embuste progressista? Em todos os tempos e em todos os lugares as sociedades e os indivíduos sempre não toleraram uma série de práticas. A tolerância não é um fim em si mesmo. Não existe nada e nem ninguém que seja plenamente tolerante ou intolerante?‎

Discordo totalmente. Existe muita gente intolerante, mas existe muita gente tolerante também. E a educação precisa, justamente, eliminar a intolerância. O que o instinto não fizer, a civilização o fará. A civilização existe, justamente, para contrariar os instintos. O desejo de um mundo tolerante não é embuste nenhum. É algo inteiramente bom e factível. E é, exatamente, a pretensão do progressismo. Progressismo que é, justamente, a correta maneira de conceber o mundo.

“A ocasião faz o furto, o ladrão já nasce feito" — Esaú e Jacó, Machado de Assis. Concorda com a citação? Acredita que não importa os fatores externos, se uma pessoa 'nasce para ser' desonesta, ela o será, de uma forma ou de outra?‎

Não. Pode ser que pessoas tenham maior tendência à desonestidade ou à honestidade. Mas os fatores ambientais, especialmente a educação também influem e muito. Nenhum dos dois é determinante.

A mão humana é mais primitiva que a dos outros macacos?

Não, pelo contrário, é mais aperfeiçoada.

Mesmo envolvendo competição, futebol traz emoção povo. Por que é contra?‎

Porque essa emoção estimula o espírito competitivo, isto é, de querer derrotar os outros e não de querer ajudar os outros a serem tão bons como se é. Só se tem que derrotar são as próprias limitações. Aos outros se tem que ajudar, colaborar, incentivar, para que todos sejam bons, todos sejam prósperos. Vencer, derrotando outros, não é glória nenhuma. Os esportes podem ser algo fantástico e emocionante sem que se promova competição nenhuma. Só o espetáculo. E mais: esporte não é para assistir, é para participar. Arenas em que as pessoas comparecem para ver outras brigando é uma idiotice. Tem que transformá-las em teatros para que as pessoas vão assistir a espetáculos, inclusive de circo. E que tudo seja de graça para todo mundo. Essa emoção de vibrar com o seu time derrotando outro é nefasta para o psiquismo das pessoas.

O que acha da "ditadura gay" em que vivemos?‎

Não existe nenhuma "ditadura gay" nenhuma. O que existe é que o mundo, em parte, está começando a ficar consciente de que a homossexualidade é tão normal e legítima quanto a heterossexualidade. Só isso. Só que pessoas preconceituosas e intolerantes não querem admitir isso e ficam dizendo que os gays estão promovendo uma ditadura. Eles apenas estão "saindo do armário". E isso é ótimo.

Quais são todos os estados de agregação da matéria e suas características elementares ? Grato

O estado mais comum é o de plasma, que consiste em um conjunto de partículas ionizadas e prótons, nêutrons e elétrons livres, a alta temperatura, sem que estejam ligados entre si em nenhuma estrutura. É o material do interior das estrelas e do espaço interestelar e intergaláctico. Depois vem o estado gasoso, em que as partículas já são átomos neutros ou moléculas neutras, porém sem nenhuma estrutura do conjunto. O outro é o líquido, em que as partículas podem ser átomos, moléculas ou íons, mas não inteiramente soltos e sim ligados entre si, todavia sem que isso se configure em uma estrutura rígida. Finalmente há o estado sólido, em que átomos, moléculas ou íons se prendem uns aos outros em estruturas rígidas. Em algumas situações, líquidos de alta viscosidade podem apresentar propriedades típicas de sólidos, como os vidros. Há, ainda, estados exóticos da matéria, como o condensado de Bose-Einstein, o estado de Fermi degenerado (existente nas estrelas anãs brancas), o estado de nêutrons degenerado (existente nas estrelas de nêutrons) e o estado de caroço de buraco negro. Procure por isso na Wikipedia (melhor em inglês).

Qual a diferença entre fé e crença e porque o Ateísmo não se encaixaria como fé?

Tanto a crença quanto a fé consistem em aceitações da veracidade de assertivas não evidentes ou não comprovadas. Todavia, enquanto a crença é dada ao que possua alguma plausibilidade ou indícios de veracidade, a fé se reporta ao que não tenha nenhuma plausibilidade ou nenhum indício de veracidade. É impossível se viver sem crenças, pois nem tudo é evidente ou comprovado. Mas não há necessidade nenhuma de se ter fé em nada. Às vezes a palavra fé é usada no sentido de confiança. Isso é legítimo e a confiança pode ser dada com base em antecedentes que demonstrem a honra de quem se confia. Mas o sentido próprio e primevo da palavra fé é, justamente, crença sem fundamento. Isso é um total disparate. Não se deve ter fé em nada.

Ernesto, voce acha que vale a pena aprender Japonês?‎

Pessoalmente, não. É possível interagir com as pessoas do Japão falando inglês. Exceto se se for alguém que se dedicará ao estudo da cultura japonesa.

Essa pergunta é bem polêmica: Qual seria sua reação se você fosse juiz, e na hora de julgar o réu, você descobre que o Réu é um amigo de infância ou ex-colega de escola que você sempre se deu bem?

De surpresa. Mas eu conduziria o julgamento dentro de toda a imparcialidade, se fosse preciso. Todavia justificaria impedimento de realizá-lo, exatamente por ser amigo do réu.

Qual as principais diferenças entro o Comunismo e o socialismo?‎

No socialismo não há patrões, exceto o estado. Todos são empregados do estado. No comunismo não há empregados, nem do estado. Todos são sócios de seus empreendimentos. Tudo é de todos e não do estado, como no socialismo.

Então o senhor defende a ''anarqui-comunista'', no entanto defende a existência disso através de mudanças graduais?

Exatamente. Não é possível se atingir a anarquia por uma revolução. Porque em uma revolução os vencedores precisam conter os vencidos. E isso exige a aplicação de força e poder, que são o oposto do que o anarquismo prega para a anarquia. Do mesmo modo que o comunismo não pode ser imposto. Tem que ser assumido por consenso.

Terminei o ensino médio e estou estudando para o ENEM. Você acha o livro "Lições de Física", de Feynman, muito "pesado" para mim? Queria ler pelo menos o primeiro volume.‎

Sim. Para um estudante dos anos iniciais da graduação em Física já é pesado. Para um aluno no Nível Médio é quase inacessível. Não é um livro a ser adotado como livro texto para seguir um curso. É um livro complementar. Por exemplo, não tem exercícios e nem problemas. Só teoria. É muito profundo e tece muitos comentários. Para quem for fazer curso de Física é ótimo, se o estudante for um daqueles que não se contenta em saber só o que é exigido. Para quem for fazer Engenharia, geralmente é tedioso, porque não é prático e não tem quase aplicações. É Física Fundamental mesmo. Ou seja, os fundamentos da Física. Bom para complementar o estudo quando se adota um texto como o Curso de Física de Berkeley ou o Alonso & Finn.

você nao acredita, ok, mas já tentou "converter" alguém à nao acreditar também?‎

Sim. É o que vivo fazendo a vida toda. Com todo mundo com que converso, Em minhas aulas, pela internet. Eu sempre mostro que não há razão para supor que Deus exista. Mas eu respeito quem acha que existe. Só sinto pena por seu equívoco. Tenho muitos artigos e dabates sobre isso em meus blogs e nos sites de relacionamento de que participo. Veja o link em meu perfil.

Professor, se marx objetivava o ''anaco-comunismo'' e os anarquistas objetivam uma sociedade sem Estado, qual a critica que os anarquistas tem para com o comunismo, se os dois tem objetivos comuns?‎

A crítica anarquista ao marxismo é sobre a forma de se atingir a anarquia comunista. Os marxistas preconizam a via da ditadura do proletariado, um socialismo estatal que os anarquistas abominam.

como tem tanta certeza de que nao é real?

Não tenho certeza. Mas tenho forte convicção. Pois não há evidência nem prova nenhuma de que exista. E os indícios apontam no sentido de que não exista. Não é preciso provar que não exista, se sua existência não é uma evidência, o que se tem que provar é que existiria, mesmo não sendo evidente. Se fosse evidente, mas não existisse, aí sim, se teria que provar que a evidência seria falsa.

Ernesto, átomos são basicamente espaço vazio - o núcleo é o grão de areia no estádio de futebol. Gostaria de saber se esse espaço "vazio" é realmente vazio aponto de dizer que existe vácuo nessas regiões. Obrigado pela atenção.‎

O espaço entre o núcleo e a eletrosfera não é vazio. É preenchido pelo campo elétrico e pelo campo magnético gerado pelo núcleo e pelos elétrons. Além do campo gravitacional de onde estiver. Isso é que é chamado de vácuo.

Ernesto, o que você pensa sobre Deus?

Um conceito ilusório sem existência real.

Professor, desculpe-me pela pergunta tola, mas um número par pertence a quais conjuntos numéricos?‎

Naturais, inteiros, racionais, reais, complexos, quatérnios, octônios.

Você segue a filosofia da vadiagem atual. Uma mulher pode perfeitamente ser "liberal", desde que não exija admiração de ninguém por isso. Mulheres promíscuas devem se relacionar com homens promíscuos. Exigir ser aceitas por TODOS como são é, também, intolerância. Ninguém é obrigado a aceitar vadia.

Não acho que uma pessoa que tenha relacionamento sexual sem compromisso seja "vadia", seja essa pessoa um homem ou uma mulher. Inclusive não acho que se possa admitir comportamentos diferenciados para homens e para mulheres. Acho que o que, de certa feita, foi chamado de "amizade colorida", isto é, o fato de que a amizade entre duas pessoas possa se estender ao sexo sem que isso signifique que estejam namorando ou comprometidos, é um comportamento inteiramente aceitável e, mesmo saudável. É bom que pessoas experimentem sexo sem compromisso. Quando resolverem que querem se unir em um relacionamento configurado, inclusive para ter filhos, serão pessoas sexualmente experientes. Esse tipo de liberdade não tem nada a ver com devassidão, libertinagem ou vadiagem. E não vejo razão nenhuma para não encetar algum namoro com uma pessoa, seja mulher ou seja homem, que já tenha tido relações sexuais casuais. Há, até, homens que frequentaram prostitutas e que, por isso, não são tidos como vadios.

já leu ''carta a uma nação cristã'' (sam harris)? o q achou?‎

Sim. Achei um texto muito bem colocado, apropriado e proveitoso. É aquilo mesmo.

Farei uma palestra sobre a evolução histórica dos direitos humanos. Pode me dar alguma dica especial?‎

Municie-se de muita informação histórica que pode ser garimpada na internet mesmo. Infelizmente a maior parte está em inglês. Na Wikipedia em inglês, os artigos são acompanhados de links onde se pode achar quase tudo. Imprima tudo. Você pode fazer um calhamaço de centenas de páginas. Estude tudo e escreva um ensaio condensado, a partir do qual você monta sua palestra. Não escreva a palestra. Apenas liste os tópicos e vá ensaiando o que vai falar com base em seu ensaio. Isso gasta, pelo menos, duas semanas de preparação, ou mais.

Ernesto,na sua opnião é possível aumentar o raciocínio através da hipnose?

Em minha opinião, não. A hipnose, se funcionar, não alteraria as capacidades mentais. O que ela faria seria relaxar a censura e deixar que outra vontade dominasse as decisões. Mas ninguém poderia fazer algo que não fosse capaz.

Deus poderia criar uma pedra tao grande e tao pesada que nem ele possa com ela mesma?‎

Não. Mesmo que Deus existisse e fosse onipotente, ele não poderia fazer nada ilógico. A lógica está acima de Deus.

Como estrutura social deve fazer para trabalhar as diferenças genéticas que qualificam alguns seres humanos e desqualificam outros ? Gostaria de saber sua opinião pois vejo a estrutura biológica do ser humano como empecilho natural para igualdade. Pessoas nascem menos atrativas , inteligentes e ...‎ Dhamens Almansa

A igualdade que se preconiza para a sociedade não é a igualdade biológica e nem mesmo a igualdade de condições, pois esta depende daquela. Como não somos padronizados, sempre seremos diferentes. O que a sociedade tem que prover é a igualdade de oportunidades, de direitos e de deveres, ressalvados os casos de incapacidade física ou mental, bem como de idade muito pequena ou provecta. Há que se propiciar condições para que todos desenvolvam suas potencialidades para serem prósperos e felizes. Pode ser que uns aproveitem mais do que outros. Mas a sociedade precisa prover o necessário para que as pessoas desabrochem. Um mundo coletivista, sem dinheiro nem propriedade é muito mais capaz de fornecer essas condições a todos. Mas tem que ser um mundo livre.

Fisicamente, como podemos destruir o planeta terra ?‎

Se por destruir o planeta significar desmontar toda a sua estrutura, transformando-o em caquinhos, poeira e gás, isso só pode acontecer ou por meio da colisão dele com outro de mesmo porte ou maior ou por meio da explosão do Sol. Não há nada que o homem seja capaz de fazer que possa sumir com o planeta. O máximo que o homem poderá fazer, e mesmo assim algo extremamente difícil e improvável, é acabar com toda a vida em sua superfície.

Ernesto, qual a sua opinião sobre isto: https://www.facebook.com/heraldo.costa.3/videos/750193125092153/ ?‎

Considerando as discussões dos filósofos e a crença das pessoas comuns, é certo que a ideia da existência de Deus ainda persiste no mundo, inclusive acadêmico. Isso não é garantia nenhuma de que tal ideia corresponda a algo real. Até mesmo o fato de que filósofos crentes possam derrotar filósofos ateus em discussões não garante a existência de Deus. Além do que, a existência de Deus, se for verídica, em nada garante que ele seja o Deus do cristianismo e nem que Jesus seja Deus. Ainda não vi argumentos convincentes que mostrem que Deus exista e, muito menos, que Jesus seja Deus. Estou aguardando.

Realmente não são excludentes, o que critico é a sua posição a abordar estas questões, acho muito mais relevante trazer o Feminismo e as lutas que estão acontecendo agora (e vão ocorrer até se acabar o Patriarcalismo) do que a classificação.‎

Abordo, justamente, para contestar quem seja contra o feminismo confundindo-o com o femismo, que é tão execrável quanto o machismo, enquanto o feminismo é a única posição defensável a respeito. Feminismo é, de fato, simplesmente, humanismo. Ou seja, a concepção de que, socialmente, não há a mínima diferença entre homens e mulheres. Mesmos direitos, mesmos deveres, mesmas responsabilidades. Onde isso não estiver acontecendo, é preciso corrigir. É preciso exigir que assim seja. Por exemplo, é um absurdo que mulheres se aposentem com cinco anos a menos de trabalho do que homens. Do mesmo modo que é um absurdo que mulheres arquem sozinhas com a jornada de trabalhos domésticos. E que homens arquem sozinhos com o provimento do lar. Que haja profissões que excluam mulheres, como o sacerdócio católico ou a infantaria militar. Que não haja tantas pedreiras quantos pedreiros. Tantos empregados domésticos quantas empregadas domésticas. Tantas caminhoneiras quantos caminhoneiros. Tantas políticas quantos políticos. Tantos professores primários quantas professoras primárias. E assim por diante.

Professor, o que o senhor achou das "revelações" de Chico Xavier para 2019? Vale ressaltar que uma outro médium já avia dito o mesmo.‎

Não existem profecias. Isso é uma impossibilidade total. Nem perco tempo para verificar. E nem existe mediunidade. Como não existem espíritos.

Vejo sua visão como uma Meritocracia bem excludente, essa suposta igualdade de direitos e oportunidade é que mantém boa parte da população negra e de renda inferior nas periferias há 500 anos! Várias minorias são excluidas e o Estado deve sim intervir para corrigir essas desigualdades

Não por meio de cotas e sim por meio de uma igualdade de oportunidades verdadeira. Meritocracia é, apenas, justiça. Dar a cada um o que merece. Se não merece, não ganha. Isso é límpido e cristalino. O que a sociedade tem que fazer? Propiciar o merecimento para todos.

O que questiono em relação a gênero é o foco que dá a temática de classificação sobre o assunto, acho muito positivista, acredito ser muito mais importante focar nas lutas Feministas/LGBT e a queda do Machismo do que em mera classificação objetiva‎

Não vejo porque uma coisa exclua a outra. A classificação não impede em nada que se tome medidas contra o machismo. A classificação, absolutamente, não é "mera". Não é só contra o machismo que se tem que lutar. Também contra a homofobia e a poliamorifobia.

Quanto a Maioridade, quero apontar é justamente o quão fajuta é a medida. Basta ir na Constit, lá está presente as medidas a serem tomadas para com esses jovens, só que essas instit sequer existem, não foram criadas pelo governo e ele vem com soluções ridículas em vez de fazer sua função, cont..

Como não existem essas instit, para ondes os jovens vão? Para as "masmorras", que inclusive estão saturadas e não servem nem para ressocialização dos adultos lá, quem dirá dos jovens.
Não concordo com essas medidas da constituição como está lá. Nem com o estatuto da criança e do adolescente. Acho que elas têm que ser tomadas sem excluir a condenação criminal. E com pena a ser cumprida em penitenciárias apropriadas para a reeducação. Mas sem excluir o castigo da privação da liberdade e da correspondente segregação da sociedade para protejê-la.

Desculpe-me por me delongar nas perguntas, mas algo importantíssimo com você nesses últimos anos é treinar o nosso bom Ceticismo, Abraços!‎

Ceticismo é, justamente, duvidar. Tanto das propostas ditas da direita quanto das ditas da esquerda. Não é bom que se rotule. Concordo e discordo de propostas consideradas ora da direita ora da esquerda. Ataco e defendo ambos os lados, justamente porque não acho que a verdade esteja com nenhum deles. Alem do que não existem apenas esses lados. Há muitos outros: o da frente, o de trás, o de cima, o de baixo, o de dentro, o de fora. E as posições intermediárias.

Mais um tópico (To chato hj rs): Pós-modernidade, já o vi várias vezes negar a mesma. Realmente acha isso? Escritores pós-modernos como Foucault e Butler trazem visões interessantíssimas sobre Poder, Discurso, Gênero..., além de trazerem uma dialética essencial para compreender todas áreas do saber

A dialética marxista é completamente fajuta por ser dicotômica: Tese, antítese, síntese. Não é nada disso. A realidade é policotômica e difusa. E nem sempre há uma síntese.

Na classificação que coloca, parece que a existência delas é simetricamente similar, o que não é verdade, inclusive sabe a diferença entre Igualdade Material e a Formal? Caso não, leia um pouco sobre e tente visualizá-las tanto neste tópico qnto em relação a Cotas Universitárias, por favor‎

Cotas Universitárias? Acho um absurdo! Cotas para o que quer que seja. O que é preciso é igualdade de oportunidades de verdade. Igualdade de direitos, bem como de deveres e de oportunidades. Mas não posso admitir que uma pessoa de menor competência ocupe a vaga de outra mais competente, seja por que razão for. Eu não me submeteria a ser operado por um cirurgião de menor competência que tenha obtido seu diploma por uma concessão de cotas. Isso não significa que eu tenha preconceito contra ninguém em razão de sua origem social, raça, religião ou seja o que for. Mas tenho restrições a falta de capacidade e de competência sim. O que a sociedade, por meio do governo, tem que fazer, e já, é preparar todo mundo para entrar para o nível superior com grande competência. E não ficar passando os alunos que não aprendem para apresentar estatísticas de não reprovação. A escola tem que ser exigente e bem exigente mesmo. Se exigir, os alunos dão conta. Se afrouxar, eles não correspondem.

Desculpe se a pergunta parecer um tanto quanto fútil, mas se pudesse voltar a época da plena juventude (digo, antes dos 21 anos de idade) o que faria diferente? Com o que se preocuparia menos e para o que daria mais valor?‎

Acho que eu seria mais desprendido de dinheiro ainda do que sou, mais desligado de minha carreira e mais dedicado a fazer o bem e e amar. Como é dito na canção "epitáfio". Queria ser uma espécie de São Francisco de Assis ateu.

Outro tópico: Gênero, é realmente necessário classificar as ideo em Machista, Femista, Masculin e Feminismo? É extremamente óbvio qual é o mal a ser combatido, Machismo/Patriarcalismo existe há milênios e é a fonte de pratic tds as opressões desse tópico (LGBT, violência contra a mulher), cont‎

Machismo, femismo, masculinismo e feminismo são concepções reais e existentes entre as pessoas. Mas não esgotam as possibilidades. Há quem não enquadre em nenhuma delas. Isso não significa que não existam. Nenhuma classificação é perfeita e completa. Mesmo que não seja necessário fazer a classificação, é bom que seja feita, para compreender melhor a situação. Não é preciso se fazer apenas o que seja necessário. Mas eu acho que seja muito apropriado que seja feita. Porque há quem condene o feminismo quando, em verdade, está condenando o femismo.

Também é importante observar o impacto midiático e político-econômico que isso trás, essa proposta é apresentada como um verdadeiro milagre pra segurança brasileira, o que é ridículo, além disso faz com que o Estado abra mão da sua verdadeira responsabilidade que é reeducar esses jovens‎

Uma coisa não exclui a outra de modo nenhum. Claro que a redução da maioridade penal não resolve tudo sozinha. Mas faz parte de um conjunto de dezenas de medidas que precisam ser tomadas, todas em conjunto, para acabar com a criminalidade. E uma das três funções do sistema prisional, tanto para jovens quanto para adultos é, justamente, reeducar. As outras duas são punir para desestimular o crime e proteger a sociedade da presença do criminoso.

Bom, os tópicos são: Maioridade Penal. Realmente acha certo encarcerar jovens nas nossas "masmorras" que chamam de prisões? O problema prisional no Brasil é processual e estrutural, esse último presente tant nas tradicionais quanto nas instit que deveriam abrigar esses jovens infratores, cont..

Acho tão errado colocar qualquer pessoa nas masmorras quanto acho errado deixar jovens criminosos soltos para cometer mais crimes. Enquanto o sistema penal não consertar como precisa, há que se fazer penitenciárias separadas para jovens. Mas as de adultos também têm que serem mudadas. Claro que não podem ser confortáveis, mas têm que ser decentes. E os presidiários têm que passar o tempo trabalhando.

Se o senhor segue o pensamento evolucionista, deduz-se que acredita que a raça a qual pertencemos, irá evoluir. Quais as primeiras mudanças você acredita que acontecerá ao longo dessa evolução?‎

Todas as espécies estão continuamente evoluindo. O que são hoje não é o que foram há um milhão de anos atrás e não é o que serão daqui a um milhão de anos. Mas a evolução é aleatória. Não há como prever o que acontecerá. Só se sabe que vai mudar. E nem se sabe se vai mudar para melhor ou para pior. Seres transumanos virão a existir, bem como os que surgirão das outras espécies. Isso não significa que elas serão extintas. Há extinção, mas também há, simplesmente, bifurcação. Uma nova surgindo e a anterior continuando a existir. Agora que a espécie humana atingiu o grau tecnológico que atingiu, ela, certamente, promoverá a evolução de forma artificial, sendo capaz de alterar o código genético para o que vier a desejar. Isso vai acontecer em mais ou menos tempo. O que não se sabe é o que será considerado como desejável para a produção das novas espécies transumanas. Bem como as de outros animais e vegetais que forem fabricados. Poder-se-á, inclusive, criar algum novo reino de seres vivos. Por exemplo, animais clorofilados que sejam autotróficos.

Sei que é meio redundante, porém, é uma dúvida que carrego. Sem definições formais, o que é, de acordo com seu ponto de vista, ser humano?

É o indivíduo da espécie animal a que pertencemos. Caracterizado por todo esse aspecto físico que conhecemos, isto é, mamífero, primata, bípede, pouco peludo (exceto na cabeça), sem cauda, crânio e cérebro grandes, polegar em oposição, onívoro, focinho não projetado e coisas do tipo. O mais importante, contudo, é sua inteligência bem acima dos outros animais. Seu comportamento gregário. Fatores que possibilitaram que desenvolvesse um sistema de divisão e compartilhamento de afazeres que acabou se transformando na civilização avançada que conhecemos. Todavia, suas características distintivas são uma questão de grau em relação aos demais animais e nada qualitativamente diferente. Ou seja, a racionalidade não é exclusiva de nossa espécie. Ou a posse de algum tipo de alma espiritual imortal. Isso não existe e, logo, não nos diferencia de outros animais.

Mas mil anos? Estão dizendo que vai haver uma em 2030

Não. Isso não acontece de repente não. Vai haver um esfriamento gradual ao longo de séculos. Depois ficam milhares de anos tudo congelado. Veja isto:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Era_do_gelo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Glacia%C3%A7%C3%A3o
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pequena_Idade_do_Gelo
https://en.wikipedia.org/wiki/Glacial_period

Porque o fenômeno não é reversível. Então, para que a energia térmica se transforme em energia elétrica é preciso haver dispositivos mais complexos, que não fazem a conversão total, como células foto-voltaicas. Um resistor não possui estrutura interna capaz de, sendo aquecido, promover separação de cargas. Mas pode se aquecer pelo movimento das cargas, uma vez que, movendo-se, elas colidem com seus átomos e os agitam.

Porque está bem longe do Sol e, assim, deve guardar resquícios das eras primitivas do Sistema Solar.

Uma dúvida que meus professores do ensino médio nunca sanaram: Por que ao colocarmos energia elétrica num resistor conseguimos calor mas quando colocamos calor no resistor não conseguimos energia elétrica?‎

Porque o fenômeno não é reversível. Então, para que a energia térmica se transforme em energia elétrica é preciso haver dispositivos mais complexos, que não fazem a conversão total, como células foto-voltaicas. Um resistor não possui estrutura interna capaz de, sendo aquecido, promover separação de cargas. Mas pode se aquecer pelo movimento das cargas, uma vez que, movendo-se, elas colidem com seus átomos e os agitam.

Professor, o elemento mais abundante da galáxia é a poeira cósmica?‎

Não. O mais abundante é gás, especialmente hidrogênio atômico. Também existe um pouco de hidrogênio molecular e de plasma de hidrogênio (prótons e elétrons livres). Todavia a maior parte da massa de uma galáxia consiste em matéria escura, que não é feita de partículas subatômicas ordinárias (prótons, nêutrons e elétrons).

http://ask.fm/wolfedler/answer/129236105501 Claro que não, apenas é liberal demais, pois tirou a calcinha para um estranho fazer o carimbo de vadia (talvez até ganhou um desconto, porque... mulher, né?). "Oi, tenho uma tatuagem na virilha. Vamos nos casar?". Muito apropriado, Senhor Ernesto.

Pois eu acho que ser liberal demais é que é bom. Sou totalmente libertário. E não acho que isso seja nada de libertinagem e nem devassidão. Gosto das pessoas completamente livres e despidas de preconceitos, de "não me toques", de pruridos pudicos, cheias de vergonhas. Isso é péssimo. Não ter vergonha não significa que não se seja uma pessoa séria, honrada, de sentimentos nobres. Há um tremendo equívoco de concepções a esse respeito. Uma pessoa que ache que possa fazer sexo apenas por prazer, sem compromisso, é tida como devassa (se for mulher, em geral, pois aos homens é concedida essa licença). Mas não é, de modo nenhum. Se todo mundo fosse assim o mundo seria bem melhor. Uma coisa que não existe é amor proibido. Todo amor é permitido. E é muito bom que haja muito amor no mundo.

Qual é a sua visão sobre o pessimismo filosófico?‎

Não concordo. Tampouco com o otimismo. Sou realista. Acho que tudo tem que ser analisado e sopesado em função da realidade, sem otimismo nem pessimismo.

Qual o problema com apelidos?

Só um: Não gosto. Acho algo muito informal. Em família acho que as pessoas devem se chamar pelo prenome. Em sociedade, o ideal seria pelo sobrenome. Mas aceito o uso brasileiro do prenome. Mas apelido, jamais. É uma questão de gosto e estilo meu. Do mesmo modo que não chamo ninguém de senhor. Como não uso camiseta com escrito ou sem gola. Nem tênis ou sandália. Estas, só em casa ou na praia. É meu estilo. Sou um anarquista nas ideias, mas sou careta no estilo. Gosto de paletó e gravata e uso mesmo sem precisar. Não falo gíria nem palavrão. Uso caneta tinteiro. Falo o português correto mesmo na fala. Mas não é pedantismo. Isso eu aprendi desde criança em casa. Meus pais eram intelectuais. Aliás, eles usavam a segunda pessoa do singular, pois minha mãe era gaúcha e meu pai filho de austríaco e portuguesa. E o pai dele falava português de Portugal. E bem, pois era professor universitário.

nem: nesto, nestin?

Quando criança me chamavam de ernestinho porque meus pais também abominavam apelidos e não deixavam.

Esse video não te faz desistir do veganismo? https://www.youtube.com/watch?v=k18vK5lm1w4‎

De modo nenhum. Se soja não faz bem, ou canola, passo a não comer. Mas não como animais não é por razões nutricionais e sim éticas. Porque matar um animal para comer é assassinato. E a pecuária leiteira e ovípara também cria os animais com crueldade. Não posso concordar. Sou a favor da extinção da atividade pecuária do mundo. Totalmente.

Professor, é muito difícil fazer mestrado e doutorado em física ou matemática tendo-se graduado em uma engenharia que não contempla muitos tópicos da matemática e da física (apenas os essenciais)?

Não mas vai se ter que fazer um nivelamento das matérias do bacharelado que não são vistas na engenharia. Isso pode levar dois semestres.

Qual teu sonho de liberdade?

O anarco-comunismo: Uma sociedade sem estados, sem governos, sem fronteiras, sem leis, sem propriedade, sem dinheiro, sem polícia, sem exércitos, sem advogados, sem juízes, sem crimes, sem maldade, sem competição, sem injustiças, sem guerras, sem cobiça, sem preguiça. Sem religiões também. Só com colaboração, solidariedade, fraternidade, harmonia, paz, concórdia, prosperidade, justiça. Em que nada seja de ninguém e tudo seja de todos. Inclusive os maridos, as mulheres e os filhos. Uma sociedade de pessoas bondosas, honestas, diligentes, altruístas, enfim, virtuosas.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

O senhor prefere comprar as coisas a prazo, a vista ou é indiferente?

Tudo que custe mais caro eu compro a prazo. Não tenho reservas.

O que você está buscando?

Consertar o mundo.

O livro O Universo Elegane de Brian Greene é uma boa obra?f‎

Sim. É a melhor abordagem que já achei, em nível de divulgação científica, para as teorias de supercordas, branas e a teoria M. Só que ele faz pensar que seja algo já comprovado, o que não é.

por que um campo magnetico constante nao produz uma corrente? Perguntei isso pro meu professor de fisica e ele ficou enrolando falando que tem a ver com fisica quantica.‎

Não tem a ver com a Física Quântica não. Para haver corrente se requerem dois fatores: Portadores de carga e um campo elétrico que os impulsione. Os condutores possuem portadores de carga livres. Para que uma corrente se estabeleça neles é preciso haver um campo elétrico que os empurre, senão as colisões deles com os átomos do material cessa a corrente. Esse campo elétrico pode ser fornecido por acúmulo de cargas, como é propiciado por baterias. Mas pode ser fornecido eletromagneticamente. Acontece que campos elétricos e magnéticos são manifestações de um único campo, o eletromagnético. Ele se manifesta como elétrico ou magnético em função de seu movimento em relação ao observador. Uma carga elétrica gera em torno de si um campo eletromagnético que, para um observador parado em relação a ela é só elétrico mas para um observador se movendo em relação a ela é tanto elétrico quanto magnético. Então, como um campo magnético é gerado por carga em movimento em relação ao observador, ele só faz força sobre cargas em movimento. Ou reciprocamente, se ele estiver em movimento, caso a carga esteja parada. Mas esse movimento pode ser, simplesmente, uma variação de intensidade. O que importa é que não seja constante. Quando a quantidade de campo magnético (e não a intensidade) varia em uma região, surge um campo elétrico, que, então, empurra as cargas. Reciprocamente, se a quantidade de campo elétrico (e não a intensidade) for variável, surge um campo magnético. Esse duplo comportamento é que gera as ondas eletromagnéticas. Isso é um comportamento observado na natureza que não se sabe a razão, mas se sabe como acontece, inclusive por meio de fórmulas. Mas, do mesmo modo que a atração gravitacional entre massas ou a atração e a repulsão entre cargas, não se conhece a razão por que ocorrem. Só se sabe que acontece e como acontece.

Professor, como melhorar a organização do horário de estudos? Terei muitas cadeiras complicadas próximo semestre e talvez atividades extracurriculares, seria bom receber uma orientação de alguém mais experiente. Obrigada :)‎

Ninguém tem mais de 24 horas disponíveis por dia. Então, para ter tempo para algo, tem que deixar algo de lado. Minha sugestão é deixar de ver televisão e dormir um pouco menos. Mas também não desperdiçar os pequenos tempos que a pessoa acha que não vai ser suficiente para levar a cabo alguma coisa. Começar, mesmo que não dê para acabar. Depois acaba. Esses tempinhos fazem grande diferença. E não perder tempo com ninharias. Se for o caso, deixar o quarto desarrumado. Isso é menos importante. Outro fator importantíssimo é aproveitar ao máximo o tempo da própria aula. Não consentir em sair de nenhuma delas sem ter entendido tudo o que foi visto. Prestar a máxima atenção na aula. Encher o professor de perguntas até entender. Pagar todos os micos. O que importa é aprender. Depois é preciso fazer uma revisita a todos os assuntos vistos, em outro momento, antes que se durma. Isso é essencial para que o cérebro confira relevância ao conteúdo e, no sono, passe-o da memória de curta duração para a de longa duração. Lembre-se: na aula é preciso que se entenda o assunto, mas só se aprende no estudo que se faz depois. Só que esse depois tem que ser no mesmo dia, para o conteúdo de cada aula. Mas não pode ser logo a seguir. Tem que dar um intervalo para que o cérebro entenda como uma segunda abordagem e não uma continuação. Senão não aprende.

Prof, existe um "caminho das pedras" para quem deseja ser um professor como Richard Feynman? se sim qual seria?‎

Preliminarmente, todo professor, seja do que for, tem que ser uma pessoa fissurada com a matéria que leciona. Tem que adorar mesmo. Tem que ser super entusiasmado com aquele conhecimento. Tem que se dedicar ao estudo dele por puro gosto. E estudar muito mais do que precisa para lecionar. Esse entusiasmo contagia os alunos e faz com que o professor tenha um conhecimento superlativo necessário para programar a melhor forma de transmitir o que deseja. Quem fica achando que ganha pouco para se dedicar tanto ao estudo nunca vai ser um bom professor. Tem que viver a matéria o tempo todo. Sonhar com ela. Depois tem que se preparar convenientemente. Tem que escrever o que vai lecionar como se tivesse escrevendo um livro. O melhor é escrever mesmo. Tem que fazer ensaio da aula, como se fosse representar uma peça teatral. Claro que precisa se municiar do conhecimento das habilidades pedagógicas e didáticas para o metiê de professor, inclusive a psicologia da aprendizagem, especialmente a neuropedagogia. Ser professor não é uma improvisação. É uma profissão com suas técnicas e métodos que precisam ser dominados. Por isso é que existe o curso de licenciatura. Mas o licenciado tem que dominar muito bem o conteúdo que leciona. Isso é "conditio sine qua non". Pelo menos umas três vezes mais do que vai lecionar. Ou, idealmente, umas cinco vezes mais. Tem que estar com a matéria "na ponta da língua", para tirar qualquer dúvida e não vacilar nunca. Se vai lecionar para o Ensino Médio tem que saber todo o conteúdo em nível de graduação. Se vai lecionar para a graduação, tem que saber em nível de pós-graduação.

Professor, qual o melhor método para se aprender Matemática?‎

Antes de tudo, gostar de matemática. Ser fascinado por ela. Adorar estudá-la. Isso posto, meter a cara com garra e entusiasmo, sem esmorecimento. Sempre voltando atrás em tudo que não ficar bem entendido e requerer o estudo de algo anterior. Porque a matemática é totalmente sequencial. Cada conhecimento depende de tudo que se aprendeu antes. Quem conseguir isso vai se deliciar com uma das mais fantásticas áreas de conhecimento que existe.

Como não ser prolixo na hora de escrever uma redação?‎

Sendo um rigoroso crítico de si mesmo. Escrevendo e revendo sempre o que se escreve, buscando sintetizar. Mas nem tanto que torne o texto ininteligível. A excessiva síntese também prejudica o estilo, tanto quando a prolixidade. Há que se achar um meio termo ideal.

Qual sua opinião sobre o Craig Venter e seu trabalho?

Acho que, apesar de serem feitos reparos éticos à atividade de sequenciamento genético e produção artificial de novos organismos, isso é algo de importância transcendental para o futuro, no sentido de induzir a evolução humana, atualmente já fora da seleção natural por interveniência da medicina. E, mesmo, para a produção de organismos vivos projetados para variados propósitos. Para mim isso é fantástico e muito válido. Como a descoberta da energia nuclear, serve para o bem e pode servir para o mal. Não acho que a ciência deva refrear seu afã de ampliar qualquer tipo de conhecimento em razão da possibilidade de seu uso para o mal. É preciso que a sociedade coíba esse uso, principalmente por uma conscientização ética que faça com que ninguém deseje fazer esse tipo de uso.

Professor quero muito cursar física porém não sou boa em exatas. Tem como melhorar isso na faculdade? eu não consigo me ver fazendo outras coisa :/‎

Para fazer Física é preciso bastante traquejo em matemática. E isso é algo que se adquire ao longo da vida estudantil. É possível por em dia o atraso, mas tem que começar ainda no Ensino Médio. Peque um livro de "Pré-Cálculo" e vá estudando, pelo menos uns seis meses antes de entrar para a faculdade. Mas meta a cara pra valer. O que se precisa de matemática para fazer o Curso de Física não é só o que cai no ENEM e nos Vestibulares não. É bem além. Mas não é um bicho de sete cabeças. Só seis.

Ainda sobre o cara e suas exigências em relação às mulheres.‎

Achar que ter tatuagem, especialmente em partes íntimas, ter piercings ou alargadores, ter prótese de silicone, usar aplique no cabelo ou fazer uso de anti-depressivos seja sinal de falta de idoneidade moral é uma atitude completamente intolerante e de uma ignorância ímpar. Nada disso revela o caráter de uma pessoa. Há pessoas que se apresentam como completamente recatadas e bem comportadas que são a maldade personificada, bem como outras completamente liberadas e tidas como maluquinhas que são a encarnação da bondade, da alegria, da responsabilidade, da honradez. E eu não tenho a menor dúvida em preferir estas últimas.

Está certíssimo!!!!!!!! https://www.facebook.com/HonreSuasBolasPaspalho/photos/a.271877136277407.66687.271713482960439/699725640159219/?type=1 Tatuagem em parte íntima é um atestado de uma mulher sem valor!

Esse cara é realmente um grandíssimo idiota. Os quesitos que ele exige para que uma mulher possa apenas "falar" com ele são de uma intolerância cavalar. Ele não valoriza nada que seja, de fato, valioso, como o caráter, a boa educação, a bondade, a simpatia, o charme e, até, a beleza. Centra-se em detalhes irrelevantes, como ter curso superior, ter mais de 1,67 m de altura e outros. Tenho pena de pessoas tão medíocres assim.

Consegue me explicar qual o conceito da palavra "Nada"?

O verbete "nada" original da Wikipedia em português foi escrito por mim. O que restou do que escrevi está no item "Física". No segundo parágrafo do item "O nada e a cosmologia moderna" faz-se uma digressão incorreta que remete ao dito "Argumento Kalam", de que seria impossível que o Universo fosse eterno. Todavia já refutei esse argumento em meus blogs, tanto no www.ruckert.pro.br/blog quanto no wolfedler.blogspot.com . Entre na caixa de busca deles e pesquise por "Kalam".

A maior parte da produção na área de Estetica na filosofia tem algum valor? Ou são elucubrações sem qualquer rigor e cientificidade? O que você acha interessante nessa área?‎

Estética não é uma ciência. Portanto não tem significado pretender que suas considerações sejam científicas, mesmo que ela possa se valer de alguma metodologia científica. Estética é uma disciplina filosófica. Como toda disciplina filosófica, exceto a Lógica, a Estética não pode ser rigorosa. A Filosofia, por definição não é rigorosa, pois é sujeita a juízos de valor subjetivos. Isso não significa que a Filosofia e, dentro dela, a Estética, seja temas desprovidos de significado. Pelo contrário, têm muito significado. Mas ter significado não é o mesmo que ser rigoroso. Psicologia não é rigorosa, Economia não é rigorosa, Sociologia não é rigorosa, História não é rigorosa. E todas elas possuem muito significado. Além de serem muito interessantes. Como a Estética, a Ética e a Epistemologia, que cuidam do fazer, do agir e do saber. É interessantíssimo investigar os critérios que a humanidade considera para atribuir os valores de belo e de feio a algo que se possa contemplar. Inclusive para que, ao se produzir alguma obra de arte, se possa fazê-lo de modo a provocar prazer estético em sua contemplação.

Professor gostaria de saber se o resultado dessa questão é mesmo 0,4. "Marcos efetuou o seguinte cálculo em sua calculadora: somou um número com sua quarta parte, multiplicou o resultado obtido por 6 e em seguida dividiu o resultado por 2. Para recuperar o número inicial ele deve multiplicar por?

Não. O número que tem que multiplicar a conta para recuperar o valor inicial é quatro quinze avos.

Ernesto, o certo não seria dizer que calor é radiação e não energia? Definem calor como "energia em trânsito", mas quando está representada aparece em ondulações. O certo não seria dizer que a energia em trânsito é a "energia térmica" e o calor é a radiação emitida?‎

Não. Calor é mesmo energia em trânsito. Como o trabalho. Não é uma propriedade de sistemas e sim de interações. Aliás, calor é o resultado estatístico de um imenso número de trabalhos microscópicos que as partículas de um sistema fazem sobre as partículas do outro, fornecendo-lhes energia caótica sem que o sistema como um todo seja deslocado. Há três modos de se transferir calor: por condução, convecção e radiação. A radiação é que são ondas. Energia térmica não é uma energia em trânsito, mas sim um valor possuído por um sistema. Um sistema pode ter energia térmica, ou interna, e energia externa. Mas nunca calor e nem trabalho. Veja isto:
http://www.ruckert.pro.br/blog/?p=2045

Ernesto,para se fazer uma boa redação é necessário praticar sempre ou é só ler muito?‎

Ler muito é necessário e essencial. Mas não suficiente. É preciso sempre estar escrevendo. Todo dia. Não precisa ser uma redação por dia. Pode ser um texto que fique inacabado e depois se continua. E não se tem que ficar limitado a redações de uma só página. É bom que se escrevam textos bem mais longos, de muitas páginas. Dezenas de páginas. Todos os tipos de textos, inclusive poemas. Crie um blog e escreva nele todo dia. Crônicas, contos, ensaios, de tudo. E peça para ser criticado, tanto no conteúdo quanto na forma.

A competição é necessária para a economia?‎

De modo nenhum. A economia fica, até, muito mais eficiente e eficaz se, em vez de competição, for baseada em colaboração. Porque assim tudo que alguém descobre é passado para os outros, aumentando a eficiência e a eficácia de todos. Outra ideia completamente errada é a de que se alguma atividade econômica não estiver crescendo, ela não está bem. Ora, por que não estaria? Se ela está atendendo satisfatoriamente, por que teria que crescer?:

Conhece o Física Conceitual do Paul G. Hewitt? Se sim, o que acha do livro?

Sim. Acho muito bom e o recomendo. Mesmo que ele deixe alguma coisa de lado, sua abordagem é muito boa para se ter uma compreensão fenomenológica da Física e não apenas um treinamento de aplicações, como a maioria, especialmente as apostilas de cursinhos, o faz.

Ernesto,uma ultima pergunta com relação ao bloco dois de estudos é se o bloco dois eu tenho que deixar só para eu fazer as revisões do que eu estudei no bloco um ou se eu posso estudar mais alguma matéria que eu não estudei anteriormente no bloco dois?‎

Para que seja considerado um reforço, é preciso que se volte a estudar, se faça resumo, se respondam questionários, se façam exercícios, se solucionem problemas do assunto que foi estudado no primeiro bloco. Se um novo assunto for abordado, ele não será fixado por uma revisita, exceto se se tiver um terceiro bloco, que será um segundo para ele. Todavia podem ser abordadas consequências e aplicações ainda não vistas do assunto estudado, pois elas ainda estão dentro do contexto.

O que acontece se, dois buracos negros idênticos, irem na direção um do outro ? Eles se somam ? Eles se aniquilam ?‎

Eles se fundem em um só, com massa somada. Não se aniquilam, pois ambos são feitos de matéria. Mas se for um de matéria outro de anti-matéria, se aniquilarão. Só que não é possível surgir um buraco negro de anti-matéria neste universo que é de matéria. Os buracos negros provém de estrelas colapsadas, portanto seu conteúdo é o que foi a matéria da estrela. O caroço do buraco negro é um hiper-híperon ou, talvez, um único quark de altíssima geração, para ter, sozinho, a massa do núcleo da estrela toda.

Professor, primeiramente boa noite e parabens pelo belo trabalho, tem ajudado muito! Qual seria a definição de foton mais adquada? Teria links ou sites de sua confiança sobre o assunto fisica quantica?‎

Fóton é o quantum de onda eletromagnética. Ao ser emitida e absorvida a onda eletromagnética só o faz em quantidades inteiras de energia correspondentes ao produto da constante de Planck pela frequência da onda. Se isso não for atingido, fica sem a emissão ou a absorção. Isso é um comportamento intrínseco da natureza que não se sabe a razão. Na propagação pelo espaço, esse aspecto não é percebido e a onda se comporta como algo contínuo. Só na emissão e absorção é que ela o faz em pacotes, que, desse modo, apresentam um comportamento de partícula. Mas uma partícula extensa e não puntiforme. Pode-se, inclusive, calcular o volume de um fóton, em função de sua frequência. O fóton é uma partícula extremamente singular, pois não possui anti-partícula, nem carga e nem massa, apesar de possuir energia, momento linear e momento angular.

Todos podem aprender a desenhar?‎

Sim, especialmente da forma que é abordada no método "desenhar com o lado direito do cérebro". Existem livros a respeito.

Ernesto,ao passar para o bloco dois de estudo você disse que deve-se dar uma pausa de 2 ou 3 horas.Mas nesse intervalo de 2 ou 3 horas eu posso ler um bom livro?‎

Sim. A questão é não se ocupar daquilo que está estudando, para que o cérebro considere que houve dois momentos distintos em que o mesmo assunto foi abordado, para que haja o reforço. Todavia, o ideal é que, nesse tempo, se ocupe de assuntos de ordem não cognitiva, como trabalhos braçais ou manuais.

faça um resumo do que vc entendeu sobre Física ?

Mas isso é muita coisa para ser resumida. Para começar, em entendo bem de Física. E posso dizer que se trata de uma ciência ampla, profunda e complexa. Eu poderia dizer que a Física é a ciência que cogita da natureza em seus aspectos mais básicos e fundamentais, ou seja, do que ela seja feita, como se estrutura e de como funciona, nos aspectos mais primitivos.

O que acha dos góticos?‎

Não aprecio muito não. Mas acho preferíveis do que outras tribos. Em verdade não gosto de grupos fechados em torno de concepções e estilos padronizados. Prefiro que haja diversidade de concepções e modos de ser entre as pessoas e que, mesmo assim, elas se entrosem. Nem acho bom que se formem grupos fechados em que se tenha uma definição nítida de quem faça parte ou não. Acho bom que se tenha uma fluidez e mutabilidade, de modo que as concepções não sejam bem definidas. Por isso é que sou contra a existência de algum tipo de religião ateísta ou partido anarquista. Acho que as pessoas devam ter convicções e concepções, mas não rígidas e sim maleáveis. Certezas, de forma nenhuma. Tenho meu modo de ser mas, muitas vezes, ajo em desacordo. Porque meu ceticismo se aplica, inclusive, àquilo que considero como correto. Até mesmo ao meu ceticismo.

Qual é a diferença entre inteligência, sabedoria e sapiência?‎

Já respondi isso várias vezes, mas repito, porque achar a referência é mais complicado. Inteligência é uma capacidade mental de resolver problemas de qualquer ordem com facilidade e bons resultados. Também é uma capacidade de assimilar conhecimentos sem muito esforço, bem como memorizá-los, sistematizá-los e recobrá-los facilmente, quando preciso. Sapiência é um acúmulo de conhecimentos. Mas não só informações e sim informações contextualizadas e relacionadas com suas aplicações, de modo a poderem ser recobradas no momento em que forem necessárias, de modo eficiente e eficaz. A sapiência também inclui o conhecimento de habilidades para se fazer uso dos conhecimentos na solução dos problemas. Note que a sapiência requer inteligência para ser adquirida, mas uma pessoa pode ter inteligência sem ter a sapiência. Inteligência é uma capacidade, sapiência é uma presença. Já a sabedoria é outra história. Está ligada à capacidade, também, de fazer uso da sapiência de modo proveitoso no sentido de propiciar a maximização do bem, da felicidade, da justiça, da harmonia, de prosperidade, da alegria e de tudo de bom, não só para si mesmo, mas também para os outros, para a sociedade e para a natureza. Está mais ligada à personalidade, ao temperamento, ao caráter, à vontade, à sensibilidade. Se bem que, também requeira o concurso da inteligência. Mas se pode ser muito inteligente e, mesmo, sapiente, sem se ser sábio. Outro conceito correlato, mas distinto, é o de criatividade. Ela também requer inteligência, mas é diferente. A criatividade é a capacidade de fazer uso da inteligência para a produção de ideias e bens culturais, artísticos, científicos ou mesmo técnicos e práticos. Possui uma grande componente de sensibilidade, isto é, de percepção das necessidades e de visão teleológica, ou seja, de concepção do que seja preciso para a obtenção de algum resultado. Há outras características mentais correlatas que também poderiam ser discutidas, mas fica para outra ocasião, como a própria sensibilidade, a empatia, a volitibilidade e outras. Da mesma forma que as condições resultantes dessas características, como a intelectualidade, a cultura, a iniciativa, a proatividade, o polimatismo e outras.

Ernesto, qual a forma mais eficaz de se aumentar o qi?‎

Exercícios neuróbicos. Ler muito também é bom. Especialmente textos complicados que exijam consultas, análises, interpretações. Aprender coisas novas, como novos idiomas, tocar instrumentos musicais, fazer tricô e crochê, deduzir teoremas matemáticos, escrever poesia, pintar quadros, dançar, jogar xadrez. Em geral, fazer coisas bem complicadas e difíceis.

Gosta de arte cemiterial/tumular?‎

Gosto sim. Aprecio bastante. Quando morei no Rio de Janeiro, morava perto do Cemitério São João Batista, em Botafogo e, em frente, havia as marmorarias que faziam os túmulos e esculpiam as estátuas de anjos e santos. Gostava de visitá-las para ver o trabalho dos artesãos, que eram verdadeiros artistas e, alguns, não ficavam a dever a um Canova ou um Bernini.
http://bit.ly/1JaCdRq
http://bit.ly/1JaCeF1

Ernesto, qual é o conceito de todo e parte?‎

Exatamente o que as palavras dizem. Todo é o conjunto completo dos elementos de alguma categoria e parte é um subconjunto próprio dos elementos dessa categoria (ou seja, um subconjunto que não seja o próprio conjunto).

Tesla ou Edison?‎

Simpatizo mais com Tesla porque era mais visionário. Gosto mais de quem não seja tipo "pé no chão". Aprecio quem viva "no mundo da Lua". Edison era mais pragmático, mas empresarial. Detesto pragmatismo. Gosto de sonhadores.

Ernesto, a metafísica ajuda a matemática e outras matérias exatas?

Indiretamente sim, da mesma forma que o estudo de matemática ajuda o entendimento filosófico. Porque, tanto metafísica quanto matemática (e física, quando se vale da matemática), são assuntos que requerem o uso de raciocínio lógico. Daí o treinamento em um assunto ajuda o outro.

Ernesto,há um tempo atrás eu vi um vídeo no youtube que mostra a rotina dura de estudos dos japoneses que estudam mais de 10 horas por dia. Na sua opinião,você acha que é uma perda de tempo estudar mais de 10 horas por dia devido a limitação que o cérebro humano tem de transformar a informação estud‎

Acho que o total de horas dedicado às aulas e aos estudos, em conjunto, pode ser de dez horas sim, sem prejuízo. Mas se forem dez horas além das horas de aulas, então é demais. É preciso dar descanso ao cérebro, não só durante o sono. Inclusive essas horas não podem ser ininterruptas. É preciso que se distribuam, pelo menos, em dois blocos, separados por, pelo menos, duas ou três horas de interrupção de estudos. E, durante o tempo de estudo, a cada hora, é preciso haver um intervalinho de dez minutos de descanso. Senão a saturação de atividades cognitivas começa a prejudicar as próprias atividades. Mas, também, não se pode descansar demais. E o sono tem que ser suficiente para que o cérebro promova a passagem da memória de curta duração para a de longa duração, que acontece dormindo. Nisso o cérebro faz uma seleção do que seja relevante e descarta o que não seja. Seu critério de relevância se baseia em dois fatores: o envolvimento emocional e o reforço. Por isso é preciso que, todo dia, tudo que seja estudado no primeiro bloco de tempo, seja reforçado no segundo bloco, antes que se durma. O reforço não pode ser no mesmo bloco, senão o cérebro não o caracteriza como uma revisita e sim como uma continuidade da mesma visita. Daí que, em toda aula, o professor TEM que, obrigatoriamente, passar tarefa para ser feita em outro momento do dia, no mesmo dia, antes que se durma. Sem isso o aprendizado não é fixado e a aula fica desperdiçada. Isso é uma exigência neuropedagógica.

Há raios UV durante a noite? Um aplicativo meu indica que sim.‎

Certamente que sim, pois as estrelas os emitem e as estrelas são visíveis à noite. Mas a intensidade é baixíssima.

Por que todo judeu é inteligente?‎

Isso não é verdade. O que acontece é que a fração de inteligentes entre os judeus parece ser maior. Mas há judeus burros também. Todavia não tenho um levantamento estatístico rigoroso de tal fato. Inclusive se o que o que se diz que os judeus tenham mais seja mesmo inteligência ou outro tipo de habilidade, que os faça mais empreendedores e criativos. Não se pode afirmar por palpite.

Parlamentarismo ou presidencialismo, qual seria a melhor solução para o Brasil superar a atual crise econômica?‎

Parlamentarismo ou presidencialismo não faz diferença na macroeconomia. Mas faz diferença na política. Acho que o parlamentarismo seja melhor porque permite uma mudança mais fácil do controle do poder e uma fiscalização maior de seu exercício. Para mim, é mais democrático.

Alguma vez já foi a algum lugar pq os seus pais te obrigavam?Eu ia pra igreja na infância,mas ñ era porque eu queria ir,e sim porque meus pais me obrigavam eu ir,isso foi na infância e parte da adolescência,porque,na verdade,nunca tive vontade de ir a igreja,agora,aos 18 anos,ñ sou mais obrigado ir.

Não me lembro de meus pais me obrigarem a nada. Eles sempre me convenciam de que eu deveria fazer o que pediam. E se eu não quisesse mesmo, ficava em fazer. Mas, em geral, eu me convencia. Meu pai quis que eu fosse escoteiro. Eu acedi e entrei para o escotismo. Fiquei pouco mais de um ano e depois saí. Não gostei. Sem problema. Por outro lado, de certa feita eu entrei para a TFP, o que meus pais não gostaram. Mas aceitaram. Eu fiquei uns tempos e saí, também porque não concordei com eles.

http://ask.fm/wolfedler/answer/129104864285 essa imposição é desde a infância‎

Sim. Desde a infância. Meninos e meninas têm que acostumar a compartilhar as incumbências domésticas sem discriminação do que seja serviço de homem e serviço de mulher. Todas as pessoas que moram em uma casa precisam participar da conservação da casa e de todos os afazeres, mesmo as crianças, exceto os bebês. Cada um arrumar o seu quarto e dividir a arrumação do resto da casa. Não é preciso haver empregada doméstica. Meninas também podem lavar o carro e meninos passar roupa. Assim é que se constrói um mundo igualitário, justo, fraterno e aprazível. Não é cultivando em algumas pessoas o privilégio de não terem que trabalhar as tarefas consideradas servis. Não importa se se seja a Rainha da Inglaterra ou o Papa. Eles têm que estender suas camas e varrer o seu quarto, bem como lavar o copo da água que bebem.

Professor, você acredita que já algumas pessoas já "nasceram" inteligentes ou vc acha que todo mundo pode se tornar culto e sábio (se sim, como isso seria possível?)‎

A inteligência, na maior parte, é nata, isto é, genética. Mas também possui uma parte devida às vivências pessoais, que a aprimoram e consolidam. Quanto à cultura, esta é inteiramente resultante da interação da pessoa com o mundo, especialmente por meio de estudos mas, também, da assimilação do que se contempla do mundo. Todavia a sistematização dos conhecimentos adquiridos, para que formem um cabedal de cultura, requer inteligência, pois eles têm que ser analisados, cotejados, classificados e sistematizados para que formem um corpo orgânico e sempre disponível para ser comunicado. A sabedoria, por outro lado, requer tanto a inteligência quanto a cultura, mas não apenas. Trata-se de uma habilidade de fazer uso do cabedal de conhecimentos e da inteligência em processá-los, de modo proveitoso para o bem de si mesmo, dos outros, da sociedade e da natureza. Note que sabedoria não é sapiência. Há situações em que pessoas sábias não sejam sapientes e vice-versa. Do mesmo modo que alguém possa ser menos inteligente e mais sábio. A sapiência, contudo, sempre vai requerer inteligência. Mas alguém pode ser inteligente sem que se tenha tornado sapiente. Sapiência e conhecimento. Inteligência é habilidade. Mas a sapiência também inclui o conhecimento de habilidades. Isto é, conhecer e saber fazer. Ambos devem ser cultivados pela educação formal. Mas não só. A sabedoria também, além de outros fatores.

Com que idade o senhor conseguiu se identificar com as disciplinas que já lecionou?

Já no fim do Curso Ginasial (atual Ensino Fundamental - Anos Finais) tinha concluído que queria estudar e trabalhar com ciências exatas. Quando entrei para o Curso Científico (à época - 1965 - havia o Clássico e o Científico, este de exatas ou biológicas), escolhi as Ciências Físico - Matemáticas. Ainda tinha a ideia de ser Engenheiro Mecânico ou Arquiteto. Ao longo do curso me identifiquei com a Física e a Matemática de uma forma mais pura e não aplicada. Meu ideal seria fazer o Curso de Graduação em Física, mas, como não havia em Barbacena e meu pai não teria como me sustentar em Belo Horizonte, acabei fazendo o Curso de Matemática. Todavia, comecei a lecionar para o Ensino Médio ainda no primeiro ano da graduação (em 1968, com 18 anos), a disciplina Matemática, na EPCAR. Em 1969 passei para a Física. Também lecionei Estatística, na mesma faculdade em que me formei. Todavia, desde então, sempre gostei muito de Filosofia, que estudava autodidaticamente. E sempre me dediquei ao desenho, à pintura e à música, bem como à literatura.

"O conhecido é finito,o desconhecido infinito;intelectualmente,estamos numa ilha no meio de um oceano ilimitado de inexplicabilidade.O nosso dever em cada geração é recuperar um pouco mais de terra." ( T.H.Huxley,1887)‎

Sem dúvida. Interessante o livro "A Ilha do Conhecimento", do Marcelo Gleiser.

Considera a inteligência ou a experiência mais importante?‎

Minha experiência de mais de 47 anos de magistério me mostra que a inteligência é mais importante do que a experiência. Mas a experiência também é importante. Só que, se não for acompanhada da inteligência, não produz bons resultados. E a inteligência, mesmo com pouca experiência, pode gerar muito bons resultados. Conheço jovens inteligentes com menos de vinte anos que são fantásticos no que dizem e no que fazem. Como o Marcelo Carsten aqui do Ask. E a Luisa Sayuri. Não só são inteligentes, mas cultos e sábios e isso é decorrência da inteligência. Sem contar que a inteligência faz com que a experiência se organize de um modo sistêmico e, com isso, fique mais proveitosa. Inteligência é dada por uma capacidade inata que precisa ser trabalhada para que manifeste o seu poder. E pode ser aprimorada razoavelmente por meio de exercícios e treinamento, que consistem, principalmente, no enfrentamento de desafios, isto é, na superação de dificuldades. O bom para se ficar mais inteligente é complicar a vida.

Qual é o seu segredo para responder todas as perguntas com sabedoria e inteligência?

Ora, possuir um grau razoável de inteligência e alguma sabedoria. A inteligência é mais um dado genético, isto é inato, mesmo que a tenha aprimorado ao longo da vida, exercitando-a. E a sabedoria que consegui obter o consegui, em parte pela orientação de meus pais e meus mestres, em parte como resultado de minhas leituras e estudos. Acho que isso é disponível a todos se se tiver o interesse em assim o ser. Sou especialmente reconhecido a meu pai e minha mãe que foram meus espelhos, meus heróis, meus modelos de pessoas dignas, bondosas, honradas, justas, inteligentes, cultas e sábias. Sobre tudo eu valorizo o fato de serem bons, pois ser bom é mais valioso do que ser justo ou sábio, já que o bom é sempre justo e o justo pode não ser bom. E sábio é o que reconhece isso. O incentivo de meus pais foi o maior fator de meu desenvolvimento intelectual, Minha mãe nas ciências naturais e na matemática, meu pai nas ciências humanas e na filosofia.

Qual os defeitos e os problemas da liberdade de expressão ?‎

A liberdade de expressão é para expressar ideias e não para fazer ofensas. Mesmo que se discorde de alguém e se considere que a pessoa seja detentora de várias características malévolas é preciso que isso seja dito de modo neutro, e não ofensivo. E, certamente, acompanhado de provas ou, melo menos, fortes indícios.

Qual é a sua opinião sobre o que acontece depois que morremos?‎

Não é uma questão de opinião. Isso já foi objeto de estudos e se sabe como acontece. Leia isto:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Morte
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tanatologia
Não há evidência nenhuma de que a consciência sobreviva à morte do organismo que a suporta. Portanto, a morte implica na completa e total cessação do "eu".

A liberdade de expressão é sempre expressão de liberdade

De fato, uma das expressões da liberdade é, justamente, se ter liberdade de expressão. Mas, note, não de ação. Nem tudo o que se expressa pode ser convertido em ação. É-se livre, por exemplo, para expressar que não se gosta de homossexuais. Mas não se é livre para agir contra algum.

Como saber conviver com as diferenças?‎

Isso é uma questão de cosmovisão. Pessoas que sabem conviver com diferenças são as pessoas que possuem uma visão aberta do mundo, que consideram que as diferenças nas características não significam diferenças nos valores. São pessoas que admitem a pluralidade de concepções como algo inteiramente normal e, mesmo, saudável. Isso é o resultado não só da educação recebida, especialmente no seio da família, que já seja desse modo, mas também das leituras, estudos e reflexões filosóficas. Por isso é que é preciso que a educação formal dê grande ênfase mesmo ao estudo da filosofia. Não só para se conhecer o que disseram os filósofos (se bem que isso também), mas, principalmente, para que se adquira o hábito de filosofar, isto é, de pensar, analisar, cotejar, criticar, refletir e concluir sobre tudo a respeito do mundo e da vida. Assim o fazendo a pessoa, fatalmente, concluirá pela aceitação das diferenças.

Você acha que o Comunismo poderá dar certo em um país algum dia?

O verdadeiro comunismo, que tem que ser anárquico, vai dar certo algum dia sim, mas não em nenhum país. Vai dar certo no mundo todo, que não terá mais países, no sentido de estados soberanos. A anarquia comunista tem que ser global, mundial. Não é possível haver alguns países anarquistas e outros não. Porque o anarquismo não admite fronteiras nacionais. O mundo todo é um só. Nesse mundo unificado, então se poderá prescindir de governo, de propriedade, de dinheiro. Por isso é que o atingimento da anarquia vai ser lento e gradual, a se concretizar ao fim de um prazo de séculos ou milênios.

Para os anarco-capitalistas, a sociedade não existe, e o que existe é apenas o indivíduo. O que você acha dessa concepção?

Discordo totalmente. Claro que a sociedade existe, bem como os indivíduos. E estão em constante interação. Cada um existe em função do outro. O bem da sociedade reflete no bem dos indivíduos e vice versa. Não há como ser feliz se todos não o forem. O sofrimento de algum é um sofrimento para todos. O ser humano é gregário e isso é que lhe confere grande parte do sucesso adaptativo. Um por todos e todos por um é o grande lema.

http://ask.fm/wolfedler/answer/129082080797 Isso não é verdade, professor. Olhe aqui este artigo (https://goo.gl/Yroo4B), se reparar bem, a cor de pele nem é o que mais diferencia uma raça de outra. A diferença na habilidade cognitiva é provado neste artigo http://goo.gl/gzKvT5‎

O artigo é longo e não vou ter tempo para ler, por enquanto. Todavia, adianto que, parte dos escores apresentados não se devem à inteligência mas ao treinamento nas habilidades apuradas. Para que o fator treinamento pudesse ser depurado, os testes teriam que ser aplicados em amostras de raças diferentes que tivessem sido criadas no mesmo ambiente e submetidas aos mesmos treinamentos educacionais, inseridas no mesmo ambiente cultural. Por, exemplo, crianças brancas e amarelas que tivessem sido criadas na África, no meio das crianças negras, desde o nascimento. E crianças negras que tivessem sido criadas na Europa ou no Japão, desde o nascimento, em famílias europeias e japonesas. Mas essas amostras teriam que ser bem numerosas, para que tivessem significância estatística elevada.

Acha que vale a pena aprender latim e grego arcaico para ler as obras de grandes escritores?‎

Sim, mas não como algo de alta prioridade. Antes é preciso se saber inglês, francês, alemão, italiano e espanhol. Depois russo e depois ainda, latim e grego.

"Eles têm que compartilhar, meio a meio, os serviços domésticos. Se não o fazem, é por culpa das mulheres que admitem que não façam." Não é culpa delas. A nossa cultura que ainda insiste que os serviços domésticos é dever da mulher. É só ver essas propagandas de produtos de limpeza, por exemplo.‎

É culpa delas sim. É só elas não acatarem o que a sociedade considera como válido e exigirem de seus maridos o compartilhamento dos serviços domésticos. Para tal elas, também, têm que compartilhar o provimento do lar, bem como fazer qualquer serviço que seja considerado "serviço de homem", como consertar instalações elétricas, trocar telhas no telhado, serrar galhos de árvores, fazer serviços de pedreiro e coisas assim. E os homens fazerem qualquer serviço que seja dito "serviço de mulher", como dar banho nos bebês, trocar fraldas, lavar e passar roupa, fazer comida, lavar louça, varrer e espanar a casa, consertar roupas e tudo o mais. Assim é que tem que ser. Homens e mulheres têm que exigir de seus parceiros que assim o seja. Se não se fizer assim não se muda o mundo. É preciso enfrentar as opiniões contrárias com brio e galhardia. É preciso ser diferente.

ernesto, eu não consigo fazer a minha namorada feliz :/ ela me faz muito feliz, como ninguém antes fez. e eu fico pensando que é melhor pra ela procurar outra pessoa, mas reconheço que sou egoísta, e não quero que ela me deixe. também não quero que ela seja infeliz, eu só queria saber como fazê-la f‎

A questão é que não se consegue mudar a si mesmo no fundamental. Então, se alguém não gosta de nós, é difícil fazer com que goste. Pode-se fingir que se é o que não se é, mas isso não dura para sempre. Mas é possível se amar unilateralmente com satisfação por isso. E preencher a necessidade de ser amado com outro amor em paralelo. Desde que esse outro amor tenha conhecimento do primeiro e o aceite. Do mesmo modo que é bom se abrir para a possibilidade de sua amada também ter outro namorado ou namorada, continuando com você. Essa possibilidade, aceita por todos os envolvidos, da pluralidade amorosa consentida é a melhor forma de não se sofrer por não se ser amada ou amado por quem se ama. Com essa aceitação generalizada o amor passa a ser, sempre, uma fonte de felicidade.

Professor, as leis de conservação da energia e da quantidade de movimento valem para qualquer situação?

Não. Elas valem para sistemas fechados e isolados. Se o sistema trocar conteúdo ou interagir com sua vizinhança elas não valem, bem como outras leis de conservação, como a do momento angular e da carga elétrica. No caso da energia é preciso considerar todas as modalidades de energia, mecânica (cinética e potencial), térmica, radiante e o equivalente em energia das massas de repouso.

Mesmo que um dia a humanidade descubra a receita para tornar-se imortal, você aceitaria tornar-se um também? Por quê?‎

Claro que sim. Seria ótimo. Se bem que, mesmo que se consiga impedir o envelhecimento e a morte por falha do organismo não se vai conseguir evitar a morte em razão do Universo deixar de apresentar condições ambientais para qualquer vida, o que, fatalmente, ocorrerá, nem que dentro de centenas de trilhões de anos. Então ninguém poderá ser eterno. Mas eu gostaria de viver ilimitadamente sim. Especialmente porque tenho muita vontade de saber tudo a respeito de tudo. Conhecimento é o meu vício. Quando eu acreditava que tivesse alma eu queria morrer para passar a eternidade aprendendo tudo sobre tudo.

Professor, o que acha de tatuagens, piercing, alargadores e outros ornamentos parecidos que os jovens atuais usam e abusam? Acha que eles irão se arrepender no futuro?‎

Não vejo problema nenhum. Só acho de mau gosto, exceto algumas tatuagens singelas. Quanto a se arrepender no futuro, cada caso é um caso. Uns podem se arrepender, outros não. Mas não vejo muita diferença disso em relação a furar a orelha para colocar brinco, que eu não vejo razão para fazer. Acho melhor não ter nada disso, mas não reprovo ninguém por usar. E não acho que quem faça uso deva ser discriminado em relação a qualquer assunto, como obter um trabalho. Do mesmo modo que o corte do cabelo. Para mim, qualquer um é legítimo, mesmo os horrorosos. Acho que discriminar alguém para um trabalho por causa da aparência não pode ser aceito. É como se fosse discriminar por causa da cor da pele. Acho que se possa exigir asseio, cortesia, educação, preparo, conhecimento, habilidades, traquejo. Mas não beleza, elegância ou estilo. Do mesmo modo que não acho que nenhum trabalho possa ser privativo de algum sexo ou gênero. Bom... pode ser que eu reconsidere em alguns casos. Talvez uma velha corcunda, muito enrugada, desdentada e muito feia não possa ser aceita para trabalhar como comissária de bordo. Mas não alguém que tenha tatuagem, piercing ou alargador.

O que acha dos skinheads?‎

Não aprecio nem um pouco. Acho que são uns tolos, arrogantes, convencidos, além de completamente equivocados em suas convicções. E o pior: são abrutalhados, mal-educados, rudes, grosseiros, cruéis, malvados mesmo. Não vejo com bons olhos pessoas desse calibre. Sem mencionar que adotam um estilo de apresentação e modo de vida esteticamente muito feio.

http://ask.fm/wolfedler/answer/129076601117 Então afirma que os Europeus são mais avançados que os Africanos, A diferença é que o professor afirma que isso é derivado do meio e da natureza enquanto que afirmo que é derivado da genética e da hereditariedade.https://www.youtube.com/watch?v=6SJNVb0GnPI‎

Genética e hereditariamente não há diferença entre os seres humanos de qualquer raça com relação às capacidades cognitivas. As diferenças individuas dentro das raças existem, mas a média das raças não apresenta nenhuma diferença significativa.

Realmente o Prof Pier deprecia as pedagogas, trata muitos assuntos como "frescura", e em certo ponto ele está certo, o jovem é muito mimado nas escolas, e anda muito dependente e acomodado, enfim, em relação ao método de estudo que ele apresenta, é realmente o mais eficiente?Se não,qual você recom..‎

Concordo com seus reparos a muitos conceitos pedagógicos. Só não gosto do tom de deboche que ele usava para com as pedagogas (e pedagogos). Acho o método de estudo que ele preconiza muito bom, mas tenho alguns acréscimos a fazer, como o método da redescoberta (devidamente orientada).

O que acha das gangues nazistas, nacionalistas e anarcopunks que brigam constantemente na grande SP, principalmente no ABC e Centro da capital?‎

Reprovo completamente. Para mim, atitudes desse tipo são contrárias a qualquer conceito de civilização. É lícito que pessoas possam ter a opinião que quiserem sobre qualquer assunto. O que não se pode permitir é que ajam, em razão de suas convicções, de forma a prejudicar quem não concorde com eles. Além de que toda belicosidade é insana.

Ernesto, na boa, acho que alguns antropólogos e intelectuais entao; tem os índios como mascotes. Existem tribos que nem tiveram contato conosco, que nao sabem de Tchaikovsky e nem de ninguém. Não acho isso certo. Acho que eles deveriam escolher onde querem viver e como. Os dois lados perdem nisso.‎

Certamente que o primordial é a liberdade que eles têm que ter de continuar selvagens ou se civilizarem. E essa liberdade é individual. Mas a humanidade civilizada tem que acatar a escolha deles e não impingir nem que continuem selvagens nem que se civilizem. Todavia, aos que optarem por continuarem selvagens, o país em que se encontram precisa lhes conceder uma área razoável. Mas não tão grande quanto uns apregoam. E, por outro lado, nas interações com a população civilizada, não acho que os índios devam ser considerados incapazes e imputáveis. Se cometerem crimes sobre alguém civilizado, precisam ser julgados e, se for o caso, condenados pela lei da civilização. No caso de crimes dentro de sua própria comunidade, isto é, em que a vítima também seja não aculturada, que eles resolvam a seu modo.

http://ask.fm/wolfedler/answer/129057384733 Então como é que explica a disparidade cultural e intelectual que existe, por exemplo, entre os Europeus e os Africanos? Sem pesquisar no Google conseguia-me dizer compositores, escritores e artistas africanos no mesmo grau de successo de os brancos?‎

Isso não tem nada a ver com uma pretensa menor capacidade mental dos negros. Negros que tenham sido criados na Europa ou nos Estados Unidos, pelo menos na classe média, apresentam o mesmo nível de intelectualidade do que brancos, semitas, indianos, mongólicos ou indígenas. A questão é que na África Negra e na América Tropical, não são oferecidos reptos naturais, especialmente frio e seca, para que o homem tenha que responder para sobreviver. Isso é que faz surgir civilizações. Uma natureza benevolente não provoca no homem a necessidade de inventar meios de superara os desafios. Essa reação é a origem das civilizações.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

"Definitivamente não gosto de morar em metrópoles." Por que?

Porque eu detesto aglomerações, detesto aquela confusão de pessoas, o trânsito congestionado, o fato de se perder um imenso e precioso tempo nas locomoções. Acho bom para ir uma vez ou outra, quando não se tem compromissos de horas. Acho as metrópoles muito estressantes. Há vantagens, sem dúvida, mas não compensam a baixa qualidade de vida, a falta de paz, de sossego, de tranquilidade. Já morei no Rio de Janeiro, já estudei em São Paulo e vou muito a Belo Horizonte. Também já fui várias vezes a Vitória. Até Juiz de Fora, onde também já trabalhei, que não é muito grande, já é grande para o meu gosto. Um bom tamanho está entre cem e duzentos mil habitantes.

Ernesto, qual sua opinião sobre o Professor Pierluigi Piazzi? Que infelizmente nos deixou esse ano‎

Gosto de suas ideias. Era amigo dele. Só não apreciava sua forma um tanto escrachada de se referir às pedagogas.

Por que acha que a população luta tanto contra a vinda dos índios para a sociedade?‎

Não acho que seja a população e sim uma parcela da intelectualidade, especialmente antropólogos e sociólogos. Penso que eles consideram que seria uma pena perder a existência de tribos em estágios primitivos de culturas. Todavia é preciso entender que a humanidade toda já foi como eles e não é mais. E não quer voltar a ser. Acontece que a civilização é melhor para a vida das pessoas do que a vida tribal. Os índios, conhecendo a civilização, a preferem, pois não são burros e vêm como a vida tribal é dura. Não vejo razão para impedi-los de serem civilizados. Só que, em o sendo, é preciso que, não só desfrutem de suas benesses, mas também arquem com suas responsabilidades.

Gosta de morar em viçosa ? já pensou em se mudar ?‎

Mais ou menos. Há muita coisa boa e coisa ruim. Talvez eu gostasse de morar em uma cidade mais limpa, bonita, com menos confusão e mais segurança. Definitivamente não gosto de morar em metrópoles. Gosto das cidades serranas do estado do Rio. Mas aqui já tenho amigos e começar tudo de novo aos 65 anos não compensa.

O que acha de música eletrônica?‎

Depende de qual música. O fato de ser eletrônica, para mim, não é sinal de qualidade boa nem ruim. Música boa, fica boa sendo eletrônica, mas música ruim não deixa de ser ruim por ser eletrônica. Acho que os meios eletrônicos de produção de som são tão válidos quanto os mecânicos (ditos acústicos). A qualidade da música não depende dos instrumentos que a executam.

Professor! tendo vista sobre como grande foi a importancia e bem mais aprofundada a Revolução Científico-Tecnológica deu-se. Em sua opinião ela aconteceu em um bom período ou poderia ter sido antes?‎

Poderia ter sido muito antes, talvez uns 500 a 1000 anos antes se a Europa não tivesse mergulhado na Idade das Trevas que vigorou durante a Idade Média, em que a Igreja impedia todo o tipo de investigação científica. Se o cristianismo não tivesse sido tornado religião oficial do Império Romano, por obra de Constantino, e tivesse ficado só como uma religião do povo, sem se institucionalizar, teria sido muito melhor. Porque, então, o paganismo também existiria em paralelo e o paganismo é muito mais aberto. A institucionalização das religiões, como aconteceu com a cristã e acontece com a islâmica é péssimo. Religião tem que ser algo de foro íntimo, sem reconhecimento governamental nenhum. Os governos têm que ser laicos, de fato mesmo, e permitirem ampla liberdade religiosa, inclusive para o ateísmo. As religiões atravancam o progresso científico, sem a menor dúvida.

http://www.sistemapoliedro.com.br/ita/alojamento.shtml Qual é a sua opinião em relação à observação mencionada nessa página? A observação é: "Esse serviço é oferecido apenas para alunos do sexo masculino".

Um absurdo! Do mesmo modo que as escolas militares, como a EPCAR, sejam só masculinas. Isso, para mim, é inteiramente inconstitucional, além de ser sociologicamente, completamente inadmissível. Para mim não deveria haver serviço militar. Mas, se há, tinha que ser para ambos os sexos. Sou um feminista radical. Não acho que possa haver nenhuma distinção social entre homens e mulheres. Por exemplo, acho um absurdo que mulheres se aposentem como cinco anos a menos de trabalho. Dizer que elas têm jornada dupla de trabalho não justifica. Os homens também têm que ter jornada dupla de trabalho. Eles têm que compartilhar, meio a meio, os serviços domésticos. Se não o fazem, é por culpa das mulheres que admitem que não façam. Como também não acho que homens devam ser provedores do lar e mulheres não. Isso também tem que ser compartilhado.

Você acha isso justo? Por causa do erro de um ou de alguns, todos pagam o preço, acho isso injusto, não se pode todos pagarem por um erro que alguns cometeram, acho isso injusto, não foram todos que erraram, eu acho mais justo apenas os que erraram, que paguem, caso contrário, acho errado.

Concordo com você. Mas, para isso, é preciso que os inocentes acusem os culpados. Sem essa de achar que ser delator seja algo indigno. Indigno é fazer coisas erradas. Quem fez tem que ser delatado mesmo.

Por que não as apostilas dos cursinhos?

Porque elas não são apropriadas para estudos autodidáticos. São mais resumidas e requerem a participação dos professores.

O que acha dos índios?

Acho que devam ser aculturados e assimilados à sociedade como o resto dela. Com todos os direitos e responsabilidades. Mas que continuem a cultivar suas tradições de um modo folclórico.

http://ask.fm/BreakingBia/answer/129421788704 e esses jovens ??

Um dos problemas sérios da juventude é sua falta de vocabulário para expressar corretamente o pensamento. Isso vem de uma repugnância ao estudo, especialmente de Português. Em parte isso se deve à própria atitude dos professores, que não sabem motivar os alunos para que tenham gosto em aprender. Mas, com os salários que se paga no magistério, vai ser difícil ter professores realmente competentes. Isso é uma exceção. Por isso sou a favor da proposta do Cristóvam Buarque de federalização da educação pública. E que ela seja estendida à educação privada também.

Existem diferenças físicas e mentais entre as raças humanas?‎

Físicas existem, como a cor da pele, o tipo do cabelo, a estatura, o formato dos olhos, do nariz, dos lábios e outros aspectos exteriores. Fundamentalmente, contudo, todos são igualmente humanos e seus órgãos internos são indistinguíveis. Mentalmente não há diferença nenhuma. A diferença entre os sexos de uma mesma raça é maior do que entre as raças, de um mesmo sexo. E olhe que essa diferença entre os sexos é bem pequena.

Ernesto, não é um exagero atribuir a Einstein a criação da física moderna e esquecer todos os outros cientistas que contribuíram,como Heisenberg,Schrödinger,Dirac,Curie, Max Planck,Niels Bohr? Já vi algumas frases do tipo: ''Einstein,o pai da física moderna.''‎

Claro que todos contribuíram, a começar por Max Planck, Lorenz, Poincaré, Fitzgerald. A questão é que, esses, por exemplo, ainda raciocinavam nos moldes da Física Clássica e os outros que você citou, já desenvolveram suas contribuições dentro do novo paradigma. Mas quem fez a mudança de paradigma foi Einstein, tanto no aspecto quântico, quanto no relativístico. Planck, considerado o fundador da Física Quântica, em verdade apenas apresentou seu resultado como um procedimento matemático "ad hoc", para resolver a questão da energia de um radiador de cavidade ou corpo negro. Com a solução do problema do efeito foto-elétrico (pelo qual recebeu o prêmio Nobel), Einstein mudou a concepção clássica para a quântica. Com base nisso é que De Broglie propôs suas famosas relações que levaram Heisemberg e Schrödinger à formulação da Mecânica Quântica. Do mesmo modo, Lorenz e Poincaré já tinham obtido as equações "ad hoc" para explicar o resultado nulo do experimento de Michelson-Morley, mas foi Einstein que formulou os postulados a partir dos quais tais relações pudessem ser deduzidas sob uma nova concepção do espaço e do tempo. Então, realmente, ele merece o título de "Pai da Física Moderna".

Professor, o que faz a pessoa desemborcar no niilismo?‎

Uma pessoa pode desembocar no niilismo por frustração em relação ao comportamento da humanidade, se não tiver uma base filosófica de apoio bem sólida. Essa base, muitas vezes é dada por convicções religiosas. Mas isso é falacioso, de modo que o que é preciso é se munir, desde a adolescência, de um estofo filosófico bem construído, por meio da leitura orientada de obras filosóficas e, principalmente, por um hábito de pensar e refletir sobre o mundo e a vida. Por isso é sumamente importante que a educação formal municie os jovens de muita filosofia, não apenas para ter um bom conhecimento do assunto, mas, principalmente, para adquirir a habilidade de filosofar. Ou seja, de pensar. Parte dos objetivos do processo de ensino e aprendizagem tem que ser a aquisição do hábito diuturno de estar sempre pensando. Mas não pensando abobrinhas e sim pensando seriamente sobre o mundo e a vida. Com esse embasamento formado desde cedo, dificilmente alguém se tornará niilista.

nem família nem nada‎

Discordo. Acho que família é algo muito importante para as pessoas, no sentido de lhes dar um grupo de apoio quase irrestrito, um lugar de aconchego, de suporte. O que não concordo é com a limitação do conceito de família ao tradicionalmente aceito de um marido, uma mulher e, eventualmente, os filhos. Acho que se tem que admitir outras configurações para o grupo familiar, como dois pais, sem mãe, duas mães, sem pai ou, até, um ou mais pais com uma ou mais mães. Ou seja, que se admita não só a monogamia heterossexual, mas a monogamia homossexual, bem como a poligamia, seja poliândrica, seja poligínica. De modo inteiramente lícito e aceito pela sociedade, inclusive, pela lei.

Como voltar a estudar aos 35 anos, pai de seis filhos e cheio de dívidas, acabei o segundo grau em 1998 gostaria de estudar física ou engenharia elétrica como fazer ?‎

Se você mora onde haja universidade pública, que é gratuita, faça o ENEM e se aplique para uma vaga nela. Os cursos de Física costumam ter turmas noturnas, se você precisa do dia para trabalhar. Os de engenharia, em geral, não, a não ser nas particulares, que são pagas. É possível se preparar bem para o ENEM sem fazer nenhum cursinho, estudando em casa mesmo. Mas vai levar um ano. Se inteire, pelo site do ENEM, do conteúdo que cai na prova, pegue os livros adotados nas escolas públicas (e não as apostilas dos cursinhos) e meta a cara com muita disciplina e dedicação, estudando, inclusive nos sábados, domingos e feriados.

Por que a energia organizada(ex. cinética) pode ser completamente convertida em energia organizada(ex. gravitacional) ou desorganizada(ex.calor), mas apenas uma fração da energia desorganizada (ex. calor) pode ser convertida em energia organizada (exemplo:trabalho)???‎

Cada estado macroscópico de um sistema pode ser obtido por um conjunto de possíveis estados microscópicos. O cardinal desse conjunto é dito o "peso estatístico" do estado macroscópico. A razão do peso estatístico de um estado macroscópico para a soma dos pesos estatísticos de todos os estados é a probabilidade desse estado macroscópico. Para um sistema isolado, foi demonstrado por Boltzmann em seu famoso "Teorema H" que toda evolução só pode se dar para um estado de mesma ou maior probabilidade. Isso é, inclusive, verificado experimentalmente e, macroscopicamente, é estatuído pela segunda lei da Termodinâmica. Qualquer sistema não isolado pode ser considerado como pertencente a um sistema isolado maior, do qual o sistema considerado faça parte, juntamente com o restante, com o que ele interaja. Então, alguma alteração no estado do sistema em tela, corresponderá a uma alteração no sistema que ele interage de modo que o conjunto dos dois, encompassados dentro de um sistema isolado, evolua para um estado tão ou mais provável. Quando a probabilidade fica a mesma, o processo é reversível. Nos irreversíveis, a probabilidade do sistema total aumenta, mesmo que a do subsistema em tela diminua. Uma situação desorganizada é sempre mais provável do que uma situação organizada. Então, se se tiver um sistema desorganizado, não é possível transformá-lo integralmente em um sistema organizado, mas apenas parte dele, desde que o resto se torne mais desorganizado ainda.
https://en.wikipedia.org/wiki/H-theorem

A morte é certa, a vida não?‎

Certamente que a vida não é certa. Cada um de nós existe por coincidência. Não precisava existir. Do mesmo modo que qualquer ser vivo e a própria vida como fenômeno. A morte, contudo, também não é certa. Morte é um defeito de funcionamento do organismo. Há os que são imortais, como as bactérias. É possível que a medicina consiga reverter o processo de senescência e torne os seres humanos ou outros imortais também.

O que é mais possível de ser realizar organização da humanidade: o anarco-comunismo ou o anarco-capitalismo?‎

O capitalismo supõe a desigualdade entre patrões e empregados, o que requer uma relação de mando e obediência. A anarquia considera todos iguais, numa relação de cooperação. Daí haver uma incoerência essencial no anarco-capitalismo. O que os anarco-capitalistas desejam é que não haja nenhuma restrição aos capitalistas por parte de algum governo eleito pela maioria do povo, que é de trabalhadores assalariados. O verdadeiro anarquismo precisa ser comunista. Mas o atingimento do anarco-comunismo requer um nível de educação e civilização muito mais elevado e mais difícil de ser atingido. Portanto é mais fácil se estabelecer uma situação anarco-capitalista do que anarco-comunista. Todavia ao anarco-capitalismo é preferível um socialismo democrático, com a existência de um governo disciplinador das atividades econômicas. Acho o anarco-capitalismo tão ruim quanto o socialismo ditatorial. Só o capitalismo autocrático fascista é pior.

Qual frase é mais coerente: "Penso, logo existo" (René Descartes) ou "Existo, logo penso" (Friedrich Nietzsche)?‎

Se algum ser pensa, certamente existe, pois não há como pensar sem existir. Mas nem todo ser que existe, pensa. Logo a afirmação de Descartes é correta e a de Nietzsche não (se bem que eu não tenha notícia de que ele tenha dito isso). Se bem que, para afirmar que existe, tenha que pensar. O correto seria: "Afirmo que existo, logo penso."

E se não houver o amanhã? Ao findar do dia de hoje tu terá a alegria de dizer que viveu e cumpriu com o seu curso vital? Aproveitaste cada momento, cada hora, cada minuto de cada dia fazendo o que te faz bem? Ou apenas tem vivido sem o entusiasmo de viver? O que será de ti amanhã?‎

A cada minuto que vivo sinto-me satisfeito por ter vivido até então e contribuído para o bem do mundo. Não temo a morte porque sei que ele é apenas um sono sem retorno. A perda total e definitiva da consciência e a cessação da existência de meu "eu". Então eu vivo em plenitude e com satisfação e serenidade, vendo que isso faz sentido e é muito significante.

O que o cristianismo pode nos ensinar?‎

Há bastante coisa proveitosa nas mensagens primitivas do cristianismo. O sermão da montanha acerta em quase todas as bem-aventuranças. Só erra nas consequências delas. As mensagens de amor, compartilhamento, solidariedade, justiça são muito válidas. O que não confere é a motivação para elas, colocadas no cumprimento da vontade de Deus, uma vez que ele não existe. O apóstolo Saulo de Tarso acabou tirando algumas conclusões erradas. Infelizmente muito do que se entende por ser o cristianismo advém de suas interpretações. Posteriormente, com a oficialização dele no Império Romano, tudo piorou. Não acho que estava certo o Império perseguir o cristianismo, mas também não acho que seja certo haver religião oficial O correto seria a concessão da liberdade de crença e a cessação das perseguições, sem concepção oficial nenhuma. Essa politização do cristianismo levou às Cruzadas e à Inquisição, terríveis e lamentáveis episódios da história humana. Mas esse cristianismo intolerante das Cruzadas e da Inquisição não é um cristianismo que nos ensine nada de bom.

Que tipo de atitude razoável se deve tomar em relação a um professor de ensino médio consumido pela modinha anti-petista e olavete, que acha que quase tudo é culpa do PT nesse país? Muitos me recomendaram ignorá-lo. Mas o que fazer em relação aos alunos dele?‎

É preciso contestá-lo perante a turma com argumentos verídicos e convincentes. Mas sem, também, deixar de reconhecer os erros do PT. É preciso ser isento para ser digno de crédito. Senão se faz o mesmo jogo dele, só que no outro time. A culpa pelos males do Brasil nem é do PT, nem do PSDB nem de nenhum dos partidos políticos. É de todos, sem exceção. É do espírito brasileiro de querer levar vantagem às custas das pessoas ingênuas. Isso tem que ser exibido e combatido, para começar, na própria pessoa. É preciso que se mude a concepção de que quem seja honesto, justo, bondoso, solidário, diligente e prestativo seja um trouxa, um bocó, um imbecil. E que inteligente são os espertos que se aproveitam e se locupletam às custas dos trouxas. Enquanto a honra não for um sentimento introjetado em toda a população, o Brasil e o mundo não vão pra frente. E honra é levar prejuízo em nome da verdade. Se o lucro e a vantagem estiverem acima da verdade e da bondade, o mundo estará perdido.

O que nos define, o que de fato somos ou o que fazemos?

Tudo o que se faz, depende do que se é. Portanto o importante e o que caracteriza alguém é o que se é. Não o que se faz, nem o que se tem, nem o que se pode, nem o que se sabe. O que se é está relacionado com a personalidade, o caráter, o temperamento, as capacidades, as convicções, os sentimentos, a inteligência, a força de vontade, a sensibilidade e coisas do tipo.

Não é imoral não ter amizades? A sociedade entao não condena os reclusos?‎

De modo nenhum. Ser recluso é algo completamente legítimo. Da mesma forma que ser uma pessoa, mesmo não reclusa, ensimesmada, recolhida e solitária. Isso só é ruim se a pessoa não gostar. Mas se é isso o que ela aprecia, não há problema em ser assim. Desde que ela seja gentil e cortês com os outros, não precisa ter amigo nenhum. Mas não acho que seja bom para o comum das pessoas. Só que não é preciso que as pessoas sejam comuns. Isso não é anormal.