quinta-feira, 18 de setembro de 2014

acerto

Tem coisa mais ridicula que ufc (luta)? Uma coisa é os lutadores lutarem, até mesmo pq eles estão recebendo milhões para apanhar e dar pohada, outra coisa é quem assiste isso e acha graça ver duas pessoas ferindo uma às outras.‎

Concordo com você. Para mim é uma boçalidade. O mesmo digo do boxe. Em verdade, não vejo muito diferença do futebol e todos os esportes que envolvam competição. Mas... é minha opinião pessoal. Não perco tempo assistindo nenhum esporte, muito menos praticando. Aliás, assistir é pior do que praticar. Acho que é importante fazer exercícios e atividades físicas, mas detesto esportes e não tenho o menor apreço por competições. Se os esportes não tivessem disputa, isto é, nem vencedores nem vencidos, eu poderia apreciar. Quanto a lutas, mesmo sem competição eu não as aprecio.

senhor oque acha de What A Wonderful World de louis Armstrong eu acho que o mundo precisa de mais musicos como esse :)‎

Realmente é uma música magnífica que aprecio demais. Da mesma forma que "Imagine" de John Lennon.

Ernesto a ciência acha possível viajar no tempo, tanto no passado quanto no futuro? Na sua opinião seria possível o homem construir uma máquina do tempo para fazê lo? Na sua opinião como seria esta máquina? Obrigado.‎

Não. A ciência não considera que seja possível viajar para o passado. Para o futuro já estamos sempre viajando. A questão é se é possível viajar a taxas diferentes, de modo que, para uns, o futuro seja atingido antes de outros. Isso pode sim. Basta que se mova com grandes velocidades. Mas, uma vez lá, não há como retornar. Procure no Google:

Professor, a Esquizofrenia é recente?‎

Não. Existe desde que a humanidade existe. Deveria existir, também, nas espécies que precederam a humana na evolução. Antes que fosse reconhecida como doença, geralmente era considerada algum tipo de possessão demoníaca.

Mas se psicologia é ciência e psicanálise é considerada pseudo-ciência, devido a esses critérios, não acaba sendo separada da psicologia, uma vez que se classificam de modos diferentes? Quais critérios usou para dizer que psicanálise é parte de psicologia? Apenas o fato dela vir dela?‎

Porque o assunto é assunto da psicologia e, mesmo que eu considere que seja equivocada, é um conhecimento sistematizado e passível de verificação. Como várias outras propostas em psicologia. Acontece que a psicologia ainda não é uma ciência bem estabelecida, com corte epistemológico, de modo que ainda prevalecem escolas de pensamento com propostas conflitantes vigentes em paralelo, uma das quais é a psicanálise. Quando se tornar suficientemente madura a psicologia terá um único paradigma vigente, que será aceito por toda a comunidade de psicólogos. Isso não significa que ele será fixo, mas que, a cada momento, é o consensual. Por enquanto isso não existe em psicologia. Nem em sociologia, nem em economia, nem em filosofia. Mas é diferente da astrologia, que, de fato, não possui a menor possibilidade de ser uma ciência, uma vez que nem é capaz de ser testada e suas proposições não possuem base nenhuma. Considero que a psicanálise seja equivocada, mas ela é científica. Ser científico não significa que seja, necessariamente, correto.

Para quem não tem o hábito de falar o público, qual o treinamento mais eficaz para dissertar um certo tema diante um público de 50 pessoas?

Fazer ensaios perante um público mais reduzido de amigos críticos que apontem as falhas a serem corrigidas. E ir corrigindo e ensaiando mais ainda. Como se fosse representar um teatro, o que não deixa de ser. O ideal é ter um professor de retórica para dirigir.

"Fim do unverso" seria fim espacial mesmo. Já li algo sobre que se você sair de um ponto do Universo e percorrer por ele todo, você voltaria no mesmo ponto, como se fosse redondo ou algo do tipo. Pergunta esclarecida. Agora outro ponto interessante, antes do "começo", o que havia antes do Big Bang?

Essa consideração de voltar ao ponto de partida por trás é só se o Universo fosse finito, caso em que seria fechado sobre si mesmo. Todavia os dados observacionais mostram que ele é infinito. Então, caminhando-se sempre para frente, jamais se voltará ao ponto de partida. Quanto ao Big Bang, para começar, é preciso entender que ele não foi o surgimento do Universo e sim o início de sua expansão. Pode ser que o conteúdo, cujo espaço continente começou a se expandir, já existisse de modo imperturbado. Nesse caso, não haveria tempo antes do Big Bang, pois o tempo só existe se o estado do Universo muda e ele começou a mudar com a expansão. Então, sem tempo, não haveria "antes" do Big Bang. Haveria conteúdo e espaço, mas não tempo. Todavia, o que se supõe é que o conteúdo e o espaço também não existiam e surgiram já se expandindo. Nesse caso também não havia "antes". Isto é, não havia nada. Nem tempo, nem conteúdo, nem espaço, mesmo vazio. Nem havia "o nada".
Sim, e nem é uma pena. É muito interessante e muito bom. Fazer uma comparação entre as diversas crenças religiosas e verificar o que cada uma tem que possa ser plausível. Checar os argumentos a favor e contra cada uma delas, confirmando-as ou refutando-as. Isso é importantíssimo para que as pessoas possam assumir suas crenças religiosas com conhecimento de causa ou rejeitá-las, ao invés de aceitá-las apenas porque suas famílias e amigos lhe incutiram. 28 dias atrás15 pessoas curtiram isso

O que acha do Panteísmo?‎

Nenhuma modalidade de concepção de alguma divindade é válida. Tanto o teísmo, quanto o deísmo, o panteísmo e o panenteísmo são concepções que supõem a existência de uma entidade dotada de percepção, inteligência, vontade e poder para alterar o estado do Universo (inclusive fazendo-o passar da inexistência para a existência) por um ato deliberado dela. Isso não existe, não importa a concepção que se tenha.

O que acha do curso de fotografia?‎

Já disse muitas vezes: qualquer curso é excelente se for o que você gosta de fazer. Se for aquilo que vai te deixar entusiasmado por trabalhar no assunto. Se você é fascinado por aquilo e até pagaria para fazer. Então você se realizará naquela profissão e será feliz. Seja qual for. Portanto fotografia é ótimo, se for o que você gosta. Mas se você não gosta e for fazer só porque dá dinheiro, é péssimo.

"Richard Dawkins diz que "é imoral" uma mulher dar à luz um filho com síndrome de Down" http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/richard-dawkins-diz-que-imoral-uma-mulher-dar-luz-um-filho-com-sindrome-de-down-13680998 ... Qual é a sua posição nesse caso, Ernesto?‎

Discordo da opinião dele nesse aspecto. Mas concordo com outras opiniões dele, sobre outros assuntos.

O que é filofobia? Isso realmente existe?‎

Sim. existe. É o medo de se apaixonar. Geralmente acontece com quem já teve desilusões amorosas. Mas isso depende da cosmovisão da pessoa. Se a pessoa conceber o amor como algo totalmente gratuito e independente de retribuição, pode se apaixonar à vontade que não sofrerá por não ser correspondido. É preciso que se mude essa concepção possessiva do amor que faz as pessoas sofrerem por amor, na verdade, não por amar, mas por não ser amada. A pessoa tem que entender que amar não requer correspondência e pode e deve amar mesmo a quem não a ama em retribuição. E se, também, aceitar que o amor pode ser um sentimento plural e não exclusivista, pode amar a mais de uma pessoa e ser amada por mais de uma de modo completamente sincero, profundo, amplo, aceito, sabido e consentido, fruindo o prazer e a satisfação do amor de uns sim, outros não, sem problemas de filofobia.

O que acha da recente polêmica envolvendo Richard Dawkins e sua afirmação de que "todos os bebês com Síndrome de Down deveriam ser abortados, a fim de diminuir seu sofrimento"?‎

Discordo totalmente dessa opinião. Não acho que portadores de síndrome de Down sofram se forem criados por pessoas que os amem. E eles são tão humanos quanto qualquer um de nós.

Eu não entendo como o sr tem admiração por líderes bolivarianos messiânicos, eles são um atraso para a América do Sul. Lula, Evo Morales, Maduro, C. Kirchner, enfim, essa gentalha trava o desenvolvimento da América do Sul.

Mas eu não tenho admiração por nenhuma dessas pessoas. De onde você tirou essa ideia? Sou um anarco comunista que, por enquanto, admito a social-democracia como uma situação provisória (por vários séculos) até que sejam extintos os governos. Não sou marxista nem socialista estatal. Também não sou capitalista liberal. E sou totalmente democrata. Acho que, por enquanto, o estado precisa se encarregar de algumas atribuições que não se pode delegar à iniciativa privada, como a segurança, a diplomacia, o fisco e a aduana. E acho que a saúde e a educação também deveriam ser totalmente estatais. Mas geridas de forma empresarial. Isto é, com foco nos resultados e com a abolição da estabilidade no emprego para os funcionários, de modo a se poder demitir os incompetentes e negligentes. Mas, o resto, eu acho que deve ser feito pela iniciativa privada. Só que o estado tem que controlar para impedir monopólios e grandes oligopólios, como toda concentração exagerada de capital. Bem como prover o atendimento de demandas não lucrativas, como energia, transportes e telefonia em lugares inóspitos. O bom é que o capital seja o máximo pulverizado, até que todos sejam capitalistas e ninguém assalariado. Isso é que é o ideal para se atingir o anarco-comunismo.

O que é a Interpretação de Copenhage?‎

A consideração segundo a qual a função de onda é uma medida da densidade de probabilidade do estado de um sistema quântico. Essa função é que aparece como o argumento da Equação de Schröndinger. Pela interpretação de Copenhagen não se trata de uma grandeza observável. Essa é a interpretação probabilística da Mecânica Quântica, defendida por Bohr e Heisenberg.

Se você fosse candidato a presidente do Brasil, e se declarasse ateu, suas chances de ganhar diminuíram em 90%. Os candidatos religiosos, sabendo que o Brasil é um país de gente alienada e religiosa, usariam isso contra você. Olá ó, ele é ateu, ele não acredita em Deus. Ele é imoral. Ele é mal. Etc‎

Pois eu acho que seria muito importante, exatamente, mostrar que ser ateu não é nada disso. Que um ateu pode ser melhor presidente que um religioso (não necessariamente). Que ser ateu não é ser do mal e nem ser imoral. Seria ótimo aproveitar o horário eleitoral para resgatar a imagem dos ateus perante a população, mesmo que não se vencesse a eleição. Outra coisa que seria interessantíssima seria que a Globo fizesse uma novela em que o herói ou a heroína fossem ateus e pessoas de bem, justas, honestas, bondosas e que combatessem crentes do mal, desonestos, aproveitadores da credulidade do povo. O mesmo seria bom para desestigmatizar a poligamia.

Dizer que a Psicanálise é parte da Psicologia é o mesmo que dizer que a Alquimia é parte da Química.‎

Mas é. Mesmo que se baseie em concepções equivocadas e terapêuticas ineficazes. Não concordo com a Psicanálise. Nem por isso acho que não faça parte da Psicologia. Da mesma forma que não concordo com muitas correntes filosóficas mas considero que fazem parte da filosofia. Como é o caso do pragmatismo, do positivismo, do idealismo e outros ismos.

A Marina não tem experiência em gestão, além de ser antipática, autoritária e não tem pulso firme.‎

Nem sempre experiência em gestão significa que se fará um bom governo. Há gestores muito experientes e mal intencionados, que usam, justamente, sua experiência para conduzir a administração no sentido de favorecer interesses contrários aos do povo. O fato de ser antipática é uma concepção pessoal. Ser simpático também não é uma qualidade necessária para um bom governante. O que importa num governante é sua intenção de promover o bem, sua disposição para tal e seu empenho em concretizar as ações que beneficiem o povo. Seus assessores o orientarão nos procedimentos mas o importante é que o chefe coordene e superintenda tudo, para que não se façam desvios dos objetivos e se promovam ações escusas. E o chefe tem que ter o descortínio de imaginar e antever as ações que levarão à consecução dos objetivos almejados, no sentido de mudar o que for preciso em benefício da população. Não existe o bem do Brasil. O que existe é o bem das pessoas brasileiras. Isso inclui trabalhadores assalariados, empresários, a infância e a juventude que ainda não trabalha, aposentados , donos de casa que só fazem serviços domésticos e todo mundo. Mas não inclui quem queira se aproveitar dos outros para se locupletar, sejam empresários sejam assalariados negligentes, que querem benesses sem contrapartida. Não acho que a Marina seja autoritária e nem que não tenha pulso firme, mesmo que esses conceito sejam parecidos, mas distintos. Acho que seja muito bom que o governante não seja uma pessoa que queira agradar a todos, atropelando princípios éticos para isso. Tem que ser firme na exigência do espírito de nobreza de propósitos e de ação por parte de todos.

Marina é fanática, leva seu evangelismo a sério. A ponto de querer impor a todos. A ponto de violar a constituição e o estado laico para o defender. Veja o que ela disse com a morte de Eduardo. — Foi providência divina eu não estar naquela avião. PQP, como pode voltar numa maluca dessa???‎

Dizer que foi providência divina ela não estar no avião que caiu não é sinal de fanatismo. Outras pessoas, mesmo não evangélicas, que poderiam estar no avião e não estavam, também poderiam dizer o mesmo. Muita gente, mesmo não sendo religiosa convicta e fiel praticante, mas que acredita em Deus, também diz isso sobre acidentes de que ficaram de fora por coincidência. Isso não revela fanatismo nenhum e nem maluquice. Não acredito em Deus e não sou religioso, mas conheço muitas pessoas religiosas de boa índole e boas intenções. Não posso denegrir a imagem de ninguém pelo fato de ser religiosa, mesmo que ache que esteja equivocada em sua crença. Só não concordo com religiosos fundamentalistas e fanáticos. Ou os que se dizem religiosos para explorar o povo, como o Edir Macedo. Ou os que pregam intolerância em nome da religião, como o Waldomiro e o Malafaia. Marina não é desse time.

Saber um pouco de tudo ou muito de um pouco?‎

Saber muito de muita coisa é o que se deve buscar. Entre as duas possibilidades, é preferível saber pouco de muito. Mas isso não é bom, como não é bom saber muito de algo e quase nada do resto.

Não é ingenuidade, querer que um candidato, num país de maioria esmagadoramente cristã, como o Brasil, se declare Ateu, e esperar pela vitória? Mesmo sendo honesto? Mesmo tendo propostas reais? Esse país é de gente ignorante. Eu sei o que passo por ser ateu. Se cristãos pudessem, eles nos matavam.‎

Acho que a primeira qualidade de qualquer político é a honestidade. Claro que não é suficiente, mas é necessária. Então, se se é ateu, tem que se dizer que é ateu. Não abdico dessa exigência. Se ser honesto é ser ingênuo, então ser ingênuo é uma grande virtude que deve ser buscada nos políticos.

Não existe uma "Bancada Ateísta" no congresso. Me desculpe, mas acho que você não acompanha os projetos de políticos evangélicos, para defender eles assim... Eles são uma escória. Ninguém aqui quer estado ateu, queremos um estado laico, que não beneficie religião nenhuma.

Mas eu não estou defendendo os políticos evangélicos. De onde tirou esta conclusão? O que eu digo é que vou votar na Marina apesar dela ser evangélica porque gosto do posicionamento político dela. Se ela fosse ateia, judia, muçulmana, budista, católica, espírita, hinduísta, umbandista ou de que religião fosse, com as mesmas idéias políticas, eu também votaria nela.

Qual a diferença entre Psicologia e Psicanálise?‎

Psicologia é a ciência que estuda os fatos mentais, isto é, como ocorrem e a que estruturas estão relacionados. Tal estudo também permite o diagnóstico e a terapêutica das afecções psíquicas, isto é, dos distúrbios que podem ocorrer no funcionamento mental. A Psicanálise é uma particular abordagem conceitual desses distúrbios, bem como uma metodologia terapêutica para sua correção. Psicanálise é, pois, parte da Psicologia.

O que você acha que há depois do fim do universo? Considerando que ele está sempre em expansão. E você acredita na teoria de Multiverso?‎

Se por "fim do Universo" você está se referindo ao limite de sua extensão espacial, isso não existe. Ou porque ele se estende indefinidamente, como é o que se considera que seja, ou porque, mesmo que não tenha extensão infinita, ele não seria limitado espacialmente, isto é, se se for avançando sempre, se retornaria ao ponto de partida, vindo por trás, sem ter achado nenhuma fronteira do Universo. Se, por outro lado, você estiver se referindo a um fim temporal, pelo que se sabe, isso não ocorrerá, pois o Universo se expandirá indefinidamente. Se houvesse algum fim dos tempos, então não haveria ocorrência nenhuma depois disso. Ou seja, não haveria "depois", como não há "antes" do surgimento do Universo, pois não se daria decurso de tempo. Quanto ao Multiverso, não se trata de acreditar. Isso é uma proposta advinda de certas interpretações das teorias cosmológicas que, no entanto, não possui nenhuma confirmação fática.

Olá Professor, quando uma critica a uma religião se transforma em intolerância? Poderia citar algum exemplo?

Você pode dizer que não acredita em qualquer coisa que alguma religião diga, como, por exemplo, na divindade de Jesus Cristo, no ciclo de sansara, na divindade de Vishnu, na origem divina do Corão, na criação do mundo em seis dias, no pecado original. Mas você não pode considerar que quem acredite em qualquer desses fatos seja, por isso, uma pessoa burra, malvada, ignorante, indigna de confiança, desonesta, mentirosa ou algo do tipo. Isso é intolerância.

Você sugere sempre a Wikipédia como meio de pesquisa, mas você não acha ela duvidosa? Pois qualquer um pode escrever lá.‎

Sim, é duvidosa. Mas isso não é uma falha, pois outras fontes também não são garantidas. A Wikipedia (pelo menos em inglês), traz as fontes de referência de seus artigos e links para outras páginas em que o tema seja discutido. É só acessá-las e conferir. Por outro lado, mesmo que não traga, é possível se verificar a veracidade por meio de testes diretos, em muitos casos. Acho que a Wikipedia é um excelente veículo de disseminação de informações e conhecimentos. Muito útil e esclarecedor mesmo. O ideal, como costumo fazer, é pesquisar o mesmo tópico em vários idiomas e tirar o consenso. Geralmente eu vejo o assunto em português, inglês, espanhol, francês e italiano, que são as línguas que entendo a leitura. Dá para tirar um bom consenso.

Ainda sobre marina... É... tem razão... uma bancada evangélica no senado, certamente é algo que mostra o respeito que religiosos tem pelo estado laico, pela democracia e etc. Em minha opinião, nem pastores e nem padres poderiam ter o direito de se candidatar. Essa é a verdade. Já estou farto deles.‎

Não vejo porque sacerdotes, militares, médicos, economistas, professores ou profissionais de qualquer categoria não possam ocupar cargos políticos por exercerem suas profissões. Qualquer um pode ser, independentemente de suas religiões ou falta delas. Isso é a liberdade religiosa. Por ela não se pode obrigar ninguém a possuir qualquer religião específica nem ser ateu. Um estado ateu é tão nocivo quanto um estado com uma religião oficial. Claro que um político que possua alguma religião e seja um devoto fiel dela defenderá, politicamente, posições que estejam de acordo com sua fé. Isso é normal. O que ele não pode é defender posições intolerantes com relação a quem possua outra fé, exceto se essa outra fé estabelecer práticas criminosas. Se a Marina não puder ser candidata à Presidência da República por ser evangélica, o Aécio também não pode por ser católico e nem a Dilma por ser ateia. Sendo eu um ateu, não voto na Dilma porque discordo de sua conduta política (inclusive de sua conduta pessoal em não se declarar abertamente ateia). Não votarei na Marina por ela ser evangélica e sim por concordar com seu posicionamento político e econômico. Se eu concordasse com as propostas do Aécio eu votaria nele, mesmo sendo ele católico.

A candidata a presidente do Brasil: "Marina Silva" é evangélica, e isso para mim já é motivo suficiente para não votar nela. O que acha disso?‎

Não vejo que isso seja razão para não votar nela. Por um bom tempo ainda teremos candidatos pertencentes a religiões nas eleições. O que importa é o que o(a) candidato(a) defenda e a sua conduta ética. Se o candidato respeitar a laicidade do estado, pode ter a religião que quiser: católico, budista, muçulmano, protestante, espírita, zoroastrista, hinduísta, xintoísta ou outra.

o senhor acha que a seca vai dominar o mundo de uma maneira em que a raça humana ficara extinta ?‎

A humanidade não é uma raça e sim uma espécie. Mas não acho que sua extinção se dará por falta de água. Quando a água acabar neste planeta, a espécie humana já estará extinta há bilhões de anos.

Professor, ha tempos não vejo Órion no céu. A que horas posso observá-la?‎ L.

Órion está nascendo a leste pelas 2 horas da madrugada. Fica visível até o Sol nascer.

Professor Ernesto, pode me indicar alguns livros bons para o estudo da física ?‎

Em nível médio o melhor é a coleção do Physical Science Study Committee (PSSC), em quatro volumes, traduzido para o português e editado pela Universidade de Brasília no início dos anos 60, encontrado em sebos. Outro bom é o "Física Conceitual" de Paul Hewitt. Em nível superior eu recomendo o "Curso de Física de Berkeley", em cinco volumes, dos quais os dois primeiros foram traduzidos para o português e os três últimos tem em espanhol. Também estão esgotados. Além, é claro, do "LIções de Física de Feynman", em três volumes.

Professor Ernesto, pode me indicar alguns livros bons para o estudo da física ?‎

Em nível médio o melhor é a coleção do Physical Science Study Committee (PSSC), em quatro volumes, traduzido para o português e editado pela Universidade de Brasília no início dos anos 60, encontrado em sebos. Outro bom é o "Física Conceitual" de Paul Hewitt. Em nível superior eu recomendo o "Curso de Física de Berkeley", em cinco volumes, dos quais os dois primeiros foram traduzidos para o português e os três últimos tem em espanhol. Também estão esgotados. Além, é claro, do "LIções de Física de Feynman", em três volumes.

senhor toca algum instrumento?‎

Um pouco de piano, que estudei na juventude. Mas há anos que não pego, pois não tenho mais piano.

A Filosofia entra no reducionismo? Ela estaria além de todas as ramificações? Ou seria a ramificação de algum conhecimento expandido? Não acho que poderia ser expandida da Física, pois ela lida com abstrações que não podem existir fisicamente (círcs. quadrados, objeto subir e descer ao mesmo tempo).‎

A Filosofia é aberta a todas as possibilidades. Ela, justamente, as discute, reflete sobre elas e fornece subsídios para que a pessoa opte por sua concepção pessoal a respeito do que quer que seja. Mas uma pessoa filosófica sabe que outras concepções podem ser admitidas. Todavia mantém a sua, a respeito de cada assunto, pelas razões que a convencem de sua opção, estando, porém, sempre aberta a mudar o modo de pensar, se convencida. A Filosofia abarca as ciências naturais e sociais, transcendendo-as, pois faz a crítica de sua validade. Mas é preciso que o filósofo tenha um bom trânsito em ciências, para poder apreciar quando o que elas dizem é válido ou não. O filósofo tem que ser o polímata por excelência. Não é à toa que no pórtico da Academia de Platão estava escrito: "Não entre se não for geômetra". Isso significa, atualmente que todo filósofo tem que entender de ciência, especialmente física e biologia. Além de matemática, é claro. Bem como de história, sociologia, antropologia. Não é fácil ser filósofo.

qual a sua opinião a respeito do voto obrigatório?‎

Totalmente contrário. Voto é um direito, não uma obrigação. E acho que também deveria haver um voto de rejeição de todos os candidatos, que seria tido como válido, diferentemente dos brancos e nulos e que, se fosse majoritário, anularia a eleição, obrigando a se fazer outra sem a participação dos atuais candidatos. Porque como está, se houver apenas um voto válido para um só candidato, ele estará eleito.

Qual seria sua posição frente ás células-tronco? Digo, se você fosse membro de um comitê que estabelecesse normas para a pesquisa científica ou decidisse sobre a aplicaçao de verbas para linhas de pesquisa, que política você defenderia?‎

A de liberação total das pesquisas, sem restrições.

então você só confirmou o que eu disse. se tivesse mais tempo livre de outras coisas que queira fazer, responderia aos outros. e não estou cobrando mais tempo em absoluto! só a velocidade de perguntas que não acompanha a resposta. e não há nada que possa te dar mais tempo.‎

É... pode ser.

Se pudesse voltar no passado e matar Hitler com o objetivo de salvar os milhões que ele matou. Executaria tal ação?

Se eu voltasse ao passado, num momento anterior aos tempos em que Hitler matara tanta gente, essa alteração da realidade faria com que tudo, daí para frente, não fosse mais o que aconteceu e, portanto, não seria mais garantido que Hitler mataria as pessoas que matou. Se eu o matasse estaria cometendo um crime. Por isso, inclusive, é que a volta ao passado é impossível, pois ela jamais seria uma volta ao passado, uma vez que o futuro, a partir daquela volta, não seria mais o futuro que aconteceu se ela não tivesse ocorrido.

Tempo é problema sim! Uma pergunta, mesmo não atendendo o interesse geral, pode ajudar a pelo menos a pessoa que pergunta, e isso já é muito válido. Não é obrigação e nem compromisso, mas talvez um pouco de falta de altruísmo não? ou o tempo é mesmo o problema. Considero a última opção no seu caso.‎

Se eu fosse ver pelo lado do tempo, eu nem participaria disto, pois deixo de fazer muita coisa de meu interesse maior para atender a essas respostas. Portanto, eu não respondo mais não é por falta de altruísmo. Eu respondo essas que dou conta, exatamente por altruísmo. O tempo que dispendo aqui é um tempo que não estou compartilhando com minha mulher, que não estou dedicando a escrever meus livros, que não estou usando para meu lazer, que não estou estudando, que não estou pintando, que não estou ouvindo música, que não estou vendo filmes, que não estou conversando com amigos. E esse tempo abrange bem uma média de duas ou três horas por dia. Para responder várias destas perguntas eu tenho que fazer consultas e pesquisas na internet e em minha biblioteca. Não vou além desse limite porque não acho que seja válido. Isso significa que já respondi a nove vigésimos das questões já feitas. Para mim isso já é muito. Não acho que ninguém tenha o direito de me cobrar mais nesse trabalho que faço.

Professor, no filme "Tese Sobre um Homicídio", um professor de direito acredita que um aluno seu cometeu homicídio e reúne elementos para denunciá-lo - não contarei o final. Gostaria de saber se o que o professor reuniu indícios, evidências ou provas para embasar sua suposição. Grato e parabéns pelo‎

Indícios, evidências e provas são distintos. Indício é uma suposição que aponta no sentido de alguma explicação para um fato sem, tampouco, garanti-la. Evidência é uma constatação direta, incontestável. Prova é uma indicação indireta, por meio de uma conclusão lógica baseada em raciocínio, sem evidência, mas irrefutável. Não se pode basear nenhuma conclusão cabal em indícios. Eles apenas apontam onde se devem fazer as investigações. Evidências e provas permitem uma conclusão cabal e, daí, uma condenação ou absolvição. Pode-se fazer uma denúncia com base em indícios, mas eles não permitem uma decisão sobre a culpabilidade ou não. Não havendo prova de culpa sempre é presumida a inocência.

o seu problema é: não ter tempo pra responder as perguntas‎

Isso não é um problema. Respondo a essas perguntas porque gosto e quero, mas não tenho obrigação e nem compromisso. Portanto não considero que o fato de chegarem em número maior do que eu consiga responder seja um problema. Simplesmente algumas ficam sem ser respondidas. Geralmente eu procuro responder as mais relevantes, em termos de interesse geral e não específico da pessoa que pergunta. De vez em quando vasculho as mais antigas para ver se tem alguma mais válida e respondo. Mas a fila de espera já está com 13.659 perguntas. Impossível atender.

Professor, se eu fizer faculdade de Química ou Física, eu preciso necessariamente ser professor?‎

Não. Os cursos científicos possuem duas habilitações: licenciatura e bacharelado. Licenciado é o professor daquele assunto. Bacharel é o cientista daquele assunto. Só que, hoje, o bacharelado não basta para ser cientista. Tem que fazer mestrado e doutorado também. Então se será Físico, Químico, Geógrafo, Historiador, Filósofo, Linguista, Biólogo, Antropólogo e assim por diante. Uma pessoa que se dedica a desenvolver aquela ciência. A fazer descobertas. A propor explicações. A formular teorias.

Professor, o senhor acha que atualmente, o curso de Artes Visuais é realmente uma boa escolha?‎

Qualquer curso é uma boa escolha se for aquilo que você quer mesmo fazer. Porque o importante é que a sua atividade profissional seja indissolúvel de sua vida e não apenas algo que você faça para ganhar dinheiro. Tem que ser algo que você adore fazer e que pense o tempo todo sem fazer distinção entre o trabalho e o resto da vida. Isso é que te fará satisfeita de viver e, portanto, feliz. Se dá mais ou menos dinheiro é de somenos importância.

Tem espaço para químicos no ramo da Astronomia? Ou só fazendo outra graduação que tenha mais a ver com astronomia?

Sim. A química estelar é interessantíssima porque é uma química completamente fora das CNTP, onde as pressões e temperaturas são altíssimas e as substâncias estão todas em estado de plasma. É importantíssimo para a astronomia saber reconhecer os espectros de elementos em estados de ionização mais profunda, isto é, além dos elétrons da camada de valência, para poder identificar a composição química de estrelas e nebulosas. Como também identificar a presença de moléculas em nebulosas, como água, amônia, gás carbônico, metano e outras moléculas simples. A astronomia moderna se baseia, principalmente, em espectroscopia e, nela, há lugar para o trabalho de químicos. Mas não é essa química do que acontece nas condições dos laboratórios na Terra.

Então acha a ideia do livre arbítrio pura bobagem?‎

Não acho não. O livre arbítrio é algo real. A liberdade de escolha é uma decorrência do indeterminismo essencial da natureza. Os sistemas complexos, como a mente humana, são capazes de processar um número incrivelmente grande de dados e extrair deles conclusões que podem levar a escolhas livres das pessoas. Não há esse negócio de destino. O desenrolar dos acontecimentos da vida de uma pessoa depende de um imenso número de injunções advindas da teia de causalidades e coincidências, aliadas às decisões pessoais de cada um. O futuro é completamente imprevisível. O que se pode ter é conjecturas estatísticas sobre o que seja mais provável. Sem garantia, contudo.

acredita em signos, não esses horóscopos de revista mas a ideia por trás dele, tipo eu acredito porque é algo tao antigo q ate hoje muitas vezes faz sentido,‎ --

Isso não faz o menor sentido. O fato de ser uma crença muito antiga não confere validade nenhuma a ela. O que convalida uma crença são os resultados confirmados de tudo o que pode acontecer com base nela. E os signos astrológicos não mostram resultados confirmados nenhum. É uma completa baboseira. O fato de serem milenares não pesa nada a favor. Como não pesaria se fosse algo ultra-moderno, como a cientologia.

Ainda sobre a questão da verdade, significa dizer que no embate entre a razão objetiva e a razão subjetiva, esta seja imperativa em suas concepções em relação à primeira, mesmo que não absolutas?‎

Não é isso não. As concepções subjetivas têm menor valor do que as objetivas, pois estas são um consenso de subjetividades. A verdade teria, assim, três níveis: absoluto, objetivo e subjetivo. O subjetivo é o básico e o que se obtém pela aplicação dos órgãos dos sentidos ao exame das coisas e dos fatos. Como disse, esta verdade não tem garantias de validade, ou seja, de que seja, de fato, consoante a realidade. Todavia, havendo consenso entre muitas subjetividades, pode-se considerar que tal consenso represente uma objetividade, que seria a concepção independente do sujeito declarante. E isso é o que mais próximo se pode ter da verdade absoluta, que, mesmo existindo teoricamente, dificilmente pode ser obtida. Além do consenso entre as observações empíricas da realidade, a verdade objetiva pode se valer do raciocínio lógico para convalidá-la como conclusão a partir de outras afirmações tidas como verdades a respeito de fatos que sejam correlatos.

Qual a melhor maneira de uma pessoa manter-se serena?

Cultivar, ao longo da vida, uma atitude de ataraxia, isto é, de desprendimento em relação aos reveses, de ponderação em relação à relevância relativa dos fatos, de aceitação dos dissabores e incômodos sem dar importância, sem lamentar e reclamar. Isso não significa passividade perante catástrofes, erros, injustiças ou o que for. Que se envidem esforços para consertar tudo que fique errado. Mas sem apavoramento, sem desespero, com tranquilidade. É preciso, ao longo da vida, ir fazendo um treinamento nesse sentido. Então, cada nova vicissitude vai sendo encarada com mais serenidade, sem renunciar a sua superação, mas sem perda de controle.

A verdade existe?‎

Claro que existe. A verdade é a adequação entre o discurso e a realidade. O problema é que o discurso, quando realmente honesto e verdadeiro, se fundamenta na percepção da realidade e não nela em si mesma. Isso pode apresentar falhas devidas a imperfeições dos sentidos e à interpretação mental das sensações que construirá as percepções, pois elas são carregadas de conceitos pré-estabelecidos pelas vivências anteriores. Isso faz com que o que se supõe que seja a verdade possa ser, apenas, uma concepção subjetiva dela. Não há garantias de se ter, portanto, a verdade, absolutamente falando. O que se pode ter é um consenso de subjetividades que pode ser tido como uma verdade objetiva. A questão é pois: a verdade existe, mas não se tem garantia de que se a possua.

Até que ponto as ciências exatas são necessárias para chegar a um entendimento?‎

Necessárias não são, mas ajudam muito. A pessoa com traquejo em ciências exatas tem um raciocínio mais lógico e está acostumada a perceber meandros de significância, pormenores escondidos, falhas de argumentação. É capaz de se prender a detalhes sem perder a visão do todo. Isso é um treinamento muito útil para trabalhos de investigação, de julgamento, de disputa, de conciliação. A pessoa com treino científico em exatas desenvolve um grande apreço pela verdade e costuma ser escrupulosamente ética, abominando qualquer tipo de mentira e enganação. Não faz aproximações e tem um julgamento bem mais preciso do valor do que quer que seja, pois o estima numericamente. O perigo está na pessoa passar a exibir frieza de concepções, isto é, não levar em conta os aspectos afetivos. Mas isso é uma minoria. Em geral as pessoas exatas não deixam de ser emotivas. Só que são capazes de sopesar a intensidade e a influência da emoção nas decisões. É muito útil que todo mundo desenvolva traquejo matemático para o trato das questões da vida em geral.

Professor, qual a definição que o senhor usa para 'fé'?‎

Fé é uma crença desprovida de indícios de plausibilidade. Crença é a aceitação de alguma proposição como verdadeira sem evidência e nem comprovação, mas com plausibilidade. Conhecimento ou saber é a aceitação da veracidade de proposições a partir de evidências ou comprovações que a justifiquem. A fé não é necessariamente falsa, mas não possui garantia de ser verdadeira. Do mesmo modo a crença. Mas a crença é plausível e a fé não.

Mas supor algo não é totalmente ruim, é automático, vejo alguém vestindo roupas caras e andando com um carro luxuoso, automaticamente posso pensar que esteja em financeiramente, não suponho que seu caráter mude por isso.‎

Não necessariamente. Ela pode estar atolada em dívidas que fez para isso, por não ter dinheiro suficiente. Do mesmo modo que alguém rico pode usar roupas de pobre porque quer. Por isso é bom não supor nada previamente sem saber. Isso é um treinamento mental que se deve fazer. O tipo de treinamento que um cientista tem que ter. Um cientista não supõe nada sem verificar. Isso vale para um detetive e um advogado também. Tal atitude deveria ser ensinada na escola, pois vai contra o senso comum. Mas o senso comum é algo muito ruim, que tem que ser extirpado.

Por que o senhor aconselha que não se case, mesmo sendo casado ?

Eu não sou casado oficialmente. Moro com minha mulher sem ser casado. Veja a resposta que dei há pouco sobre isso.

Quais benefícios o hábito de escrever traz as pessoas?

Aumenta o seu vocabulário e, com isso, sua compreensão do mundo, pois esta depende do conhecimento de muitas palavras para designar cada tipo de coisa, de fato, de situação, de ação, de relação. Também aprimora o raciocínio, pois obriga a articular o pensamento para expor, de modo convincente, o que deseja dizer. Com isso aumenta a inteligência, ou seja, a capacidade de solucionar problemas, inclusive da vida pessoal. Além disso, propicia à pessoa uma maior desenvoltura para falar, para conversar, para expor idéias, para convencer. Até mesmo torna a pessoa mais simpática, mais cativante, mais capaz de fazer amizades, de fazer conquistas amorosas. Para tal é preciso que a pessoa se dedique a escrever todo dia, pelo menos uma hora por dia. E, para saber escrever bem, é preciso, por outro lado, ler muito. Umas duas horas por dia. Além do mais, ler e escrever é um prazer muito maior do que ver televisão, por exemplo. Compensa fazer a troca.

Acha que ter um preconceito sobre a situação econômica de outra pessoa, mas sabendo que isso não interfere em seu caráter, é algo ruim?‎

O que seria isso? Considerar que a pessoa seja pobre sem saber se é, por sua aparência? Isso é um preconceito, de fato. E, como tal, não é uma boa atitude. Não faça conceito prévio a respeito de nada sobre ninguém. Não suponha nada. Nem que seja rica nem pobre, nem burra nem inteligente, nem boa nem má, nem culta nem inculta, até que evidências mostrem o que a pessoa seja. Então você formará o "conceito" da pessoa sem preconceito.

Não concordo q o preconceito deva ser visto como algo inteiramente ruim, ele pode funcionar como um mecanismo de defesa para a pessoa.‎

Pois eu discordo de você. Você pode se proteger contra possíveis agressões sem considerar que uma pessoa seja do mal por ser pobre. Uma pessoa rica também pode ser do mal e te agredir, roubar ou, o que é pior, te tapear em negócios e te dar prejuízo se fazendo de amiga. Então você pode considerar que todo mundo possa te fazer mal até prova em contrário. Sem fazer o conceito prévio de que, por ser negro, pobre, feio, inculto ou outra coisa, seja uma pessoa do mal. Se bem que eu, pessoalmente, sempre acho que todo mundo seja do bem, até prova em contrário.

Mas preconceito nem sempre é algo ruim, não é apenas uma conclusão precipitada?‎

É sempre algo ruim sim. Não tem escapatória. "pré-conceito" é um conceito a respeito de outra pessoa feito preliminarmente a se conhecer essa pessoa, apenas em função do fato dela pertencer a algum grupo diferente do que se pertence, como outra religião, outra raça, outro gênero, outra faixa de idade, outro nível cultural, outro nível econômico, outra nacionalidade, falante de outra língua, torcedor de outro time e coisas assim. O preconceito considera que as pessoas não sejam, essencialmente, apenas humanas e que sua qualidade de caráter não depende de nenhum desses fatores. O que pode ocorrer é uma rejeição a alguém por "pósconceito" e não por "preconceito". Isso é, depois que se conhece a pessoa e se sabe que ela não possua bom caráter, rejeita-se sua amizade, bem como algum apreço que se poderia ter por ela. Mas isso tem que acontecer caso a caso.

A agua vaza em um recipiente com um furo abaixo de sua superficie por ser um líquido mais, ou menos denso?

Você está dizendo que a água está em um recipiente, imerso em outro fluido (geralmente o ar), dentro de um campo gravitacional. Se for assim, ela vaza porque é mais densa do que o fluido externo ao recipiente. Se o fluido externo fosse mais denso, ele é que entraria no recipiente pelo buraco.

Mas o preconceito não se restringe só a "brancos ricos", já vi muitos lgbts que odeiam negros, pobres e vice versa. O vírus do preconceito não escolhe só um determinado tipo de gente.‎

Sim. Também há preconceito em outros sentidos. Todo preconceito é abominável.

Qual é o tipo de preconceito mais latente no Brasil na sua opinião? Racial, social, sexual, de gênero...?‎

Social. O preconceito contra pobres. Esse é o maior de todos. Se o pobre também for negro e for mulher, então aí é que o preconceito fica maior ainda. Muitos homens brancos ricos acham que pobre não é gente para ser seu amigo, para confiar, para tratar de igual para igual, como são todas as pessoas humanas. Costumam associar pobreza a burrice, ignorância, desonestidade, malandragem, preguiça, falta de higiene. E acham que a desigualdade social é algo correto e necessário. Ou seja, pensam que é preciso haver pobres, para fazerem os trabalhos servis para eles (não só pobres, mas mulheres, mesmo ricas, existem para servi-los). Há muitos homens assim. São uma escória da humanidade.

o que é pressão alta essencial?‎

http://www.boasaude.com.br/artigos-de-saude/3254/-1/pressao-arterial-alta-hipertensao-essencial.html
http://saude.sapo.pt/saude-medicina/medicacao-doencas/doencas/hipertensao-essencial.html há cerca de um mês5 pessoas curtiram isso

Como ser um neurocirurgião? Quais são os passos para chegar lá? E, ah, o que o senhor acha da carreira?‎

Fazer o curso de Medicina e se especializar em neurocirurgia. Qualquer profissão é super-interessante se for o que você gosta de fazer. Eu jamais seria médico, mas acho que deve ser algo muito fascinante, quando é o que se quer fazer. Isso vale para qualquer profissão.

Professor, estou em dúvida entre "ciência da Computação" e "Matemática". O que eu quero mesmo é Ciencia da computação, porém tenho medo pela concorrência no vestibular. Matemática escolhi pois tem menos concorrentes e tem a ver com a outra que quero fazer também. O que o senhor me indicaria a fazer?‎

Jamais, jamais mesmo, escolha o curso que vá fazer porque a concorrência no vestibular seja menor. Isso é um erro terrível. Se não passar no primeiro vestibular, estude feito um desgraçado durante um ano e passe no segundo. Se você quer ciência da computação, não faça matemática. Você vai estragar a sua vida se escolher a profissão errada. É mais fácil trocar de mulher do que trocar de profissão, se se escolheu a errada. E a certa é a que te faz feliz em exercê-la. Aquela que você trabalharia mesmo de graça ou pagando, porque é o que você adora fazer.

Na sua opinião com que idade homem e mulher devem perder a virgindade? Sexo antes do casamento é pecado?‎

Isso varia. Eu diria que em torno dos 17 anos. Não antes de 14, penso eu. O bom é que a iniciação sexual seja feita com pessoas amigas, pelas quais se tem admiração, respeito e carinho e, preferivelmente, por quem se esteja amando. Claro que não é pecado fazer sexo antes do casamento. Primeiro porque pecado não existe e segundo porque não é errado mesmo. Aliás, é bom que se case já tendo experiência sexual, tanto meninos quanto meninas. De minha parte, inclusive, recomendo que não se case.

Sendo a coleção do Feynman a melhor já escrita sobre física qual seria a melhor sobre matemática?‎

A melhor que conheço é do matemático russo Vladimir Ivanovich Smirnov, em cinco volumes, editados em francês pela editora MIR da antiga União Soviética "Cours de Mathematiques Supérieures". Muito bom. Estudei por ele em minha graduação. Cobre todos os tópicos de matemática superior.

Você acha que a erudição da sua família é, também, em razão de seu bisavô ter sido da nobreza austríaca?‎

Meu avô era professor de Russo e Tcheco na Academia Teresiana de Viena. Além disso, falava alemão, inglês, francês, espanhol, italiano e português (de Portugal). O sogro dele era diplomata português no consulado em Belo Horizonte e era uma pessoa de letras, possuindo uma boa biblioteca de autores portugueses. O pai da minha mãe era almirante médico da Marinha Brasileira e primo de Rui Barbosa. Tanto ele quanto o filho dele, irmão mais velho de minha mãe, também médico, e do exército, eram pesquisadores da cura, ele da Beriberi (de que acabou morrendo) e meu tio da tuberculose. Meu pai fez curso de direito, mas era professor de história e geografia e também tinha uma boa biblioteca de ciências humanas e filosofia. Minha mãe era normalista, mas uma estudiosa de ciências, especialmente química. Assim fui criado em um ambiente de muito apelo cultural, em que, inclusive, se ouvia muita música clássica, que minha mãe tocava ao piano. Meus tios e primos também eram cultos. Ou eram médicos, ou advogados ou engenheiros, ou militares, ou professores. Nenhum empresário e nenhum fazendeiro. Só o pai da primeira mulher do pai da minha mãe é que era um fazendeiro do Paraná, Barão do Império.

O universo é plano?‎

É o que os mais recentes dados observacionais mostram que seja, globalmente. O espaço-tempo apresenta curvatura em torno das concentrações de massa (planetas, estrelas, galáxias), mas, no conjunto, o Universo não tem curvatura.

Professor, o senhor acha que atualmente o curso de química é realmente uma boa escolha?‎

Certamente que sim. Mas eu não escolheria por minha índole filosófica e teórica. A química é mais prática, como uma engenharia. E eu gosto de investigação científica pura, sem compromisso com nenhuma utilidade prática ou aplicação tecnológica.

Percing e alargadores ?‎

O mesmo que tatuagens. Vai do gosto e da vontade de cada um. Eu não aprecio, mas não tenho nada contra quem use. Nem acho que, por usar, seja uma pessoa em que não se possa confiar, seja irresponsável, não tenha caráter, seja leviana, ou portadora de qualquer desvio de personalidade.

mas comeria só plantas, ou voltaria para carne?‎

Mesmo que se verificasse alguma senciência vegetal, ela seria em um nível inferior à animal. Então eu continuaria a não comer animais.

O espaço é contínuo ou discreto?‎

Não se sabe. Há propostas de que o espaço-tempo seja quantizado. Mas não há nenhuma evidência de que seja. Até a menor distância e intervalo de tempo que já se conseguiu observar, não há sinal de descontinuidade. A proposta de teoria de unificação da gravitação com as demais interações chamada "laço gravitacional", se baseia do fato do espaço-tempo ser discreto. Se ficar comprovado que ela seja válida, por meio de testes indiretos, pode-se considerar que se está constatando esse fato. Mas ela não é confirmada, pelo menos por enquanto. Em minha opinião o espaço-tempo é contínuo mesmo.

O que vc faria se provassem que as plantas sentem dor mas de outra maneira mesmo sem ter sistema nervoso?

Comeria plantas assim mesmo, pois não sou autotrófico. Todavia não vejo como ser senciente sem sistema nervoso.

Se fosse provado que alguma plantas são sensientes o que os vegetarianos iriam fazer?‎

Não comeriam essas plantas. Se todas fossem, então haveria de comê-las assim mesmo, pois precisam comer para viver, já que não são autotróficos. Todavia a senciência requer sistema nervoso, que plantas não possuem.

O que adianta ser vegano/vegetariano se depois de um tempo é obrigado a tomar vitamina B12? Isso é a prova que não fomos feitos pra pastar e sim ser carnivoros por natureza.

Não é preciso comer carne para se suprir de vitamina B12. Pode-se obtê-la de ovos e laticínios.

Os animais com os olhos na frente, como nós, tem os olhos na frente do rosto pra ajudar a se focar na presa, ou seja, auxilia na caça. Em outras palavras, nascemos para sermos predadores carnívoros, e não pra pastar. Por que ser vegetariano?‎

O fato da evolução nos ter adaptado à caça não significa que, por isso, devamos ser carnívoros. Acontece que a espécie humana, tendo desenvolvido a cultura, não mais se enquadra nos termos biológicos da evolução. Ela já se comporta de acordo com o que resolve racionalmente. A razão de ser vegetariano não é nutricional e nem biológica. É racional, é ética.

Cite eventos, ocorrências ou fenômenos sem causa.‎

Decaimento radioativo, emissão de fótons por átomos ou moléculas excitadas, criação de par partícula-antipartícula.

então não é segunda mulher, é só um namoro como outro qualquer que começou a alguns minutos‎

É segunda mulher sim, pois moramos juntos, compartilhamos responsabilidades domésticas, nos apoiamos, planejamos e realizamos projetos em comum. Não é só namoro. Mas não somos oficialmente casados. É assim que eu acho que deve ser.

O que acha de "Ave Maria" de Franz Schubert? Mesmo sendo ateu, considero uma das mais lindas composições da música clássica.‎

Também gosto muito. Gosto de música sacra. Mas não acho que essa seja a mais bonita, mesmo que seja muito bonita. Dentre as músicas clássicas eu prefiro o segundo movimento da sinfonia nº 1 d Brahms.

O sr. prefere ouvir Bach, Janacek, Tchaikovsky ou Vivaldi? Escolhi quatro arbitrariamente, só para ter uma noção do seu gosto.‎

Pela ordem, prefiro, desses, Tchaikovsky, Bach, Janacek e Vivaldi. Gosto mais da música romântica, depois da moderna, depois da clássica, depois da barroca. Mas depende de cada compositor.

Por que existe tanta gente solitária na internet?

Porque gente solitária sempre existiu. Só que agora, existindo internet, o pessoal solitário se vale dela para diminuir a solidão.

Respeito sua opinião, mas, deixando o funk de lado, tem ideia do que o rap já fez/causou pelas periferias do país? A quantidade de jovens que procuraram seguir um caminho bacana de vida graças às letras de Mano Brown, Eduardo, Sabotage, Criolo...

Esse aspecto é bom, mas isso não me faz apreciar a música. Não gosto. Acho feia. Preferia que essas pessoas apreciassem outro tipo de música que fosse bonita. Também não gosto de música gospel, por exemplo. Mas gosto de música clássica sacra, como as de Bach, Mozart e outros.

O que pensa sobre a prostituição?‎

Para mim não precisava existir, uma vez que o sexo fosse, de fato, uma atividade livre e aceita entre as pessoas como algo inteiramente legítimo e normal entre quem quisesse, sem que isso fosse considerado libertinagem ou devassidão. Especialmente quanto às mulheres, sejam solteiras ou casadas. Não só o sexo, mas o amor, mesmo sem sexo, deveria ser algo aberto e livre entre todas as pessoas, tenham ou não algum compromisso relacional. Ou seja, o compromisso, para mim, é um compromisso de dedicação, de compartilhamento, de apoio, de fruição de prazer, de interesses. Mas não de perenidade e nem de exclusividade. Claro que teria que ser uma atitude conhecida e consentida, isto é, que quem se relacionasse amorosamente aceitasse que a relação não fosse exclusivista. Todavia, como não é assim, em geral, existe a prostituição, mais feminina do que masculina. E como há quem se disponha a pagar por sexo, há quem se disponha a vender o sexo. Para mim, então, é uma atividade legítima, como qualquer outra prestação de serviço (barbeiro, alfaiate, dentista). Inclusive teria que ser legalmente amparada. Mas eu não acho uma boa se valer da prostituição para fazer sexo, quer para homens quer para mulheres. Nunca usei.

O que acha da música eletrônica?

Da mesma forma que a música não eletrônica, depende de qual música. O fato de ser eletrônica não qualifica nem desqualifica. Pode ser tão boa quanto qualquer música. Gosto muito de música eletrônica do tipo feito pelo Rick Wakeman e pelo Vangelis, por exemplo. Tem uma compositora brasileira excelente, a Jane Jarschel. Mas pode haver música eletrônica péssima.

Professor, estou com alguma deficiência na matemática básica, a nível de ensino fundamental. Você recomendaria um livro que ajude a fortalecê-la? Já passei pelo ensino médio.‎ ­

Matemática é cumulativa, de modo que cada fase depende de todas as anteriores. Qualquer falha compromete tudo o que vem pela frente. A solução, para quem perdeu algum elo da corrente, é o método Kumon. Procure saber quem tem uma escola Kumon em sua cidade e faça o curso. Ele é individualizado e consegue vencer todas as dificuldades matemáticas. Não há um livro específico para ser usado. Cada caso tem que ser diagnosticado e tratado com especificidade.

Ola Professor, bem eu raramente apresento um seminario, pois tenho medo de errar na hora, e acabo tendo pavor de apresentação em publico, qual dica você me daria para perder esse medo ?‎

Simples. Comece a falar em público com medo mesmo. Depois você vai acostumando e perdendo o medo. É a única forma de perder o medo de qualquer coisa. Enfrentar e fazer com medo mesmo.

então por que você casou?‎

Me casei em 1972. Então eu não pensava como penso agora. Mudei. Me separei em 2001 e, em 2002 passei a viver com minha segunda mulher sem me casar.

qual a sua opinião sobre o rap/hip hop e o funk?‎

Não aprecio nem um pouco. Para mim não são melodiosas, a harmonia é pobre, o timbre é desagradável, o ritmo é muito marcado, a poesia é horrível. Em suma, não são música. É cultura popular válida, mas não me agrada. Prefiro valsas vienenses, bossa nova, tango, blues, fado, samba, bolero, easy music e rock do tipo dos Beatles.

O Aécio é a única opção ''boa''. A Marina só sabe falar de ecochatismo.‎

Discordo totalmente de você. Se o Aécio fosse, de fato, um social-democrata, que defendesse e praticasse os ideais, os compromissos e as práticas da social-democracia, como acontece na Europa, eu votaria nele. Mas ele é um neo-liberal capitalista, do tipo que eu abomino. Quanto à defesa da ecologia que a Marina faz, é isso mesmo que eu apoio. Também sou um "Ecochato". Acho que a ecologia está num patamar de prioridade muito acima da economia.

Por que vc julga positiva a abolicao do casamento civil?‎

Porque eu acho uma bobagem a pessoa estabelecer vínculos oficiais relativos a um relacionamento. Para começar, isso só tem valor econômico. E eu acho um absurdo pessoas dependerem economicamente umas das outras. Todos têm a obrigação de prover o próprio sustento. Casar para resolver o problema de se sustentar é uma imoralidade. Pior do que a prostituição. A responsabilidade pela criação e educação dos filhos não depende dos pais serem casados. Pensão é algo que não deveria existir. Nem herança. Então, para que se casar oficialmente? Além do mais, o casamento é como a estabilidade no emprego dos funcionários públicos. Um desastre para a qualidade do serviço. É muito melhor que não se tenha garantia legal nenhuma de compromisso. Então as pessoas se esforçarão mais para manter os laços, se assim o desejam, exatamente porque não são garantidos por nada. Outra vantagem de não haver casamento é a possibilidade de serem estabelecidos relacionamentos múltiplos paralelos consensuais entre os participantes. E que os relacionamentos possam ser fluidos, isto é, impermanentes por definição, podendo ser atados e desatados de forma direta e sem nenhuma burocracia. O importante é o compromisso com a criação e educação dos filhos. Sem casamento e sem vinculação econômica entre as pessoas que possuam alguma relação conjugal, inclusive, não existirão disputas por bens, já que esses são exclusivamente de cada um.

Aécio Neves irá vencer as eleições e irá colocar o Brasil rumo ao caminho do desenvolvimento?‎

Espero que não. Se vencer, pode até promover o desenvolvimento do PIB brasileiro. Mas isso não é o que é mais importante. Nem o aumento da renda per capita. Isso é importante sim, mas o mais importante é a distribuição da renda, a diminuição das diferenças, o enriquecimento dos pobres, a disseminação total da educação de qualidade, a solução dos problemas de transportes, habitação. A erradicação das doenças e a promoção da saúde. O estabelecimento da segurança com a redução drástica da criminalidade. O combate à corrupção política, empresarial, jurídica, policial e em todos os setores. Tudo isso é mais importante do que a riqueza total e pode ser obtido sem que ela aumente. Mas é bom que ela aumente também. Só que esse aumento não pode ser a prioridade. Erra quem pensa que o desenvolvimento é que seja o fator determinante para a felicidade do povo. O desenvolvimento tem que ser perseguido como um fator adicional para a disseminação da felicidade. Mas, antes, é preciso resolver esses outros problemas. Ou seja, é preciso dividir o bolo antes de fazer crescer o bolo.

O senhor gosta de Tom Jobim, Cazuza, Cartola, Chico Buarque?‎

Tenho todos os discos do Chico, quase todos os do Jobim, muita música do Cartola. E gosto muito dos três. Quanto ao Cazuza, não gosto muito não.

Vale a pena votar em branco mesmo que o voto seja facultativo?‎

Votar em branco, anular o voto ou não votar tem exatamente o mesmo efeito eleitoral.

O senhor gosta de algum tipo de música?‎

Não só gosto como produzo e apresento um programa semanal de duas horas de música clássica na rádio da universidade federal aqui de Viçosa. Digite no Google:
inurl:wolfedler música.

Qual é sua opinião sobre o partido PT??‎

Uma decepção. Votei muito no PT quando era oposição. Ao assumir o poder perdeu a credibilidade moral. Não confio mais nele como paladino do bem. Não o desaprovo por ser de esquerda. Desaprovo por ter deixado de ser de esquerda.

Ernesto, você diz que não importa quem diga. Mas, em seus trabalhos acadêmicos, colocava citações? Por que pedem citações em trabalhos acadêmicos se podemos apenas usar nossas palavras e por o autor na bibliografia?

Colocava, o mínimo. PorInclusive, em relação ao que eu possa ter descoberto, não vejo problema em outros usarem sem citar. O importante é o progresso do conhecimento. O problema é que as pessoas se valorizam em razão do quanto são citadas. Então surge uma espécie de "mercado de citações", com barganhas, em minha opinião, indecentes. Conheço professores que só prestam esclarecimentos para alunos de mestrado e doutorado que estejam fazendo teses se forem colocados como co-autores nos trabalhos que advirão da tese. Isso não é ético.que isso era e é uma exigência para publicação. Mas acho uma completa bobagem.

"A Marina Silva é tipo um Bolsonaro, é a favor do criacionismo ser ensinado junto com a evolução, é contra o casamento gay, é contra o aborto, a única diferença é que ela é pró meio ambiente (talvez, a única virtude)."

Essas opiniões dela sobre o ensino do criacionismo, do casamento gay e do aborto não têm importância, pois quem resolve isso é o congresso. O que ela pode fazer é propor uma lei nesse sentido. Ensinar o criacionismo não tem problema. O problema é impedir o ensino da evolução. Os professores de biologia saberão dizer, se forem obrigados a ensinar, que essa é uma concepção apresentada pelas religiões e a exporão. Sem problema. Desde que também exponham a teoria da evolução e os argumentos que a sustentam. E nas provas perguntem: "De acordo com a Teoria da Evolução..." Quanto ao casamento gay, ainda não é legal, mas virá a ser. Todavia, em meu entendimento, isso é bobagem. O que deveria acontecer é a abolição do casamento civil para todos, inclusive heterossexuais.

http://ask.fm/wolfedler/answer/116190404125 nossos votos tem o mesmo peso. vou votar no aécio só de zoa para que teu voto na marina "não tenha" efeito hueauheahueahueahuea

Votar por zoação é uma atitude leviana. Pode votar no Aécio. Mas vote porque você está convencido de que ele seja o melhor para o Brasil, dentre os que se apresentam. Não brinque com um assunto sério. Eu acho que o Aécio e a Dilma não são bons para o Brasil. Portanto não voto neles. Dentre os que se apresentam eu iria votar no Eduardo Campos e votarei na Marina se ela for candidata. Porque acho preferível para o Brasil.

Li uma reportagem em que a Marina Silva "defendia" o Pastor Marcos Feliciano, o que vc acha disso?‎

Discordo dessa posição. Não aprecio nem um pouco o Marcos Feliciano e discordo de quase tudo o que ele diz. Todavia, no conjunto, prefiro o que a Marina defende.

a marina vai acabar com o estado laico. vale até votar no aécio só pra ela não ganhar, não temos NENHUM presidenciável merecedor do cargo, mas tem aqueles que fariam mais estragos que outros. não diga que anular é melhor que "votar no menos pior", o estado laico é mais importante que setores de base‎

Eu voto na Marina, mesmo sendo ateu. Ela não vai acabar com o estado laico não. Confio mais nela como uma pessoa que tem interesse pelo bem do povo brasileiro do que no Aécio. Sem a menor dúvida. Para mim o Aécio quer o bem é de si mesmo e dos ricos. Não que eu não deseje o bem aos ricos, mas só se esse bem for no bojo do bem geral do povo, de que eles fazem parte. O bem de uns em detrimento do bem de outros eu não aceito. E o que a Marina sempre pregou é o bem de todos, especialmente dos pobres. Nisso eu concordo.

Você perdoa as falhas de quem você ama? Ou simplesmente não concede mais nenhuma oportunidade, não conversa, se afasta e "bloqueia" de vez? Por quê?‎

Depende. Jamais eu amaria uma pessoa "do mal", pois, para amar é preciso admirar. Todavia, mesmo uma pessoa "do bem", pode cometer erros ou fazer alguma maldade. Nesse caso, uma vez que se a ama pelo conjunto de suas qualidades, perdoa-se algum erro, se se sabe que a pessoa deplora tê-lo cometido e não pretende mais fazê-lo. Mas se se trata de uma mudança para uma nova situação em que a pessoa passará a ser "do mal", isso é razão para que o amor se acabe. No entanto, há casos em que os laços amorosos são mais fortes e, mesmo não aceitando a condição de ter-se tornado "do mal", continua-se a amar a pessoa e a desejar que se emende, inclusive lutando para que isso ocorra. Isso acontece, principalmente, em relação a um filho ou filha.

Não acho que tenha feito-me compreender adequadamente, professor. Não comparo não apreciar alguém com desejar o mal: me refiro à afirmação de alguém não deve ser apreciado.‎

Se aprecia alguém por suas qualidades, que a fazem ser admirada. Quem não possui qualidades mas, pelo contrário, possui defeitos, não há porque ser admirada e, portanto apreciada. Pessoa malvadas, não importa a razão pela qual o sejam, não são dignas de admiração e apreço por serem assim. São dignas de piedade. Mas também são dignas e aversão.

O que dizer sobre "desentendimento" entre Químicos, Físicos e Biólogos?‎

Ignorância de uns em relação ao campo de trabalho dos outros. Se físicos, químicos e biólogos se inteirarem do assunto uns dos outros, verão que todos são relevantes. É muito perigoso se concentrar em um conhecimento específico e fechar a mente para o resto. Isso inclui não só essas ciências naturais mas, principalmente, a aversão com que pessoas das áreas das ciências naturais têm para com quem atua em ciências humanas e vice-versa. Ou em ciências e artes. Essa indisposição recíproca revela pobreza de espírito.

Eu penso se é culpável alguém ser "de má indole". Dissecando a vida de tais pessoas, frequentemente se vê seres carentes de referência moral, muitas vezes frutos de ambientes abomináveis. Diversos fatores. Parece que você não reconhece isso e simplesmente estigmatiza tais pessoas.‎

Nada disso. Se uma pessoa é de má índole eu não a aprecio, mas não quero o seu mal. Pelo contrário, quero o seu bem, isto é, que deixe de ter má índole. Mas isso não significa que devo apreciá-la.

Desejar que determinada pessoa não seja apreciada e desejar o mal não lhe parecem próximos demais?‎

Não. São atitudes inteiramente distintas. Posso desejar o bem de uma pessoa que não aprecie. E se não aprecio, acho que não deve ser apreciada por ninguém. Mas não acho que se deva desejar mal para ela.

Mas não é contraditório dizer categoricamente que pessoas de má índole não merecem apreço, por exemplo, enquanto se deseja o bem de todos? Dizer que tal pessoa não deve ter apreço de ninguém não é uma forma de desejar o mal dessa tal pessoa?‎

Não ter apreço não é desejar o mal. É não apreciar, não admirar, não achar que seja boa pessoa. E, assim achando, não desejar a sua amizade. Mas desejar o seu bem, que seria passar a ter boa índole. Inclusive agindo nesse sentido, como acontece com o bom professor que quer corrigir o mau aluno para que ele se torne bom. Não digo bom em termos de desempenho acadêmico, mas bom em termos de caráter. Faz parte do trabalho do professor formar o caráter do aluno. Mas isso não significa que ele deva apreciar quem tenha mau caráter. São situações diferentes: não apreciar e não desejar o bem.

Mas não é contraditório dizer categoricamente que pessoas de má índole não merecem apreço, por exemplo, enquanto se deseja o bem de todos? Dizer que tal pessoa não deve ter apreço de ninguém não é uma forma de desejar o mal dessa tal pessoa?‎

Não ter apreço não é desejar o mal. É não apreciar, não admirar, não achar que seja boa pessoa. E, assim achando, não desejar a sua amizade. Mas desejar o seu bem, que seria passar a ter boa índole. Inclusive agindo nesse sentido, como acontece com o bom professor que quer corrigir o mau aluno para que ele se torne bom. Não digo bom em termos de desempenho acadêmico, mas bom em termos de caráter. Faz parte do trabalho do professor formar o caráter do aluno. Mas isso não significa que ele deva apreciar quem tenha mau caráter. São situações diferentes: não apreciar e não desejar o bem.

Professor, se pessoas de boa índole desejam o bem de todos, e na sua opinião as pessoas que não são de boa índole não merecem amizade ou apreço, o sr. se considera de má índole?‎

Eu me considero de boa índole, naturalmente. Também me considero digno de apreço. E acho que sou um bom amigo de todos que são meus amigos. Mas não sou amigo de ninguém de má índole.

Professor, se a luz e sugada por um buraco negro a velocidade dela não tende a aumentar devido ao magnetismo que a atrai?‎

Não. Para começar não é o magnetismo que a atrai para o Buraco Negro e sim a gravidade. E o efeito da atração da gravidade sobre a luz não é aumentar a sua velocidade e sim a sua frequência (diminuindo o comprimento de onda). E diminuindo a frequência (aumentando o comprimento de onda), quando a luz se afasta do centro atrativo. Isso não acontece só em relação a um Buraco Negro, mas em relação a qualquer corpo que possua massa, como a Terra, por exemplo.

O que acha de pessoas que dizem algo do tipo: "se fulano não passar numa faculdade, eu vou rir muito" ou "se beltrano não conseguir isso, vou achar ótimo"?

Acho que são uns asnos. Pessoas mesquinhas e obtusas. Pessoas de boa índole desejam o bem para todo mundo e não se comprazem com o insucesso alheio. Pessoas assim não merecem a nossa amizade e nem o nosso apreço.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O senhor conseguiu decidir facilmente a profissão que queria seguir? Quais eram as suas ambições quando mais jovem?‎

Minhas ambições sempre foram acabar com a ignorância do mundo. Na infância eu havia pensado em ser engenheiro mecânico ou arquiteto. Depois que entrei para o científico (Ensino Médio) passei a querer ser professor de física. Porque sempre achei que o conhecimento científico é a alavanca do progresso cultural, social, econômico e pessoal. Bem como o conhecimento filosófico e a formação do caráter. E isso eu poderia fazer como professor de física. Acabei cursando matemática, pois meu pai não poderia me manter em Belo Horizonte e em Barbacena não tinha curso de física. Mas sempre lecionei física, ao lado da matemática. E sempre estudei muita filosofia, para incluí-la em minhas aulas. Assim, ser professor foi uma escolha natural. E nessa profissão eu me realizei completamente. Aliás, recomendo a todo mundo que seja professor. Para mim é a melhor das profissões. A mais importante, a que dá mais satisfação, a mais gratificante. Só não dá dinheiro. Mas tem que ser um professor pra valer. Que seja deslumbrado com a matéria que leciona e fascinado com o processo educativo. Que ame a profissão. Que tenha uma curiosidade infinita por conhecimento e esteja sempre se aprimorando, mesmo depois de se aposentar, como eu. Que quira ensinar até o último dia de vida. E que não se importe com o quanto vá ganhar financeiramente com isso. Leia isso:
http://www.ruckert.pro.br/blog/?p=4518
http://www.ruckert.pro.br/blog/?p=4538
http://www.ruckert.pro.br/blog/?page_id=2379

Professor.. para ateus, o suicídio não seria a solução perfeita para tudo???‎

De modo nenhum. A solução é, justamente, viver para transformar o mundo em um lugar bom, aprazível, justo, próspero. Um lugar em que todos possam curtir, com plena felicidade, o supremo privilégio de existir, de ser uma animal da espécie humana, de possuir mente e consciência, de ter razão e sentimento. Isso é uma singularidade única que não pode ser desperdiçada. E isso não tem nada a ver com a existência de um pretenso Deus. Se a vida não está boa para alguém, que se lute para melhorá-la. Só essa luta já é compensadora. É preciso aproveitar ao máximo esse grande presente que se ganhou por ter nascido: a vida.

Você acredita na imortalidade? Isso o assusta?‎

Não há imortalidade. Isto é, não há sobrevivência da consciência à morte biológica do organismo. Isso porque a consciência e toda a mente são uma função orgânica do corpo. Isso é a verdade e não me assusta nem um pouco.

Professor, o sempre não tem fim mas tem um começo. Também sou ateu e esse é um dos vários motivos que me reforçam minhas convicções. Considero que a partir do surgimento da primeira matéria, seja lá qual for, o universo surgiu. A questão é: como ? Já parou pra tentar imaginar ? O que pensou ?‎

Também poderia não ter começo, mas teve. Não há impedimento fenomenológico para que pudesse não ter tido começo. Esse surgimento ainda é objeto de investigação, pois a teoria do Big Bang não cuida do surgimento do Universo e sim de sua expansão. O que se pensa é que ele já tenha surgido se expandindo. Mas esse evento, o do surgimento, sem ter do que provir, sem causa e sem propósito, é algo que ainda não se sabe como se deu. Talvez nunca se consiga saber. Todavia, pode-se descartar algumas hipóteses, como a de ter sido criado por alguma entidade extrínseca ao Universo. Acontece que o Universo é o conjunto de tudo. Logo nada está fora dele. Se há alguma entidade que provocou o surgimento do Universo, essa entidade pertence ao Universo e, portanto, o Universo já existia, consistindo nessa entidade, antes de se transformar no que é. Surge, pois, a questão de como surgiu essa entidade. Se ela sempre existiu, então o Universo sempre existiu. Mas não é preciso considerar que teve que haver um criador. O surgimento pode ter sido casual, como certamente o foi. E o fato de não ter do que provir não contraria nenhuma lei de conservação, pois essas leis só se aplicam ao que existe. Como não existia nada, não havia lei também. O que imagino é que não havia nada. Nem espaço vazio e nem passagem de tempo. De repente surge tudo, ocupando espaço e evoluindo no tempo. Pelo que se sabe o Universo é infinito. Então já surgiu infinito e expandindo. Só que, no surgimento, não havia matéria e nem radiação. Só campo. Logo após é que surgiu a matéria e a radiação. Mas não os átomos. Esses vieram depois. O que o campo produziu, por quantização, foram os quarks, os léptons e os bósons, tanto partículas quanto anti-partículas. De lá para cá é uma longa história.

Prof., como um biólogo deve proceder para poder lecionar FÍSICA e QUÍMICA?‎

Fazendo uma licenciatura curta. Mas não sei se há alguma instituição que ainda as ofereça. Se fizer a licenciatura plena em química pode lecionar física também. Mas a licenciatura plena em física não dá direito a lecionar química. Mas dá para lecionar matemática. A licenciatura em matemática também dá direito a lecionar física.

Prof, o que acha de um curso de licenciatura em física ou matemática a distância?‎

Um curso de física requer trabalho em laboratórios que não dá para se fazer à distância. Mas um de matemática poderia ser feito, se for levado a sério. A parte teórica do curso de física também pode. Mas a experimental não. Cursos a distância são válidos, desde que levados a sério e com exigência grande nas avaliações.

Professor essa ideia de que algo "sempre existiu" que citou em uma de suas respostas é um absurdo. Tudo que existe tem um começo, algumas coisas podem não ter fim, mas começo tudo tem. Penso que é mais plausível achar que o universo surgiu do nada do que Deus sair do nada e criar o universo.‎

Não é absurdo que algo tenha sempre existido. O próprio Universo poderia ser assim. Aliás, é a única coisa que poderia ser assim. Mas não é, não porque não pudesse ser, mas porque aconteceu de ter surgido, como mostram as observações. Mas esse surgimento não exige um ato de criação executado por alguma entidade extrínseca ao Universo, pré-existente. Tudo o que existe pertence ao Universo. Seu surgimento se deu por acaso e sem ter do que provir. A invenção do conceito de um criador é supérflua.

Mas deixar de criar animais para o consumo, não privaria de qualquer modo a vida das futuras gerações dos mesmos? Ou seja, é melhor o animal ter vivido e ser abatido, ou nunca ter nascido? Eu preferia a primeira opção, e você?

Não acho que seja preferível nascer para ser abatido não. Quem não nasceu não perde nada, mas quem nasceu para ser abatido perde a vida. Acho que os animais deveriam ser deixados livres na natureza, como animais selvagens. Gostaria que o consumo de carne gradativamente acabasse e que essa atividade econômica se extinguisse, que se castrassem pouco a pouco os remanescentes até que a sobra pequena fosse solta na natureza para viver selvagemente.

Mas deixar de criar animais para o consumo, não privaria de qualquer modo a vida das futuras gerações dos mesmos? Ou seja, é melhor o animal ter vivido e ser abatido, ou nunca ter nascido? Eu preferia a primeira opção, e você?

Não acho que seja preferível nascer para ser abatido não. Quem não nasceu não perde nada, mas quem nasceu para ser abatido perde a vida. Acho que os animais deveriam ser deixados livres na natureza, como animais selvagens. Gostaria que o consumo de carne gradativamente acabasse e que essa atividade econômica se extinguisse, que se castrassem pouco a pouco os remanescentes até que a sobra pequena fosse solta na natureza para viver selvagemente.

Professor, ao ler seu extenso currículo fiquei com uma dúvida: por que o senhor não optou pelo doutorado em nenhuma das áreas que leciona?‎

Porque quando ia fazer o doutorado e já tinha até sido aceito na USP de São Carlos, fui convidado pelo Reitor para ser Pró-Reitor de Graduação (à época cargo denominado Presidente do Conselho de Graduação) e achei que isso seria uma contribuição melhor a dar ao bem da educação do que fazer o doutorado. Depois perdi o meu lugar na fila de saída para doutorado e, então fui eleito Chefe do Departamento de Física e, mais tarde, convidado para ser Chefe de Gabinete do Reitor. Então desisti de fazer o doutorado.

http://www.youtube.com/watch?v=dDm5XGFJ9qA&feature=youtube_gdata_player eu acho que é treta. E o senhor professor, que acha?‎

Trata-se de uma falácia. Não é verdade que o ajuste fino das intensidades das interações que possibilita a existência do Universo seja algo que preceda o surgimento do Universo. Acontece, simplesmente, que o surgimento do Universo só se deu, do modo como ele é, porque, coincidentemente, aconteceu das intensidades das interações se relacionarem nos valores que acontecem. Não fora assim, o Universo não seria como é ou nem teria surgido. Por outro lado, não há como haver algo que precedesse o Universo, pois isso significaria que haveria um tempo anterior ao Universo e o tempo teve seu surgimento com o surgimento do Universo. Mais ainda, as leis da natureza não poderiam existir antes que o Universo existisse, pois elas não são prescritivas e sim descritivas, isto é, elas mostram como a natureza se comporta e não como se deve comportar. Então elas só existem uma vez que exista algo para se comportar de alguma forma. Antes de surgir o Universo não havia nada. Logo não haviam leis naturais.

"E não seria anti-ético matar um animal para comer se não houvesse alternativa, isto é, se fossemos estritamente carnívoros." É anti-ético matar um outro humano se não houvesse alternativa, isto é, se fossemos estritamente carnívoros?

Não. No caso de outra pessoa humana, mesmo que fossemos estritamente carnívoros, não seria ético matar para comer. Seria ético comer outro ser humano, já morto, se não se tivesse outra fonte de alimento para sobreviver. Mas não matar para comer. Nesse caso o ético seria morrer de fome. A situação não é equivalente, de modo nenhum.

Me explica isso quando puder? https://www.youtube.com/watch?v=98QoBf8Z_ms‎

Entendo que sejam quatro galáxias a distâncias muito diferentes que, por coincidências, se apresentam bem próximas em suas linhas de visão, de modo que aparentam constituir um único sistema ligado, mas que, de fato, são completamente independentes. As velocidades de recessão apresentadas, a partir de seus desvios espectrais, representam, pela lei de Hubble, distâncias inteiramente diferentes. Não acho que seja o caso de considerar a hipótese de que os desvios espectrais não se relacionem com a distância, porque isso já foi verificado com inúmeras outras galáxias para as quais os desvios espectrais e as distâncias foram medidos independentemente, estas últimas em função do brilho das supernovas nelas identificadas.

http://ask.fm/wolfedler/answer/116133431325 Plantas são seres mortos (sarcasmo) ?

Uma planta viva é claro que não é um ser morto. Para se comê-la é preciso matá-la. Mas isso não é anti-ético, pois a planta não é senciente. Todavia também não é ético destruir alguma planta sem haver necessidade, em respeito à vida como um todo. E não seria anti-ético matar um animal para comer se não houvesse alternativa, isto é, se fossemos estritamente carnívoros.

Recebi uma pergunta sobre justiça, e lembrei-me de um caso jurídico, gostaria de saber sua opinião sobre.‎

O caso foi assim: uma promotora forjou uma prova para que um serial killer pudesse ter pena de morte, pois a prova concreta verdadeira havia sido destruída. Ela agiu certo?
Claro que não. Mesmo que o serial killer pudesse ser considerado merecedor da pena de morte (o que discordo), não é correto forjar uma prova mentirosa. A justiça não pode se valer de meios fraudulentos em hipótese nenhuma. Jamais os fins justificam os meios. Sem exceção.

Você pratica os cinco preceitos da moral Budista? Não matar. Não rou­bar. Não men­tir. Não ter má con­du­ta ­sexual. Não se entorpecer com álcool ou drogas.‎

Acho que sim, mas não sei o que está se querendo dizer com "má conduta sexual".

http://ask.fm/wolfedler/answer/116136063517 imagem: https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/t1.0-9/p75x225/10915_1525692070996254_1358378273861697202_n.jpg ...mesma massa, mesmas condições, mesma força, mesmo sentido, mesma direção. qual chega primeiro? e qual o nome desse "fenomeno"?‎

Se os comprimentos das trajetórias forem iguais, bem como as velocidades iniciais, não havendo atrito, a bola que passa pela depressão chegará ao ponto final em menos tempo, porque ao passar pela depressão ela aumenta a velocidade por um tempo. Mesmo que volte à velocidade inicial, ao sair da depressão, enquanto esteve lá foi mais rápida e, com isso, percorreu aquele trecho da trajetória em menos tempo. Não sei de nenhum nome especial para isso.

http://ask.fm/wolfedler/answer/116132757789 então tudo bem se anestesiar antes?‎

Não. Por isso é que ética não é simples. A questão é que matar priva o animal de gozar de sua vida, que é um bem para ele. Mesmo que ele não sofra com a morte, matá-lo é lhe causar um prejuízo. Por outro lado, há, também, o princípio ético de que não se deva fazer a outrem o que não se deseja que se faça a si. Como não gostaríamos de ser mortos para servir de alimento, não devemos matar para nos alimentar.

http://ask.fm/wolfedler/answer/116130363677 E se a morte fosse de tal forma que não pudesse ser sentida ou sofrida? Deixa de ser antiético?‎

Algo é antiético quando provoca dor, prejuízo, tristeza, decepção, sofrimento ou algo de ruim. Se não provocar, não é antiético. A ética, contudo, só se aplica a ações produzidas por seres conscientes, informados e livres.

Delta de matemática ∆ que e esse simbolo‎

Sim, mas isso pode significar muitas coisas em matemática. Suponho que você esteja se referindo ao discriminante de uma equação do segundo grau, que vale b² - 4ac, para uma equação do tipo ax² + bx + c = 0. Se a, b e c forem números reais ou complexos, ∆ será um número real ou complexo. No caso de coeficientes reais, se ∆ for positivo a equação admitirá duas raízes reais, se ∆ for nulo, ela admitirá uma única raiz real (de multiplicidade dois) e se ∆ for negativo, ela admitira duas raízes complexas conjugadas. Veja isto:
http://www.somatematica.com.br/fundam/equacoes2/equacoes2.php
http://www.somatematica.com.br/emedio/funcao2/funcao2.php
http://www.paratodosesobretudo.com.br/2011/02/resolva-equacoes-de-2-grau-com-raizes.html

Se não é ético comer animais, por que comer vegetais seria? Pois são seres vivos que não conseguem nem se defender

Porque vegetais não são sencientes e, portanto, não sentem, não sofrem com a morte.

Essa conversa de "ser dado pra quem está ganhando" é porque você beneficia matematicamente o candidato com maior %, não?‎

Se eu deixo de votar eu diminuo o denominador da fração de votos de todos os candidatos. Mas eu só diminuo o numerador da fração de votos de um deles. Para este eu estou diminuindo o resultado da fração. Para os outros eu estou aumentando o resultado da fração. O que eu vou diminuir é aquele em quem eu votaria, caso votasse. Se eu fosse votar no mais votado, estaria diminuindo a sua fração ao não votar e aumentando a dos outros. Se fosse votar em algum menos votado, estaria diminuindo a desse ao não votar e aumentando a dos outros, inclusive a do mais votado. Isso significa que eu só estaria prejudicando, ao não votar, o candidato que eu votaria, se votasse. Em compensação beneficiaria os outros. Se eu deixasse de votar no Aécio eu o prejudicaria e beneficiaria os demais, inclusiva a Dilma. Se eu deixasse de votar na Dilma, eu a prejudicaria, e beneficiaria os demais, inclusive o Aécio. Para prejudicar tanto a Dilma quanto o Aécio eu teria que votar em um terceiro qualquer.

Professor, você acha que vale a pena chegar ao nível de PhD em Engenharia quando não se tem interesse em ensinar?‎

O doutorado em qualquer área não se presta apenas para quem for ensinar. Ele é principalmente voltado para que for se dedicar a pesquisa, desenvolvimento e invenção. Um engenheiro faz um doutorado para se capacitar a ser um criador de soluções inovadoras em engenharia. Para ser um inventor. Uma pessoa que vai criar novos processos, novas metodologias, novas soluções em estruturas e em funcionamento de dispositivos. O doutorado faculta ao engenheiro atuar exatamente como se concebe que deva ser um engenheiro: alguém que "engenha", isto é, que cria novas soluções, novos produtos, algo que ainda não existe.

Ernesto, um professor meu disse que se dois corpos viajassem paralelamente na velocidade da luz, a velocidade relativa deles seria "c", e não zero. E se viajassem em sentidos opostos, continuaria sendo "c". Sempre achei a suposição absurda, já que corpos maciços não podem viajar assim... (Continua)‎ Hadeana Porém, eu gostaria de saber o que explica esses valores, caso o que ele disse esteja correto. Não encontrei nenhum texto simplificado sobre esse assunto, mas vi que existe uma outra fórmula para velocidades relativas relativísticas. É daí que surge a explicação?

Tal situação é irrealizável, já que é impossível se acelerar uma massa até que atinja a velocidade da luz. Todavia, se se pudesse, de fato, a velocidade relativa continuaria sendo a velocidade da luz. Isso decorre de que a velocidade de qualquer coisa que se movesse com a velocidade da luz, em relação a qualquer referencial, é sempre a mesma. Essa propriedade é um comportamento da natureza que não se explica a partir de nada mais primitivo do que ele, mas pode ser deduzido de um princípio que é o da invariância do intervalo de espaço-tempo medido em qualquer referencial. O intervalo de espaço-tempo é a quantidade s=∫√(c²dt²-dl²). Dessa invariância se deduz a expressão da transformação relativística de velocidades:
u' = (u - v)/(1 - uv/c²), em que u e u' são as velocidades de algo nos referenciais O e O', que se move com velocidade v em relação a O. Se u = c e v = 0, tem-se u' = c. Se u = c e v = -c, tem-se u' = c também (faça as contas). A dedução pode ser achada em: http://www.ufjf.br/fisica/files/2010/04/TextoRelatividadeFisica-IV.doc

A teoria dos chakras tem fundamento cientifico?‎

Não. É uma elucubração sem nenhuma base.

Por que não é ético comer carne?‎

Porque para comer a carne há que se matar o animal. E matar um ser senciente não é ético, a não ser em legítima defesa. Como, em geral, os animais que se mata para comer não estão nos agredindo. essa exceção não se aplica. Só se aceitaria matar para comer se não houver alternativa, como se dá com os esquimós no inverno ártico. Ou se não se pudesse obter todos os nutrientes sem ter que matar algum animal.

migs se uma pessoa ta pelada ela pode levar um tiro a queima roupa ?‎

Não. Pode levar um tiro a queima pele.

Existe uma lei moral? Existem absolutos morais? Se a moral é apenas um construto humano ela não é apenas uma questão de opinião?‎

A moral é uma lei sim, no sentido de que é uma norma prescrita para ser obedecida por algum grupo social. Mas não é absoluta, no sentido de que pode variar com a época, o lugar e o estrato social a que se refere. Todavia não é individualizada, ou seja, não há moral particular. É sempre coletiva. Portanto não é uma questão de opinião mas de um consenso de opiniões, pelo menos do grupo detentor do poder que submete a coletividade a suas determinações. A moral, assim, configura-se na expressão da vontade do poder sobre o comportamento da população. A ética, por outro lado, é uma disciplina filosófica que busca estabelecer os critérios que devem nortear a moral em suas prescrições. Assim não é contextualizada em relação à época, lugar e estrato social, mas pretende ser absoluta. Enquanto a moral determina o que seja permitido, proibido ou prescrito, a ética estabelece o que seja certo ou errado, bom ou mau. E isso não é relativo.

você estuda ética por décadas e décadas e só uns dias atrás comer carne se tornou anti ético?‎

Sim: À medida que se vai vivendo e pensando, vai-se concluindo e mudando-se o modo de pensar. Quem não muda ao longo da vida é um imbecil. Inclusive minhas atuais convicções não serão as que terei definitivamente ao longo da vida. Vida é mudança. O que digo hoje é o que acho hoje. Não o que acharei para sempre. Sempre, nunca, tudo e nada são palavras que não se deve dizer.

Do que são feitos os seus olhos?‎

Carbono, oxigênio, nitrogênio, hidrogênio

Ernesto a raiz quadrada ela e difícil mesmo‎

Não. É só um número que multiplicado por si mesmo dá como valor o radicando. Existe um algoritmo muito interessante para se obter um valor aproximado da raiz quadrada de qualquer número racional decimal.
http://matematicaonline.pt/investigando/index_htm_files/algoritmo_raiz_quadrada.pdf
http://mathtips.spaceblog.com.br/1892625/Algoritmo-para-extracao-da-raiz-quadrada/
http://www.da-educa.com/2010/11/plantao-de-duvidas-on-line-orientacoes_25.html

O professor acredita na energia Orgone, proposta pelo professor Wilhelm Reich?‎

Não. É uma bobagem sem nenhum fundamento.

Pergunta clichê: Os fins justificam os meio ou vice-versa?‎

Nem um nem outro. Para se obter fins nobres e beneméritos não se pode valer de meios escusos, de modo nenhum. Por outro lado, dizer que meios possam justificar os fins é algo inteiramente sem cabimento. Ninguém, em gozo de sanidade mental, poderá dizer que objetiva algo de ruim como pretexto para fazer algo de bom a fim de consegui-lo.

"Aécio não quer "diminuir o estado". Não viu ele dizendo que a Petrobras deve ser reestatizada? Não viu ele dizendo que as grandes fortunas devem ser tributadas? Não viu ele apoiando o bolsa-família? Não viu ele defendendo "direitos trabalhistas"?" você disse que ele era neoliberal '-'‎

Sabendo a turma de políticos e empresários que o apoiam só posso concluir que ele está mentindo. Absolutamente não confio nessa turma do PSDB, que de "social-democrata" só tem o nome. São direitistas empedernidos.

Professor, o senhor acha que seguir a carreira acadêmica é deveras exaustivo? Aconselharia pessoas a segui-la, dado que se interessam muito por estudar e possuem certo talento para a área?‎

Só será exaustiva se a pessoa não for fascinada pela área a que se dedica. Quem, realmente, é fissurado no assunto, não achará exaustivo o estudo e a pesquisa que fizer,mesmo que isso lhe consuma, às vezes, até 16 horas por dia e os sábados e domingos. Aconselho a todo mundo que tem aquela curiosidade inesgotável e aquela sede insaciável por conhecimento que siga, mesmo, a carreira acadêmica, pois é a melhor para satisfazer esses anseios. Só não pode querer ficar rica. Mas, geralmente, quem tem esse gosto e curte o supremo prazer de fruir conhecimento, nem se importa com dinheiro.

Ernesto, teorias da conspiração, como os atentados de 11/09/01 terem sido obra dos americanos, a existência dos Illuminati, o homem nunca ter ido a lua e, a mais recente que ouvi, o avião de Eduardo Campos ter sido sabotado para o benefício da candidata Dilma. Todas são asneiras? Todas infundadas?‎

Não sei se todas são, pois não tenho informação completa a respeito. Mas posso ver que a grande maioria, sem dúvida, é completamente infundada mesmo.

"Quando você gosta de uma pessoa, você suporta tudo." - Será? O que você não suportaria? Por quê?‎

Nem tudo. Eu não suportaria que a pessoa que amo fosse alguém do mal, que fizesse maldades, desonestidades. Então eu deixaria de lhe amar, pois o amor se fundamenta na admiração e não há como eu admirar uma pessoa do mal.

"Carrego o peso da lua." Que peso você carrega?‎

Da responsabilidade de consertar o mundo.

"E ela dizia rindo: não sei amar com metade do coração". E você, já se perguntou qual o tamanho do seu amor? Não? Qual o tamanho dele?

Todo amor só pode ser total. Assim é que eu amo. Mas isso não significa que o amor seja exclusivista. Ele pode ser múltiplo e também total para cada ser amado. E mais: absolutamente não pode ser possessivo. Quem ama quer o seu amor livre. Inclusive para amar a outrem.

O sr é um Social-Democrata?‎

Sou um anarco-comunista. Mas como isso é algo ainda fora de cogitação, por enquanto sou social-democrata. Sou de esquerda, mas não sou socialista estatizante. Nem aceito a ditadura do proletariado. Em suma, não sou marxista.

O que acha de Leonard Susskind?‎

Um grande físico. Mas discordo de algumas idéias dele. A começar pela teoria das cordas. Posso estar enganado, mas, para mim, não emplaca. Outra é o Princípio Antrópico. Em sua disputa com Smolin fico do lado deste. Mas também tenho algumas críticas a Smolin.

Olá Professor, encontrei seu ask alguns dias atras e já me considero seu novo aluno(rs). Gostei dos temas que sao abordado aqui. Estou vendo de uma forma diferente sobre diversos assuntos. Mas Professor, tenho muito anseio de expandir meu vocabulario. O senhor poderia me falar qual a melhor maneir‎

Leia muito e escreva também. Escrevendo você vai ter que revisar e achar as palavras adequadas. Ao ler, não se atenha a textos elementares. Busque literatura de qualidade e livros de divulgação científica mais avançados. E não deixe passar nenhuma palavra que não conhece sem procurar o seu significado no dicionário.

O que acha dos Beatles, professor?‎

Gosto muito. Já ouvi tudo deles. Tenho todos os álbuns em um CD-ROM. Ouço amiúde.

Professor, que tipo de falácias lógicas a afirmação abaixo comete? "Pessoas com alto QI tem dificuldades pra dormir cedo e preferem acordar mais tarde pela manhã."‎ E=mc²

Não há nenhum problema lógico com essa frase, pois ela não é um raciocínio. Ela é uma afirmativa que requer uma verificação fática para comprovar ou não se é evidente. Não há nada a validar logicamente. Pode ser verdadeira ou falsa, dependendo de uma pesquisa de fatos. O que ela afirma não é lógico nem ilógico. Não possui valorização lógica.

Como saber se algo é ético? Vi que você meio que usa uma máxima "não devemos fazer com o outro o que não queremos que façam conosco". Penso que ética seja algo muito complexo e que acho difícil reduzir isso numa frase. Por que essa frase me indica o que é ético ou não?

Esse é um dos critérios que se tem que basear para verificar a eticidade das ações. Leia o que já escrevi que você verá que há, pelo menos, dois outros. Além disso, cada caso tem que ser analisado em suas circunstâncias. Ética é complexa mesmo. Mas os três critérios fornecem um bom ponto de partida. Note que ética é algo distinto de moral. isso também eu discuto bem. Digite no Google:
inurl:wolfedler ética .

Professor, faço engenharia mecânica e encontro algum em comum na maioria das grades de engenharia, física 4 não é obrigatório, pode me explicar a importância dessa disciplina na engenharia? Além disso, quais são as dicas para conseguir continuar os estudos no exterior ( mestrado, doutorado, phd)?‎

Isso é um grande equívoco. A Física IV estuda ondas eletromagnéticas, ótica física, eletrônica, relatividade, física quântica, física nuclear, física de partículas, cosmologia e coisas assim. A maior parte dos ramos de engenharia não se vale desses assuntos, mas um engenheiro tem que saber como a natureza funciona, pois ele é um profissional que aplica as leis da natureza em seus projetos. Da mesma forma que um químico e um biólogo. Deixar de ver esses assuntos comprometerá a cultura geral científica do engenheiro, que, assim, terá menos condições de ser um "inventor", que é o objetivo da formação de um engenheiro. Se for para fazer só o que os outros inventaram não é preciso ser engenheiro. Basta ser um técnico. Para estudar no exterior é preciso se ter um bom histórico e saber o idioma do país em que pretende estudar. Então é só se candidatar. Alguns cursos são pagos e outros têm bolsas. Tem que ver cada caso. PhD é a mesma coisa que doutorado.

O senhor acha que a morte de Eduardo Campos, pode ter sido um atentado planejado pelo PT?‎

Não. Isso é uma suposição inteiramente insana.

Dilma ainda é uma opção melhor que Aécio, não concorda ? Mantém uma boa política externa, controla a economia e faz mais pelos pobres.‎

Não acho não. Além de não acabar com a bandalheira e governar fisiologicamente, loteando cargos com os políticos.

http://ask.fm/wolfedler/answer/116029189149 você foi muito superficial‎

Você gostaria de saber a razão do meu desejo. Quando eu acreditava em Deus e no céu, era doido para morrer logo, pois assim eu poderiam manter eternas conversas com Deus e ficar sabendo de tudo a respeito de tudo. Meu desejo de ser eterno é para ter um conhecimento ilimitado. Essa é a minha paixão: o conhecimento. Sem me preocupar, em absoluto, com a sua utilidade. Não me interesso em saber para que serve o conhecimento, mas adoro saber tudo a respeito de tudo.

Professor. Um bêbado disse: " Se ontem fosse amanhã, hoje seria sexta.." que dia da semana ele disse isso ? Por quê ? Obrigado!

Quarta feira, pois ele deslocou o calendário de dois dias para frente.

Você está uma tempestade dirigindo a sua ferrari e encontra em um ponto de ônibus: Uma velhinha à beira da morte, um médico que salvou a tua vida há anos e o grande amor de sua vida. Você só pode levar uma pessoa. Quem levaria e por quê?‎

A velhinha à beira da morte, é claro. O médico e o meu amor poderiam se safar da tempestade, mas a velhinha poderia morrer. Levando-a eu poderia salvar sua vida.

Eu não acredito em Deus, mas queria ouvir tua opinião a respeito da frase "o mal é a ausência de Deus". O que tu achas?

Não é verdade. Mal é algo que cause dor, sofrimento, tristeza, prejuízo, mal estar, infelicidade ou o que seja ruim. Não tem nada a ver com Deus ou sua falta. Nem precisa ser algo feito por algum ser possuidor de consciência. Pode ser uma ação irracional da natureza. Pessoas que consideram que tudo que acontece seja obra de Deus, hão de aceitar o fato de que ilo seria mau, pois provocaria eventos naturais que fazem disso tudo.

em uma escala de 0 a 10, qual sua cor preferida no alfabeto?

Prefiro uma cor doce e de textura aveludada, com formas arredondadas, não muito barulhenta, correspondente à letra 7, de número "E".

Todos que estão lá tem doutorado ?‎

Os cientistas sim. Mas também há técnicos.

Você que já estudou muito é formado nessas áreas. Tem muito conhecimetos, conseguiria entrar na Nasa? Para trabalhar lá.

Tenho um ex-orientado do Curso de Física que fez doutorado em monitoramento atmosférico por satélite e foi contratado pela NOAA. Se você fizer um doutorado em uma área que a NASA tenha interesse e for um aluno de destaque a chance de ser contratado é grande. Mas tem que fazer o doutorado em uma das universidades famosas dos Estados Unidos, da Inglaterra, da Alemanha, da França.

Olá professor, como está? Estudo na Unicamp e começo, nesse semestre, a fazer minha IC (Iniciação Cientifica) área da ética. O meu tema, ainda não definido, é "Relação entre ética e discurso religioso em Spinoza". Gostaria, se não for incomodo, pedir a participação do senhor na "prévia" do trabalho.

Adoro Ética, mas detesto estudar particularmente algum filósofo. Não me interesso em saber quem foi que disse isso ou aquilo. O que quero saber é o que está sendo dito, não importa por quem seja. E então refletir sobre aquilo, inclusive reunindo opiniões de várias origens. Essa é a minha visão de fazer filosofia. Não se tornando um entendido nos filósofos, mas se tornando um filósofo. Todavia essa não é a concepção que as universidades adotam. Posso dar minha opinião sobre seu trabalho no que concerne ao meu pensamento a respeito do que está sendo dito. Mas não posso dizer se está de acordo com Spinoza ou não, pois não me debruço sobre nenhum filósofo em particular para estudar a sua contribuição. Acho isso irrelevante. O importante não é quem diz mas o que se diz. Jamais me preocupei em fazer citações. Sempre estudo tudo o que acho sobre um tema, a partir do máximo de autores que consigo coletar, assimilo tudo e, depois, comparo, raciocino, contesto e concluo, emitindo o meu parecer. Mas não sei quem disse isso ou aquilo.

Caro Ernesto, é verdade que tudo que vemos a olho nu no céu, mesmo nas noites mais límpidas, é apenas a Via Láctea?‎

Há três galáxias externas à Via Láctea que são visíveis a olho nu: As duas Nuvens de Magalhães e Andrômeda, mas esta é só vista no Hemisfério Norte. Veja essas fotos delas sem telescópio:
http://cienciasetecnologia.com/wp-content/uploads/2013/11/grande-nuvem-de-magalhaes-ceu-noturno.jpg
http://astropt.org/blog/wp-content/uploads/2012/10/espd-25.jpg
http://joaovieira.zenfolio.com/img/s4/v64/p1897682358-3.jpg
http://en.es-static.us/upl/2012/08/Andromeda_galaxy_Ted_Van_August_2012.jpeg
http://www.free-picture.net/cache/space/andromeda-galaxy-tree_w520.jpg
Fora essas três, só são visíveis as estrelas de nossa própria galáxia. Inclusive as que se podem ver isoladamente estão num entorno de cerca de 100 anos-luz de nós. Elas perfazem um total de cerca de 8500 estrelas. Como a Via-Láctea tem cerca de 150 mil anos-luz de diâmetro, isto é um entorno de menos de 1% do tamanho dela. O que se vê do resto da Via-Láctea é uma fumaça esbranquiçada de estrelas indistinguíveis individualmente:
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c6/Milky_Way_Night_Sky_Black_Rock_Desert_Nevada.jpg
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/43/ESO-VLT-Laser-phot-33a-07.jpg
Vejo isto:
http://www.observatorio.ufmg.br/dicas06.htm
http://mundoestranho.abril.com.br/materia/quantas-estrelas-no-ceu-da-pra-ver-a-noite

Professor, o que você acha do livro "Desvendando o arco-íris" de Richard Dawkins? Recomenda?‎

Foi o primeiro livro de Dawkins que li, anos atrás. Fantástico. Ainda considero o melhor dos livros dele. Recomendo fortemente.

concordo nesse aspecto. mas o problema é que a época que eu sofri era na sexta série, 12 anos... como criança na época eu não tinha noção de leis e do poder delas...‎

Os pais têm que ensinar às crianças a contar o que acontece e eles, pais, tomarem essas providências.