sexta-feira, 18 de julho de 2014

Acerto

"Caráter é muito mais valioso do que inteligência." Isso é o que você acha para essa situação, ou o que você acha pra qualquer situação? .... Acha ou tem certeza?

Acho. Não há como ter certeza praticamente de nada. Estou, todavia plenamente convencido disso. Normalmente é isso. A inteligência só é mais importante que o caráter se alguma situação emergencial requerer uma solução que só a pessoa disponível com inteligência suficiente para resolver não tiver bom caráter mas se dispor a resolver.

Você acha errado comprar animais de estimação?

Acho. Existem tantos cães e gatos vira-latas abandonados necessitando de adoção que, para mim, não se justifica o comércio de animais de estimação. Ter um cão de raça é só uma vaidade injustificável. Se esse comércio acabar, os que ainda restarem serão doados e as pessoas os criarão como se fossem vira-latas. Em nossa casa temos sete cadelas, três cães e dois gatos recolhidos e adotados. Já recolhemos uns outros vinte ou mais que achamos pessoas para adotar.

Professor, conheço várias pessoas que passaram a se interessar pelo curso superior de física após ter tido contato com seu brilhante trabalho aqui no Ask.‎

Fico contente em ler isso. Acho a Física maravilhosa e o estudo do Universo deslumbrante. Independentemente de qualquer aplicação prática. Vale só para satisfazer a curiosidade sobre o funcionamento do mundo. Mas, é claro, acaba tendo aplicação prática também. Todos os ramos de Engenharia são aplicações da Física e da Química. E a Astronomia, Astrofísica e Cosmologia são ciências fantásticas. São como a música, a pintura e a escultura. Além de conhecimentos, nos oferecem a contemplação de grandes belezas. Outro assunto fenomenal é a Física de Partículas Elementares e Campos. Saber como se comporta a natureza em seus componentes mais básicos é uma experiência cognitiva e estética altamente prazerosa e gratificante. Supre as mesmas carências que as religiões se propõe a suprir, sem precisar de nenhum apelo a realidades etéreas de existência questionável e não garantida.

Qual a diferença de um curso de especialização, um de aprimoramento e um de extensão?‎

A especialização é considerada como um tipo de mestrado sem tese, enquanto o aperfeiçoamento não chega a se focar em um tema. Assim a especialização é tida como mais aprofundada enquanto o aperfeiçoamento é mais abrangente. Extensão é um curso voltado para um público não universitário, em que uma universidade leva à população o resultado prático de suas pesquisas para a solução dos problemas cotidianos.

O que você acha das pessoas que elogiam hitler como se ele tivesse sido a melhor pessoa da terra? Por exemplo, dizem que ele é um gênio,uma pessoa muito inteligente,blá blá blá.‎

Pode ser que ele tenha sido um gênio. Mas seu mau caráter deita tudo a perder. Caráter é muito mais valioso do que inteligência.

Professor, o que é velocidade de escape?‎

É a velocidade com a qual se precisa lançar um objeto contra alguma gravidade para que ele vá perdendo velocidade pelo freiamento que a gravidade vai provocar, mas tenha ímpeto suficiente para prosseguir até que a ação da gravidade não se faça mais presente e o objeto escape. Para se calcular o seu valor considera-se que não haja atrito e nem propulsão, de modo que o sistema seja conservativo e, então, se considera que a energia mecânica seja nula, pois, ao escapar da gravidade não há energia potencial e, então, ter-se-á perdido toda a energia cinética. Como a energia potencial gravitacional vale -GMm/r e a cinética mv²/2, se o total for nulo, obtém-se para a velocidade de escape o valor de √(2GM/r), em que M é a massa do astro de que se deseja escapar, r é a distância ao centro dele em que se está e G é a constante da gravitação universal.

O senhor estuda Sociologia?‎

Não de modo formal, mas tenho estudado sociologia diletantemente há muito tempo, sempre que surge uma vaga em meio a meus estudos de física, cosmologia, filosofia, neurociências e outros temas.

Qual a teoria mais bem aceita sobre o surgimento dos primeiros seres humanos?‎

A Teoria da Evolução pela Seleção Natural é que explica satisfatoriamente não só o surgimento da espécie humana como também a das demais espécies vivas deste planeta. Só não explica o surgimento da vida a partir da matéria inanimada, para o que acho que a hipótese de Oparin-Haldane seja a melhor proposta. Mas ainda não é uma teoria, já que não está comprovada.

Ernesto, em sua opinião, uma pessoa que diz não se sentir atraída por negros, é racista?

Não. A atração, e mesmo, a admiração de alguém pode ser voltada ou não para algum grupo com características que, inclusive, podem ser raciais, além de outras, sem que isso signifique, absolutamente, racismo. Racismo seria se a pessoa considerasse que o pertencimento a alguma raça implicasse na ausência de algum tipo de valor, como inteligência, caráter, personalidade ou outras e, com isso, tivesse, em relação a pessoas dessa raça, algum tipo de intolerância ou atitude prejudicial, em razão da pessoa ser da raça considerada.

Se deus já sabe tudo que iremos fazer mesmo antes de nós nascermos, então, ele e um homicida premeditado por condenar almas ao inferno as quais ele já sabia o destino mesmo dando livre harbitrio?‎ ­

De fato, se existisse, seria mesmo. O livre arbítrio e a existência de um deus como se considera que seja, com atributos de onisciência e onipotência, são contraditórios.

A ética é uma moral universal?‎

Não. Ética é o estabelecimento de princípios filosóficos que a moral deve seguir. Mesmo uma moral universal seria outra coisa. Moral é uma disciplina normativa, que prescreve, permite ou proíbe tipos de ações às pessoas, enquanto a ética estuda que critérios devam, teoricamente, nortear tais prescrições, permissões ou proibições. O ideal é que a moral fosse, de fato, universal e completamente conforme o que estabeleça a ética. Se assim o fora, esta moral universal estaria completamente de acordo com a ética, mas não seriam, ainda, a mesma coisa, pois se tratam de disciplinas de categorias diferentes. Uma especulativa (a ética) outra normativa (a moral).

Minha mae estava falado que leu em um livro de alguem famoso, mas nao lembro o nome, q o socialismo ideal seria um capitalismo q evolui tanto q acaba se tornando meio q um socialismo. Isso é verdade ? nao sei se expliquei bem a pergunta‎

Isso é o comunismo e não o socialismo. A diferença é que, no comunismo, a posse dos meios de produção e de prestação de serviços é compartilhada por todos enquanto no socialismo não é de ninguém e sim do estado. Marx propôs a via socialista para atingir o comunismo mas ela não é boa. A melhor forma de se chegar ao comunismo é pela exacerbação e pulverização total do capitalismo de modo que todos se tornem capitalistas e ninguém seja trabalhador assalariado, mas sócio do empreendimento em que trabalha. Com a distribuição do capital por todos os trabalhadores se atingirá o comunismo, pois tudo será de todos.

o que é carga elétrica? existe uma definição clara?‎

Carga elétrica é a propriedade de um sistema que o capacita a exercer e sofrer ação elétrica de atração ou repulsão, conforme as cargas sejam de tipos contrários ou do mesmo tipo, respectivamente. Também pode ser entendida como a fonte (positiva) ou o sumidouro (negativa) do fluxo de campo elétrico. Operacionalmente (isto é, do modo a poder ser medida) a carga é definida em termos da intensidade da força que sofre ou exerce em idênticas circunstâncias.

Por que não é marxista? Quais suas maiores objeções quando a Marx?‎

Sua proposta de atingimento do comunismo por meio de uma revolução e da implantação de um socialismo de estado totalitário e de partido único, como via provisória para o comunismo. Essa provisoriedade se tornou tão prolongada que o socialismo estatal passou, até, a ser chamado de comunismo. Isso quanto à política e economia. Filosoficamente eu discordo de que o motor da evolução social seja apenas a economia. E discordo também da interpretação completamente dialética de todos os fenômenos, tanto sociais quanto naturais. A dialética é uma das formas de evolução das ocorrências, mas não a única. Há muitos eventos que não se processam dialeticamente.

Qual a diferença entre oscilador harmônico simples e movimento harmônico simples?‎

Oscilador é um sistema que executa um movimento harmônico simples, que é um fenômeno. São categorias diferentes. Oscilador é uma coisa, movimento é um evento.

O que deu a origem de tudo? Inclusive o universo?

Nada. Tudo surgiu espontaneamente por acaso. Tanto o Universo quanto a vida e a inteligência e consciência.

O calvinismo ajudou muito a moldar a civilização Ocidental. Eu não sei porque o sr classifica a religião como algo ''inútil'' sendo que nunca surgiu uma civilização sem base religiosa.‎

Isso porque, historicamente, as civilizações surgiram a partir de culturas ou de outras civilizações mais primitivas formadas por pessoas que desenvolveram crenças sobrenaturais em razão de não acharem explicações naturais para muitos fenômenos. Atualmente não há mais sentido em se apelar para explicações sobrenaturais para nada. Portanto não é preciso haver mais religião. Nisso eu concordo com Conte, apesar de não ser positivista. E com Nietzsche, apesar de não ser niilista. As religiões atravancam o progresso porque são dogmáticas e não admitem rever seus conceitos. Daqui para frente o desenvolvimento da humanidade, inclusive social e, até mesmo, ético, vai depender do abandono das religiões.

O senhor prefere a direita ou a esquerda ?‎

Esquerda, sem a menor dúvida. Mas não o socialismo. O bom é o comunismo não marxista. Já discorri muito sobre isso. Procure em meus blogs.

Mas a liberdade econômica é muito restrita, e nossa política é uma ''máfia'', e no que toca a religião, queria que a maioria dos brasileiros fossem calvinistas, isso ia impulsionar muito o espírito capitalista nos brasileiros.‎

O calvinismo é péssimo por considerar que existe predestinação. Isso é uma aberração metafísica. Além do mais é uma facção do cristianismo, que não é nada recomendável como opção de vida. O bom é ser ateu ou agnóstico. As crenças religiosas, mesmo que não se tenha religião, são, todas elas, um engodo. E o espírito capitalista não é uma coisa boa também. O bom é o espirito comunitarista.

Nosso livre-arbítrio é uma ilusão? Como saber de antemão todas as escolhas possíveis para que haja a liberdade de escolha?‎

Mesmo que não se conheça todas as possibilidades de escolha, isso não significa que não se tenha a liberdade interior de fazer a escolha que resolver, caso conhecesse todas elas. Inclusive se não se puder escolher por se estar coagido, isso não significa que não se pudesse escolher se não estivesse coagido. Sendo assim, o livre arbítrio continua a existir, mesmo que não se consiga exercê-lo, ou por coação, ou por ignorância. Livre arbítrio é a possibilidade de decisão livre. Não haver livre arbítrio significaria que, mesmo não havendo nenhuma coação e se conhecendo todas as possibilidades, não se poderia optar por outra escolha senão a que fosse determinada internamente. Como se houvesse uma espécie de destino inescapável, o que não existe.

Qual a definição de livre-arbítrio?‎

Livre arbítrio é a capacidade de tomar decisões com liberdade de escolha entre várias possibilidades, isto é, não ser naturalmente obrigado a certa possibilidade, uma vez não estando coagido externamente a fazê-lo.

Sim, mas os Estados Unidos tem uma ampla liberdade econômica, política e grande parte da população é cristã, e são a maior nação do mundo. Acho que se o Brasil seguisse os mesmos passos dos EUA, seríamos um país muito melhor.

O Brasil também tem liberdade econômica e política, a população é cristã na maioria e, no entanto, não é rico como os Estados Unidos. A razão não está nesses fatos. A Arábia Saudita não é cristã, não tem liberdades e também é rica. O Japão é rico e não é cristão. A Grécia tem liberdades, é capitalista, é cristã e não é rica. Israel não é cristão e é rico (per capita). O Brasil segue os passos dos Estados Unidos sim. E não fica rico. A diferença é o espírito trabalhador e disciplinado do povo e a existência dos recursos naturais. Isso só em parte vem da religião. Portugal já foi rico e empobreceu. Mas é cristão.

Como a física lida com o que não é espaço nem tempo?‎

Todos os fenômenos físicos (movimento e interação) que se dão com os constituintes do Universo (campo, matéria e radiação) ocorrem no espaço e no tempo. O que não se dê neles não é físico, é metafísico.

Ernesto, o senhor não acha que os 3 principais elementos para se ter uma nação próspera são a democracia, o capitalismo e a religião?

Não. Nenhum desses elementos determina a prosperidade. Nações democráticas, capitalistas e religiosas podem perfeitamente serem completamente pobres. Da mesma forma que o oposto deles não o faz. Nações autocráticas, socialistas, comunistas e irreligiosas também podem ser perfeitamente pobres. A prosperidade advém da riqueza de recursos naturais disponíveis e do trabalho do povo da nação. Se essa riqueza vai ser concentrada sob o poder de alguns que dominam o povo ou distribuída aí sim, pode depender do modelo político, econômico ou religioso. Há religiões que podem favorecer a prosperidade generalizada, como o cristianismo protestante. Outras a concentração de riquezas por poucos, como o islamismo. Mas há países islâmicos e cristãos pobres e ricos, como os há de outras religiões e ateus. Há países socialistas ricos e pobres, bem como democráticos e autocráticos.

O que é Teologia?

Teologia é o estudo das divindades e da realidade sobrenatural com base nas pretendidas "revelações" que as divindades tenham passado aos seres humanos, como a Bíblia, o Corão e outras ditas "Escrituras Sagradas", bem como pelas interpretações que as pessoas consideradas doutas a respeito por cada religião tenham feito a respeito.
http://wolfedler.blogspot.com.br/search?q=teologia

Professor, pq dizes que teologia é um conhecimento inútil se grandes mentes da ciência como Isaac Newton dedicaram boa parte de sua vida estudando-a?‎

Isso foi uma lamentável perda de tempo na vida deles. Se tivessem deixado a teologia de lado e se dedicado à ciência e à filosofia, com o poderoso intelecto que possuíam, poderiam ter dado contribuições mais notáveis ainda ao progresso do conhecimento da humanidade. Infelizmente não alcançaram o nível de tirocínio suficiente para concluírem como é um logro se preocupar em discutir as propriedades de algo que não existe.

O livre-arbítrio é um conceito socio-antropológico, não neurobiológico. A questão não é se podemos ser previstos, é se faz sentido responsabilizar alguém por suas ações, e isso faz, porque pode-se a partir disso agir com a pessoa de forma a reforçar ou desestimular tais ações.‎

A sociologia é redutível à psicologia, esta à biologia, esta à química e esta à física. Logo a existência do livre arbítrio como fato social humano advém da psicologia humana, que advém da biologia humana, que advém da química, que advém da física. Isto é, só existe livre arbítrio porque a física não é determinística.

Você tem o péssimo hábito de fazer perguntas tendenciosas?‎

De modo nenhum. Abomino esse comportamento. Como abomino o sarcasmo, a ironia, as indiretas, o deboche e atitudes similares. Gosto da palavra franca e direta, sem subterfúgios, sem segundas intenções, sem estratégias enganosas. Conversa limpa, honesta, sincera, que não tapeie, constranja nem ridicularize ninguém. E que não faça uso de recursos erísticos, nunca. Toda discussão tem que ser levada a serviço da verdade e não da vitória.

Vc não acha que é coisa de mulherzinha protestar pelos direitos dos animais?Como se,só pq temos alternativas disponíveis para nos alimentar,vestir,se entreter, fosse errado explorar animais para o nosso prazer e conveniencia?Não acha cômico elas não perceberem que toda essa luta esteja sendo em vão?‎

Não é coisa de "mulherzinha" não. É uma atitude humana, independente de sexo ou qualquer outra condição. Decorre da capacidade humana de possuir empatia, ou seja, de se colocar no lugar do outro e sentir o que ele sente. Isso gera a ética, ou seja a concepção do que seja certo ou errado. E mostra que, se não se deseja que outrem nos mate para comer, não se pode matar outrem para comer, no caso desse outrem ser senciente, isto é, capaz de experimentar a percepção psíquica de prazer e dor. Neste caso seria lícito matar em legítima defesa, como se dá em relação a outro humano. Isso também autorizaria a matar mosquitos, baratas e ratos que estivessem ameaçando a saúde pessoal. Mas não vacas, porcos e frangos.

Professor, o que o senhor pensa sobre livre arbítrio? Questiono no aspecto geral mesmo, não apenas nas religiões.‎

A questão que tem sido colocada é se isso existe ou não. Isto é, se a pessoa pode mesmo decidir o que faz ou se suas ações são determinadas pelas circunstâncias. Pelo que posso observar e pelo que sei, a pessoa tem escolha sim. Ela é capaz de decidir o que fazer, mesmo contrariando suas propensões. Ou seja, exceto em patologias patentes, é possível imputar responsabilidade pelos atos de qualquer pessoa de gozo das faculdades mentais e que esteja agindo sem nenhuma coação explícita. Tal liberdade só pode acontecer porque o comportamento profundo da natureza, em nível subatômico, não é determinista. Se assim o fora, não haveria possibilidade de existir livre arbítrio.

Matar 1 pessoa para salvar mais 10 seria anti-ético? (hipoteticamente)‎

Depende. Se houver certeza de que esse um vá morrer, mas houver chance dos dez se salvarem, acho que o ético é não matar o um. Mas se isso for uma certeza, acho ético que se deixe o um morrer para salvar os dez. Especialmente se esse um for quem iria provocar a morte dos dez. Neste último caso, se não houver modo de impedir sem matá-lo, inclusive se tem a obrigação de matá-lo. Todavia é difícil se dar uma regra genérica sem conhecimento da especificidade do caso.

O senhor, como anarquista, vota em eleições? O que acha de política partidária

Voto, porque assim é que são as coisas por enquanto e eu quero que os legisladores e governantes sejam as pessoas que mais possam influir para que a sociedade se transforme, para que a renda seja mais distribuída, para que haja mais justiça, menos crime, mais educação, mais saúde, mais prosperidade. Assim acontecendo as condições para que a sociedade evolua para uma situação em que se possa dispensar o governo serão obtidas em menos tempo.

Por que sentimos ciúme?‎

Porque não somos suficientemente educados e nos deixamos dominar por instintos de posse que foram forjados desde os animais que nos precederam no processo evolutivo como uma vantagem em termos de sobrevivência com sucesso. Com o advento da civilização, tais comportamentos passaram a ser destrutivos para a coletividade como um todo e precisam ser superados por um trabalho educativo no sentido de se libertar do egoísmo, da possessividade, da competitividade e buscar o altruísmo, a magnanimidade, a colaboração, a solidariedade, o compartilhamento. Isso inclui o compartilhamento dos parceiros amorosos para o bem e a felicidade geral.

Discordo de sua idealização social anarquista, em específico, no âmbito da desenvoltura de um "espírito competitivo". Creio que seja algo inerente ao ser humano, desde seu princípio temos competitividade. Por ser intrínseco ao mesmo, não se discute, a despeito de seu grau evolutivo.‎

Nada disso. Do mesmo modo que a maldade e a bondade e o egoísmo e o altruísmo, a competição e a colaboração são capacidades inerentes ao ser humano. Optar por uma ou pela outra é uma questão de educação. A civilização surgiu, justamente, para conter os ímpetos negativos da humanidade e propiciar condições para uma convivência fraterna, harmônica, justa, pacífica, aprazível. Sem que uns queiram superar os outros e todos colaborem para o proveito geral. Ainda não somos suficientemente civilizados para todos abandonarem a maldade, o egoísmo e a competição em favor da bondade, do altruísmo e da colaboração. Mas isso é uma questão de tempo. A evolução social da humanidade tem caminhado, justamente, nesse sentido nos últimos milênios.

O que seria o certo e errado?‎

Certo e errado são qualificações de ações e, portanto, objeto da ética. Seres não possuem tais qualificações. Logo elas não são ontológicas. Da mesma forma que não são estéticas nem fenomenológicas. Há quem as atribua um aspecto epistemológico. Todavia a qualificação epistemológica que corresponde a essas palavras seria verdadeiro e falso. Eticamente uma ação é certa se atender aos critérios de maximizar a felicidade para o maior número de seres, não causar dano, dor, sofrimento, prejuízo, tristeza ou nada de ruim a outrem, à sociedade ou à natureza, poder ser erigida como algo a ser prescrito para que todos a façam e ser de sorte a que se deseje ser objeto dela. Todavia, mesmo que possa provocar algum dano, uma ação pode ser considerada certa se objetivar um bem maior do que o dano provocado. Mas esse bem não pode ser um bem particular em prejuízo do bem global ou de outrem. Caso sejam de forma oposta a isso, seriam ações erradas. Note que tais qualificações não necessariamente correspondem à moralidade ou imoralidade das ações, pois estas são qualificações referentes ao que a sociedade, em dada época, lugar e grupo social, considera que sejam permitidas, prescritas ou proibidas, sejam certas ou erradas. O ideal é que a moral seja aderente à ética, mas isso nem sempre acontece, já que a moral é estabelecida, geralmente (nem sempre, contudo), para o atendimento de interesses de grupos dominantes. Assim, há condutas, comportamentos e ações morais que ferem a ética, bem como imorais que não ferem a ética.

Professor, pro Senhor, do que é feita a realidade?‎

A realidade são os elementos objetivamente existentes fora das mentes, isto é, que não depende de quem os perceba para existir. Fundamentalmente tudo o que existe no Universo é feito de campo, que não é feito de nada mais primitivo do que ele. As partículas constituintes da matéria são quantizações fermiônicas de campo e as mensageiras das interações são quantizações bosônicas de campo. Tal conteúdo gera um espaço para o conter e as alterações no estado desse conteúdo geram o tempo em que ocorrem. A realidade é, pois, as estruturas de campo, matéria e radiação, bem como as ocorrências que se dão com elas, ou seja, movimento e interação. Tudo o mais é decorrente disso, inclusive os pensamentos e as estruturas sociais, políticas e econômicas. As ideias, os valores, os conceitos e todas as abstrações são um tipo de realidade não física mas que só existem porque existem seres dotados de mentes para as conceber. E esses seres são entidades naturais. Ou seja, não existe nenhuma realidade objetiva não natural.

O quê achas de todas essas coisas qual os colunistas de revistas como veja, estadão, etc, ficam falando de Dilma implantar comunismo no Brasil?

Isso é só porque eles querem minar a candidatura dela à presidência perante a população que acha que comunismo seja algo ruim, pois pensam que comunismo seja, necessariamente, um regime totalitário e sem liberdades. Também não quero a reeleição da Dilma, mas por outras razões. Nem quero o Aécio também. Mas não há perigo da Dilma tornar o Brasil comunista. Se essa fosse, mesmo, a intenção dela, eu votaria nela, pois sou comunista. Só que não marxista e nem a favor de regime totalitário nenhum. Essas revistas e jornais defendem o capitalismo liberal, justamente aquele mais desigualitário que existe. Eles querem privilégios para o empresariado em detrimento do bem geral do povo. Como a turma do von Mises e do Rothbard. O que é preciso é que o povo seja esclarecido sobre o que seja, de fato, comunismo, para ver que é algo bom e não um socialismo estatal como se deu na União Soviética, isso sim, que é ruim.

Ernesto, hoje em uma conversa com meu professor de filosofia, ele me disse que o poliamor não existe, que não é possível amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Eu não tive paciência de [tentar] discutir com ele, pois ele não debate com ninguém, ele simplesmente impõe. O que me diz a respeito?

Duas coisas: Ele está equivocado em seus conceitos e está errado em sua atitude. Como filósofo (e um professor de filosofia tem que ser um filósofo), ele precisa estar aberto a todas as possibilidades de opiniões, bem como a ser contestado pelos alunos, que têm que ser respeitados nas discordâncias e, ou convencidos de seus erros por argumentos ou acatados com a mudança do modo de pensar do professor, aceitando as ponderações sobre os seus próprios erros. Quanto ao poliamor, isso é perfeitamente possível e não é incomum, sendo vivenciado por muita gente e objeto, inclusive, de muitas obras literárias e, mesmo, de letras de músicas. A imposição social de univocidade relacional, com a decorrente necessidade de escolha e rejeição da vivência de outros amores em favorecimento de um único, é fonte de muita tristeza para muita gente. Isso é facilmente constatado pelo relato de muitas pessoas.

Acha que os BRICS já podem ser considerados um bloco econômico, visto que já fundaram um banco para apoiar o desenvolvimento dos países participantes?‎

Ainda não. Para assim o serem, também precisariam desenvolver políticas aduaneiras facilitadoras do intercâmbio mútuo e outras medidas de proteção recíproca que ainda não foram estabelecidas e não sei se há interesse nesse sentido. Por exemplo a dispensa de visa nos passaportes para as viagens entre eles.

Quando a eficiência compromete a eficácia?‎

Eficiência se prende ao processo, eficácia ao resultado. Um processo é eficiente quando seja feito com a minimação do tempo, esforço, dificuldade e custo. Eficaz é um trabalho que produz um resultado melhor, mais perfeito. Geralmente o aumento da eficiência reduz a eficácia e vice versa. Para mim, a eficácia é prioritária e a eficiência deve ser buscada sem compromisso da eficácia. Isso se chama "Efetividade".
http://www.tron.com.br/blog/2010/04/a-diferenca-entre-eficiencia-eficacia-e-efetividade. Todavia, em geral, os administradores e economistas vêem essas coisas do ponto de vista empresarial e não da população, ou dos consumidores. A visão sociológica é a de que empresas só se justificam pelo benefício social que prestam. Então, a efetividade tem que se balizar no melhor resultado para a sociedade como um todo, e não para a empresa. Com isso a eficácia tem prioridade sobre a eficiência. O que não significa que esta não deva ser buscada. Só que não pode ser priorizada.

Você acha que a competição é ruim em todos os casos, mesmo nos esportes?‎

Acho. Isso é o que eu não gosto no desporto e nem no esporte. Acho válido e, mesmo, muito bom, atividades físicas, desde que não envolvam competição. Duas são as razões. Primeiro porque isso desenvolve o espírito competitivo, que deve ser abolido em favor do espírito de cooperação e solidariedade. Segundo porque competição envolve que alguém seja derrotado e isso não é bom para ninguém. O que é preciso vencer não são os outros, mas as próprias limitações.

Por que as pessoas são tão más umas às outras?

As pessoas não são tão más. Há pessoas que cometem maldades. Poucas cometem muitas maldades e grandes maldades. Essas são as "tão más". Mas são uma pequena minoria. A grande maioria comete poucas maldades e pequenas maldades. Essas são as normais. Há quem quase não cometa maldades. São as boas. E há as que praticamente não cometem maldade nenhuma, além de fazer muita bondade. Essas são as muito boas. Ninguém é completamente bom e nem completamente mau. A razão de haver a possibilidade de cometer alguma maldade é a própria natureza humana que tem essa capacidade, bem como a capacidade de cometer bondade. Há estudos que dizem que existe gens que bloqueiam a empatia (ou que não a provocam). É a empatia que nos permite nos colocarmos no lugar do outro e sentirmos o efeito nocivo ou benéfico de nossas ações sobre ele, fazendo que sintamos repugnância em agir no sentido de causar prejuízo, sofrimento, tristeza ou, mesmo, incômodo a outrem. Mas, mesmo a falta de empatia, não é justificativa ética para a maldade.
http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=1859:instintos-negros&catid=9:artigos&Itemid=83
http://papodehomem.com.br/o-ser-humano-e-mau/
Leiam os livros:
Evil Genes - Barbara Oakley
(tenho outro em casa que agora não me lembro - postarei depois)

Por que as pessoas são tão más umas às outras?

As pessoas não são tão más. Há pessoas que cometem maldades. Poucas cometem muitas maldades e grandes maldades. Essas são as "tão más". Mas são uma pequena minoria. A grande maioria comete poucas maldades e pequenas maldades. Essas são as normais. Há quem quase não cometa maldades. São as boas. E há as que praticamente não cometem maldade nenhuma, além de fazer muita bondade. Essas são as muito boas. Ninguém é completamente bom e nem completamente mau. A razão de haver a possibilidade de cometer alguma maldade é a própria natureza humana que tem essa capacidade, bem como a capacidade de cometer bondade. Há estudos que dizem que existe gens que bloqueiam a empatia (ou que não a provocam). É a empatia que nos permite nos colocarmos no lugar do outro e sentirmos o efeito nocivo ou benéfico de nossas ações sobre ele, fazendo que sintamos repugnância em agir no sentido de causar prejuízo, sofrimento, tristeza ou, mesmo, incômodo a outrem. Mas, mesmo a falta de empatia, não é justificativa ética para a maldade.
http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=1859:instintos-negros&catid=9:artigos&Itemid=83
http://papodehomem.com.br/o-ser-humano-e-mau/
Leiam os livros:
Evil Genes - Barbara Oakley
(tenho outro em casa que agora não me lembro - postarei depois)

É provável que a ciência evolua muito e depois estagne?‎

A curva de evolução científica é uma curva logística, mas ainda estamos na fase anterior ao ponto de inflexão. Todavia o patamar de cessação do progresso ainda está muito longe de ser alcançado. Isso ainda levará muitos milhares de anos.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fun%C3%A7%C3%A3o_log%C3%ADstica

Depois do aberrante 50 Tons de Cinza, o Capitalismo começa espalhar Literatura Infantil Gay? O Estado deve intervir? http://oglobo.globo.com/cultura/livros/editoras-apostam-em-literatura-infanto-juvenil-gay-13244487‎

Isso não é o que se possa considerar uma proposta capitalista e sim uma proposta cultural. O capitalismo apenas a adota porque é um meio de ganhar dinheiro. Claro que o estado não deve intervir. Para quê? Para proibir? Mas isso é ótimo! É bom que os adolescentes considerem que ser homossexual seja algo completamente normal. Então a literatura tem que abordar o tema com a mesma naturalidade com que aborda o amor heterossexual, sem preconceito contra nenhum dos dois. Foi o que aconteceu com a quebra do tabu da virgindade feminina antes do casamento, movimento salutar que permitiu às meninas fazer sexo sem ter que esperar o casamento e aos meninos poder fazer sexo sem ser com prostitutas. Isso, inclusive, colabora para a extinção da prostituição, atualmente mais reservada para adultos. Falta, ainda, a liberação do poliamor.

Existe arbitro de futebol numa sociedade anárquica? Os esportes possuem mediadores?

Em uma sociedade anárquica pode haver de tudo, menos governo. Certamente que, sendo também comunista, muitas atividades serão extintas, por falta de necessidade, como políticos, bancários, banqueiros, advogados, juízes, policiais, militares, contadores, despachantes, corretores de imóveis. Idealmente, também acho que não deveriam haver sacerdotes. Poderiam haver árbitros desportivos, mas em preferiria que as atividades esportivas (e não desportivas) fossem sem competição, porque vai contra o espírito do anarquismo.

Existe arbitro de futebol numa sociedade anárquica? Os esportes possuem mediadores?

Em uma sociedade anárquica pode haver de tudo, menos governo. Certamente que, sendo também comunista, muitas atividades serão extintas, por falta de necessidade, como políticos, bancários, banqueiros, advogados, juízes, policiais, militares, contadores, despachantes, corretores de imóveis. Idealmente, também acho que não deveriam haver sacerdotes. Poderiam haver árbitros desportivos, mas em preferiria que as atividades esportivas (e não desportivas) fossem sem competição, porque vai contra o espírito do anarquismo.

Acredita que a miscigenação diminui o q.i ?‎

De modo nenhum. A miscigenação, pelo contrário, tende a aprimorar as potencialidades humanas, bem como de outras espécies. Além do mais não há diferença entre os níveis médios de inteligência das ditas "raças" da espécie humana.

Ernesto, toda estrela de nêutrons possui um pulsar? Além disso, o que é matéria degenerada?‎

Uma estrela de nêutrons não possui um pulsar. Ela "é" um pulsar.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pulsar
http://pt.wikipedia.org/wiki/Estrelas_de_n%C3%AAutrons
Nem todas, contudo, o são. Só as menores e de rápida rotação, em que o eixo magnético não coincida com o eixo de rotação.

O que há depois de plutão? Se conhecemos mais de 2 mil planetas,onde estão exatamente? Por que só conhecemos esses (Saturno,Júpiter) direito?

Depois de Plutão, no Sistema Solar, existe o cinturão de Kuiper e a nuvem de Oort. Esses planetas que estão sendo descobertos não pertencem ao Sistema Solar e sim a outras estrelas. Antes não eram conhecidos porque os telescópios não o permitiam. Agora há mais recursos de observação, não só em telescópios orbitais, como de outras faixas de frequências, bem como os telescópios montados em arranjos em redor do mundo.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cintura_de_Kuiper
http://pt.wikipedia.org/wiki/Nuvem_de_Oort
http://pt.wikipedia.org/wiki/Exoplaneta
http://pt.wikipedia.org/wiki/Telesc%C3%B3pio_espacial
http://gloria-project.eu/en/

Professor, é verdade que ''qualquer coisa'' pode se transformar num buraco negro, desde que seja esmagada até caber numa esfera com 3,11 x 10^-17 metros de raio?‎

Não. O tamanho aquém do qual algo se torne um buraco negro depende da massa. Isso é dado pelo "raio de Schwarzschild", que vale:
r = 2Gm/c² = 1,48E-27 X m (m em kg, r em m).
Todavia, para reduzir algo a essa dimensão, dependendo da massa, há que se aplicar uma pressão tão intensa que não há nada que o consiga.

"contra fatos não há argumentos!" Concorda?‎

Não. Os fatos podem mostrar o que aparenta ser algo mas que, em verdade, seja outra coisa. Por isso têm que ser examinados, estudadas suas causas, seu contexto, suas circunstâncias e tudo o mais. Ou seja, há que se argumentar sobre eles.

Os fatos falam por si?

Não. Eles precisam ser analisados e interpretados à vista das circunstâncias, das causas, dos fatores, do contexto e tudo o mais.

Como surgem os buracos negros?

Os buracos negros estelares são um dos resultados finais da evolução de uma estrela. Depois de consumir o hidrogênio, fundindo-o em hélio, as estrelas passam a fundir o hélio e os elementos que lhe seguem até o ferro. Depois a fusão passa a ser endotérmica, não se realizando, o que faz cessar a pressão da radiação que impede a contração pela gravidade. Acontecendo isso, a estrela desaba sobre seu núcleo e ricocheteia, explodindo em nova ou supernova. Se o caroço remanescente tiver massa até 1,4 sóis (limite de Chandrassekhar), ele se torna uma anã branca, em que a pressão quântica dos elétrons confinados em seus níveis mais baixos de energia pelo princípio da exclusão de Pauli impede uma contração maior. A estrela fica milhares de vezes menor. Se a massa estiver entre 1,4 e 2,7 massas solares, a gravidade injeta os elétrons nos prótons, formando nêutrons e toda ela se transforma em um único núcleo atômico, formando uma estrela de nêutrons, cuja contração ulterior é contida pela exclusão de Pauli dos nêutrons, ficando a estrela bilhões de vezes menor, como uma "Estrela de Nêutrons". Se a massa do caroço for maior do que 2,7 massas solares (limite de Oppenheimer-Volkoff), os nêutrons são injetados uns dentro dos outros, formando um hiper-híperon com massa da estrela toda, o que terá uma dimensão menor do que o raio de Schwrzschild, isto é, tornando-se um Buraco Negro.

Ernesto, o que achas da teoria do Multiverso?‎

Há dois conceitos de Universos Paralelos: o quântico e o relativístico. São diferentes. Considero que ambos não existem. No caso quântico seriam possibilidades não realizadas aqui. Para mim elas, simplesmente, ficam goradas. Não acontecem em lugar nenhum. A ideia surgiu por não se admitir o caráter probabilístico da natureza apresentado pela Mecânica Quântica. O próprio Einstein havia dito que "Deus não joga com dados". Acontece que joga sim. Além, é claro, de nem existir. A concepção relativística é de que os Buracos Negros seriam tuneis de passagem para outros universos. Isso é só uma possibilidade que as soluções matemáticas apresentam. Não significa que, de fato, é o que existe. Como as soluções negativas de um problema que se resolve com uma equação do segundo grau e que são rejeitadas porque a resposta tem que corresponder a algo positivo.

Professor, acreditas que o socialismo daria certo no Brasil?

Depende. Há várias modalidades de socialismo. O socialismo ditatorial, de estado, como aconteceu na União Soviética e seus satélites, é péssimo. O tipo de socialismo democrático, mesclado com capitalismo, como acontece nos países escandinavos, é bom. O capitalismo é mau se for completamente livre de algum controle e concentrado em poucas pessoas. Um capitalismo controlado e mesclado com socialismo é bom. O ideal, enquanto não se atinge um comunismo anárquico, é a Social Democracia em um "Estado de Bem-Estar Social". Isso dá certo em qualquer lugar. Mas seu estabelecimento não pode ser por decreto. Tem que ser por conquistas sociais gradativas, de modo que seja assimilado sem traumas. Mas não tão gradual. É preciso que se aprovem leis (pois tudo tem que ser dentro da legalidade) de participação societária de trabalhadores nas empresas, por exemplo. De combate eficiente e eficaz da corrupção, com aplicação de penas duras para corruptos e seus corruptores, sem refresco. Inclusive, e especialmente, no caso de juízes, policiais, políticos e empresários, que alem de duras penas na cadeia teriam que ser proibidos de atuar em suas ocupações para o resto da vida e terem os bens confiscados para ressarcir os prejuízos causados. Com essas medidas é possível e bom se instalar um sistema socialista democrático (sem partido único) que seria muito benéfico para o povo e, mesmo, para o empresariado, desde que este não pretenda se locupletar ilimitadamente às custas da privação da prosperidade generalizada do povo. Não é o ideal, como o comunismo anárquico, mas é um bom caminho para atingi-lo. Note que comunismo não é o que se costuma chamar de comunismo, isto é, um regime ditatorial de economia estatal. Isso é socialismo de estado. Nele ninguém é dono de nada, tudo é do estado. No comunismo todos são donos de tudo. Não há empregados.

como explicar esse "teatro da probabilidade" que vivemos a cada momento de nossas vidas?‎

Não tem explicação. E por que teria que ter? A sucessão de eventos da vida de cada um surge em função de três fatores: as interveniências causadas por outras pessoas ou eventos naturais, as deliberações pessoais e as coincidências e acasos. Como a teia de influências entre os inúmeros eventos é extremamente complexa não há como se fazer nenhuma previsão determinística. O máximo que se pode obter são, de fato, probabilidades. Mas eventos altamente improváveis podem, perfeitamente, acontecer. Ou seja, o futuro é incognoscível e destino é algo que, absolutamente, não existe. Do mesmo modo que profecias,. predições astrológicas ou de que tipo sejam.

cada um pode ser seu próprio deus?‎

Claro, pois, uma vez que Deus não existe, isso vai ser uma fantasia mesmo. Então não importa como seja considerado. Só não pode ser algo que leve a pessoa a fazer o mal para os outros, para sociedade ou para a natureza.

Ernesto, se a "força gravitacional" não é uma interação, e sim uma consequência da geometria do universo, qual o sentido de se procurar o "gráviton"?‎

Se se encontrar o gráviton então a gravidade não é uma consequência da curvatura do espaço e sim uma interação. É o que propõe a hipótese das supercordas. Em minha opinião a gravidade não é uma interação e a unificação das interações sempre deixará a gravidade de fora. Que, inclusive, não é quantizada. Mas isso é algo ainda em aberto. Pelo que se tem de confirmado a relatividade geral é válida. Mesmo assim é muito importante continuar a busca pelo gráviton porque toda teoria científica tem que sempre estar sendo posta à prova e sempre se deve pensar que possa estar errada.

Falar sozinho sobre um determinado assunto que estudei como se estivesse dando aula ajuda a aprender ou memorizar?

Sim, muito. Finja que está dando aula para uma turma. O melhor é dar mesmo, para seus colegas. Faça uma combinação com eles para que todos façam isso uns para os outros. Mas não só fale. Escreva num papel como se fosse um quadro negro (se não tiver platéia). Um dos segredos da memorização é associar várias atividades mentais, ver, ler, ouvir, falar, escrever, gesticular, construir algo e assim por diante.

prof,e possivel tranzar sem amar

Claro. Isso acontece muito. Só que o sexo, com amor, é muito mais gostoso, pois cada um quer o prazer do outro. Em relação aos relacionamentos do tipo existem cinco categorias independentes: sexo, amor, namoro (ou romance), convivência e matrimônio. Elas podem existir em qualquer combinação, o que totaliza 32 possibilidades (contando a ausência de todas - este é um problema interessante de análise combinatória).

Professor, o primeiro ser humano que habitou a Terra, tinha umbigo?‎

Não houve um primeiro ser humano. Os humanos evoluíram gradativamente a partir dos pré-humanos que tinham umbigo, como todos os mamíferos que são gestados em úteros acompanhados de placenta.

Professor, quais as dicas você dá para um estudante de física que mal começou e já está atrasado na graduação, com um grande número de dependências?

Suspenda as matérias novas e vença as dependências. Senão vai piorar. Tem que avançar sempre seguro de saber tudo o que deixou para trás. Assista de novo as aulas das matérias que está em dependência. É melhor repetir do que ficar em dependência. E participe ativamente das aulas, perguntando tudo o que não entendeu para não sair de nenhuma aula sem ter entendido tudo. Mesmo que o professor não passe tarefas, faça os exercícios do livro. E compre os livros. Estude como se estivesse preparando para dar aula daquilo que está estudando. Assim é que se aprende. E, principalmente, divirta-se menos para ter mais tempo para o aprendizado. Não se esqueça, se não estiver gostando de estudar Física, mude de curso. Quem não gosta de saber um assunto não o aprende.

Eu tenho um defeito quando vou estudar: Eu quero aprender tudo 100%. E por isso eu acabo não conseguindo passar do primeiro livro, pois os conteúdos são muito extensos e é impossível aprender tudo 100%. Alguma dica pra mim?

Desista de querer saber a totalidade de tudo que está em um livro e se contente com nove ou oito décimos. Então você conseguirá passar para um outro livro. É interessante abordar o mesmo assunto por mais de um livro, especialmente se eles se contradizerem. Então você terá que refletir para ver o que considera que está certo.

"O Brasil não tem o monopólio da corrupção. Tem o da impunidade". Concorda?‎

Mesmo o da impunidade não é monopólio do Brasil. Há muitos outros que também vigora tanto a corrupção quanto a impunidade.

Ernesto, essa conta sobre o universo visível ser um buraco negro é uma brincadeira com a equação do raio de Schwarzschild? Afinal, a matéria dele não está concentrada num ponto infinitesimal, como se esperaria em um buraco negro.

Não é brincadeira não. A existência de uma singularidade decorre do processo de evolução estelar. Um buraco negro cosmológico não é o resultado de nenhuma evolução estelar mas uma situação existente desde o surgimento do Universo que continuou com a expansão. Mesmo antes de haver matéria no Universo o raio observável era menor do que o raio de Schwarzschild. Mesmo que assim não o fora, poderia, perfeitamente, ter sido atingido a partir de dado momento da expansão sem que houvesse nenhuma singularidade.

Na sua opinião, professor, o ateísmo é um fator preponderante, ou imprescindível, para o auferimento do anarco-comunismo?‎

Não é imprescindível. A abolição das religiões sim. Mas as pessoas podem continuar com crenças religiosas, sem religião. As religiões é que são ruins, pois cristalizam as crenças em instituições rígidas que prescrevem comportamentos e doutrinas inflexíveis. Elas são infensas às liberdades, às reflexões, às críticas. Todavia, com o aumento da prosperidade, e sua disseminação global por todos e não só alguns, as pessoas, mesmo que ainda tenham crenças, deixam de obedecer a religiões oficializadas, o que é ótimo para a admissão de idéias libertárias. Todavia não se pode decretar a extinção de religiões e nem de governos, do dinheiro, da propriedade e tudo isso que impede de haver anarquia. Tudo tem que desaparecer espontaneamente, por falta de necessidade de existir. Evolução e não revolução é o caminho. E o segredo de obtê-lo é pela educação.

Ernesto, boa noite! Sobre o comunismo, o senhor concorda que é utópico? Já que nunca foi colocado em prática.

Não concordo não. Utópico significa irrealizável. E o comunismo, mesmo nunca tendo sido plenamente realizável, não tem nada de irrealizável. É plenamente possível ser atingido como a culminância de um processo de evolução social, que já está em curso. Só não pode é ser imposto por nenhuma revolução. Assim não dá certo. Tanto o comunismo, que é um sistema econômico, quanto a anarquia, que é um sistema político, podem ser atingidos perfeitamente e o desenvolvimento histórico da humanidade tem sido nesse sentido. Mas não com revolução nem luta de classes e nem com nenhuma ditadura, nem que seja do proletariado.

O que o sr. acha do Anarquismo epistemológico de Feyerabend?‎

Concordo com suas concepções contra o método. Para mim o mais importante, em ciência, não é testar hipóteses, mas formular hipóteses. E, para isso, não há método.

como aprender a gostar de disciplinas altamente teóricas e massantes como é o caso da análise?

Gostar é uma questão de interesse nato. Pode ser aprimorado, mas já tem que haver uma tendência. O caso é achar aquilo tudo fascinante e querer mergulhar fundo mesmo, sem interesse em sua aplicação. É o gosto pela coisa em si, independentemente de sua utilidade. Análise é algo fantástico, exatamente por seu apelo inteiramente abstrato e teórico.

Queria voltar a ser jovem ou está conformado?‎

Acho que tudo vai piorar por uns dois ou três séculos, depois vai começar a melhorar, pois as pessoas se conscientizarão e passarão a serem solidárias umas com as outras e com a natureza, limitarão a natalidade, distribuirão as riquezas, rejeitarão a criminalidade (isto é, os que seriam criminosos desistirão de o ser), deixarão a preguiça de lado, tolerarão as diferenças de gênero, raciais, nacionais e todas as outras e assim por diante. Com isso será possível atingir a anarquia em mais outros dois ou três séculos. Assim espero e confio que ocorrerá. Também penso que as religiões, que atravancam esse progresso, serão abolidas.

A energia é a coisa mais importante do Universo?‎

Não. Para começar, energia não é uma "coisa" e sim uma propriedade de coisas e fenômenos. O mais importante são, justamente, as coisas e os fenômenos. E que são as coisas de que o Universo é feito? Campo, matéria e radiação. E quais são os fenômenos? Movimento e interação. Isso é que é o mais importante. Energia, massa, carga, momentum, spin e outras grandezas que medem certas propriedades são importantes, mas não mais importantes do que as entidades e ocorrências que possuem essas propriedades.

Diga-me passagens do NOVO TESTAMENTO que de a entender que o mesmo não é adequado para basear nossas condutas?‎

A parte ética do novo testamento é completamente válida e, inclusive, coincidente com as concepções budistas, hinduístas, zoroastristas, taoistas e, mesmo, pagãs e kemetistas. O que eu discordo é das razões para que se tenha tal tipo de conduta. Ou seja, não acho que se deva fazer o bem para merecer o céu e nem deixar de fazer o mal para não merecer o inferno. Isso não existe. O que se tem é que fazer o bem e não o mal pelo valor intrínseco do bem. O sermão da montanha (das bem-aventuranças) é uma excelente preleção sobre a boa conduta para a construção de um mundo justo, harmônico, pacífico, fraterno e aprazível. Só não valem algumas razões para se proceder como é recomendado, por exemplo, para merecer o reino dos céus, ver a Deus ou coisas do tipo. O grande problema do cristianismo não é ético e sim teológico. Nem vou mencionar a inexistência de Deus. Suponhamos que exista. Nesse caso, a redenção é algo inteiramente descabido. Como pode um deus de bondade só perdoar a humanidade porque seu próprio filho teve que se imolar em sacrifícios atrozes para aplacar sua ira? Quem estúpida crueldade divina. Não poderia, simplesmente, perdoar? Além do mais, a redenção só se justifica se houve um pecado original, e isso só teria acontecido se a humanidade houvesse sido criada, mesmo, nas figuras de Adão e Eva, o que se sabe que é rematada lorota.

Você possui alguma discordância contundente em relação a filosofia e reflexões políticas de Eric Voegelin? Isto é, caso já tenha analisado suas obras.‎

Nunca li nada que ele escreveu mas já li a respeito dele e concordo com o que se diz que sejam suas críticas a Marx, que eu também faço, além de outras. Para mim, Marx, como Freud, foram mistificadores. Sou comunista, mas não marxista. Abomino a luta de classes e a interpretação exclusivamente econômica que Marx faz da História. Bem com sua concepção dialética de tudo.

Pelo que vi, o senhor não é religioso. Mas o que me diz sobre o Budismo enquanto filosofia de vida.‎

Não acredito que possuamos alguma alma que sobreviva à morte do organismo, portanto que possa se reencarnar em outro ser vivo, bem como em nenhuma realidade sobrenatural que determine algo nas ocorrências do Universo. Logo os conceitos budistas de karma e sansara, para mim, não têm fundamento nenhum. Mas eu gosto da filosofia de altruísmo, solidariedade e compaixão que o budismo prega, como mostrado no caminho óctuplo: visão correta, intenção correta, fala correta, ação correta, vida correta, esforço correto, atenção correta, concentração correta. Contudo não acho que seja o desejo a fonte do sofrimento e sim o pesar por não se alcançar o que se deseja. Pode-se desejar o que for, e é bom que se deseje e se esforce para obter. Mas que não se apoquente por não obter. Essa ataraxia (mas não a apatheia) é que leva a não sofrer. Outra discordância é no que venha a ser a visão correta, que não penso que seja a de Maya. Ou seja, a realidade é real mesmo e não apenas uma ilusão.

Professor. Quais serão os próximos animais a atingirem a consciência e a se tornarem racionais como nós? Que espécie animal está caminhando para evoluir para uma futura civilização científica e tecnológica?

Não há como saber, pois a evolução tem o componente da mutação, que é fortuito. E a seleção, mesmo não sendo fortuita, vai depender das condições ambientais que se apresentarem, quando da mutação, no futuro, o que não se sabe. Todavia, pode-se dizer que os animais mais próximos de terem uma inteligência comparável à humana são os primatas superiores, especialmente chimpanzés e bonobos. Mas, também, há os golfinhos e, até, polvos. Contudo, é possível que, antes que esses atinjam uma inteligência maior, os próprios humanos evoluam para outras espécies trans-humanas, possivelmente mais inteligentes ainda do que a humana (ou não), até mesmo de modo provocado artificialmente.

Porque em determinadas empresas não é permitido relacionamento entre funcionários?‎

Porque os donos pensam que isso prejudicaria o desempenho e possibilitaria algum tipo de fraude. Concepção completamente idiota. Relacionamentos entre trabalhadores, inclusive, é muito bom, para criar um clima de maior felicidade dentro do ambiente de trabalho. Alguns empresários acham que trabalhar não pode ser uma alegria, senão não é trabalho. Isso é o cúmulo da burrice.

Porque o senhor,é a favor da legalização das dogras?

Porque é o melhor modo de reduzir o seu consumo. Além de acabar com todo o crime relacionado com sua proibição. Do mesmo modo que o tabaco e o álcool, que são tão nefastos quanto outras drogas, são lícitos, as demais também deveriam ser. Assim não haveria crime nenhum associado a sua venda e consumo. E o governo poderia fazer um trabalho mais eficaz de contenção de seu uso, como do tabaco e do álcool, que não faz porque não quer.

os ateus vão ser maioria no futuro? se sim, quando?‎

O futuro é incognoscível. Mas eu penso que as religiões serão todas extintas dentro de poucos milhares de anos. Do mesmo modo que os governos, o dinheiro e a propriedade. Bem como os estados, as fronteiras, os exércitos, a polícia, as prisões e várias ocupações como juízes, advogados, bancários, contadores...

http://ask.fm/wolfedler/answer/114460497949 estou falando semanticamente. crença fundada continuaria sendo crença?‎

Ah, sim... Não! Crença fundada é conhecimento. Crença é a aceitação de proposições não evidentes e nem provadas como verdadeiras face a sua plausibilidade e indícios de veritabilidade. Fé é uma crença sem plausibilidade e nem indícios de veritabilidade. Conhecimento é saber, isto é, a aceitação da veracidade de proposições em razão de evidências ou provas que as justifiquem. A locução "crença infundada" é pleonástica, mas costuma ser usada, como meio de reforço.

O que é gravidade e de onde ela vem? Como ela se forma nos planetas e em outros corpos?‎

Gravidade é o fenômeno pelo qual sistemas possuidores de massa ou energia exibem a tendência de se aproximarem. Pelos conhecimentos atualmente disponíveis, tal ocorrência advém do encurvamento do espaço-tempo, provocado por seu conteúdo de massa ou energia. Isto é, massa e energia tanto provocam o encurvamento do espaço-tempo quanto sofrem ação desse encurvamento. Se se coloca de um ponto de vista espaço-temporal não encurvado, o que se observa é uma interação entre sistemas possuidores de massa ou energia, interação dita gravitacional. O fato é que o próprio espaço e o tempo não são entidades apriorísticas e sim advindas da presença de massa, energia e alterações no estado dos constituintes do Universo, que são campo, matéria e radiação. Ou seja, não existe um espaço e um tempo prévios dentro dos quais o conteúdo do Universo se estabelece e evolve. Esse conteúdo é que provoca a existência do espaço que o contém e sua evolução é que provoca a existência do tempo em que ocorre. Esse tempo e esse espaço possuem curvatura e torção em função do modo como se configura e evolve seu conteúdo. Qualquer sistema de campo, radiação e matéria, pois, move-se através do espaço-tempo em razão de seu encurvamento e torção determinados pela totalidade do conteúdo do Universo, inclusive de si mesmo, Essa retroalimentação é a razão das equações que descrevem a curvatura e torção do espaço-tempo não serem equações diferenciais lineares.

Professor. Tem uma teoria que o universo não é infinito e sim finito em movimento circular.

Essa teoria é a mesma que diz que ele é infinito. Trata-se da Cosmologia derivada da Teoria da Relatividade Geral. Ser infinito ou finito vai depender da comparação entre os parâmetros relativos à densidade de massa-energia e da aceleração da expansão. Se o primeiro prevalecer ele é finito e parará de expandir, passando a contrair, levando a ciclos de expansão e contração. Se o segundo prevalecer ele se expandirá indefinidamente. Há alguns anos considerava-se que o primeiro prevalecia. As medidas atuais mais acuradas, contudo, mostram que o segundo é que prevalece. Então ele não parará de se expandir e não haverá nem houve ciclos.

Acordar tarde é Humano ou é mais uma forma humana de querer mais do que se precisa?‎ Marlon Di Gregori

A questão não é a hora que se acorda, mas o número de horas que se dorme. Esse número diminui com a idade e varia com a pessoa. Em geral, um adulto tem necessidade de dormir de sete a oito horas. Os velhos menos e as crianças mais. Dormir muito além do necessário ou é uma patologia que precisa ser curada ou é preguiça mesmo.

Como provar para um professor da universidade minha competência? Os professores nas universidades têm tempo para manter contato com os alunos e tirar suas dúvidas ou discutir questões relevantes?

Normalmente sim, exceto os pedantes. Nas universidades públicas, via de regra, os professores são contratados em tempo integral e dedicação exclusiva e possuem um gabinete em que ficam estudando, escrevendo, preparando aulas, corrigindo avaliações e atendendo a seus orientados e estudantes, quando não estão em seus laboratórios ou pesquisando em campo.

Ernesto, ninguém pode ver Deus, mas vc pode sentir ele... sabia?‎ Lucas Paio

Isso não é verdade. Já acreditei em Deus e nunca o senti. O que acontece é que algumas pessoas consideram que sentem a Deus, mas é só um sentimento interno delas. Algo produzido por seu próprio cérebro em razão do fato de acreditarem que exista Deus.

E se vc ler Apocalipse você vai ver o que acontecerá com aqueles que não acreditam em Deus. Pois Ernesto, nao brinque com coisa séria, e você verá o que é sofrimento!‎ Lucas Paio

O Apocalipse é o suprassumo de literatura de ficção fantástica. Não é possível considerar que nada do que está dito lá seja verdade.

O que você entende sobre a teleologia?‎ Leinadv

Teleologia é a consideração de que a explicação de algum fenômeno ou estrutura se prende a seu propósito. Isso foi muito usado em biologia mas, atualmente, não se considera mais que nenhuma estrutura anatômica ou ocorrência fisiológica tenha surgido em razão de propósito nenhum. Todas surgiram de modo fortuito e permaneceram no caso de terem sido vantajosas para o sucesso adaptativo da linha de descendência dos indivíduos em que apareceram. Apenas para os fatos psíquicos e sociais (incluindo políticos e econômicos) de seres dotados de inteligência, como os humanos e alguns outros, é que se pode aceitar alguma explicação em razão do propósito de uma ação, um fato ou uma coisa.

Mas há probabilidade dela ser violada, mesmo que não detectemos? Estou falando da 2ª lei da termodinâmica. Além disso, a meia-vida é uma medida estatística?‎ Neuro Vortex

As leis da Física não são prescritivas e sim descritivas. Pode ser que, algum dia, se encontre alguma violação de qualquer uma que, então, precisará ser revisada. Até o momento as Leis da Termodinâmica nunca foram violadas, desde que, é claro, se considerem as condições de sua aplicabilidade.

Por que Rachmaninoff é criticado perante outros compositores? Particularmente ele me passa tantos sentimentos em suas musicas. Fico abobado por ele conseguir harmonizar dificuldade e sentimentos juntos! E o senhor, gosta de Rachmaninoff? Qual a sua musica favorita?‎

Gosto muito. A grande crítica que se fazia a ele era que ele era anacrônico em relação ao modernismo, já em vigor, na Rússia representado por Stravinsky, Prokofiev, Kachaturian e Shostakovich. Ele era um romântico tardio, como Glasunov, Lyadov e, de certa forma, Sibélius, na Finlândia.

Professor. Se o Brasil tivesse se tornado socialista em 1964 nosso país teria tido a mesma postura da URSS na Guerra Fria? O.o‎ Marlon Di Gregori

Não sei. Ser socialista, à época, não implicava em ser automaticamente alinhado com a União Soviética. Um exemplo foi a própria China.

Sendo o Universo infinito, o número de estrelas será infinito?‎ qim

Sim, como o de galáxias e tudo o mais. Quando se diz o total de galáxias, estrelas ou átomos do Universo está sempre se referindo ao "Universo Observável" que é, atualmente, uma esfera de 46 bilhões de anos-luz em torno do observador.

Desafio você lembrar o nome da sua professora da 1° série.‎ .


Estudei, de 1957 a 1960, em um grupo escolar que era parte de um convento de freiras. A professora da primeira série se chamava Irmã Lúcia. Da segunda não era freira e chamava-se Dona Zélia. Na terceira e na quarta foi a mesma, Dona Terezinha. Depois eu entrei para o ginásio e os professores e professoras passaram a ser separados por matéria. Lembro-me do professor de português de todo o ginásio que era o Fernando Duque Estrada, de matemática era o João Anastácio, de geografia o Vasconcellos e, depois, o Ítalo, de história o Nestor Albino, de ciências era o Athos Boratto, de desenho era a Dona Ana Mangualde, de canto o Denilson Varandas, de educação física o Delmo, de inglês o Hugo Paolluci, de francês o Garreau, de latim o padre Armando, No científico, de física foi o Clodoaldo e, depois, o Welfane. De matemática continuou sendo o Anastácio, de português passou a ser o Ari, de química foram dois, o Machadinho, que puxava da perna e o João Batista, vulgo "butano", de geografia foi o Heraldo Marelin Viana, que depois foi ser um dos diretores da Fuvest, de história o Afrânio e, depois, o Fernando Victor, de inglês o Eugênio Marschner, que havia sido piloto da RAF na segunda guerra e foi nosso paraninfo da formatura, de geometria descritiva o Francisco de Oliveira, de Moral e Cívica o Márcio Sollero, que era juiz de direito. Isso se deu no Colégio Estadual de Barbacena, de 1961 a 1967. Bons tempos aqueles, em que os professores do estado eram da alta sociedade da cidade, tinham carros bons (importados, pois a indústria automobilística brasileira estava começando) e ótimas casas próprias. Eram sócios do Rotary Club ou da Maçonaria, juízes de direito, advogados de renome, médicos conceituados, engenheiros de sucesso. E o Colégio Estadual de Barbacena, centenário, antigo "Gimnasio Mineiro de Barbacena" era tão conceituado quanto o Colégio Dom Pedro II do Rio de Janeiro.
.
http://estadualbarbacena.blogspot.com.br/2010/05/origens-da-escola-estadual-professor.html
https://www.facebook.com/escolaprofessorsoaresferreira

Professor, você pode me adotar mas não no papel e essas coisas, me adota de coração. Gosto muito de você; (Sorrindo pro cê agora). http://olhar-43.net/fotinhas/cachorrinho-esperto.jpg‎ .

Que lindo o cachorrinho. Aqui em casa temos dez (7 fêmeas e 3 machos), além de dois gatos (tinha 3). Todos vira latas, vários recolhidos da rua. Já recolhemos mais uns outros vinte, que conseguimos alguém para adotar.

Ernesto, se no passado os yankees foram pra lua, pqe hoje eles nao fazem essa viagem novamente, com transmissões e tudo que tem direito, tendo em vista que a tecnológia esta muito mais desenvolvida ?‎ Lionel "SEP" Messi

Porque é muito dispendioso e não é mais necessário em termos de afirmação de poder, como acontecia no tempo da guerra fria. Sai muito mais barato e seguro mandar sondas robóticas. Mas ainda vai se voltar à Lua, bem como ir a Marte. Acho que ainda neste século. Quanto a outros lugares do Sistema Solar, não sei. A outras estrelas vai demorar mais ainda.

Você acredita que alguém pode se apaixonar ou ate mesmo amar sem ter visto a pessoa!?‎ .

Claro que sim. Antigamente isso acontecia por cartas. Hoje acontece pela internet. E o sentimento que brota pode ser tão forte quanto um amor nascido de um conhecimento ao vivo. Claro que vai surgir o desejo de conhecer pessoalmente a pessoa. Se algum dos envolvidos enganou o outro em relação a suas características e modo de ser, esse encontro pode ser desapontador. Mas, em geral, não é. Há muita gente que se apaixona à distância e ao contactar, passa a viver um relacionamento presencial de grande intensidade e significância.

Prof,o que achas do matemático Malba Tahan e seu discípulo Jonofon Serátes?‎ Vitor Barbosa

Não conheço Jonofon Serátes, mas admiro muito o Júlio César de Melo e Souza, de quem já li, com deleite, vários romances, estudei por seu livro de didática da Matemática e assisti a algumas palestras. Em verdade ele não é, propriamente, um matemático, mas um grande Professor de Matemática.

Uma pessoa dizer que é ateísta em uma entrevista de emprego pode prejudicar ela no processo seletivo?‎

Penso que se ela for, realmente, boa de serviço em tudo, dizer que é ateia não fará diferença. Mas se não for muito boa, o ateísmo pode ser um fator que pesará em sua rejeição. Vai depender, contudo, da concepção do entrevistador. Para algum pode, até, ser considerado uma qualidade, tanto o ateísmo em si mesmo, quanto a honestidade em se declarar ateísta.

Existem diferenças de raciocínios lógicos? Eu vejo pessoas falharem numa argumentação lógica mas serem boas, ao mesmo tempo, em matemática

É que há muito em matemática que só requer uma aplicação padronizada de raciocínios já desenvolvidos. A mestria em lógica é requerida, na matemática, só para a dedução de novas aplicações a partir do que já se sabe. A matemática é lógica em seu desenvolvimento, não na aplicação do que já está estabelecido em situações práticas. Isso requer habilidade e treino, mas não destreza lógica dedutiva.

O lobo da orelha solto é dominante ou recessivo? Achei várias respostas que se contradizem na internet.‎

O solto é o alelo dominante e o preso o recessivo. A pessoa só terá o fenótipo de lobo preso se for homozigótica recessiva. A heterozigótica tem o lobo solto.

como é que o universo surgiu se nao existia nada antes dele, nem mesmo o vazio ou o vácuo? como é que do nada surgiu algo?‎


Isso é o que não se sabe. Mas, mesmo considerando que tenha sido criado por um Deus, esse Deus teria que criá-lo sem ter do que fazê-lo, uma vez que não havia nada. Também não se tem explicação sobre o procedimento divino para produzir tudo a partir de nada. Então, se essa mágica teria sido possível, por que não admiti-la fortuitamente? Em verdade, esse evento do surgimento de tudo sem ter do que provir, não contraria nenhuma lei de conservação que descreva o comportamento da natureza, pois elas se referem ao comportamento do que existe e não se aplicam a uma situação de inexistência de nada. Por outro lado, elas reportam-se aos valores das grandezas conservadas em dois momentos e, na passagem da inexistência para a existência do Universo, não há o momento anterior em que seriam computados os valores das grandezas, para comparação, uma vez que, antes de existir Universo, não havia tempo e, portanto, momentos. Além disso, com exceção do total de massa-energia, as demais grandezas que se conservam possuem um total nulo no Universo. Portanto, o surgimento de tudo sem ter do que provir (e não "a partir do nada", como se costuma dizer), não fere a conservação. No caso da massa-energia, inclusive, pode ser que o total do Universo também seja nulo. Todavia ainda não se tem um valor seguro para esse total. As interações atrativas, como a gravitação, possuem energia negativa. As interações repulsivas, o movimento e as massas, possuem energia positiva.
http://scienceblogs.com.br/universofisico/2012/01/inventario-da-energia-do-universo/
http://hypescience.com/como-ter-um-universo-inteiro-do-nada/

Ernesto, você concorda com professores que dizem que provas não servem para nada já que os alunos não estudam para aprender e sim para decorar a matéria e passar de ano? Estudam por obrigação e não por prazer? O que o senhor pensa sobre isso?

Concordo plenamente. É preciso proceder a uma mudança radical no processo de ensino-aprendizagem. Com a abolição de turmas, aulas, séries, provas, notas, horários. Uma proposta completamente diferente. Como a da Escola da Ponte, em Portugal. A aferição da aprendizagem seria dada por uma apresentação do conteúdo por grupos que o tenham estudado, multidisciplinarmente. Nessa apresentação eles, como que, dariam uma aula ou palestra, para ensinar o que estudaram. E receberiam, por parte de uma banca ou juri, a menção de aprovado ou não. O segmento (nível) possuiria um conjunto de projetos a serem desenvolvidos e defendidos, como mini-teses. Sem horário de aula. Com todos os professores disponíveis em tempo integral para orientar o trabalho. Os conteúdos seriam escolhidos pelos estudantes, desde que atendido a uma relação mínima. E incluiriam tópicos como horticultura, culinária, corte e costura, eletrotécnica, marcenaria, pintura, escultura, música, teatro, produção literária, eletrônica, informática, mecânica, hidráulica, administração e muitos outros.

O que o senhor pensa sobre as magias e feitiços do meu senhor Ogum ? Ao menos respeita os adeptos ? grato.‎

Não desrespeito crentes de nenhuma religião. Só que não posso dizer que o que eles acreditam seja verdade, porque não é. Estão equivocados e eu procuro mostrar isso. Isso vale não só para quem professa os cultos afros, mas também para todos os cristãos, judeus, muçulmanos, budistas, hinduístas, zoroastristas,espíritas e as demais crenças. Não existem feitiços, magias e nem milagres. Só ocorrências naturais e coincidências. Não é o fato de se crer que confere veracidade a nenhuma crença. Se assim fosse haveria muitas verdades conflitantes, pois há quem creia, sinceramente, em proposições completamente díspares. E a verdade, por definição, é única. Qual das crenças a detém? Em meu entendimento, nenhuma.

Com todos os elementos da natureza em mãos, manipulamos agora o que antes era chamado de magia?‎

Não se tem todos os elementos da natureza em mãos. De qualquer modo, muito do que a ciência e a tecnologia são capazes de fazer hoje seria tido como magia há tempos, sem dúvida. E muito do que hoje é tido como impossível poderá ser normal no futuro. Nem tudo, contudo. Certamente não se conseguirá fazer nada cuja ocorrência se dê à revelia do comportamento normal da natureza. Ou seja, mágica e milagres, propriamente ditos, não existem.

Ernesto, a validade da segunda lei da termodinâmica é estatística?

Não. A validade não é estatística. O fundamento é que é estatístico. Mas ela é uma lei clássica macroscópica que sempre se verifica, atendidas que sejam suas condições de validade.

Você acredita em hipnose?‎

Não é uma questão de acreditar e sim de verificar. Pelo que sei funciona em algumas pessoas.

Quando vocês NÃO querem emprestar seu's livros para um amigo, mas ele é tão convincente, que você acaba cedendo... Qual é o conselho que você dá para ele, antes de entregar o livro?‎

Faça como eu. Pegue uma caderneta (que tenho sempre comigo para anotações) e registre o empréstimo dizendo que vai precisar de volta dentro de 14 dias, digamos. E, depois, cobre mesmo. Não me importo se a pessoa ficar ofendida, seja quem for.

Gosta do trabalho de John Williams?‎

Sim. Gosto muito. Tenho gravado suas interpretações de Albéniz, Granados, Rodrigo, Sor, Tárrega e outros espanhóis que aprecio muitíssimo.

e o tiro esportivo?‎

Se não houver competição com vencedor e derrotado a atividade é válida. Mas também não se pode atirar em pombos ou caçar raposas. O objetivo da prática relativa a qualquer esporte não deve ser a vitória sobre outros, mas a vitória sobre si mesmo, sempre melhorando. Trata-se de uma concepção completamente diferente, em que a atividade e não a disputa é que importa.

Qual a sua opinião sobre o porte de armas?

Já fui a favor e votei a favor no plebiscito que houve. Mas hoje mudei de ideia e sou contra. Acho que é preciso acabar com sua existência e sua fabricação. No mundo todo. Então ninguém as teria, nem pessoas do bem, nem bandidos, nem policiais, nem militares. Aliás, militares e policiais não deveriam nem existir num mundo civilizado. Como advogados e juízes. Sua existência é uma prova da falta de civilização da humanidade. Isso tem que acabar, mas não com a extinção por decreto e sim com a extinção do crime e da desonestidade de modo que não exista mais serviço para eles. A educação é que conseguira tal intento.

O senhor acha que o esporte também possui função educativa (ou, que ao menos, possa colaborar para isso)? Qual a importância social do esporte?‎

Acho que esportes não são bons. O que é bom são as atividades físicas, sem disputa. Acho péssimo essa ideia de vencer derrotando outros. O que é preciso é vencer as próprias limitações e não os outros. O ideal é que todos alcancem os melhores resultados em tudo e não que alguém seja melhor.

Em meio a tantas teorias científicas, como não enlouquecer? Como continuar vivendo? A beleza das sensações, dos prazeres pequenos, da existência... De justamente tentar explicar o mundo. Tudo bem, mas isso tudo perde o sentido na inconsistência do universo...‎

Não perde não. Há uma beleza incrível em compreender como o mundo funciona. Isso aumenta a sensação de felicidade por ser parte do Universo. Mesmo com muitas horripilâncias e imperfeições, o Universo é pleno de maravilhas também. Apreciá-las e fonte de grande satisfação. Dentre elas estão esses prazeres e sensações que você menciona. O amor, o sexo, a amizade, a beleza de uma paisagem, o sabor de um alimento, uma música, um perfume, um poema. Tudo isso é resultado das leis da natureza. Leia o livro "Desvendando o Arco-íris" de Richard Dawkins.

Valeu papis, entao assim, como eu posso ser eu mesma em um ambiente hostil? no dia a dia lido com muito preconceito e na maior parte tenho que ser outra pessoa.‎

Simples. Seja sempre você mesma e não dê a menor importância para os preconceitos. Não seja nunca outra pessoa. Quem não gostar de você como você é, que não goste. Há quem vá gostar. Você pode ser de qualquer modo que quiser, desde que seus atos não prejudiquem as outras pessoas, a sociedade ou a natureza, mesmo que causem estranhamento. Se não puder se afastar desse ambiente hostil, vá convencendo essas pessoas, de modo educado, que a rejeição que elas te devotam é uma hostilidade sem justificativa. Que elas é que estão erradas em não admitir que outros sejam diferentes delas, se, com isso, não fazem mal nenhum.

Professor, por que sempre que perguntam qualquer coisa a respeito de amor para você, sempre toca na tecla do poliamor? (Não que eu seja contra, muito pelo contrário)

Porque eu acho que o seu veto é fonte de sofrimento para muita gente. Não estou prescrevendo, mas admitindo sua possibilidade como algo normal. É o que falta para se atingir uma maturidade em termos de relacionamentos, que começou com a admissão das relações homossexuais como legítimas.

Prof, é verdade que ao término do curso de bacharelado em física o estudante tem mais conhecimentos na matemática do que a própria física?

Não. Tem mais de Física. Mas tem muito de Matemática também. Mas nem tanto quanto um Bacharel em Matemática.

E de que ferramentas preciso para entender esse livro (sobre buracos negros) que você me mandou?‎

Cálculo Tensorial e Relatividade Geral.

Qual a melhor maneira - que não seja testes ou provas - de demonstrar ao professor, que a gente aprendeu o conteúdo dado?‎

Dando uma aula sobre o que aprendeu para que a turma realmente entenda o assunto e respondendo a todas as perguntas que forem feitas. Como se fosse uma defesa de tese.

Mas não é melhor não amar ninguém do que sofrer?‎

Não é o amor que faz sofrer, mas a falta de sua retribuição. Tal sofrimento não precisa haver, se o amor for completamente altruísta, isto é, se se amar mesmo sem retribuição. Não que não se deseje essa retribuição, mas que não se coloque nela a razão de amar e de viver. Simplesmente ame. Isso já será gratificante. Não exija ser amada em troca. Então, se o for, regozije-se, mas não sofra se não for. E nem deixe de amar. E nem exija exclusividade. Alegre-se em ser amada, mesmo que quem te ame também ame a outrem. E, se surgir mais de um amor em sua vida, ame-os todos com a máxima alegria.

Professor, de que modo a gente pode esquecer alguém? Digo, tirar da cabeça, deixar de pensar, não se importar mais, parar de sofrer por "amor", deixar de amar alguém que só dá mancada. Ou melhor, isso é possível? Eu sei que amor não faz sofrer, mas acho que tu entendeu o que eu quis dizer.‎

Não acho que se deva esquecer um amor que não seja correspondido. Continue amando unilateralmente. Não se entristeça por isso. Amar é sempre bom. Melhor se for amado em retribuição. Entrementes, busque achar alguém que você possa amar também e que te ame em retribuição. Mas não precisa deixar de amar o outro amor. Quanto mais se amar, melhor.

Ter notas altas nas graduação é importante para ingressar em um mestrado?‎

Sim. A seleção para o mestrado leva em conta o histórico escolar da graduação. Mas não apenas. Também conta a experiência em iniciação científica, trabalhos já publicados, disciplinas lecionadas. Pode haver prova de conhecimento e entrevista. E, sem dúvida, as cartas de recomendação dos ex-professores.

Não ter notas altíssimas na graduação reflete de fato o conhecimento ou a capacidade (ou ambos) de um aluno?

Se essas notas muito altas forem consistentes, isto é, sempre altas, isso representa que a pessoa possui, realmente, bons conhecimentos e boas habilidades (não só conhecimentos - tem que saber e saber fazer). E para ter adquirido tais conhecimentos e habilidades é requerida boa capacidade mental (memória, raciocínio, intuição), bem como qualidades (disciplina, dedicação, perseverança, honestidade). Todavia, um ou outro resultado bom ou ruim pode ser devido a fatores fortuitos, como coincidência ou fadiga e não representa alta ou baixa competência.

Princípios simples constituem fenômenos?

Não. Fenômenos são categorias de acontecimentos. Todas as ocorrências que apresentem as mesmas características, ou seja, condições, modos de ser, consequências, causas (ou não) e outras, são agrupadas como certo tipo de fenômeno. Princípios são enunciados a respeito de algum comportamento que possa ser considerado como algo de que se possa deduzir alguma lei que descreva como certa categoria de fenômenos ocorre. Por exemplo, o movimento de planetas e satélites é um fenômeno. Tal fenômeno é devido à existência combinada da atração gravitacional e da inércia, de acordo com a mecânica newtoniana. O fato de sua trajetória ser elíptica pode ser deduzido de um princípio geral da mecânica que é o princípio da ação mínima.

Então, se os dados sugerem que a densidade de massa-energia é comparativamente menor do que a taxa de aceleração/expansão, significa que o nosso Universo está tendendo a crescer com cada vez menos luz e energia? -obrigado pela resposta anterior, professor :D o senhor é muito prestativo.-‎

Não é isso. O total de massa-energia não muda. A questão é que a densidade de massa-energia é menor do que seria preciso para deter a expansão pela atração gravitacional mutua.

Como usar o envolvimento emocional para aprender?‎

Não é uma questão de desenvolvimento emocional e sim de ligação emocional com o objeto da aprendizagem. Por exemplo, se você se apaixonou pela professora. Ou se o assunto for um pelo qual você seja fissurado e queira aprender tudo a respeito, e não apenas o que precisa para fazer provas. Não adianta forçar. Ou você gosta porque gosta mesmo, espontaneamente, ou não gosta. E se não gosta não vai ter envolvimento afetivo com o assunto. Mas você pode conferir relevância não emocional por insistência em estar várias vezes estudando o mesmo tema no mesmo dia, em horas diferentes, para que o cérebro considere uma revisita e não uma continuidade. Tem que dar um intervalo de algumas horas, mas tem que ser no mesmo dia, antes que se vá dormir. O ideal é um momento de estudo teórico e outro momento de resolução de questionários, exercícios e problemas. Muito bom, também, é preparar um resumo como se fosse dar aula daquele assunto. Aliás, ensinar é a melhor forma de aprender.

Professor, o senhor é adepto à teoria de que o Universo vive um processo cíclico de expansão e retração? É plausível que eventos como o Big Bang tenham se repetido sem a nossa ciência?‎

É possível, mas não deve ser o que acontece. Porque se assim o fora, a densidade de massa-energia teria que ter um parâmetro comparativo maior do que o parâmetro de aceleração da expansão do espaço e os dados observacionais apontam no sentido oposto. Até umas duas décadas atrás, os dados mostravam que esses ciclos deveriam ocorrer, mas os dados mais refinados atualmente disponíveis apontam que não. Assim o Universo deve se expandir indefinidamente, nunca voltando a se contrair.

Professor, é muita loucura querer estudar matemática de ensino superior e pos-graduação sozinho, de forma autodidata? rs Caso nao for, que conselhos e sugestões de livros você daria?‎

Muita não, mas é. Porque é difícil superar as dúvidas sem ter a quem recorrer para esclarecê-las. Mas não é impossível, só bem difícil. Os livros são os que se adotam nas disciplinas normais do currículo do curso. As universidades divulgam, pela internet, as disciplinas da grade curricular e os programas delas, com as referências bibliográficas. Procure ver os de várias e estude pela bibliografia que for comum a várias. Claro que você vai levar mais tempo do que quem faça o curso regularmente assistindo aulas.

A matemática é uma ciência exata ??

Há quem considere que a Matemática não seja uma ciência, mas sim uma linguagem. Nesse sentido seria exata. Todavia a Matemática, ao ser aplicada ao modelamento da realidade, vai necessariamente exibir resultados que não sejam exatos. Mas a inexatidão não reside no processo matemático, mas no resultado que ele fornece, em razão da imprecisão dos dados disponíveis.

Não fazer algo considerado errado -perante a moral local- por conta de um medo, repressão ou punição, não é ser "moral". Neste caso seria, no máximo, uma cautela, uma lógica utilitarista, e não moral e ética propriamente ditas.‎

É moral sim, mas não é ético. Moral é ética são conceitos distintos. Moral é o atendimento às permissões, proibições e prescrições do grupo social a que se pertence em dada época, lugar e estrato. Ética é agir de acordo com o que seja certo ou errado, em termos de propiciar a maximização do bem para o maior número de seres, independentemente do que diga a moral. O ideal é que a moral siga a ética, mas nem sempre o faz.

Concordei conscientemente com sua opinião http://ask.fm/wolfedler/answer/114150227485. Corri o risco e decidi abdicar da conformidade e tibieza do meu relacionamento anterior. No momento me sinto muito triste. Essa tristeza é uma ilusão? Sentimentos são uma ilusão? Por que precisamos tanto deles?‎

Sentimentos não são ilusões. Sua tristeza é genuína. E a culpa é da moral hipócrita que não admite relacionamentos plurais. Essa necessidade de se fazer uma escolha entre dois ou mais amores é fonte de muita tristeza mesmo. E não precisava existir se se admitisse, normalmente, que todos os amores pudessem ser vividos com conhecimento e consentimento dos envolvidos, sem o menor problema. Por que não? A origem disso é de ordem econômica, isto é, ligada ao fato de que, primitivamente, o homem era o provedor e a mulher a cuidadora do lar. Então havia, pelo lado das mulheres, o medo de dividir o homem com outra e ter menos para prover o seu lar, já que ele também proveria outro. E, por parte dos homens, quando não havia modo de controlar a natalidade, de ter que sustentar filhos que não fossem seus. Então se exigia a exclusividade sexual. Atualmente isso não acontece. As mulheres não dependem de homens para se proverem e os métodos contraceptivos evitam a gravidez. Mas a noção de exclusividade relacional amorosa ainda permanece. Numa sociedade mais evoluída ainda, certamente haverá famílias coletivas em que todos do grupo cuidam de todos e as crianças são filhas de todos os adultos que são pais e mães de todas as crianças. Sem propriedade privada. Mas isso ainda vai demorar. O pior é que as religiões não admitem esse modelos familiares diferentes do tradicional. No Islã a poliginia é admitida, mas não a poliandria. E o homem ainda é o provedor. A evolução cultural ainda não chegou completamente, nem lá, nem aqui.

Como não esquecer rapidamente algo novo que se aprende?‎

Interessando-se profundamente por ele e voltando a examiná-lo novamente, ainda no mesmo dia, antes que se durma, mas com um intervalo de umas horas. Se possível, ainda uma terceira vez. Assim o cérebro conferirá relevância a isso e, no sono, transferirá seu conteúdo do hipocampo para o córtex. Ou, melhor ainda, ter um envolvimento emocional com esse assunto. O mais importante para que algo seja lembrado é, realmente, estar muito ligado ao assunto. Gostar mesmo daquilo.

Tem como provar sim que algo não existe. Casados solteiros, quadrados redondos e etc. Basta mostrar que essa ideia é logicamente inconsistente em si mesma

Isso não conta, porque o próprio conceito é inconsistente. Refiro-me a algo que possa ser conceituado com uma possibilidade, por exemplo, Deus. Ou seja, entidades que possam ser concebidas, isto é, que se possa fazer uma ideia delas e essa ideia seja possível. Então se teria que provar que, na realidade objetiva, isto é, fora das mentes, tal ideia realmente não exista, isto é, não seja algo concretizado em um ser verdadeiro e não apenas conceitual.

Professor, duas perguntas: 1) qual é o seu livro texto favorito de mecânica quântica? E 2) você sabe por que livros de física custam assim tão caro? Eu fico com água na boca sempre que procuro na Amazon, mas não tenho dinheiro pra pagar U$100 o exemplar..

O melhor, em nível de graduação, é o Cohen-Tennudji
http://www.amazon.com/Quantum-Mechanics-2-vol-set/dp/0471569526
Você pode baixar os livros de graça em:
http://kickass.to/quantum-mechanics-vol-1-cohen-tannoudji-pdf-t2922974.html
http://kickass.to/quantum-mechanics-vol-2-cohen-tannoudji-pdf-eng-tntvillage-t2876530.html
Recomendo, também, este:
http://www.motionmountain.net/index.html

Ok, você afirma que a sexualidade provém de uma orientação, mas também acredita que é uma opção direta do indivíduo(?) Não sei se compreendi o seu ponto de vista, se sim, provavelmemte não concordo, mas você acha mesmo que a homossexualidade, por exemplo, faz parte de uma opção? Por quê?‎

O que eu disse é que existe uma orientação sexual inata da pessoa, mas que ela pode optar por segui-la ou não. Se não segui-la, geralmente vai apresentar problemas psicológicos e ser infeliz. Se segui-la pode enfrentar problemas de rejeição social. Assim, há quem opte por não seguir sua orientação natural, o que não recomendo. Há casos, contudo, que a opção por uma prática não coincidente da orientação pode ser satisfatória para a pessoa, como é o caso de padres que heterossexuais que optam pela assexualidade. Da mesma forma que heterossexuais podem optar pela bissexualidade por recreação. Ou homossexuais podem optar pela heterossexualidade por razões religiosas. Ou seja: existe uma orientação e existe uma opção.

"o medo é o pai da moralidade" concorda?‎

Sim, a moralidade é imposta pela sociedade aos indivíduos por meio de punições ou de supostas punições em uma vida futura que as pessoas são levadas a crer que acontecerá. Já a ética advém da consciência. Daí o comportamento ético ser muito mais valioso do que a moralidade. A ética é uma virtude, a moralidade é um comportamento submisso, portanto não virtuoso. Exceto quando há coincidência entre as prescrições, permissões e proibições morais e os ditames da ética. Mas acatar essa moral ética só é virtude se isso for feito por razão de consciência e não por temor de castigos.

É mt estranho pensar no infinito.. o que veio antes do universo? tudo sempre esteve aqui e nunca teve um ''antes''?‎

Antes do Universo existir não havia nada. Nem "antes". Portanto tudo o que existe não existe desde sempre. Surgiu quando o Universo surgiu. E ele pode ter surgido infinito. Claro que é estranho. Mas menos estranho do que supor que havia algo extrínseco ao Universo para criá-lo a partir de nada. É mais aceitável supor que tenha surgido espontaneamente sem ter do que provir, sem causa e sem propósito.

"Quanto mais se amar, é melhor." Professor, transbordar amor não pode causar obsessão, ou ciúmes doentio, ou qualquer outra coisa negativa?‎

De modo nenhum. Quem ama de verdade não sente ciúme, pois quer o bem do ser amado, mesmo que esse bem seja amar a outrem. Ciúme é sinal de egoísmo e não de amor. Veja isso:
http://ask.fm/wolfedler/answer/51880476445
Não é possível haver nada negativo no amor.

Amor sem retorno se cura com outro amor?‎

O que se cura com outro amor não é o amor e sim a carência de ser amado. Um amor, uma vez estabelecido, é incurável. Mas, para que curar? Quanto mais se amar, melhor. Mesmo que se passe a amar a outra pessoa, não precisa deixar de amar a primeira, a que não corresponde.

Como provar que algo não existe?‎

Não há como provar. O que se considera é que, não havendo evidência e nem prova de que exista, e nem sequer indícios, a grande chance é que, de fato, não exista. Mas não se pode garantir. Esse é o caso de Deus, por exemplo.

O amor deve ser recíproco?‎

É sumamente desejável que seja, para a felicidade de quem ama. Mas, se não for, não se precisa deixar de amar por isso. Pode-se amar unilateralmente e sentir satisfação com isso. Se a necessidade de ser amado for muito grande, pode-se encontrar outro amor que corresponda e amar aos dois. O que não se pode é mendigar amor, pois não se ama por piedade. Amor tem que ser totalmente livre e espontâneo. Não condicionado a nenhuma outra razão senão o próprio amor. E os relacionamentos (que são fatos distintos do amor), para serem significativos e fontes de felicidade, precisam se basear no amor e não em conveniências (sociais e econômicas, por exemplo). Um relacionamento mantido por algum interesse que não seja a curtição recíproca não é um relacionamento honesto e válido. É um engodo. Ninguém deve se unir a ninguém como meio de vida, por exemplo. Cada um que se provenha por si próprio e se una porque gosta, sem que precise.

É possível, então, um buraco negro "sugar" uma galaxia?‎

Sim, mas é difícil. Os buracos negros dos centros das galáxias sugam as estrelas que estão concentradas nesse centro e vão aumentando de tamanho e sugando mais. Mas, à medida que se afasta do centro, a densidade de estrelas diminui e, então, as estrelas passam a ficar além do raio de alcance do buraco negro (para efeito de sucção e não de gravitação, que se estende indefinidamente, como qualquer corpo). Daí, o centro da galáxia ficar com esse buraco negro e uma região vazia em volta, cercada pelo resto da galáxia que orbita esse centro. O resto da galáxia, normalmente, tem uma massa, pelo menos, mil vezes maior do que o buraco negro central, quando existe.

Professor, um buraco negro cresce? Se sim, há um limite que ela possa chegar?

Sim, à medida que ele adquire massa, a partir do que cai nele, seu raio cresce proporcionalmente. Não há um limite para isso. Em verdade, o Universo Observável está no interior de um Buraco Negro. Note que como o raio é proporcional à massa e a densidade é a massa dividida pelo volume, que é proporcional ao cubo do raio, a densidade é inversamente proporcional ao quadrado da massa. Quanto mais massa tiver o Buraco Negro, menos denso ele será.

Qual a finalidade de utilizar "ilo" e "dilo"?‎

Caracterizar a existência de um gênero neutro, não coberto pela língua portuguesa, exceto em palavras como isto, isso, aquilo. Por exemplo, ao se referir ao conceito de Deus, que seria um ser pessoal sem gênero.

Mas você se tornou vegetariano de uma hora para a outra? Não teme adquirir deficiências nutricionais, ou mesmo "cravings" por carnes? E como se comportará em um evento social em que não há opções vegetarianas?‎

Não foi de uma hora para outra. Já venho pensando nos prós e contras há mais de um ano, Minha mulher e vegetariana e me influencia. Acostumei a comer pratos vegetarianos e os aprecio. Não há problemas nutricionais, pelo menos enquanto eu consumir ovos e laticínios. Isso ainda estou pensando se também desisto ou não. Em um evento social, simplesmente eu já vou alimentado e curto o evento sem comer carne nenhuma. Já estou acostumado a essas coisas, pois sou diabético e não posso comer açúcar nem muitos carboidratos. Afinal o mais importante dos eventos não é a comida, mas as conversas. Como também não bebo cerveja, porque não gosto, Se não tiver refrigerante diet, eu não bebo nada. Além disso, como tenho pressão alta, não posso comer coisas muito salgadas. Então, nada de sal, de açúcar, de farinha e de carne. O que sobra? Legumes, verduras, frutas, legumes e alguns cereais, além de ovo e laticínios. Água, chá e café. Mas tomo vinho.

Se o universo tem 13.8 bilhões de anos e a luz viaja a 300.000 km/s, não dá pra calcular o tamanho exato do universo?‎

A questão é que, enquanto a luz trafega através do espaço, o espaço está se dilatando pela expansão cósmica. Isso quer dizer que a localização de um ponto de onde a luz partiu para nos atingir agora, desde 13,8 bilhões da anos, já não está à distância que estava quando a luz saiu de lá. Para saber onde está agora é preciso saber a função que relaciona a taxa e expansão do Universo com o tempo cosmológico, desde que ela começou. Essa informação pode ser obtida pela comparação do desvio para o vermelho dos espectros de emissão e absorção de galáxias em função da distância em que se encontram. Mas, a partir de certa distância, esse desvio é que serve para medir a distância, de modo que não fornece informação. Ela só é conhecida até o ponto em que a distância é capaz de ser medida por outros métodos. A medida de distâncias em cosmologia observacional é um grande problema e revela muita imprecisão. Dai não ser possível estabelecer o raio do Universo Observável com boa precisão. As mais acuradas medidas disponíveis indicam o valor de 46 bilhões de anos-luz para esse raio.

Tente de convencer de parar de comer carne.

O que me convenceu foi o seguinte:
A regra de ouro da ética é a de que não se pode fazer nada a outrem que não se deseje que façam a si mesmo. Isso é uma prescrição de quase todas as religiões e filosofias. Por outro lado eu considero que somos parte da natureza e não há porque diferenciar, eticamente, humanos de outros seres sencientes. Certamente que não queremos que nos matem para comer. Então não podemos matar outros seres sencientes para comer. Mesmo que isso aconteça na natureza, entre animais não conscientes. Mas nós somos conscientes. Portanto, mesmo que animais comam outros animais na natureza não acho que humanos devam comer.

Pessoas contrarias a exploração animal ficam revoltadas com quem apoia a industria de nuggets por financiar q pintinhos sejam jogados vivos em moedores.Se caso alguem queira fazer seus nuggets caseiros, tal com se faz na industria, só que jogando o pintinho no liquidificador.Não estaria no direito?‎

Para seu conhecimento, rendi-me a seus argumentos e me tornei vegetariano. Ainda vou pensar sobre leite e ovos. Não por razões nutricionais, mas por razões éticas. Não acho que razões nutricionais sejam capazes de sustentar o vegetarianismo. Mas éticas sim. Então fique sabendo que defenderei, doravante, a abstinência permanente de carne, o que inclui peixes e frutos do mar. Todavia ainda acho válido matar algum animal em legítima defesa. Isso inclui matar baratas e ratos se eles estiverem ameaçando sua saúde. Mas só nesse caso. De modo geral, acho que baratas e ratos também têm direito à vida. Daí decorre que recomendo que todo mundo se abstenha de comprar carne e frios, de modo que essa indústria venha a se extinguir no planeta em algumas décadas. Então cursos como o de Zootecnia não terão mais razão de existir. Não estou zoando. Estou falando sério mesmo. Só não serei implicante com os carnívoros, do mesmo modo que não implico com crentes e nem com fumantes, que também considero totalmente equivocados em seu comportamento. Todavia me empenharei em demovê-los do carnismo, como procuro demover as pessoas do tabagismo e da crença religiosa. Com caridade, é claro. cumprimento-o por seu trabalho no sentido de fazer isso. Só não aprecio ironia.

Você disse que toda futilidade é ruim. Mas o que é futilidade, para você?‎

Veja isto:
http://ask.fm/LuisaSayuri/answer/113925599196
"A palavra futilidade se refere à falta de valor, sem importância, vulgar, banal, sem sentido, sem nexo, sem noção, vazio. Em suma, é uma pessoa imatura apesar da idade, sem objetivos, cujos pensamentos palavras e atitudes sejam vazias de conteúdo, vazias de cultura, que não se esforçam por crescer, progredir, conhecer, pessoas que só pensam em coisas pequenas, sem sentido, que sonham mais do que realizam, que vivem contando vantagem sem nada ter a apresentar de fato, que não se planejam antes de agir, que não assumem responsabilidades pelas coisas que faz e que diz. Pessoa que não tem importância ou mérito; inútil, superficial, que tem aspecto enganador, que não inspira confiança, não tem constância. É frívola, insignificante, inane, oca, que não tem fundamento nas coisas que diz, profundidade no que faz, tola, pueril, inconsistente, inútil, superficial, pessoa que se ocupa de frivolidades; que é leviana, que age incoerentemente, que se mostra inconstante, volúvel, chocha. Porém não podemos ser hipócritas e dizer que em nenhum momento de nossa vida cometemos ou dissemos algum tipo de futilidade, ora somos seres humanos é normal que erremos, no entanto há pessoas que são realmente presas a aparência e ao medo de como os outros irão vê-la devido a uma situação.
Na verdade podemos encarar da seguinte maneira: Ao invés de perder seu tempo com futilidades, procure reservar seu tempo para atividades que lhe dêem prazer por mais tempo, que possam lhe trazer algum tipo de crescimento. Se caso você é compulsivo por compras, vá até uma livraria e gaste todo seu dinheiro. Vai ser cansativo ler todos aqueles livros, mas, diferentemente de um vestido do Alexandre Hercovich, no próximo verão aqueles livros servirão certinho para você." Luisa Sayuri.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

http://www.astronomosbrasil.com/2014/06/fisico-sugere-que-velocidade-da-luz-e.html Acha que isso seja possível, professor?‎

Sim, mas o que ele está dizendo não é que a velocidade da luz seja menor, mas sim a velocidade líquida da luz, como acontece em um meio refringente. Ou seja, do mesmo modo que a luz se atrasa em um meio por conta das absorções e reemissões, o que causa a refringência, ela se atrasaria, também, no vácuo, por conta das criações e aniquilações de par que apareceriam em seu trajeto. Isso tem que ser checado se, de fato, ocorre.

Qual é a diferença entre Física Quântica e Mecânica Quântica?‎

Física quântica é uma ciência fenomenológica. Mecânica quântica é um modelamento teórico-matemático dos fenômenos quânticos. Mecânica, em muitos lugares, é considerada uma disciplina matemática e não física.

http://www.astronomosbrasil.com/2014/06/e-verdade-que-e-fisicamente-impossivel.html Isso é verídico, Ernesto? É fisicamente impossível tocar em algo?‎

Sim, mas o espaço intra e interatômico não é vazio. É preenchido pelos campos elétricos dos prótons e elétrons e pelos campos magnéticos deles e dos nêutrons. Quando dois corpos estão em contato há uma distância da ordem do tamanho dos átomos entre eles. Mesmo uma faca que esteja cortando a carne.

Ernesto, como se estuda de forma inteligente conteúdos que não são lógico/matemáticos? Como biologia, história, política e filosofia? Como escapar do nível superficial de ler e, com revisões, memorizar?‎

Esse tipo de conteúdo, para ser bem aprendido tem que ser estudado por meio de um projeto de redação de um livro (ou, pelo menos, um capítulo) a respeito. Então se tem que consultar várias fontes e escrever um ensaio a respeito, fazendo citações e argumentando consistentemente, tirando conclusões próprias e apresentando-as. Para isso é preciso que se inteire do assunto com profundidade e abrangência, num nível superior ao que seja exigido saber. Com isso, fatalmente, se saberá o que se almeja. O segredo é ir além do necessário, nunca se contentando com apenas uma fonte de referência. O ideal é que as fontes apresentem visões diferentes e, até, que se contradigam. Então a pessoa é obrigada a tirar suas conclusões.

O que vc acha das pessoas que tem tudo na vida?‎

Para começar é impossível se ter tudo na vida. Digamos que isso esteja significando uma pessoa que tenha muita coisa na vida. Depende. Se ela tem o que tem porque obteve de modo desonesto, é uma criminosa e tem que ser punida e ter os seus bens confiscados. Se obteve de modo honesto não, mas, mesmo assim, acho que não é uma pessoa ética, porque, vendo como a maioria é pobre, deveria usar o que ganhou para diminuir essa pobreza. Não doando (mas podendo o fazer em casos críticos) e sim investindo na geração de trabalho para que muitos se beneficiem, mesmo que deixasse um tanto para seu conforto. Digo conforto e não luxo. Luxo, para mim, não se justifica de modo nenhum. Não deveria existir como algo privado (mas pode existir como algo público a ser fruído por todos). Todo mundo que goza da sorte de ter sido beneficiado pela fortuna tem um débito para com o resto do mundo. Da mesma forma que quem goza da sorte de ter nascido mais inteligente. Precisa usar esses privilégios em prol do bem comum, já que é partícipe da humanidade. A humanidade é como um organismo. Imagine que parte do corpo de alguém esteja doente, mas não todo. Ora, a pessoa tem que cuidar e tratar da parte doente, senão o organismo todo pode perecer. A saúde, o bem estar, a prosperidade, a felicidade de cada um vai depender do todo. Não se pode ficar indiferente ao sofrimento dos outros. Cada um tem a ver com tudo aquilo de que toma conhecimento e precisa agir para diminuí-lo como estiver a seu alcance. Se teve a regalia de ser rico, tem que usar de sua riqueza para o bem do mundo.

O que vc acha de assuntos relacionados ao espaço, astronomia, física?

Superinteressantes. Inclusive é a que dediquei meus estudos e minha atividade profissional.

Vc acha que há uma pressão da sociedade pra todos fazerem faculdade e serem soldadinhos mesmo que a pessoa não querendo seguir o padrão?‎

Uma rematada idiotice. Mas essa pressão é só sobre a classe média estendida a suas interseções com as adjacentes. Não vale para os pobres nem para os ricos de fato. Em verdade a possibilidade de usufruir de uma boa renda com uma profissão de nível técnico ou com um negócio que não exija nível superior pode ser maior do que por meio de uma atividade de nível superior.

Professor, um buraco negro fica parado no espaço ou ele se move (anda)? Não sei como explicar pro Senhor.

Um buraco negro é o remanescente da evolução de uma estrela. Ele continua a se mover da mesma forma que e estrela se movia antes, orbitando o centro de massa da galáxia. E se movendo, com a galáxia, em órbita do centro de massa de seu aglomerado. Além disso, participa da expansão do Universo como tudo o mais. O buraco negro exerce e sofre gravidade como tudo.

Acha que propostas como o Search ExtraTerrestral Inteligence (SETI) são validas? As chances de se encontrar vida inteligente em outros planetas valem a pena o investimento em pesquisas assim?‎

Claro que vale a pena, mesmo que as chances seja muito baixas, como são. Não se podem fazer as coisas pensando economicamente. Essa é uma grande falha do pensamento comum atual: considerar que tudo tem que ser avaliado pelo retorno econômico. É preciso investir em muita coisa a fundo perdido, isto é, sem expectativa de retorno nenhum. É com o sonho que a humanidade revela sua maior glória.

Deus sempre esteve, sempre existiu e sempre foi. Isso é algo que vai além de seus pensamentos pífios professor, que nem sequer chegou a estudar geometria analítica ao nível teórico e dimensional/temporal para ter uma ideia de o que é o universo e como ele funciona. Não é um fato?‎

Para começar, estudei geometria analítica muito bem e fiz mestrado em cosmologia, então tenho uma boa ideia de como o universo funciona. Meus pensamentos, absolutamente, não são pífios. Claro que posso estar enganado sobre a inexistência de Deus, mas tudo o que já estudei e refleti sobre o assunto, exatamente porque era católico e queria conhecer profundamente minha religião, me levam à conclusão de que Deus não existe. Por favor, leia este meu texto:
http://www.ruckert.pro.br/blog/?page_id=3821

A realidade ateia se diz racional mas em grande parte é tão teórica quanto a deísta. Apenas porque os ateus têm uma ausência de dogmas acham que estão totalmente certos e que sua racionalidade é tão estritamente superior à religião que eles não param de citá-la para falar mal da mesma.‎

Dizer que é teórica é, justamente, dizer que é racional. Dogmas não são necessariamente certos e nem errados. O que há de errado com eles é o fato de não admitirem contestação. Há dois tipos de ateus: os céticos e os dogmáticos. Os ateus dogmáticos, de fato, se assemelham aos crentes. Mas os céticos, como eu, não. Eles não são gnósticos e nem agnósticos. Não têm certeza da existência e nem da inexistência de Deus. Mas, como percebem que os indícios são a favor da inexistência, assim consideram. É claro que os ateus têm que contestar as crenças e as religiões, senão seriam incoerentes, do mesmo modo que os religiosos têm que contestar o ateísmo. Do mesmo modo que os crentes e religiosos (não é a mesma coisa, pode-se ser crente sem ter religião, mas todo religioso é crente (não no sentido de neo-pentecostal, mas no sentido em que crê em uma realidade sobrenatural)) consideram que o ateísmo seja um mal, os ateus consideram que a fé e a religião são um mal. E têm bons argumentos para assim pensar, pois a fé e a religião são engodos.

Alguns motivos para não perder sua fé: 1- A teoria da evolução ainda é uma teoria, 2- Coincidências, 3- Valores similares, 4- A própria possibilidade admite a impossibilidade, 5- Causa e efeito, 6- Complexidade irredutível, 7- A perfeição do Universo.‎

1. Ser uma teoria significa, justamente, que é uma hipótese já confirmada.
2. Coincidências não invalidam a evolução.
3. Idem para valores similares.
4. Isso também não tem nada a ver com criacionismo
5. Causa não é uma necessidade para eventos.
6. Não existe complexidade irredutível.
7. O Universo não é perfeito.

O senhor lê ou gosta de quadrinhos? Se sim, poderia citar alguns ou mesmo comentar o que pensa dessa forma de arte (uma vez que há pessoas que a consideram uma "arte menor")?‎

Gosto muito. Mas depende. Meus prediletos são os de Walt Disney, pelos quais aprendi a ler com meu pai aos 4 anos de idade. Tenho revistinhas do Pato Donald e do Mickey desde 1950. Até hoje ainda compro e leio. Também adoro Asterix e Obelix, Não gosto de Super-Heróis e nem de mangás.

Seria ético que a ética tenha caráter universal e independente de contexto? E quanto as culturas que, por exemplo, matam crianças que nascem com deficiências físicas agudas, seria ético interromper esta prática local da cultura?‎

Sim. É o que tem que ser feito. Não há justificativa cultural para crimes. Tradições perversas têm que ser abolidas mesmo. Não é imoral fazer isso nessas culturas, mas essa moralidade está errada. Da mesma forma que a ablação do clítoris em alguns lugares da África, a lapidação de adúlteras (mas não de adulteros) em alguns países muçulmanos e outras práticas similares.

Há grande aprendizado na transição escola-universidade?‎

Há. Se se entrar para uma universidade séria e exigente, como, geralmente, são as públicas e algumas privadas, a grande mudança é na atitude de responsabilidade pessoal. Não há ninguém cobrando e nem instando para que se estude. E ninguém ajuda. Cada um que se vire. Se não der conta ou se não tiver perseverança, azar. Há que se ter uma grande força de vontade, porque é bem mais difícil sair da faculdade do que entrar nela. O sistema é muito competitivo, muito mais do que o vestibular e o ENEM. Porque o sucesso no mercado de trabalho vai depender da genuína competência e não só das notas que se conseguir tirar. Mas estas também valem.

Qual seu posicionamento sobre relacionamentos à distância?‎

Inteiramente válidos e, até mesmo, gratificantes e satisfatórios. Claro que, normalmente, eles envolvem o desejo de se estabelecer o contato pessoal direto. Mas, mesmo que não aconteça, envolvem sentimentos tão profundos e verdadeiros como os relacionamentos ao vivo. Há o problema de alguma das partes estar fazendo um jogo com a outra, mas isso acaba sendo percebido. O que não se pode, não só nos relacionamentos virtuais, mas mesmo nos presenciais, é ficar inteiramente presa dele, de modo a sofrer um grande baque com seu término. Antes de tudo, uma pessoa tem que amar a si mesma e, de certa forma, se bastar, para que todo amor seja um adicional que, por mais bem vindo e excelente que seja, e realmente, é, não seja essencial para a saúde mental da pessoa.

Você tem 6 mil livros na sua biblioteca mas leu 3 mil. Você pretende ainda ler esses 3 mil ?‎

Grande parte dos livros que tenho não são de leitura, mas de consulta, como dicionários, enciclopédias, manuais, compêndios, livros didáticos. Esses não estão incluídos no número dos que disse que li. Eu diria que um terço dos meus livros é de literatura, um terço de física e matemática e um terço de outros assuntos, como filosofia, sociologia, economia, história, geografia, biologia, química, música, artes plásticas, linguística, informática, divulgação científica etc. Mesmo assim há muitos que eu ainda não li. Como estou sempre comprando, isso vai aumentar. Mas não me importo, pois estou montando um patrimônio para disponibilizar para o povo. Será uma de minhas contribuições para o bem do mundo que me fazem sentir que minha vida é significativa. As outras são os filhos que tive, que me fizeram partícipe da corrente de vida que começou com o primeiro coacervado e prosseguirá ainda por bilhões de anos; tudo o que ensinei em meus mais de 40 anos de magistério para milhares de alunos e o que tenho podido difundir pela internet além da ajuda direta que pude fazer a muitas pessoas ao longo da vida.

A moral é moldada de acordo com a sociedade em que você vive, o que se passa ao seu redor e o que você vê. Logo, ela não é certa e nem errada. Então, pra quê segui-la?‎

Sim, não é necessário. Exceto quando as normas morais coincidem com as prescrições éticas, que são independentes do contexto. Há casos, inclusive, que o certo é contrariar a moral, para acatar a ética. Todavia, se as prescrições ou proibições morais não forem anti-éticas e se não implicarem em prejuízo de nenhuma ordem, compensa acatá-las para evitar conflito. Por exemplo, não expor a genitália em público. Além, nesse caso, é claro, do aspecto estético e higiênico.

Memorizar excertos de textos e poemas diversificados desenvolve significativamente o Q.I.?‎

Desenvolve, mas não significativamente. Desenvolve enquanto desafio mental. Mas não é um desafio tão grande. Fazer análise sintática dos poemas desenvolve mais. Ou escrever poemas de acordo com regras rígidas, como um soneto e que, mesmo assim, seja poético, desenvolve mais ainda. Se, além disso, se escrever um poema para se adaptar a uma melodia ou escrever uma melodia para se adaptar a um poema é melhor ainda. A não ser que o poema seja, realmente, muito extenso, como "Os Lusíadas", ou, quem sabe, o "Mahabharata".

Ernesto, na sua opinião, a premissa do argumento cosmológico é verdadeira ("tudo que começa a existir tem uma causa")? Se não o é, poderia me citar exemplos de partículas que surgem do nada, sem uma causa pré-existente?‎

É falsa. Esse foi o meu principal argumento contra o Craig em meus textos de refutação de sua dita "prova" da existência de Deus, em que ele se baseou em Tomás de Aquino, Aristóteles e no Argumento Kalam. O surgimento de pares de partículas e anti-partículas não provém de nada, mas sim do campo do vácuo. O que acontece é que é um evento sem causa, como o decaimento radioativo e a emissão de fótons por átomos excitados. Todos esses eventos possuem uma condição para sua ocorrência, mas não uma causa. Condição possibilita, causa determina. A questão da proveniência se aplica aos eventos que consistam em produção de conteúdo, pois a natureza funciona observando a conservação de vários atributos de seus constituintes, como o total de massa-energia. Todavia, no surgimento do Universo, tal conservação não seria observada, já que ela compara o total do atributo de um sistema em dois momentos e, no surgimento do Universo, não havia momento anterior a que se comparar. Além, é claro, que tais leis só se aplicam ao que existe, e não a uma situação em que nada existe.