sexta-feira, 16 de março de 2018

http://ask.fm/wolfedler/answers/139998076189 Me desculpe, eu me confundi. Na verdade o que foi perguntado a ele, era se ele acreditava que o universo surgiu do big ben

O Big Bang não é o surgimento do Universo e sim o início de sua expansão. O surgimento deve ter-se dado imediatamente antes. Mas ainda não há uma proposta de teoria para explicar esse surgimento. O que se sabe é que o conteúdo que começou a se expandir no Big Bang era um campo puro e indiferenciado. Esse conteúdo deve ter surgido, bem como o espaço que o contém, sem provir de nada (como, aliás, também consideram os criacionistas), sem causa, sem agente e sem propósito. O súbito inchamento do espaço que começou então, também foi um evento incausado e não um efeito. A partir daí a evolução cósmica levou à formação de quarks, glúons, elétrons, fótons, depois átomos, muito depois galáxias, estrelas e planetas e, muito depois, vida. Tudo possibilitado por várias coincidências, mas de modo fortuito. É interessante saber a interferência dos buracos negros em todo esse processo. Para tal veja o livro:

Prof, você toma algum cuidado especial com seus livros ? Você costuma riscá-los ou faz anotações à parte ? Outra coisa: nos meus livros que tem a folha meio amarelada, sempre aparecem umas manchas ? o que faz isso ?

Faço anotações no próprio livro, pois, depois, se fizer em outro lugar, acabam se perdendo. O amarelamento e as manchas são resultantes da reação do papel com a umidade do ar, que penetra nas folhas, bem como com o próprio oxigênio. Também pode ser por ação de fungos.

http://ask.fm/wolfedler/answer/139998050845 Professor, ambas as assertivas são improváveis. De que existem e de que não existem. Não é possível provar nenhuma das duas, por ausência de evidência. Não sendo possível a prova por ausência de evidência, afirmar que existe ou que não existe é crença.

Absolutamente não! Não se crê na inexistência de algo. Crê-se na existência, caso ela não seja patente, situação em que não se trata de uma crença e sim de uma constatação. Se ela não possuir evidência e nem, sem evidência, lograr ser demonstrada por alguma prova indireta, então não se pode considerar que exista, exceto por uma crença, que é gratuita. Considerar que não exista não é crença. É a consideração normal, neutra. A descrença não é uma crença. Não é preciso provar que algo não exista para considerar que não existe se não há evidências e nem comprovações de que exista. O que se tem é que provar que existe, apesar de não ser evidente, caso exista. E, em relação a deuses, sua existência não é evidente e não há comprovações indiretas válidas dessa pretensa existência. Portanto o ateísmo, isto é, a consideração (e não a crença) de que não existem é a opção normal a ser tomada. Exceto se a pessoa, em razão de uma crença sem fundamento e nem indícios, que é o que é chamado de "fé", admitir essa existência. Mas a fé é algo inteiramente despropositado. Ela não garante a existência de nada, pois existe "fés" em diferentes assertivas e considerações a respeito das divindades, e como a verdade tem que ser única, por definição, não podem ser todas simultaneamente distintas e verdadeiras. Mesmo que as pessoas possuam fé sincera nelas. O mais provável é que nenhuma o seja. De qualquer modo, se alguma o for, o critério de escolha tem que ser extrínseco às fés. Isto é, tem que ser uma comprovação fática. Isso não existe para nenhuma crença religiosa.

o ser perguntado se acreditava na teoria que o homem veio do macaco, Francis Crick disse: "Afirmar tolices como essas é o mesmo que um furacão atingindo um ferro-velho seja capaz de milagrosamente montar um avião do tipo Jumbo!" O que acha dessa declaração?

Tola, pois revela um completo desconhecimento do processo evolutivo. Para começar o homem não "veio" do macaco. O homem "é" um macaco. E os macacos (primatas) surgiram a partir das espécies que os precederam, desde o primeiro ser vivo do planeta, por uma evolução gradativa, passo a passo, por meio das mutações e seleções, ao longo de centenas de milhões de anos. Não se pegou um monte de átomos dispersos e se juntou nos lugares certos para se fazer um ser humano. Cada ser vivo, exceto o primeiro, é filho de um pai de sua espécie. Mas as modificações gradativas acumuladas, ao longo de vários milhares de gerações, fazem com que aquele ancestral de milhões de anos atrás possa não ser da mesma espécie que seu descendente atual.

"Eu pensei muito bem sobre o que eu deveria dizer e quando eu ia falar, saiu dessa maneira." As palavras por vezes saem ''tortas'' de ti? (Mesmo sem intenção de tal).

Em geral não. Por dois motivos. Primeiro porque eu já tenho um bom traquejo linguístico e um excelente vocabulário. Segundo porque penso o que vou dizer. Não que eu fique inventando o que dizer. Eu sempre digo a verdade sem vacilar. Mas eu penso como construir a frase que farei uso para dizer. Isso se adquire, em primeiro lugar com o estudo da língua e sua prática e em segundo lugar com a maturidade mesmo.

Como funcionaria a filosofia científica com visões pessimistas ou otimistas da vida? Ou isto é demasiado subjetivo para se ter um consenso? Sou inclinado ao pessimismo, até porque temos viés psicológicos otimistas como mecanismos de defesa, o que faz todo sentido sob um prisma evolutivo.

Isso não é uma questão filosófica e sim psicológica. E psicologia é uma ciência, o que a filosofia não é, mesmo que adote uma metodologia científica. No caso a psicologia estudaria o que faz com que alguém tenha uma visão pessimista ou otimista da vida. A filosofia é neutra em relação a isso.

http://ask.fm/wolfedler/answer/139997572637 Pelo contrário. É preciso pressupor que todas essas coisas (cosmogonia, existência de seres imateriais, divindades, etc) são falsas. (cont.)

Mas acontece que supor que elas existam é que é uma crença, pois crença é a consideração de que algo seja verdade sem que isso seja patente por evidência ou prova. Se tal não ocorre, supor que não seja verdade que existam tais entidades não é crença nenhuma. É descrença. Isso vale, também, não só para entidades, mas para ideias, conceitos, concepções e tudo o mais. Se algo disso não for patentemente verdadeiro, considerar que o seja é uma crença. Considerar que não seja é uma descrença. Agora, se algo for patentemente verdadeiro, considerar que não seja é que é uma crença. Como considerar que a Terra não seja esférica.

o universo tambem é um sistema?

Sim, o sistema total. Sistema é um subconjunto do Universo. Todo conjunto é subconjunto de si mesmo.

Uma curiosidade: Você serviu o exército?

Não. Fui dispensado por ter genuvalgo. Ainda bem, pois eu seria um recruta muito rebelde, já que não faço nada que me mandem sem que eu concorde com aquilo. Nem meu pai nem minha mãe nunca me mandaram. Eles sempre me pediam, me convencendo, como eu sempre fiz com meus filhos. Sou contra a obediência.

Prof, você gosta de ler dois livros ao mesmo tempo ? Se sim, escolhe livro de temas próximos ou completamente diferentes ? Acho que já respondeu outra vez, mas não achei. Desculpe por fazer a mesma pergunta de alguém.

Costumo ler até quatro livros em paralelo. Geralmente um de divulgação científica (em geral sobre cosmologia ou física de partículas), um de literatura, um de filosofia e um de evolução ou neurociências. Levo um mês para ler os quatro, o que dá uma média de um por semana. Gosto de variar. Às vezes também leio outros assuntos, como filosofia política, como estou lendo um agora, do Berkman, sobre anarquismo. Meu ritmo é de umas cinquenta páginas por dia, em que consumo uns noventa minutos.

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2016/12/justica-da-alemanha-processa-idosa-que-destroi-mensagens-de-odio.html O que pensa sobre?

Acho que ela está certa. Eu faria o mesmo.

Devo chamar meu pai de "senhor", assim como ele inquere toda vez? Isso me irrita. Como faço para ele mudar de ideia?

Se ele faz questão, não acho que seja ruim concordar com ele, para não haver atrito entre vocês. A amizade de um pai é mais valiosa do que a teimosia em não querer chamar ninguém de senhor. No meu caso, meu pai é que me ensinou a chamá-lo de você, bem com a todo mundo.

Professor, acredita em lugares exatamente como o nosso planeta, só que em outras dimensões? Duas, três Terras... Obviamente, com nomes e costumes diferentes. Falando, cientificamente, sem o lado sobrenatural. Já comprovado por mim ^^

Isso não é uma crença. É um palpite. Eu acho que não existe.

Qual a matemática necessária para entender o livro "Eletrodinâmica Quântica - Bassalo" ?

Cálculo Diferencial e Integral. Equações Diferenciais Parciais. Números Complexos. Álgebra Linear sobre números complexos. Operadores Lineares complexos. Cálculo Variacional. Cálculo Vetorial e Tensorial. Além de toda a matemática do Ensino Médio. Isso não é estudado no Bacharelado em Física. Só no mestrado e doutorado em Física Teórica. Além dessa matemática, o estudante tem que saber a Eletrodinâmica Clássica (chamada de Eletromagnetismo), a Mecânica Quântica não relativística de partículas e átomos e a Relatividade Restrita.

Mas eu disse antes do Big Bang, pois certamente não havia passagem de tempo, existia o campo não quantizado(vácuo)? E não após quando sugiram campos fermiônicos...

Você perguntou se o Universo SEMPRE teria existido antes do Big Bang, tendo como conteúdo um campo não quantizado. Eu respondi que isso poderia ser o caso, mas não sempre, pois o conceito de sempre não existe quando não se passa tempo. Todavia, considero que esse conteúdo surgiu junto com o Big Bang, mesmo que Big Bang não signifique surgimento do Universo. Então, antes, não havia nada. Conteúdo algum. Nem espaço, nem tempo. Mas não era "o nada", pois "o nada" seria alguma coisa. Não haveria nada, sem o "o". "Nada" e "O nada" são conceitos diferentes. O primeiro é um pronome indefinido para indicar a situação em que não há a presença de coisa alguma e o segundo significaria (no condicional, pois "o nada" não existe) uma entidade constituída de coisa nenhuma. Isso é uma contradição. Nada, filosoficamente, não pode ser um substantivo, mesmo que a gramatica o admita.

Professor, o processo de fusão e de fissão podem ser considerados processos inversos? Ao meu ver a terminologia não procede. Embora em um haja a junção e em outro a união de núcleos, como um todo os processos não são inversos , até mesmo pq ambos convertem massa em energia, poderia discorrer?

Sim, são inversos no sentido em que a fissão transforma um núcleo grande em dois ou mais menores e a fusão transforma dois ou mais núcleos menores em um maior. Em ambos os casos há liberação de energia, se a fusão se dá entre núcleos de massa menor do que a do Ferro e se a fissão se dá entre núcleos maiores que o do Ferro. Caso contrário, tanto a fissão quanto a fusão requerem um suprimento de energia para acontecer.

http://ask.fm/wolfedler/answer/139997462557 Não compreendi. Como um sistema de valores com tantos pressupostos não seria um tipo de crença?

O ateísmo não possui valores. Só considera que não existam deuses. Não tem uma ética, não tem figuras exemplares, não tem uma cosmologia, não tem ideologia. Não preconiza nada, não tem organização, não tem escrituras. Absolutamente não é uma crença, pelo contrário, é a ausência de crença religiosa. Mas ateus podem ter outras crenças continuando ateus. Ateus não têm nem compromisso de serem ateus.

No Budismo existem deuses (devas), mas não são imortais. O que não existe é a ideia de um deus criador. Na cosmologia budista, o universo é eterno.

Os devas, como os deuses hinduístas, exceto Brahman, não são propriamente deuses, mas como os anjos judeus, cristãos e muçulmanos.

Meu Raven deu 132. Isso é bom?

Muito bom. O resultado é indicado como um quociente de inteligência padrão de todos os testes. 132 está entre os 2% mais inteligentes da humanidade, que é o mínimo exigido para participar da Mensa. Só que a Mensa aplica outro teste.

Professor, o senhor seria capaz de considerar que o ateísmo é apenas mais uma concepção cultural sobre o sagrado (que supõe a ausência do sagrado)? Enquanto crença (e o ateísmo é exatamente isso, mais uma crença), me parece pressupor tantas variáveis quanto qualquer concepção teísta/deísta.

Não. Pelo contrário, o ateísmo é a ausência, a negação de qualquer crença religiosa e da existência de tudo o que possa ser chamado de "sagrado", bem como sobrenatural, como deuses, espíritos, e quaisquer elementais. Se bem que há concepções que admitem a existência de espíritos mas não de deuses, como o Budismo. Mas o ateísmo, absolutamente, não é nenhuma crença. Não é uma crença na inexistência de deuses e sim uma descrença em sua existência. Isso é muito diferente.

O Universo sempre existiu, isto é, campo não quantizado?

Antes é preciso entender o que significa "sempre". Trata-se de uma situação que permanece enquanto o tempo passa, sem modificação, ao longo de um tempo que se estende indefinidamente tanto para o passado quanto para o futuro. Então para que algo aconteça "sempre" é preciso que se tenha passagem do tempo. E o tempo só passa quando há alterações no estado do Universo. Se, de repente, tudo no Universo estacionar, absolutamente tudo, então o tempo parará de correr. Então a situação de algo "sempre" ficar de certo modo não pode se estender à totalidade do que existe, senão não existe tempo. Antes do Big Bang, que não é o surgimento do Universo e sim o início de sua expansão, o conteúdo do Universo, bem como o espaço que o continha, não sofriam qualquer alteração em sua situação. Portanto o tempo não passava. Se essa situação existia antes que o tempo decorresse, isso não seria chamado de "sempre", pois o tempo não passava. Seria, simplesmente, uma situação, um estado que era o que era. Ou seja, que o conteúdo e seu espaço não surgiram. Simplesmente já existiam. Mas não desde sempre, pois não havia "sempre". Todavia pode ser que esse conteúdo e seu espaço tenham surgido já se expandindo. Então o tempo teria surgido junto com o Universo, pois a passagem da inexistência para a existência, esta já em expansão, já seria uma alteração do estado e portanto, implicaria em haver tempo. Isso é o que eu considero que tenha acontecido. Todavia não há nada, ainda, que confirme tal fato. Trata-se de um palpite meu e de outros. Para mim, o espaço, o tempo e o conteúdo do Universo surgiram juntos. Esse conteúdo, então, era campo puro não quantizado e ficou assim durante 10^(-43) segundos. Aí os primeiros quarks e glúons se quantizaram desse campo, por flutuações aleatórias de sua densidade. Antes, contudo, não existia nada. Nem conteúdo, nem espaço vazio, nem tempo. E o surgimento se deu sem causa, sem do que provir, sem agente e sem propósito.

Você concorda que todo aquele que exige um criador para o universo, não deveria precisar mais dele daí por diante?

Não. Acho que uma pessoa possa considerar que o Universo tenha tido um criador e que esse criador, mesmo depois da criação, interfira nos eventos do Universo, como é o caso das pessoas ditas "Teistas". Quem considera que o criador abandonou sua criação ao léu é dito "Deísta". Há outras concepções, como a Panteísta, a Pandeísta, a Panenteísta, a Panendeísta e a Politeísta, além da Ateísta. Todas, certamente, equivocadas, exceto a última. Mas não excluídas liminarmente.

conclui-se metafisicamente que o sobrenatural não existe?

Não. O que se conclui, metafisicamente, é que não se conclui que o sobrenatural exista. Ou seja, todas as pretensas demonstrações disso são falácias. Mas não se conclui que não exista também. Não há prova de que não exita. Nem filosófica nem fenomenológica. Então, a prudência impõe que se considere que não exista, pois se algo não seja evidente que exista e não se prova que existe, há que se considerar que não existe até que se prove que exista.

Professor, viagem astral existe mesmo? ou é invenção de quem não tem o que fazer?

Não existe. É invenção, mas não de quem não tenha o que fazer e sim de quem seja crédulo nesse tipo de coisa. Que pode ser uma pessoa que tenha muito o que fazer.

Na nossa sociedade, pessoas bonitas têm mais oportunidades?

Depende do assunto. Em muitos casos, sim. Em outros não. Para se ser um cientista reconhecido e respeitado, não é preciso ser bonito. Veja-se o Stephen Hawking. Para ser promovido a General, dentre os coronéis, também não. Para ser um médico de sucesso, também não. Para ser um escritor famoso, também não. Veja-se o Ferreira Gullar. E assim por diante.

Teodiceia seria o estudo fenomenológico de deus?

Não. É o estudo filosófico de Deus. Um estudo racional e não experimental.

Eu não consegui entender o que seria a Teodiceia, seria a ''ciência natural'' que estuda deus? Em que se diferenciaria da Ontologia?

Teodicéia não é uma ciência natural. É uma parte da Metafísica e, portanto, da Filosofia. Mas não é Ontologia. Ontologia estuda os seres e os entes. Todos. Nisso também engloba Deus. Mas não especificamente. A Teodicéia, por outro lado, se dedica, especificamente, a estudar o conceito de Deus, suas diversas concepções, as propriedades que teriam e, principalmente, seu estado de existência ou inexistência. Originalmente a palavra teodicéia se referia ao estudo da conciliação entre a existência de Deus e a existência do Mal. Depois passou a abarcar o estudo racional de Deus. Nisso difere da Teologia, que é o estudo de Deus a partir das informações das ditas "Escrituras Sagradas" das diferentes crenças. Então há uma teologia judaica, uma cristã, uma muçulmana, uma hinduísta e assim por diante. A teodicéia, contudo, é única.

Eu só gosto de garotas bonitas, isso é errado da minha parte?

Acho que sim. A beleza é algo muito bom e um fator importante na atração entre as pessoas. Mas não pode ser apenas ela. Há vários outros valores igualmente relevantes que fazem uma pessoa ser atraente, como o caráter, a inteligência, a sensualidade, a meiguice, a boa educação, a cultura, a generosidade e outros que, muitas vezes, se sobrepõem, até, a uma falta de grande beleza. Se uma pessoa muito bonita não tiver outras qualidades, dentre as listadas, ou se, de fato, apresentar uma carência grave delas, não será uma pessoa boa para se encetar uma relação.

Um pouco nao seria por ter ideias meio parecidas com as do deputado bolsonaro?

Sim, são essas as nefandas concepções machistas, patriarcais, conservadoras, direitistas, antifeministas e similares que ainda grassam, infelizmente, grande parte da sociedade, até mesmo algumas mulheres.

Bem esclarecedor, não? https://www.youtube.com/watch?v=CQRABG8pP0E&t=44s

O que ele disse é uma concepção ideal do que possa ser uma ditadura do proletariado. Todavia o que aconteceu na União Soviética e em seus satélites, bem como na China, não foi nada disso. Foi uma ditadura do dito "Partido Comunista" em que o povo (nem os sovietes) apitava nada. Em verdade eram só os líderes (Lênin, Stálin, Kruschev, Brejnev, Gorbachev) que mandavam. E os altos membros do partido, pertencentes à "Nomenclatura" tinham grandes privilégios, configurando-se como uma aristocracia, talvez pior do que a do Czar que tinha sido deposto. Sou de esquerda e sou comunista, mas sou totalmente contra a traição que Lênin fez dos ideais revolucionários. Ademais a "Ditadura do Proletariado" não era nenhuma "Democracia do Proletariado". Era um regime de partido único em que só podiam se candidatar os apaniguados do partido. Toda oposição, mesmo socialista ou comunista, era expurgada, quando não morta mesmo (veja-se o caso do Trotsky (que não era santo nenhum)).

Professor von ruckert na sua visao a que se deve a chacina de campinas e porque o matador fez o que fez?

Acho que ele foi o tipo da pessoa que assimilou os valores equivocados que parte da sociedade instila de que, não só ele teria poderes sobre o filho por ser o "pai", como também de que se possa ter o direito de matar para reparar algum prejuízo ou humilhação. Não acho que ele fosse louco. Há pessoas que ainda não cometeram nenhum crime mas acham que há casos em que se tem o direito de cometer. Pessoas que não aceitam derrotas e acham que sempre têm razão. Aceitar reveses sem revidar é algo que tem que fazer parte do processo educativo e ser ensinado nas escolas.

Se eu afirmar que deus não existe, cabe a mim o ônus da prova?

Absolutamente não! Negar a existência de algo que não seja evidente não requer prova nenhuma. Afirmar essa existência é que requer prova, pois ela não se manifesta diretamente.

Existe filosofia no Brasil fora do lugar-comum marxista-foucaultiano?

Há faculdades em que o Departamento de Filosofia é Kantiano, outras Nietzschiano, bem como outros casos. Todavia eu acho um absurdo essas "igrejas" filosóficas. Para mim a Filosofia precisa se despir de adjetivos e da adesão a escolas e ser, simplesmente, Filosofia. Buscando a verdade e testando todas as propostas. E, em cada caso, adotando a que for mais condizente com ela, seja de que escola for ou seja de escola nenhuma.

Ernesto, te acompanho há anos, desde o ensino médio, me sinto seu amigo embora não o conheça pessoalmente, estou no terceiro ano de licenciatura em física na USP e você teve peso nessa decisão, qual seu melhor conselho para um jovem futuro professor?

Para começar, seja completamente verdadeiro sempre. Jamais tapeie seus alunos. Diga exclusivamente a verdade, seja que consequência acarrete. Depois, não ensine nada de que não esteja convencido e, mais ainda, fissurado, deslumbrado, maravilhado, fascinado. É preciso que os alunos vejam isso no professor para que também passem a sentir isso. E essa é a primeira e maior razão para que o aprendizado aconteça. Em terceiro lugar, se prepare muito bem preparado, tanto em domínio do conhecimento quanto em técnicas didáticas de transmiti-lo. Outra coisa. Jamais treine seus alunos para acertar questões, por exemplo do ENEM, por meio de macetes que levam ao acerto sem que se esteja sabendo. Isso é imoral é injusto para com quem saiba mais e não acerte porque não conhece macetes. Se alguém não sabe, o justo é que não passe no ENEM ou vestibulares. Se passar e outro que saiba mais não passar, uma injustiça estará sendo cometida. É preciso que o professor prepare os alunos para os exames como uma consequência do fato de saberem. Leia estes artigos:

Por que você acha que sofre de ansiedade? Você se sente levemente sedado quando toma a medicação? Também faço o uso de benzodiazepínicos.

Eu não sofro de ansiedade como uma patologia crônica, mas eu vivencio momentos de ansiedade e tensão e razão das injunções da vida, quer do trabalho, quer financeiras, quer dos relacionamentos. Então, quando ocorrem, eu me valho dos ansiolíticos para minorar a tensão ou a ansiedade. Isso é esporádico.

O que acha desse garotinho tentando refutar Bertrand Russell, Veja a imagem: https://scontent.fplu2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/15823590_1316107695128801_5419565994581142923_n.jpg?oh=e3043b1d40781c224fea687ca758083d&oe=58EAA87F

O que ele está dizendo é que Deus é, simplesmente, uma ideia, não necessariamente correspondente a nenhum ente de existência real. Russell está certo em pretender que se prove a existência de Deus sim. Ela não é nenhuma necessidade, como é afirmado no texto. O dito "Argumento Ontológico", não prevalece, porque a existência não é uma propriedade e sim uma situação.

Você acha que Jesus existiu mesmo?

Acho que sim. Mas não que teria sido uma encarnação de Deus, nascido de uma virgem, que tenha ressuscitado, subido aos céus materialmente e essas coisas. Foi apenas uma pessoa que reuniu um grupo de seguidores que contestavam o judaísmo como era praticado então. Em suma, um herege.

Deus seria uma abstração metafísica?

Sim. Um conceito, uma ideia. Não correspondente a algo realmente existente. Uma entidade não real. Uma abstração, certamente.

ocorrencias são entidades também?

Não, absolutamente. Ocorrências são acontecimentos, eventos que se dão com as entidades. Ou seja, são mudanças em suas situações, seus estados. As classes de ocorrências do mesmo tipo são os fenômenos.

Você tem medo de viajar por terra?

Nem por Terra, nem por mar, nem pelo Ar. Eu não viajo porque não tenho dinheiro.

O que acha da hipótese de Verlinde que está sendo sabatinada pelos cientistas, de que a gravidade seja um fenômeno termodinâmico?

Tanto a sua proposta quanto a de que a expansão do Universo não seja acelerada e, até mesmo, de que nem haja expansão, como a proposta de teoria das Supercordas, são possibilidades abertas a serem confirmadas ou não. Por enquanto não as apoio, enquanto não houver comprovações maiores de sua validade.

o que é ser reducionista? o que é isso? li que voce ja disse reducionismo linear e outras coisas, mas não entendo?

Reducionismo é a consideração que cada extrato mais elevado e mais particularizado da realidade seja decorrente dos que lhe precedem em nível de profundidade ou abrangência. Isso vale quer no plano ontológico quanto no fenomenológico e no epistemológico. Assim a realidade básica é a física. A realidade química, por exemplo, é decorrente da realidade física, ou seja, se reduz a ela. As explicações químicas são validadas pelas explicações físicas. A realidade geológica, astronômica, astrofísica, por exemplo, se reduzem às realidades química e física. A realidade biológica também. A realidade psicológica, por sua vez, se reduz à realidade biológica (especificamente neurológica). As realidades sociológicas, políticas e econômicas, por sua vez se reduzem às realidades psicológicas, geológicas, zoológicas, botânicas e assim por diante. Em suma, em última análise, tudo o que acontece, como o amor ou a arte, acontecem porque elétrons se ligam aos núcleos atômicos e os núcleos existem porque quarks se ligam entre si.

"Não existem fatos, apenas interpretações". Concorda com esta frase?

Claro que não! Os fatos realmente existem, bem como suas interpretações. A questão é verificar qual interpretação é mais fiel ao que tenha ocorrido. Isso é o trabalho de ciência. Um trabalho de detetive.

Você já assistiu Cosmos? prefere o antigo ou o novo?

Assisti a ambos. Prefiro o antigo, em termos de estética, mas o novo é atualizado, portanto com melhores informações.

Professor, eu quase não assisto mais televisão. Li no livro do Pierluigi Piazzi que ver televisão diminui a inteligência.

É verdade. Mas pode assistir documentários, como os da National Geografic, do Discovery Channel ou similares que aumentam a cultura, desde que não se dispenda muitas horas para isso. Todavia novelas e programas de auditório, realmente, são um desastre para a inteligência.

A força de atrito e a força normal, estudadas em Mecânica, são forças de natureza puramente elétrica?

Sim, são as componente paralela e perpendicular às superfícies da força de contato, que, por sua vez, advém da repulsão elétrica entre os elétrons externos dos átomos superficiais quando os dois corpos se aproximam muito, de modo que os átomos de um e do outro ficam mais perto do que o tamanho de um átomo.

Ernesto, é muito importante. Na superfície de um BN hiper massivo, a aceleração e o gradiente são praticamente nulos (g = c² / 2r). Isto permite entradas e saídas suaves nesta divisa, por uma nave com mínima propulsão, e que pode emitir luz o tempo todo para um observador externo e distante, certo?

Não. A análise tem que ser feita relativisticamente. Leia o capítulo 8 deste livro disponível para download gratuito:
https://www.researchgate.net/publication/232095478_Gravitation_and_Spacetime
No interior do horizonte de eventos os cones de luz do futuro são voltados para a singularidade. Demonstrar isso não é trivial, mas esse livro o faz.
Ou, então, leia esse meu artigo:
https://pt.scribd.com/document/221824251/Buracos-Negros

Pq as ideologias secularistas se desenvolveram mais nos países cristãos do que nos países islâmicos?

A questão é que o Islã é uma religião que abrange todos os aspectos da vida e não apenas os espirituais, como o cristianismo. Mesmo que, na Idade Média, a Igreja tivesse possuído poder temporal, ele era algo paralelo ao poder espiritual, mas não parte integrante dele. No Islã, a religião controla a parte secular da vida, ou melhor dizendo, não há parte secular da vida. Tudo é religioso, a política, a economia, os negócios, as relações sociais. Então fica difícil contornar as prescrições deles, dentro da sociedade deles, sem abdicar da religião. E eles consideram que não ser muçulmano seja crime. Todavia, mesmo assim, houve progressos no Irã anterior à revolução dos aiatolás, na Turquia e no Egito. Mas agora está havendo um recrudescimento do fundamentalismo islâmico. Penso, contudo, que esse retrocesso é passageiro e não dura mais de cem anos. Depois volta o progresso no sentido laico da vida, mesmo nos países islâmicos.

Exatamente. Concordo absolutamente com você. De fato, Hawking não foi preciso metafisicamente em seu livro. Eu nem li (e até perdi a vontade de ler), mas pela análise que Lennox fez de alguns trechos, percebe-se isso. O que eu discordo do Lennox é que ele acha religião e ciência são compatíveis.

Se ele diz isso, realmente se engana. Religião e ciências, absolutamente, não são compatíveis, em que pese opiniões como a de Gould.

a teoria do big bang está comprovada. mas dizer que está comprovada quer dizer demonstrada logicamente? e prova é algo mais forte que evidencia?

Uma explicação científica é considerada uma teoria quando ela possui fortes argumentos, evidências ou comprovações de sua validade. Senão é considerada uma hipótese, isto é, uma proposta de teoria. Essas comprovações podem ser lógicas, mas, em última instância, têm que se basear em fatos fenomenológicos e não lógicos, a partir dos quais, inferências lógicas podem ser tiradas. Na linguagem comum se diz, equivocadamente, que uma "teoria", é uma hipótese, enquanto que a teoria é chamada, coloquialmente, de "fato". Em cosmologia e astrofísica, as coisas não são tão nítidas, porque seu objeto de estudo não é acessível a experimentação e verificação direta, da mesma forma que em paleontologia e antropologia. Então se precisa valer de indicações indiretas. Se elas forem suficientemente robustas, a proposta de explicação adquire o estatuto de teoria. Esse á o caso da Teoria do Big Bang, bem como da Teoria da Evolução, a da Inflação Cósmica e outras da ciência. Algumas ainda não possuem esse estatuto, como a da abiogênese de Oparin-Haldane, a das Super-cordas, a das Pontes de Einstein-Rosem e outras. Note, contudo, que a Teoria do Big Bang não é uma teoria sobre a origem do Universo e sim sobre sua expansão.

Já tomou alguma medicação psicotrópica? Estou tomando clonazepan e estou tendo muitos lapsos de memória?

Já tive disritmia cerebral e tomei fanobarbital. Atualmente faço uso de Cloxazolan, um derivado benzodiazepínico quando tenho ansiedade ou tensão. Mas nunca sofri nenhum sintoma de lapso de memória ou qualquer outro, exceto o efeito medicamentoso previsto.

Apesar de discordar de quase tudo que Lennox diz, ele fez uma análise supimpa da obra de Hawking em que o mesmo afirma (juntamente com Mlodinow) que "a filosofia está morta". Veja: https://www.youtube.com/watch?v=Djj4XKE7uwc

Esse vídeo é muito longo e não vou ter tempo para assistir. Todavia discordo veementemente de Hawking e Mlodinow de que a Filosofia esteja morta. Há muito assunto que é pertinente à Filosofia e que é perfeitamente válido e que a ciência não tem como abordar. A própria validação da ciência é um deles. Além da categorização da realidade, promovida pela Metafísica, que não tem nada a ver com o sobrenatural, como alguns pensam. A questão é que vários temas que antes eram abordados pela Filosofia, como a Cosmologia e a Psicologia, por exemplo, passaram ao âmbito da Ciência, inclusive, também, a origem da vida. Mas há os que a ciência ainda não abarca e que, de direito, pertencem à Filosofia, que é muito válida, inclusive a Metafísica.

Se a empatia tem uma resposta humana universal, por que ainda existe fome e miséria no planeta? Porque se a empatia tem essa resposta, convenhamos, não era para haver mais altruísmo entre os seres humanos? Para que o mundo se tornasse uma utopia verdadeira?

O que acontece é que, na humanidade, tanto há manifestação de empatia e altruísmo quanto de egoísmo e ganância. Há pessoas em que uma prevalece e outras em que o oposto. Daí a existência da pobreza e da riqueza. Mas, também, da solidariedade e da caridade. O ser humano não é mau por natureza e também não é bom por natureza. É capaz de ser tanto um quanto outro. O que será depende de inúmeros fatores, quer genéticos, quer ambientais.

"odio é o efeito do medo e medo que é o oposto de amor" Concorda com isso?

Não. Ódio pode ser consequência de medo, mas não necessariamente. Pode ser produto da inveja, da ganância e outros sentimentos e emoções que não o medo. E o medo, absolutamente, não é o oposto do amor. Ódio sim, é o oposto do amor. Mas pode-se, até, se ter medo do que se ama. Isso acontece bastante.

É verdade que, mesmo sem ver, sentimos a impressão de estarmos sendo observados?

Isso é apenas o que o nome diz, uma impressão. Não há nada exterior à mente que a provoque. E nem se tem um estudo estatístico de casos para dizer se, quando se a tem, há correspondência com o fato real de estar sendo observado. Seria interessante se fazer essa pesquisa.

O que você acha do problema de objetos não-Deus? https://www.youtube.com/watch?v=NleEFBs7NZs

Argumento interessante. Parecido com o argumento ontológico de Santo Anselmo, só que invertido. A princípio, tenho a impressão de que algo não está certo nele. Mas tenho que pensar o que seria.

qual é a diferença entre dinamica e mecanica? E o que seria um "fenomeno"?

A Física é a ciência fundamental da natureza. Ela estuda as estruturas dos sistemas naturais e os fenômenos experimentados por eles. Fenômenos são as categorias de ocorrências que se dão com os sistemas, isto é, com os subconjuntos do Universo. Dois tipos de fenômenos ocorrem com os sistemas: movimento e interação. Mecânica é a parte da Física que estuda o movimento ordenado dos sistemas materiais. As interações são estudadas nas disciplinas específicas delas, como o Eletromagnetismo. O movimento de sistemas não materiais são estudados em Ótica. O movimento desordenado dos sistemas materiais é estudado em Termologia. Na Mecânica há o estudo do movimento em si mesmo, denominado Cinemática e o estudo da relação do movimento com as interações que o produzem e modificam, denominado Dinâmica. Um caso particular da Dinâmica é chamado de Estática que estuda as condições das interações para que o movimento não ocorra.

Porque deveria-se investir bilhões no CERN?

Porque lá e em outros centros de pesquisa do tipo no mundo, bem como na NASA e nos outros centros espaciais, com seus telescópios de várias faixas do espectro eletromagnético, em órbita da Terra e do Sol, se podem investigar a estrutura mais íntima da matéria, bem como a origem e a evolução do Universo e de suas galáxias e estrelas. E isso é algo de imenso significado para satisfazer a curiosidade humana sobre suas origens, do mesmo modo que as pesquisas geológicas, paleontológicas, antropológicas, arqueológicas, biológicas (especialmente evolutivas), neurocientíficas e todas as que esclarecem como o mundo, a vida e tudo o que existe é, como surgiu, como evolui, como acabará. Isso é tão importante quanto as artes, como a música, a pintura, a escultura, a arquitetura, a dança, o teatro, a literatura, a poesia, o cinema e todas as demais, bem como as tecnologias, a medicina, a sociologia, a economia, a psicologia e assim por diante. É o conhecimento da humanidade em progressão. Progressão essa que vale pelo conhecimento em si, e não só por sua utilidade.

O que você acha das ideias do Mario Bunge?

Em geral, aprecio muito. Sou seu fã. Concordo com a grande maioria de suas opiniões.

Explique de forma simplificada como a polialética difusa se aplica à realidade?

O que acontece é que muitos temas não se apresentam como duas possibilidades opostas, das quais se evolui para uma síntese, como a dialética de Hegel e de Marx consideram. Aliás, a maioria não é assim. Os temas se apresentam com uma variedade de possibilidades que não se confrontam, mas que apresentam aspectos diversos e outros coincidentes. Como acontece, por exemplo, com as opções de regimes políticos e de sistemas econômicos. Além disso, essas opções não se apresentam de uma forma completamente nítida, havendo gradações na adoção das diferentes características. Elas se distribuem continuamente por um espaço polidimensional de possibilidades com valores continuamente variados. E, muitas vezes, também, a evolução histórica desse tema não se dá por síntese das possibilidades, mas, em muitos casos, apenas pela convergência para uma delas, com o abandono de outras. Ou, quando há síntese, ela não precisa ser uma síntese de opostos, podendo ser uma síntese de posições colaterais. A sociedade é muito mais complexa do que a visão dialética apresenta. Além do mais, não são apenas os aspectos econômicos que movem a evolução da sociedade. Aspectos religiosos, ideológicos, étnicos, culturais e, mesmo, passionais, também têm grande influência, além dos econômicos.

O capitalista se apropria de movimentos rebeldes? Digo, houve legítimos movimentos hippies, punks, anarquista, mas sempre depois de um tempo, aparece nas lojas roupas com estilo desses movimentos que contestavam o capitalismo sendo feito em massa por capitalistas.

Sim, isso pode acontecer e acontece.

Ernesto, em qual nível da matemática é dada a função zeta? Doutorado?

Não. Mesmo na graduação, por exemplo, na disciplina Teoria dos Números, do Bacharelado em Matemática.
http://www.mat.ufmg.br/~fbrocher/TN/Teoria_dos_numeros_Um_passeio_com_primos_3ed.pdf

O seu conceito de polialética só se aplica à realidades físicas(por exemplo, macroscópicas ), não acho que a política e outros conceitos abstratos são abrangidos por ela

Mas é claro que sim. Em política, economia e sociologia a maior parte dos fatos não têm apenas a sua tese e antítese. Têm várias posições. Por exemplo, não se tem apenas capitalismo e comunismo. Tem-se outras opções, como o socialismo de estado (que não é comunismo). Tem-se o feudalismo. Da mesma forma não se tem apenas democracia e totalitarismo, tem-se anarquia, oligarquia, plutocracia. E elas não são antagônicas. São como pontos marginais de um círculo de possibilidades. Isso é válido para várias outras considerações. Além disso, mesmo nos casos de se ter só um aspecto e o seu oposto, ao longo da linha entre eles há várias gradações. A dicotomia polarizada é um caso bem particular em poucas situações. Como se estar ou não grávida.

Valeu a pena ter feito Cosmologia ou o Curso o decepcionou? Cite alguma coisa interessante que aprendeu no curso, para leigo entender.

Sim. E, inclusive, não foi pena nenhuma. Pelo contrário, foi um aprendizado inteiramente aprazível. Estudando-se Cosmologia fica-se sabendo como se estrutura, como surgiu, como evolui e qual o destino do Universo como um todo. Paralelamente também estudei astrofísica, que investiga como as galáxias, estrelas e planetas se formam, se estruturam e evoluem. Isso é magnífico, mesmo que não tenha utilidade prática nenhuma. É como a arte: a música, a literatura, as artes plásticas. São totalmente inúteis, mas o mundo seria extremamente mais pobre sem elas.

Ernesto, o que você acha da Teoria das Cordas?

Uma proposta séria que, contudo, não logrou ser devidamente confirmada. Penso que não seja verdade.

Existem universos paralelos?

Considero que não. As realidades que poderiam existir, dentro das possibilidades indeterminísticas, não se configuram em outras realidades existentes em outros mundos, mas apenas possibilidades goradas.

A verdade para a ciência é aquilo que se comprovou que não era falso, pelo método científico. Então não seria uma meia verdade?

Não. Trata-se de um processo de busca da verdade que pretende que o que se descubra seja a verdade e não meias verdades. Mas não pode garantir que seja. Apenas pode sustentar que se admita como verdade até que se prove que não seja.

Verdades absolutas existem na ciência?

Verdade absoluta é, simplesmente, verdade. Isto é, a adequação entre a realidade e o que se diz a respeito dela. Isso é o que a ciência pretende, mas, não tem como garantir. Pode ser que alguma assertiva científica seja já verdadeira, mas não se sabe se é. As assertivas científicas são tomadas como verdades provisórias até que se verifique que não sejam. Não há outra forma de conduzir a ciência.

Ernesto, para revisar (e até aprender mais) mecânica clássica é melhor utilizar livros de físicas gerais (Moyses, Alonso) ou os capítulos iniciais dos livros específicos de mecânica (Simon, Taylor..)? Estudei física geral pelo livro do Resnick e não foi tao aprofundado.

Os livros específicos são mais aprofundados mesmo. Além desses há o Goldstein, o Fowles, o Arnold, o Lanczos, o Landau, o Hand & Finch e outros.

As questões de análise combinatória são as mais difíceis do ENEM?? Eu acertei todas elas, porém errei muitas fáceis por falta de atenção, será que vai ser incoerente, e por conseguinte, diminuir minha nota?

Qualquer questão que você tenha errado vai, certamente, diminuir sua nota. Em geral, análise combinatória é difícil mesmo.

Se um raio de luz emitido junto, mas externo ao BN, alcança o infinito, por que um fóton emitido logo abaixo desta linha não pode, embora não escape, subir pelo campo gravitacional, permitindo ser capturado revelando assim o interior do BN, e até promovendo sua evaporação. Eu não vejo obstáculos.

Entre o horizonte de eventos e o caroço de um buraco negro só há o vácuo, preenchido apenas pelos campos gravitacional, elétrico e magnético que dele emanam (esses últimos, possivelmente), bem como a torção do espaço-tempo provocada por sua rotação (se houver, mas, em geral, há). Então não há nada de onde um fóton possa ser emitido. Tudo o que entra dentro do volume limitado pelo horizonte de eventos, cai em seu caroço. Dele não é possível que sejam emitidos fótons. Nem de nada que, porventura, esteja, ainda, em queda para o caroço. Porque a curvatura do espaço tempo é tão grande que os fótons, mal surgem, são comprimidos a um tamanho nulo. A radiação de Hawking é emitida quando matéria é aniquilada por antimatéria exatamente no horizonte de eventos e, dos dois fótons emitidos, um é dirigido para fora e outro para dentro. Mas essa matéria e antimatéria não são oriundas do Buraco Negro e sim do espaço circundante.

Por que os buracos negros são mais discutidos que os buracos brancos?

Porque os buracos brancos não existem. São apenas uma conjectura não comprovada. Como os Universos Paralelos, as Estrelas de Quarks, os Táquions, as Pontes de Einstein-Rosen (Buracos de verme), as Super-cordas, as Branas e várias outras hipóteses apresentadas à comunidade científica e não comprovadas. Os Buracos Negros, por outro lado, são comprovados. Como as Estrelas de Nêutrons, os Filamentos Cósmicos, e vários outros conceitos.

Sem religião a vida se torna vazia de sentido. André Cancian, escritor ateu famoso no Brasil, diz que o ateísmo implica em niilismo. Se ele tiver razão, então o ateísmo é pior do que se pensava. A ideologia niilista adoece a sociedade e desencanta o mundo. O niilista ateu nega completamente a ética.

Dois equívocos:
Primeiro: a vida sem crença religiosa não é vazia de sentido, absolutamente. Pode-se, perfeitamente, conferir um alto significado à vida sem apelo a nenhuma realidade sobrenatural. No meu caso eu vivo isso há mais de quarenta e cinco anos, desde que me tornei ateu. E o significado que conferi a minha vida é o de espancar a ignorância do mundo e trabalhar para transformá-lo em um mundo livre, harmônico, fraterno, justo, equânime, próspero e aprazível para todos. O que se atingirá com o ateísmo e o anarco-comunismo.

http://ask.fm/CTONUNES Quer conhecer um pouquinho de música? Acompanhe ele... No quesito música, ele é um Deus. Não adianta rezar ou fazer qualquer coisa, ele volta, ele sempre volta. O conhecimento dele é astronômico.

Obrigado pela indicação. Gostei das postagens dele. Também gosto de Rock, mas do tipo de rock que ele posta. Todavia meu xodó é a música clássica. Inclusive eu produzo e apresento um programa semanal de duas horas de música clássica, há vinte anos, com comentários.

As escolas de pensamento sempre serão conflitantes? Acho que a filosofia deve tomar auxílio da ciência para facilitar a busca dá verdade através das evidências, certo? Talvez a filosofia elucubre demais e acabe criando mais questões do que respostas, ao contrário da ciência...

Essa é, exatamente, a minha proposta, isto é, uma "Filosofia científica" em que métodos científicos sejam aplicados à Filosofia para que ela possa veritar suas assertivas por meio de falseamentos e outras técnicas. Já escrevi muito sobre isso:
http://wolfedler.blogspot.com.br/search?q=Filosofia+cient%C3%ADfica
http://www.ruckert.pro.br/blog/index.php?s=Filosofia+Cient%C3%ADfica

A teoria do caos é um exemplo de que a natureza não é determinista?

Existe caos determinista também. A teoria do caos é uma consequência do fato de que, em sistemas de alta complexidade, uma alteração mínima nas condições iniciais pode provocar uma grande mudança na situação final. Se a isso for adicionada a condição se indeterminação quântica, então a caoticidade será maior ainda.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_do_caos

O emotivismo seria, então, um tipo de niilismo?

De modo nenhum. Niilismo é a concepção de que não existam valores, especialmente éticos, mas não apenas. O emotivismo considera que esses valores existam e que sejam originários de nossos sentimentos.

Mas se os juízos morais não podem ser empíricos nem analíticos, o emotivismo seria uma via, não é?

Os juízos morais são doxas, isto é, opiniões de quem os formula. Não têm a pretensão de serem verdades, apesar de quem os formula pretender que as pessoas os aceitem como tais. Quanto aos princípios éticos, eles são lógicos, isto é, conclusões de raciocínios calcados em constatações empíricas sim. Instilados pelos sentimentos, todavia não se configuram em princípios, senão após serem veritados, eu diria, estatisticamente. E as conclusões estatísticas são, em última análise, empíricas. O emotivismo, pois, é apenas o começo da formulação desses princípios e não o fundamento final deles.

As verdades científicas são absolutas? E as filosóficas? Verdade absoluta é impossível de se atingir?

As assertivas, tanto científicas quanto filosóficas, possuem a pretensão de serem verdades. Mas não é garantido que o sejam. Elas são uma aproximação provisória da verdade, que é um objetivo sempre buscado. No caso das filosóficas, como também em algumas científicas, como as psicológicas, as sociológicas e as econômicas, por exemplo, isso é mais verdadeiro ainda do que no caso das físicas, químicas, biológicas, geológicas, astronômicas, cosmológicas, médicas e de outras ciências em que vigora o "corte epistemológico", não existente nas primeiras. Pelo corte epistemológico, as afirmações científicas são aceitas pela comunidade como um todo até que algo venha derrubá-las e substituí-las por outras. Naquelas primeiras citadas, coexistem na comunidade, afirmações conflitantes aceitas por partes distintas da comunidade. Tratam-se das "Escolas de Pensamento", que enfraquecem muito o estatuto do conhecimento delas. O ideal é que, qualquer que seja o assunto, a comunidade de seus estudiosos sempre atinja um consenso, apenas derrubado por novas informações que o venham contrariar e exigir sua reformulação. De qualquer modo é impossível se garantir que as afirmações de qualquer ciência sejam, definitivamente, a verdade. Elas o são face aos conhecimentos disponíveis no momento, mas sempre estão abertas a revisão. Todavia não é impossível que alguma delas já seja a verdade definitiva. O que é impossível é saber se isso se dá.

O Brasil ainda tem chance de se tornar uma potência na ciência? O que acha?

Acho que, até chegar lá, não existirá mais Brasil. Ou seja, só quando o mundo deixar de ter nações independentes e se tornar uma unidade política única. Porque, à medida que o Brasil progride em ciência e tecnologia, os que hoje são os líderes nisso vão avançar mais ainda. Quando (e se) o Brasil atingir o estatuto científico e tecnológico que os Estados Unidos hoje detêm, eles estarão dez vezes na frente, pois quanto mais avançada for uma nação, mais rapidamente ela avança ainda.

O Brasil ainda tem chance de se tornar uma potência na ciência? O que acha?

Acho que, até chegar lá, não existirá mais Brasil. Ou seja, só quando o mundo deixar de ter nações independentes e se tornar uma unidade política única. Porque, à medida que o Brasil progride em ciência e tecnologia, os que hoje são os líderes nisso vão avançar mais ainda. Quando (e se) o Brasil atingir o estatuto científico e tecnológico que os Estados Unidos hoje detêm, eles estarão dez vezes na frente, pois quanto mais avançada for uma nação, mais rapidamente ela avança ainda.

Mas você é adepto do relativismo moral e do emotivismo?

Não há como escapar do fato da moral ser relativa. O que eu preconizo é que a moral deva se pautar pelos princípios éticos, independentemente do contexto histórico, econômico, político ou social. Esses princípios, em sua origem, surgiram em função dos sentimentos, mas só se estabeleceram como princípios após uma reflexão racional sobre eles. Os sentimentos, apenas, sem uma reflexão racional, podem conduzir a injustiças.

Então o relativismo moral, é a moral em sua essência?

Sim, a moral é essencialmente relativa. Já a ética não.

O Neoconservadorismo é o mesmo que libertarianismo?

Claro que não. São conceitos, inclusive, antagônicos.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Libertarismo
https://en.wikipedia.org/wiki/Libertarianism
https://pt.wikipedia.org/wiki/Neoconservadorismo
https://en.wikipedia.org/wiki/Neoconservatism

Dizem que o tempo muda as coisas, mas é você quem tem de mudá-las. Diante do tempo, o que não mudou pra você? Disserte.

Há muita coisa que não se consegue mudar e que o tempo muda, como o envelhecimento. E muitas concepções vão mudando, não porque se queira, mas porque a interação com o mundo revela nosso equívoco. Outras se muda porque se quer. Eu, por exemplo, me tornei ateu e anarquista em razão de meus estudos, porque eu quis. O que não mudou para mim, desde que me conheço por gente, é o meu deslumbramento pelo conhecimento e meu empenho para obtê-lo, minha fascinação pela beleza, minha ternura pelas pessoas, minha disposição para o amor, minha vontade de consertar o mundo e minha disposição e ações nesse sentido. O que mudou foi meu cabedal de conhecimentos, meu grau de sabedoria, minha paciência e perseveranças cada vez maiores. Certamente minha saúde se deteriorou, bem como minha energia para fazer o que for. E, é claro, minha aparência.

Quais são suas cinco disciplinas favoritas, em ordem?

Física, Cosmologia, Matemática, Filosofia, Música.
Além dessas:
Astronomia, Neurociências, Evolução, História, Informática

http://ask.fm/wolfedler/answers/139950495517 mas só o ser humano faz o mal deliberadamente... o mundo só está como está por causa da malvadeza dos humanos.

Animais também podem fazer o mal deliberadamente, quanto mais inteligente forem, como chimpanzés, por exemplo. Ou golfinhos. Todavia concordo que a parte principal do fato da sociedade dos homens não ser um lugar bom, como não é, se deve à maldade humana, especialmente ao egoísmo, que é o pai de todos os males. Felizmente a maldade não é a fração maior do comportamento da maioria das pessoas, de modo que se pode esperar que a educação venha a corrigir isso. Mas não em pouco tempo. Requer o esforço constante e ininterrupto por séculos a fio.

O relativismo moral tem algo a ver com o emotivismo?

Não. Nada nada. São conceitos completamente independentes. Relativismo moral significa que o estabelecimento do que seja proibido, permitido ou prescrito, em termos de ações humanas, seja algo variável com o contexto da época, local, gênero, estrato social ou outros parâmetros. Emotivismo já é a concepção de que os princípios éticos (e não as prescrições morais) são determinados de modo não racional, mas pelos sentimentos. Todavia isso não significa que existam éticas particulares, nem a grupamentos humanos nem a indivíduos.

A profissão de prostituta é uma profissão legítima?

Considero que não. Amor e sexo não podem ser vendidos, alugados nem trocados, exceto por amor e sexo mesmo. Todavia, como existe, não acho que se deva condenar os homens e mulheres que a exercem e sim mudar a sociedade para que o sexo seja totalmente livre e tal profissão se torne desnecessária. No caso de pessoas tão desprovidas de atrativos que ninguém se sinta atraído por elas, pode ser que haja quem se disponha a fazer sexo com elas por caridade.

Chega a ser muito improvável a ideia de Universos múltiplos

Considero que sim, mesmo que não impossível.

Sabendo que o mal do mundo são os humanos, por quê desabafar pra eles, se são eles que nos deixam assim? Dentro do contexto, faça um comentário.

Não são apenas os seres humanos que fazem mal. A própria natureza, outros animais, micróbios patogênicos, também fazem mal com as catástrofes, as predações, as doenças. Ademais, nem todos os humanos são malvados. E mesmo os malvados não fazem só mal. No caso dos humanos, inclusive, é possível se corrigir sua maldade e se chegar a uma sociedade só de pessoas de bem. Portanto é mister que se combata o mal que os humanos fazem e se eduque a humanidade para que deixe de fazê-lo. Quanto ao mal feito pela natureza, às vezes é impossível evitá-lo, mas, às vezes, sim, com a tomada das devidas precauções.

Horizonte de eventos é uma superfície esférica onde a velocidade de escape é c. Portanto todo raio de luz que "sobe" verticalmente este campo, a partir deste ponto, sempre alcança o infinito. Num buraco negro de gradiente intenso este infinito pode estar mais próximo do horizonte de eventos?

Essa é uma forma clássica de conceber o conceito. De fato, relativisticamente, se uma massa estiver contida dentro de seu horizonte de eventos, então nenhuma luz sequer conseguirá sair de lá. E a realidade da natureza é relativística. Ou seja, luz não consegue ser emitida de um buraco negro. Infinito nunca está mais próximo. Infinito significa que, por mais que se considere longínquo, está além. Logo além do horizonte de eventos, contudo, luz pode ser emitida e se propagará indefinidamente, a não ser que seja absorvida por algo. Se o Universo for finito, isso significará que ele ficará dando voltas em torno do Universo indefinidamente.

Muda alguma coisa caso a aceleração não seja acelerada? O destino último do universo demoraria mais, no caso?

Toda aceleração é acelerada. A expansão do Universo é que pode não ser acelerada. Isso faz diferença sim, exatamente no tempo para se atingir o Big Rip. E se ela for desacelerada, em dado momento reverterá e se transformará em contração, levando ao Big Crunch.

Por que hoje em dia algumas pessoas não dizem: "Muito Obrigado", "Faz favor", etc?

Porque são mal-educadas. Isso é decorrente da falha do processo educativo em prover a educação e não apenas a instrução. O que a família não fornece, a escola tem que fornecer, inclusive levando as crianças a educarem seus pais mal-educados.

Então e entropia poderia em teoria ser reversível, e ela ser irreversível é apenas uma peculiaridade do nosso universo? Como sabemos disso?

Os processos experimentados pelos sistemas isolados podem ser reversíveis (sem variação de entropia) ou irreversíveis (com aumento de entropia). Contudo não podem ocorrer com diminuição de entropia. Todavia, se o sistema não for isolado, pode experimentar processos que se deem com diminuição da entropia. Como o Universo como um todo é um sistema isolado, sua entropia não pode diminuir. Mas pode permanecer constante. Só que não permanece, e sim vai aumentando. Isso é uma peculiaridade do Universo sim. Verificada, simplesmente, pela medição da variação da entropia nos processos que ocorrem. Isso é calculado pela integral do calor dividido pela temperatura.

O universo pode não estar se expandindo? http://www.physics-astronomy.com/2016/10/scientist-claims-that-universe-might.html?m=1#.WA4UvMlyzdh http://www.nature.com/articles/srep35596

O que esse artigo diz não é que ele não está expandindo e sim que ele não está expandindo aceleradamente. Isso é algo que, realmente, pode ser que seja. É preciso, contudo, que mais análises dos dados sejam procedidas para que se reveja a consideração, atualmente considerada padrão na cosmologia, de que a expansão seja acelerada.

Pq o ITA limita a idade máxima de ingresso?

Não sei, é critério deles. Como não se trata de uma escola regida pelo Ministério da Educação e sim pelo da Aeronáutica, eles podem fazer a exigência que quiserem, como antes havia de ser só do sexo masculino. Pelo que penso, eles consideram que o investimento que fazem na pessoa, já que é de graça, tem que ser compensado por muitos anos de retribuição dela à sociedade brasileira com o resultado de seu trabalho.

Eu sou TOTALMENTE a favor de um extermínio em massa em todas as favelas do RIO DE JANEIRO.

Por isso é que você é maluco.

É normal o filho ter a aparência física totalmente diferente da dos pais?

Sim, pode ter, não é uma anormalidade. Mas não é comum. Em geral tem alguma semelhança com o pai e a mãe. Não ter, contudo, não significa que não seja filho deles, especialmente nos casos em que a ascendência seja bem diferente, isto é avós e bisavós de biotipo muito variado.

Será que até os 40 anos, já me tornarei um intelectual multipotencial assim como você?

Não sei se sou isso, mas não é impossível que você venha a ser. Em que idade, não dá para dizer. Depende do seu empenho. Não é algo leve. Requer muita dedicação mesmo. E, especialmente, uma dedicação totalmente desinteressada, não visando nenhum retorno. Apenas pela satisfação de assim o ser. Uma satisfação íntima. Não propicia nenhum lucro financeiro, pelo contrário, dá muita despesa e o retorno é apenas intelectual. Não se fica rico com isso. Nem mesmo se é amplamente reconhecido. É uma opção de vida semelhante à de quem resolve ser monge. Inclusive é solitária. Mas, se é o que te delicia, vá em frente, pois é delicioso mesmo.

O tempo pararia ou tenderia ao infinito se algo atingisse a velocidade da luz?

Pararia de passar, como não passa para tudo que tenha a velocidade da luz, que só ocorre para sistemas sem massa, como os fótons. Os próprios neutrinos, que têm massa muito pequena, não possuem a velocidade da luz, mas quase. Em suma, o intervalo de tempo próprio entre quaisquer par de eventos experimentados por um fóton (como a sua produção e a sua extinção) é zero e não infinito.

Chamar os soropositivos de aidéticos, os deficientes físicos de aleijados e os homossexuais de viados não é ofensivo, indelicado, mesmo indiretamente?

Aidéticos e soropositivos são situações diferentes. Um soropositivo pode estar aidético ou não. Se estiver, não é ofensivo dizer que assim o seja. Da mesma forma deficiente físico e aleijado. Há deficiências física que não são aleijões. Os aleijões são anatômicos. Se alguém assim o for, não é ofensa dizer que o é. Quanto a viados, para designar homossexuais, trata-se, de fato, de uma palavra rasteira e não adequada.

A entropia é inevitável, e o universo é cheio de destruição sem sentido e causal?

Entropia é um atributo dos sistemas conceituado pela ciência, que é um construto humano, bem como a grandeza definida para medi-lo. Portanto não é algo que se considere evitável ou inevitável. A ciência poderia ser construída sem que se tivesse estabelecido esse conceito e definido sua grandeza. O que é inevitável, uma vez que ela tenha sido definida, é o princípio de sua não diminuição nos processos que os sistemas isolados do Universo experimentam. Isso é uma lei da natureza que não se conhece exceção. Mesmo a formação de estrela, galáxias, planetas, bem como o surgimento da vida e sua evolução não violam esse princípio, uma vez que os sistemas que experimentam essas transformações não são isolados e se se considerar o sistema isolado menos amplo que os abrigam, nele a entropia não diminuirá. Todavia poderia ser que todos os processos do Universo fossem reversíveis e, no entanto, não são. E é nos processos irreversíveis que a entropia aumenta (note que a segunda lei da Termodinâmica não estabelece o aumento da entropia e sim a sua não diminuição, o que é muito diferente). O fato do Universo estar coalhado de processos irreversíveis não é nenhum princípio e poderia não ser assim. Isso é, apenas, uma coincidência, um acaso. Ou seja, as transformações poderia levar a estados igualmente prováveis do Universo, no entanto levam a estados mais prováveis, que são os mais desorganizados, considerando o menor sistema isolado que os abriga. Como é difícil se ter, naturalmente, algum subsistema isolado no Universo, esse menor sistema isolado acaba sendo o Universo inteiro.

Quanto mais se falar em racismo, mais racismo vai ter?

Penso que sim. Se se quer acabar com o racismo tem-se que agir como se ele não existisse e considerar igualmente todas as pessoas sejam da mesma raça ou de que outra for com relação à sua. Isso não é apenas aplicável a brancos em relação a negros, mas a negros em relação a brancos, a japoneses em relação a brancos, a brancos em relação a semitas, a árabes em relação a judeus e assim por diante. Temos que encarar a humanidade como um único conjunto de seres equivalentes em termos raciais e em outros também, como religiosos, econômicos, linguísticos, culturais, sexuais, de gênero. Mesmo que saibamos que existem diferenças e a reconheçamos (ou seja, por exemplo, que admitamos que existam raças), não podemos considerar que essas diferenças representem estados valorativos distintos. Acabar com as concepções que distinguem valores com relação a esses aspectos envolve, também, nem mencioná-los, exceto se se estiver discutindo, academicamente, o assunto.

A imagem de uma função seria o correspondente direto do domínio? A imagem e o contradomínio poderiam ser escritos da mesma forma

Contradomíno é o conjunto amplo para o qual a função leva os elementos do domínio que ela transforma. Conjunto Imagem é apenas o dos elementos transformados pela função quando aplicada a todos os elementos do domínio. Esses elementos, no caso de funções matemáticas, são números (naturais, inteiros, racionais, reais, complexos, quatérnios ou outros), vetores, tensores, matrizes de números, matrizes de matrizes, formas diferencias ou outros objetos matemáticos. Certamente que a especificação do Conjunto Imagem não é, necessariamente a do Contradomínio. Por exemplo, o contradomínio da função y = x², aplicada sobre o domíno ℝ (reais) é ℝ também, mas o conjunto imagem é ℝ+ (reais não negativos).

Professor, é certo animais (cão, gato, etc) receberem tratamento melhor que membros familiares que estão precisando de alguma ajuda?

Numa casa que tenha animais de estimação, eles fazem parte da família. Portanto merecem o mesmo tratamento dos humanos, nem melhor, nem pior. Claro que respeitadas as diferenças específicas. O cuidado maior de um ou de outro vai depender do momento em que, porventura, estiver ocorrendo um problema com um deles.

teoricamente, se atingisse a velocidade da luz, o tempo para?

Sim.

Todo referencial não inercial é também um referencial inercial instantaneamente? Isto é, a relatividade restrita se mantém instante a instante próprio em um referencial não inercial ?

Não. Não existe isso de um corpo acelerado ter velocidade constante a cada instante e nem posição fixa a cada instante. O movimento é algo dinâmico. Não importa apenas os valores a cada instante, mas a variação entre os instantes. Isso é essencial também.

Somos sinceros com nós mesmo, ou vivemos da expectativa dos outros?

Depende da pessoa. Uns de um jeito, outros de outro. Eu, por exemplo, não me pauto pela expectativa de ninguém.

Veja esse artigo na parte que fala sobre a metafísica...Estaria equivocado: http://dce.unifesp.br/textos/materialismo.pdf

Materialismo dialético é uma concepção equivocada. Isso não significa que a cosmovisão capitalista e burguesa seja correta e nem a aristocrática, bem como a feudal. Socialmente o bom para o mundo é o anarco-comunismo, bem diferente do socialismo de estado. Mas a concepção dita "materialismo histórico" e "materialismo dialético", bem como o marxismo em geral, também são equivocadas. Mesmo que Marx esteja correto em alguns aspectos, ele erra em considerar a economia como o único motor da história e a ditadura do proletariado como o caminho para o comunismo.

Um dia o ser humano irá dominar e controlar a fusão nuclear por completa, como ocorre com a fissão? Se dominada, na sua opinião, em quanto tempo?

Acho que sim, em algumas décadas apenas. Talvez meio século. Então se poderá ter mini-reatores domésticos e se dispensar a existência de usinas elétrica e de redes de distribuição de energia. Acho que, em cem anos, isso já será realidade, com esses reatores do tamanho de um botijão de gás ou pouco mais. Os prédios poderão ter uns maiores, para o prédio todo. Quando vier a anarquia e não houver mais casas particulares e sim falanstérios, eles terão, cada um, o seu.

Por que é quase unanimidade as pessoas considerarem um vida de farra e hedonista, a vida que todos devem ter necessariamente; caso não tenha, estão desperdiçando...

Não vejo que isso seja uma concepção quase unânime. Dentro do meu círculo de relações, inclusive, ela é minoritária. Grande parte de meus amigos consideram, como eu, que aproveitam a vida quando estão a fazer o bem.

Ernesto, em hipótese, se eu tentar alcançar a velocidade da luz, a mesma se distancia na velocidade da luz?

Exatamente.

Conheço todos os autores e já li algumas de suas obras. O ponto fraco da obra do Dan Dennett, é que ele chega a negar a existência da consciência para defender sua teoria fisicalista. Searle e Chalmers concordam que Dennet está equivocado, mas discordam sobre a implicação do property dualism.

Os melhores deles, para mim, são o Damásio e o Churchland. Não deixe de os ler. O Damásio, inclusive, tem vários outros livros sobre o tema.

O que a metafísica tem a ver com a dialética? Li em um artigo, onde dizia que a metafísica seria a dialética estática e imutável e que estabelece relações intransponíveis e divisões dicotômicas da realidade...

Isso é uma concepção equivocada. Dialética é uma técnica de argumentação lógica. Ou seja, é a arte de argumentar. Alguns filósofos, como Hegel, Marx e seus seguidores colocaram a dialética como um processo inescapável de transformação da realidade, tanto natural quanto social. Isso não é verdade. Nem tudo é dicotômico e, nem sempre a dicotomia conduz a uma síntese. Há situações policotômicas ou difusas, bem como multidimensionais e a transformação da realidade pode se dar por evolução da tese, sem participação da antítese em uma síntese. A metafísica não estabelece nada disso que está dito na pergunta. A metafísica estuda uma categorização da realidade, as relações entre as categorias e coisas desse tipo, não necessariamente (mas também podendo) enquadradas em situações dicotômicas.

Sei que você já disse que nunca tatuaria nada. Porém, se fosse obrigado, tatuaria o quê? Digamos que alguém está apontando uma arma para a cabeça de uma pessoa que você ama e te chantageando com isso.

Tatuaria o símbolo do Anarquismo.

Você acha que jogos de video-game violentos incentivam a violência?

Sim, pois crianças e adolescentes são muito sugestionados e querem imitar seus heróis.

Se a autoridade política envolve tanto controle, como pode ser legítima?

Mas não é. Estado e governo não são legítimos. Leia o livro: "What is Communist Anarchism?" de Alexander Berkman.

Eu claramente era uma criança superdotada, mas meus pais, como são bem ignorantes, não me estimularam à estudar nem um pouco...Será que ainda há algo a se fazer para recuperar o tempo perdido?

Claro. É só se dedicar a ler muito sobre todos os assuntos, a ver vídeos, a estudar. Você só vai se tornar uma pessoa de grande cultura científica e humanista mais tarde, mas vai chegar.

Meu tio que é religioso e sempre me zoa dizendo que eu acredito no Big Bang que foi originado por uma explosão nuclear...Mas ainda nem existiam nêutrons

O Big Bang não se originou de uma explosão nuclear. E nem poderia, pois, então, não havia núcleos e nem partícula elementar nenhuma. O Big Bang foi o início de uma expansão do próprio espaço e não uma explosão. Uma explosão é o lançamento de conteúdo para um espaço circundante. No Big Bang o conteúdo não saiu do lugar. Os lugares é que se afastaram entre si.

Por que um Welfare State não é bom para a economia de um país?

Mas pode ser bom sim. Ou não. Depende de como é conduzido. Na Noruega é bom.

Professor, na sua opinião, chamar uma pessoa de burra não é indelicado, inadequado?

Para se falar diretamente a ela, sim. Mas para se referir indiretamente, de modo genérico, sem especificar quem o seja, não.

Mas se a ''reta'' for uma parábola que partisse do zero, ela assinalaria todos os pontos do contradomínio??? (claro, não seria uma função!)

Uma parábola, com o eixo de simetria paralelo ao eixo das ordenadas é uma função sim. Mas não injetora e nem sobrejetora, ou seja, há mais de um valor de abcissa para cada valor de ordenada (exceto para o vértice) e o conjunto imagem não é todo o contradomínio. Isso não depende de onde esteja o seu vértice. Mas uma parábola com o eixo de simetria inclinado em relação ao eixo das ordenadas não é uma função. Ou com o eixo de simetria paralelo ao eixo das abcissas.

O que seria uma reta assintótica em uma função

Uma reta em relação à qual o gráfico da função se aproxima cada vez mais, sem, contudo, jamais tocá-la.

Uma pessoa que fosse burra conseguiria tirar 1000 na redação do ENEM, visto que a média é de 600 pontos

Isso é extremamente improvável. Sendo burra, nem os 600 pontos ela alcançaria. Porque escrever exige não só conhecimentos gramaticais e bom vocabulário, mas inteligência para articular boas argumentações.

Existe diferença no estado em que nos encontramos quando não existimos, quando dormimos, e quando morremos? Eu não consigo ver nenhuma.

Quando morremos é o mesmo que antes de nascermos, isto é, não existimos. Mas quando dormimos ou desmaiamos, existimos, só não estamos conscientes, isto é, não sabemos que existimos.

Acho que entendi...Então, se a reta for vertical, exatamente, e infinita, ela assinalaria todos os pontos da ordenada y?

Se a reta for paralela ao eixo das ordenadas (que não precisa ser vertical e nem perpendicular ao eixo das abcissas) então ela relaciona um ponto do eixo das abcissas a todos os pontos do eixo das ordenadas. Isso não é uma função, mas uma relação, antigamente denominada "função plurívoca".

Mas o que muda na hora em que alguém diz que a vida humana não tem valor intrínseco, e que a riqueza não é totalmente subjetiva?

A riqueza não é subjetiva e sim o valor que se dá a ela. Não é um valor intrínseco. Quem acha que a vida não tem valor intrínseco (não só a humana), simplesmente é uma pessoa de concepções equivocadas. Há muitos tópicos em que seja válido ter diferentes opiniões a respeito, mesmo contrárias ou contraditórias. Outros contudo, não. São aqueles em que se pode atribuir o caráter de certo ou errado. É legítimo tanto ser de esquerda quanto de direita. Mas é errado ser totalitário. É legítimo ser capitalista ou comunista. Mas é errado ser escravagista. É legítimo ser monogamista ou poligamista. Mas é errado ser machista ou femista. Ser feminista, contudo, é certo. Não é errado ser rico e nem ser pobre. Mas é errado ser opressor. Como é errado ser malvado, ser egoísta, ser invejoso, ser covarde, ser desonesto, ser mentiroso, ser caluniador, ser desleal, ser descortês, ter ódio e muito mais.

Você tem mais amigos que são de direita ou esquerda?

Sim, vários tanto de direita como de esquerda. Tanto ateus quanto crentes. Mas não tenho nenhum homofóbico. Nem criminoso. Nem machista.

O que mais te ajuda a relaxar?

Dormir.

Uma reta que interseta o eixo vertical em apenas um ponto ao longo de toda sua trajetória, horizontal ou não...Eu só queria saber o que configuraria, já que se a intersectação fosse em um ponto do eixo horizontal, ela seria injetiva

Não é porque o gráfico de uma função intercepte o eixo das abcissas que ela é injetora e sim porque não há nenhum elemento do conjunto imagem que seja imagem de mais de um elemento do domínio. A função exponencial, por exemplo, é uma função injetora que não possui raiz. A função y = x³ - 4x + 4 tem uma raiz só e não é injetora. Um gráfico reto paralelo ao eixo das ordenadas, todavia, não é o gráfico de função nenhuma.

Os livros do Atkins de química podem ser lidos no Ensino Médio ?

Claro que podem, tanto o de química geral como o de físico-química. E com proveito, pois são muito mais aprofundados e abrangentes do que os do ensino médio. Isto é, você vai saber muito mais do que é exigido nesse nível, o que é ótimo.

Pois é, professor. Porém, o ônus cabe a quem afirma. E "deus não existe" é uma afirmação. Correto? Ou não? Fiquei confuso.

Não. Incorreto. O ônus caberia se se estivesse afirmando. E dizer que Deus não existe não é uma afirmação e sim uma negação. A não ser que fosse uma evidência que a pessoa quisesse mostrar que seria uma ilusão. Mas a existência de Deus não é evidente. Portanto quem tem o ônus de provar é quem diz que existe.

Presumo que seja fácil recuperar esses 15-20%, ou me enganei?

Depende. Se já se passaram muitos anos de modorra mental, não é fácil. Mas se a pessoa se conscientizou e quer aumentar a inteligência, começando mais cedo, é possível conseguir, com bastante esforço. Desde que, é claro, abandone a preguiça. Porque tem que ser um trabalho contínuo e ininterrupto pela vida toda, em todos os momentos. É uma atitude, uma nova visão de mundo e de vida. Como quem quer emagrecer. Tem que mudar completamente e definitivamente. Sem retorno.

Paul Dirac pode ser considerado um gênio?

Considero que sim.

Se o universo está em constante expansão, o que há além do universo?

Absolutamente nada. Não existe lado de fora do Universo. O Universo é infinito. Mesmo que não fosse, só existiria ele. Ele não é algo imerso em um espaço maior. Ele é todo o espaço existente. Mesmo sendo infinito ele se expande, isso não significando que aumenta de tamanho mas sim que os lugares dele vão ficando cada vez mais afastados, uns dos outros.

Maturidade emocional e inteligência emocional são sinonimos? S

Não. De modo nenhum. São conceitos distintos, mesmo que possuam uma intercessão. É preciso alguma inteligência emocional para se ter maturidade emocional, mas pode-se ter a inteligência sem a maturidade. Inteligência é a capacidade de resolver problemas. Maturidade é a compreensão da vida, a sabedoria, a ponderação.

Nossa, professor. Me sinto meio intimidada com o senhor, pois tu és muito intelectual, sabe? Imagino que seja muito enfadonho conversar com um ser de baixo QI, não? O que gostas de conversar, para "quebrar o gelo'', sabe?

Não é enfadonho. Certamente que não converso abobrinhas. Mas há muito assunto ameno e interessante que não requer muita cultura e inteligência para ser abordado. Por exemplo, locais turísticos, animais, vegetais, moda, costumes, arquitetura, música, culinária, educação e muitos outros. Não vale falar da vida alheia, isto é, fofocar.

Olá, bom dia! Ernesto, a falta de estímulo diminuí a inteligência, e partindo disto, quantos pontos uma pessoa com 130 perderia?

Uma pessoa pode perder uns 15% a 20% no valor de seu QI ao longo da vida em razão de levar uma vida mental preguiçosa.

Você é só vegetariano ou vegano também? Há diferença?

Não. Sou vegetariano não vegano. Vegetariano é quem não come órgãos de animais, como músculos (carne) e vísceras, cujo consumo requer o abate do animal. Vegano é o que come apenas produtos de origem vegetal, não ingerindo leite, laticínios e nem ovos. Em principio o vegetariano também não faz uso de outros produtos animais, como couro, chifres e ossos, que requerem o abate. Mas pode fazer uso de lã, o que o vegano não faz.

O economista Murray Rothbard, em seu livro 'A ética da liberdade', propôs uma ideia polêmica para substituir a adoção, essa ideia é a venda da guarda de crianças para casais interessados. Qual sua opinião sobre isso?

Indecente!

Se uma reta horizontal for intersetada em apenas um ponto, configura injetividade na função, mas se a reta for vertical e for intersetada em apenas um ponto, configuraria o quê?

Se você chama vertical uma reta paralela ao eixo das ordenadas, isso não é uma função. Qualquer outra reta é uma função. Essa interseção que você está se referindo é uma interseção com quê?

http://ask.fm/wolfedler/answers/139933247517 Por que? O que nos impede de ganhar um Nobel? Por que nunca conseguimos?

Porque não temos massa crítica de cientistas. Temos poucos. O Nobel acontece nos países em que a atividade científica é muito bem estabelecida e o volume de produção de pesquisa é bem alto. Não é o caso do Brasil, mesmo que haja pesquisa aqui. No entanto, as melhores cabeças brasileiras, em geral, fazem pesquisa no exterior. Acontece que nem o governo nem o empresariado têm interesse em patrocinar pesquisas no montante que seria preciso para tal. Preferem assimilar o que é feito no exterior, pois sai mais barato. Isso não acontece só no Brasil. São poucos os países do mundo que têm vários Prêmios Nobeis. Geralmente eles são alemães, franceses, ingleses, americanos, japoneses, italianos, austríacos, russos, indianos e poucos de outros lugares. Exceto os da Paz.

A religião pode ser um fenômeno natural planejado pela evolução para melhorar a união e cooperação dentro de grupos?

Para começar, a evolução não planeja nada. O que acontece é por acaso e, então, a seleção faz com que o que se revelar melhor para a sobrevivência fique estabelecido. Não sei se esse é o caso de crenças religiosas. Inclusive porque elas não surgiram com o fito de promover cooperação e sim de explicar o inexplicável. As ideias de fraternidade, solidariedade, compaixão e cooperação surgiram muito depois, já num estágio da existência de civilizações (e não apenas culturas), propostas por pessoas que, por reflexão, concluíram que as atitudes egoístas, competitivas e belicosas não favoreciam o bem geral de todos.

Ernesto, você afirmou que Deus não existe. Se é uma afirmação, o ônus da prova é teu, correto? Então, prove.

De modo nenhum. Se algo não é evidente que exista, não é preciso provar que não existe e sim que existe, se for o caso.

O matemático Godfrey H. Hardy, acreditava que a vida era uma guerra com deus. Uma vez ele pensou ter resolvido a Hipótese de Riemann e mandou uma correspondência à um amigo. Ele acreditou que a carta nunca chegaria ao destinatário, deus nunca deixaria. Filosofia de vida um pouco maluca, Ernesto?

Sem dúvida, especialmente porque Deus não existe.

O fato de eu não ter passado em um concurso implica que eu sou burro?

Resposta corrigida:
Claro que não. Significa que você não dominava os conhecimentos necessários para passar. Uma pessoa pode ser inteligentíssima e não saber um monte de coisas. Do mesmo modo que há quem saiba muita coisa e seja pouco inteligente. Claro que a aquisição de conhecimentos é facilitada para quem seja mais inteligente. Mas quem seja menos também consegue, com mais dificuldade.

quinta-feira, 15 de março de 2018

Aprender múltiplos idiomas ao mesmo tempo exercita mais o cérebro? Compensa?

Se o objetivo for só exercitar o cérebro, compensa. Se for aprender os idiomas de fato, é melhor aprender um de cada vez.

Eu estou apaixonado por duas garotas, e elas também demonstram interesse em mim, se eu ficar com as duas, sem uma saber da outra, é mau-caratismo da minha parte?

É claro que é. Você pode ficar com as duas, mas elas têm que saber disso. Então você pode, até mesmo, sair com ambas, uma de cada lado. Isso não é problema. O problema é mentir.

Mas você não acha que todos os valores são subjetivos?

Não. Não são não. Pode haver os que sejam, mas os mais importantes são objetivos, como a bondade, a verdade, a justiça, a honestidade, a solidariedade, a bravura, a coragem e vários outros. Já a riqueza é subjetiva, da mesma forma que a beleza, apesar dessa ter algum componente objetivo superposto. Ou seja, todo mundo acha lindo o que é lindo e horrível o que é horrível. A subjetividade entra na faixa intermediária.

Eu frequento somente por causa do ambiente, que adoro, e as pessoas, apesar de dogmáticas, são adoráveis e muito inteligentes, então me cativam de alguma forma...Mas sinto-me desconfortável quando pedem para ajoelhar perante a Deus

É só falar para elas que não acredita em Deus e que vai ao templo para curtir a companhia das pessoas interessantes que estão lá.

Ernesto, na epoca de sua graduação, vc ficava angustiado quanto se conseguiria passar no mestrado/doutorado, se conseguiria passar num concurso? Qual concelho vc daria para uma pessoa que pensa constantemente nisso?

Nunca fiquei angustiado por isso. Para tal é só introjetar a visão de mundo de que isso não é importante, mesmo que seja desejável. Nem mesmo ter um curso superior, ou ser rico. O importante é ser feliz e fazer o bem. Se você se convencer que, passe ou não em concursos, entre ou não para a pós-graduação, você continua a ser a mesma pessoa, nem um pouco menos valorizada por isso, você se libertará dessas angústias. Isso, inclusive, pode até permitir que, tendo tranquilidade, você consiga alcançar esses objetivos.

A inveja pode ser benéfica?

De forma nenhuma.

Por que achar que a vida humana não possui valor é um equívoco? Realmente não estou entendendo. Para mim, tudo o que há em jogo são projeções subjetivas. Tudo, no fundo, é desprovido de valor. A raridade de um evento somente confere baixa frequência a ele e nada mais.

Não. Essa opinião não é correta. Há o que tenha valor e o que não tenha. Em geral o valor de algo se mede por sua capacidade de promover o bem. Mas há outros critérios também, como esse da raridade.

Por que é tão ruim se apaixonar e não ter atitude para agir, visto que ela também demonstra interesse em mim? O que fazer nesses casos?

Para vencer a timidez de se declarar o que se tem que fazer é se declara com a timidez mesmo.

mas entao aquela equaçao que eu te passei pra calcular a energia, no número de fótons, fica 2? eu calculei aqui e deu 10^20 hertz, que é a frequência da radiação gama.

Isso já é outra questão. Aí se tem que levar na equação da radiação de corpo negro.
https://en.wikipedia.org/wiki/Black_body
https://en.wikipedia.org/wiki/Wien%27s_displacement_law

Qual o intuito dos velórios, senão para suprir os desejos egoístas daqueles que o fazem? Não é como se um cadáver ficaria chateado caso não se lembrassem dele.

Os velórios não têm nada a ver com o morto, pois ele não existe mais. Eles são feitos para consolo dos familiares, que recebem o apoio das pessoas amigas. Também se presta para que o morto seja socialmente homenageado, o que, também, é positivo para os familiares.

Então, o fato de haver transmutação dos quarks não seria uma causa e não uma condição para que o ocorra?

Não é causa e nem condição. É o fenômeno.

mas essa fórmula se calcula a energia térmica não é? ou isso é apenas a temperatura? e como obter a velocidade dessa equação 3KT/2?

Faça mv²/2 = 3kT/2 e ache v. Para tal tem que saber a massa da partícula (molécula, átomo, íon ou elétron). Isso se tira pelo número de Avogadro.

Mas isso não seria também um valor subjetivo? Digo, há quem ache que a vida humana não possui valor.

Se acha, acha equivocadamente.

Então, o fato de ter havido poucas mulheres que se destacaram no campo da ciência é motivado por esse condicionamento cultural?

Claro, não só na ciência como nas artes, na tecnologia, na política e em muitas outras atividades sociais. Não há nada na condição feminina que diga que mulheres não sejam tão competentes quanto homens para qualquer atividade tida como masculina. Do mesmo modo que homens para qualquer atividade tida como feminina.

Não há uma causalidade para o decaimento beta acontecer?

Não. Os decaimentos alfa, beta e gama são fortuitos. No interior dos núcleos, mesmo dos estáveis, o beta está sempre ocorrendo, juntamente com a captura de elétrons por prótons. Assim nêutrons se transformam em prótons e prótons se transformam em nêutrons o tempo todo. Nos núcleos instáveis isso provoca a ejeção de elétrons do núcleo. Em verdade esses decaimentos se dão por transmutação de quarks.

Por que as mulheres nunca dão o primeiro passo quando estão a fim de um cara, sempre esperam atitude do dele?

Nem sempre, só a maioria das vezes. Mas isso é, apenas, um condicionamento cultural, que precisa ser vencido e o será quando, de fato, a igualdade de gêneros estiver estabelecida. Ainda não está. Por exemplo, quando se vê uma mulher e um homem numa motocicleta, na maioria das vezes o homem pilota e a mulher vai na garupa. Isso não é igualdade de gênero. Em qualquer profissão não há um equilíbrio de pessoas de ambos os sexos exercendo-a. Há casos em que predominam os homens e outros em que predominam as mulheres. As mulheres ainda não contribuem meio a meio no provimento dos lares. Os homens ainda não fazem, meio a meio, os serviços domésticos e o cuidado com os filhos. Ainda há mais mulheres que são "do lar" do que homens. Mas isso vai acabar e espero que no mundo todo, inclusive nos países muçulmanos e hinduístas.

quando surgem um par de particula e antiparticula e se aniquilam, surgem dois fotons em sentidos opostos porque o momento se conserva. isso porque os vetores são orientados em sentidos opostos?

Exatamente

Eu sou ateu, mas frequento uma igreja vez por outra, será falsidade da minha parte?

Depende por que razão você o faz. Se é por uma convenção social, a fim de não ofender a família, não tem problema. Mas se for por uma questão de se garantir de não ir para o inferno, caso Deus exista, é preciso que se pense a respeito e se chegue a uma conclusão e se aja de acordo com ela, ficando teísta ou tornando-se verdadeiramente ateu, caso em que não se justifica ir a nenhum templo religioso, a não ser para admirar a arquitetura.

como calcula velocidade de translaçao das moleculas?

No caso de um gás, a energia cinética média de translação de suas partículas, mv²/2 é dada por 3kT/2 em que T é a temperatura absoluta e k é a constante de Boltzmann, que vale 1,38×10^(−23) J/K .

Quantos livros por ano você acha que uma pessoa deve ler?

Para mim seria bom que todo mundo lesse, pelo menos, dois livros por mês. Mas eu recomendo um por semana. Isso pode ser feito com apenas uma hora e meia a duas de leitura por dia.

tenho 24, mas minha idade óssea é de menos 5 anos.

Este artigo diz que o crescimento se dá até os 18 anos:
http://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-crescimento-e-gh/

Mas os planetas mais próximos não cintilam?

Porque, devido a sua proximidade, a luz que eles mandam e é captada pela Terra é muito maior do que a das estrelas. Portanto, mesmo com as flutuações devido à atmosfera, a variação para mais e para menos em seu brilho é pequena em comparação ao brilho médio, não manifestando, então, a cintilação vista nas estrelas.

Discordo. Não acho que coisa alguma possui valor intrínseco. Caso contrário, haveria concordância unânime, não? Não seria o valor que damos às coisas uma simples qualidade projetada para tal ente? Sendo assim, nada possui valor nem propósito, nós quem criamos. Ou algo teria valor só por ser raro?

Exatamente. O fato de ser rara é que confere valor à vida. Aliás, raríssima. A fração de massa do Universo que corresponde a seres vivos, mesmo que não sejam restritos apenas à Terra, é ridiculamente pequena, quase infinitesimal.

Por que os planetas e estrelas geralmente tem forma de esferas?

Porque eles são formados pelo ajuntamento gravitacional de gás interestelar que se iniciou com uma concentração aleatória em um lugar e essa concentração começou a atrair cada vez mais gás. A gravidade tende a aproximar cada vez mais as partículas do gás e a forma esférica é a que possibilita que elas possam ficar o mais próximo possível umas das outras.

Por que é tão bom ser iludido?

Discordo totalmente. Acho péssimo. Prefiro a verdade, mesmo dolorosa.

Será que algum dia a psicologia se reduzirá à neurociência?

Não se reduzirá,. mas será totalmente decorrente dela.