quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Se Stalin matou mais do que Hitler, por que a mídia também não foca nele pra chamá-lo de monstro?

Fiz um levantamento pela internet e verifiquei que Stálin matou nove milhões de pessoas e Hitler o dobro disso. De qualquer modo, como comunista, Stálin desperta em certas pessoas uma condescendência que Hitler não o faz. Trata-se de uma distorção de perspectiva muito grave, que é justificar atos abomináveis se feitos em prol de uma causa de valor. Jamais os fins podem justificar os meios. Causas nobres só podem ser servidas com nobreza. Não importa se seja de direita ou de esquerda, religiosa ou ateísta, liberal ou repressora, capitalista ou socialista, toda atitude e ação cruel e prejudicial a pessoas não pode ser admitida. Ditaduras são execráveis, sejam de Fidel ou Pinochet, de Mao ou Franco. de Lênin ou Mussolini, de Mubarak ou de Chávez.

2 comentários:

Lucas Vilela disse...

9 milhões? Só se for por ano, né?

http://menteconservadora.blogspot.com.br/2009/11/professor-da-universidade-do-hawaii-diz.html

Ernesto von Rückert disse...

Não conhecia esse levantamento. De qualquer modo, não importa se Stálin ou Hitler mataram mais. Ambos foram facínoras terríveis e não há causa nenhuma que justifique seus crimes. O comunismo é um ideal nobre, mas não o que se fez na União Soviética, que não foi comunismo coisa nenhuma, mas um socialismo de estado despótico.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails