quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Minhas profissões


A profissão de uma pessoa pode revelar muito de sua personalidade, cosmovisão, temperamento, inclinações e, até mesmo, caráter. Eu me sentiria realizado em exercer qualquer uma das seguines profissões:
Engenheiro, Físico, Matemático, Astrônomo, Cosmólogo, Professor, Filósofo, Arquiteto, Desenhista, Pintor, Escultor, Escritor, Poeta, Conferencista, Compositor Clássico, Regente, Cantor lírico, Biólogo, Programador, Analista, Piloto de avião ou navio, Marceneiro, ou outras de caráter criativo, teórico e intelectual.
Todavia não tenho vontade nenhuma de atuar como:
Comerciante, Industrial, Banqueiro, Capitalista, Fazendeiro, Médico, Empresário, Dentista, Administrador, Economista, Advogado, Psicólogo, Sacerdote, Contador, Político, Sociólogo, Bancário, Publicitário, Veterinário, Agrônomo, Militar, Policial, Motorista, Desportista, Funcionário burocrático, Agricultor, Comerciário, Industriário, Minerador ou outras que tenham caráter prático e utilitário.
Não que eu tenha objeções a estas últimas, apenas que não se adequam a meu perfil de interesses, habilidades e conhecimentos, além de não se coadunarem com minha visão de mundo.

4 comentários:

Anônimo disse...

Esqueceu uma outras qualidades:
"amigo e conselhador, além, de encantador".Adoro vc.
Retornando ao blog.vou em breve concluir minhas sínteses sobre força "gravitacional loop" ,escreverei sobre ela em sua homenagem em meu blog.
Um brinde á amizade!
Beijos!!!
Lina.

Jane disse...

Querido amigo, eu me vejo num perfil parecido. Gosto de arte e ciência.
Infelizmente, o mundo está prático e imediatista demais e apenas quem tem inclinações muito "terrenas" estão sobrevivendo melhor.
Fico me perguntando o que tem levado este mundo a um estado tão monocromático; o que, exatamente, o reveste com um mesmo tom cinza esverdeado escondendo todas as mais belas cores latentes.
Que cores todos temos! No entanto, a vida humana tem sido regida por regras feitas para cobrir de mofo tudo o que é sublime e belo.

Maldita esta era onde um pedaço de metal vale mais do que a expressão de um sentimento; maldita esta era em que toda a mediocridade tem sido coroada.

Mas há muitos "tolos" que ainda mantém suas cores vivas e brilhantes.

Contaminemos o mundo.

Wolf Edler disse...

Lina e Jane. Vocês são como um "outro eu" feminino e mais jovem. Saibam que tenho uam admiração e um afeto todo especial por vocês. Realmente lamento esta inversão de valores do mundo, esta hipertrofia do espírito pragmático e a exacerbação do lucro imediatista. Onde estão as virtudes contemplativas, a solidariedade, a nobreza de sentimentos e valores, a honestidade, a bondade e a disposição heróica de combater o mal? Onde está Dom Quixote de la Mancha? Isto me lembra música de Chico Buarque tão bem interpretada por Maria Betânia:

http://www.youtube.com/watch?v=3Nr3_AsQrh4

Beijos, queridas amigas.

Anônimo disse...

Como dito, quando tiver tempo dê uma lida, e deixe seu parecer.Espero que gostes :)
Beijos no coração!!
http://abortodepensamentos.blogspot.com/2009/11/inumeraveis-foram-as-descobertas.html

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails